Você está na página 1de 8
QUINTA-FEIRA, 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1861

QUINTA-FEIRA,

07

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1861

Versão na internet folhaextra.com

Versão na internet folhaextra.com

QUINTA-FEIRA , 07 DE DEZEMBRO

DE 2017 - ANO 14 - Nº 1861 - R$ 1,00

, 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - ANO 14 - Nº 1861 - R$ 1,00 A

A

1

07 DE DEZEMBRO DE 2017 - ANO 14 - Nº 1861 - R$ 1,00 A 1
FOLH AEXTRA
FOLH
AEXTRA

O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ!

O JORNAL DO NORTE PIONEIRO E CAMPOS GERAIS

DIRETOR ALCEU OLIVEIRA DE ALMEIDA

É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ! O JORNAL DO NORTE PIONEIRO E CAMPOS GERAIS

W. BRAZ

Prefeitura inicia campanha “Natal Encantado”

A prefeitura de Wenceslau Braz iniciou na noite de terça-feira (05) a campanha Natal Encantado, que trará diversas ativida- des ao município neste fim de ano. No lançamento da campa- nha dezenas de pessoas, especialmente crianças, participa- ram da chegada do Papai Noel, que teve sua casa montada na praça da matriz. Vale lembrar que o bom velhinho ficará ali das 19h às 23h diariamente. Página A8

DIVULGAÇÃO

ali das 19h às 23h diariamente. Página A8 DIVULGAÇÃO Salto do Itararé realiza audiência pública sobre

Salto do Itararé realiza audiência pública sobre Plano Municipal de Educação

FOLHA EXTRA

pública sobre Plano Municipal de Educação FOLHA EXTRA Na última semana, a Câmara de Vereadores de

Na última semana, a Câmara de Vereadores de Salto do Itararé promoveu uma audiência pública sobre o Plano Municipal de Educação, o trabalho será continuo nos próximos dez anos e terá avaliação para verificar o andamento das metas e dos indicadores, o processo é árduo, mas deve garantir a arrecadação de recur- sos junto ao Governo do Estado. Páginas A3

MILAGRE

Motorista sai ileso após capotamento na PR-092

MARCELO AGUIAR - FOLHA EXTRA

após capotamento na PR-092 MARCELO AGUIAR - FOLHA EXTRA A manhã desta quarta-feira (6) começou com

A

manhã desta quarta-feira (6) começou com mais um acidente na PR-092. Des-

ta

vez, um capotamento envolvendo uma caminhonete GM/S10 foi registrado no

KM-264 próximo ao bairro Turma 9, município de Wenceslau Braz, por volta das

9h. Páginas A5

+ EDUCAÇÃO

Jaguariaíva comemora expansão de polo do Instituto Federal do Paraná

DIVULGAÇÃO

de polo do Instituto Federal do Paraná DIVULGAÇÃO O Campus do Instituto Federal do Paraná de

O Campus do Instituto Federal do Paraná de Jaguariaíva (IFPR) vai ser expandido. A primeira construção imediata é uma quadra esportiva no valor de R$ 260 mil. Página A4

(IFPR) vai ser expandido. A primeira construção imediata é uma quadra esportiva no valor de R$
(IFPR) vai ser expandido. A primeira construção imediata é uma quadra esportiva no valor de R$

A

2

EDITAIS

A 2 EDITAIS QUINTA-FEIR A , 07 DE DEZEMB R O DE 2017 - ED.1861 CÂMARA

QUINTA-FEIR A ,

07

DE

DEZEMB R O

DE

2017

-

ED.1861

2 EDITAIS QUINTA-FEIR A , 07 DE DEZEMB R O DE 2017 - ED.1861 CÂMARA DE

CÂMARA DE JABOTI

A , 07 DE DEZEMB R O DE 2017 - ED.1861 CÂMARA DE JABOTI Artigo JUNDIAÍ

Artigo

JUNDIAÍ DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAI DO SUL Estado do Paraná RATIFICAÇÃO DO ATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº

32/2017

Ratifico o ato da Comissão de Licitação, nomeada através da Portaria nº. 140 de 11 de julho de 2017, que declarou Dispensável a Licitação para Aquisição de materiais diversos de consumo, insu- mos, irrigação e matérias para cercamento do Viveiro Municipal, para iniciar a produção de mudas, conforme solicitação realizada pelo Departamento Municipal de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambi- ente, com fundamento no Art. 24, Inciso II. No valor de R$ - 7.271,00 (sete mil duzentos e setenta e um reais), em favor da Empresa O.L. Campos Produtos Agrícolas – EPP – CNPJ08.333.615/0001-41, face ao disposto no Art. 26 da Lei nº 8.666/93, uma vez que o processo se encontra devidamente instruído. Publique-se Jundiaí do sul – PR, 05 de dezembro de 2017. Eclair Rauen Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAI DO SUL Estado do Paraná RATIFICAÇÃO DO ATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº

33/2017

Ratifico o ato da Comissão de Licitação, nomeada através da Portaria nº. 140 de 11 de julho de 2017, que declarou Dispensável a Licitação para Aquisição de Palanque tratado de Eucalipto para cercamento do Viveiro Municipal, para iniciar a produção de mudas, conforme solicitação realizada pelo Departamento Municipal de Agri- cultura, Abastecimento e Meio Ambiente, com fundamento no Art. 24, Inciso II. No valor de R$ - 4.900,00 (quatro mil e novecentos reais), em favor da Empresa Nortverde Com. de Produtos Agropecuários Ltda – ME – CNPJ: 09.245.344/0001-35, face ao disposto no Art. 26 da Lei nº 8.666/93, uma vez que o processo se encontra devidamente instruído. Publique-se Jundiaí do Sul – PR, 06 de dezembro de 2017 Eclair Rauen Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAI DO SUL Estado do Paraná RATIFICAÇÃO DO ATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº

34/2017

Ratifico o ato da Comissão de Licitação, nomeada através da Portaria nº. 140 de 11 de julho de 2017, que declarou Dispensável a Licitação que Aquisição de Máquinas e ferramentas para realizar a manutenção em obras públicas com o intuito de conservá-las, as quais também serão utilizadas na execução dos projetos de urbanização do município com a finalidade de torná-lo mais atraente e acolhedor aos munícipes e visitantes, conforme solicitação realizada pelo Departa- mento de Habitação, Urbanismo e Obras Públicas, com fundamento no Art. 24, Inciso II. Valor Total para a Aquisição do objeto requis- itado é de R$ - 3.647,00 (três mil seiscentos e quarenta e sete reais), em favor da empresa Laje Materiais de Construções Ltda – ME – CNPJ nº 15.264.624/0001-93, face ao disposto no Art. 26 da Lei nº 8.666/93, uma vez que o processo se encontra devidamente instruído. Publique-se Jundiaí do Sul – PR, 06 de dezembro de 2017 Eclair Rauen Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAI DO SUL Estado do Paraná RATIFICAÇÃO DO ATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº

35/2017

Ratifico o ato da Comissão de Licitação, nomeada através da Portaria nº. 140 de 11 de julho de 2017, que declarou Dispensável a Licitação para Aquisição de camisetas para a solenidade de for- matura dos alunos do 5º Ano da Escola Municipal Professora Vilma Vieira Pereira Marques que participam do PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência, conforme so- licitação realizada pelo Departamento Municipal de Educação., com fundamento no Art. 24, Inciso II, no valor de R$ -998,30 (novecen- tos e noventa e oito reais e trinta centavos),, em favor da Empresa Confecções Tzuka Ltda - ME – CNPJ nº 11.991.097/0001-68, face ao disposto no Art. 26 da Lei nº 8.666/93, uma vez que o processo se encontra devidamente instruído. Publique-se Jundiaí do Sul – PR, 06 de dezembro de 2017 Eclair Rauen Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAI DO SUL Estado do Paraná RATIFICAÇÃO DO ATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº

36/2017

Ratifico o ato da Comissão de Licitação, nomeada através da Portaria nº. 140 de 11 de julho de 2017, que declarou Dispen-

sável a Licitação que Aquisição de ventiladores para instalação no posto de Saúde São Miguel, no Pronto Atendimento e no prédio do Departamento Municipal de Saúde, conforme solicitação realizada pelo Departamento Municipal de Saúde, com fundamento no Art. 24, Inciso II. Valor Total para a Aquisição do objeto requisitado é de R$ - 1.698,35 (um mil seiscentos e noventa e oito reais e trinta e cinco centavos), em favor da Empresa L. de Lima Minimercado - Me – CNPJ nº 05.979.427/0001-05, face ao disposto no Art. 26 da Lei nº 8.666/93, uma vez que o processo se encontra devidamente instruído. Publique-se Jundiaí do Sul – PR, 06 de dezembro de 2017 Eclair Rauen Prefeito Municipal

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ DO SUL

RERRATIFICAÇÃO

Na publicação da Portaria nº. 187/2017, no Jornal Folha Extra, edição de nº. 1852, página A 6, do dia 23/11/2017, onde se lê: Gabinete do Prefeito do Município de Jundiaí do Sul – PR, 27 de outubro de 2017, leia-se Gabinete do Prefeito do Município de Jundiaí do Sul – PR, 22 de novembro de 2017

Gabinete do Prefeito do Município de Jundiaí do Sul-PR, 06 de dezembro de 2017.

Eclair Rauen

Prefeito Municipal

CONSELHO MUNICIPAL DE AS- SISTÊNCIA SOCIAL DE JUNDIAÍ DO SUL – PR

RESOLUÇÃO Nº 015/2017

Súmula: Aprova o Termo de Adesão e o Plano de Ação para Cofinan- ciamento do Governo Estadual Incentivo A PcD, para o Município de Jundiaí do Sul ao que prevê a Resolução Ad Referendum nº 005/2017 do CEAS/PR, a qual delibera o repasse financeiro na modalidade fundo a fundo com recursos oriundos do Fundo Estadual de Assistên- cia Social – FEAS.

O CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social) de Jundiaí do Sul, no uso das atribuições, que lhe conferiu a Lei n° 356/2010, e, considerando a Resolução Ad Referendum nº. 005/2017 do CEAS/PR de dezembro de 2017.

RESOLVE:

Art. 1° - Aprovar o Termo de Adesão que tem como objeto a adesão do Município JUNDIAI DO SUL/PR, ao que prevê a Resolução Ad Referendum nº 005/2017 do CEAS/PR, a qual delibera o repasse financeiro na modalidade fundo a fundo com recursos oriundos do Fundo Estadual de Assistência Social – FEAS, para o aprimoramento das ações, programas, projetos e serviços da rede socioassistencial, voltados às crianças e adolescentes com deficiên- cia, bem como o Plano de Ação para Cofinanciamento do Governo Estadual Incentivo A PcD, para o Município de Jundiaí do Sul.

Art. 2° - Esta Resolução entra em vigor a partir da data de publica- ção.

Jundiaí do Sul, 06 de dezembro de 2017.

KELLEN GONÇALVES SALES FERREIRA Presidente do CMAS

KELLEN GONÇALVES SALES FERREIRA Presidente do CMAS O Brasil se descobriu Por ÁGIDE MENEGUETTE, PRESIDENTE DO

O Brasil se descobriu

Por ÁGIDE MENEGUETTE, PRESIDENTE DO SISTEMA FAEP/SENAR-PR

O Brasil tem o 5º maior território

e a 5ª maior população do plane-

ta. Ainda assim, o país precisou se afundar na mais grave crise econômica e moral de sua histó-

ria para descobrir o óbvio: somos uma potência do agronegócio in- ternacional. Há décadas, recordes constantes em produção, produ- tividade e exportações agropecu- árias fazem parte da nossa rotina

de produtores rurais. Levantamen-

tos desvendam a cada dia a nossa grandeza, que até pouco tempo

era desconhecida para boa parte

da população.

Hoje, a imprensa e os brasileiros passaram a se interessar pelo se- tor, que se manteve sólido mes- mo nos momentos mais críticos.

Graças a essa força, fazemos hoje parte de um marco histórico. To- dos os dias surgem novos veícu- los de imprensa especializados

e analistas setoriais que nos dão

visibilidade. Acompanhamos ma- térias sobre tecnologia, geração de empregos, pesquisa, exportação e assuntos que até então, aos olhos de muitos, pareciam nada ter a ver com o homem do campo. Está clara a noção de que para que se tenha comida a um preço aces- sível, temos uma série de engrena- gens que precisam funcionar em

harmonia. Também é evidente que

o setor dependerá cada vez mais

do uso de tecnologia e de lide- rança, tanto na iniciativa privada quanto por parte do poder públi-

co. Sim, nós dependemos direta- mente de decisões políticas para seguirmos viáveis e competitivos. Alguns exemplos estão em instru-

mentos jurídicos recentes, como:

Lei da Integração, Lei da Tercei- rização, Reforma da Legislação Trabalhista e Ações Diretas de In- constitucionalidade, ajuizadas no Supremo Tribunal Federal (STF), que questionam dispositivos do novo Código Florestal brasilei- ro (Lei nº 12.651/12). Todas são normas que afetam diretamente o cotidiano do produtor rural, que sozinho não tem a força política

para questionar, debater ou argu- mentar. Essas mudanças constantes, alia- das à nossa maior visibilidade,

exigem respostas rápidas e con- tundentes. E isso se consegue com entidades com força para defen- der os interesses de quem produz. A atividade é complexa e nem sempre quem está de fora tem o conhecimento necessário para decidir. Cabe a nós subsidiar po- líticos, juízes, promotores, e quem mais tenha o poder de decisão, com informações para avaliações justas. O que nos leva a um ponto importante. É verdade que a contribuição sin- dical não é mais obrigatória, mas isso não significa que ela seja des- necessária. No caso da Lei da Inte- gração, fomos nós que demonstra- mos como é imprescindível trazer um ponto de equilíbrio nas nego-

ciações entre integrados e inte- gradores. Na reforma trabalhista, deixamos claro que a realidade do campo é diferente da cidade. E no Código Florestal trabalhamos para chegar ao melhor consenso que se conseguiu entre produção e pre-

servação, apenas para citar alguns exemplos.

Lá fora, na maioria dos países com

vocação agrícola, a contribuição não é obrigatória. Ainda assim, os sindicatos são muito mais clamo- rosos do que aqui. É claro: temos

que separar o joio do trigo e dei- xar claro que estamos falando das entidades sérias e idôneas.

O agronegócio não vive solitário

numa ilha de prosperidade, é evi- dente que somos afetados pelos

problemas que ocorrem não so- mente no Brasil como no mundo. Mas estamos em um momento único da nossa história. Mostramos a todos nossa existên- cia e nosso papel crucial de ali- mentar o mundo e gerar riquezas mesmo em momentos de crise. Agora, precisamos usar isso a nos- so favor. Temos que ser estratégicos, o que vai acontecer com uma organiza- ção ainda mais efetiva. Só assim vamos nos fortalecer ainda mais e perpetuar essa visão de que somos grandes e temos grandes respon- sabilidades.

QUINTA-FEIRA, 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1861 POLÍTICA A 3 PRESTAÇÃO DE CONTAS Salto

QUINTA-FEIRA,

07

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1861

POLÍTICA

A 3

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Salto do Itararé realiza audiência pública sobre Plano Municipal de Educação

Entre os temas debatidos está o atraso de dez anos em investimentos na educação, devido a uma prestação de contas que não foi feita no ano de 2007

uma prestação de contas que não foi feita no ano de 2007 FOLHA EXTRA GILMARA SILVA

FOLHA EXTRA

GILMARA SILVA

reportagem

PAR O Plano de Ações Articuladas (PAR) visa desenvolver ações que contri-
PAR
O Plano de Ações Articuladas (PAR) visa desenvolver ações que contri-

buam para a ampliação da oferta, permanência e melhoria das condi- ções escolares e, consequentemente, o aprimoramento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) das redes públicas de en-

sino. A secretária de educação, Áurea Lindon de Souza comenta sobre

o desejo de colocar o PAR em prática. “Estamos cheios de esperança

para que tudo se encaminhe, tudo será monitorado e nós estamos empenhados para que as coisas funcionem e que esses dez anos de atraso sejam recuperados”, comenta.

O plano do município possui 20 metas. O vice-prefeito, Claudeci José

de Oliveira (PHS), falou sobre a importância da execução. “A pales- tra foi muito boa, nos reunimos com a equipe que fez o trabalho de levantamento para que o município possa capitar todos as emendas que tem direito, infelizmente, nestes anos alguns recursos da educa- ão fica a a a s ideia da con a a ão des a equi e oi a e o levantamento e, consequentemente, mudanças para que o município não fi que inadi len e e ainda anga ie ecu sos co en a a i do momento que se investe na educação está se investindo em saúde, emprego e em todas as outras áreas”, enaltece.

MUDANÇA DE GESTÃO

A questão do esclarecimento de contas tem a necessidade de ser re-

solvido rapidamente, visto que sem a prestação não há como enviar novos pedidos. O PAR estava aberto no ano passado, mas devido as mudanças de gestão, muitos municípios não o elaboraram. A asses- sora Daiane comenta sobre a questão da mudança de gestão. “Muitas vezes quando se tem mudança de gestão é deixado tudo bagunçado, porém com a mudança de cultura no Governo Federal, tudo que a equi e fi e e que es a no sis e a ois assi udo fica egis ado adequadamente”, comenta.

@

fol h aext

ra. co

m

Na última semana, a Câmara de Vereadores de Salto do Itararé promoveu uma audiência públi-

ca sobre o Plano Municipal de

Educação, o trabalho será con- tinuo nos próximos dez anos e e a alia ão a a e ifica o andamento das metas e dos in- dicadores, o processo é árduo, mas deve garantir a arrecadação

de recursos junto ao Governo do

Estado.

Entre os temas debatidos duran-

requerem algo, não pode haver

te

audiência pública está o atraso

divergências na solicitação entre

de

dez anos em investimentos na

avaliadores do MEC, dos Núcleos

educação, devido a uma presta-

e

Secretaria de Educação, porém

ção de contas que não foi feita

no ano de 2007.

Atualmente, a Secretaria de Edu- cação conta com uma assessoria que está corrigindo os trabalhos

e, para esclarecer as atividades

que estão sendo desenvolvidas

na educação do município, hou-

ve uma audiência pública de

prestação de contas.

ESCLARECIMENTOS

Desde 2008 o Governo Federal

não faz distribuição de recursos, a verba é descrita em um sistema

e, neste caso, ele libera o investi-

mento para construção, amplia- ção e reformas de salas.

O município que não tiver um

Plano Municipal de Educação ins- tituído não poderá fazer pedidos

de emendas. Além disso, quando

tais divergências foram encontra- das no plano de Salto do Itararé. Um dos fatores que interferiu no recebimento de recursos. Fora isso, as equipes anterio-

res começaram a fazer cópias idênticas do Plano Nacional de

Educação (PNE), com o monito-

a en o as c ias fi is não e a alcançadas pelo município, pois as cidades menores não tem a mesma demanda nacional.

A assessora da Secretaria de Edu-

cação, Daiane Cavalcante, expli- cou o caso. “A meta 13 do plano nacional é formar 25 mil mestres

e doutores, muitos municípios apenas copiaram e colaram a meta e se for colocar ao pé da

letra tem municípios que tem seis mil habitantes, então não há como formar a quantia exigida”,

explica.

NOVA FROTA

Estado libera R$ 23 milhões para compra de veículos para a Saúde

Ao todo, 112 prefeituras foram contempladas neste novo lote, que é o quinto promovido desde o início do ano. Os valores variam de R$ 120 mil a R$ 720 mil, de acordo com a necessidade

de R$ 120 mil a R$ 720 mil, de acordo com a necessidade AEN reportagem @

AEN

reportagem

@

fol h aext

ra. co

m

O Governo do Estado depo-

sitou nesta terça-feira (5) R$

23,4 milhões para atender a de- manda de transporte sanitário dos municípios paranaenses.

Ao todo, 112 prefeituras foram

contempladas neste novo lote, que é o quinto promovido des-

de o início do ano. Os valores

variam de R$ 120 mil a R$ 720

mil, de acordo com a necessi- dade. Segundo o secretário estadu-

DIVULGAÇÃO

a necessi- dade. Segundo o secretário estadu- DIVULGAÇÃO Autorização para depósito foi realizado nesta

Autorização para depósito foi realizado nesta terça-feira (5)

al

da Saúde, Michele Caputo

a lia a são eneficia

agilizando o processo de aplica-

primária. Temos também inves-

Neto, o objetivo é melhorar a

qualidade do serviço de trans- porte de pacientes, ofertado

dos. Isso ocorre porque podem ser adquiridos desde ambulân- cias, ônibus, micro-ônibus e

ção do recurso. Entre as linhas de incentivo já contempladas estão: compra de equipamentos

ido esado na qualifica ão dos ofissionais e na ga an ia de e cursos de custeio para a manu-

gratuitamente pelas prefeitu-

vans até carros, motos, ambu-

e

mobiliário para unidades de

tenção dos serviços, Isso tudo

ras. Desde o início do ano, já são quase R$ 100 milhões em

lanchas e outros veículos de apoio às equipes da atenção

sa de equi a en os de fisio terapia e reabilitação; reformas

e e e di e a en e nos indica dores de saúde da população”,

investimentos nesta área. “Este é o maior programa de

primária. Para Caputo Neto, outro di-

ampliações de unidades de saúde.

e

afi ou Estima-se que cerca de 70% dos

ampliação e renovação da frota

ferencial é que o recurso é re-

O

superintendente de Atenção à

problemas de saúde da popula-

da

saúde já realizado na histó-

passado na modalidade fundo

a de uliano e ae d afi a

ção possam ser absorvidos nos

ria

do Paraná. Nunca se investiu

a

fundo, sem a necessidade

que todos esses investimentos

serviços da atenção primária. “É

tanto neste setor, essencial para

de formalização de convênio.

fazem parte um amplo conjunto

que trabalhamos a prevenção

aquelas pessoas que precisam

“Com isso, o processo de lici-

de ações para fortalecer a base

e

a promoção da saúde. Melho-

fazer consultas, exames, cirur-

tação é feito diretamente pela

do sistema de saúde. “O apoio

rando a resolutividade deste

gias e tratamento fora do domi-

prefeitura, o que dá mais auto-

à

melhoria das estruturas de

setor, podemos reduzir signi-

cílio”, destacou o secretário.

nomia ao gestor local”, diz.

atendimento nas cidades é ape-

fica i a en e a necessidade

l dos acien es os ofis

O

repasse fundo a fundo tam-

nas uma das vertentes do nosso

de internações em hospitais”,

sionais das equipes de saúde da

bém é utilizado em outras áreas,

programa de apoio à atenção

acrescenta Gevaerd.

Dois Tempos

de apoio à atenção acrescenta Gevaerd. Dois Tempos Osmar Dias recebe Romanelli e Rossoni O ex-senador

Osmar Dias recebe Romanelli e Rossoni

O ex-senador e pré-candidato ao governo do

Estado, Osmar Dias (PDT), se encontrou com

o líder do governo Beto Richa (PSDB) na As-

sembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio

Romanelli (PSB) e com o secretário chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni. Ex-senador comentou sobre a conversa com

as autoridades. “Foi uma conversa produtiva

sobre o futuro do Estado e os desa os a en- frentar. Antes de discutir alianças, o momento é de re etirmos sobre projetos de desenvolvi- mento para o nosso Estado, que permitam o crescimento econômico de todas as regiões”, comentou o ex-senador.

Requião se reúne com PT

O senador Roberto Requião, presidente es-

tadual do PMDB, se reuniu nesta terça-feira (5), com o presidente estadual do PT, o ex- -deputado Dr. Rosinha. Na pauta, a aliança entre PMDB/PT e PMDB para as eleições de 2018. Requião adiantou que vai procurar o

PV, Rede, PPL, PCdoB para reeditar uma fren-

te de esquerda que polarize com os partidos

da base de apoio do governador Beto Richa (PSDB).

Deputado Alfredo Kaefer propõe ajustes na reforma trabalhista

A Medida Provisória 808/2017, protocolada

na Câmara dos Deputados, traz propostas complementares à reforma trabalhista, que entrou em vigor dia 11 de novembro deste ano. Agora, o deputado federal Alfredo Kae- fer (PSL-PR) apresentou uma série de emen- das que visam promover ajustes na reforma e na própria MP 808, de forma a sanar até mes- mo a insegurança jurídica criada pela reforma trabalhista. As emendas propostas identi cam algumas das formas de interpretação que possam ser usadas pelos tribunais da Justiça do Trabalho

a partir da nova legislação, talvez até descon- gurando o que havia sido proposto. Além disso, as emendas de Kaefer visam corrigir eventuais distorções nanceiras, de forma

a permitir amplo acesso jurídico tanto para

empregadores quanto para os trabalhadores.

Moraes cobra andamento de protocolo para inclusão de delegados

Na avaliação do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Moraes (PSDB), a contra- tação de delegados de Polícia Civil deve ser prioridade para o Governo do Estado, como parte essencial do Programa Paraná Seguro. “Várias Comarcas estão sem delegado, apesar da lista de candidatos aprovados que aguar- dam a promessa do Governo de inclusão”, destaca o parlamentar. Um protocolo em andamento prevê a inclu- são de 55 novos delegados, em decorrência da demora em concluir um processo de pre- enchimento de vagas em todas as regiões do Estado. “No entanto, sabemos das restrições nanceiras e o grande número de contrata- ções feitas nos últimos anos pelo Governo na área da segurança. Porém as estatísticas

da violência apontam para uma demanda de

pessoal ainda maior”, avalia Moraes

A

4 CIDADES

A 4 CIDADES QUINTA-FEIRA, 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1861 CONQUISTA Jaguariaíva comemora expansão do

QUINTA-FEIRA,

07

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1861

CONQUISTA

Jaguariaíva comemora expansão do Instituto Federal do Paraná

Com a conquista será possível ampliar a oferta de cursos no campus, como os de Formação Inicial Continuada, educação à distância, capacitações do Pronatec, graduações e pós-graduação

DIVULGAÇÃO

e pós-graduação D I V U L G A Ç Ã O Conquista foi anunciada nesta

Conquista foi anunciada nesta semana, com a presença de autoridades municipais e do IFPR, além de professores e

D A ASSESSORIA

reportagem

@

fol h aext

ra. co

m

Antonio Zanatta, prefeito de Ja- guariaíva, José Sloboda, o Juca (DEM), pro-reitor de Adminis-

O

Campus do Instituto Federal

tração do IFPR, Celso Luiz Buiar,

do Paraná de Jaguariaíva (IFPR) vai ser expandido. A primeira construção imediata é uma qua-

vice-prefeita e secretária munici- pal de Educação, Alcione Lemos (PP), diretor-geral do campus,

dra esportiva no valor de R$ 260 mil. Em janeiro está previsto o início da construção de um blo-

Paulo Sérgio Horst, secretários municipais, professores e alunos da instituição.

co

didático, com 10 salas de aula.

Segundo Zanatta, o total de in-

O

valor desta obra será de R$ 1,2

vestimentos chega perto de R$

milhão e deve ser concluída até o final do ano

1,5 milhão. Ele acrescenta que, com o novo bloco didático, com-

A

expansão foi anunciada nesta

plementando o administrativo,

semana, em reunião com a pre- sença do reitor do IFPR, Odacir

será possível ampliar a oferta de cursos neste campus, como os

de Formação Inicial Continuada (FIC), educação à distância, ca- pacitações do Pronatec, gradua- ções e pós-graduação. De acordo com Juca, nos próxi- mos dias a prefeitura já começará a realizar os serviços de terrapla- nagem no terreno. “A prefeitura dará total apoio na expansão do instituto, que além de oferecer formação gratuita de qualida- de aos jovens jaguariaivenses, é também fonte de emprego a vá- rias pessoas”, comenta. Hoje o instituto em Jaguariaíva emprega 36 funcionários e aten- de 120 alunos com o curso Téc-

nico de Biotecnologia Integrado ao Ensino Médio. Proveniente de trabalho parla- mentar de deputados da banca- da paranaense, o recurso para continuidade da instalação do e agua ia a significa u grande passo para o funciona- mento completo dessa institui- ção federal, que contempla mais 24 municípios no Paraná. “Quando se consolidar, com todos os blocos, laboratórios e auditórios construídos, o cam-

pus poderá atender até 1,4 mil estudantes”, relata o reitor. Ele observa que o IFPR é uma ins- tituição de oportunidades, visto que é gratuita, e oferece mudan- ça de vida ao acadêmico através dos estudos. Ele pode começar na instituição por um curso de capacitação, fazer um ensino mé- dio integrado ao técnico, passar por uma graduação e depois por cursos de pós-graduação e mes- trado.

O Chefe do Executivo comemora

a conquista para a população e

recorda o empenho dos que tra- balharam para que Jaguariaíva fosse contemplada com a ins- tituição, tendo como principal

idealizador, o prefeito Otélio Renato Baroni. “Parabéns a to- dos nós que lutamos pelo IFPR

e hoje podemos vê-lo cada vez mais forte”, disse.

NESTA QUINTA

Polícia Rodoviária alerta motoristas para interdição entre Ibaiti e Ventania

DIVULGAÇÃO

D AS AGÊ NCIAS reportagem @ fol h aext ra. co m Usuários da BR-153
D AS AGÊ NCIAS
reportagem
@
fol h aext
ra. co
m
Usuários da BR-153 devem se programar e alterar os
horários de viagem ou procurem caminhos alternativos
gramem e alterem seus horá-
rios de viagem ou procurem
caminhos alternativos, desvian-
A Polícia Rodoviária Federal
do por Figueira ou Wenceslau

Interdição acontecerá das 11h às 19h entre os km 111, em Ibaiti, e 162, em Ventania, para a remoção de um guindaste, que caiu em uma ribanceira no Km 146

(PRF) alerta os motoristas que

a BR-153 será totalmente inter-

ditada nesta quinta-feira (7). A

interdição acontecerá das 11h

às 19h entre os km 111, em

Braz.

RIBANCEIRA

O acidente com a máquina

Ibaiti, e 162, em Ventania, para

aconteceu nesta segunda-feira

a remoção de um guindaste, que caiu em uma ribanceira no Km 146.

(5). O motorista do guindaste perdeu o controle do veículo, saiu da pista e caiu na ribancei-

A

orientação da PRF é de que

ra em uma altura de oito me-

os

usuários da BR-153 se pro-

tros.

Em Resumo

Petrobras anuncia queda de 2,10% no preço da gasolina e alta de 0,10% no diesel

A Petrobras anunciou um novo reajuste

para os combustíveis, com queda de

2,10% no preço da gasolina nas re narias

e aumento de 0,10% no do diesel. Os

novos valores valem a partir da quinta (7).

A nova política de revisão de preços foi

divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar

seus preços, a Petrobras agora avalia todas

as condições do mercado para se adaptar,

o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

Estácio de Sá demite 1,2 mil professores após reforma trabalhista

Quase um mês após a entrada em vigor das novas regras trabalhistas, o grupo de ensino superior Estácio comunicou nesta terça-feira (05) a demissão de 1,2 mil professores. A instituição possui hoje cerca de 10 mil docentes. Novos pro ssionais serão recontratados para substitui-los sob o modelo trabalhista renovado. A empresa diz que lançou “um cadastro reserva de docentes para atender possíveis demandas nos próximos semestres, de acordo com as evoluções curriculares”.

Cartórios do Paraná registram aumento de 43% na emissão de CPFs

Os Cartórios de Registro Civil do Estado do Paraná aumentaram em 43,2% o número de CPFs emitidos diretamente nas certidões de nascimento, atingindo em dois anos a marca de 243,2 mil certidões emitidas gratuitamente à população já com o número de CPF. O levantamento foi realizado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais com base nas estatísticas fornecidas pela Receita Federal do Brasil.

A iniciativa conta com a participação dos

537 Cartórios de Registro Civil do Estado,

presentes em todos os municípios e

distritos do Paraná e surgiu por meio de convênio rmado entre as associações de cartórios e a Receita Federal, possibilitando

a emissão gratuita ao cidadão, além de

maior comodidade aos pais que não precisam se deslocar a postos da Receita Federal e nem pagar custos da emissão nos Correios (R$ 5). Com o novo modelo de certidões de nascimentos, casamentos e óbitos estabelecido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) este ano, o número de CPF consta com destaque no documento e

já há a previsão de que os números dos

demais documentos de identi cação constem da certidão de nascimento.

e já há a previsão de que os números dos demais documentos de identi cação constem
e já há a previsão de que os números dos demais documentos de identi cação constem
QUINTA-FEIRA, 07 DE DEZEMBRO DE 2017 - ED.1861 RADAR A 5 Trabalhador morre afogado em

QUINTA-FEIRA,

07

DE

DEZEMBRO

DE

2017

-

ED.1861

RADAR

A

5

Trabalhador morre afogado em obras da PR-151 em Jaguariaíva Fatalidade aconteceu enquanto o homem trabalhava
Trabalhador morre afogado em
obras da PR-151 em Jaguariaíva
Fatalidade aconteceu enquanto o homem trabalhava dentro
de um bueiro após uma forte chuva repentina atingir a cidade
Chuva repentina fez com que o bueiro alagasse
e o homem fosse arrastado pelas águas
DIVULGAÇÃO
e o homem fosse arrastado pelas águas DIVULGAÇÃO D reportagem A RED AÇÃO @ fol h

D

reportagem

A RED

AÇÃO

@

fol h aext

ra. co

m

Uma tragédia comoveu os mo- radores do município de Ja- guariaíva durante a tarde des- ta terça-feira (5). Um homem

iden ificado co o lce iades

uei o que a a e das o as

o isso lce ides aca ou se

ello il o de anos e a

quando de e en e u a o e

afogando e seu corpo foi encon-

a al ado de u a e esa

c u a caiu so e a egião o

ado j se ida a alguns e

que es eali ando o as a a

a

g ande quan idade de gua o

os do local onde o o e a

du lica ão da i o

u o u ial aca ou a as ando

al a a co o oi ecol ido

ao unic io es a e a ei a

o

o e que não e e e o

e encaminhado para o Instituto

lce ides

a al a a e u

de sai do local

dico egal de on a ossa

Motorista sobrevive e sai ileso após capotamento na PR-092

Acidente aconteceu no início da manhã desta quarta-feira no KM-264 da rodovia envolvendo uma caminhonete GM/S10

no KM-264 da rodovia envolvendo uma caminhonete GM/S10 D A RED reportagem AÇÃO @ fol h

D A RED

reportagem

AÇÃO

@

fol h aext

ra. co

m

an ã des a qua a ei a começou com mais um acidente na es a e u ca o

a en o en ol endo u a ca i

n one e oi egis ado

no i o ao ai o

u a unic io de ences

lau a o ol a das Segundo informações repassa- das elo condu o da ca in o

MARCELO AGUIAR - FOLHA EXTRA

condu o da ca in o MARCELO AGUIAR - FOLHA EXTRA Segundo o motorista da caminhonete

Segundo o motorista da caminhonete ele foi fechado por uma carreta e acabou capotando para não colidir frontalmente o veículo

ne e que e e iu não se iden

da ca in one e e ele e e de

do di e sas e es eli en e o

prestar atendimento a ocorrên-

ifica ele seguia no sen ido de

jogar para o acostamento para

homem conseguiu sair da cami-

cia e co o não a ia es e u

enceslau a a a iquei a

e

i a u a colisão o en o

nhonete sem sofrer nenhum fe-

n as no o en o do aciden e

Campos quando uma carreta

e

que aca ou e dendo o

i en o le disse sus ei a que

os oliciais não sou e a con

que vinha no sentido contrário

con ole do u ili io e ca o ou

o condutor da carreta estivesse

fi a a e são do o o is a da

invadiu a pista.

e

u a anco as a gens da

u

ili ando o celula

ca

in one e su os a ca e a

e aco do co o o o is a do

rodovia.

ol cia odo i ia de iquei

que teria causado o acidente

e culo a ca e a eio a a ci a

esa do e culo e ca o a

a a os es e e no local a a

não oi iden ificada

TENTATIVA DE HOMICÍDIO

Homem acerta ex-esposa com três tiros por não aceitar o fim do relacionamento

Após disparar contra a ex-companheira, suspeito empreendeu fuga e acabou sofrendo um acidente em uma estrada próximo a Efapi

acabou sofrendo um acidente em uma estrada próximo a Efapi D A RED reportagem AÇÃO @

D A RED

reportagem

AÇÃO

@

fol h aext

ra. co

m

nquan o os oliciais eali a

a u a ul a en o ela

ua u anco no en o

de an o n nio da la ina

du an e a an ã des a e a

ei a os oliciais se de a

a a co u a ul e i a

de disparos de arma de fogo.

o se indagada so e o que

a ia acon ecido ela ela ou a equi e que seu e a ido a ia

l e des e ido qua o i os ois

o es o não acei a o fi do e laciona en o en e os dois

s oliciais aciona a a equi

e do e i o n eg ado de endi en o ao au a e e g ncia is o que ela oi

atingida por três dos quatro ti-

os que ace a a seu joel o e dedo do esque do al do

calcan a di ei o i a in

o ou a equi e que enquan o

a ia o aje o a a sua esid n cia oi a o dada elo e co panheiro que disparou os tiros.

egundo ela a s eali a os

disparos o homem empreendeu fuga em uma moto Honda/Stra-

da e el a

ian e das in o a es os oli ciais eali a a uscas a fi de

encon a o sus ei o sendo in

o ados ela equi e da ol cia odo i ia ede al que u in

divíduo havia se acidentado em

u a es ada de e a i o

a a i co u a o ocicle a

e el a

egando ao local in o ado

os oliciais encon a a o o

e sendo a endido ela equi

e do e i o de en

di en o el de g ncia e

oi confi ado que se a a a do autor dos disparos conta a

ul e

s o a endi en o dico o homem foi encaminhado para delegacia da ol cia i il jun

a en e co a o ocicle a

e culo es a a co o c assi

in ado e co a laca de iden

ifica ão de ou a o o co

o sus ei o o a encon adas cinco munições intactas de ca-

li e

o se ques ionado so e a

a a u ili ada a a a ica o

a o con a a e es osa o o

e disse que ela es a a e

sua cintura até o momento da

queda s oliciais não conse

gui a encon a o e l e no

local do aciden e inda o a eali adas uscas na casa do sus ei o ois de

acordo com informações repas- sadas ela ul e o o e

in a e sua osse u e l e

e u a is ola o no local

a enas u a a el o celula oi

encon ado o qual se ia u ili a

do para mandar mensagens de a ea as a a ul e

o e e aneceu de ido

para que fossem tomadas as

o idencias ca eis ao caso

Esportes

Atlético-PR fecha 2017 com apenas 36% de pratas da casa no profissional

O

Atlético-PR está em alta nas categorias de base.

O

time de Marcão bateu o Coritiba e conquistou

o

Campeonato Paranaense sub-17. E a equipe de

Evandro Fornari fará o Atletiba na decisão do sub-15. Vale destacar que o clube caiu logo na segunda fase do estadual sub-19 por ter escalado Julio Romão de forma irregular. Em alta na base, o Atlético-PR não teve o mesmo destaque com os jovens no pro ssional. O número ca abaixo da meta estipulada pela diretoria rubro- -negra no início de 2016. O objetivo era que o plan- tel fosse sempre formado por no mínimo 50% de pratas da casa.

Fim de contrato reduz elenco do Coritiba para 18 jogadores disponíveis

A gestão do Coritiba de 2018 estará aberta para a

montagem de um time novo, a contar pelo números

de jogadores que deixam o clube no m do ano. En-

tre os 41 atletas pro ssionais que o Coritiba possui,

22 deles encerram seu contrato neste ano.

Por opção da atual gestão do Coritiba, que conclui os trabalhos em 2017, houve o interesse em reno- var com até quatro jogadores considerados essen- ciais, mas, até agora, apenas o volante João Paulo apareceu com o contrato renovado. O restante dos

20 nomes de atletas não foram procurados. A inten-

ção, segundo o presidente Rogério Bacellar, é deixar

a nova diretoria, que assume em janeiro, à vontade para montar o novo grupo.

Paraná trabalha com mais três nomes para técnico

A diretoria do Paraná Clube não espera uma nego-

ciação fácil para que Wagner Lopes volte a ser o téc- nico do time em 2018. Com a saída de Matheus Cos-

ta o cializada, o nome do treinador é o mais cotado

para assumir o cargo. Segundo o diretor de futebol do Tricolor, Rodrigo Pastana, Wagner Lopes tem outras propostas do Ja- pão, o que di culta um possível acerto. Por isso, o dirigente informou que o clube trabalha com outros dois nomes, ambos não revelados.

Dirceu acredita em Londrina mais forte para 2018: “Responsabilidade grande”

Londrina mais forte para 2018: “Responsabilidade grande” O zagueiro Dirceu acredita em um Londrina entran- do

O zagueiro Dirceu acredita em um Londrina entran-

do forte em 2018. Após encerrar a temporada com o

título da Primeira Liga e mais uma vez cando perto do acesso à Série A do Brasileiro, o jogador espera

o Tubarão buscando novas conquistas no próximo

ano. “Pela qualidade dos jogadores, disposição, estímulo da comissão técnica e ambição de todos, posso ga- rantir que teremos uma equipe muito forte para o estadual. A responsabilidade é grande de seguir fa-

zendo bons trabalhos, pois o clube nos oferece tudo

o que precisamos para trabalhar no mais alto nível.

É isso que buscaremos para que 2018 seja o ano do tão sonhado acesso” comentou Dirceu.

O zagueiro é mais um nome importante do Londrina

que continuará em 2018. Com uma história de iden- ti cação com o clube, ele renovou o vínculo com o

Tubarão por mais dois anos.

em 2018. Com uma história de iden- ti cação com o clube, ele renovou o vínculo

A 6

EDITAIS

A 6 EDITAIS QUINTA-FEIR A , 07 DE DEZEMB R O DE 2017 - ED.1861 ARAPOTI

QUINTA-FEIR A ,

07

DE

DEZEMB R O

DE

2017

-

ED.1861

ARAPOTI

P REFEITURA DO MUN ICÍP IO DE ARAP OTI JABOTI FUN DO MUN ICIPAL DE
P REFEITURA DO MUN
ICÍP IO DE ARAP OTI
JABOTI
FUN DO MUN ICIPAL DE SAÚ DE
ESTADO DO PARAN Á
RUA P LACÍDIO LEITE N º 1 48 CEN TRO CÍVICO
CEP 84990-000 FON E ( 43) 351 2-3000
CN P J N º 75. 658. 377/0001 -31 - CN P J n º 1 2. 601 . 793/001 -83
desde 2006; que trabalhou na mesma clínica pública com
a dentista Poliana, desde o seu ingresso no serviço público
em agosto de 2014 até novembro de 2016, sendo que neste
EXTRATO 5º TERMO ADITIVO
Creden ci am en to n ° : 321 /201 6-FMS.
In exi
gi bi l i dade
n ° : 05/201 6-FMS.
intervalo se afastou por alguns períodos (férias, licença
maternidade); que já atendeu alguns pacientes advindos da
dentista Poliana, sendo que foi informada pelas auxiliares
Con tratan te: Fu n do Mu n i ci pal de Saú de.
Con tratada: ORLEI B ARB OSA DOMIN GUES - ME.
Ob j e t o : O p r e se n t e Te r m o Ad i t i vo , o b j e t i va a p r o r r o g a çã o d o p r a zo d e
exe cu çã o e vi g ê n ci a d o TERMO DE CREDEN CIAMEN TO so b o n °
321 /201 6-FMS, por m ai s 30 ( tri n ta) di as, i n i ci an do-se em 22/1 2/201 7,
est en den do-se até 20/01 /201 8, co m base n o i n ci so II, art. 57 da Lei n º
8. 666/93.
Disposições finais: Permanecem inalteradas as demais cláusulas do
co n t r a t o o r i g i n a l a q u e se r e f e r e o p r e se n t e Te r m o Ad i t i vo .
Data da Assi n atu ra: 20/1 0/201 7.
e atendentes do posto que estes pacientes haviam sido
atendidos mais de uma vez pela Sra. Poliana e não tinham
tido resolução do problema e por isso queriam agendar con-
sulta com a declarante, fatos que podem ser comprovados
através das fichas, prontuários dos pacientes; declara que

JABOTI

P ORTARIA n º. 200/201 7, de 06 de deze m bro de 201 7. Instaura Processo Administrativo, nomeia comissão e dá ou tras provi den ci as. O Prefeito Municipal de Jaboti, Estado do Paraná, no uso de su as atri bu i çõ es l egai s qu e l h e sã o co n feri das por l ei , de aco rdo co m o art. 1 67 do Regi m e Ju rídi co Ú n i co ( Lei Mu n i ci - pal nº 33/1 994); Con si deran do o rel atóri o do P roce sso de Si n di câ n ci a n º 02/201 7 e os se gu i n tes depoi m en tos co l h i dos n o deco rrer desse proce di m en to adm i n i st rati vo , in verbis:

“que trabalha como técnica em saúde bucal, sendo servido- ra efetiva da prefeitura municipal de Jaboti desde 2009, no horário das 8h às 11h e das 13h às 16h; que trabalha com a dentista Poliana desde quando ela ingressou no serviço público; também auxiliava a dentista Poliana a servidora Josélia; a declarante auxiliava à tarde e a Josélia no período de manhã; quando era atendimento de canal, a dentista Poliana atendia em média três pacientes por período e quando era atendimento normal era em média dez pacientes por período; que desde o início observou erros da dentista; quase todas as limpezas ficavam restos de resíduos; quase todas as restaurações caiam e tinham que ser refeitas; na maioria das extrações ocorriam alveolites e o paciente voltava com infecção; que tem notícias de muitas pessoas que perderam os dentes por causa que a dentista abria muito a coroa do dente e a maioria acabava quebrando; que sabe que pacientes procuraram tratamento particular para retificar os serviços mal feitos da dentista Poliana; que, no início, as correções dos serviços mal feitos pela dentista Poliana eram refeitas pela outra dentista do posto, Drª. Ana Maria; que a dentista Poliana não resolvia os problemas das emergências e jogava pra frente, fazendo o paciente voltar para outro dia; os pacientes chegavam ao ponto de não que- rerem ser atendidos pela Poliana, mas somente com a Ana Maria; muitos pacientes inclusive brigavam na fila quando acabavam as vagas com a dentista Ana Maria e só sobrava vagas com a Poliana; que teve um dia, uma menina aluna da creche sofreu um acidente no pula-pula e estava com a boca cortada, que isso foi por volta das 15h. Ela foi levada ao posto pelas professoras, entretanto, a dentistas Poliana não quis atender a criança, alegando que não tinha mate- rial para o atendimento e estava esterilizando, mas isso era mentira. Nesse caso, os pais da criança a levaram para uma clínica particular; que teve vários casos de recusa ao aten- dimento de emergência; que conhece muitas pessoas que tiveram problemas após ser atendida pela dentista Poliana; que os materiais empregados pelo município são de boa qualidade, inclusive a resina; que nunca o posto ficou sem material; que as autoclaves para esterilização nunca ficaram estragadas; nunca faltaram luvas, gazes e todos os demais materiais clínicos para o efetivo desempenho das atividades da clínica odontológica.” (ANA PAULA DE SOUZA, técnica em saúde bucal) Aos 09 dias do mês de agosto de 2017, sobre os fatos infor- mou a declarante: que não é amiga íntima, nem inimiga de Poliana Conceição Rocha da Silva, razão pela qual se com- promete a dizer a verdade sobre os fatos aqui perguntados, sob as penas da lei; que trabalha como cirurgiã dentista, sendo servidora efetiva da prefeitura municipal de Jaboti

os materiais utilizados nos procedimentos são de boa quali- dade, e tanto a declarante quanto a dentista Poliana utilizam os mesmos materiais adquiridos e disponibilizados pelo Município; que durante todo o período que trabalha como servidora deste município não se recorda de algum momen- to ter faltado qualquer tipo de material que comprometesse

o adequado atendimento dos pacientes. Sem mais. (ANA

MARIA NAVARRETE DE ANDRADE, cirurgiã dentista) Aos 30 dias do mês de Junho de 2017, sobre os fatos infor- mou a declarante que: no inicio do ano de 2016, após sentir dor em um de seus dentes, procurou consulta odontológica neste município de Jaboti, onde foi encaminhada para ser atendida pela Dentista Poliana, e ao ser atendida pela dentista, a mesma pediu um exame de Raio –X e receitou alguns remédios para a declarante tomar para dor. A declar-

ante afirma que fez o Raio – X e retornou, e ao analisar o exame, havia nitidamente uma cárie no dente da declarante, entretanto a profissional não realizou nenhum tratamento, somente afirmando que estava tudo bem. A declarante afirma que a dor persistiu e inclusive teve complicações em outro dente, e no total, afirma que consultou com a dentista umas quatro vezes, sendo que toda vez nada era feito,

e inclusive na última vez, a dentista afirmou à declarante

que estava tudo bem, e que somente necessitava fazer uma limpeza nos dentes da declarante. A declarante afirma

ainda que, a alguns dias atrás, devido a fortes dores que vem sentido, procurou novamente consulta e desta vez foi encaminhada para ser atendida por uma outra profissional,

e neste momento, ao ser analisada, a dentista afirmou a

declarante que ela praticamente perdeu os dois dentes que estão doendo, pois necessita de realizar um procedimento conhecido como “canal”, nos dois dentes. Em resumo a

declarante relata que se a dentista Poliana tivesse, já desde logo, constatado o problema, a declarante não teria perigo de perder o dente, mas como não fazia nada nos dentes da declarante, a situação se agravou e agora a declarante corri o risco de perder os seus dois dentes. (ALESSANDRA HELENA DA SILVA, paciente) Aos 12 dias do mês de junho de 2017, sobre os fatos informou a declarante: que, sempre utilizou-se dos serviços prestados pelo município de odontologia, e que sempre tratou com a Dentista Ana Maria, funcionária do município, contudo, a menos de um ano, quando foi fazer sua consulta de rotina, agendou a consulta com a Dentista Poliana, e esta, ao consultar a declarante veio a mexer em um dente que a declarante havia feito um canal a algum tempo atrás,

e que posteriormente esse dente veio a causar dores, e

está causando muita dor para a declarante até agora. A declarante afirma que não procurou novamente a clínica odontológica pois tem mede de se consultar com a dentista Poliana, uma vez que são grandes os boatos sobre sua pessoa no sentido de que “estraga os dentes das pessoas”,

inclusive a declarante possui familiares que se consultaram com a Poliana e posteriormente vieram a ter complicações. (ANDREIA DE FATIMA DOS REIS ALMEIDA, paciente) Aos 14 dias do mês de Junho de 2017, sobre os fatos infor- mou a declarante que: em meados do fim do ano de 2016,

a declarante estava fazendo um tratamento com a dentista

Poliana, e ao fazer um canal em um dente da declarante, a Dentista veio a quebrar um objeto dentro do canal do dente da declarante, não sabendo informar ao certo o nome do objeto, somente sabe informar que é um objeto pontiagudo parecido com uma agulha utilizado para fazer o canal. A declarante afirma que tomou conhecimento disso através da mesma dentista que informou a declarante do ocorrido, e que esse fato foi constatado através de um raio-X feito pela própria Poliana. A declarante informa que Poliana afirmou para a declarante que não há problema de que este objeto

permaneça em seu corpo, e que apenas deve ser removido se vier a ter complicações, e até a presente data a declar- ante não sentiu nada de anormal, estando ainda com o objeto alojado no corpo. (LETICIA NASCIMENTO COSTA, paciente) Aos 02 dias do mês de junho de 2017, sobre os fatos in- formou o declarante: que foi até o departamento de saúde, especificadamente no setor odontológico, para realizar um tratamento odontológico; que foi atendida pela dentista Poli- ana; que a dentista Poliana realizou o trabalho odontológico no dia 05/09/2014; que passado 2 (dois) anos do tratamento passou a sentir forte dores nos dentes; que procurou a dentista Ana Maria que lhe atendeu e de imediato a receitou anti-inflamatório e pediu que fizesse exame de raio X; que ao realizar o exame de raio X foi constatado que tinha uma bactéria devido ao tratamento realizado pela dentista Poli- ana, que na época realizou um péssimo trabalho, sendo que sequer terminou de realizar o tratamento; que a declarante levou o exame para a dentista Poliana que reconheceu que de fato tinha cometido uma falha grave no tratamento, di- zendo inclusive para a declarante “ quem nunca errou nesta vida” que hoje a declarante irá fazer tratamento particular com o Dentista Lucas para tratar esse problema odontológi-

co causado pela Dentista Poliana; que inclusive a Dentista Poliana a procurou para arcar com todas as despesas do tratamento que esta fazendo com o dentista Lucas. (MAR- LENE RIBEIRO FESTA, paciente); Con si deran do, ai n da as co n cl u sõ es co n ti das n o rel atóri o de

P roce

“Oco rre qu e os fatos n arrados sã o grave s e em gran de

qu an ti dade, ei s qu e, co m parado à ou tra den ti st a qu e atu a

N

n ão

o

n o

sso

de

Si n di câ

n ci

a

n º 02/201 7:

Mari a

am

açã

program

teve

a, Sra. An a

n en h u m

a

recl

ava

rrete de An drade, est a

e

i n cl

u si

ve

rel atou

qu e

muitos pacientes já haviam sido tratados pela Poliana

“e n ão ti n h am ti do a reso l u çã o do probl em a

se que muitas pessoais, pacientes, usuárias do Sistema

Ú n i co

pel a den ti st a P ol i an a, rel ataram por escr i to o aco n teci do

e pedi ram provi dên ci as à adm i n i st raçã o pú bl i ca , i n cl u si ve pedindo a juntada de prontuários de atendimento. Além do

m

vários problemas praticados pela dentista Poliana, alegando om i ssõ es, qu e os se rvi ço s eram refei tos pel a ou tra den ti st a (fato este confirmado pela própria Sra. Ana Maria). Por- tanto, havendo indícios suficientes da prática de imperícia

em sa ú de bu ca l An a P au l a de Sou za rel atou

]”. Fri sa -

prati ca

das

de

Saú de, i n di gn ados

a

té cn

i ca

co

m

as

co

n du tas

ai s,

co m eti da pel a den ti st a P ol i an a Con ce i çã o Roch a da Si l va ,

a prese n te co m i ssã o de si n di câ n ci a, term i n a se u trabal h o,

opi n an do qu e est ão prese n tes m oti vo s para a abertu ra de proce di m en to adm i n i st rati vo di sci pl i n ar, n os term os do art.

1

pen a de dem i ssã o, a bem do se rvi ço pú bl i co , n os term os do art. 1 52, i n ci so XIII, dest e m esm o di pl om a l egal . ( P arte integrante do relatório)”

de

prática de infração disciplinar passível de pena de demissão,

n os

33/1 994 ( Art. 1 37. Ao se rvi dor é proi bi do:

ce di m en to desi di oso , assi m en ten di do a fal ta do deve r de

di l i gen ci as n o cu m pri m en to de su as atri bu i çõ es) c/ c art.

1 52, i n ci so XIII ( Art. 1 52. São fal tas adm i n i st rati va s pu n íve i s

co m pen a de dem i ssã o, a bem de se rvi ço pu bl i co :

tran sg ressã o dos art. 1 37, i n ci so s X a XVIII) , dest e m esm o diploma legal; Resol ve:

Art. 1 º. Determ i n ar a i n st au raçã o de P roce sso Adm i n i st ra- ti vo para apu raçã o dos fatos form al i za dos aci m a, co n tra a

se rvi dora pú bl i ca m u n i ci pal dest e m u n i cí pi o de Ja boti -P R,

37, i n ci

term

so

XVII, da Lei m u n i ci pal n º. 33/1 994, passí ve l à

Con si

os

do

deran do, portan to, h ave

r i n díci

os

grave

s

art.

1 37,

i n ci

so

XVII, da Lei m u n i ci pal n º.

] XVII - pro-

]XIII -

P

ol i an a

Con ce

i çã

o

Roch

a

da

Si l va

,

ocu

pan te

do

ca

rgo de

 

ci

ru rgi ã den ti st a, portadora do RG n º. 6. 985. 821 -0, m atrícu l a

n

º. 5251 , passí

ve

l

de

sa

n çã

o

de

dem

i ssã

o

a

bem

do

se

rvi

ço

pú bl i co n os term os da l ei ; Art. 2º. Vi sa n d o a efeti va çã o d o d i sp ost o an teri or a Comissão será composta pelos servidores efetivos, Edi-

l en e Am an ti n o P aes Man su r, se rvi dora pú bl i ca m u n i ci pal efetiva, ocupante do cargo de secretária, portadora do RG

n º. 5. 1 60. 1 1 9-0, m

de Si qu ei ra, se rvi dor pú bl i co m u n i ci pal efeti vo , ocu pan te do ca rgo de au xi l i ar adm i n i st rati vo , portador do RG n º. 9. 61 5. 001 -6, m atrícu l a n º. 4521 ; e Rosa n gel a Mai a da Si l va , se rvi dora

atrícu

l a

n º. 3241 ; Jo

ão

An ton i o

Ju

ve

n ti n o

QUINTA-FEIR A , 07 DE DEZEMB R O DE 2017 - ED.1861 EDITAIS A 7

QUINTA-FEIR A ,

07

DE

DEZEMB R O

DE

2017

-

ED.1861

EDITAIS

A 7

pú bl i ca m u n i ci pal efeti va , ocu pan te do ca rgo de se cr etári a, portadora do RG n º. 5. 931 . 623-0, m atrícu l a n º. 1 1 81 , se n do a

p r i m e i r a

P r e si

d e n te , o

se

g u n d o

S e cr

e tá r i o

e

a

te r ce

i r a

Vo g a l .

Para bem cumprir as suas atribuições, a Comissão

terá ace sso a toda a docu m en taçã o n ece ssá ri a para el u ci da-

çã

o dos fatos,

bem

co

m

o

deve

co

l h er qu al qu er depoi m

en to

e

dem ai s prova

s

qu e

en ten der perti n en tes,

real i za

n do

todos

os trabal h os, preferen ci al m en te, n a se de da prefei tu ra m u n i ci -

pal;

Art. 4º. A Com i ssã o, ora co n st i tu ída, terá o prazo de 60

(se sse n ta) di as, a parti r da pu bl i ca çã o dest a P ortari a, para co n cl u i r a apu raçã o dos fatos, dan do ci ên ci a à adm i n i st raçã o su peri or, adm i ti da a prorrogaçã o desse prazo qu an do as ci r- cu n st ân ci as o exi gi rem ( art. 1 71 , caput, da Lei n º. 33/1 994) .

Art. 5º. Dê -se ci ê n ci a à se rvi dora P ol i an a Con ce i çã o Roch a da Si l va da prese n te P ortari a de i n st au raçã o. Art. 6º. Fi ca determ i n ada a i n terru pçã o do est ági o probatóri o da Servi dora P ol i an a Con ce i çã o Roch a da Si l va , até a co n -

cl u sã

Oficie se ao Conselho Regional de Odontologia a res- pei to da prese n te P ortari a, para a tom ada das m edi das l egai s perti n en tes.

Regi stre-se , pu bl i qu e-se

Ja boti , 06 de deze m bro de 201 7. VANDERLEY DE SIQU EIRA E SILVA

P refei to

o

do

prese

Mu n i ci

n te

p al

proce

sso

adm

i n i st

rati vo

.

e cu m pre-se .

AVISO DE LICITAÇÃO

P REGÃO P RESEN CIAL N . º 61 /201 7 LIVRE CON CORRÊ N
P REGÃO P RESEN
CIAL N
. º 61 /201 7
LIVRE CON CORRÊ N CIA
A
P REFEITURA MUN
ICIPAL DE JA B OTI, Est
ado
do
P aran á,
torn a
pú bl i co
qu e
fará
real i za
r
l i ci
taçã
o,
co
n form
e
se
gu e:
1
- MODALIDADE: P regão
P rese
n ci
al n º. 61 /201 7. TIP O DE
LICITAÇÃO: Men or P reço P or Item .
2
OB JE TO: Regi st
ro
de
P reço
de
Com
bu st
íve
i s,
de
aco
rdo
com as especificações constantes no ermo de Referencia.
Li
vr e co
n co
rrên ci
a
3
- AB ERTURA DOS
EN
VELOP ES: Di a
20/1 2/201 7
às
09: 00
n
a
P refei tu ra
Mu n i ci
p al de
Ja
b oti .
4
– IN FORMAÇÕES
COMP LEMEN
TARES: Departam
en to
de
Li ci taçã
o, P refei tu ra
Mu n i ci
p al de
Ja
b oti , n a
P raça
Mi n as
Gerai s,
1 75, n o
h orári o
das
08h 00m
i n h
às
1 1 h 00m
i n
e
das
1 3h 00m
i n h
às 1 6h 00m
i n . Edi tal Com
pl eto
n o
si
te
.
www. jaboti .
pr. gov. br.
Edi fíci o
da
P refei tu ra
Mu n i ci
p al de
Ja
b oti , 06
de
deze
m
b ro
de
201 7.
Ju l i an o
Rodri g o
Morei ra,
Pregoeiro Oficial
Portaria nº1 70/201 7.
AVISO D E LICITAÇÃO
P REGÃO P RESEN
CIAL N
. º 63/201 7
EXCLUSIVO ME- EP P
A P REF EITU
RA MU NICIPAL D E JAB
OTI, Est
ado
do
P aran á,
torn a
pú bl i co
qu e
fará
real i za
r
l i ci
taçã
o,
co
n form
e
se
gu e:
1
- MOD
ALID
AD
E: P reg ão
P rese
n ci
al n º. 63/201 7. TIP O
D
E
LICITAÇÃO: Men or P reço P or Item . 2 – OB JETO: Sel eçã
LICITAÇÃO: Men or P reço
P or Item
.
2
OB
JETO: Sel eçã
o
de
P ropost
a
en tre
os
propon en tes
en -
q u adrados
co
m o
Mi cr
oem
p resa
e
Em
p resa
de
P eq u en o
P orte,
de
aco
rdo
co
m
o
arti go
48
da
Lei Com
pl em
en tar n º 1 23/2006
e
al
teraçã
o
dada
pel a
Lei Com
pl em
en tar n º 1 47/201 4, para
For-
m
açã
o
de
Regi st
ro
de
P reço
de
arti gos
de
papel ari a
em
geral
dest
i n ados
à
Man u ten çã
o
dos
Est
ab el eci
m
en tos
de
En si
n o
P
ú b l i co
Mu n i ci
p al .
3
- AB
ERTU
RA D
OS ENVELOP ES: Di a
20/1 2/201 7
às
1 3: 30
n
a
P refei tu ra
Mu n i ci
p al de
Ja
b oti .
4
INF ORMAÇÕES COMP LEMENTARES: Dep artam
en to
de
Li ci taçã
o, P refei tu ra
Mu n i ci
p al de
Ja
b oti , n a
P raça
Mi n as
Gerai s,
1 75, n o
h orári o
das
08h 00m
i n h
às
1 1 h 00m
i n
e
das
1 3h 00m
pr. gov. br.
i n h
às 1 6h 00m
i n . Edi tal Com
pl eto
n o
si
te
.
www. jaboti .
Edi fíci o da P refei tu ra Mu n i ci p al de Ja b oti , 06 de deze m b ro de
201 7.
Juliano Rodrigo Moreira,
Pregoeiro Oficial
Portaria nº170/2017.

EXTRATO DO TERMO ADITIVO N ° 02 DO CON TRATO N . 59/201 6 REF. P REGÃO P RES EN CIAL 32/201 6. CONTRATANTE: P REF EITU RA MU NICIPAL D E JAB OTI

CN P J n º 75. 969. 667/0001 -04, si tu ado n a P raça Mi n as Gerai s,

1 75, Ja b oti P aran á, CEP 84. 930-000. CONTRATAD A:

ALVES E C H AVES D IAGNÓ ST IC O S MÉ D IC O S LT D A, CN P J

1 0. 422. 479/0001 -08, est ab el eci da à RUA RUI B ARB OS A, 368

- CEP : 84900000 - B AIRRO: CEN TRO. CLÁU SU LA P RIMEIRA

- D O OB JETO: O Ob jeto do p rese n te term o adi ti vo é a p ror- rog açã o do p razo de exe cu çã o e de vi g ê n ci a do Con trato n . 59/201 6. CLÁU SU LA SEGU ND A – D A P RORROGAÇÃO: Fi ca

p

rorrog ado m edi an te 2º term o adi ti vo o p razo de exe cu çã o do

co

n trato n º 59/201 6 p or u m p eríodo a p arti r de 08 de jan ei ro

de 201 8 até 08 de ab ri l de 201 8 e o p razo de vi g ê n ci a até 08 de m ai o de 201 8. CLAU SU LA TERCEIRO - D A D ISP OSIÇÃO LEGAL: O p rese n te term o adi ti vo est á de aco rdo co m a Lei de

icitações (Artigo da ei . ), com o contrato assi-

n ado co m a em p resa ve n ce dora do ce rtam e l i ci tatóri o P reg ão Presencial , e demais disposições legais pertinentes. CLÁU SU LA QU ARTA – D OS VALORES CONTRATU AIS: Com

a p rorrog açã o so l i ci tada, o co n trato n ão so frerá u m acr é sci m o. CLAU SU LA QU INTA – D A RATIF ICAÇÃO: As partes ratificam

as dem ai s cl áu su l as p rese n tes n o co n trato n º. 59/201 6, desd e

q u e n ão co l i dam co m as co n st an tes n est e term o adi ti vo .

Ja b oti , 06 de deze m b ro de 201 7. Elton Antônio Gouveia Gestor do Fundo Municipal de Saúde

FRANCIANA JANAINA GO

Representante da Empresa.

MES FADEL ASSIS

1

-

-

1

p

b

n

a

q

Ja

b oti , 05

de

deze

m

b ro

de

El

ton

An tôn i o

Gou ve

i a

m b ro de El ton An tôn i o Gou ve i a EXTRATO DO

EXTRATO DO TERMO ADITIVO N ° 01 DO CON TRATO N . 1 76/201 6 REF. P REGÃO P RES EN CIAL 59/201 6. CON TRATAN TE: P REFEITURA MUN ICIPAL DE JA B OTI CN P J n º 75. 969. 667/0001 -04, si tu ado n a P raça Mi n as Gerai s, 1 75, Ja b oti P aran á, CEP 84. 930-000. CON TRATADA:

ALVES E CHAVES DIAGN Ó S TICOS MÉ DICOS LTDA, CN P J

0. 422. 479/0001 -08, est ab el eci da à RUA RUI B ARB OS A, 368

CEP : 84900000 - B AIRRO: CEN TRO. CLÁUS ULA P RIMEIRA

DO OB JE TO: O Ob jeto do p rese n te term o adi ti vo é a p ror-

rog açã o do p razo de exe cu çã o e de vi g ê n ci a do Con trato n .

76/201 6. CLÁUS ULA S EGUN DA – DA P RORROGAÇÃO: Fi ca

rorrog ado m edi an te 1 º term o adi ti vo o p razo de exe cu çã o do

co n trato n º 1 76/201 6 p or u m p eríodo a p arti r de 07 de deze m -

ro de 201 7 até 06 de m arço de 201 8 e o p razo de vi g ê n ci a até

06 de ab ri l de 201 8. CLAUS ULA TERCEIRO - DA DIS P OS IÇÃO

LEGAL: O p rese n te term o adi ti vo est á de aco rdo co m a Lei de icitações (Artigo da ei . ), com o contrato assi-

ado co m a em p resa ve n ce dora do ce rtam e l i ci tatóri o P reg ão Presencial , e demais disposições legais pertinentes. CLÁUS ULA QUARTA – DOS VALORES CON TRATUAIS : Com

p rorrog açã o so l i ci tada, o co n trato n ão so frerá u m acr é sci m o. C A S A I A DA RA I ICA O: As partes ratificam

as dem ai s cl áu su l as p rese n tes n o co n trato n º. 1 76/201 6, desd e

u e n ão co l i dam co m as co n st an tes n est e term o adi ti vo .

201 7.

Gest or do Fu n do Mu n i ci p al de S aú de

FRAN CIAN A JA N AIN A GOMES FADEL AS S IS Rep rese n tan te da Em p resa .

AVISO DE LEILÃO N º. 02/201 7 A Com i ssã o de Li ci
AVISO DE LEILÃO N
º. 02/201 7
A
Com
i ssã
o
de
Li ci
taçã
o
da
P refei tu ra
Mu n i ci
pal de
Ja
boti , Est
ado
do
P aran á, co
m
u n i ca
aos
i n teressa
dos,
qu e
se
ach
a
aberta
licitação para a alienação de bens próprios desta Municipalidade, em concord ncia com a ei . e alterações subseq entes
co
n form
e
abai xo
:
VALOR MIN
IMO ACEITO P ELA COMIS S ÃO
LOTE
DES CRIÇÃO
DE AVALIAÇÃO
CARRO VOLKSWAGEN
/GOL 1 . 0, AN
O 1 997/1 998
VERDE
1
P
LACA CB L-8894
REN
AVAM 0068461 5029
R$
1 . 000, 00
CORRO FORD FUS ION
AN
O 2007/2008
P RATA P LACA MKZ-
2
1
1 03
REN
AVAM 00953438406.
R$
1 5. 000, 00
S
UCATA ON
IB US
DE TURIS MO M. B EN
Z/O 370
RS D E
3
M. B EN
Z/O 371
AN
O 1 986
E 1 990.
R$
8. 000, 00
PAS /MICROON
IB US
I/FORD TRAN
S IT JA EDI TUR AN
O
4
2
0 1 3 /2 0 1 3
P LACA AWR-9 2 3 0
REN
AVAM 0 0 5 3 3 9 5 2 0 2 6 .
R$
2. 000, 00
5
GRADE N
IVELADORA 32
DIS CO.
R$
2. 500, 00
6
CHAS S I GRADE ARADORA 1 6
DIS CO
R$
1 . 500, 00
PAS /MICROON
IB US
MARCO P OLLO VOLARE AN
O 1 998/1 998
7
P
LACA AID-01 26
REN
VAM 707701 228
R$
20. 000, 00
8
TRATOR H1 00
N
EW
HOLLAN
D 7630
R$
40. 000, 00
1 . 0 - MODALIDADE: “LEILÃO”, ti po MAIOR LAN CE.
2. 0 - REALIZAÇÃO: Di a 1 2 de jan ei ro de 201 8, as 09h 30m i n , n o al m oxa ri fado da P refei tu ra Mu n i ci pal de Ja boti .
3. 0 - O cr eden ci am en to do l ei l ão aco n tece ra a parti r das 8h 00m i m ate as 09h 25m i n do di a 1 2 de jan ei ro de 201 8.
4. 0 - Serra i n di sp en sá ve l a aprese n taçã o de ce rti dão co n form e o edi tal .
5. 0 - LOCAL DA EXP OSIÇÃO: O objeto en co n tra-se à di sp osi çã o para vi si taçã o n o al m oxa ri fado da P refei tu ra Mu n i ci pal de Ja boti
para no horário das 08h00minh às 1 1 h00minh e das 1 3h00minh às 1 6h00minh.
. Informações complementares e Editais completos poderão ser obtidas junto ao Setor de icitações, sito Praça Minas Gerais
s/
n
,
Ja
boti - P R ou
pel o
tel efon e- 43
3622
1
1
22.
Ja
boti , 06
de
deze
m
bro
de
201 7.
Cl
eon i l de
de
Sou za
M Sal es
P
resi
den te
da
Com
i ssã
o
de
Li ci
taçã
o
Portaria
1 68/201 7

Lei Com p l em en tar n º. 28, de 5 de deze m b ro de 201 7. Sú m u l a: Al tera a Lei Com pl em en tar n º. 02/201 2, de 05 de abri l de 201 2, e dá ou tras p rovi dê n ci as.

A

Câm ara Mu n i ci p al de Ja b oti est ado do P aran á ap rovo u e eu ,

P

refei to Mu n i ci p al sa n ci on o a se g u i n te Lei Com p l em en tar:

Arti g o 1 º. Fi ca m cr i ados os arti g os 88 e 89 n a Lei Com p l e-

m en tar n º. 02/201 2, de 05 de ab ri l de 201 2, co m as se g u i n tes

redações:

Art. 88. Os h on orári os de su cu m b ê n ci a em ca u sa s en vo l ve n do

o en te p ú b l i co sã o devi dos aos advo g ados p ú b l i co s, p oden do tal rece b i m en to se r reg u l am en tado vi a decr eto. As consignações em folha de servidores ativos, inati-

vo s e p en si on i st as, p ara efei tos de desco n to de ve n ci m en tos ou p rove n tos, se rão di sci p l i n adas em decr eto.

Arti g o 2º. Est a Lei en trará em vi g or n a data de su a p u b l i ca çã o.

Gab i n ete

p al ,

VAN DERLEY DE S IQUEIRA E S ILVA

P refei to

5

de

deze

m

b ro

Mu n i ci

p al

de

201 7.

do

P refei to

Mu n i ci

-

HOMOLOGAÇÃO REFEREN

DIS P EN

S A DE LICITAÇÃO N

Ob jeto: Con trataçã

o de u m a

em

se rvi ço

de

Um

di a

de

l aze

r

co

m

en

to

de

n cu

l os

de

i doso

s

Ja

A

Gest

ora

do

Fu n do

co n ti dos n o p rese n te p roce sso

 

st

a

n t e

d a

P

ROCES S O DE DIS P EN

 

co

n cl

u i u

co

m o p rop on en te ve

n ce

P

UCCI HOTEL FAZEN

 

ROD B R 1 53

Gu api ram

ap rese

n tou

KM 59 p rop ost

a

n o

va

l or de

Du ze n tos Reai s) , p ara q u e se

di

. , e suas alterações.

ja

sp en sa

de

l i ci

taçã

o

b ase

ado

Ja

b oti , 06

de

Deze

m

b ro

de

El

i ete

B arb osa

Gest

ora

do

, Fu n do

Mu n i ci

p al

 

de

Assi

st

ê n ci

a

S oci

al

201 7.

K

L

21 1 3, 75 6668, 88 5905, 54

21 77, 1 7 6868, 95 6082, 71

p resa p ara p rest açã o de m al m oço em u
p resa
p ara
p rest
açã
o
de
m
al m
oço
em
u m
esp
aço
de
b oti Ati va
Assi
st
ê n ci
a
S oci
al a
S en h ora
, HOMOLOGA o
resu
l tado
co
n -
ALIS E DA P ROP OS TA N
O
. 25/201 7
q u e
dora
a
em
p resa
S OLLIEVO
P J
1 1 . 344. 395/0001 -66
a-P R, CEP
86465-000, qu e
R$
real i za
5. 200, 00
do
( Ci n co
Mi l e
co
m p ra di reta co
m
n o
arti g o
24, i n ci
so
II da Lei
p ra di reta co m n o arti g o 24, i n ci so
p ra di reta co m n o arti g o 24, i n ci so

TE P ROCESSO DE . 25/201 7

recr eaçã o co m o g ru p o de se rvi ço de co n vi vê n ci a e fortal eci -

Mu n i ci p al de