Você está na página 1de 6

Compromisso,

e eu com isso?
2 Timóteo – Atitudes importantes que se espera dos jovens...

Introdução:
Carta escrita por Paulo da prisão em Roma. Não da prisão domiciliar,
mas da final, de onde só saiu para a morte por decapitação.
Timóteo era um jovem pastor.
Se converteu pouco antes dos 20 e na altura dessa carta, deveria ter algo
em torno dos 30 anos. (Para os gregos e romanos só haviam dois níveis de
idade: neos e geron ou juvenis e senex. Sendo assim 30 anos era o auge da
juventude)

 Era jovem, tímido, doente, mas útil para Deus. Amado e especial...
 Viveu seus dilemas, tentações, provações, dificuldades, como os jovens
de hoje, guardadas as devidas proporções...

 “A mensagem dessa carta também é urgente, pois hoje muitos cristãos e


igrejas estão abrindo mão do evangelho (...). Precisa-se de uma nova
geração de jovens “Timóteos”, que queiram guardar o sagrado depósito
do evangelho, que estejam determinados a proclamá-lo e preparados
para sofrer por ele, e que o compartilharão puro e incorrupto à geração
que se levantará em seguida”. John Stott, em 1982 (ou antes!).

“Nossa geração enfrenta um grande desafio: honrar os compromissos e


viver de acordo com os princípios cristãos em tempos de descompromisso, de
relativismos, de “tudo é válido”, etc...” Isso até mesmo no meio evangélico.
Pois há um distanciamento muito grande da palavra de Deus. “E aos poucos o
povo de Deus está falando com sotaque pagão”.

1 - Opinião dos jovens não-evangélicos, consideram errado:

a) Ir para a Balada - apenas 5% dos jovens;


b) Ficar apenas 8% dos jovens; e
c) Fazer Sexo no Namoro apenas 9% dos jovens. Destes 691 jovens, 77%
assinalaram ser cristãos católicos.
2 - vemos que:

-50% dos jovens evangélicos acham certo ir para a Balada,


-53% acham certo Ficar
-41% concordam com sexo no namoro.

A porcentagem dos “sem opinião” também é alta (entre 26% e 31%), o que
mostra, no mínimo, uma falta de convicção quanto ao certo e ao errado.
Lembrando que essa foi a resposta de uma moçada com média de idade de 16
anos, sendo 64% meninas.

(http://www.revistaimpacto.com/new/index.php?action=ver_materias&idartigo=258
Botucatu, SP. Ao todo, 877 jovens, com idade média de 16 anos, responderam ao questionário com testes de
múltipla-escolha.)

Algumas atitudes foram apresentadas por Paulo nessa carta a esse jovem, que
são atitudes necessárias para todos nós hoje também...

Cap.1
1ª Atitude – Decidir pelo Evangelho...
Vv - 4-13

“A fé vem pelo ouvir a Palavra de Cristo” Rm 10.17


 Fé Salvadora – em Cristo – v.9
O evangelho é a Boa Nova dessa Fé – v.10

A formação de uma pessoa está relacionada ao convívio familiar – v.5


A influência de amigos – no caso, Paulo (depois dos pais, os amigos são os
que mais influenciam uma pessoa. Sendo que na adolescência e juventude essa
influência é muito maior).
A ação de Deus no entanto é decisiva... – v.6 - Primeiro Deus dá o Dom do
Seu Espírito – a Salvação...

“...O homem não é somente o que ele recebe de seus pais, amigos e mestres,
mas também o que Deus mesmo faz dele...”.

 Fé assumida diante dos homens – v.7,8


Torna-se Vida...
Não deve ser motivo de vergonha.
É possível que Timóteo tenha sido tentado a isso!
É possível que cada um de nós já tenha sido ou está sendo tentado a isso.
Não deveria envergonhar-se do testemunho do nosso Senhor.
Se preciso for, tornar-se “um louco” por causa de Cristo (I Cor. 4.10).
Não é fanatismo (isso é uma atitude vazia e impensada. Está mais para
superstição do que para fé!).

 3 modos pelos quais o cristão pode ser tentado a envergonhar-se:


o Do nome de Cristo – do qual somos chamados a dar testemunho...
o Do Povo de Cristo – ao qual pertencemos...
o Do evangelho de Cristo – cuja propagação nos foi confiada...

 “Todos nós somos muito mais sensíveis a opinião pública do que


imaginamos e tendemos a dobrar-nos facilmente as pressões dela...”.

Quando Deus chama alguém para si, também o chama à santidade. – 1Tess.
4.7
 A salvação envolve:
o Justificação: que acontece mediante o sacrifício de Cristo – Rm 5.1
o Santificação: que é a transformação progressiva, feita pelo Espírito
Santo, para sermos conforme a imagem de Jesus Cristo (v.14) – Isso
precisa ser evidente... “Receber a boa nova e vivê-la”
o Glorificação: O ultimo estágio... v.12

O evangelho tem uma mensagem de: “Solidez, Estabilidade e Durabilidade”.

2ª Uma atitude/Compromisso conseqüente - Cap. 2.3

“Não te importes com o que outras pessoas possam estar pensando, dizendo
ou fazendo. Não te importes com a fraqueza ou a timidez que talvez estejas
sentindo. Quanto a ti, Timóteo, sê forte!” (Paráfrase de John Stott).

Por si só essa exortação seria impossível de se cumprir...


Nossas forças ou mesmo condições para “sermos fortes” como cristãos,
começam numa grande decisão e determinação, mas são insustentáveis
somente com isso (não que isso seja pouco!). Só conseguiremos com a Graça
de Cristo!

3 Metáforas:
1. Soldado – v.3.4
Paulo já falou em Efésios 6 da luta que o cristão enfrenta. Lá, descreveu a
armadura e a intensidade da batalha...
Aqui, no entanto a qualidade destacada é a “Dedicação” do soldado, sempre
disposto a sofrer e a estar permanentemente em guarda. “Os soldados em
serviço não contam com segurança e facilidade”. (O Gladiador ilustra bem
isso!).
 Da mesma forma o jovem cristão não pode esperar dias fáceis. Se for fiel
ao evangelho, certamente experimentará oposição e escárnio. Hoje, inclusive
de outros cristãos...

Seu desejo é estar inteiramente à disposição do seu oficial comandante.


Não que devamos viver alienados do mundo. “Estamos no mundo, mas não
somos do mundo” – ver João 17.14-18.
 A questão é que “nada pode nos impedir de lutar as batalhas de Cristo” ou
“nada pode nos desviar de servir e honrar o nosso Senhor”.

2. Atleta – v.5
O atleta deveria competir de acordo com as regras...
As regras eram pré-estabelecidas.
A coroa era o troféu ou a recompensa.
A característica aqui é a “fidelidade”.
Nossa fidelidade a Cristo deve ser o nosso referencial de vida.
As “regras ou normas” que a Palavra de Deus nos apresenta não prendem, mas
libertam!
Ver João 14.21

 Em tempos de “relativismo” precisamos buscar sempre os “absolutos”


que a Palavra de Deus nos dá.

3. Lavrador – v.6
Um trabalho árduo, sem nenhuma emoção. Mas que trará resultado...
Há duas interpretações para a “colheita”
A Santificação é a primeira – Para isso é preciso “Andar no Espírito” (Gal.
5.16) e “Semear no Espírito” (Gal. 6.8). “Pois aquilo que o homem semear,
isso ceifará” (Gal. 6.7).

 Em Resumo:
O jovem crente precisa ter:
o “A dedicação de um bom soldado,
o A o obediência de um bom atleta às regras da competição,
o E a diligente labuta de um bom agricultor” John Stott.

Mais um apelo à Santidade – v.22


Fuja (no sentido de fuga de um perigo físico iminente) dos desejos malignos
da juventude...
 Não se refere apenas às questões de ordem sexuais e/ou sensuais.
Mas também a:
 Auto-afirmação...
 Auto-indulgência...
 Ambição egoísta...
 Obstinada Teimosia...
 Arrogância...
 Todos os Caprichosos Impulsos da Juventude...
Essa seria a parte negativa da exortação...

A Parte positiva é:
“Siga a Justiça, a Fé, o Amor e a Paz...”
Essas são as 4 características essenciais de um cristão.
E deve segui-las em boa companhia: “Com aqueles que de coração puro,
invocam o Senhor”. Esses são os irmãos que compartilham do mesmo ideal de
santidade e dedicação ao Senhor Jesus.

3ª Atitude - Perseverança. Cap. 3.13,14

Mesmo em tempos difíceis!


“Nos últimos dias...” É o tempo que chegou com Jesus e só vai terminar com a
Sua volta.
Paulo já vivia nos últimos dias e eles já eram difíceis. Havia muita
perseguição e muita heresia sendo infiltrada na igreja.
Como podemos analisar o “momento desses últimos dias” que nós estamos
vivendo?

Ele quer enfatizar também que a oposição à verdade não é uma situação
passageira, mas uma característica permanente da “presente era”.

Nessa era, sobreviriam tempos difíceis ou terríveis (calepoj) – vejamos.


A razão disso, é que “Os homens serão...” 3.1...
Os homens é que são os responsáveis pelos tempos ameaçadores pelos quais a
igreja deverá passar. “Decaídos; Maus; de natureza pervertida; egoístas e
independentes de Deus”. Que espalham maldade, heresia e religião morta no
seio da igreja.
Não a menos
barulhenta mas a mais
distante da Bíblia!!
Permanecendo firme na Fé – vv. 10-15
Mas Timóteo estava seguindo o ensino verdadeiro, a conduta correta.
Tinha o propósito certo, a Fé verdadeira...
 Em contraste a situação da sua época, de declínio moral, de Religião
inautêntica e de propagação de falsas doutrinas, Timóteo foi chamado para ser
diferente e, se necessário, a permanecer sozinho. Ver Rm 12.2

4ª Atitude – Proclamação.
4.2 – Pregue a Palavra...

Só pode haver transformação de vida através de Jesus Cristo...

Conclusão...

Interesses relacionados