Você está na página 1de 20

Projecto Escola da

Energia

PROTÓTIPOS COM ENERGIA

RELATÓRIO DE PROJECTO- 2010

1
IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO

Nome do protótipo: Maquete “Casa Ecológica”

Estabelecimento de ensino: Escola Secundária do Lumiar

Professor responsável: Prof. Yolanda Pinto

Equipa: Profs. Yolanda Pinto, Mª de São Luís, Lurdes Costa; Alunos Bruno Almeida nº5, Diogo Luz nº7,

Jorge Carvalho nº15, José Moreira nº17 da turma A do 12º ano.

Estimativa de alunos envolvidos: 20

Nível(is) de ensino envolvido(s): 8º e 12º anos

Disciplinas envolvidas: Área de Projecto, Química(12º)

2
DESCRIÇÃO E APLICABILIDADE DO PROJECTO

O Protótipo consiste numa Maquete intitulada “Casa Ecológica”.

A maquete tem como objectivo sensibilizar a comunidade escolar para as medidas de


eficiência e aproveitamento energético que se podem aplicar a um edifício, assim como,
para demonstração futura, em ambiente de sala de aula, para explicar a distinção entre
painel solar e colector solar térmico.

O Protótipo contém, para cumprir o objectivo proposto, várias medidas e elementos


que, quando aplicados, melhoram a eficiência energética do edifício.

Todos os elementos que acrescentámos tiveram em vista dois princípios básicos:


- Optimização do uso do ambiente envolvente;
- Potenciação dos ganhos caloríficos e solares no edifício.
(Continua…)

3
DESCRIÇÃO E APLICABILIDADE DO PROJECTO

Nomeadamente, a maquete contém: dois painéis solares totalmente funcionais que,


utilizando a energia solar, fornecem energia eléctrica ao modelo; um colector solar
totalmente funcional, que, utilizando a energia solar, aquece a água corrente do modelo;
paredes laterais duplas, preenchidas com poliestireno expandido, impedindo perdas de
calor e melhorando a eficiência térmica e sonora do edifício; uma parede de Trombe,
que tem a capacidade de acumular o calor durante o dia e transmitir de noite o calor
acumulado para o interior dos espaços, aumentando assim o conforto térmico; um
sistema de recolha das águas da chuva, de modo a reutilizar a água; vidros duplos e
incolores em todas as janelas do modelo, de modo a melhorar o isolamento térmico e
sonoro; apenas um chuveiro, em detrimento de uma banheira, de modo a prevenir o
desperdício de água; electrodomésticos de categoria energética classe A, na cozinha do
modelo, de modo a incentivar a poupança de energia; estores reguláveis de modo a
potenciar os ganhos e diminuir as perdas térmicas da casa; ecopontos para incentivar a
recolha selectiva de resíduos e, por fim, a localização das salas de ocupação
permanente que se encontram orientadas a sul, potenciando os ganhos de calor no
Inverno a partir da insolação directa.
É de assinalar que variados materiais foram reutilizados para a elaboração de certos
elementos da maquete, nomeadamente todo o interior da maquete e o colector solar
térmico, totalmente feito a partir de materiais reutilizados.
4
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO

O protótipo referido teve duas fases de construção, a primeira de planeamento do


protótipo em si e uma segunda de construção da maquete.
Na primeira fase, como referido, idealizámos e desenhámos a planta do edifício. Durante
um mês, a equipa reuniu-se várias vezes de modo a conseguir arranjar maneira de
construir o que queríamos de forma económica, rápida e fácil. Foi algo difícil planear a
construção de alguns elementos, tais como o colector solar térmico, para o qual
tínhamos de arranjar os materiais certos e de como iria funcionar. Outro dos elementos
que nos demorou algum tempo a planear foi o sistema de recolha de água da chuva,
com o qual tivemos diversas dificuldades. Nomeadamente com a recolha da água no
telhado. Conseguimos resolver este problema colocando uma caleira que recolhe a água
escoante do telhado, armazenando-a depois num recipiente colocado para o efeito, no
solo. Criámos também a parede de Tombe de forma bastante original, fazendo uns
cortes na parede e colocando uma tampa de uma caixa de plástico (caixa de chocolates)
a fazer de vidro protector da caixa de ar, que na prática faz exactamente a mesma coisa
que uma parede de Trombe real. Finalizámos esta fase idealizando como seriam as
divisões do edifício e como as iríamos construir com materiais reutilizados. No final
tínhamos como resultado uma planta de uma casa de 3 andares, com cozinha, sala e
quartos totalmente feitos em adição a todos os elementos de eficiência e
aproveitamento energético referidos anteriormente.(Continua…)
5
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Descreva, de forma sucinta, os passos da construção do protótipo)

Após o fim desta primeira fase de planeamento, começámos a construir a maquete em


si. A primeira montagem, a das fundações, paredes e telhado foi bastante prática e
rápida, com a execução perfeita do previamente planeado. Após esta primeira
construção passámos à elaboração das divisões interiores, procurando os materiais
reutilizáveis que previamente tínhamos planeado usar. Esta parte da construção já
demorou mais tempo, dado que não conseguimos todos os materiais que pretendíamos,
recorrendo à nossa capacidade de improviso e criatividade para terminar esta parte da
construção. Mesmo com as dificuldades encontradas, as divisões que construímos
ficaram bastante boas esteticamente. Depois da finalização das divisões, começou-se a
construção de todos os outros elementos restantes, tais como a instalação eléctrica, o
colector solar térmico e o sistema de recolha de água, tal como foi projectado. Esta fase
de construção já foi algo demorada, com o cumprimento do plano estipulado e com a
finalização da maquete dentro do prazo estipulado.

6
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Registo fotográfico das diferentes fases do projecto)

Fotografia

Fase de planeamento – plano/planta digital.

Fotografia

Fase de Construção – colagem das paredes da maquete.

Fotografia

Fase de Construção – elementos da equipa a trabalhar na colocação do poliestireno expandido de


modo a construir as paredes duplas.

7
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Registo fotográfico das diferentes fases do projecto)

Fotografia

Fase de construção – Colocação das cortinas no quarto.

Fotografia

Fase de construção – Montagem dos pisos da maquete.

Fotografia

8
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Registo fotográfico das diferentes fases do projecto)

Fotografia

Fase de construção – Corte das paredes laterais do protótipo.

Fase de construção – Utilização de acetatos para a aplicação dos vidros.

9
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Registo fotográfico das diferentes fases do projecto)

Fotografia

Fase de construção – elaboração da parede de Trombe.

Fase de construção – Construção dos ecopontos.

10
ENVOLVIMENTO DOS ALUNOS
(Breve descrição do nível de participação/interesse dos alunos no
desenvolvimento do projecto. Pode fazer-se acompanhar de fotografias)

A comunidade escolar mostrou-se bastante interessada no projecto apresentado, sendo


que a equipa envolvida conseguiu a ajuda de diversos outros alunos de turmas do
ensino básico, assim como professoras, tanto na construção da maquete como na
recolha de materiais reutilizados.
Embora tenha havido alguma colaboração nas fases referidas, a grande participação por
parte da comunidade escolar ocorreu no dia 27/5/10, dia aberto da Escola Secundária
do Lumiar, no qual a nossa equipa expôs a maquete numa das salas dedicadas ao
Ambiente. Nessa sala também se encontrou uma legenda, elaborada pela nossa equipa,
onde se poderia ler a descrição de cada alteração executada no edifício. Grande parte da
comunidade compareceu à exposição, onde a nossa equipa também se encontrou, de
modo a esclarecer dúvidas ao público, sendo que vários alunos e professores
congratularam a nossa equipa pelo projecto apresentado.
No geral a participação e interesse da comunidade escolar foi bastante positiva.

11
MATERIAIS UTILIZADOS
(Descrição dos materiais utilizados. Indicar se foram utilizados materiais
reutilizados, reciclados ou ecológicos)

Foram utilizados para a elaboração da maquete diversos materiais, sendo utilizados na


maioria materiais reutilizados.
Especificando os materiais, foi utilizado, para a elaboração das paredes, do telhado e
vidros, K-line, esferovite (poliestireno expandido) e acetatos.
Para a construção do mobiliário interior, foram reutilizados materiais tais como papel,
cartão, tecido,….
Finalmente para a construção dos elementos específicos do edifício, reutilizámos
materiais tais como, caixas de chocolates para a parede de Trombe; tubos, palhinhas e
latas para o colector solar térmico; recipientes para o sistema de recolha de água e
pacotes de leite para a caleira e para os estores reguláveis.

12
TEMPO DE EXECUÇÃO
(Tempo percorrido desde o início dos trabalhos até à conclusão do protótipo,
fazendo referência às diferentes fases do projecto)

O projecto, na sua totalidade, demorou 3 meses a concluir. Sendo que a primeira fase,
de idealização/planeamento teve a duração de 1 mês e a segunda fase de construção
teve a duração de 2 meses.

CUSTOS DO PROJECTO

Painel Solar – 15€


K-line – 20€

TOTAL: 35€
13
OUTRAS INFORMAÇÕES/OBSERVAÇÕES

É de assinalar que o protótipo apresentado não se encontra totalmente finalizado,


devido a atrasos na entrega do painel solar (devido ao fecho dos aeroportos) e em
alguma dificuldade de executar de forma prática certas ideias projectadas anteriormente
no protótipo.

14
FOTOGRAFIA(S) DO PROTÓTIPO
(Fotografia(s) do protótipo como será apresentado a concurso)

15
FOTOGRAFIA(S) DO PROTÓTIPO
(Fotografia(s) do protótipo como será apresentado a concurso)

16
FOTOGRAFIA(S) DO PROTÓTIPO
(Fotografia(s) do protótipo como será apresentado a concurso)

17
FOTOGRAFIA(S) DO PROTÓTIPO
(Fotografia(s) do protótipo como será apresentado a concurso)

18
FOTOGRAFIA(S) DO PROTÓTIPO
(Fotografia(s) do protótipo como será apresentado a concurso)

19
FOTOGRAFIA(S) DO PROTÓTIPO
(Fotografia(s) do protótipo como será apresentado a concurso)

20