Você está na página 1de 21

FORMAÇÃO TurmaMais – Línguas

1.1. O que
significa
“avaliar”?

1.4. Como
1. QUESTIONAR
1.2. Que tipo
implementar a PROCESSOS DE de avaliação?
avaliação ?
AVALIAÇÃO

1.3. Que
“ferramentas”
de avaliação?
1.1. O sentido de “avaliar”

A função de avaliar corresponde a uma análise cuidada das


aprendizagens conseguidas face às aprendizagens planeadas, o que se vai
traduzir numa descrição que informa professores e alunos sobre os
objectivos atingidos e aqueles onde se levantaram dificuldades. (…) A
classificação, por seu turno, transporta para uma escala de valores a
informação proporcionada pela avaliação, permitindo comparar e seriar
resultados e servindo de base a decisões relativas à promoção ou não
dos alunos no sistema escolar
(Ribeiro, 1993)
1.2. Tipos de avaliação

AVALIAÇÃO FORMATIVA

 Espécie de bússola orientadora do processo de ensino e


aprendizagem: recolhem-se dados que ajudam alunos e professores
a reorientar o seu trabalho no sentido de apontar falhas,
aprendizagens ainda não conseguidas, aspectos a melhorar;

 Deve exprimir-se por meio de apreciações ou de comentários;

Implica espaço para individualização, compensação e para a


consideração dos ritmos e tempos de aprendizagem dos alunos,
assente numa perspetiva construtivista do ensino e da aprendizagem.
Rigorosa e
diversificada

AVALIAÇÃO
FORMATIVA

Reguladora Contínua
AVALIAÇÃO SUMATIVA
Fornece um resumo da informação disponível, procede a um
balanço de resultados no final de um segmento (extenso) de ensino.

Presta-se à classificação, mas não se esgota nela, nem se deve


confundir com esta, podendo existir avaliação sumativa sem
classificação.

Pode assumir uma expressão qualitativa ou quantitativa;

 Verificando-se uma verdadeira prática de avaliação formativa, a


avaliação sumativa acaba por consistir num momento particularmente
rico de integração e de síntese da informação recolhida acerca do
que os alunos sabem e são capazes de fazer numa variedade de
situações.
AVALIAÇÃO FORMATIVA E AVALIAÇÃO SUMATIVA

Contrariamente à avaliação sumativa (cujo objetivo é o de verificar a


aquisição de conhecimentos, ficar a conhecer um “estado”), a
avaliação formativa pretende interrogar o processo, refletir sobre as
atividades letivas;
(Fernandes, 2008)

Avaliação Sumativa • •
Avaliação Formativa
D A
• Súmula do que os alunos E R
• Saber onde os alunos estão
sabem e são capazes de em relação à aprendizagem,
S T
fazer no final de um dado para onde devem ir e como.
período. A I
• Sistemática.
• Pontual. F C
• Feedback contínuo.
I U
• Feedback pontual. • Interactiva.
O L
• Pouco interactiva. • Alunos, em geral, activos.
S A
• Alunos, em geral, passivos. • Reguladora - usada para
Ç
• Classificar, certificar ou reorientar, melhorar ou
seleccionar. D Ã apoiar.
A O
• Diversos recursos, tarefas e
• Instrumentos de testagem. instrumentos.
• Ênfase nos resultados. • Ênfase nos processos.
1.3. Que “ferramentas” de avaliação?
INSTRUMENTOS
TAREFAS
• CONHECIMENTOS
• Debates;
• Instrumentos de testagem.
• Trabalho de grupo;
• Pesquisas;
• COMPETÊNCIAS,
• Exposições orais; COMPORTAMENTOS,
• Resolução de problemas; ATITUDES
• Produção de texto. • Grelhas de observação;
• Listas de verificação;
• Rubricas de avaliação;
• Incidentes críticos.
AVALIAÇÃO DE PROCESSOS

1.4. Como implementar a avaliação para a


aprendizagem?

1. Escolha das tarefas/actividades - relevantes que impliquem a


aplicação de conhecimentos, capacidades e competências, de
forma contextualizada, que possibilitem a aquisição das
aprendizagens pretendidas

2. Definição de indicadores de desempenho/produto - expressos


em termos de comportamentos observáveis ou de características
dos produtos a elaborar (os alunos devem ter conhecimento destes)

3. Definição de critérios de desempenho/produto – descrição de


níveis de qualidade de um desempenho ou de um produto
AVALIAÇÃO DE PROCESSOS

TAREFAS DE APRENDIZAGEM
 Constituem, simultaneamente, oportunidades para os alunos aprenderem e
oportunidades para o professor avaliar as aprendizagens dos alunos.

RUBRICAS DE AVALIAÇÃO (Allen & Tanner, 2006)

 Matriz com indicadores e respectivos critérios de qualidade de


desempenho.

 Cada um dos níveis/critérios de desempenho é descrito de forma


suficientemente detalhada, para que o seu uso torne possível ajuizar ou
reflectir sobre o progresso obtido em relação aos objectivos mais
importantes.
AVALIAÇÃO DE PROCESSOS

TAREFA DE APRENDIZAGEM

RUBRICAS
OBJECTIVOS
Desempenhos
possíveis de INDICADORES CRITÉRIOS
descrever, Descritores de
Dimensões,
medir categorias, níveis de
parâmetros desempenho
Rubrica para avaliação de PRODUTOS
Trabalhos escritos (1)
CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Adequado, mas
Demonstra
respondendo
elaboração de
Trabalho sólido menos
pensamento. A
que responde bem à tarefa.
ideia central é
adequadamente à Apresenta a Não tem uma
claramente
tarefa. Afirma uma ideia central ideia clara central
comunicada e
ideia central, mas mas de lugares- ou
desenvolvida,
pode comuns ou não responde Não responde
sem fugir ao
ter lapsos frases feitas. adequadamente ao que foi
propósito do
menores em Normalmente à pedido ou
trabalho.
desenvolvimento. não reconhece finalidade. Ideia carece de ideia
Tema Compreende e
Mostra leitura outros pontos central central. Não
avalia
cuidadosa das de vista. Mostra demasiado vaga usa fontes
criticamente
fontes, compreensão ou óbvia. Pode sempre que
as
mas não as avalia básica não ter havido necessário.
suas fontes.
criticamente. das fontes. Se uma correcta
Identifica os
Tentativa de define os compreensão das
conceitos
definir os termos termos, fontes.
fundamentais
não totalmente depende muitas
e
conseguida. vezes do
define os
dicionário de
termos.
termos.
Rubrica para avaliação de PRODUTOS
Trabalhos escritos (2)
CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Usa uma Mostra uma Apresenta um Organização Sem
estrutura lógica progressão conjunto de aleatória, falta de organização
adequada lógica de ideias ideias, ao invés coerência interna aparente. Falta
à temática do e usa frases de de usar uma e uso de poucas de ligações e
trabalho, à ligação. É menos estrutura lógica ou inadequadas coerência.
finalidade e ao evidente o fio evidente. Usa transições.
campo condutor. frases de ligação Faltam as ideias
disciplinar. Algumas de forma mais principais, ou
Usa frases de ligações lógicas sequencial do estas podem ser
Organização transição menos que lógica, muito genéricas
e Coerência para ligar uma conseguidas, embora os ou muito
ideia a partir da mas cada ponto parágrafos específicas. Os
anterior, ou para está claramente digam respeito à parágrafos nem
identificar a sua relacionado com ideia central. sempre estão
relação lógica. a ideia central. Pode haver falta relacionados
Orienta o leitor de coerência com o tema
através de um fio entre parágrafos principal.
condutor do e nas frases
raciocínio. dentro dos
parágrafos.
Rubrica para avaliação de PRODUTOS
Trabalhos escritos (3)
CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Usa fontes de Indica razões Usa Recorre a Usa detalhes
forma adequada para apoiar as generalizações frases feitas ou irrelevantes, ou
e suas para apoiar as generalizações. não
efectiva, afirmações, suas Apresenta fundamenta.
referindo as usando algumas afirmações. poucas Demasiado
evidências em fontes. Aborda Recorre a evidências para curto ou
que baseia os as conexões opiniões não as afirmações. incompleto.
seus pontos de entre as fundamentadas Pode ser uma
vista. evidências e as ou à experiência narrativa
Fundamenta ideias pessoal, ou pessoal, em vez
ção principais. assume que a de ensaio, ou
evidência fala um resumo, em
por si mesma vez de
não análise.
necessitando de
explicitar a
ligação com o
tema principal.
Rubrica para avaliação de PRODUTOS
Trabalhos escritos (4)
CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Escolhe os Em geral, usa Usa termos Usa termos Usa frases mal
termos de forma os termos com genéricos e a genéricos e construídas,
precisa e precisão e linguagem pode vagos, ou muito emprega mal os
específica. As eficazmente, não ser sempre pessoais e termos e utiliza
frases são mas são por adequada. específicos. linguagem
variadas, mas vezes pouco Estrutura da Contém várias desadequada.
Estilo claramente específicos. frase frases
estruturadas, Afirmações geralmente gramaticalmente
não sendo claras, bem correcta, mas incorrectas.
demasiado estruturadas e podem aparecer Estrutura
longas ou focadas, afirmações simples e
desconexas. embora nem repetitivas ou monótona das
sempre. confusas. frases.
Sem erros Pode conter Contém vários Contém erros Contém tantos
ortográficos ou alguns erros, erros, mas não ortográficos e erros que é
gramaticais, mas não impedem erros que impossível para
pontuação impedem a a compreensão dificultam a o leitor seguir
correcta. Usa compreensão. global. compreensão e o pensamento
Texto correctamente Usa Apresenta identificação de de frase para
as normas de correctamente falhas na conexões entre frase. Não usa
referenciação. as normas de referenciação. as ideias. normas de
referenciação. Faltam referenciação.
referências no
texto.
Rubrica para avaliação de PROCESSOS
TAREFA: Realizar uma atividade de interpretação de texto, em grupo,
seguindo os procedimentos descritos na Ficha de Trabalho

OBJECTIVO: Desenvolver a capacidade de interpretação de textos


CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Formula Formula Formula Formula poucas Não formula
muitas hipóteses sobre hipóteses sobre hipóteses e questões nem
hipóteses o texto e o texto e revela pouco revela interesse
sobre o texto, explicita o seu explicita interesse em dar em dar resposta
faz sentido . parcialmente o resposta às às questões
inferências e Ou seu sentido. questões apresentadas.
deduções Formula Ou apresentadas.
significativas hipóteses sobre Formula Ou
e explicita, na o texto e faz hipóteses sobre Formula
Interpretação totalidade, o inferências e/ou o texto e faz hipóteses mas
de texto sentido global deduções. poucas passa
do texto. deduções e/ou rapidamente às
inferências . questões
seguintes, sem
procurar dar
resposta às
questões
apresentadas.
TAREFA: Realizar uma atividade de interpretação de texto, em grupo,
seguindo os procedimentos descritos na Ficha de Trabalho

OBJECTIVO: Desenvolver a capacidade de interpretação de textos

CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Espontanea- Não oferece Oferece alguma Oferece muita Recusa-se a
mente compara resistência em resistência em resistência em aceitar
e analisa os aceitar aceitar aceitar resultados não
resultados resultados não resultados não resultados não previstos e
previstos com previstos e previstos e previstos e ideias que
os resultados ideias que ideias que ideias que contrariem a
obtidos, procura contrariem a contrariem a contrariem a sua opinião.
Respeito
argumentos sua opinião, sua opinião. sua opinião e
pelas justificativos mas só muda Aceita alterar as apresenta
opiniões para os dados depois de vários suas ideias argumentos
alheias e obtidos e argumentos depois de pouco
espírito de confronta serem alguma fundamentados
abertura ideias. Altera a apresentados a resistência. como
sua opinião se favor de novas justificação para
outras ideias explicações. a sua
melhores resistência.
surgirem.
TAREFA: Realizar uma atividade de interpretação de texto, em grupo,
seguindo os procedimentos descritos na Ficha de Trabalho

OBJECTIVO: Desenvolver a capacidade de interpretação de textos

CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Reflete sobre Reflete sobre Reflete pouco Aceita as Aceita
as questões e as questões e sobre as primeiras rapidamente
as várias as várias questões e as possibilidades as primeiras
possibilidades possibilidades várias de resposta e possibilidades
de resposta. de resposta, possibilidades as suas de resposta e
As suas mas as suas de resposta e interpretações precipita as
interpretações interpretações as suas e conclusões suas
e conclusões e conclusões interpretações carecem de interpretações
Reflexão
são são pouco e conclusões fundamenta- e conclusões.
Crítica
cuidadosa- pensadas e carecem de ção.
mente refletidas. fundamenta-
pensadas e ção.
refletidas.
TAREFA: Realizar uma atividade de interpretação de texto, em grupo,
seguindo os procedimentos descritos na Ficha de Trabalho

OBJECTIVO: Desenvolver a capacidade de interpretação de textos

CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Não desiste Desiste após Desiste após Desiste Desiste à
mesmo após várias uma ou duas facilmente primeira
várias tentativas tentativas após uma ou tentativa
tentativas falhadas em falhadas em duas falhada em
falhadas em atingir os atingir os tentativas atingir os
atingir os objetivos objetivos falhadas em objetivos
objetivos pretendidos pretendidos atingir os pretendidos e
pretendidos, mas mantém mas mantém objetivos não revela
Perseverança mantendo o interesse na o interesse na pretendidos e qualquer
sempre o atividade. actividade. desinteressa- interesse na
interesse na se da atividade.
atividade. atividade.
TAREFA: Realizar uma atividade de interpretação de texto, em grupo,
seguindo os procedimentos descritos na Ficha de Trabalho

OBJECTIVO: Desenvolver a capacidade de interpretação de textos

CRITÉRIOS
INDICADORES
5 4 3 2 1
Trabalha Trabalha, Trabalha, Por vezes, Trabalha
sempre em frequente- frequente- trabalha em isoladamente
conjunto, mente, em mente, em conjunto e e não
divide tarefas conjunto conjunto divide tarefas apresenta
e partilha divide divide e contributos
responsabili- algumas algumas responsabili- válidos para
dades. tarefas e tarefas e dades. a atividade do
Apresenta responsabili- responsabili- Apresenta grupo.
Espírito de
contributos dades. dades. contributos
Cooperação
válidos para Apresenta, Apresenta pouco válidos
a atividade frequente- alguns para a
do grupo. mente, contributos atividade do
contributos válidos para grupo.
válidos para a atividade
a atividade do grupo.
do grupo.