Você está na página 1de 5

Exercícios extra discurso direto e

indireto
FICHA: DISCURSO DIRETO E DISCURSO INDIRETO

DISCURSO DIRETO DISCURSO INDIRETO


Verbo declarativo (dizer, perguntar,
responder, pedir, etc.)
Tempos e modos: Tempos e modos:
 Presente  Imperfeito
 Pretérito perfeito  Mais-que-perfeito
 Futuro  Condicional
 Modo imperativo  Modo conjuntivo
Pessoa gramatical usada nos verbos e Pessoa gramatical usada nos verbos e
nos pronomes (pessoais e possessivos): nos pronomes (pessoais e possessivos):
 1ª pessoa ou 2ª pessoa  3ª pessoa
Pronomes e determinantes Pronomes e determinantes
demonstrativos: demonstrativos:
 este, esta, isto; esse, essa, isso  aquele, aquela, aquilo
Advérbios: Advérbios:
 de tempo -agora  de tempo - então
- hoje, ontem - naquele dia, no dia anterior
- amanhã - no dia seguinte
 de lugar - aqui  de lugar - ali, além, acolá
- cá - lá
Aparece frequentemente o vocativo O vocativo desaparece ou passa a
complemento indirecto
EXEMPLO

- Ó João, ontem nós verificámos que esta Ele disse ao João que no dia anterior
minha bicicleta não serve para andar aqui. tinha verificado que aquela sua bicicleta
não servia para andar ali.

A. Passar do discurso direto para o discurso indireto


1. -Esta cabana é feita de canas.
Ele disse que a cabana era feita de canas.
2. -Amanhã iremos visitar a tia Rosário.
3. -Fecha a porta !
4. - Fomos ontem visitar um museu.
5. -Queres vir connosco amanhã?
6. - Tens cá o teu livro de Matemática?
7. - Ontem estava aqui um ninho de cegonha.
8. - Tenho aqui uma boa notícia para ti.
9. - Agora já existem aviões a jacto.
10.- Estou cansado destas frases.
11.11- É muito tarde. Já chegaram os avós?
12.- Amanhã certamente choverá.
13.- Ó pai, tem aí o livro que a mãe comprou ontem ?
14.- Este prado é grande e muito verde.
15.- Ontem vi o Pedro e a Susana nesta rua.
16.- Empresta-me essa caneta, Sofia.
17.- O barco voltará depois de amanhã.
18.- Há neste rio sombras muito frescas.
19.- Isso não é verdade !
20. - Anteontem dormimos na tenda, à beira do mar.
21.- Os golfinhos - explicou o pai - raramente andam por estas águas.
22.- É tarde - afirmou ele. - Temos de partir imediatamente.
23.- Estes pássaros são lindos - disse a Rita. - Podemos levar um deles para casa ?
24.- De noite - perguntou a Catarina - também te consegues orientar, mãe ?
25.- Ana, o teu irmão vai à rua. Queres ir com ele ?
26.- Este rio vai desaguar ao Tejo ? - Quis saber a Isabel.
27.- Ó Francisco - ordenou o pai - traz-me cá depressa o aspirador.
28.- Este ano não passaremos as férias na praia - explicou a mãe.
29.- Com este calor - disse o Diogo - não se pode andar na rua.
30. - Bastam um arpão e um isco para apanhar polvos nestas rochas.

B. Passar do discurso indireto para o direto


1. Ele disse que tinha muito frio.
2. Ela perguntou à mão se lhe emprestava um livro.
3. Ela ordenou-lhe que se deitasse imediatamente.
4. Ele afirmou que não havia então luz eléctrica na sua aldeia.
5. Ela disse que iria à praia com o seu irmão.
6. Ela disse que na véspera tinha havido lá um grande vento.
7. Ele disse ao pai que jamais voltaria a um acampamento.
8. Ele disse que aquilo já não tinha remédio.
9. Ela pediu que lhe dessem mais tempo para fazer o trabalho.
10. Ele disse que, apesar do cansaço, era preciso fazer as frases.
11.Ele perguntou à Joana se lhe podia dizer as horas.
12.Ele disse que queria ver o irmão no dia seguinte.
13.Ela disse que no dia anterior tinha chovido lá muito.
14.Ela disse que perguntaria ao avô a idade daquela árvore.
15.Ela afirmou que não voltaria a tocar piano naquelas condições.
16.Ele afirmou que já fizera aquela pergunta ao Zé.
17.Ela disse ao Paulo que sentia um pouco de frio.
18.Ele disse que na véspera se tinha sentido mal.
19.Ela perguntou se ele tinha lá o livro de matemática.
20. Ele disse ao tio que eram horas de partirem.
21.O pai explicou que os golfinhos raramente andavam por aquelas águas.
22.O João disse que tinha fome e que lhe apetecia assaltar o frigorífico.
23.Ele disse que era tarde e acrescentou que naquele dia não podia ficar mais tempo.
24.A Ana disse à mãe que tinha sono e perguntou-lhe se podia ir para a cama mais cedo.
25.Perguntou ao Duarte se tinha gostado do acampamento.
26.O pai perguntou à Mariana e ao André se queriam ir dar um passeio naquela tarde.
27.O polícia ordenou-lhe que parasse o carro naquela curva.
28.O sapateiro explicou-lhe que os sapatos não tinham remédio nenhum.
29.Ele respondeu que não tinha trazido os calções de banho.
30. Disse ao pai que no dia seguinte lhe daria a resposta.

Passe do discurso direto para o indireto:

1) Daniela disse: "eu não quero ir para escola hoje".


Daniela disse que ela não queria ir para escola naquele dia.

2) O casal quis saber: "vocês alugam esta casa?"


O casal quis saber se eles alugavam aquela casa.

3) Carmem me perguntou: "quando você volta das férias?"


Carmem quis saber quando eu/ele/a voltava das férias.

4) Rafael disse: "estou cansado, não consigo dormir à noite".


Rafael disse que estava cansado e que não conseguia dormir à noite.

5) Meu filho pediu-me: "posso ir hoje ao cinema com seus amigos"


Meu filho pediu-me se podia ir naquele dia com seus amigos.

6) A Cláudia confessou: "detesto trabalhar aos sábados."


A Cláudia confessou que detestava trabalhar aos sábados.

7) Nós afirmamos: "gostamos de sair, mas preferimos ficar em casa".

Nós afirmamos que gostávamos de sair, mas preferiam ficar em casa.

8) Minha mãe quis saber: "você vai ao mercado amanhã?"


Minha mãe quis saber se eu/ele/ela ia ao mercado no dia seguinte.

9) Eu disse: "sempre que ouço esta música, lembro-me de meus pais."


Eu disse que sempre que ouvia aquela música, lembrava-me de meus pais.

Passe do discurso indireto para o direto:


1) A médica disse a Bruno que ele estava com problemas de saúde e que precisava de tratamento.

A médica disse a Bruno: você está com problemas de saúde e precisa de tratamento.

2) O diretor disse ao público que a peça estava cancelada.


O diretor disse ao público: a peça está cancelada.

3) A Lúcia perguntou ao seu pai se podia viajar com as suas amigas.

A Lúcia perguntou ao seu pai:


- Posso viajar com as minhas amigas?

4) Minha tia quis saber se gostávamos de torta de morango.

Minha tia quis saber: gostam de torta de morango?


5) Sandra perguntou a Mário se o carro dele era novo.

Sandra perguntou a Mário: Seu carro é novo?


6) Eu disse a meu marido que queria ganhar um anel de aniversário de casamento.

Eu disse a meu marido: Quero ganhar um anel de aniversário de casamento.


7) As meninas contaram à professora que o livro era interessante e queriam ler mais.

As meninas contaram à professora: O livro é interessante e queremos ler mais.


8) A Soraia contou que as suas férias estavam a ser ótimas, porque o sol brilhou o tempo todo.

Nádia contou: Minhas férias estão sendo ótimas, porque o sol brilha o tempo todo. 2
Passe do discurso direto para o indireto:
a) Não bebo dessa água - afirmou a menina.

A menina afirmou que não bebia daquela água.


b) Perdi meu guarda-chuva - disse ele.

Ele disse que tinha perdido seu guarda-chuva.


c) Irei ao jogo.

Ele confessou que iria ao jogo.

d) Aplaudam! - ordenou o diretor.


O diretor ordenou que aplaudíssemos.

e) "- Guardo tudo o que meu neto escreve - dizia ela." (A.F. Schmidt)

"Ela dizia que guardava tudo o que o seu neto escrevia."


f) "-Devia bastar, disse ela; eu não me atrevo a pedir mais." (M. de Assis)

"Ela disse que deveria bastar, que ela não se atrevia a pedir mais"
g) "- O major é um filósofo, disse ele com malícia." (Lima Barreto)

"Disse ele com malícia que o major era um filósofo."


Passe do discurso indireto para o direto:
a) "O guerreiro Tabajara disse que Caubi tinha voltado."

"- Caubi voltou, disse o guerreiro Tabajara."(José de Alencar)


b) "Perguntei se viriam buscar V. muito cedo"

"- Virão buscar V muito cedo? - perguntei."(A.F. Schmidt)


c) "Gritaram em volta que seguisse a dança."

"- Segue a dança! , gritaram em volta. (A. Azevedo)


d) "Disse Caubi que o dia ia ficar triste."

"- O dia vai ficar triste, disse Caubi."


e) "Pergunto se é verdade que a Aldinha do Juca está uma moça encantadora."

"Pergunto - É verdade que a Aldinha do Juca está uma moça encantadora?" (Guimarães Rosa)
f) "Lopo Alves disse que aquilo ia depressa."

"- Isto vai depressa, disse Lopo Alves."(Machado de Assis)

g) "E depois de torcer nas mãos a bolsa, meteu-a de novo na gaveta, concluindo que ali não estava o que
procurava."
"E depois de torcer nas mãos a bolsa, meteu-a de novo na gaveta, concluindo:
- Aqui, não está o que procuro."(Afonso Arinos)