Você está na página 1de 3

PROJETO DE LIVRO

1. Título
Política Prática
Organizadores: Sergio Fernando Maciel Corrêa, Tiaraju Molina Andreazza, Everton
Miguel Puhl Maciel
Editora: Fundação Universidade Federal do Amapá, UNIFAP.

2. Objetivos
2.1 Geral
- Sistematizar em formato de livro, capítulos condizentes com o tema política
prática, tendo como autores mestres e doutores, professores e pesquisadores, da
área de Filosofia e humanidades.

2.2 Específicos
- Produzir capítulos sobre os mais diferentes temas aplicados à política: migração,
política econômica, urbanismo, segurança pública, ações afirmativas, políticas
fiscais, relações comerciais, política agrária, saúde pública, democracia e
participação social, redes sociais.
- Desenvolver uma introdução (e/ou apresentação) em torno dos textos
selecionados dando organicidade ao conteúdo.
- Divulgar a produção acadêmica dos autores e universidade, institutos e órgãos de
fomentos a eles ligados.
- Ressaltar os aspectos que tornam cada tema importante para o seu contexto.

3. Conteúdo Editorial
- Será definido individualmente com cada autor convidado de modo que o tema
fique relacionado, sem colisões e repetições em torno de um mesmo tema.

4. Procedimento de convite
- Os organizadores convidarão autores dentro de seus grupos de trabalho e
pesquisa, explicando a metodologia do livro e a ideia central da proposta.

5. Metodologia
Os autores desenvolverão capítulos em formato de artigos científicos ou ensaios.
Os organizadores se encarregarão da revisão ortográfica e da formatação,
submetendo a versão final ao aceite dos autores, preservando a originalidade do
texto e metodologia individualmente empregada.

6. Recursos
O processo editorial se dará por conta dos organizadores e a finalização e registro
catalográfico será feito pela editora da UNIFAP.
Capa: os organizadores definirão um capista responsável pela arte em tempo hábil.

7. E-mail convite
O objetivo central desse projeto é organizar uma obra de caráter coletivo com
temas direcionados à Filosofia Política. O título definido pelos organizadores será
“Política Prática”. A obra versará sobre os assuntos acordados entre autores e
organizadores tendo como mote o tema central: "filosofia política aplicada a
problemas contemporâneos". Trata-se de um assunto bastante abrangente e pode
levar em conta: segurança pública, eleições e problemas da democracia, regimes
totalitários, transmissão e difusão de informações, controle de fronteiras; bem como
temas tratados pelos pesquisadores convidados em suas respectivas áreas do
conhecimento, teses e dissertações: economia, ciências sociais, filosofia política.
Contudo, os trabalhos devem ser norteados pela ideia geral de que se trata de obra
dedicada aos problemas de filosofia política aplicada. Políticas públicas ou
legislativas podem ser abordadas pelo viés de pensadores políticos eventualmente
estudados pelos pesquisadores: Marx, Smith, Sandel, Rawls, Dowrkin, Foucault,
Arendt bem como outros. A data para a entrega dos trabalhos é 26 de Abril de
2019. O material deve ser enviado para o prof. Sergio Fernando
(fer.ser29@gmail.com) que dará os encaminhamentos editoriais necessários. Após
revisão ortográfica e editorial, o material retornará para ratificação ou retificação de
alterações ao autor, que voltará a submeter seu capítulo.

8. Formatação prévia
Tendo e vista facilitar o processo de editoração, os organizadores pedem aos
autores convidados que atentem para o seguinte conjunto de regras. Não há limites
de páginas, contudo, recomendam-se trabalhos entre 15 e 25 páginas.

1. Salvar o arquivo em formato word (doc. docx.) apenas com o nome completo do
autor como nome do arquivo;
2. A página deve ser configurada em A-4, com margens superior e inferior de 2cm;
margens esquerda e direita 3cm (Layout: Margens: 3, 3, 2, 2);
3. Texto: justificado, fonte: Arial, corpo 12 e espaço 1,5;
4. Não empregar espaçamento antes ou depois dos parágrafos e citações longas;
5. Título: caixa alta, negrito, centralizado, corpo 12;
6. Identificação do(s) autor(es): nome completo, abaixo do título, corpo 12,
alinhamento à direita, com currículo resumido em nota de rodapé;
7. O currículo em nota de rodapé deve conter: título acadêmico mais elevado do
autor, instituição de vínculo do autor (havendo), órgão de fomento (havendo) e e-
mail para contato.
8. O texto pode conter resumo apenas para controle editorial que será retirado na
edição.
9. O uso do Negrito: empregar negrito apenas nos títulos. Não usar negrito ao
longo do texto.
10. Uso do Itálico: apenas em palavras estrangeiras.
11. Citações em outras línguas: devem ser traduzidas para o português, mantendo
a citação na língua de publicação em nota de rodapé, junto da citação da fonte.
12. Sem numeração, os artigos deverão conter: introdução, desenvolvimento,
conclusão. O autor pode optar por outros subcapítulos, igualmente sem numerá-los.
13. Citação direta com até quatro linhas: inserida no parágrafo, entre aspas;
14. Citação direta com mais de quatro linhas: aparece em recuo de 4 cm, parágrafo
separado, corpo 11, espaço simples de entrelinhas, sem aspas;
15. Citação de fonte: sistema nota de rodapé, corpo 10, alinhamento justificado.
16. Sistema de citação de fonte na nota de rodapé: autor, data, página. Exemplo:
(RAWLS, 1999, 215).
17. Citações sacramentadas de autores clássicos podem ser utilizadas. Exemplo
de Aristóteles: 1115 b 12-13
17. Não citar a obra completa em nota de rodapé. Não usar Idem, Ibdem.
18. Referências Bibliográficas: ao final do texto, em ordem alfabética, corpo 12,
fonte Arial, espaço de entrelinhas 1,5. Apenas os títulos das obras devem estar em
Itálico.
19. Número da páginas: não paginar o trabalho.
9. Resultados esperados
Aquilo que se espera é o melhoramento em torno das discussões e justificativas de
problemas centrais das mais diferentes concepções de política e seus reflexos
práticos. Os temas abordados têm apelo discursivo na esfera pública e na opinião
pública. Nesse sentido, também se busca incentivar discussões futuras e fomentar
a pesquisas filosóficas e das áreas de humanas.O presente trabalho busca atingir
a comunidade com conteúdo produzido por professores da Unifap e instituições
parceiras. Por ter um caráter multi-institucional, envolvendo grupos de pesquisas,
pesquisadores e corpo docente de outras instituições, é de fundamental
importância que a publicação encontre respaldo através de um projeto editorial que
envolva a extensão da universidade onde se encontra um de seus organizadores.
O trabalho também possui um caráter iminentemente extensionista pois o seu
produto final será reflexo pesquisas em andamento ou concluídas que
instrumentalizarão futuros pesquisadores a partir das temáticas abordadas e das
metodologias usadas.

Local, data, assinaturas...