Você está na página 1de 8

Captulo 9

Potncia em circuitos
trifsicos
9.1. Potncias aparente e ativa
em carga trifsica
Duas cargas trifsicas: Y e .
Za
a a

Zb Zab
b b
n Zca
Zc Zbc
c c

(b)
REGRA BSICA (GENRICA):
A potncia total fornecida a uma
carga trifsica igual soma
das potncias em cada impedncia
da carga.
CARGA Y:
S 3Y = S a + S b + S c = an I A + bn I B + cn I C
Carga :
S 3 = S ab + S bc + S ca = ab I ab

+ bc I bc

+ ca I ca

LEMBRETE:
TENSES de FASE e de LINHA:
an = U f 0 V ab = U 30 V
bn = U f 120 V bc = U 90 V
cn = U f 120 V ca = U 150 V
U = 3 U f .
NOTAO: O subscrito f represen-

ta valor de fase e o subscrito


representa valor de linha.
A letra maiscula sem acento
corresponde ao valor eficaz, e,
a letra maiscula com acento
circunflexo corresponde ao fasor
da grandeza eltrica.
Para cargas equilibradas:
Z = Z
CARGA Y:
I = an = I
A
Z A
I = bn = I ( 120 )
B
Z A
I = cn = I ( + 120 )
C
Z A

S 3Y = U f 0 I + U f 120 I ( + 120 ) + U f 120 I ( 120 )

U
S 3Y = 3.U f .I = 3. .I = 3 .U .I VA
3

S 3 = 3 .U .I VA
Carga :

I = ab = I ( 30 ) A
ab f
Z
I = bc = I ( 90 )
bc
Z
f A
I = ca = I ( 150 )
ca
Z
f A
I
S 3 = 3.U .I f = 3.U . = 3 .U .I VA
3

S 3 = 3 .U .I VA

Para cargas trifsicas


equilibradas em Y ou
S 3 = 3 .U .I VA
o ngulo da impedncia da carga

Potncias ativa e reativa trifsicas:

P3 = 3 .U .I .cos W

Q3 = 3 .U .I . sen VA
Exemplo 9.2
Fonte trifsica 13,8 kV alimenta uma
carga equilibrada em Y com impedncia
ZC = 200 + j50 por fase atravs de uma
linha de transmisso com impedncia
Z LT = j10 por fase.
linha de
transmisso carga
A ZLT a Zc

B ZLT b Zc
fonte
13,8kV Zc
C ZLT c

N n

Obter:
a) a corrente de linha;
b) a tenso na carga e a queda de tenso
na linha;
c) a potncia aparente entregue carga;
d) a potncia aparente fornecida pela
fonte;
e) as potncias ativa e reativa consumidas
pela linha;
f) o fator de potncia da carga e o fator
de potncia visto pela fonte.
Soluo:
a)Como a carga equilibrada, pode-se
calcular somente as tenses e correntes
para uma das fases. As tenses e
correntes das outras fases podem ser
obtidas levando em conta as defasagens
apropriadas, j que seus valores eficazes
so os mesmos.
13,8
AN = 0 kV
3
Corrente na fase A:
AN
I A = = 38,16 16,7 A
ZC + Z LT

b) Tenso de fase na carga:


an = Z C I A = 7 ,87 2,66 kV

Queda de tenso na linha de transmisso:

LT = AN an = 381,673,3 V

AN
2,66o
16,7o LT
an
A
Diagrama fasorial da fase A
c) Potncia aparente na carga:
S C = 3.U an .I A = 900 ,5 kVA

d) Potncia aparente na fonte:

S F = 3.U AN .I A = 912 kVA

e) Potncia complexa na linha de


transmisso:
S LT = 3. LT .I A = 43,790 kVA
PLT = 0 QLT = 43,7 kVA

A perda de potncia na linha corresponde a


pouco mais de 4% da potncia fornecida
pela fonte.

O fator de potncia da carga igual ao


cosseno do ngulo de defasagem entre a
tenso da fase A e a corrente na fase A :
[ ] [ ]
fp c arg a = cos an I A = cos ( 2,66 ) ( 16,7 ) = 0 ,970

e tambm corresponde ao cosseno do ngulo


da impedncia da carga, ou seja:

XC 50
fp c arg a = cos tg 1 = cos tg 1 = 0 ,970
RC 200
Fator de potncia na fonte:
( ) ( )
fp fonte = cos AN I A = cos ( 0 ) ( 16,7 ) = 0,958

Como a impedncia da linha


puramente indutiva, o fator de
potncia visto pela fonte
menor do que o fator de potncia
da carga.