Você está na página 1de 2

Ás - Carta de baralho, piloto de avião:

● O ás é a carta mais valiosa no pôquer.

As - Artigo, pronome oblíquo átono ou pronome demonstrativo:

● As garotas aprovadas são as que estão na sala ao lado.

Às – Contração da preposição [a] com o artigo ou pronome [as].

Côa(s) – do verbo [coar]: Eu côo, tu côas, ele côa.

Coa(s) – aglutinação da preposição [com] ao artigo [a, as].

Pára => Para (terceira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo parar), pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento que a diferenciava da preposição [para]. Da mesma forma para elemento de palavra composta, como em pára-quedas. Agora fica assim:

=> Ele não para (v) de conversar. Mandei um recado para (p) ela.

Pôde - Terceira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo do verbo poder: Ele não pôde vir.

Pode - Terceira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo poder: Ele não pode vir.

Pôr – Verbo: Vou pôr um casaco, porque está frio.

Por – Preposição: Não vá por aí, menino!

Pelo(s), Pela(s) – Preposição (aglutinação da preposição "per" ao artigo).

Pêlo(s) => Pelo(s) (substantivo = cabelo, penugem) – Pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento circunflexo que o distinguia da aglutinação da preposição [per] ao artigo:

● Os pelos do cachorro estão sedosos. (substantivo)

Pélo => Pelo (flexão do verbo pelar) – Pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento agudo que o distinguia da aglutinação da preposição [per] ao artigo.

Péla(s) => Pela (flexão do verbo pelar) - Pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento agudo que o distinguia da aglutinação da preposição [per] ao artigo.

Pêra => Pera (substantivo - o fruto da pereira) - Pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento circunflexo: Pegue uma pera na geladeira.

Pólo(s) => Polo(s) (Substantivo = extremidade do eixo da Terra, nome de um jogo) - Pelo novo acordo ortográfico passa a dispensar o acento agudo: Ele joga polo aquático. / Eles são polos opostos.

É facultativo o acento diferencial em:

1. Dêmos (1ª pessoa do plural do presente do subjuntivo) para distinguir de demos (1ª pessoa do plural do

pretérito perfeito).

2. Fôrma (substantivo) para distinguir de forma (substantivo e verbo).

• Este é um caso em que o acento é indispensável, porque ambas as palavras pertencem à mesma classe gramatical.

ACENTO DIFERENCIAL NAS FORMAS VERBAIS

Têm - terceira pessoa do plural do presente do indicativo do verbo ter, para diferenciar de [tem] - terceira pessoa do singular do presente do indicativo.

Vêm - terceira pessoa do plural do presente do indicativo do verbo vir, para diferenciar de [vem] - terceira pessoa do singular do presente do indicativo.

Observação: Nos derivados desses verbos, a distinção assim se faz:

1. Terceira pessoa do singular do presente do indicativo:

- Ele retém, detém, contém, etc.

2. Terceira pessoa do plural do presente do indicativo:

- Eles retêm, detêm, contêm, etc.

3. Lêem, dêem, crêem, crêem – Pelo novo acordo ortográfico as formas verbais com [êem] passam a

dispensar o acento circunflexo: leem, deem, creem, veem. ®Sérgio.

Antes da nova Reforma Ortográfica, algumas formas verbais já eram grafadas com acentos para se diferenciar de outras. Depois dela, o acento ainda permanece para estabelecer essa mesma diferenciação. Vamos conhecê-las?

Verbos ter e vir

As formas relacionadas à terceira pessoa do plural são acentuadas para se diferenciar da terceira pessoa do singular, quando estiverem conjugadas no presente do indicativo:

ele tem – eles têm ele vem – eles vêm

Verbos conter, obter, reter e convir

Acentua-se as formas verbais relativas à terceira pessoa do plural do presente do indicativo (todas elas recebem acento circunflexo) para se diferenciar da terceira pessoa do singular, a qual recebe acento agudo:

ele obtém – eles obtêm ele retém – eles retêm ele convém – eles convêm ele contém – eles contêm

As formas verbais pôde e pode

Pôde, grafada com acento circunflexo e representando a terceira pessoa do pretérito perfeito do modo

indicativo, permanece acentuada para se diferenciar da terceira pessoa do presente do modo indicativo –

pode:

Ele pôde chegar mais cedo ontem. Ele pode chegar tarde hoje.

A

preposição por e o verbo pôr

O

verbo pôr permanece acentuado justamente para se distinguir da preposição por:

Eu vou por aí.

A garota vai pôr o material escolar sobre a carteira.