Você está na página 1de 29

Física para 3º Ano do Ensino Médio.

Professor: Joel Cordeiro Júnior.


OBF 2010
Breve Histórico.
A Olimpíada Brasileira de Física (OBF) é um programa da
Sociedade Brasileira de Física (SBF) destinado a todos os
estudantes do ensino médio (antigo 2º grau) e aos estudantes da
última série (atual último ano) do ensino fundamental. Em 2010
a OBF está sendo realizada pela décima segunda vez
consecutiva para os alunos do Ensino Médio e pela quarta
vez para os estudantes da oitava série (atual nono ano) do
Ensino Fundamental.
OBF 2010
Objetivos Gerais da Olímpiada
A OBF 2010 é um programa da SBF – Sociedade Brasileira de
Física.
1. Despertar e estimular o interesse pela Física;
2. Proporcionar desafios aos estudantes;
3. Aproximar a universidade do ensino médio;
4. Identificar os estudantes talentosos em Física, preparando-
os para OIF 2010
OBF 2010
Fases da Olímpiada
A Olimpíada Brasileira de Física(OBF) é realizada em três
fases:
1. A primeira fase ocorre no mês de Agosto; é realizada na
escola de cada estudante e dela pode participar todo
estudante inscrito no ensino médio e na oitava série (atual
nono ano) do ensino fundamental.
2. A segunda fase ocorre no mês de Setembro; é realizada em
locais determinados pelo Coordenador
3. A terceira fase ocorre no mês de outubro ou novembro; é
realizada na sede da coordenação estadual.
OBF 2010
Para a Primeira Fase

Cada aluno receberá um caderno de questões e


uma folha de resposta, sendo ele composto de
30 questões, das quais deverá escolher apenas
20 questões para serem resolvidas, conforme as
informações que deverão estar no CADERNO
DE QUESTÕES.
OBF 2010
Os estudantes deverão conhecer e utilizar, preferencialmente, as
unidades do Sistema Internacional de Unidades (SI) com seus
múltiplos e submúltiplos.
1. Comprimento – [m], [mm], [dm]
2. Volume – [l], [𝑚 3 ], [𝑐𝑚3 ]
3. Tempo – [s], [h]
4. Massa – [kg], [g], [ton]
5. Energia – [w], [J], [BTU]
OBF 2010
Cronograma dos Conteúdos:

1. Mecânica Clássica;
2.Termofísica;
3. Óptica Geométrica;
4.Oscilações e Ondas;
5.Eletricidade.
OBF 2010
 Cinemática
Conceitos e Definições:
A Cinemática é o estudo dos movimentos, sabemos
que existem três movimentos bem conhecidos:
1. Movimento Retilíneo Uniforme (MRU);
2. Movimento Retilíneo Uniformemente Variável
(MRUV);
3. Movimento Circular Uniforme (MCU).
OBF 2010
Movimento Retilíneo Uniforme(MRU)
Podemos concluir que:

V = cte
Movimento Retilíneo Uniformemente Variável (MRUV)

a = cte
Fórmulas utilizadas:

∆𝑆 v = 𝑣0 + 𝑎𝑡 𝑣 2 = 𝑣02 + 2𝑎∆𝑆
𝑣𝑚 =
∆𝑡
s = 𝑠0 + 𝑣𝑡 1
∆𝑉 𝑠 = 𝑠0 + 𝑣0 𝑡 + 𝑎𝑡 2
𝑎𝑚 = 2
∆𝑡
OBF 2010
Métodos de Resolução e Dicas Importantes:

1. OBF 2009

2. OBF 2008
OBF 2010
(OBF 2009) Um ciclista percorre um percurso plano em linha reta. A distância por
ele percorrida em função do tempo está representada no gráfico a seguir.

Responda as questões de 06 a 07 usando os dados contidos no gráfico acima.


OBF 2010
06) (OBF 2009) Qual foi o deslocamento total do ciclista em seu percurso de 30 horas em relação ao ponto de partida:
a) 10 km
b) 5 km
c) -10 km
d) -15 km
e) 20 km

RESOLUÇÃO:
De oh até 10h ele andou 50 km.
De 10h a 13h ele ficou parado.
De 13h a 22h ele andou 45km.
De 22h a 27 h ele ficou parado.
De 27h a 30 ele andou 15km.
Distância = 50 – 45 - 15 = -10 km

LETRA C
OBF 2010
(OBF 2008) O gráfico a seguir descreve o movimento de um corpo de
massa M=10 kg ao longo de uma trajetória horizontal e retilínea.

Responda as questões de 11 a 13 baseando-se no gráfico anterior.


OBF 2010
07) (OBF 2009) Qual o valor que melhor representa velocidade média do ciclista
durante as 30 horas do percurso:
a) 1 km/h
b) - 0,33 km/h
c) 0,50 km/h
d) - 0,66 km/h
e) 0,75 km/h
∆𝑆
𝑣𝑚 =
∆𝑡

−10
𝑣𝑚 =
30
𝑘𝑚
𝑣𝑚 = −0,33

LETRA B
OBF 2010
11) (OBF 2008) Quais as velocidades do corpo nos tempo t1=0 e
t2=10 s (em m/s):
a) 0 e 1,0
b) 0 e 2,0
c) 1,0 e 3,0
d) 0 e 10,0
e) 1 e 10,0
OBF 2010
RESOLUÇÃO:

m = 10 kg
Para 𝑡1 = 0𝑠 ; 𝑣1 = 0 𝑚
𝑠

Podemos analisar o gráfico como um todo:


0 - 10
10 – 10 ∆𝑆
𝑣𝑚 =
14 – 20 ∆𝑡
20 – 40 40 − 0
𝑣𝑚 =
20 − 0 LETRA B
𝑚
𝑣𝑚 = 2,0
𝑠
OBF 2010
12) (OBF 2008) Qual das alternativas abaixo representa a
velocidade média do corpo durante o trajeto:
a) 1,0 m/s b) 1,5 m/s c) 2,0 m/s d) 2,5 m/s e) 3,0 m/s

∆𝑆
𝑣𝑚 =
∆𝑡

40 − 0
𝑣𝑚 =
20 − 0

𝑚
𝑣𝑚 = 2,0
𝑠
LETRA C
OBF 2010
13) (OBF 2008) Qual das equações abaixo representa o movimento s(t) (distância
como função do tempo) descrito no gráfico anterior:
a) s(t) = 10t + 5𝑡 2
b) s(t) = 5𝑡 2 𝑣 2 = 𝑣02 + 2𝑎∆𝑆
c) s(t) = 10t
22 = 02 + 2𝑎. 10
d) s(t) = 10t + 5 4
e) s(t) = 0,1𝑡 2 𝑎=
20
𝑚
𝑎 = 0,2 2
1 2 𝑠 1
𝑠 = 𝑠0 + 𝑣0 𝑡 + 𝑎𝑡 𝑠 = 0 + 0𝑡 + . 0,2𝑡 2
2 2
𝑠0 = 0 𝑚
𝑚 𝑠 𝑡 = 0,1𝑡 2
𝑣0 = 0 𝑠
𝑎 =?
𝐋𝐄𝐓𝐑𝐀 𝐄
OBF 2010
Sem dúvida nenhuma o grande avanço da Astronomia se deu com a invenção do
telescópio(luneta). O telescópio recebeu inicialmente vários nomes:
“perspicillum” (Galileu Galilei), “instrumentum” (Johannes Kepler), ou
comumente referido como “spyglass” algo como óculos espião ou vidro espião. A
sua funcionalidade é obtida graças ao uso de um conjunto de no mínimo duas
lentes. Um telescópio chamado de luneta de Kepler, cujo esquema básico está
representado na figura a seguir, é formado por duas lentes convergentes,
objetiva e ocular, de focos respectivos F1 e F2 com seus eixos ópticos alinhados
sobre uma mesma reta. A lente que recebe a luz é chamada de objetiva e a outra
denominada ocular.
OBF 2010
01) (OBF 2009) Qual dos fenômenos físicos abaixo explica o princípio
de funcionamento da luneta de Kepler:
a) reflexão.
b) refração.
c) difração.
d) polarização.
e) dispersão.
RESOLUÇÃO:
Refração da Luz é o fenômeno óptico da variação da velocidade da luz ao
passar de um meio para outro.
Lentes Convergentes.

LETRA B
OBF 2010
02) (OBF 2009) Pode se afirmar com absoluta certeza que feixes incidindo
paralelos ao eixo óptico da objetiva:
a) convergirão para o ponto focal F1.
b) convergirão para o ponto focal F2.
c) convergirão para o ponto F1+F2 medido a partir da objetiva sobre o eixo
óptico.
d) convergirão para o ponto 2F1 medido a partir da objetiva sobre o eixo óptico.
e) nesta particular situação os feixes não convergem para nenhum ponto.
RESOLUÇÃO:
Convergência no foco 1 da lente.

LETRA A 𝐅𝟏
OBF 2010
03) (OBF 2009) Quando temos a seguinte condição d=F1+F2 , podemos afirmar
que:
a) os raios divergem com relação ao eixo óptico após atravessar a ocular.
b) os raios emergem paralelos ao eixo óptico após atravessar a ocular.
c) nesta particular situação os raios divergem ao atravessar a objetiva e não
atingirão a ocular.
d) os raios serão focalizados no ponto d sobre o eixo óptico medido a partir da
objetiva.
e) os raios convergirão ao atravessarem a ocular.
RESOLUÇÃO:
Todos os raios devem ser paralelos ao eixo do sistema e convergirão no foco
1.

LETRA B
OBF 2010
O desenvolvimento da eletrônica nos últimos anos tem levado a uma mudança
na vida das pessoas e da sociedade. Os computadores são o exemplo mais
marcante do desenvolvimento proporcionado pela eletrônica nos dias de hoje.
Todos os circuitos eletrônicos utilizados hoje se baseiam no transporte de carga
através de materiais condutores e semicondutores. O gráfico abaixo representa
o comportamento da corrente num circuito eletrônico em função da diferença
de potencial aplicada. Responda às questões de 10 a 11 baseando-se no
comportamento do gráfico abaixo.
OBF 2010
10) (OBF 2009) A geração de chips Pentium III da intel possui cerca de dez milhões
de transistores num quadrado com cinco milímetros de lado. Tendo como base
esta informação, qual a ordem de grandeza da área
que ocupa um único transistor:
a) 10−7 𝑚2 RESOLUÇÃO:
𝐴 = 52
b) 10.000.000 𝑚2 𝐴 = 25 𝑚𝑚2 para o quadrado
c) 5 𝑚𝑚 2 10.000.000 𝑚𝑖𝑙ℎ𝑜𝑠 𝑑𝑒 𝑡𝑟𝑎𝑛𝑠𝑖𝑠𝑡𝑜𝑟𝑒𝑠
d) 10−12 𝑚 2 𝐴 = 0,000025 𝑚2

e) 10−5 𝑚 2 A área ocupada por um único transistor é de:


0,000025
𝐴=
10.000.000
𝐴 = 2,5 𝑥 10−12

LETRA D
OBF 2010
11) (OBF 2009) O comportamento observado no circuito equivalente, representado
pelo gráfico acima, é conhecido
como:
a) balístico.
b) dielétrico.
c) capacitivo.
d) indutivo.
e) Ôhmico
RESOLUÇÃO:
Quando um condutor obedece a Lei de Ohm, ou seja, quando sua resistência
elétrica é constante, ele é chamado de resistor ôhmico.

LETRA E
OBF 2010
03) Três blocos “A”, ”B” e “C” de mesmos tamanhos e forma tem massas
respectivamente iguais a 𝒎𝑨 = 1kg, 𝑚𝐵 = 2kg e 𝑚𝐶 = 3kg. Eles são abandonados a
partir de um mesmo ponto P da rampa representada, deslizam sem atrito e finalmente
caem colidindo contra o piso plano e horizontal. Após ser solto, o bloco “B” cai em 1
segundo e sofre o impacto no ponto assinalado com a letra O.
Considere que todas as forças dissipativas são irrelevantes no evento. É possível afirmar
que o bloco:
a) “C” cai à direita do ponto O.
b) “C” cai à esquerda do ponto O.
c) “A” também cai no ponto O.
d) “A” cai em um tempo menor que 1s.
e) “A” cai em um tempo maior que 1s.
RESOLUÇÃO:
A massa não interfere em uma queda livre de corpos, os três corpos irão cair na
mesma posição. LETRA C
OBF 2010
11) Uma bola maciça e praticamente indeformável tem uma densidade inferior à da
água. Estando totalmente imersa, um mergulhador carrega-a desde as
proximidades da superfície da água até tocá-la no fundo de uma piscina. O
diagrama que melhor traduz a dependência entre a força de empuxo “E” sobre a
bola como função da profundidade “y” da piscina, está melhor representado por:

𝐸𝑀𝑃𝑈𝑋𝑂
RESOLUÇÃO:
Todo corpo imerso, total ou parcialmente,
em um fluido, fica sob ação de uma força vertical
ascendente, conhecida como EMPUXO. 𝑃𝐸𝑆𝑂
OBF 2010
19) A figura representa um tanque com uma lâmina de água de espessura
constante e as frentes de onda das ondas provocadas logo após uma pedra ter
caído no ponto P desse tanque. As ondas geradas na superfície da água pela pedra
movem-se de encontro a três obstáculos fixados ao tanque e que formam duas
passagens. Depois de atravessarem as passagens, será possível observar os
fenômenos de:
a) dispersão e refração.
b) difração e dispersão.
𝐋𝐄𝐓𝐑𝐀 𝐄
c) refração e interferência.
d) difração e refração.
e) difração e interferência.
RESOLUÇÃO:
Difração: um pulso passa de uma corda para outra.
Interferência: Dois pulsos propagam-se em direções opostas.
BOA SORTE !!!!!!!!!!!!!!!
“Nós estamos neste planeta e neste universo por pouco tempo,Os sonhos de uma
vida inteira estão esperando, e esperamos que por pouco tempo agora”.

Michael Barnett, um físico do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley