Você está na página 1de 5

A ENCRUZILHADA DA VIDA

Deuteronômio 1:19-26

Encruzilhada é lugar de decisão. Cada direção leva para um destino diferente. E


parece-me que vacilação é o problema de muita gente. E é a respeito dessas
pessoas que o apóstolo Tiago escreve: “Aquele que duvida é semelhante a onda
do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte”. (1:6)

Uma pessoa insegura está constantemente sobre o muro, pensando para que
lado vai pender. A maioria das pessoas tem áreas da vida em que acha difícil
tomar decisões definidas. Muitas vezes a dificuldade em se escolher o caminho
tem sua origem na infância.

Alguns pais insistem em tomar todas as decisões em lugar de seus filhos. Isso
está correto quando as crianças estão pequenas, porém já cedo precisam ser
ensinadas a tomar as decisões mais simples. As crianças devem ser ensinadas a
decidir, a fazer escolhas sábias e a serem paulatinamente independentes. Isso
faz parte do crescimento e do desenvolvimento do caráter.

12 espias foram enviados à terra prometida, para observá-la, antes de ser


ocupada pelo povo. Dez dos doze espias voltaram dizendo que era impossível ir
avante, isso por causa dos gigantes que ali habitavam. Dois entre eles, Josué e
Calebe, formavam a minoria, mas declararam que embora houvesse gigantes na
terra, Deus estava lá.

A decisão da maioria prevaleceu, e uma nação inteira recuou de Cades-Barnéia


para morrer no deserto. A vida muitas vezes se encontra nas encruzilhadas, as
encruzilhadas existem, mas precisamos saber tomar a decisão correta…
I- Porque nossas decisões determinam nosso destino

Dos 12 espias, 10 tomaram a decisão de não entrar na terra, e todo o


povo ficou com eles. Decidiram voltar para o deserto… deixaram a terra
prometida para voltar, talvez por covardia, isso é falta de fé, por não querer
enfrentar os obstáculos que viram na terra – eram gigantes. E como
conseqüência daquela triste decisão todos morreram no deserto exceto Josué e
Calebe… Diz o texto: “Ouvindo pois o Senhor a voz das vossas palavras,
indignou-se e jurou dizendo: nenhum dos homens desta maligna geração verá
esta boa terra… salvo Josué e Calebe, porquanto perseveraram em seguir-me”
(v. 34-36). Você pode estar agora em uma Cades-Barnéia moderna. A sua
decisão determinará o seu destino: o deserto ou a terra prometida. Não perca
tempo nas encruzilhadas. A vida consiste da soma total de nossas decisões. A
vitória vem quando a mente indecisa se firma na direção certa… É portanto
necessário que tomemos a direção certa.

1- QUANTO A SER FIEL AO SENHOR – Neste sentido encontramos


muitas pessoas vacilantes, ainda não tomaram uma decisão sincera de servir
ao Senhor de ser-lhe fiel. “Então, escolhei hoje a quem sirvais porém, eu e a
minha casa serviremos ao Senhor”. Parece-me que a encruzilhada entre servir
ao Senhor com fidelidade e serví-lo mais ou menos tem sido um grande
obstáculo em nossos dias. Há muitas pessoas em cima do muro, sem saber
para que lado pender. A encruzilhada é: continuo minha vida cristã ou volto
para o mundo? Vou para a terra prometida ou volto para o deserto? Acredito
ou não acredito nas promessas de Deus? Nosso futuro depende da decisão que
tomamos hoje. Precisamos tomar direção certa se queremos as bênçãos de
Deus sobre nossas vidas.

2- É NECESSÁRIO TOMAR A DECISÃO CERTA QUANTO AO


COMPANHEIRO OU COMPANHEIRA – Esta é uma decisão para a vida
toda. E precisamos saber o que Deus diz a esse respeito. O que ensina a Bíblia
sobre casamento? “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis”. Mais
uma vez encontramos pessoas na encruzilhada, e infelizmente, muitos estão
tomando direções erradas, diferente daquilo que a Bíblia ensina. E a decisão
de hoje determina o dia de amanhã. Para escolha de um companheiro ou
companheira deve-se ter sabedoria divina, pois muitos não pensam nas
conseqüências, e qualquer pessoa que aparecer serve, há os que deixam até a
Igreja e Deus por causa de um casamento. Coitados! Não sabem a decisão que
estão tomando, vão apanhar tanto! Estão voltando ao deserto. Não se case com
pessoas que não souberam esperar o tempo próprio.
3- É NECESSÁRIO TOMAR A DECISÃO CERTA QUANTO A
PROFISSÃO – Ao invés de pensar em casamento na adolescência, devia-se
pensar na profissão. Devemos ter cuidado para não ficar perdendo tempo na
encruzilhada. Muitos vivem apertados e passando necessidade hoje e até fome,
porque não souberam fazer a escolha certa na hora certa. Quando deveriam
estar estudando escolhendo a profissão, foram namorar e casar. Não podemos
nos dar ao luxo de perder tempo, tomar decisões erradas e depois pedir a Deus
que abençoe. Precisamos tomar decisões sábias, porque elas determinam
nosso futuro. Não podemos tomar decisões, impensadas para viver o resto da
vida sofrendo e gemendo. Quantas pessoas estão sofrendo hoje porque não
souberam tomar a direção certa quando se encontravam na encruzilhada. E
outros serão sofredores amanhã porque hoje estão tomando direções erradas…
a vida, a carreira, a família de uma pessoa ou o bem estar de uma nação
podem estar em jogo, quando nos encontramos nas encruzilhadas da vida e
vacilamos nas decisões.

II- Porque a decisão revela o conhecimento e dependência que temos de


Deus

Parar na encruzilhada mostra que estamos indecisos, que estamos coxeando


entre dois pensamentos, não temos firmeza e nem segurança; não sabemos
ainda o que queremos na vida. Aqueles que estão parados na encruzilhada da
Cades-Barnéia, precisam despertar, e tomar a decisão correta. “A ninguém, a
não ser Josué e Calebe, foi permitido entrar na terra prometida” – Porque?
Foram os únicos que tinham real conhecimento e dependência de Deus.
Decisões na vida só devem ser tomadas depois que Deus for levado em
consideração. Somente com Deus existe maioria. Há duas palavras de peso na
Bíblia: MAS DEUS. Ele faz toda diferença. Não avance a menos que Ele
esteja com você! Não tome nenhuma decisão sem ter a certeza que Deus está
com você. Israel parou em Cades-Barnéia, os 12 espias foram enviados a terra,
10 voltaram com a decisão “Não poderemos entrar”. Eram a maioria e o povo
decidiu com a maioria e voltaram para o deserto. Mas Deus não estava com a
maioria, Deus estava com Josué e Calebe. Eles viram os gigantes na terra,
MAS DEUS estava lá, podemos entrar, a terra é boa. Algumas lições
aprendemos com esta experiência… 1- A VOZ DO POVO NÃO É A VOZ
DE DEUS – O povo, em sua maioria não sabe tomar decisões corretas e nem
mede as conseqüências das decisões tomadas. As pessoas são muito iludidas, e
são levadas pelos seus próprios sentimentos. A maioria não pode tomar
decisões corretas porque lhe falta o conhecimento e a dependência de Deus.
Precisamos ter cuidado porque não é o que a maioria faz que revela a vontade
de Deus. Não temos que ir pela maioria, não temos que aceitar a decisão da
maioria, porque a maioria não tem Deus. A minoria torna-se maioria com
Deus. A maioria voltou para o deserto e morreu… só entraram na terra Josué e
Calebe dos que saíram do Egito de 20 anos para cima. Como conhecedores de
Deus precisamos ter cuidado, pois não é porque a maioria mente, bebe, fuma,
adultera, que vamos aprovar esta conduta. Não é porque a maioria dos jovens
e adolescentes namoram e se prostituem, que vamos fazer o mesmo. Não é
porque a maioria vive na prostituição que devemos aceitar este padrão de vida.
Deus não muda, Deus continua sendo Deus, e enquanto Deus é Deus, pecado
continua sendo pecado e não deixará de ser pecado. Deus faz a diferença!
Mesmo que eu esteja sozinho com Deus, sou a maioria. Nossas decisões são
de acordo com o conhecimento que temos dEle. Decisão certa é destino certo;
decisão errada, destino errado. As decisões que tomamos hoje determinam
nosso futuro. 2- PARA O CRENTE, A BÍBLIA É A VOZ DE DEUS – O que
Ele disse, está dito. Ninguém tem o direito de mudar a palavra de Deus e nem
pode fazê-lo. Como crentes, precisamos sair das encruzilhadas da vida,
orientados e dirigidos pela palavra de Deus. Como há incrédulos entre o povo
de Deus! Como há falta de conhecimento de Deus hoje! Como falta a
dependência no povo a Deus! E por isso as decisões estão saindo erradas, e
por causa de decisões erradas muita gente está sofrendo… A Bíblia é a voz de
Deus, mas muitos não estão interessados no que ela diz, acham até que a
palavra é ultrapassada… e tomam decisões sem Deus, e tudo sai errado. Suas
decisões revelam o quanto conhecem de Deus e o quanto dependem dEle.
Onde não há visão correta, o povo perece se corrompe, morre…

Conclusão

Você está em uma encruzilhada? Precisas decidir e não sabes como? Se


desejas um futuro brilhante, se desejas ser bem sucedido em teus
empreendimentos, em tua vida, em tua família, tome decisões certas hoje,
porque são as decisões do dia a dia que determinam o futuro. As decisões não
são tão fáceis, mas quando temos conhecimento de Deus e de Sua vontade não
tomamos decisões erradas, impensadas… Deus faz a diferença em nossa vida.
O que leva alguém a demorar nas encruzilhadas da vida é o endurecimento do
coração quanto ao aceitar ou não a vontade de Deus para sua vida. Meu irmão,
minha irmã, meu amigo, não coloque em jogo toda sua vida, seu futuro e de
sua família por decisões mal tomadas… não coloque em jogo a eternidade por
falta de uma decisão sincera de servir a Cristo. Não coloquem em jogo a vida
sentimental por uma decisão errada quanto ao futuro companheiro ou
companheira. Devemos tomar decisões baseadas na palavra de Deus. Cades-
Barnéia não é o nosso lugar, muito menos o deserto amargo e sofrido, mas
Deus reservou a terra que mana leite e mel. Não é sábio demorar nas
encruzilhadas da vida, pois as convicções enfraquecem. Ló demorou e perdeu
tudo Gn. 19:16; muitos outros tem demorado e perderam. Satanás nos tentará
convencer de que ainda há muito tempo. Mas se Deus lhe tomar a vida
enquanto está esperando ou demorando? Estarias perdido para sempre!