Você está na página 1de 2

Sal e Luz (Peça)

Maria – Oi Juliana, quanto tempo, tudo bem?

Juliana – Oi Maria, quanto tempo ne? Enfim está tudo indo...

Maria – Tudo indo? Não deveria ta tudo bem não?

Juliana – Deveria ne...mas as vezes eu vejo tanta coisa ruim acontecendo


sabe...pessoas da minha família sofrendo pois outras estão em doenças terminais, os
vizinhos quase tendo uma depressão por que perderam entes-queridos, uma família lá
do bairro triste sem ter o que comer, os meninos usando drogas e bebendo ...e eu vejo
tudo e não posso ajudar...Por que enfim quem é Juliana para mudar a vida de alguém
ne? Uma ex-moradora de rua e ex-drogada... Mas enfim, pedir a Deus que as coisas
melhorem e levar a vida...

Maria – Ué? Por que você não pode ajudar eles? Você não conheceu o amor de Deus
que te ajudou tanto...por que você não pode mostrar esse amor para eles?

Ju – Ah Maria, mas será que eu, uma suburbana, ex-moradora de rua drogada vou
conseguir? Sei lá eles vão me dar credibilidade?

Maria – Vão sim! Pois é isso que Deus quer que você seja, “SAL E LUZ” pros outros!

Ju – Sal e Luz? (Risos)

Maria – Siim, Sal da Terra e Luz do Mundo como diz a palavra do Senhor.

Ju – Ta...(Cara de desentendida/deboche) o que é ser “SAL” e “LUZ” ?(Cara de


deboche+sinal de aspas com as mãos, meio que satirizando maria)

Maria – Então...vem cá que eu te explico, vamos fazer duas experiências ta?

- A primeira vamos chamar duas pessoas na rua e pedir pra elas provarem esses dois
pratos, e ver como eles reagem...

(2 figurantes irão provar 2 pratos com e sem sal respectivamente e vão falar sobre o
prato, se é gostoso, ruim, bom etc)

- Viu Juliana? Tudo sem sal é fraco, desanimado e chato. O sal da Palavra de Deus são
as nossas ações pelos outros, através do nosso amor, da nossa alegria podemos dar
sentido ou “gosto” a vida de outras pessoas!

Juliana – Aaah agora eu entendi...mas e a história da luz?

Maria – Então...essa é a nossa segunda experiência...vem cá...


- Ta vendo aquela senhora ali? Acho que ela está com dificuldades para achar os
óculos para poder caminhar pra casa... tenta ir lá e ajudar ela nisso...
Nessa parte Juliana vai ajudar a senhora cega com os óculos, é bom enfatizar que
essa é a única parte humorística da peça, logo o contexto de “Ninguem sai!” e de
“Juliana, Meu óculos” é muito importante, e ao final da ajuda, um “Coisinha
muito obrigado por meus óculos, por que sem ele eu num sou ninguém!”

- Viu Juliana? Assim como a luz, devemos iluminar a escuridão das pessoas que
acabam não encontrando o caminho pq estão longe de sua luz, que no caso da
senhorinha ali eram os óculos dela, mas para as pessoas que estão sofrendo muitas
vezes é a falta do conhecimento de Deus e do amor d’Ele, então o que vc precisa é
mostrar o amor de Deus e o Deus que você conheceu para elas, entendeu?

Juliana - Humm...ta...mas eu sou capaz de ser isso?

Maria – Claro que é! Na verdade Deus quer que você seja isso! Para que serve você ter
mudado de vida, se você não vai ajudar outras pessoas a mudar? Para que você é Sal
se você não dar gosto na vida das pessoas, o real gosto de Deus? E para que você ser
Luz de Deus se não mostrar Ele que é a própria luz pros outros, vai ter luz só pra você
mas o resto vai continuar no escuro! Então sempre lembra do evangelho: “Ide e pregai
o evangelho a toda criatura!”

Ju – Ta Maria! Vou seguir seu conselho! Vou tentar ajudar o pessoal lá!

Maria – Muito bem Juh! Você vai ver todos melhorando, o amor de Deus muda tudo!
Seja esse amor! Até mais viu?

Ju – Até! Muito obrigada ta?

Maria – Por nada, vai na paz! E lembra... (Solta a musica Sal e Luz)