Você está na página 1de 28

30RB/30RQ 017-160

Controlo Pro-Dialog+
+
G
LO
IA
-D
O
PR

Instruções de funcionamento
Indice

1 - CONSIDERAÇÕES RELATIVAS À SEGURANÇA ........................................................................................................ 3


1.1 - Geral ......................................................................................................................................................................................... .3
1.2 - Evitar electrocussão................................................................................................................................................................. .3
2 - DESCRIÇÃO GERAL.............................................................................................................................................................. 3
2.1 - Geral.......................................................................................................................................................................................... .3
2.2 - Abreviaturas utilizadas............................................................................................................................................................ .3
3 - DESCRIÇÃO DO HARDWARE............................................................................................................................................ 4
3.1 - Geral.......................................................................................................................................................................................... .4
3.2 - Alimentação eléctrica às placas.............................................................................................................................................. .4
3.3 - Díodos emissores de luz nas placas........................................................................................................................................ .4
3.4 - Os sensores................................................................................................................................................................................ .4
3.5 - Os controlos.............................................................................................................................................................................. .5
3.6 - Ligações no bloco de terminais do utilizador ...................................................................................................................... .5
4 - CONFIGURAÇÃO DO CONTROLO PRO-DIALOG+.................................................................................................... 6
4.1 - Características gerais............................................................................................................................................................... .6
4.2 - Características dos ecrãs predefinidos................................................................................................................................... .6
4.3 - Ecrãs relativos à palavra-passe............................................................................................................................................... .6
4.4 - Características do ecrã do menu............................................................................................................................................. .7
4.5 - Características do ecrã de dados ou dos parâ-metros configuráveis.................................................................................. .7
4.6 - Modificação de parâmetros..................................................................................................................................................... .7
4.7 - Ecrã do modo de funcionamento........................................................................................................................................... .8
4.8 - Estrutura dos menus................................................................................................................................................................ .9
4.9 - Descrição pormenorizada dos menus.................................................................................................................................. .10
5 - FUNCIONAMENTO DO CONTROLO PRO-DIALOG ................................................................................................ 18
5.1 - Controlo de iniciação/paragem............................................................................................................................................. .18
5.2 - Operação de aquecimento/arrefecimento/em espera........................................................................................................ .18
5.3 - Controlo da bomba de água do permutador de calor........................................................................................................ .19
5.4 - Contacto de bloqueio do controlo ...................................................................................................................................... .19
5.5 - Protecção anticongelação do permutador de calor............................................................................................................ .20
5.6 - Ponto de controlo................................................................................................................................................................... .20
5.7 - Limitação das solicitações..................................................................................................................................................... .21
5.8 - Modo nocturno....................................................................................................................................................................... .21
5.9 - Controlo da capacidade......................................................................................................................................................... .21
5.10 - Controlo da pressão hidrostática........................................................................................................................................ .21
5.11 - Função de descongelação ................................................................................................................................................... .21
5.12 - Controlo da fase do aquecedor eléctrico adicional ......................................................................................................... .21
5.13 - Controlo de uma caldeira . ................................................................................................................................................. .21
5.14 - Conjunto mestre/escravo..................................................................................................................................................... .22
6 - DIAGNÓSTICO - RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS...................................................................................................... 23
6.1 - Geral........................................................................................................................................................................................ .23
6.2 - Apresentação dos alarmes..................................................................................................................................................... .23
6.3 - Redefinição dos alarmes........................................................................................................................................................ .23
6.4 - Códigos de alarme.................................................................................................................................................................. .24

Os gráficos da capa destinam-se exclusivamente a fins de ilustração e não constituem parte de qualquer oferta de venda
ou contrato de venda. O fabricante reserva-se o direito de alterar o design em qualquer altura, sem aviso prévio.


1 - CONSIDERAÇÕES RELATIVAS À SEGURANÇA 2 - DESCRIÇÃO GERAL

1.1 - Geral 2.1 - Geral

A instalação, o arranque e a manutenção do equipamento O Pro-Dialog é um sistema de controlo electrónico para


podem ser perigosas se não forem tomados em consideração regular unidades dos seguintes tipos:
determinados factores específicos da instalação: pressões • chillers de líquidos com refrigeração a ar 30RB;
de funcionamento, presença de componentes eléctricos e • bombas de calor reversíveis 30RQ.
tensões, bem como o local de instalação (plintos elevados e
estruturas construídas). Só engenheiros de instalação devida- Estas unidades possuem um ou dois circuitos de refrigerante.
mente habilitados e instaladores e técnicos altamente quali-
ficados, com formação completa sobre o produto, é que Controlos Pro-Dialog:
estão autorizados a instalar e iniciar o equipamento com • arranque do compressor para controlar o circuito
segurança. Durante todas as operações de assistência, devem hidráulico;
ser lidas, compreendidas e seguidas todas as instruções e • ventoinhas para optimizar o funcionamento de cada
recomendações que figuram nas instruções de instalação e circuito de refrigerante;
assistência do produto, bem como nas etiquetas e rótulos • ciclos de descongelação para assegurar o funcionamento
afixados ao equipamento, componentes e peças acessórias dos circuitos de refrigerante (apenas 30RQ).
fornecidas separadamente.
• Aplicar todos os códigos e práticas de segurança Como equipamento de série, o Pro-Dialog inclui três
habituais. comandos de ligar/desligar:
• Utilizar óculos e luvas de protecção. • local – comando de ligar/desligar utilizando o teclado;
• Utilizar as ferramentas adequadas para deslocar • remoto – comando de ligar/desligar com fios utilizando
objectos pesados. Deslocar as unidades com cuidado e contactos isentos de tensão;
pousá-las suavemente. • rede – comando de ligar/desligar Carrier Comfort
Network (CCN).
1.2 - Evitar electrocussão
O tipo de comando é seleccionado antecipadamente com o
O acesso aos componentes eléctricos só é permitido a pessoal teclado.
qualificado em conformidade com as recomendações da
CEI (Comissão Electrotécnica Internacional). Recomenda- 2.2 - Abreviaturas utilizadas
se, em especial, que todas as fontes de electricidade para a
unidade sejam desligadas antes de se iniciar qualquer Neste manual, os circuitos de refrigeração são denominados
trabalho. Desligar a fonte de alimentação principal no circuito A e circuito B. Os compressores no circuito A são
isolador ou disjuntor principal. designados A1, A2 e A3 e os do circuito B são designados
B1, B2 e B3.
IMPORTANTE: este equipamento está em conformidade
com todos os códigos aplicáveis no respeitante a compati- As abreviaturas que se seguem são utilizadas frequente-
bilidade electromagnética. mente:
CCN : Carrier Comfort Network
LED : Díodo emissor de luz
LEN : Bus sensor (bus de comunicação interna que
faz a ligação da placa básica às placas escravo)
SCT : Temperatura de condensação saturada
SST : Temperatura de aspiração saturada
EXV : Válvula de expansão electrónica
PD-AUX : Placa de entrada/saída auxiliar


3 - DESCRIÇÃO DO HARDWARE 3.3 - Díodos emissores de luz nas placas

3.1 - Geral Todas as placas verificam e indicam continuamente o


correcto funcionamento dos seus circuitos electrónicos.
O sistema de controlo é composto por uma placa NRCP - Acende-se um díodo emissor de luz (LED) em cada placa
BASE para as unidades de circuito simples (até dois com- quando esta está a funcionar correctamente.
pressores) e por duas placas NRCP -BASE (uma placa • O LED vermelho intermitente durante um período de
mestre e uma placa escravo) para as unidades com três ou 2 segundos na placa NRCP2-BASE – um segundo aceso,
quatro compressores. As unidades de bomba de calor que um segundo apagado – indica um funcionamento
estejam equipadas com a opção de fase do aquecedor correcto. Um ritmo diferente indica uma falha da
eléctrico adicional utilizam uma placa PD-AUX adicional. placa ou do software.
• O LED verde pisca continuamente em todas as placas
Todas as placas comunicam através de um bus LEN interno. para indicar que a placa está a comunicar correcta-
As placas NRCP2-BASE gerem continuamente a informação mente através do bus interno. Se o LED não estiver
recebida a partir das várias sondas de pressão e de tempera- intermitente, significa que há um problema na ligação
tura. A placa mestre NRCP -BASE contém o programa do bus LEN.
que controla a unidade. • O LED laranja da placa mestre fica intermitente
durante qualquer comunicação através do bus CCN.
A interface do utilizador inclui um visor alfanumérico de
oito linhas, dois LEDs com cinco teclas de navegação e uma 3.4 - Os sensores
roda de controlo do contraste.
Sensores de pressão
3.2 - Alimentação eléctrica às placas São utilizados dois tipos de sensores de pressão (alta e
baixa pressão) para medir as pressões de aspiração e de
Todas as placas são alimentadas a partir de uma fonte comum descarga em cada circuito.
de 24 VCA com ligação à terra.
Sensores de temperatura
CUIDADO: manter a polaridade correcta ao ligar a Os sensores de água do permutador de calor estão instala-
alimentação eléctrica às placas, no sentido de assegurar dos no lado de entrada e de saída. O sensor da temperatura
que estas não sejam danificadas. exterior está instalado por baixo de uma placa metálica. É
possível utilizar um sensor de temperatura do sistema
No caso de ocorrer uma interrupção da alimentação eléctrica, hidráulico opcional para o controlo do conjunto mestre/
a unidade reinicia automaticamente sem necessidade de escravo (no caso do controlo da água de saída).
um comando externo. Contudo, quaisquer falhas activas
quando a alimentação é interrompida são gravadas e podem, Nas unidades de bomba de calor, um sensor colocado num
em determinados casos, impedir que um circuito ou unidade tubo do permutador de calor ar assegura a operação de
reinicie. descongelação.

Fig. 1 - Placa de controlo

LED verde
A unidade parou
A unidade arranca
Roda de controlo
do contraste Unidade em funcionamento

Voltar ao ecrã anterior LED vermelho


Sem alarme
Aviso

Erro do circuito ou da unidade completa

Tecla para cima/para baixo


- Navegação
- Modificação

Tecla de ligar/desligar
- Unidade parada Tecla Enter
- Lista de modos de funcionamento - Validação
disponíveis (apenas no modo local) - Acesso à selecção


3.5 - Os controlos Caldeira
Esta saída autoriza a iniciação/paragem de uma caldeira.
Bomba de circulação da água
O controlador pode regular uma ou duas bombas de água 3.6 - Ligações no bloco de terminais do utilizador
do permutador de calor e trata da comutação automática
entre bombas. 3.6.1 - Descrição geral
Os contactos abaixo estão disponíveis no bloco de terminais
Aquecedores do utilizador, na placa NRCP2-BASE (consultar a figura 1).
Estas protegem o permutador de calor (e a tubagem para Alguns apenas podem ser utilizados se a unidade funcionar
unidades sem bomba) contra congelação se a unidade em tipo de funcionamento remoto (Remote).
estiver desligada e com corrente.

Placa de controlo NRCP2-BASE Placa PD-AUX opcional

O quadro que se segue resume as ligações no bloco de terminais do utilizador.

Descrição Conector/ Terminal Placa Observações


canal
Contacto 1: iniciar/parar J4 / CH 8 32-33 NRCP2-BASE Utilizado com o modo de funcionamento remoto (Remoto).
Contacto 2: selecção do modo de J4 / CH 9 63-64 NRCP2-BASE Utilizado com o modo de funcionamento remoto (Remoto), em conformidade
aquecimento/arrefecimento com a configuração da caldeira ou da bomba de calor.
Contacto 3: selecção de limitação das J4 / CH 10 73-74 NRCP2-BASE
solicitações 1
Entrada do circuito de segurança do cliente J4 / CH 11A 34-35 NRCP2-BASE
Contacto 3 bis: selecção de limitação das J5 / CH 12 NRCP2-BASE Unidade sem placa NRCP2-SLAVE.
solicitações 2
Selecção do segundo ponto de referência J5 / CH 13 NRCP2-BASE Utilizada com o modo de funcionamento remoto (Remoto), unidade sem placa
NRCP2-SLAVE.
Controlo do aquecedor do permutador de J2B / CH 21 NRCP2-BASE Protecção anti-gelo, quando a unidade está parada.
calor
Comando, bomba de água 1 J2B / CH 22 NRCP2-BASE
Comando, bomba de água 2 J2B / CH 23 NRCP2-BASE A comutação entre as duas bombas é configurável.
Saída do relé de alarme J3 / CH 24 30A-31A NRCP2-BASE
Saída do relé de funcionamento J3 / CH 25 37-38 NRCP2-BASE
Ligação à CCN J12 NRCP2-BASE Ligação em série RS-485
- Pino 1: sinal +
- Pino 2: terra
- Pino 3: sinal -
Selecção do segundo ponto de referência J4 / CH 8 65-66 NRCP2-SLAVE Utilizada com o modo de funcionamento remoto (Remoto), unidade com placa
NRCP2-SLAVE.
Contacto 3 bis: selecção de limitação das J4 / CH 10 75-76 NRCP2-SLAVE Utilizado com o modo de funcionamento remoto (Remoto), utilização da placa
solicitações 2 NRCP2-SLAVE consoante o tamanho.
Saída de relé para comando da caldeira J3 / CH 25 NRCP2-SLAVE Utilização da placa NRCP2-SLAVE consoante o tamanho.
Saída de TRIAC para comando da caldeira J2B / CH 20 NRCP2-BASE Unidade de apenas arrefecimento sem placa NRCP2-SLAVE.
Saída de TRIAC para comando da caldeira J3 / CH 5 PD-AUX Unidade de bomba de calor sem placa NRCP2-SLAVE.


3.6.2 - Ligar/desligar contacto isento de tensão/ 4 - CONFIGURAÇÃO DO CONTROLO PRO-DIALOG+
arrefecimento/aquecimento
Se a unidade trabalhar no modo de funcionamento remoto 4.1 - Características gerais
(Remoto), se a função de comutação automática entre
aquecimento e arrefecimento não for seleccionada e se a A interface inclui diferentes ecrãs que são enumerados
configuração do utilizador o permitir (bomba de calor e abaixo:
selecção da interface Pro-Dialog), o funcionamento dos • ecrãs predefinidos com visualização directa dos parâ-
contactos de ligar/desligar e dos contactos de aquecimento/ metros principais;
arrefecimento é o seguinte: • ecrãs de menu para a navegação;
• ecrãs de dados/configuração que enumeram os parâ-
Sem multiplexação metros por tipo;
Desligado Ligado em Ligado em • ecrã de selecção do modo de funcionamento;
arrefecimento aquecimento • ecrã de introdução da palavra-passe;
Contacto ligar/desligar Aberto Fechado Fechado
• ecrã de modificação de parâmetros.
Contacto arrefecimento/ - Aberto Fechado
aquecimento
NOTA: se a interface não for utilizada por um período
Com multiplexação prolongado, apaga-se. O controlo está sempre activo e o
Desligado Ligado em Ligado em Ligar modo de funcionamento permanece inalterado. O ecrã de
arrefecimento aquecimento automático interface é reactivado quando o utilizador prime uma tecla.
Contacto ligar/ Aberto Fechado Fechado Aberto Premir a tecla uma vez acende o ecrã, premi-la uma
desligar
Contacto Aberto Aberto Fechado Fechado
segunda vez conduz a um ecrã relacionado com o contexto
arrefecimento/ e com o símbolo relativo à tecla.
aquecimento

4.2 - Características dos ecrãs predefinidos


NOTA: a função de comutação automática (ligar auto-
mático) selecciona o modo de arrefecimento ou aqueci- Existem quatro ecrãs predefinidos. Cada ecrã apresenta:
mento com base na temperatura exterior (consultar a • o estado da unidade, o respectivo número de ecrã;
secção 5.2). • três parâmetros apresentados.
3.6.3 - Selecção do ponto de referência isento de tensão Do lado esquerdo, o estado da
LOCAL OFF 1
unidade; do lado direito, o número do
Arrefecimento Aquecimento ecrã
csp 1 csp 2 hsp 1 hsp 2 Entering water temp Descrição do primeiro parâmetro
Contacto selecção do ponto Aberto Fechado Aberto Fechado EWT 17.2°C Abreviatura e valor, com unidade de
de referência medida, do primeiro parâmetro
Leaving water temp Descrição do segundo parâmetro
3.6.4 - Contacto de limitação das solicitações isento de LWT 17.2°C Abreviatura e valor, com unidade de
tensão medida, do segundo parâmetro
Outside air temperature Descrição do terceiro parâmetro

100% Limitação 1 Limitação 2 Limitação 3 OAT 21.7°C Abreviatura e valor, com unidade de
medida, do terceiro parâmetro
Limitação das Aberto Fechado Aberto Fechado
solicitações 1
Limitação das Aberto Aberto Fechado Fechado Premir a tecla para cima ou para baixo comuta de um ecrã
solicitações 2 predefinido para outro. O número do ecrã é actualizado.

4.3 - Ecrãs relativos à palavra-passe

Enter password Descrição do ecrã de introdução da


palavra-passe

0_** Valor da palavra-passe

(0 = basic access) Descrição

A palavra-passe é introduzida dígito a dígito. O cursor é


apresentado no dígito actual, que fica intermitente. As
teclas de setas modificam o valor do dígito. A modificação
do dígito é validada com a tecla Enter e o cursor avança
para o dígito seguinte.


Enter password \\MAINMENU\TEMP Caminho actual na estrutura de menus

EWT 12.0°C Lista de itens

1_** O primeiro dígito é o 1; o cursor LWT 7.0°C Posição do cursor


encontra-se posicionado no segundo
OAT 35.0°C
dígito
CHWSTEMP -17.8°C
SCT_A 57.0°C
(0 = basic access)
Leaving Water Temperature Descrição do item enquadrado pelo
cursor de selecção

Enter password
As teclas das setas para cima e para baixo posicionam o
cursor no item de menu actual. A tecla Enter activa a modi-
ficação de parâmetros (se possível). Qualquer tentativa de
11_**
modificação que não seja pertinente é bloqueada por um
ecrã de recusa.
(0 = basic access)

4.6 - Modificação de parâmetros


Premir a tecla Enter num dígito sem valor valida a selecção
É possível modificar um parâmetro de configuração posi-
da palavra-passe. O ecrã é actualizado pela lista de menus e
cionando o cursor e, de seguida, premindo a tecla Enter.
os itens apresentados dependem do nível da palavra-passe
activada.
\\MAINMENU\SETPOINT Caminho actual na estrutura de menus

A introdução de uma palavra-passe incorrecta mantém o cps1 4.0°C Lista de itens


ecrã de introdução da palavra-passe. Posição do cursor
cps2 7.0°C
hps1 38.0°C
A selecção de palavra-passe 0 (zero) pode ser feita
hps2 38.0°C
simplesmente premindo a tecla Enter duas vezes seguidas.
hramp_sp 27.4°C

4.4 - Características do ecrã do menu Cooling Setpoint 2 Descrição do item enquadrado pelo
cursor de selecção

\\MAINMENU Percurso actual na estrutura de menus


O ecrã que se segue permite a modificação de um parâ-
GENUNIT PUMPSTAT Cursor de selecção à esquerda da
primeira coluna metro.
TEMP RUNTIME

PRESSURE MODES Lista de menus Modify value Descrição do ecrã


SETPOINT LOGOUT csp 2
INPUTS 7.0 °C Valor actual
OUTPUTS _ °C Posição do cursor
General Parameters Menu Descrição do menu enquadrado pelo
cursor de selecção
Cooling Setpoint 2 Descrição do item

Cada item do menu define o acesso a dados categorizados.


As setas para cima e para baixo posicionam o cursor no item As teclas das setas para cima e para baixo permitem a
actual. A tecla Enter activa a visualização do submenu selecção do primeiro dígito. Premir sucessivamente a tecla
seleccionado. para cima percorre os seguintes símbolos, por ordem
ascendente:
O item LOGOUT permite sair do ecrã do menu e protege 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, ., -.
o acesso através de uma palavra-passe de utilizador. A tecla
de retrocesso permite sair do ecrã actual sem desactivar o A tecla para baixo segue a ordem inversa da tecla para
acesso protegido por palavra-passe. cima ao percorrer a lista de dígitos acima indicada. Cada
dígito é validado pela tecla Enter.
4.5 - Características do ecrã de dados ou dos parâ-
metros configuráveis O sinal - só se encontra acessível para o primeiro carácter
seleccionado.
Os ecrãs de dados apresentam parâmetros informativos, tais
como as temperaturas ou pressões. Os ecrãs de configuração Modify value Descrição do ecrã
apresentam parâmetros de controlo da unidade, tais como csp 2
os pontos de referência da temperatura da água. 7.0 °C Valor actual
6.5_ °C Novo valor antes da validação

Cooling Setpoint 2 Descrição do item

O valor é validado pela tecla Enter. Em qualquer momento,


a tecla de retrocesso cancela a modificação em curso.


ATENÇÃO: se o utilizador sair do ecrã de dados actual, o
valor é guardado. É apresentada uma confirmação da acção
de guardar. A tecla Enter valida a(s) modificação(ões)
dos parâmetros. A tecla de retrocesso ou do ecrã anterior
cancela a(s) modificação(ões) em curso.

\\MAINMENUSETPOINT Caminho actual na estrutura de menus

Save changes ? Confirmação de que a modificação


será guardada

4.7 - Ecrã do modo de funcionamento

Quando a unidade se encontra no modo Local Desligado,


premir uma vez a tecla de ligar/desligar (0/1) activa a
visualização do ecrã do modo de funcionamento.

Select Machine Mode Descrição do ecrã


Local On Lista dos modos de funcionamento
do equipamento
Local Schedule Cursor
CCN
Remote

As teclas para cima e para baixo posicionam o cursor no


modo de funcionamento seleccionado. São imediatamente
apresentados no ecrã quatro modos. Para aceder a modos
que não estejam visíveis, utilizar as teclas para cima e para
baixo.

Quando o modo de funcionamento tiver sido seleccionado,


o novo modo de funcionamento pode ser validado com a
tecla Enter.

Command accepted Ecrã de validação do modo de


funcionamento

Quando a unidade está num modo de funcionamento e se


prime a tecla de ligar/desligar, a unidade pára. Um ecrã de
confirmação protege a unidade contra encerramentos
inadvertidos.

PRESS ENTER Ecrã de confirmação do


encerramento do equipamento
TO CONFIRM STOP


OCC1P01S
OCC1P01S
ACESSO Horário 1

GENUNIT ALARMRST SCHEDULE OCC1P02S


GENUNIT ALARMRST SCHEDULE OCC1P02S
UTILIZADOR Parâmetros gerais Reposição dos alarmes Horário Horário 2

TEMP CUR_ALRM HOLIDAY HOLIDY01S


TEMP CUR_ALRM HOLIDAY HOLIDY01S
TODOS Temperaturas Alarme actual Férias Férias 1
4.8 - Estrutura dos menus

PRESSURE ALMHIST1 GENCONF HOLIDY02S


Palavra-passe = “0” PRESSURE ALMHIST1 GENCONF HOLIDY02S
Pressões Histórico de alarmes Configuração geral Férias 2

SETPOINT* PUMPCONF
SETPOINT PUMPCONF …
Ponto de referência Configuração da bomba …

INPUTS HCCONFIG HOLIDY16S


INPUTS HCCONFIG HOLIDY16S
Configuração de
Entradas aquecimento/arrefecimento Férias 16

ECRÃS
PALAVRA- OUTPUTS
OUTPUTS RESETCFG
PREDEFINIDOS RESETCFG
PASSE Redefinição do ponto
Saídas
de referência

PUMPSTAT
PUMPSTAT USERCONF
USERCONF
Estado da bomba Configuração do
utilizador

RUNTIME
RUNTIME BRODCAST
Tempo de funcionamento
BRODCAST
Transmissão

MODES
MODES DATETIME
DATETIME
Estado da unidade
Data e hora ECRÃ DE
CONFIRMAÇÃO DO
ALARMS*
ALARMS ENCERRAMENTO
CTRL_ID
DISPLAY
Menu de alarmes
Controlo da identificação

CONFIG LISTA DE MODOS DE


CONFIG
Menu de configuração FUNCIONAMENTO

NAVEGAÇÃO
LOGOUT
LOGOUT * Configurável a partir do menu GENCONF
Desconexão (apenas para a
interface principal)


4.9 - Descrição pormenorizada dos menus

ATENÇÃO: consoante as características da unidade, determinados itens de menu não são utilizados.

4.9.1 - Descrição do menu GENUNIT


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
CTRL_TYP 0/1/2 - Local = 0. CCN = 1. Remoto = 2
STATUS Running/Off/Stopping/ - Estado de funcionamento
Delay
min_left 0-15 min Atraso no arranque
HEATCOOL Heat/Cool/Standby/Both - Estado arrefecimento/aquecimento
LOCAL_HC 0/1/2 - Selecção de aquecimento/arrefecimento através da interface principal
HC_SEL 0/1/2 - Selecção de aquecimento/arrefecimento através da rede CCN
0 = arrefecimento, 1 = aquecimento, 2 = automático
LSP_SEL 0/1/2 - Selecção do ponto de referência através da interface principal
SP_SEL 0/1/2 - Selecção do ponto de referência através da rede CCN
0 = Automático, 1 = Ponto de referência1, 2 = Ponto de referência 2
SP_OCC Yes/No - Ponto de referência activo do modo ocupado
CHIL_S_S Enable/Dsable - Arranque/paragem da unidade através da rede CCN
CHIL_OCC Yes/No - Horário da unidade através da rede CCN
CAP_T nnn % Capacidade total da unidade
CAPA_T nnn % Capacidade do circuito A
CAPB_T nnn % Capacidade do circuito B
DEM_LIM nnn % Valor da limitação das solicitações
SP ±nnn.n °C Ponto de referência activo
CTRL_PNT ±nnn.n °C Ponto de controlo
EMSTOP Enable/Emstop - Paragem de emergência da CCN

4.9.2 - Descrição do menu TEMP


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
EWT ±nnn.n °C Temperatura da água que entra no permutador de calor
LWT ±nnn.n °C Temperatura da água que sai do permutador de calor
OAT ±nnn.n °C Temperatura exterior
CHWSTEMP ±nnn.n °C Temperatura comum mestre/escravo
SCT_A ±nnn.n °C Temperatura de condensação saturada A
SST_A ±nnn.n °C Temperatura de aspiração saturada A
SCT_B ±nnn.n °C Temperatura de condensação saturada B
SST_B ±nnn.n °C Temperatura de aspiração saturada B
DEFRT_A ±nnn.n °C Temperatura de descongelação A
DEFRT_2 ±nnn.n °C Temperatura de descongelação B ou segunda serpentina

4.9.3 - Descrição do menu PRESSURE


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
DP_A ±nnn.n kPa Pressão de descarga A
SP_A ±nnn.n kPa Pressão de aspiração A
DP_B ±nnn.n kPa Pressão de descarga B
SP_B ±nnn.n kPa Pressão de aspiração B

4.9.4 - Descrição do menu SETPOINT


NOME FORMATO VALOR UNIDADES DESCRIÇÃO
csp1 - 28.9 to 26 7.0 °C Ponto de referência de arrefecimento 1
csp2 - 28.9 to 26 7.0 °C Ponto de referência de arrefecimento 2
hsp1 26.7 to 60 38.0 °C Ponto de referência de aquecimento 1
hsp2 26.7 to 60 38.0 °C Ponto de referência de aquecimento 2
hramp_sp 0.1 to 1.1 0.60 ^C Carregamento progressivo
cauto_sp 3.9 to 50 24.0 °C Ponto de referência de comutação para arrefecimento
hauto_sp 0 to 46.1 18.0 °C Ponto de referência de comutação para aquecimento
lim_sp1 0 to 100 100 % Limitação das solicitações 1
lim_sp2 0 to 100 100 % Limitação das solicitações 2
lim_sp3 0 to 100 100 % Limitação das solicitações 3

10
4.9.5 - Descrição do menu INPUTS
NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
ONOFF_SW Open/Close - Contacto para iniciar/parar à distância
HC_SW Open/Close - Contacto remoto de aquecimento/arrefecimento
on_ctrl Off, On Cool, On Heat, - Controlo actual
On Auto
SETP_SW Open/Close - Contacto remoto para o ponto de referência
LIM_SW1 Open/Close - Contacto remoto de limitação das solicitações 1
LIM_SW2 Open/Close - Contacto remoto de limitação das solicitações 2
FLOW_SW Open/Close - Contacto do circuito de segurança do caudal de água/do cliente
leak_1_v nn.n Volt Valor do detector de fugas 1
leak_2_v nn.n Volt Valor do detector de fugas 2

4.9.6 - Descrição do menu OUTPUTS


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
CP_A1 On/Off - Saída do compressor A1
CP_A2 On/Off - Saída do compressor A2
CP_A3 On/Off - Saída do compressor A3
fan_a1 0-2 - Saída da ventoinha A1
fan_a2 0-2 - Saída da ventoinha A2
exv_a 0-100 % Posição da EXV, circuito A
HD_POS_A 0-100 % Posição do controlador da velocidade variável da ventoinha A
RV_A On/Off - Válvula de quatro vias do refrigerante
CP_B1 On/Off - Saída do compressor B1
CP_B2 On/Off - Saída do compressor B2
fan_b1 0-2 - Saída da ventoinha B1
exv_a 0-100 % Posição da EXV, circuito B
HD_POS_B 0-100 % Posição do controlador da velocidade variável da ventoinha B
RV_B On/Off - Válvula de quatro vias do refrigerante
C_HEATER On/Off - Aquecedor do permutador de calor e da serpentina inferior
BOILER On/Off - Saída da caldeira
EHS_STEP 0-4 - Fases do aquecedor eléctrico
ALARM On/Off - Relé de alarme
ALERT On/Off - Relé de alerta
READY On/Off - Relé de unidade pronta
RUNNING On/Off - Relé de unidade ligada

4.9.7 - Descrição do menu PUMPSTAT


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
CPUMP_1 On/Off1 - Bomba de comando 1
CPUMP_2 On/Off1 - Bomba de comando 2
ROT_PUMP Yes/No1 - Rotação da bomba
WATPRES1 ±nnn.n kPa Sensor de pressão da água 1
WATPRES2 ±nnn.n kPa Sensor de pressão da água 2
WP_CALIB Yes/No1 - Calibragem do sensor de pressão da água?
Na sequência de um erro do sensor de pressão da água, WP_OFFST é
desconfigurado (-99 kPa) para informar sobre a necessidade de calibrar o circuito
hidráulico. Esta calibragem deve ser efectuada enquanto não houver circulação de
água no equipamento.
WP_OFFST ±nnn.n kPa Valor de calibragem do sensor de pressão da água
DP_FILTR nnn.n kPa Queda de pressão do filtro
WP_MIN nnn.n kPa Pressão mínima da água
WAT_FLOW ±nnn.n l/s Caudal de água
CAPPOWER ±nnn.n kW Capacidade da unidade
w_dt_spt nn.n ^C Ponto de referência do delta T
w_dp_spt nn.n kPa Ponto de referência da pressão de descarga da bomba
drvp_pwr +nnn.n kW Capacidade da bomba
drvp_i +nnn.n A Corrente da bomba
drvp_ver xxxxxxxx - Versão do controlador de velocidade variável da bomba

11
4.9.8 - Descrição do menu RUNTIME
NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
HR_MACH nnnnn hours Horas de funcionamento da unidade
st_mach nnnnn - Arranques da unidade
HR_CP_A1 nnnnn hours Horas de funcionamento do compressor A1
st_cp_a1 nnnnn - Arranques do compressor A1
HR_CP_A2 nnnnn hours Horas de funcionamento do compressor A2
st_cp_a2 nnnnn - Arranques do compressor A2
HR_CP_A3 nnnnn hours Horas de funcionamento do compressor A3
st_cp_a3 nnnnn - Arranques do compressor A3
HR_CP_B1 nnnnn hours Horas de funcionamento do compressor B1
st_cp_b1 nnnnn - Arranques do compressor B1
HR_CP_B2 nnnnn hours Horas de funcionamento do compressor B2
st_cp_b2 nnnnn - Arranques do compressor B2
hr_fana1 nnnnn hours Horas de funcionamento da ventoinha A1
hr_fana2 nnnnn hours Horas de funcionamento da ventoinha A2
hr_fanb1 nnnnn hours Horas de funcionamento da ventoinha B1
st_fa_a1 nnnnn - Arranques da ventoinha A1
st_fa_a2 nnnnn - Arranques da ventoinha A2
st_fa_b1 nnnnn - Arranques da ventoinha B1
hr_cpum1 nnnnn hours Horas de funcionamento da bomba 1
hr_cpum2 nnnnn hours Horas de funcionamento da bomba 2
nb_def_a nnnnn - N.º de ciclos de descongelação, circuito A
nb_def_b nnnnn - N.º de ciclos de descongelação, circuito B

4.9.9 - Descrição do menu MODES


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
m_limit Yes/No - Limitação das solicitações activa
m_ramp Yes/No - Carregamento progressivo activo
m_cooler Yes/No - Aquecedor do permutador de calor activo
m_night Yes/No - Modo nocturno de nível de ruído baixo
m_SM Yes/No - Aquasmart activo
m_leadla Yes/No - Mestre/escravo activo
m_auto Yes/No - Comutação activa
m_heater Yes/No - Fases do aquecedor eléctrico activas
m_lo_ewt Yes/No - Bloqueio do modo de aquecimento e água de entrada demasiado fria
m_boiler Yes/No - Caldeira activa
m_defr_a Yes/No - Descongelação do circuito A activa
m_defr_b Yes/No - Descongelação do circuito B activa
m_sst_a Yes/No - Temperatura de aspiração reduzida, circuito A
m_sst_b Yes/No - Temperatura de aspiração reduzida, circuito B
m_dgt_a Yes/No - Temperatura do gás de descarga elevada, circuito A
m_dgt_b Yes/No - Temperatura do gás de descarga elevada, circuito B
m_hp_a Yes/No - Pressão elevada no circuito A
m_hp_b Yes/No - Pressão elevada no circuito B
m_sh_a Yes/No - Sobreaquecimento reduzido, circuito A
m_sh_b Yes/No - Sobreaquecimento reduzido, circuito B

12
4.9.10 - Descrição do menu ALARMS
NOME DESCRIÇÃO
ALARMRST Reposição do alarme
CUR_ALRM Alarmes actuais
ALMHIST1 Histórico de alarmes

4.9.11 - Descrição do menu CONFIG


NOME DESCRIÇÃO
GEN_CONF Menu de configuração geral
PUMPCONF Menu de configuração da bomba de água
HC_CONFIG Menu de configuração de aquecimento/arrefecimento
RESETCFG Menu de configuração da redefinição
USERCONFIG Menu de configuração do utilizador
SCHEDULE Horário
HOLIDAY Calendário de férias
BRODCAST Menu de transmissão
DATETIME Menu de data e hora
DISPLAY Menu de configuração do visor
CTRL_ID Controlo da identificação

4.9.12 - Descrição do menu ALARMRST


NOME FORMATO UNIDADES DESCRIÇÃO
RESET_AL Normal - Reposição do alarme
ALM Normal1 - Estado do alarme
alarm_1c nnnnn2 - Alarme actual 1
alarm_2c nnnnn2 - Alarme actual 2
alarm_3c nnnnn2 - Alarme actual 3
alarm_4c nnnnn2 - Alarme actual 4
alarm_5c nnnnn2 - Alarme actual 5
alarm_1 nnnnn - Alarme JBus actual 1
alarm_2 nnnnn - Alarme JBus actual 2
alarm_3 nnnnn - Alarme JBus actual 3
alarm_4 nnnnn - Alarme JBus actual 4
alarm_5 nnnnn - Alarme JBus actual 5

4.9.13 - Descrição do menu CUR_ALRM 4.9.14 - Descrição do menu ALMHIST1


Este menu apresenta até dez alarmes activos. Para cada Este menu apresenta até vinte alarmes que tenham
alarme, o visor apresenta a hora e a data em que o alarme ocorrido na unidade. Para cada alarme, o visor apresenta a
foi criado, bem como a respectiva descrição. Cada ecrã hora e a data em que o alarme foi criado, bem como a
apresenta um alarme. respectiva descrição. Cada ecrã apresenta um alarme.

…\ALARMS\CUR_ALM …\ALARMS\ALMHIST1
HH:MM DD-MM-YY: alarm text HH:MM DD-MM-YY: alarm text

Alarm #1 Alarm #1

13
4.9.15 - Descrição do menu SCHEDULE
NOME DESCRIÇÃO
OCC1P01S Horário de ligar/desligar a unidade
OCC1P02S Horário de selecção do ponto de referência da unidade

4.9.16 - Descrição do menu HOLIDAY


NOME DESCRIÇÃO
HOLDY_01 Período de férias 1
HOLDY_02 Período de férias 2
HOLDY_03 Período de férias 3
HOLDY_04 Período de férias 4
HOLDY_05 Período de férias 5
HOLDY_06 Período de férias 6
HOLDY_07 Período de férias 7
HOLDY_08 Período de férias 8
HOLDY_09 Período de férias 9
HOLDY_10 Período de férias 10
HOLDY_11 Período de férias 11
HOLDY_12 Período de férias 12
HOLDY_13 Período de férias 13
HOLDY_14 Período de férias 14
HOLDY_15 Período de férias 15
HOLDY_16 Período de férias 16

4.9.17 - Descrição do menu BRODCAST


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
ccnbroad 0/1/2 2 - Activa a transmissão
0 = desactivada, 1= transmissão durante as férias na rede, 2 =
transmissão durante as férias, apenas equipamento
oatbusnm 0 to 239 0 - Transmissão da temperatura exterior
Número do bus do equipamento com a temperatura exterior
oatlocad 0 to 239 0 - Número do elemento do equipamento com a temperatura exterior
dayl_sel Disable/Enable Disable - Activação da hora de Verão, hora de Inverno
Hora de Verão
startmon 1 to 12 3 - Mês
startdow 1 to 7 7 - Dia da semana (1 = Segunda)
startwom 1 to 5 5 - Semana do mês
Hora de Inverno
stopmon 1 to 12 10 - Mês
stoptdow 1 to 7 7 - Dia da semana (1 = Segunda)
stopwom 1 to 5 5 - Semana do mês

4.9.18 - Descrição do menu GENCONF


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
lead_cir 0/1/2 0 - Sequência de carregamento do circuito
0 = automática, 1 = A primeiro, 2 = B primeiro
seq_typ No/Yes No - Sequência de carregamento por circuito
ramp_sel No/Yes No - Sequência de carregamento progressivo
off_on_d 1 to 15 1 min Atraso no arranque
nh_limit 0 to 100 100 % Limitação de capacidade no modo nocturno
nh_start 00:00 to 24:00 00:00 - Hora de início do modo nocturno
nh_end 00:00 to 24:00 00:00 - Hora de paragem do modo nocturno
bas_menu 0 to 3 0 - Configuração básica do menu
0 = acesso total
1 = acesso ao menu de alarme por palavra-passe
2 = acesso ao menu de ponto de referência por palavra-passe
3 = combinação de 1 e 2
synoptic No/Yes No - Apresentação de esquema sinóptico

4.9.19 - Descrição do menu PUMPCONF


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
pump_seq 0/1/2/3/4 0 - Sequência da bomba do permutador de calor
0 = nenhuma bomba
1 = uma bomba
2 = automática com duas bombas
3 = bombas 1 manual
4 = bombas 2 manual
pump_del 24 to 3000 48 hours Tempo de rotação entre bombas
pump_per No/Yes No - Protecção contra paragem da bomba
pump_sby No/Yes No - Encerramento da bomba quando a unidade está em modo de espera
pump_loc No/Yes3 Yes - Verificação do caudal quando a bomba está encerrada

14
4.9.20 - Descrição do menu HCCONFIG
NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
auto_sel No/Yes No - Selecção da comutação automática
cr_sel 0 to 31 0 - Selecção da redefinição do arrefecimento
hr_sel 0 to 31 0 - Selecção da redefinição do aquecimento
1 = temperatura exterior, 0 = nenhuma, 2 = delta T
heat_th -4 to 32 -15 °C Limiar da temperatura exterior no modo de arrefecimento
boil_th 5 to 59 -10 °C Limiar da temperatura exterior para a caldeira
ehs_th 23 to 70 5 °C Limiar da temperatura exterior para as fases do aquecedor eléctrico
both_sel No/Yes No - Selecção do comando de aquecimento ou arrefecimento para o HSM
ehs_back No/Yes No - 1 fase do aquecedor eléctrico de reserva
ehs_pull 0 to 60 0 minutes Atraso antes do arranque da primeira fase do aquecedor eléctrico
ehs_defr No/Yes No - Fases rápidas do aquecedor eléctrico para descongelação

4.9.21 - Descrição do menu RESETCFG


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
REDEFINIÇÃO DO ARREFECIMENTO
oatcr_no 14 to 125 -10 °C Temperatura exterior para que não haja redefinição
oatcr_fu 14 to 125 -10 °C Temperatura exterior para redefinição máxima
dt_cr_no 0 to 25 0 ^C Delta T para que não haja redefinição
dt_cr_fu 0 to 25 0 ^C Delta T para redefinição máxima
cr_deg -30 to 30 0 ^C Valor de redefinição do arrefecimento
REDEFINIÇÃO DO AQUECIMENTO
oathr_no 14 to 125 -10 °C Temperatura exterior para que não haja redefinição
oathr_fu 14 to 125 -10 °C Temperatura exterior para redefinição máxima
dt_hr_no 0 to 25 0 ^C Delta T para que não haja redefinição
dt_hr_fu 0 to 25 0 ^C Delta T para redefinição máxima
hr_deg -30 to 30 0 ^C Valor de redefinição do aquecimento

4.9.22 - Descrição do menu USERCONF


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
language 0 to 4 0 - Selecção do idioma
Inglês = 0, Espanhol = 1, Francês = 2, Português = 3, Italiano = 4,
Tradução = 5
use_pass 1 to 9999 11 - Palavra-passe do utilizador

4.9.23 - Descrição do menu DATETIME


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
hour 0 to 24 hours Hora
minutes 0 to 59 minutes Minutos
dow 1 to 7 Dia da semana
tom_hol No/Yes No - Férias amanhã?
tod_hol No/Yes No - Férias hoje
dlig_off No/Yes - Comutação para hora de Inverno activa?
dlig_on No/Yes - Comutação para hora de Verão activa?
d_of_m 1 to 31 Dia do mês
month 1 to 12 Mês
year 0 to 99 Ano

4.9.24 - Descrição do menu CTRL_ID


NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
elemt_nb 1 to 239 1 - Número do elemento
bus_nb 0 to 239 0 - Número do bus
baudrate 9600 to 38400 9600 - Velocidade de comunicação
PRO-DIALOG + Descrição
30RBS/RQS
CSA-SR-20H430NN Versão do software
- Número de série

15
4.9.25 - Menu OCC1PSX Programa de temporização típico:
O controlo proporciona dois programas de temporização: MON: Segunda
Time MON TUE WES THU FRI SAT SUN HOL
horário 1 e horário 2, que podem ser activados. TUE: Terça
0 P1 WED: Quarta
O primeiro programa de temporização (horário 1) constitui 1 P1
THU: Quinta
2 P1
um meio de mudar automaticamente a unidade de um modo FRI: Sexta
3
ocupado para um modo desocupado: a unidade é iniciada SAT: Sábado
4
SUN: Domingo
durante os períodos ocupados. 5
HOL: Feriados
6
O segundo programa de temporização (horário 2) constitui 7 P2 P2 P3 P4 P4 P5
8 P2 P2 P3 P4 P4 P5
um meio de mudar automaticamente o ponto de referência 9 P2 P2 P3 P4 P4 P5
activo de um ponto de referência ocupado para um ponto de 10 P2 P2 P3 P4 P4 P5
referência desocupado: o ponto de referência de arrefeci- 11 P2 P2 P3 P4 P4 P5
mento 1 é utilizado durante os períodos ocupados e o ponto 12 P2 P2 P3 P4 P4

de referência de arrefecimento ou de aquecimento 2 durante 13 P2 P2 P3 P4 P4


14 P2 P2 P3 P4 P4
os períodos desocupados. 15 P2 P2 P3 P4 P4
16 P2 P2 P3 P4 P4
Cada horário é composto por oito períodos de tempo 17 P2 P2 P3
definidos pelo operador. Esses períodos de tempo podem 18 P3
19 P3
ser marcados para estarem em vigor ou não a cada dia da
20 P3 P6
semana, para além de um período de férias. O dia inicia às 21
0.00 horas e termina às 23.59 horas. 22 Ocupado
Desocupado
23
O programa está no modo desocupado, salvo se estiver em
Inicia às Termina às Activo à/ao
vigor um período de tempo do horário. Se dois períodos se
P1: período 1, 0h00, 3h00, Segunda
sobrepuserem e estiverem ambos activos no mesmo dia, o
P2: período 2, 7h00, 18h00, Segunda e terça
modo ocupado tem prioridade sobre o modo desocupado. P3: período 3, 7h00, 21h00, Quarta
P4: período 4, 7h00, 17h00, Quinta e sexta
É possível visualizar e alterar cada um dos oito períodos P5: período 5, 7h00, 12h00, Sábado
com a ajuda de um sub-submenu. A tabela da página 17 P6: período 6, 20h00, 21h00, Feriados
mostra como aceder à configuração do período. O método P7: período 7, Não utilizado neste exemplo
é sempre o mesmo, quer se trate do horário 1 quer do P8: período 8, Não utilizado neste exemplo

horário 2.

16
NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO
OVR_EXT 0-4 0 hours Sobreposição do horário ocupado
DOW1 0/1 11111111 - Período 1 dia da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD1 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD1 0:00-24:00 24:00:00 - Ocupado até
DOW2 0/1 0 - Período 2 dias da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD2 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD2 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até
DOW3 0/1 0 - Período 3 dias da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD3 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD3 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até
DOW4 0/1 0 - Período 4 dia da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD4 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD4 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até
DOW5 0/1 0 - Período 5 dia da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD5 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD5 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até
DOW6 0/1 0 - Período 6 dia da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD6 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD6 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até
DOW7 0/1 0 - Período 7 dia da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD7 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD7 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até
DOW8 0/1 0 - Período 8 dia da semana STQQSSDF
Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Domingo Feriados
OCCTOD8 0:00-24:00 00:00 - Ocupado desde
UNOCTOD8 0:00-24:00 00:00 - Ocupado até

4.9.26 - Menu HOLIDY0XS ATENÇÃO: a função de transmissão tem de estar activada


Esta função é utilizada para definir 16 períodos de férias para que se possa utilizar o calendário de férias, mesmo
ou feriados. Cada período é definido com o auxílio de três que a unidade esteja a funcionar em modo autónomo
parâmetros: o mês e o dia de início e a duração do período (não ligada à CCN).
de férias ou feriados. Durante estes períodos, o controlador
estará no modo ocupado ou desocupado, consoante os
períodos programados validados para os feriados.

É possível visualizar e alterar cada um destes períodos de


feriados com a ajuda de um submenu.

NOME FORMATO PREDEFINIÇÃO UNIDADES DESCRIÇÃO


HOL_MON 0-12 0 - Mês das férias
HOL_DAY 0-31 0 - Dia das férias
HOL_LEN 0-99 0 - Duração das férias

17
5 - FUNCIONAMENTO DO CONTROLO PRO-DIALOG • Comando definido para iniciar: a unidade é parada.
• Comando definido para parar: a unidade funciona de
5.1 - Controlo de iniciação/paragem acordo com o horário 1.
• Horário para iniciar/parar: estado ocupado ou desocu-
A tabela abaixo resume o tipo de controlo da unidade e o pado da unidade, tal como determinado pelo programa
estado de paragem ou arranque relativamente aos de iniciação/paragem do chiller (horário 1).
parâmetros seguidamente indicados. • Tipo de controlo mestre. Este parâmetro é utilizado
• Tipo de funcionamento: é seleccionado utilizando o quando a unidade é a unidade mestre numa disposição
botão de iniciar/parar na parte da frente da interface de avanço-atraso (lead-lag) com dois chillers. O tipo de
de utilizador. controlo mestre determina se a unidade deve ser
LOFF: local desligado, L-C: local ligado, L-SC: local controlada localmente, remotamente ou através da
horário, REM remoto, CCN: rede, MAST: Mestre CCN (este parâmetro é uma configuração de assistência).
• Contactos para iniciar/parar à distância: estes con- • Paragem de emergência da CCN: se este comando da
tactos são utilizados quando a unidade estiver no modo CCN for activado, desliga a unidade.
de funcionamento remoto (Remote). Consultar as independentemente do tipo de funcionamento activo.
secções 3.6.2 e 3.6.3. • Alarme geral: a unidade é totalmente parada devido a
• CHIL_S_S: este comando de rede diz respeito a uma avaria.
iniciação/paragem do chiller quando a unidade está
em modo de rede (CCN).

TIPO DE FUNCIONAMENTO ACTIVO ESTADO DO PARÂMETRO TIPO DE MODO DA


CONTROLO UNIDADE
LOFF L-ON L-SC rEM CCN MASt CHIL_S_S CONTACTO PARA MODO DE MODO DE PARAGEM ALARME
INICIAR/PARAR À CONTROLO HORÁRIO PARA DE GERAL
DISTÂNCIA DA UNIDADE INICIAR/PARAR EMERGÊNCIA
MESTRE DA CCN
- - - - - - - - - - Activo - - Desligado
- - - - - - - - - - - Sim - Desligado
Activo - - - - - - - - - - - Local Desligado
- - Activo - - - - - - Desocupado - - Local Desligado
- - - Activo - - - Desligado - - - - Remoto Desligado
- - - Activo - - - - - Desocupado - - Remoto Desligado
- - - - Activo - Desligado - - - - - CCN Desligado
- - - - Activo - - - - Desocupado - - CCN Desligado
- - - - - Activo - - Local Desocupado - - Local Desligado
- - - - - Activo - Desligado Remoto - - - Remoto Desligado
- - - - - Activo - - Remoto Desocupado - - Remoto Desligado
- - - - - Activo Desligado - CCN - - - CCN Desligado
- - - - - Activo - - CCN Desocupado - - CCN Desligado
- Activo - - - - - - - - Desactivado Não Local Ligado
- - Activo - - - - - - Ocupado Desactivado Não Local Ligado
- - - Activo - - - Em arrefecimento - Ocupado Desactivado Não Remoto Ligado
- - - Activo - - - Em aquecimento - Ocupado Desactivado Não Remoto Ligado
- - - Activo - - - Em automático - Ocupado Desactivado Não Remoto Ligado
- - - - Activo - Ligado - - Ocupado Desactivado Não CCN Ligado
- - - - - Activo - - Local Ocupado Desactivado Não Local Ligado
- - - - - Activo - Em arrefecimento Remoto Ocupado Desactivado Não Remoto Ligado
- - - - - Activo - Em aquecimento Remoto Ocupado Desactivado Não Remoto Ligado
- - - - - Activo - Em automático Remoto Ocupado Desactivado Não Remoto Ligado
- - - - - Activo Ligado - CCN Ocupado Desactivado Não CCN Ligado

5.2 - Operação de aquecimento/arrefecimento/em Se a unidade estiver em espera, não arrefece nem aquece,
espera não podendo ser activado nenhum compressor. O esquema
abaixo resume o princípio de funcionamento no modo
5.2.1 - Geral automático.
A selecção de aquecimento/arrefecimento/em espera é
aplicável a todas as unidades. No entanto, só as unidades
30RB (chillers de líquidos) que controlem uma caldeira AQUECIMENTO EM ESPERA ARREFECIMENTO
podem fazer a comutação para o modo de aquecimento. O Temperatura
controlo de aquecimento/arrefecimento pode ser automá- exterior
tico ou manual.
Limiar de Limiar de
Em modo automático, a temperatura exterior determina a aquecimento* arrefecimento
comutação entre aquecimento/arrefecimento/em espera * Este limiar não é aplicável a unidades de apenas arrefecimento que não
com base nos dois valores dos limiares configurados pelo controlem uma caldeira.
utilizador (consultar o menu RESETCFG para obter
informações sobre os limiares de comutação do modo de
arrefecimento e de aquecimento).

18
5.2.2 - Selecção de aquecimento/arrefecimento/automático • Contactos remotos de aquecimento/arrefecimento:
A tabela abaixo resume o funcionamento de aquecimento/ estes contactos só se encontram activos se a unidade
arrefecimento da unidade, com base nos seguintes parâmetros: estiver em controlo remoto.
• Tipo de controlo: indica se a unidade funciona em • HC_SEL: este comando de rede permite o controlo
modo local, remoto ou CCN. Consultar a secção 5.1. de aquecimento/arrefecimento/automático, se a
• Estado ligado/desligado da unidade: indica se a unidade unidade estiver em modo de funcionamento CCN.
está desligada (sem autorização para iniciar) ou em • Temperatura exterior: determina o funcionamento se
funcionamento (ou com autorização para iniciar). a unidade estiver em modo de comutação automática
• Selecção de aquecimento/arrefecimento/automático entre aquecimento/arrefecimento/em espera.
no modo local: modo de funcionamento seleccionado
através da interface de utilizador. Consultar o menu
GENUNIT.

ESTADO DO PARÂMETRO
ESTADO TIPO DE SELECÇÃO DE CONTACTOS HC_SEL TEMPERATURA EXTERIOR MODO DE
LIGADO/ CONTROLO AQUECIMENTO/ REMOTOS DE FUNCIONAMENTO
DESLIGADO ARREFECIMENTO AQUECIMENTO/
NO MODO LOCAL ARREFECIMENTO
Desligado - - - - - Arrefecimento
Ligado Local Arrefecimento - - - Arrefecimento
Ligado Local Aquecimento - - - Aquecimento
Ligado Local Auto - - > Limiar de arrefecimento Arrefecimento
Ligado Local Auto - - < Limiar de aquecimento Aquecimento*
Ligado Local Auto - - Entre os limiares de arrefecimento e de aquecimento Em espera
Ligado Remoto - Modo arrefecimento - - Arrefecimento
Ligado Remoto - Modo aquecimento - - Aquecimento
Ligado Remoto - Modo automático - > Limiar de arrefecimento Arrefecimento
Ligado Remoto - Modo automático - < Limiar de aquecimento Aquecimento*
Ligado Remoto - Modo automático - Entre os limiares de arrefecimento e de aquecimento Em espera
Ligado CCN - - Arrefecimento - Arrefecimento
Ligado CCN - - Aquecimento - Aquecimento
Ligado CCN - - Auto > Limiar de arrefecimento Arrefecimento
Ligado CCN - - Auto < Limiar de aquecimento Aquecimento*
Ligado CCN - - Auto Entre os limiares de arrefecimento e de aquecimento Em espera
* Não é aplicável a unidades de apenas arrefecimento que não controlem uma caldeira.

5.3 - Controlo da bomba de água do permutador de Se este atraso já tiver decorrido, a função de inversão da
calor bomba é activada quando a unidade estiver em
funcionamento.
A unidade pode controlar uma ou duas bombas de água
do permutador de calor. A bomba de água do permutador Durante a função de inversão, ambas as bombas funcionam
de calor é ligada quando esta opção se encontra configurada em conjunto durante dois segundos. Se as bombas forem
(consultar PUMPCONFIG) e quando a unidade se encontra do tipo de caudal variável, a inversão da bomba ocorrerá
num dos modos acima descritos ou no modo de atraso. Uma no arranque seguinte do equipamento.
vez que o valor mínimo para o atraso no arranque é de 1
minuto (configurável entre 1 e 15 minutos), a bomba fun- Se uma bomba tiver avariado e existir uma secundária
cionará durante, pelo menos, um minuto até que o primeiro disponível, a unidade é parada e iniciada novamente com
compressor inicie. esta bomba.

O controlo proporciona um meio para iniciar automatica-


A bomba é mantida em funcionamento durante 20
mente a bomba todos os dias, às 14 horas, durante 2 segundos,
segundos depois de a unidade entrar em modo de paragem.
quando a unidade está desligada. Se a unidade estiver
A bomba continua a funcionar quando a unidade passa do
equipada com duas bombas, a primeira bomba é iniciada
modo de aquecimento para o modo de arrefecimento ou
nos dias ímpares e a segunda nos dias pares. A iniciação
vice-versa. É desligada se a unidade for encerrada devido a
periódica da bomba durante alguns segundos aumenta a
um alarme, salvo se a falha for da protecção anti-gelo. A
vida útil dos apoios da bomba e a estanquicidade do vedante
bomba pode ser iniciada em condições de funcionamento
da mesma.
especial quando o aquecedor do permutador de calor se
encontra activo (consultar a secção 5.5). Consultar a secção 5.4 - Contacto de bloqueio do controlo
5.14 para obter informações sobre o controlo especial da
bomba do evaporador para a unidade seguidora (conjunto Este contacto verifica o estado de um circuito (interruptor do
mestre/escravo). fluxo de água e circuito de segurança do cliente, consultar
a secção 3.6). Se estiver aberto, impede a unidade de iniciar
Se forem controladas duas bombas e a função de inversão depois de decorrido o atraso no arranque. Este contacto
tiver sido seleccionada (consultar a configuração aberto faz com que a unidade seja desligada por um alarme,
PUMPCONF), o controlo tenta limitar o delta do tempo caso esteja a funcionar.
de funcionamento da bomba ao atraso de comutação da
bomba configurado.

19
5.5 - Protecção anticongelação do permutador de MODO DE FUNCIONAMENTO LOCAL
calor ESTADO DO PARÂMETRO
Modo de Selecção do Estado do Ponto de referência
funcionamento de ponto de horário 2 activo
O aquecedor para o permutador de calor e a bomba de água aquecimento/ referência local
(para as unidades com bomba) pode ser ligado para proteger arrefecimento
o permutador de calor no caso de este estar em risco de ser Arrefecimento sp 1 - Ponto de referência 1
para arrefecimento
danificado pela congelação, quando a unidade é desligada
Arrefecimento sp 2 - Ponto de referência 2
por um período prolongado com baixas temperaturas para arrefecimento
exteriores. Arrefecimento Auto Ocupado Ponto de referência 1
para arrefecimento
Arrefecimento Auto Desocupado Ponto de referência 2
NOTA: é possível alterar os parâmetros de controlo do para arrefecimento
aquecedor do permutador de calor utilizando a configuração Aquecimento sp 1 - Ponto de referência 1
de assistência. para aquecimento
Aquecimento sp 2 - Ponto de referência 2
para aquecimento
5.6 - Ponto de controlo Aquecimento Auto Ocupado Ponto de referência 1
para aquecimento
O ponto de controlo representa a temperatura da água Aquecimento Auto Desocupado Ponto de referência 2
para aquecimento
que a unidade tem de produzir. A água de entrada no
permutador de calor é controlada por predefinição, mas a
MODO DE FUNCIONAMENTO REMOTO
água de saída também pode ser controlada (requer uma
ESTADO DO PARÂMETRO
modificação da configuração de assistência). Modo de funcionamento de Contacto de selecção Ponto de referência
aquecimento/arrefecimento do ponto de referência activo
Ponto de controlo = ponto de referência activo + redefinição Arrefecimento sp 1 (aberto) Ponto de referência 1
para arrefecimento
Arrefecimento sp 2 (cerrado) Ponto de referência 2
5.6.1 - Ponto de referência activo para arrefecimento
É possível seleccionar dois pontos de referência como pontos Aquecimento sp 1 (aberto) Ponto de referência 1
de referência activos no modo de arrefecimento e outros para aquecimento

dois no modo de aquecimento. Normalmente, o segundo Aquecimento sp 2 (cerrado) Ponto de referência 2


para aquecimento
ponto de referência de arrefecimento é utilizado para os
períodos não ocupados. 5.6.2 - Redefinição
A redefinição significa que o ponto de referência activo é
Consoante as operações em curso, o ponto de referência modificado de forma a exigir menos capacidade do equipa-
activo pode ser seleccionado mento (no modo de arrefecimento, o ponto de referência é
• escolhendo o parâmetro no menu GENUNIT, aumentado e, no modo de aquecimento, é diminuído). Esta
• com os contactos do utilizador isentos de tensão, modificação é, em geral, uma reacção a uma diminuição da
• com comandos de rede, carga. Para o sistema de controlo Pro-Dialog, a fonte de
• com o programa de temporização do ponto de redefinição pode ser configurada no menu de configuração
referência (horário 2). HCCONFIG: pode ser facultada pela temperatura exterior
(que dá uma indicação das tendências de carga do edifício)
As tabelas que se seguem resumem as selecções possíveis ou pela temperatura da água de retorno (delta T do permu-
consoante os tipos de controlo (local, remoto ou CCN) e tador de calor, que indica uma carga média do edifício).
os seguintes parâmetros:
• selecção do ponto de referência em controlo local: o Em resposta a uma diminuição da temperatura exterior ou
item LSP_SEL do menu GENUNIT permite a no valor de ∆T, o ponto de referência de arrefecimento é
selecção do ponto de referência activo, caso a unidade normalmente redefinido para cima, para optimizar o
se encontre em modo de funcionamento local; desempenho da unidade:
• modo de funcionamento de aquecimento/arrefecimento;
• contactos de selecção do ponto de referência: estado Em ambos os casos, os parâmetros de redefinição, ou seja,
do contacto de selecção do ponto de referência; o declive, a fonte e o valor máximo, são configuráveis no
• estado do horário 2: horário para selecção do ponto menu RESETCFG (consultar a secção 4.3.8). A redefinição
de referência. é uma função linear com base em três parâmetros:
• uma referência a que a redefinição é zero (temperatura
exterior ou ∆T - sem valor de redefinição);
• uma referência a que a redefinição é a máxima (tem-
peratura exterior ou ∆T - valor de redefinição completo);
• o valor máximo de redefinição.

20
Exemplo de redefinição no modo de arrefecimento Além disso, as funções de descarga a alta pressão, a baixa
para a temperatura exterior pressão ou de descongelação também podem afectar a
exactidão do controlo da temperatura. Os compressores
são iniciados e parados numa sequência que tem por
objectivo equalizar o número de arranques (valor

% carga do edifício
ponderado pelo respectivo tempo de funcionamento).
Valor redefinido

5.10 - Controlo da pressão hidrostática

A pressão hidrostática é controlada independentemente


por cada circuito, com base no valor da temperatura de
Temperatura exterior (OAT) condensação saturada.
ΔT do evaporador

Legenda 5.11 - Função de descongelação


A Valor máximo da redefinição
B OAT ou ΔT para redefinição em zero
C OAT ou ΔT para redefinição completa A descongelação é activada, quando a unidade se encontra
D Carga do edifício em modo de aquecimento, para reduzir a acumulação de
gelo no comutador de calor ar. O ciclo de descongelação só
5.7 - Limitação das solicitações pode ser aplicado a um circuito de cada vez. Durante o ciclo
de descongelação, as ventoinhas desse circuito são paradas e
A limitação das solicitações é utilizada para limitar o con- a válvula de quatro vias do refrigerante é invertida, forçando
sumo de energia da unidade. O sistema de controlo Pro- o circuito a passar para o modo de arrefecimento. A
Dialog permite a limitação da capacidade da unidade, ventoinha pode ser temporariamente reiniciada durante o
através de contactos isentos de tensão controlados pelo ciclo de descongelação. O ciclo de descongelação é com-
utilizador. pletamente automático e não requer qualquer definição.

A capacidade da unidade nunca pode exceder o ponto de 5.12 - Controlo da fase do aquecedor eléctrico
referência limite activado por estes contactos. Os pontos adicional
de referência limite podem ser modificados na tabela
SETPOINT. A título opcional, as unidades de bomba de calor podem
controlar até quatro fases de aquecimento eléctrico adi-
5.8 - Modo nocturno cionais.

O período nocturno é definido (consultar GENUNIT) por As fases de aquecimento eléctrico são activadas para
uma hora de início e uma de fim, que são iguais para todos complementar a capacidade de aquecimento quando estão
os dias da semana. Durante o período nocturno, o número presentes as seguintes condições:
de ventoinhas em funcionamento também pode ser • a unidade utiliza 100% da capacidade de aquecimento
diminuído se as condições de funcionamento da corrente o disponível, ou a unidade tem o seu funcionamento
permitirem. Além disso, a capacidade da unidade pode ser limitado por um modo de protecção (baixa temperatura
limitada. de aspiração, protecção no caso de gás quente ou de
sequência de descongelação em curso), e, em todos os
5.9 - Controlo da capacidade casos, não consegue satisfazer a carga de aquecimento;
• a temperatura exterior é inferior a um limiar configu-
Esta função ajusta o número de compressores activos para rado (consultar a configuração HCCONFIG);
manter a temperatura da água do permutador de calor no • a limitação das solicitações da unidade não está activa.
respectivo ponto de referência. A precisão com que o
consegue fazer depende da capacidade do circuito hidráulico, O utilizador pode configurar as últimas fases de aquecimento
do caudal, da carga e do número de fases disponíveis na eléctrico disponíveis como uma fase de segurança. Neste
unidade. O sistema de controlo regista continuamente o caso, a fase de segurança só é activada para além das outras
erro da temperatura relativamente ao ponto de referência, fases se houver uma avaria da unidade que impeça a
bem como a velocidade de alteração deste erro e a diferença utilização da capacidade de aquecimento. As restantes
entre as temperaturas de saída e de entrada da água, de fases de aquecimento eléctrico continuarão a funcionar da
forma a determinar o momento ideal a que se deve adicionar forma anteriormente descrita.
ou retirar uma fase de capacidade.
5.13 - Controlo de uma caldeira
Se o mesmo compressor realizar demasiados arranques
(por hora) ou funcionar durante menos de um minuto NOTA: o controlo das fases de aquecimento eléctrico ou
sempre que é iniciado, ocorre automaticamente uma de uma caldeira não é permitido às unidades escravo.
redução dos arranques do compressor, o que torna o
controlo da temperatura da água de saída menos exacto. A unidade pode controlar o arranque de uma caldeira caso
se encontre em modo de aquecimento. Quando a caldeira
está a funcionar, a bomba de água da unidade é parada.

21
Uma unidade com bomba de calor e uma caldeira não podem Uma das funções da unidade mestre (dependendo da sua
funcionar em conjunto. Neste caso, a saída da caldeira é configuração) poderá ser a designação se a unidade mestre
activada nas seguintes condições: ou escravo deverá ser o equipamento principal ou o seguidor.
• a unidade está em modo de aquecimento, mas uma As funções do equipamento principal e do equipamento
avaria impede a utilização da capacidade da bomba seguidor serão invertidas quando a diferença nas horas de
de calor; funcionamento entre ambas exceder um valor configurável,
• a unidade está em modo de aquecimento, mas funciona garantido assim que os tempos de funcionamento das duas
a uma temperatura exterior muito baixa, o que faz com unidades são automaticamente equalizados.
que a capacidade da bomba de calor seja insuficiente.
O limiar da temperatura do ar exterior para utilização A comutação entre o equipamento principal e o seguidor
da caldeira encontra-se fixado em -10°C, mas este valor pode ocorrer durante o arranque do conjunto ou mesmo
pode ser alterado no menu HCCONFIG. enquanto está em funcionamento. A função de equilíbrio
do tempo de funcionamento não se encontra activa se não
5.14 - Conjunto mestre/escravo tiver sido configurada: neste caso, o equipamento principal
é sempre a unidade mestre.
Duas unidades Pro-Dialog+ podem ser ligadas para criar
um conjunto mestre/escravo. Os dois equipamentos são O equipamento principal será sempre iniciado em primeiro
interligados através do bus CCN. Todos os parâmetros lugar. Quando o equipamento principal se encontra na sua
necessários para a função mestre/escravo têm de ser confi- capacidade disponível total, o atraso de arranque (configu-
gurados utilizando o menu de configuração Service. rável) é iniciado no equipamento seguidor. Quando este
atraso termina, e se o erro no ponto de controlo for superior
A operação mestre/escravo exige a ligação de uma sonda a 1,7 K, a unidade seguidora é autorizada a iniciar, sendo
térmica no colector comum em cada unidade, se a tempera- activada a bomba. A unidade seguidora utilizará automatica-
tura da água de saída do comutador de calor for controlada. mente o ponto de referência activo da unidade mestre. O
Esta não é necessária se a temperatura da água de entrada equipamento principal será mantido na sua capacidade
for controlada. disponível total enquanto a capacidade activa da unidade
seguidora não for zero. Quando a unidade seguidora receber
O conjunto mestre/escravo pode funcionar com um fluxo um comando para parar, a respectiva bomba de água do
constante ou variável. No caso do fluxo variável, cada evaporador é desligada com um atraso de 20 segundos.
equipamento tem de controlar a sua própria bomba de água
e desligar automaticamente a bomba caso a capacidade de Caso ocorra uma falha de comunicação entre as duas
arrefecimento for zero. unidades, cada uma delas deve voltar a um modo de fun-
cionamento contínuo até que a falha seja corrigida. Caso a
Para o funcionamento com fluxo constante, as bombas de unidade mestre seja parada devido a um alarme, a unidade
cada unidade estão continuamente a funcionar caso o escravo é autorizada a iniciar sem condições prévias.
sistema esteja a funcionar. A unidade mestre pode controlar
uma bomba comum que será activada quando o sistema ATENÇÃO: para as bombas de calor que funcionam em
for iniciado. Neste caso, a bomba da unidade escravo não é modo mestre/escravo e que utilizam uma placa NRCP2
utilizada. ou estão equipadas com fases do aquecedor eléctrico, o
controlo deverá ser feito na temperatura da água de
Todos os comandos do controlo para o conjunto mestre/ entrada.
escravo (iniciar/parar, ponto de referência, funcionamento de
aquecimento/arrefecimento, descarga, etc.) são tratados
pela unidade que se encontra configurada como mestre,
pelo que só devem ser aplicados à unidade mestre. Serão
automaticamente transmitidos para a unidade escravo.

A unidade mestre pode ser controlada localmente, remota-


mente ou por comandos da CCN. Por conseguinte, para
arranque do conjunto, basta validar o tipo de funciona-
mento mestre (Master) na unidade mestre. Se o mestre
tiver sido configurado para controlo remoto, deve utilizar-
se os contactos remotos isentos de tensão para a iniciação/
paragem da unidade.

A unidade escravo deve permanecer continuamente no


tipo de funcionamento CCN. Para parar o conjunto mestre/
escravo, seleccionar Local Off na unidade mestre ou utilizar
os contactos remotos isentos de tensão se a unidade tiver
sido configurada para controlo remoto.

22
6 - DIAGNÓSTICO - RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

6.1 - Geral

O sistema de controlo Pro-Dialog dispõe de muitas funções


de auxílio à detecção de falhas. A interface local e os seus
diversos menus dão acesso a todas as condições de funciona-
mento da unidade. Se for detectada uma falha de funciona-
mento, é activado um alarme e armazenada uma descrição
deste no menu ALARMS, submenus CUR_ALRM e
ALARMRST.

6.2 - Apresentação dos alarmes

O LED de alarme na interface (consultar a secção 4.1)


permite visualizar rapidamente o estado da unidade.
• Um LED intermitente indica que o circuito está em
funcionamento, mas há um alerta.
• Um LED aceso indica que o circuito foi desligado
devido a uma falha.

O menu ALARMRST na interface principal apresenta até


5 códigos de falha que se encontrem activos na unidade.

6.3 - Redefinição dos alarmes

Quando a causa do alarme tiver sido corrigida, é possível


redefinir o alarme, consoante o tipo, quer automaticamente
ao voltar ao normal, quer manualmente quando tiverem
sido tomadas medidas na unidade. Os alarmes podem ser
redefinidos mesmo que a unidade esteja a funcionar.

Isto significa que um alarme pode ser redefinido sem parar o


equipamento. No caso de ocorrer uma interrupção da ali-
mentação de energia, a unidade é automaticamente reini-
ciada sem necessidade de um comando externo. Contudo,
quaisquer falhas activas quando a alimentação é interrompida
são gravadas e podem, em determinados casos, impedir
que um circuito ou unidade reinicie.

Tem de ser realizada uma redefinição manual a partir da


interface principal através do menu ALARMRST, item
RST_ALM. Dependendo da configuração do menu
GENCONF, o acesso ao item pode encontrar-se protegido
por palavra-passe.

23
6.4 - Códigos de alarme

N.º do Código Descrição do alarme Tipo de redefinição Causa provável Acção tomada pelo controlo
alarme de alarme
Falhas do termistor
1 th-01 Falha do sensor, entrada de líquido Automática quando a tempera-tura Termistor defeituoso A unidade desliga-se
no comutador de calor água medida pelo sensor voltar ao
normal
2 th-02 Falha do sensor, saída de líquido Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
no comutador de calor água
3 th-03 Falha da descongelação, circuito A Igual ao anterior Igual ao anterior O circuito é desligado se a
unidade estiver em modo de
aquecimento
4 th-04 Falha da descongelação, circuito B Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
ou falha do segundo sensor
predefinido, circuito B
5 th-10 Falha do sensor de temperatura Igual ao anterior Igual ao anterior A unidade desliga-se
exterior
6 th-11 Falha do sensor de líquido do Igual ao anterior Igual ao anterior O modo mestre/escravo é parado
abastecimento de água refrigerada
(mestre/escravo)
7 th-12 Falha do sensor de aspiração, Igual ao anterior Igual ao anterior O circuito é encerrado
circuito A
8 th-13 Falha do sensor de aspiração, Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito B
Falhas do transdutores de pressão
9 Pr-01 Falha do transdutor de pressão de Automática quando a tensão Transdutor defeituoso ou falha de O circuito é encerrado
descarga, circuito A transmitida pelo sensor voltar ao instalação
normal
10 Pr-02 Falha do transdutor de pressão de Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
descarga, circuito B
11 Pr-04 Falha do transdutor de pressão de Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
aspiração, circuito A
12 Pr-05 Falha do transdutor de pressão de Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
aspiração, circuito B
30 Pr-24 Falha do sensor de pressão da Automática quando a tensão Transdutor defeituoso ou falha de O circuito é encerrado
água de entrada transmitida pelo sensor voltar ao instalação
normal
31 Pr-25 Falha do sensor de pressão da Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
água de saída
Comunicação com as placas escravo
13 CO-BB Perda de comunicação com a Automática, quando a Falha do bus da instalação ou Dependendo da configuração, é
placa NRCP2 comunicação for restabelecida placa escravo defeituosa encerrado o compressor A3 ou o
circuito B
14 Co-e1 Perda de comunicação com a Igual ao anterior Igual ao anterior A unidade desliga-se
placa EXV
15 Co-o1 Perda de comunicação com a Igual ao anterior Igual ao anterior Unidade com sensor de pressão
placa PD-AUX1 de água opcional, a unidade é
encerrada
16 Co-o2 Perda de comunicação com a Igual ao anterior Igual ao anterior Nenhuma
placa PD-AUX2
Falhas de processo
17 P-01 Protecção anti-gelo do permutador Automática, se o mesmo alarme Caudal de água demasiado A unidade desliga-se
de calor água não tiver disparado durante as reduzido ou termistor com defeito
últimas 24 horas; caso contrário,
manual
18 P-05 Temperatura de aspiração Automática quando a tempera-tura Sensor de pressão com defeito, O circuito é encerrado
reduzida, circuito A voltar ao normal e se este alarme EXV bloqueada ou pouca carga
não tiver aparecido durante as de refrigerante
últimas 24 horas; caso contrário,
manual.
19 P-06 Temperatura de aspiração Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
reduzida, circuito B
20 P-08 Sobreaquecimento elevado, Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito A
21 P-09 Sobreaquecimento elevado, Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito B
22 P-11 Sobreaquecimento reduzido, Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito A
23 P-12 Sobreaquecimento reduzido, Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito B
24 P-14 Falha do bloqueio do controlo do Automática se a unidade estiver Defeito da bomba do permutador A unidade desliga-se
fluxo da água e do cliente em estado de encerramento de calor ou falha do interruptor do
manual; caso contrário, manual. fluxo de água
25 P-16 O compressor A1 não iniciou ou Manual Problema de ligação O compressor desliga-se
não houve aumento da pressão
26 P-17 O compressor A2 não iniciou ou Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
não houve aumento da pressão
27 P-18 O compressor A3 não iniciou ou Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
não houve aumento da pressão

24
N.º do Código de Descrição do alarme Tipo de redefinição Causa provável Acção tomada pelo controlo
alarme alarme
Falhas de processo (continuação)
28 P-20 O compressor B1 não iniciou ou Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
não houve aumento da pressão
29 P-21 O compressor B2 não iniciou ou Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
não houve aumento da pressão
32 P-29 Perda de comunicação com o Automática, quando a Bus da instalação da CCN A unidade entra em modo
System Manager comunicação for restabelecida defeituoso autónomo
33 P-30 Perda de comunicação entre Automática, quando a Bus da instalação da CCN Igual ao anterior
mestre e escravo comunicação for restabelecida defeituoso
34 MC-nn Erro de configuração do chiller Automática, quando a config- Erro da configuração mestre/ O modo mestre/escravo é parado
mestre n.º 1 uração do mestre regressa ao escravo
normal ou a unidade deixa de estar
em modo de mestre/escravo
35 FC-n0 Ausência de configuração original Automática, quando a config- O tamanho da unidade não foi A unidade desliga-se
uração é introduzida configurado
36 FC-01 Número de configuração original Manual O tamanho da unidade foi Igual ao anterior
ilegal configurado com um valor
incorrecto
37 P-31 Paragem de emergência da CCN Manual Comando de rede Igual ao anterior
38 P-32 Falha da bomba de água 1 Manual Sobreaquecimento da bomba ou A unidade é completamente
má ligação da bomba parada se não houver nenhuma
bomba de emergência
39 P-33 Falha da bomba de água 2 Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
40 P-37 Descarga repetida da alta pressão, Automática Transdutor defeituoso ou falha do Nenhuma
circuito A circuito de ventilação
41 P-38 Descarga repetida da alta pressão, Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito B
42 P-40 Descarga repetida da baixa Manual Sensor de pressão defeituoso ou O circuito é encerrado
temperatura de aspiração no modo carga de refrigerante demasiado
de aquecimento, circuito A reduzida
43 P-41 Descarga repetida da baixa Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
temperatura de aspiração no modo
de aquecimento, circuito B
44 P-43 Temperatura do permutador de Automática quando a tempera-tura Protecção do compressor em A unidade não consegue iniciar
calor demasiado reduzida, inferior detectada voltar ao normal ou funcionamento fora de alcance ou
a 10°C, impede o arranque da quando o modo voltar a falha do sensor de pressão
unidade arrefecimento
45 P-97 Sensores de água de entrada/ Manual Sensor defeituoso, sensores A unidade é parada
saída invertidos invertidos
46 V0-xx Falha, controlador de velocidade Manual ou automática Falha ou alerta do controlador de Alerta: o circuito continua a
variável, circuito A velocidade funcionar, o controlador de
velocidade abranda o motor.
Alarme: o circuito é encerrado.
47 V1-xx Falha, controlador de velocidade Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
variável, circuito B
48 V3-xx Falha, controlador da bomba de
água variável
49 P62-2 Falha do controlo do circuito Automática, se a calibragem for Nenhuma calibragem
hidráulico, ausência de calibragem válida
do sensor
P62-3 Falha do controlo do circuito Automática da primeira vez, se o Muito pouca água no sistema A unidade desliga-se
hidráulico, pressão de aspiração sistema de água estiver abastecido
demasiado baixa com água, manual da segunda
vez, caso ocorra no mesmo dia
P62-4 Falha do controlo do circuito
hidráulico, bomba de água não
iniciada
P62-5 Reservado
P62-6 Falha do controlo do circuito Automática Ausência de altura piezométrica A unidade desliga-se
hidráulico, sobrecarga da bomba na bomba de água
de água
P62-7 Falha do controlo do circuito Manual Fuga de água grave, bomba A unidade desliga-se
hidráulico, falha do caudal de água avariada
P62-8 Falha do controlo do circuito Automática Sensores misturados A unidade desliga-se
hidráulico, sensores de pressão de
água misturados
50 P-63 Falha de pressão elevada no Manual Falha da ventoinha O circuito é encerrado
circuito A
51 P-64 Falha de pressão elevada no Igual ao anterior Igual ao anterior Igual ao anterior
circuito B
52 P-99 Fuga de refrigerante detectada Automática Fuga de refrigerante ou solvente Nenhuma acção
presente no ambiente do
equipamento

25
Referência: 53462-76, 04.2009. Substitui a referência: Novo Fabricante: Carrier SCS, Montluel, França.
O fabricante reserva-se o direito de alterar as especificações do produto sem aviso prévio. Impresso nos Países Baixos.