Você está na página 1de 9

MINI01

PROVASOBJETIVAS

CARGO:pcpi

AGENTEDEPOLÍCIAcivil

"Sevocênãoestádispostoaarriscar, estejadispostoaumavidacomum" JimRohn
"Sevocênãoestádispostoaarriscar,
estejadispostoaumavidacomum"
JimRohn
#pertenceremos www.projetocaveira.com.br
#pertenceremos
www.projetocaveira.com.br

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

NOÇÕES DE DIREITO

1.A República Federativa do Brasil rege-se nas suas

relações internacionais pelos seguintes princípios,

EXCETO:

a) Igualdade entre os Estados.

b) Independência nacional.

c) Não intervenção.

d) Pluralismo político.

e) N.D.A

2.A respeito dos direitos e das garantias fundamentais

previstos na Constituição de 1988, é CORRETO afirmar:

a) A sucessão de bens de estrangeiros situados no País

será sempre regulada pela lei brasileira em benefício do

cônjuge ou dos filhos brasileiros.

de

associação para fins lícitos, vedada, em qualquer

hipótese, a de caráter paramilitar.

b)

Depende

de

regulamentação

a

liberdade

c) É livre a expressão da atividade intelectual, artística,

científica e de comunicação, independentemente de

censura ou licença.

d) É livre a locomoção no território nacional em tempo

de paz, não sendo permitido, contudo, que qualquer

pessoa entra, permaneça ou dele saia com seus bens.

e)

N.D.A

3.A

respeito

do

regramento

constitucional

dado

à

nacionalidade, assinale a afirmativa INCORRETA:

República

Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros,

desde que estes não estejam a serviço de seu país.

a)

São

brasileiros

natos

os

nascidos

na

b) São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro de

pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que sejam

registrados em repartição brasileira competente ou

venham a residir na República Federativa do Brasil e

optem, até os dezoito anos de idade, pela nacionalidade

brasileira.

c) São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro, de

pai brasileiro ou mãe brasileira, desde que qualquer deles esteja a serviço da República Federativa do Brasil.

d) São brasileiros naturalizados os estrangeiros de

qualquer nacionalidade, residentes na República

Federativa do Brasil há mais de quinze anos ininterruptos

e sem condenação penal, desde que requeiram a

nacionalidade brasileira.

e) N.D.A

4.O Artigo 5º da Constituição da República de 1988 garante

que

a)

é livre a expressão da atividade intelectual, artística,

científica e de comunicação, desde que observada a

censura instituída pela União, pelos Estados e pelos

Municípios.

b) homens

e

mulheres

são

iguais

em

direitos

e

obrigações, nos termos da Constituição.

c) os

Estados

religiosos.

e

Municípios

podem

proibir

cultos

d)

qualquer

pode

autoridade estatal,

adentrar

na

desde que assim

casa

do

o

indivíduo

queira,

independentemente de seu consentimento.

e) Todas alternativas estão corretas.

5.Quanto aos princípios constitucionais de natureza penal,

NÃO é correto o que se afirma em:

a) As penas no Brasil têm caráter preventivo e retributivo.

b) A obrigação de reparar o dano produzido pelo crime

não pode se estender aos familiares do preso, sob forma

de sucessão.

c) O princípio constitucional da responsabilidade pessoal

significa que a pena não pode passar da pessoa do

condenado.

d) O princípio da proporcionalidade significa que a pena

deve ser proporcional ao crime, ou seja, guardar equilíbrio

entre a infração praticada e a sanção imposta.

e) Todas alternativas estão corretas.

6.Sobre a Lei Penal, é CORRETO afirmar que

a) não retroage, salvo para beneficiar o réu.

b) não retroage, salvo se o fato criminoso ainda não for

conhecido.

c) retroage, salvo disposição expressa em contrário.

criminoso ainda não for conhecido. c) retroage, salvo disposição expressa em contrário. www.projetocaveira.com.br 1

www.projetocaveira.com.br

1

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

d) retroage,

instaurado.

se

ainda

não

houver

processo

penal

e) Todas alternativas estão corretas.

7.Sobre

as

garantias

fundamentais

estabelecidas

na

Constituição Federal, é CORRETO afirmar que

a) a Lei Penal é sempre irretroativa.

b) a prática do racismo constitui crime inafiançável e

imprescritível.

c)

não

haverá

circunstância.

pena

de

morte

em

nenhuma

d) os templos religiosos, entendidos como casas de

Deus, possuem garantia de inviolabilidade domiciliar.

e) N.D.A

8.NÃO figura entre as garantias expressas no artigo 5º da

Constituição Federal:

a) a obtenção de certidões em repartições públicas.

b) a defesa do consumidor, prevista em Estatuto próprio.

c) o respeito à integridade física dos presos, garantido

pela Lei de Execução Penal.

d) a remuneração do trabalho noturno superior ao

diurno, posto que contido na legislação ordinária

trabalhista.

e) N.D.A

9.Para o agente público no exercício da função, o princípio

da legalidade determina que

a) deve praticar os atos que a lei determina e não pode

praticar atos que a lei não autorize, sob pena de

ilegalidade ou abuso de poder.

b) o agente siga suas convicções morais e políticas.

c) o próprio agente sempre decida qual conduta deve

ser praticada.

d) pode praticar toda e qualquer conduta que não esteja

proibida em lei.

e) Todas alternativas estão incorretas.

10.Um servidor público que cometer infração administrativa no exercício da função deverá ser submetido

a)

a

ato

de

procedimento.

punição

sumária,

sem

qualquer

b) a procedimento administrativo disciplinar, no curso do

qual deve ser garantido seu direito à defesa.

c)

ao

poder

de

hierárquico.

polícia

exercido

por

seu

superior

d) sempre à penalidade de demissão.

e) Todas alternativas estão incorretas.

11.São princípios constitucionais da Administração Pública

previstos no Art. 37 da Constituição da República:

a)

Autoridade,

legalidade,

impessoalidade,

sigilo

e

eficiência.

 

b)

Legalidade,

impessoalidade,

moralidade,

sigilo

e

eficiência.

c) Legalidade, impessoalidade, vitaliciedade, publicidade

e

eficiência.

d)

Legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade

e

eficiência.

e) Todas alternativas estão corretas.

12.O ato administrativo unilateral, discricionário e precário,

gratuito ou oneroso, pelo qual a Administração Pública

faculta ao particular a execução de serviço público ou a

utilização privativa de bem público denomina-se:

a) Admissão.

b) Autorização.

c) Licença.

d) Permissão.

e) Todas alternativas estão corretas.

13.Assinale

a

CORRETA.

alternativa

que

contém

uma

afirmação

a) A administração pública direta e indireta de qualquer

dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. www.projetocaveira.com.br 2

www.projetocaveira.com.br

2

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

b) A administração pública direta e indireta de qualquer

dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e

dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade,

pessoalidade, imoralidade, publicidade e eficiência.

c) A administração pública direta de qualquer dos

Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos

Municípios obedecerá aos princípios de legalidade,

pessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, mas

essa regra não se aplica para administração pública

indireta.

d) A administração pública direta e indireta de qualquer

dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e

dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade,

pessoalidade, moralidade, publicidade e eficácia.

e) Somente a administração pública direta de qualquer

dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e

dos Municípios obedecerá aos princípios de ilegalidade,

impessoalidade, imoralidade, publicidade e eficiência.

14.Acerca da invalidação dos atos administrativos, assinale a

alternativa correta.

a)A Administração Pública, constatando a ilegalidade de

ato administrativo já publicado, não o pode anular,

devendo aguardar decisão judicial que decrete a

invalidação do referido ato administrativo ilegal.

b) Constatando a ilegalidade do ato administrativo, a

própria Administração Pública deve revogá-lo.

c) Constatada

a

ilegalidade

do

ato

administrativo,

somente o Poder Judiciário pode invalidá-lo.

d) Somente por decisão judicial transitada em julgado é

que o ato administrativo pode ser anulado, dado que o ato

administrativo goza da presunção de legitimidade.

e) Constatada a ilegalidade do ato administrativo, a

própria Administração Pública deve anulá-lo

15.Acerca dos princípios regentes da Administração Pública,

assinale a afirmativa correta.

a) O princípio da moralidade administrativa coincide com

o princípio da legalidade, daí por que o ato administrativo que obedece à forma prevista em lei estará atendendo, necessariamente, ao princípio da moralidade administrativa.

b) O princípio da legalidade informa o princípio da

correto

moralidade

administrativa,

razão

pela

qual

é

afirmar que todo ato administrativo formalmente legal é,

necessariamente, moral.

c) Considerando-se que o princípio da legalidade, tal

como proclamado no artgio 37, caput, da Constituição

Federal, é o princípio maior a ser observado pela

Administração Pública, em todos os seus níveis, é correto

asseverar que o princípio da moralidade não vai além do

princípio da legalidade.

d) Considerando-se que o princípio da moralidade, em

Direito Administrativo, não coincide com a moral social,

nem religiosa, mas se atém ao conceito jurídico de

moralidade administrativa, constata-se que será bastante

à Administração Pública observar o princípio da

legalidade para que assim se faça atendida a moralidade

administrativa.

e) O princípio da moralidade impõe que o ato

administrativo atenda, efetivamente, ao motivo legalmente

previsto à sua prática e cumpra a finalidade à qual se

destina, daí por que atos administrativos que atendam à

forma legal podem violar a moralidade administrativa,

estando, por tal vício, suscetíveis de anulação.

16.Considerando os caracteres dos poderes administrativos,

assinale a alternativa incorreta.

a) O poder de polícia administrativa dota-se do atributo da

autoexecutoriedade, de tal sorte que, no geral, não

necessita de prévia ordem judicial para materializar-se.

b) Por sua característica eminentemente administrativa,

os atos decorrentes do poder de polícia da Administração

Pública somente podem ser executados mediante prévia

ordem judicial.

c) O poder hierárquico não se confunde com o poder

disciplinar da Administração Pública.

d) O poder regulamentar não confere à Administração

Pública a prerrogativa de instituir direitos e obrigações,

ainda que mediante Decreto do Poder Executivo.

e) O exercício do poder disciplinar da Administração

Pública necessita observar o devido processo legal.

17.Acerca

da

Administração

Pública

Indireta,

é

correto

afirmar que:

 

a)

as

autarquias

públicas

especiais

são

pessoas

jurídicas de direito privado.

as autarquias públicas especiais são pessoas jurídicas de direito privado. www.projetocaveira.com.br 3

www.projetocaveira.com.br

3

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

b) as empresas públicas são pessoas jurídicas de direito

público, enquanto que as sociedades de economia mista

são pessoas jurídicas de direito privado.

c) as empresas públicas e as sociedades de economia

mista são pessoas jurídicas de direito privado.

d) as autarquias públicas e as empresas públicas são

pessoas jurídicas de direito público.

e) a Administração Pública Indireta abrange as

fundações públicas, mas não abarcam as autarquias

públicas, que fazem parte da Administração Pública

Direta.

18.Considerando os caracteres dos atos administrativos,

assinale a alternativa correta.

a) Os atos discricionários não precisam ser motivados.

b) Os atos vinculados não precisam ser motivados.

c) Tanto os atos administrativos discricionários como os

atos administrativos vinculados precisam ser motivados.

d) Os atos administrativos discricionários não podem ser

revogados.

e) Os atos administrativos discricionários não podem ser

anulados.

19.Assinale a alternativa correta acerca das entidades que

compõem a Administração Pública.

a)

As

fundações

públicas,

diferentemente

das

autarquias, integram a Administração Pública Direta.

b) As

autarquias,

diferentemente

das

fundações

públicas, integram a Administração Pública Direta.

c) Diferentemente das empresas públicas e sociedades

de economia mista, as autarquias e fundações públicas,

por terem personalidade jurídica de direito público,

integram a Administração Pública Direta.

d)

As

empresas

públicas

integram

a

Administração

Pública Direta.

 

e)

As

empresas

públicas

integram

a

Administração

Pública Indireta.

20.O erro de tipo, no Direito Penal,

a) exclui a culpabilidade subjetiva, impedindo a punição

do agente.

b)

quando

culposo.

escusável,

permite

a punição

por

crime

c) é incabível em crimes hediondos e equiparados.

d) é inescusável

nos crimes da

desconhecimento da lei penal.

Lei

de Drogas, no

e) incide sobre o elemento constitutivo do tipo e exclui o

dolo.

21.Édipo, irritado com as constantes festas que seu vizinho

Laio promove à noite, atrapalhando seu descanso,

resolve procurá-lo a fim de resolver definitivamente a

situação. Para tanto, arma-se de uma espingarda e se

dirige à casa de Laio, vindo a encontrá- lo distraído. Ato

contínuo, aponta a arma em sua direção a fim de efetuar

um disparo contra sua cabeça. Contudo, Jocasta, que,

por coincidência, havia acabado de chegar ao local,

surpreende e consegue impedir Édipo de seu intento,

retirando-lhe a arma de sua mão, evitando, assim, o

disparo fatal. A conduta de Édipo, para o Direito Penal,

pode ser enquadrada no ordenamento jurídico como

a) arrependimento posterior.

b) desistência voluntária.

c) crime tentado.

d) circunstância atenuante.

e) arrependimento eficaz.

22.Considere:

I. Não provocação voluntária do perigo.

II. Exigibilidade de sacrifício do bem salvo.

III. Inexistência do dever legal de enfrentar o perigo.

IV. Conhecimento da situação justificante.

V. Agressão atual ou pretérita.

São requisitos do estado de necessidade o que se afirmar APENAS em

a) I, III e IV.

b) II, III e IV.

4

do estado de necessidade o que se afirmar APENAS em a) I, III e IV. b)

www.projetocaveira.com.br

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

c) I, II e V.

d) II, IV e V.

e) I, III e V.

23.Conforme a redação do Código Penal,

a) configurada a tentativa, pela falta de completude do

injusto, a pena sempre deverá ser reduzida de um a dois

terços.

b) o crime impossível é tentativa impunível.

c) a desistência voluntária permite a interrupção do nexo

causal sem a consideração da vontade.

d) o arrependimento eficaz, quando pleno, exclui a pena,

e quando parcial permite a redução de um a dois terços.

e) pelo resultado que agrava especialmente a pena, só

responde o agente que o houver causado dolosamente.

24.Maria, a fim de cuidar do machucado de seu filho que

acabou de cair da bicicleta, aplica sobre o ferimento da

criança ácido corrosivo, pensando tratar-se de uma

pomada cicatrizante, vindo a agravar o ferimento. A

situação descrita retrata hipótese tratada no Código Penal

como:

a) erro de proibição.

b) erro na execução.

c) estado de necessidade.

d) exercício regular de direito.

e) erro de tipo.

25.O erro sobre a pessoa contra a qual o crime é praticado

a) não isenta de pena o agente.

b) exclui o dolo.

c) exclui o dolo, mas prevalece a culpa.

d) não isenta de pena o agente, porém deve sempre ser

considerado na sentença.

e) é um crime impossível

26.No que concerne aos elementos do crime, é correto

afirmar que

a) a inexigibilidade de conduta diversa constitui causa

supralegal de exclusão da ilicitude.

b) o dolo e a culpa integram, respectivamente, a

tipicidade e a culpabilidade, segundo a teoria finalista da

ação.

c) o

chamado

princípio

da

tipicidade formal da conduta.

insignificância

exclui

a

d) a coação moral irresistível constitui causa de exclusão

da antijuridicidade.

e) o

consentimento

do

ofendido

exclusão da tipicidade.

pode

conduzir

à

27.A respeito do dolo e da culpa, é correto afirmar que

a) na culpa consciente o agente prevê o resultado e

admite a sua ocorrência como consequência provável da

sua conduta.

b) no dolo eventual o agente prevê a ocorrência do

resultado, mas espera sinceramente que ele não

aconteça.

c) a imprudência é a ausência de precaução, a falta de

adoção das cautelas exigíveis por parte do agente.

d) a imperícia é a prática de conduta arriscada ou

perigosa, aferida pelo comportamento do homem médio.

e) é previsível o fato cujo possível superveniência não

escapa à perspicácia comum.

28.No concurso de pessoas,

a) se algum dos concorrentes quis participar de crime

menos grave, ser-lhe-á aplicada a pena deste, essa pena

será aumentada de 1/3 a 2/3, na hipótese de ter sido previsível o resultado mais grave.

b) quem, de qualquer modo, concorre para o crime

incide nas penas a este cominadas, na medida de sua

periculosidade.

c) não se comunicam as circunstâncias e as condições

de caráter pessoal, salvo quando elementares do crime.

d) o ajuste, a determinação ou instigação e o auxílio,

salvo disposição expressa em contrário, não são puníveis, se o crime não chega a ser consumado.

5

expressa em contrário, não são puníveis, se o crime não chega a ser consumado. 5 www.projetocaveira.com.br

www.projetocaveira.com.br

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

e) se a participação for de menor importância, a pena

pode ser diminuída até metade.

29.Marque a resposta CORRETA a respeito dos crimes de

responsabilidade dos funcionários públicos.

a) O processo e julgamento nestes crimes competirá ao

chefe imediato do funcionário público.

b) A queixa ou a denúncia poderão ser anônimas, não

necessitando, inicialmente, de nenhum documento que a

instrua ou de qualquer declaração sobre a impossibilidade

de apresentação de provas.

c)

Os

crimes

de

inafiançáveis.

responsabilidade

são

crimes

d) Se o servidor público se achar fora da jurisdição do

juiz, será considerado revel.

e) O juiz rejeitará a queixa ou denúncia, em despacho

fundamentado, se convencido, pela resposta do acusado

ou do seu defensor, da inexistência do crime ou da

improcedência da ação.

30.Pode-se afirmar que a autoridade policial, assim que tiver

conhecimento da prática da infração penal deverá:

a) intimar às partes para formular quesitos sobre que

diligências periciais pretendem fazer.

b) telefonar para o local, a fim de determinar que não

se alterem o estado e a conservação das coisas, até sua

chegada.

c) apreender os objetos que tiverem relação com o fato,

depois que já tiverem sido liberados pelos peritos

criminais.

d) entregar os pertences do ofendido e do indiciado

para seus respectivas familiares.

e) preparar um relatório assinado por, pelo menos, três

testemunhas que presenciaram o fato.

31.Acerca

da

prova,

alternativa correta.

no

Processo

Penal,

assinale

a

a) Na análise da prova, o juiz formará sua convicção

pela livre apreciação da prova produzida, podendo

fundamentar sua decisão exclusivamente nos elementos

informativos colhidos na investigação policial.

b) Na análise de prova, o juiz formará sua convicção

pela livre apreciação da prova produzida em contraditório

inquisitorial, não podendo fundamentar sua decisão

exclusivamente nos elementos informativos colhidos na

investigação, ressalvadas as provas cautelares, não

repetíveis e antecipadas.

c) No julgamento do processo, o juiz formará sua

convicção pela livre apreciação da prova produzida em

contraditório judicial, não podendo fundamentar sua

decisão exclusivamente nos elementos informativos

colhidos na investigação, ressalvadas as provas

cautelares, não repetíveis e antecipadas.

d) No processo penal brasileiro, dado o princípio da

fundamentação, o juiz não pode formar sua convicção

pela livre apreciação da prova produzida.

e) A prova da alegação incube à parte que a fizer, não

cabendo ao juiz de ofício determinar a realização de

prova suplementar àquelas requeridas pelas partes.

32.Em

relação ao inquérito policial,

CORRETA.

marque a resposta

a) Iniciado o inquérito, e observando a autoridade

policial que não existem provas suficientes para

condenação do acusado, a autoridade policial deverá

arquivá-lo.

b) Crimes que se processam por meio de ação penal

pública incondicionada podem ter a instauração do inquérito policial solicitados pela vítima ou ofendido.

c) Iniciado o inquérito, e observando a autoridade policial que não existem provas suficientes para condenação do acusado, a autoridade policial poderá arquivá-lo.

d) Quando o crime for contra honra do Presidente da

República, o Inquérito Policial é instaurado somente por

requisição do próprio Presidente.

e) Qualquer do povo poderá solicitar a instauração de

inquérito em relação aos crimes ocorridos contra a honra do Presidente da República.

de inquérito em relação aos crimes ocorridos contra a honra do Presidente da República. www.projetocaveira.com.br 6

www.projetocaveira.com.br

6

PROJETO CAVEIRA – PCPI

01º MINI DIREITO

33.Acerca do Interrogatório do Acusado, marque a resposta

correta. Mário responde a processo criminal na Justiça

Federal do Piauí. Para dar prosseguimento e celeridade à

referida ação, em face de dificuldades de

comparecimento em juízo, Mário poderá:

a) ser interrogado no gabinete do magistrado, sem

necessidade de advogado ou da Defensoria Pública da

União.

b) ser interrogado pelo juiz competente para sua causa

por meio de videoconferência.

c) ser interrogado, no local em que estiver preso, mesmo

que lá não ofereça garantias de segurança ao juiz e aos

demais auxiliares da justiça.

d) deixar de ser interrogado pelo juiz de 1ª instância,

possibilitando o seu interrogatório somente no Tribunal

Regional Federal da 1ª Região.

e) substituir seu interrogatório por declaração feita de

próprio punho, se estiver preso.

34.Conforme

dispõe

o Código

de

Processo Penal,

nos

crimes de Ação Pública o inquérito policial será iniciado:

a) de ofício, mediante requisição da autoridade judiciária

ou do Ministério Público ou a requerimento do ofendido

ou de quem tiver qualidade para representá-lo.

b) somente mediante requisição da autoridade judiciária

ou do Ministério Público.

c) de ofício, mediante requisição da autoridade judiciária

ou do Ministério Público, que representará o ofendido, já

que este não poderá requerer o início do inquérito.

d) somente a requerimento do ofendido ou de quem tiver

qualidade para representá-lo.

e)

caso.

por solicitação do Ministro da Justiça em qualquer

35.Em relação à interpretação da norma penal, é CORRETO

afirmar:

a) O Direito Penal veda o uso da interpretação analógica

em desfavor do réu.

b) O

resultado

da

interpretação

da

norma

penal

necessariamente será declarativo.

c) A interpretação autêntica vincula o entendimento dos

demais intérpretes e operadores do Direito Penal.

d) A interpretação gramatical ou literal é a única admitida

em matéria penal em relação às normas penais

incriminadoras.

e) Todas as alternativas estão incorretas.

36.Nos crimes comissivos por omissão,

a)

pelo

critério

mandamentais.

nomológico,

violam-se

normas

b) a tipicidade é a do tipo comissivo, mas pode também,

excepcionalmente, ser a do tipo omissivo.

c) a falta do poder de agir gera atipicidade da conduta.

d) são delitos de mera atividade, que se consumam com

a simples inatividade.

e) no caso de ingerência, a conduta anterior deve ser a

produtora do dano ou lesão.

37.No Direito Penal brasileiro, o erro

a) sobre os elementos do tipo impede a punição do

agente, pois exclui a tipicidade subjetiva em todas as

suas formas

b) determinado por terceiro faz com que este responda

pelo crime.

c) sobre a pessoa leva em consideração as condições e

qualidades da vítima para fins de aplicação da pena.

d) de proibição exclui o dolo, tornando a conduta atípica.

e) sobre a ilicitude do fato isenta o agente

de pena

quando evitável.

 

38.São

princípios

que

regem

a

Administração

Pública

previstos expressamente na Constituição, EXCETO:

a) Razoabilidade.

b) Moralidade.

c) Legalidade.

d) Eficiência.

e) N.D.A

EXCETO: a) Razoabilidade. b) Moralidade. c) Legalidade. d) Eficiência. e) N.D.A www.projetocaveira.com.br 7

www.projetocaveira.com.br

7

PROJETO CAVEIRA – PCPI

39.Acerca dos atributos dos atos administrativos, é

CORRETO afirmar:

a) A autoexecutoriedade é o atributo que permite que o

ato administrativo seja executado pela própria

Administração Pública, sem necessidade de intervenção

do Poder Judiciário.

b) A imperatividade é o atributo do ato administrativo que

permite que o ato administrativo seja executado

independentemente de título, de modo que, ao contrário

do que ocorre como regra no direito privado, não se

aplica no direito administrativo a nullaexecutiosinetitulo.

c) A presunção de legitimidade do ato administrativo tem

como consequência o fato de que este produzirá seus

efeitos enquanto a sua invalidade não for decretada pelo

Poder Judiciário ou pela própria Administração Pública.

d) A presunção de veracidade dos atos administrativos

corresponde à conformidade do ato com a lei, o que

significa que estes se presumem lícitos até que se prove

o contrário.

e) Todas alternativas estão incorretas.

40.Sobre

a

organização

constitucional

assinale a alternativa CORRETA.

dos

Municípios,

a) A fiscalização dos Municípios será exercida pelos

Tribunais de Contas Municipais, órgãos de existência

obrigatória nos Municípios de população superior a

quinhentos mil habitantes.

b) O Município reger-se-á por lei orgânica, votada em

dois turnos, com o interstício mínimo de dez dias, e

aprovada por dois terços dos membros da Câmara

Municipal, que a promulgará.

da despesa com a remuneração dos

Vereadores não poderá ultrapassar o montante de oito

por cento da receita do Município.

c)

O

total

d) Compete aos Municípios legislar sobre assuntos de

interesse local, sendo-lhes vedado suplementar a

legislação federal e estadual.

e) A criação, a incorporação, a fusão e o

desmembramento de Municípios far-se-ão por emenda à

constituição estadual, dentro do período determinado por

Lei Complementar Federal, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos.

prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos. www.projetocaveira.com.br 01º MINI DIREITO 8

www.projetocaveira.com.br

01º MINI DIREITO

8