Você está na página 1de 43

Secure Power Always

90-NET de 60 a 800 kVA

Catálogo UPS
Nota importante!
Pessoal a contatar:

Os dados técnicos indicados têm somente finalidade de


informação. As instruções de funcionamento e as
referências indicadas nos produtos servem para a
instalação, o funcionamento e a manutenção.

Nomes dos produtos

Todos os nomes dos produtos são marcas comerciais ou


nomes de produtos da Chloride S.p.A.

Esta publicação têm apenas finalidade informativa.


A Empresa segue uma política de melhoria contínua do
produto e, portanto, reserva-se o direito de alterar qualquer
informação indicada sem aviso prévio.
Sistema de alimentação
ininterrupta

Catálogo UPS • 2008 90-NET


Sistemas UPS de 60 a 800 kVA
Escopo 2

Descrição do sistema 2

Descrição do dispositivo 3

Requisitos gerais 5

Conversor CA/CC 5

Unidade de controle, inversor com IGBT 8

Chave estática eletrônica 9

Interfaces de monitoramento e controle 10

Dados mecânicos 16

Condições ambientais 16

Dados técnicos (de 60 a 200 kVA) 17

Dados técnicos (de 250 a 800 kVA) 21

Opções 25

Configurações em paralelo 27

Apêndice: planeamento e instalação 33

01 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

1 Escopo
Esta especificação descreve o sistema preestabelecidos e sem interrupção, sores de cargas críticas dentro do UPS,
de alimentação ininterrupta (UPS) com mesmo no caso de ausência ou de falha são acionados por algoritmos de controle
transístor bipolar de porta isolada (IGBT), da rede elétrica comercial em corrente vetorial (garantidos pelas patentes 95
com funcionamento trifásico contínuo. alternada. O período de tempo durante o P3875, 95 P3879 e 96 P3198), que
Graças às suas características, o UPS é qual será fornecida a energia funcionam em sistemas dedicados de
capaz de fornecer uma alimentação condicionada é definido pelo sistema de processadores de sinal digital (DSP).
confiável e contínua dentro de limites baterias. O inversor e os outros conver-

2 Descrição do sistema
Esta especificação descreve o UPS está- elaborados capazes de garantir uma Graças às suas características, o UPS é
tico na configuração de dupla conversão proteção completa para a carga. capaz de fornecer uma alimentação
inteligente, conforme mostrado na confiável e contínua dentro de limites
Figura 1. Os sistemas funcionam por 2.1 O sistema preestabelecidos e sem interrupção,
intermédio de um inversor IGBT baseado mesmo no caso de ausência ou de falha
em microprocessador. O UPS fornece alimentação em corrente da rede elétrica comercial em corrente
A tecnologia de controle vetorial alternada de elevada qualidade para as alternada. A duração da autonomia (por
aumentará o rendimento do inversor. cargas de equipamentos eletrônicos, ex. tempo de alimentação auxiliar), em
Para aumentar a redundância do oferecendo as seguintes vantagens: caso de falha na rede, é determinada
sistema, no UPS foi montado um by-pass pela capacidade da bateria.
• aumento da qualidade de alimen-
estático eletrônico e independente.
tação elétrica
Através da adição de componentes do
• elevada atenuação dos distúrbios
sistema, tais como kits para
RFI
configuração em paralelo, módulos
• compatibilidade total com todos os
centrais de saída, chaves CROSS,
tipos de cargas
dispositivos de interrupção e segurança,
• proteção contra as interrupções da
interruptores de by-pass do sistema,
alimentação
assim como soluções software e de
• gestão inteligente da bateria.
comunicação, é possível obter sistemas

By-pass de manutenção
(apenas de 60 a 500 kVA)

Fusível
Alimentações
de reserva
Interruptor de reserva

Alimentações
Carga
regulares
Interruptor Fusível
Interruptor de saída
Retificador Inversor Interruptor
eletrônico de
Interruptor eletrônico by-pass
da bateria

Fusível da bateria

Interruptor da bateria

Conectividade
Conectividade Fusível da bateria
remota opcional
integrada do (IP; SNMP; J-BUS;
LIFE.net PROFIBUS; etc.)

Sistema da bateria

Figura 1. Bloco separado do sistema 90-NET

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 02
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

2 Descrição do sistema
2.2 1.1 Modelos disponíveis MODELO Potência (kVA) MODELO Potência (kVA)
A gama 90-NET inclui os modelos 90-NET/60 60 90-NET/250 250
seguintes com entrada/saída trifásica: 90-NET/80 80 90-NET/300 300
90-NET/100 100 90-NET/400 400
90-NET/120 120 90-NET/500 500
90-NET/160 160 90-NET/600 600
90-NET/200 200 90-NET/800 800

3 Descrição do dispositivo
O 90-NET é o resultado de um programa 3.3.1 Modalidade Dupla Conversão 3.3.1.4 Recarga
inovador de pesquisa e desenvolvimento
3.3.1.1 Normal Quando a fonte comercial em CA é
destinado a oferecer aos usuários a
O inversor do UPS alimenta de modo restabelecida, mesmo se as baterias
máxima confiabilidade de alimentação
contínuo a carga crítica em corrente estiverem completamente descarre-
com custos extremamente reduzidos.
alternada. O retificador/carregador recebe gadas, o retificador/carregador recomeça
a alimentação da fonte comercial principal a funcionar automaticamente, alimen-
3.1 Componentes
de corrente alternada e converte-a em tando de novo e gradualmente o inversor
Os principais componentes do UPS são: corrente contínua para alimentar o e recarregando as baterias. Esta é uma
inversor, fornecendo ao mesmo tempo a função completamente automática e não
• Retificador/carregador de bateria/ interrompe a alimentação à carga crítica.
energia necessária para manter o nível
interruptor eletrônico da bateria
máximo de carga da bateria e para
proporcionar uma condição ideal de 3.3.2 Modalidade interativa digital
• Inversor com IGBT
funcionamento (para mais detalhes, ver o Se a prioridade selecionada for a
parágrafo 5.11 “Gestão da bateria”). O modalidade interativa digital, a tecnologia
• Processador de sinais digitais (DSP)
inversor converte a corrente contínua em de dupla conversão inteligente permite ao
corrente alternada limpa e estabilizada, 90-NET monitorar continuamente as
• Chave estática eletrônica e
que é fornecida à carga crítica através da condições da alimentação na entrada,
alimentação de reserva
chave estática. A chave estática exerce a incluindo a sua percentagem de falhas,
função de monitorar e garantir que o para proporcionar a máxima confiabilidade
• Interruptor manual de by-pass para
inversor acompanhe a frequência da rede para as cargas críticas. Com base na
manutenção
de reserva. Isso significa que para análise realizada, o sistema decide se
qualquer transferência automática para a alimenta a carga através da linha direta ou
• Armários para as baterias
rede de reserva (determinada por uma através da linha condicionada.
sobrecarga, etc.), as frequências do Este modo de funcionamento, que
3.2 Controle e diagnóstico por
inversor e da reserva estarão permite uma economia significativa de
microprocessador
sincronizadas e a alimentação para a carga energia por incrementar a eficiência CA/CC
O funcionamento e o controle do UPS crítica poderá ser feita sem interrupções. global do UPS (ver o parágrafo 11.6),
são realizados utilizando uma lógica 3.3.1.2 Sobrecarga destina-se em primeiro lugar a aplicações
controlada por microprocessador. As ICT de alcance geral. Todavia, ele não
indicações, as medições e os alarmes, No caso de sobrecarga do inversor, parada
proporciona a mesma qualidade de
juntamente com a autonomia da bateria, voluntária ou falha, a chave estática
alimentação elétrica na saída do UPS se
são mostrados num display de cristais transfere automaticamente a carga crítica
comparado com a modalidade dupla
líquidos (LCD) iluminado de quarenta para a rede de reserva, sem nenhuma
conversão. Portanto, é preciso verificar se
caracteres. As operações de arranque, interrupção.
este modo de funcionamento é apropriado
parada e transferência manual da carga 3.3.1.3 Emergência para aplicações especiais. A modalidade
para e desde o by-pass, são exibidas interativa digital não está disponível para
claramente no display LCD através de Se a rede comercial em CA estiver
sistemas paralelos.
sequências indicadas passo a passo. ausente ou falha (ver as tabelas 11 e 12
para os valores de tolerância), o inversor
3.3.2.1 Normal
3.3 Modos de funcionamento com alimentará a carga crítica sem necessitar
Dupla Conversão Inteligente de comutação, tomando a alimentação A modalidade de funcionamento normal
desde a bateria associada. A alimentação depende da qualidade da rede de
O 90-NET adota a tecnologia de dupla à carga crítica também é garantida, sem alimentação no passado recente. Se
conversão inteligente que permite ao interrupção, quando a rede comercial em neste período de tempo, a qualidade da
UPS funcionar na modalidade dupla CA estiver ausente, fora dos intervalos linha ficar dentro de parâmetros de
conversão ou interativa digital de acordo de tolerância admitidos ou quando for tolerância admitidos, a linha direta
com a prioridade selecionada. O UPS restabelecida. Quando o UPS é fornecerá uma alimentação contínua
funciona da seguinte maneira: alimentado pelas baterias, uma para a carga crítica em corrente alternada
sinalização específica irá indicar a através da chave estática. O inversor
autonomia restante atual e a duração da IGBT permanecerá no estado de
ausência da rede. funcionamento constante, sincronizado
com a linha direta.

03 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

3 Descrição do dispositivo
Isto garante que a carga possa ser 3.3.2.4 Retorno às condições normais 3.4.1 Controle vetorial
transferida à linha condicionada sem
nenhuma interrupção na sua alimentação Quando a rede principal de alimentação Para garantir um processamento rápido e
se a linha selecionada sair dos níveis de entra novamente nos limites admitidos, o flexível de medição dos dados, no DSP
tolerância admitidos na entrada. 90-NET continua a alimentar a carga foram implementados algoritmos
Se a percentagem de falhas da linha através da linha condicionada durante um aritméticos especiais que, como
direta exceder os parâmetros admitidos, período que depende da percentagem de resultado, criam rapidamente variáveis
o 90-NET passa a alimentar a carga a falhas na linha direta (a linha condicionada controladas. Isto torna possível o
partir da linha condicionada. O recebe a energia da rede e não da controle em tempo real dos
carregador de baterias alimenta a energia bateria). Assim que a linha direta se componentes eletrônicos do inversor
necessária para manter o seu nível de estabiliza, o 90-NET volta a funcionar no originando óbvias vantagens relativas ao
carga ao máximo. modo normal. O carregador começa a desempenho dos componentes de
recarregar a bateria automaticamente, alimentação. Estas vantagens serão:
3.3.2.2 Parada ou sobrecarga no garantindo assim a máxima autonomia no
• Melhoria do comportamento em
inversor mais breve tempo possível.
caso de curto-circuito, visto que cada
fase pode ser controlada mais
Em caso de parada do inversor, voluntária 3.3.3 Interruptor de by-pass de
rapidamente.
ou provocada por uma sobrecarga, a carga manutenção
• Sincronização ou precisão do ângulo
não será transferida à linha condicionada,
de fase entre a saída do UPS e a rede
continuando a ser alimentada pela linha O UPS está equipado com um interruptor
de reserva mesmo no caso de a
direta. Os valores de tensão e de de by-pass interno de manutenção,
tensão da rede estar fora das
frequência da rede devem encontrar-se possibilitando desligar o UPS para as
tolerâncias.
dentro dos limites de tolerância eventuais operações de manutenção ou
• Alta flexibilidade no funcionamento
especificados. reparo (apenas para os modelos de 60 a
em paralelo, visto que os blocos
Se uma sobrecarga tiver uma duração 500 kVA) e permite transferir a carga para
paralelos podem ser colocados em
maior do que a capacidade máxima a rede de by-pass, sem interrupção da
locais diferentes.
especificada, a carga será transferida para alimentação para a carga crítica (para os
a linha condicionada, que irá alimentá-la modelos de 600 e 800 kVA, o interruptor Vários algoritmos incluídos na
durante um determinado período de de by-pass manual não está presente, microprogramação de Controle Vetorial,
tempo que depende do nível de mas pode ser colocado externamente na são garantidos por patentes adquiridas
sobrecarga. distribuição. pela Chloride (95 P3875, 95 P3879 e 96
Se ocorrer uma sobrecarga ou se a Este by-pass externo está equipado com P3198).
alimentação principal estiver inadequada, um contato auxiliar colocado à distância
o 90-NET transfere a carga desde a linha do UPS mediante a apropriada entrada 3.4.2 Redundância e monitoramento
direta para a linha condicionada (se o 90- do sinal). O isolamento do by-pass deve preventivo
NET funcionar desde a linha direta), e o ser completo: todos os componentes,
Para garantir a máxima confiabilidade do
inversor continua a alimentar a carga tais como fusíveis, módulos de potência,
sistema, a unidade de controle monitora
crítica por um período que depende do etc., devem ser isolados.
um elevado número de parâmetros
grau de sobrecarga e das características
operacionais do retificador, do inversor e
do UPS. Alarmes visuais e sonoros irão 3.3.4 Funcionamento sem bateria
da bateria. Todos os parâmetros
avisar o usuário acerca do problema.
essenciais de funcionamento, tais como
Se for necessário remover a bateria por
os valores de temperatura, a frequência
3.3.2.3 Emergência (provocada por eventuais operações de manutenção, ela
e a estabilidade de tensão na saída do
ausência de alimentação principal ou deve ser desligada do retifica-
sistema, os parâmetros de carga e os
variação nos limites de tolerância) dor/carregador por intermédio de um
valores internos do sistema são
interruptor situado no armário do UPS. O
constantemente monitorados e
Se o 90-NET estiver alimentando a carga UPS continuará funcionando segundo os
controlados para detectar anomalias a
através da linha direta e a rede principal critérios de rendimento especificados, a
qualquer momento. O sistema reage
sair dos intervalos de tolerância não ser para o período de stand-by. Em
automaticamente antes que ocorra uma
admitidos (reguláveis através de alguns casos, o rendimento da sobrecarga
situação crítica no UPS ou na carga, para
software de ± 2% a +10% -8%), a carga desde a linha condicionada pode ser
garantir a alimentação da carga mesmo
será transferida da linha direta à linha afetado, dependendo do nível atual de
em condições difíceis.
condicionada. A carga é alimentada pela tensão de entrada.
alimentação principal através do 3.4.3 Telediagnóstico e monitoramento
retificador e o inversor (considerando 3.4 Controle e diagnóstico remoto
que as alimentações de entrada fiquem
dentro dos limites de tolerância definidos O controle dos módulos eletrônicos de Em todos os modos de funcionamento
nas tabelas 11 e 12). Se as alimentações alimentação é otimizado para proporcionar: acima descritos, o UPS pode ser
de entrada forem inferiores ao limite monitorado e controlado à distância, como
mais baixo, pode-se utilizar as baterias • uma alimentação trifásica ideal por exemplo, por um centro de
para alimentar a carga através do para a carga assistência, para manter a confiabilidade
inversor. O usuário é avisado que a • cargas da bateria controladas do sistema aos níveis nominais. Mesmo
bateria encontra-se em fase de descarga • efeitos de fase mínimos na rede de durante uma parada completa do UPS, as
por alarmes visuais e sonoros, e a alimentação. informações relacionadas com os seus
autonomia restante é indicada no display parâmetros operacionais são armazenadas
LCD. Durante esta fase, é possível Através da utilização de processadores de em memórias RAM não voláteis, capazes
aumentar a autonomia restante sinais digitais (DSP), o 90-NET pode de armazenar informações relativas a até
desligando as cargas não essenciais. contar com a mais avançada tecnologia de 10 anos de funcionamento.
controle digital.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 04
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

4 Requisitos gerais
4.1 Normas aplicadas 4.4 Neutro/ligação à terra
• CEI EN 62040-3 Requisitos de funcio-
A Chloride aplica um Sistema de Gestão namento. O neutro de saída do 90-NET é isolado
de Qualidade de acordo com a norma BS • Sobretensão suportada EN61000- eletricamente da estrutura do UPS, com
EN ISO 9001-2000 em termos de dese- 4-5, nível 3 exceção dos filtros RFI. As ligações de
nho, fabricação, vendas, instalação, ma- neutro de entrada e de saída são as
nutenção e serviço para os sistemas de 4.2 Segurança mesmas, ou seja, estão firmemente
alimentação ininterrupta. A Política interligadas. Portanto, em qualquer
ambiental da Chloride e os seus Siste- Relativamente aos requisitos gerais e de modo de funcionamento, o UPS não
mas de gestão estão em conformidade segurança, o UPS está em conformidade modifica o estado do neutro a montante,
com a norma EN ISO 14 001, sendo que com a norma IEC-EN 50091-1-2 que sendo que o estado do neutro da
a Chloride é autorizada a executar uma regulamenta o uso em locais de acesso distribuição a jusante desde o UPS é
política de melhoria contínua limitado. determinado pela alimentação principal.
relativamente aos processos de produ- O 90-NET deve ser usado em instalações
ção e à redução da poluição. 4.3 Eliminação das interferências com cabo de neutro ligado à terra; para
eletromagnéticas e de sobretensão mais detalhes, contatar o Suporte
O 90-NET possui a marca CE de confor- Técnico da Chloride.
midade com as Diretivas 2006/95 ( Os efeitos eletromagnéticos (de origem
substituindo o 73/23/EC e emendas interna ou externa) são reduzidos ao 4.5 Materiais
seguintes), 86/336, 92/31e 93/68, mínimo para garantir que os sistemas de
respeitantes à Segurança e à computadores e as outras cargas Todos os materiais e partes que
Compatibilidade eletromagnética (EMC). eletrônicas similares não sejam alteradas compõem o UPS são novos e de
A série 90-NET foi projetada e fabricada de modo a não afetar o UPS. O UPS é produção atual.
conforme as seguintes normas desenhado de acordo com os requisitos
internacionais: da norma EN 50091-2. Os fabricantes e
clientes parceiros estão em acordo para
• IEC-EN 62040-1-2 Requisitos gerais e garantir os requisitos essenciais de
de segurança proteção de compatibilidade eletromag-
• EN 50091-2 Requisitos de compatibi- nética para a específica instalação
lidade eletromagnética (EMC) resultante (prestando muita atenção na
eliminação de picos de tensão).

5 Conversor CA/CC
5.1 Aspectos gerais/entrada 5.2 Regulagem da tensão, regulado automaticamente em função da
compensação em função da temperatura ambiente. O retificador é
A corrente alternada trifásica da rede temperatura capaz de alimentar o inversor em
comercial é convertida em corrente corrente CC com potência nominal,
contínua estabilizada por um retificador A tensão de saída do retificador pode mesmo se a tensão de entrada estiver
disponível nas versões com 6 e 12 im- variar dentro de limites bastante inferior aos valores de tolerância de
pulsos. Para o 90-NET com potência estreitos. Para garantir uma carga tensão nominal especificados. Esta
superior a 200 kVA, está disponível um perfeita da bateria, o valor da tensão é ligação é mostrada na Figura 2.
retificador de série de 12 impulsos
(composto por dois retificadores de
tiristores de 6 impulsos que trabalham Tensão de (Tensão Nominal)
com uma diferença de fase de 30°) e entrada em
CA
filtros anti-harmónicas. Para proteger os 100%
componentes de potência no interior do
sistema, cada fase de entrada do 85%
retificador é protegida individualmente 75%
por um fusível de ação rápida.

O retificador/carregador de bateria foi Tempo


projetado para alimentar vários tipos de
baterias: Tensão da
bateria em (Tensão de Carga Tampão)
• chumbo selada CC

• estacionária de chumbo 2,27 Vpc

• de níquel cádmio. 2,0 Vpc

O microprocessador controla e seleciona


T1 T2 Tempo
o método de carregamento mais apro-
priado. Figura 2. Comportamento do retificador durante uma redução da alimentação em CA
comercial

05 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

5 Conversor CA/CC
5.3 Arranque gradual

Assim que a tensão é aplicada na entra-


da, o retificador dá início a um arranque
gradual programável (1-90 segundos).
Este procedimento permite aumentar Corrente
de Atraso de Arranque
gradualmente a corrente recebida da entrada retenção gradual
rede de alimentação. Isto garante que em CA (1-180 seg.) atual
(1-90 seg.)
qualquer gerador de reserva seja
gradualmente introduzido na entrada do
UPS, conforme mostrado na Figura 3.
Para evitar o arranque simultâneo de
diferentes retificadores, é possível
programar um atraso de arranque
dedicado de retenção (1-180 segundos)
para cada unidade.
Além disso, o UPS inclui uma função de Falha na rede Rede de Tempo
‘gerador ligado’ que, quando ativada de alimentação alimentação OK

mediante contato tampão, oferece a


possibilidade de inibir a carga da bateria
para sincronizar o inversor com a
alimentação da linha direta ou transferir a
alimentação para a linha direta. Figura 3. Arranque gradual do retificador

5.4 Modo de Correção do Fator de 5.6 Distorção harmônica total (THD) da um nível constante dentro de limites
Potência tensão na entrada estreitos (método de recarga com fase
única).
O controle do retificador/carregador de A tensão máxima de distorção harmônica
bateria fornece um algoritmo para a total admitida na entrada do retificador 5.8.2 Baterias herméticas de chumbo de
otimização do fator de potência de (desde a utilização ou o gerador), é igual a baixa manutenção ou baterias de níquel
entrada. 15% (o funcionamento normal é garantido cádmio
Assim que as baterias estiverem até a 8%). A corrente máxima de
completamente carregadas, o algoritmo distorção harmônica total na alimentação A carga é feita com tensão maior e com
de gestão coloca as baterias na condição da rede é de 30%, mas reduz-se a 5% corrente constante. Se a corrente de
de stand-by (ver o parágrafo 5.11 “Gestão para as unidades com potência superior a carga descer abaixo do limite inferior, o
da bateria”). Nesta condição, o retificador 200 kVA que possuem de série retificador regressa automaticamente ao
introduz-se no modo PFC (Power-Factor retificadores de 12 impulsos e filtros. nível de tensão de carga (método de
Control - Controle do Fator de Potência). recarga com duas fases).
Neste modo de funcionamento, é capaz 5.7 Funcionamento com gerador a
de efetuar uma maximização dinâmica em diesel 5.9 Proteção contra sobretensão
tempo real do fator de potência de
entrada, compensando as flutuações de Para obter a distorção harmônica total O retificador/carregador de bateria
utilização da alimentação principal. solicitada na tensão de entrada, a desliga-se automaticamente se a tensão
O PFC torna possível atingir um valor de coordenação entre o gerador a diesel e o em corrente contínua ultrapassar o valor
PF > 0,92 (>0,9 para a configuração de UPS deve se basear na reatância sub- máximo associado ao próprio estado
doze fases), em condições normais de transitória do gerador, considerando-a operacional.
funcionamento. Isto significa obter uma oposta à sua reatância de curto-circuito.
média temporal com PF > 0,9 para a 5.10 Funcionamento com baterias em
maioria das aplicações típicas. 5.8 Capacidade e características da comum
carga
Exemplo: considerando uma utilização As unidades UPS na configuração em
típica MTBF de 200 horas e um período de O retificador possui uma potência paralelo podem trabalhar com baterias em
10 horas para recarregar completamente a suficiente para alimentar o inversor à comum (um máximo de duas unidades UPS
bateria, o resultado será o seguinte: potência nominal e manter as baterias pode partilhar um bloco de baterias em
completamente carregadas. Após a comum). Neste caso, as baterias são
PF=0,75 10 horas descarga da bateria, o retificador recarregadas em paralelo pelos retificadores
PF=0,92 190 horas alimentará o inversor e recarregará as das duas unidades UPS. A corrente total
PF MÉDIO= (0,75*10+0,92*190)/200 = 0,91 200 horas baterias. Estão disponíveis os seguintes fornecida pelos retificadores é dividida
métodos de carga para os diferentes tipos igualmente, com um desequilíbrio máximo
5.5 Filtragem do ripple residual de baterias: igual ao nível programado dos limites de
corrente da bateria.
A saída do retificador possui uma tensão 5.8.1 Baterias herméticas de chumbo, Todavia, se esta configuração permite
de ripple residual maior do que 2% RMS, sem manutenção otimizar o investimento econômico inicial,
quando no modo PFC. ao mesmo tempo, reduz as vantagens de
A carga é feita com corrente constante confiabilidade que geralmente são ofereci-
até ao nível máximo de tensão de carga. das pelos sistemas de UPS ligados em para-
Portanto, a tensão de recarga é mantida a lelo (ver o capítulo 14 para mais detalhes).

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 06
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

5 Conversor CA/CC
5.11 Gestão da bateria podem ser definidos pelo usuário, por 5.11.4 Tensão de fim de descarga
exemplo: semanais, de duas em duas compensada em função do tempo
Graças ao sistema avançado de gestão semanas ou mensais. O teste é feito
das baterias (ABC), a série 90-NET mediante uma breve descarga das Se o tempo de descarga ultrapassar uma
permite aumentar a durabilidade da baterias para confirmar o bom funciona- hora, a tensão de desligamento aumenta
bateria até a 50%. As principais mento quer dos blocos de baterias, quer automaticamente, conforme mostrado na
características de gestão implementadas dos elementos de ligação. Para eliminar Figura 4 para as baterias VRLA, para evitar
estão descritas a seguir. qualquer possibilidade de diagnóstico que uma carga leve comporte uma
errado, o teste será feito 24 horas após a descarga pesada da bateria.
5.11.1 Parâmetros operacionais última descarga da bateria até à mais
recente. Mesmo no caso de baterias 5.11.5 Corrente de ripple da bateria
Utilizando uma bateria de chumbo completamente defeituosas, o teste é
regulada com válvula, sem manutenção Quando as baterias encontram-se
efetuado sem riscos para o usuário. Os
(VRLA), os parâmetros de funcio- completamente carregadas, o algoritmo
usuários são avisados quando detecta-se
namento por célula são os seguintes: de gestão coloca-as no modo de stand-
uma anomalia na bateria. O teste da
by, desligando-as do retificador. Esta
bateria não provoca nenhuma
• Tensão de fim de descarga (V) 1,65 condição, previne a corrente de ripple de
degradação no que se refere às
• Alarme de parada iminente (V) 1,75 carga e aumenta a vida útil da bateria.
expectativas de duração do sistema de
• Tensão mínima de teste baterias.
da bateria (V) 1,9 5.11.6 Vida restante da bateria
• Tensão nominal (V) 2,0 5.11.3 Carga da bateria compensada O 90-NET utiliza algoritmos sofisticados
• Alarme de bateria em em função da temperatura ambiente para determinar a vida restante da
fase de descarga (V) 2,20 a 20 °C
bateria, baseando-se em condições reais
• Tensão de A tensão de manutenção e o alarme de
de funcionamento, tais como a
manutenção (V) 2,27 a 20 °C bateria em descarga são ajustados
temperatura, os ciclos de carga e
• Alarme de alta tensão (V) 2,4 automaticamente em função da
descarga e a profundidade de descarga.
temperatura no compartimento da
5.11.2 Teste automático da bateria bateria (-0,11% por grau centígrado); isto
permite aumentar notavelmente a vida
As condições de funcionamento das da bateria.
baterias são testadas automaticamente
pela unidade de controle a intervalos que

Tensão por célula

1,80

1,75

1,70

1,65

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Tempo (horas)

Figura 4. Tensão de fim de descarga em função do tempo de descarga

07 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

6 Unidade de controle, inversor com IGBT


6.1 Geração da tensão em corrente quando funcionar como unidade da carga crítica e desliga-o. O UPS ou os
alternada autônoma, é igual a ±0,05%. sistemas UPS que funcionam em
paralelo continuam a alimentar a carga a
O inversor é capaz de transformar a 6.4 Distorção harmônica total partir da rede de reserva, sem nenhuma
corrente contínua do circuito intermédio interrupção, desde que ela esteja dentro
em corrente alternada sinusoidal para a O inversor foi projetado para fornecer a dos limites admitidos.
carga do sistema usuário com base na neutralização e a filtragem de maneira a
modulação da amplitude dos impulsos. O reduzir a distorção harmônica total para 6.9 Simetria da tensão na saída
inversor com IGBT (transístor bipolar com menos de 3% com carga linear. Para uma
porta isolada) é mantido sob controle pelo carga não linear (segundo a definição da O inversor foi projetado para garantir
processador de sinais digitais da unidade norma EN62040-3), a distorção harmônica uma simetria da tensão na saída igual a
de controle, de maneira que a tensão em total mantém-se sempre inferior a 5%. ±1% com cargas equilibradas e ±3%
corrente contínua seja dividida em pacotes com cargas 100% desequilibradas.
de tensão pulsados. Na saída do inversor é 6.5 Dimensionamento do neutro
instalado um transformador. O sinal da 6.10 Ângulo de defasagem
duração modulada dos impulsos passa A seção do condutor de neutro do
através deste transformador e de um filtro inversor é superdimensionada para todas O ângulo de defasagem entre as tensões
passa baixo, sendo convertido em tensão as potências nominais para se adaptar às trifásicas é igual a:
alternada sinusoidal. possíveis combinações de harmônicas
que podem estar presentes no fio do • 120° ± 1° para cargas equilibradas
6.2 Regulação da tensão neutro quando as cargas forem • 120° ± 2° para cargas desequilibradas
monofásicas e não lineares. Para a (0, 0, 100%)
A tensão nas três fases de saída do potência de 60 a 200 kVA, o neutro do
inversor é controlada separadamente inversor é dimensionado a 1,7 em 6.11 Curtos-circuitos
para atingir as seguintes performances: relação à fase e para a potência de 250 a
500 kVA é dimensionado a 1,4. A pedido, A capacidade de curto-circuito do
6.2.1 Estabilidade estática podem ser fornecidos diferentes inversor do 90-NET é superior a 200%
superdimensionamentos. para os primeiros 10 ms,
A tensão de saída do inversor em regime independentemente da configuração do
estático não sofre variações superiores a 6.6 Transformador de potência de curto-circuito. Após os primeiros 10 ms,
±1% em caso de regime estático da saída esta limita a corrente para mais do que
tensão na entrada e de variações da 150% durante 5 segundos, parando em
carga dentro dos limites admitidos. Na saída do inversor encontra-se um seguida.
transformador de isolamento de tipo
6.2.2 Resposta transitória da tensão seco. A classe de isolamento deste 6.12 Adaptação automática da
transformador é H+. O limite de potência nominal do inversor
A tensão transitória do inversor é inferior temperatura para a classe de isolamento
aos limites relativos à Classe 1, quando do material não deve ser excedido O inversor adapta automaticamente a
sujeita à aplicação ou à remoção de quando o inversor trabalha com carga sua potência em função do ambiente e
100% da carga, conforme estabelecido nominal total e dentro dos limites de das temperaturas de funcionamento,
pela norma EN62040-3. temperatura ambiente. conforme mostrado na Figura 5.
Nas condições mais comuns (25 °C), o
6.3 Regulação da frequência 6.7 Sobrecarga 90-NET fornece uma potência de 10%
superior à nominal. Nestas condições, a
A frequência de saída do inversor é O inversor é capaz de suportar uma recarga da bateria é reduzida
controlada para atingir as seguintes sobrecarga da potência nominal igual a proporcionalmente. Por exemplo:
performances: 125% durante 10 minutos e 150% a 40 °C, Idc tot. = 0,75(Idc inv) + 0,25
durante 1 minuto. (Ibat)
6.3.1 Estabilidade estática a 25 °C, Idc tot. = 0,83(Idc inv) + 0,17
6.8 Parada do inversor (Ibat)
A estabilidade em regime estático da
frequência de saída do inversor, quando Na presença de uma avaria interna, a
sincronizada com a rede de reserva, é de unidade de controle desativa o inversor
±0,75%, sendo regulável a ±1,5%,
±2,5%, ±6%.
Potência fornecida
6.3.2 Velocidade de variação da 115
frequência

A velocidade de variação da frequência é 112


de ≤1 Hz por segundo.
110
6.3.3 Controle da frequência

A frequência de saída do inversor é


105
controlada por um oscilador de quartzo,
que pode funcionar como unidade
autônoma ou controlada para o 100 Temperatura
ambiente
funcionamento sincronizado com uma
rede de corrente alternada separada. A 15 25 30 40
precisão de controle da frequência,
Figura 5. Adaptação automática da potência

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 08
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

7 Chave estática
7.1 Informações gerais • A retransferência automática sem para a retransferência automática da
interrupção desde a rede de reserva carga da reserva para o inversor é de
A chave estática é um dispositivo é feita no momento em que o 5 segundos. Se a reserva e o inversor
eletrônico, de alta velocidade, inversor for capaz de sustentar a não estiverem sincronizados, o tempo de
dimensionado para o funcionamento carga. transferência será de 20 milésimos de
contínuo. Cada fase em corrente segundo para prevenir danos à carga
alternada da entrada é protegida por um • A transferência automática sem causados pela ausência de sincro-
fusível extra-rápido para prevenir falhas interrupção da carga do inversor para nização.
sequenciais. a rede de reserva pode ser inibida
pelos seguintes motivos: 7.1.3 Sobrecarga
As seguintes operações de transfe- - tensão da rede de reserva fora dos
rência/retransferência são feitas pela limites de tolerância A chave estática pode aguentar uma
chave estática: - falhas no interruptor eletrônico de by- condição de sobrecarga segundo o
pass. seguinte esquema:
• Transferência automática, sem inter- 125% durante 10 minutos
rupções, para a rede de reserva, 150% durante 1 minuto
• A retransferência automática sem
determinada pelas seguintes condi- 700% durante 600 milésimos de seg.
interrupção pode ser inibida pelos
ções: 1000% durante 100 milésimos de seg.
seguintes motivos:
- sobrecarga na saída do inversor
- comutação manual para a rede de
- tensão em corrente contínua fora 7.1.4 By-pass manual para a
reserva através do interruptor de by-
dos limites de tolerância manutenção
pass de manutenção
- sobre temperatura
- falhas no interruptor de saída atrás do
- falhas no inversor. É possível implementar um by-pass
inversor
manual sem interrupção completa do
- sobrecarga na saída do UPS.
• Para proteger a carga crítica, se o sistema para habilitar as operações de
inversor e a rede de reserva não manutenção a executar no sistema. A
7.1.1 Tensão
estiverem sincronizados no momen- carga continua a ser alimentada pela
to estabelecido para efetuar a trans- A tensão nominal da linha de reserva é rede de reserva. Neste caso, o UPS
ferência, pode-se programar um de 230/400 VRMS. Todas as transfe- deixa de ficar sob tensão porque estará
atraso. Isto previne os possíveis isolado das redes de alimentação.
rências do inversor para a linha de
danos à carga causados por uma Nestas condições, as operações de
reserva serão inibidas se os valores de
inversão involuntária de fase. O valor manutenção no UPS podem ser feitas
tensão estiverem fora do intervalo de
predefinido para este tempo de sem afetar a carga elétrica ligada.
±10% (regulagem predefinida) da tensão
atraso é de 20 ms.
nominal.
• A transferência/retransferência sem
7.1.2 Tempo de transferência
interrupção da carga para a rede de
(dupla conversão)
reserva ou vice-versa também pode
ser feita a partir do painel de O tempo de comutação para a
controle. transferência do inversor à rede de
reserva ou vice-versa é inferior a 0,5 ms
• A transferência/retransferência auto- quando estão sincronizados. O sistema
mática sem interrupção da carga para garante que o inversor esteja estável e
a rede de reserva ou vice-versa é funcionando normalmente, antes de
feita ativando o modo de linha permitir a retransferência da carga de
interativa. volta para o inversor. O tempo de atraso

09 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

8 Interfaces de monitoramento e controle


8.1 Informações gerais mento e o controle total do UPS. O histogramas (um para cada fase de saída).
acesso a todos os menus do LCD é Se o UPS não estiver no modo de
O UPS incorpora dispositivos de possível através dos botões de funcionamento normal, é possível entrar
controle, instrumentos e indicadores navegação situados abaixo do display. na página de resumo de “Avisos e
necessários para permitir ao operador Este grupo de navegação inclui dois Alarmes” diretamente a partir da página
monitorar o estado e o rendimento do botões - “up” e “down” - para rolar o predefinida. Os Avisos e os Alarmes são
sistema, como também tomar todas as menu e dois botões cuja função é identificados por linhas de texto e
medidas apropriadas. Além disso, estão associada ao software: a função códigos. No modo de funcionamento com
disponíveis interfaces que permitem associada a estes dois botões é exibida bateria, o display muda entre o código de
obter um monitoramento e um controle nos cantos inferiores direito e esquerdo aviso e o tempo estimado de alimentação
mais extensos, em adição às funções de do display LCD durante a navegação. auxiliar expresso em minutos.
serviço. O 90-NET apresenta um painel
de controle com display gráfico de Um diagrama do UPS de linha única é Depois de 30 segundos de inatividade (por
cristais líquidos conforme descrito no exibido continuamente na página prede- exemplo, nenhum botão pressionado) o
parágrafo seguinte. finida (para a referência, ver a figura 1). Os display regressa à página predefinida.
blocos funcionais principais e os per-
8.2 Painel de controle cursos de potência do UPS são exibidos O texto exibido pelo display LCD está
utilizando símbolos técnicos universais disponível em Inglês, Italiano, Francês,
O painel de controle do 90-NET inclui um simples, que permitem compreender Alemão, Espanhol, Português, Turco e
display de cristais líquidos retro- instantaneamente o estado geral do UPS. Chinês, sendo selecionável pelo usuário.
iluminado (LCD com 8 linhas x 12 Na mesma página, é exibida constan-
caracteres, que pode exibir diagramas temente a medida em percentagem da
gráficos e símbolos) para o monitora- carga de saída graças ao emprego de três

Display gráfico
LCD

Botões de
navegação: tecla
para a esquerda,
botões para cima e
para baixo, tecla
para a direita

Botão “Inverter Off”


Botão “Inverter (inversor desligado)
On” (inversor
ligado)
LED de “Alarme”

LED de “Sistema
Normal” Botão de “Reset”
(por ex., sinais sonoros
de aviso silenciados e
ON OFF condições de alarme).
Comandos fechados
com chave

LED de “Aviso”
KEYBOARD

8.3 Botões de arranque e parada do O controle incorpora uma característica


inversor de segurança para prevenir operações
Operação de arranque do
intempestivas e ainda permitir uma
Os botões de arranque e parada do inversor
parada rápida, caso ocorrer uma
inversor estão integrados no teclado do condição de emergência. Para parar o
painel de controle e possuem as inversor, o usuário deve pressionar e
seguintes funções predefinidas: Operação de parada do manter pressionado o botão de Parada
inversor durante dois segundos. Um alarme
sonoro é ativado durante este tempo de
espera.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 10
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

8 Interfaces de monitoramento e controle


8.4 Bloqueio do teclado bloqueio estiver regulado na posição Off Nesta condição, se o operador tenta
(desligado), desabilitar qualquer comando executar qualquer uma das operações
O painel de controle possui uma chave na que possa ser digitado através do painel seguintes, no LCD aparecerá a
parte frontal que permite, assim que o de controle. mensagem “COMMANDS DISABLED”
(comandos desabilitados):

Arranque do inversor Parada do inversor Reset da falha

Programação/reset Teste da bateria Programação/reset Teste da autonomia Programação/reset Carga do Boost

Teste PFC Programação/reset entrada de serviço Programação/reset configuração I/O

Chamada manual LIFE Reset chamada atrasada

8.5 LEDs de estado geral

Três indicadores LED tornam possível


obter uma compreensão rápida e geral
do estado do UPS, conforme descrito a
seguir:

LED OK (verde) Funcionamento normal


Quando a luz está acesa (não intermitente), significa que o sistema funciona normalmente e não há
avisos nem alarmes presentes. Durante as falhas da alimentação principal (com todas as outras
condições a níveis nominais), este LED pisca.

LED de aviso (amarelo) Condição(ões) de aviso presente(s)


Esta condição é ativada pela presença de condições anómalas que podem afetar o funcionamento
nominal do UPS. Estas condições não são originadas pelo UPS mas podem ser causadas pelo
ambiente adjacente ou pela instalação elétrica (do lado da alimentação principal e do lado da carga).
É possível ler a descrição do(s) aviso(s) ativado(s) procurando-a nos menus principais do display LCD.

LED de alarme Condição de alarme


(vermelho) Quando a luz está acesa, deve-se de imediato prestar atenção no grau de severidade do alarme,
contatando com urgência o serviço de assistência. É possível ler a descrição do(s) alarme(s) ativado(s)
procurando-a nos menus principais do display LCD.

8.6 Descrição dos menus do display Inversor das fases da corrente de carga. Além
LCD Este menu exibe os alarmes, tensões da disso, é possível verificar o período de
fase do neutro, medições da frequência, tempo total durante o qual a carga foi
Utilizando oportunamente os botões, é temperatura dos dissipadores de calor do alimentada pelo inversor ou pela rede de
possível ver o que segue: inversor e temperatura do ar de reserva, o número de falhas na rede e a
arrefecimento. sua duração total.
Retificador/Carregador e bateria
Este menu exibe o estado do retificador, Rede de reserva A seguir estão indicadas as mensagens
alarmes, tensão, corrente contínua total, Este menu exibe os alarmes, as tensões mais importantes que podem ser
corrente da bateria, respectiva polaridade da fase do neutro e as medições de exibidas pelo LCD gráfico nos vários
e temperatura do compartimento da frequência. menus. A lista completa das mensagens
bateria. Quando o inversor for alimen-
e a descrição dos menus são publicados
tado pela bateria, o módulo indicará o Carga/chave estática
no Manual do Usuário.
tempo de autonomia restante. Quando a Este menu exibe os alarmes, as corren-
carga varia, tem-se uma variação da tes por fase, as medições da frequência,
autonomia restante que será imediata- a percentagem de carga por fase e o
mente exibida. fator de crista Ipk/Irms para cada uma

11 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

8 Interfaces de monitoramento e controle


8.6.1 Página principal

Alarmes/indicações
Sistema em alarme E.P.O. ativa Teste automático
Modo Life Service Não inserir baterias A marcar
Transf. dados ativa Ligação Slave Chamada de rotina
Chamada manual Chamada de emerg. Buffer Life cheio
Chamada reprogramada Erro checksum EPROM Erro EEPROM
Ventilação insuf. Fim ventilação Life Modo colocação em funcionam.
Interrupção comunicação Cu Falha paralelo à reserva Falha Pob

8.6.2 Retificador
Alarmes/indicações
Alarme ativo E.P.O. ativa Carregador desligado
Teste hardware Modo tampão Modo carga
Modo equalização Recarga inibida Teste da bateria
Sincronização retif. Teste autonomia bateria Transf. de rede protegida
Falha no isolamento Interruptor entr. aberto Falha na alim. principal
Sentido cíclico errado Falha controle Sw CC Tensão cont. usuário baixa
Tensão contínua baixa Tensão contínua alta Carga bateria inibida
Teste autonomia Falha CC de retorno Falha controle Hw CC
Falha contr. bloco Sw CC Sobre temp. retif. Retificador no modo PFC

8.6.3 Carregador e bateria

Alarmes/indicações
Alarme ativo E.P.O. ativa Bateria ligada
Bateria desligada Interruptor bat. aberto Funcionamento com bateria
Alarme de temperatura Falha na bateria Fusível bateria queimado
Falha no isolamento Parada iminente Bateria no estado de Stand-By
Falha SCR na bateria
Bateria em fase de descarga

8.6.4 Inversor

Alarmes/indicações
Alarme ativo E.P.O. ativa Inversor em função
Falha no inversor Ligar inversor Desligar inversor
Inversor não funciona Inv. remoto parado Sobre temperatura
Parada iminente Tensão contínua baixa Sobrecarga
Carga excessiva Tensão contínua inversor alta Parada rápida externa
Arranque inversor falhou Sobre temp. dissipadores calor Sobre temp. transformador
Dessaturação Tensão inversor alta Tensão inversor baixa
Erro de frequência inversor Curto-circuito inversor Componente CC na fase 1
Componente CC na fase 2 Componente CC na fase 3 I2t Sobrecarga fase 1
I t Sobrecarga fase 2
2
I t Sobrecarga fase 3
2
Máx. potência fornecida
Temp. avaria no sensor

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 12
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

8 Interfaces de monitoramento e controle


8.6.5 Reserva

Alarmes/indicações
Alarme ativo E.P.O. ativa Reserva válida
Reserva não válida Reserva não disp. Transf. Res. Protegida
Sincr. rede principal inibida Sinaliz. reserva alimentação Protecção backfeed ativa
Sobrecarga Fase 1, 2, 3 não OK Falha na reserva
Falha na reserva Hw Sens. by-pass Falha

8.6.6 Carga

Alarmes/indicações
Alarme ativo E.P.O. ativa Carga na reserva
Carga no inversor Carga no by-pass Carga não alimentada
Falha no isolamento Int. saída sistema aberto Int. by-pass sistema fechado
Interruptor saída aberto Sobrecarga Carga excessiva
Int. by-pass fechado

13 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

8 Interfaces de monitoramento e controle


8.7 Interfaces de conectividade. Para obter mais detalhes 8.7.2 Interface com o computador
sobre as placas de slot de expansão,
8.7.1 Compartimento da placa de slot consultar as Soluções de Conectividade da Os contatos secos estão incorporados
Chloride. Se nenhuma placa estiver conforme solicitado pelos requisitos do
O 90-NET está equipado com dois slots
montada nos slots, as portas DB9 descritas AS/400 da IBM e de outros tipos de
disponíveis para as opções da placa de
nos parágrafos 8.7.3 e 8.7.4 podem ser usa- computadores. Esta interface é ligada
comunicação. Um dos slots está equipado
das para outras aplicações de conectivi- conforme indicado a seguir, mediante
com o slot para modem do LIFE.net
dade. uma tomada D de 9 pinos:
montado de série (removível pelo usuário).
O outro slot está disponível para as opções

Pino Sinal Explicação


1 BY-PASS ATIVO (NC) Modo de By-pass: o contato entre os pinos 1 e 5 está aberto
2 BATERIA BAIXA (NC) Imediatamente antes do fim da descarga (no modo com bateria): o contato entre
os pinos 2 e 5 está aberto
3 ALARME DE RESUMO (NC) Falha no UPS, o contato entre os pinos 3 e 5 está aberto
4 FALHA CA (NC) Falha na rede principal: o contato entre os pinos 4 e 5 está aberto
5 INTER. COMUM Ligação comum para todos os contatos tampão
6 BY-PASS ATIVO (NO) Modo de By-pass: o contato entre os pinos 6 e 5 está fechado
7 BATERIA BAIXA (NO) Imediatamente antes do fim da descarga (no modo com bateria): o contato entre
os pinos 7 e 5 está fechado
8 ALARME DE RESUMO (NO) Falha no UPS: o contato entre os pinos 8 e 5 está fechado
9 FALHA CA (NO) Falha na rede principal: o contato entre os pinos 9 e 5 está fechado.

Os contatos tampão são dimensionados a 24 V, 1 A.

8.7.3 Porta de serviço simultaneamente com o compartimento LIFE.net. Se este slot para modem for
de slot correspondente, conforme des- removido, esta porta pode ser usada
O 90-NET está equipado com um crito no parágrafo 8.7.1. para outras aplicações de conectividade.
conector do tipo D de 9 pinos para a Para a saída dos pinos do conector,
comunicação série RS232C. Para a saída 8.7.4 Porta série do LIFE.net consultar o manual de instalação.
dos pinos do conector, consultar o
manual de instalação. O 90-NET está equipado de série com
Esta porta RS232 não pode ser usada um slot para modem para a ligação do

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 14
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

8 Interfaces de monitoramento e controle

8.8 Sinalizações e sinais de controle e/ou a aplicação PPVIS para um amplo A seguir, indicamos uma lista das
disponíveis conjunto de funções. A Parada de emer- funções mais importantes; a lista
gência (Emergency Power Off - EPO), é completa encontra-se publicada no
O UPS pode gerir até 12 sinais de programada de série: este comando Manual do Usuário:
controle de Entrada/Saída (8 entradas, 4 desliga eletronicamente o retificador, o
saídas), programáveis através do display inversor e o interruptor de by-pass.

Ventoinha (On-Off) no compartimento da bateria Monitoramento do fusível da bateria


Compartimento da bateria sobre-aquecido Microinterruptor das portas do UPS
Proteção Backfeed Gerador ligado
Presença de hidrogénio Parada remota do inversor
Interruptor SBS de by-pass fechado Ventilação insuficiente
Interruptor SBS de saída aberto

8.9 LIFE.net LIFE da CHLORIDE é feita através do O centro de assistência faz uma análise
modem integrado respeitando os cuidadosa dos dados históricos e emite
Para aumentar a confiabilidade total do seguintes intervalos: um relatório detalhado a enviar ao
sistema, o 90-NET será entregue com o cliente, para informá-lo sobre o estado
kit de comunicação LIFE.net, que • de ROTINA: programável a intervalos de funcionamento do UPS e prevenir
permite a ligação ao serviço de de cinco minutos até dois dias potenciais situações críticas.
monitoramento LIFE.net da Chloride. (falha, uma vez por dia) O centro LIFE.net torna possível ativar a
O LIFE.net permite o diagnóstico opção do sistema de envio de SMS do
remoto do UPS através de linhas • de EMERGÊNCIA: quando se verificar LIFE, em que o cliente pode receber a
telefônicas ou ligação GSM, para garantir qualquer falha ou quando os notificação via SMS e que ativa-se caso
a máxima confiabilidade do UPS durante parâmetros saírem dos intervalos de ocorrer uma das seguintes condições:
toda a sua vida útil. O monitoramento é tolerância admitidos
feito 24 horas por dia, 365 dias por ano, • Falha na alimentação de rede
graças a uma característica única que • MANUAL: seguindo uma solicitação
permite aos profissionais qualificados do do centro de controle. • Restabelecimento da alimentação de
Serviço de Assistência estarem em rede
contato eletrônico constante com o Durante a chamada, o centro de
serviço de assistência e, consequente- controle: • Falha na linha de reserva
mente, com os UPS’s.
O UPS comunica-se automaticamente • Identifica o UPS ligado. • Carga fornecida pela linha de reserva.
via telefone com o serviço de assistência
a intervalos preestabelecidos para • Solicita os dados armazenados na
fornecer informações detalhadas que memória do UPS, relativos ao
são analisadas e utilizadas na prevenção intervalo de tempo passado desde a
de possíveis problemas a curto prazo. ultima ligação.
Além disso, o UPS pode ser controlado à
distância. • Solicita ao UPS informações em
A transmissão dos dados de comuni- tempo real (selecionável).
cação do UPS ao Centro de Controle

15 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

9 Dados mecânicos
9.1 Armários saída incontrolada do ar, é necessário da camada de pintura é de 60 mícrones.
instalar o armário de maneira a deixar um A cor fornecida como standard é RAL
O UPS está num armário modular de espaço de pelo menos 400 mm entre o 7035 (cinza claro).
dimensões reduzidas, com portas dispositivo e a cobertura da parte
frontais e painéis removíveis (grau de superior. 9.5 Acesso aos subconjuntos
proteção IP 20). O armário é feito com integrados
chapas de aço galvanizado. As portas 9.3 Entrada dos cabos
podem ser trancadas a chave. Todos os subconjuntos internos são
A entrada dos cabos situa-se na parte acessíveis através das portas frontais da
9.2 Ventilação inferior ou no lado do armário. Como unidade fixadas por dobradiças, para a
opção, está disponível a entrada dos realização dos serviços de manutenção
O sistema de ventilação redundante com cabos por cima. de rotina. O acesso à parte traseira não é
ar forçado permite que todos os solicitado para as operações de
componentes funcionem de acordo com 9.4 Design do armário instalação ou de manutenção. É possível
as suas especificações. O fluxo de ar é deslocar o UPS para a frente, com uma
controlado em função das necessidades. Todas as superfícies do armário são empilhadeira, após ter removido os
A entrada do ar situa-se na base e a saída pintadas com resina epóxi aplicada painéis de fundo.
no topo do dispositivo. Para impedir a eletrostaticamente. A espessura mínima

10 Condições ambientais

O UPS é capaz de funcionar correta- 10.1 Temperatura ambiente 10.3 Altitude


mente nas seguintes condições
ambientais. O seu funcionamento não De 0° a 40 °C A altitude máxima sem desclassificação
provoca danos mecânicos ou elétricos, Valor máximo da média diária de tem- é de 1000 metros acima do nível do
nem prejudica as suas características peratura (24 horas) 35 °C mar ou de 1500 metros a 25 °C.
operacionais. Temperatura máxima (8 horas) 40 °C A desclassificação é igual a 1,2% para
cada 100 metros acima de 1000 me-
10.2 Umidade relativa tros.

Até 90% a 20 °C, sem condensação.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 16
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

11 Dados técnicos (de 60 a 200 kVA)

UPS Modelos 60 80 100 120 160 200


11.1 Entrada do retificador

Tensão nominal de entrada (V) 400 trifásica

Tensão de entrada máxima admitida (V) 480

Tolerância na tensão considerando uma flutuação


de 2,27 V por célula (%)(1) ±15

Tensão mín. de entrada sem descarregar as baterias (%)(1)(9) -25

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Tolerância na frequência(10) (%) ±10

Potência máxima de entrada a 400 V, Modo de recarga (kVA) 85 111 139 168 222 278

Fator de potência a 400 V, Modo PFC (±0,02) 0,92

Fator de potência a 400 V, Modo tampão >0,80

Distorção da corrente de entrada à potência máxima de entrada (%) ≤30

Arranque gradual (programável) (segundos) 10 (1-90)

Retificador atrasado (programável) (segundos) 1 (1-180)

Irrupção de corrente / Relação de entrada Imax.(8) ≤1

Eficiência do retificador em metade da carga % 98,9


carga tampão (2): carga total % 98,9

11.2 Saída do retificador


Tensão nominal da bateria com número de células
recomendado (ver o par. 11.8):
carga tampão para VRLA a 20 °C (V) 449
recarga (V)* 475
*Só para baterias úmidas estacionárias de chumbo

Compensação da tensão de tampão em função da


temperatura (medição direta) -0,11% por °C

Corrente de ripple na bateria para uma autonomia de 10 min.


segundo VDE0510, modo de Gestão Avançada da Bateria(3) <0,05C10

Estabilidade da tensão em condições de regime estático


para variações da carga de 100% ou para variações
admitidas dos parâmetros de entrada (%) <1

Ripple de tensão em condições de carga tampão (%) <2

Corrente contínua fornecida ao inversor em carga tampão (A) 115 153 190 229 303 379

Campo de regulagem da corrente de recarga da bateria (A) 5-25 5-25 10-40 10-40 15-65 15-65

Máxima corrente contínua (A) 150 195 245 295 390 490

11.3 Entrada do inversor

Intervalo de tensão contínua (V) 326-540

Corrente contínua em caso de inversor com carga total


(PF 0,8) e tensão mínima em CC (A) 158 210 260 315 417 521

17 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

11 Dados técnicos (de 60 a 200 kVA)

UPS Modelos 60 80 100 120 160 200


11.4 Saída do inversor

Potência nominal aparente com fator de


potência 0,8 em atraso, 40 °C (kVA) (kVA) 60 80 100 120 160 200

Potência nominal ativa (kW) 48 64 80 96 128 160

Corrente nominal de saída (A) 87 116 145 174 232 290

Potência aparente nominal e ativa com PF > 0,8,


em atraso ou em adiantamento, a 40 °C Ver a nota (7)

Sobrecarga a uma tensão nominal de saída e fator de


potência 0,8 durante 10 minutos (%) 125

Sobrecarga a uma tensão nominal de saída e fator


de potência 0,8 durante 1 minuto (%)(6) 150

Capacidade de corrente de curto-circuito durante 5 segundos (10 ms) (%) 150 (200)

Tensão nominal de saída (selecionável) (V) 400 (380/415) trifásica + neutro

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Estabilidade da tensão em regime estático para variações da


tensão contínua de entrada e variações da carga de 0 a 100% (%) ±1

Estabilidade da tensão em regime dinâmico para variações de pulso da


carga nominal de 100% ou variações da corrente contínua de entrada(%) Em conformidade com CEI/EN 62040-3, Classe 1

Estabilidade da tensão em regime estático para cargas


100% desequilibradas (0, 0, 100) (%) ±3

Estabilidade da frequência de saída:


com sincronização com a rede (selecionável) (%) ±0,75 (1,5; 2,5; 6)
com oscilador interno de quartzo (%) ±0,05

Velocidade de variação da frequência (Hz/seg) <1

Distorção da tensão de saída com 100% de carga linear (%) <3

Distorção da tensão de saída em relação a cargas não


lineares conforme à norma CEI/EN 62040-3 (%) <5

Fator de crista da carga sem desclassificação (Ipk/Irms) 3:1

Precisão do ângulo de fase com cargas equilibradas (graus) <±1

Precisão do ângulo de fase com cargas 100%


desequilibradas (graus) <±2

Rendimento CC/CA(2): metade da carga 92,0 92,5 93,0 93,0 93,5 93,5
carga total 93,0 93,0 93,5 93,5 94,0 94,0

Dimensionamento do condutor de neutro ver o Capítulo 6.5

Capacidade de adaptação da tensão de saída a 25°C (%) 110


à temperatura: a 30°C (%) 105
a 40°C (%) 100

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 18
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

11 Dados técnicos (de 60 a 200 kVA)

UPS Modelos 60 80 100 120 160 200


11.5 Chave estática de reserva

Tensão nominal (selecionável) (V) 400 (380/415) trifásica + neutro

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Tolerância na frequência (selecionável) (%) ±0,75 (1,5, 2,5, 6,0)

Tolerância na tensão (%) ±10

Tensão máxima de funcionamento (V) 480/277

Capacidade máx. durante 10 min. (%) 125


de sobrecarga durante 1 min. (%) 150
durante 600 ms (%) 700
durante 100 ms (%) 1000

SCR I2t @ Tvj=130°C; 8,3-10ms (A2s) 80k 80k 80k 80k 320k 320k
ITSM @ Tvj=130°C; 10ms (A) 4k 4k 4k 4k 8k 8k

Fusível Potência (Vca/A) 660/250 660/250 660/250 660/350 660/500 660/500


Pré-fusão I2t (A2s) 4,4k 4,4k 4,4k 10,5k 23,8k 23,8k
I2t @ 400Vca (A2s) 31,5k 31,5k 31,5k 33,5k 105k 105k

Tempo de transferência quando sincronizados (dupla conversão):


Inversor para a reserva (ms) <0,5
Reserva para o inversor (ms) <0,5

Tempo de comutação sem sincronização (ms) <20

Atraso de retransferência (seg.) <5

11.6 Dados do sistema

Potência máxima de entrada a 400 V, Modo de recarga (kVA) 85 111 139 168 222 278

Dissipação de calor: Modo PFC (kW) 4,2 5,6 6,5 7,8 9,6 12,0
Recarga rápida (kW) 4,4 5,8 6,8 8,1 10,0 12,6
Digital interativo (kW) 1,5 2 2,5 3 4 5

Rendimento CA/CA(2): Dupla conversão com metade da carga(%) 91,0 91,5 92,0 92,0 92,5 92,5
Dupla conversão com carga total (%) 92,0 92,0 92,5 92,5 93,0 93,0
Digital interativo (%) 97 97 97 97 97 97

Nível de ruído a 1 metro segundo ISO 3746 (dBA ± 2dBA) 62 62 62 64 65 65

Grau de proteção com as portas abertas IP20

Dimensões: altura (mm) 1780


largura (mm) 820 820 1020 1020 1420 1420
profundidade (mm)(4) 858
Número de armários 1

Cor (escala RAL) estrutura 7035


painel de fundo 7035

Peso (líquido ±2%) (kg) 595 595 615 700 1050 1050
Área ocupada (m )
2
0,70 0,70 0,87 0,87 1,22 1,22
Carga no solo (kg/m2) 850 850 707 804 860 860
Entrada dos cabos Por baixo/pelo lado
Acesso Frontal
Arrefecimento Ventilação forçada

19 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

11 Dados técnicos (de 60 a 200 kVA)

UPS Modelos 60 80 100 120 160 200

Segurança do UPS marca CE, IEC/EN 62040-1-2

EMC EN 50091-2

Sobretensão suportada IEC/EN 61000-4-5, nível 3

Rendimentos e Teste IEC/EN 62040-3

Classificação do UPS (de acordo com IEC/EN 62040-3) VFI - SS - 111

11.7 Condições ambientais

Temperatura: Armazenamento (°C) -25/70


Funcionamento (°C) 0-40
máximo da média diária (24 horas) (°C) 35
temperatura máxima (8 horas) (°C) 40

Umidade relativa máxima a 20 °C (sem condensação) (%) até a 90

Altitude máx. sem desclassificação (m) 1000


(-1,2% Pnom para cada 100 m acima de 1000 m)

11.8 Bateria

Temperatura ideal para as baterias (°C) 15-25

Potência fornecida (kW) 52 69 86 103 136 170

Nº recomendado de células: VRLA(5) 198


úmida 198
níquel/cádmio 310

Tensão de fim de descarga (V) 326

Corrente no fim da tensão de descarga (A) 158 210 262 315 417 521

Campo de regulagem da corrente de recarga da bateria (A) 5-25 5-25 10-40 10-40 15-65 15-65

(1) a 192 células e Potência nominal de saída;


(2) para os valores de tolerância ver a norma CEI/EN 60146-1-1 ou DIN VDE 0558;
(3) válido apenas para o modo PFC;
(4) incluindo a alavanca frontal; sem alavanca frontal 830 mm;
(5) número de células admitido = (192-204);
(6) somente com bateria ligada.
(7) As unidades com potência de 60, 80 e 120 kVA podem alimentar cargas com PF de até 0,8, em adiantamento ou em atraso, com potência nominal de saída
completa. Para as mesmas potências, as cargas com PF de até 0,9, em adiantamento ou em atraso, podem ser alimentadas com potência nominal de saída
completa limitando o valor máximo da corrente de recarga da bateria. Contatar o Suporte Técnico da Chloride para obter mais informações. Para 100, 160 e 200
kVA, para cargas com PF > 0,8 ou em adiantamento, contatar o suporte técnico da Chloride
(8) A entrada Imáx. pode ser deduzida do valor da potência máxima de entrada a 400 V, modo de recarga.
(9) Sem descarga da bateria significa 2 V / célula
(10) Com tensão nominal de entrada e bateria ligada

Nota:
os dados mostrados são padrão e não podem ser definidos de outra maneira; além disso, os dados referem-se a uma temperatura ambiente de 25 °C e a um
PF= 1 onde não especificado de modo diferente.
Os dados externos mostrados não aplicam-se todos simultaneamente e, portanto, podem ser mudados sem aviso prévio.

Os dados aplicam-se na versão de 6 impulsos se não for especificado de modo diferente. Para a versão de 12 impulsos, ver o capítulo 13. Se as opções descritas
no capítulo 13 foram adicionadas, os dados mostrados na tabela 11 irão variar.
Para as condições de teste e os valores de tolerância não especificados, consultar o “Relatório de Resultados do Teste“.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 20
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

12 Dados técnicos (de 250 a 800 kVA)

UPS Modelos 250 300 400 500 600 800


12.1 Entrada do retificador

Tensão nominal de entrada (V) 400 trifásica

Tensão de entrada máxima admitida (V) 480

Tolerância na tensão considerando uma flutuação


de 2,27 V por célula (%)(1) +15/-10

Tensão mín. de entrada sem descarregar as baterias (%)(1)(9) -20

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Tolerância na frequência(10) (%) ±10

Potência máxima de entrada a 400 V, Modo de recarga (kVA) 348 418 557 696 835 1113

Fator de potência a 400 V, Modo PFC (±0,02) 0,90

Fator de potência a 400 V, Modo tampão >0,80

Distorção da corrente de entrada à potência máxima de entrada (%) ≤5

Arranque em rampa (programável) (segundos) 10 (1-90)

Retificador atrasado (programável) (segundos) 1 (1-180)

Irrupção de corrente / Relação de entrada Imax.(8) ≤4

Eficiência do retificador em metade da carga % 97,9


carga tampão (2): carga total % 97,9

12.2 Saída do retificador


Tensão nominal da bateria com número de células
recomendado (ver o par. 12.8):
carga tampão para VRLA a 20 °C (V) 545
recarga (V)* 576
*Só para baterias úmidas estacionárias de chumbo

Compensação da tensão de tampão em função da


temperatura (medição direta) -0,11% por °C

Corrente de ripple na bateria para uma autonomia de 10 min.


segundo VDE0510, modo de Gestão Avançada da Bateria(3) <0,05C10

Estabilidade da tensão em condições de regime estático


para variações da carga de 100% ou para variações
admitidas dos parâmetros de entrada (%) <1

Ripple de tensão em condições de carga tampão (%) <2

Corrente contínua fornecida ao inversor em carga tampão (A) 390 466 621 777 932 1243

Campo de regulação da corrente de recarga da bateria (A) 15-80 15-80 20-110 25-135 25-160 30-210

Máxima corrente contínua (A) 500 600 800 1000 1200 1600

12.3 Entrada do inversor

Intervalo de tensão contínua (V) 396-600

Corrente contínua em caso de inversor com carga total


(PF 0,8) e tensão mínima em CC (A) 537 641 855 1069 1283 1710

21 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

12 Dados técnicos (de 250 a 800 kVA)

UPS Modelos 250 300 400 500 600 800


12.4 Saída do inversor

Potência nominal aparente com fator de potência


de 0,8, em atraso (kVA) 250 300 400 500 600 800

Potência Nominal Ativa (kW) 200 240 320 400 480 640

Corrente Nominal de Saída (A) 362 435 580 725 870 1159

Potência aparente nominal e ativa com PF > 0,8,


em atraso ou em adiantamento, a 40 °C Ver a nota (7)

Sobrecarga a uma tensão nominal de saída e fator de


potência 0,8 durante 10 minutos (%) 125

Sobrecarga a uma tensão nominal de saída e fator


de potência 0,8 durante 1 minuto (%)(6) 150

Capacidade de corrente de curto-circuito durante 5 segundos (10 ms) (%) 150 (200)

Tensão nominal de saída (selecionável) (V) 400 (380/415) trifásica + neutro

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Estabilidade da tensão em regime estático para variações


da tensão contínua de entrada e variações da carga de 0 a 100% (%) ±1

Estabilidade da tensão em regime dinâmico para


variações de passo da carga nominal de 100% ou variações
da corrente contínua de entrada (%) Em conformidade com CEI/EN 62040-3, Classe 1

Estabilidade da tensão em regime estático para cargas


100% desequilibradas (0, 0, 100) (%) ±3

Estabilidade da frequência de saída:


com sincronização com a rede (selecionável) (%) ±0,75 (1,5; 2,5; 6)
com oscilador interno de quartzo (%) ±0,05

Velocidade de variação da frequência (Hz/seg.) <1

Distorção da tensão de saída com 100% de carga linear (%) <3

Distorção da tensão de saída em relação a cargas não


lineares conforme à norma CEI/EN 62040-3 (%) <5

Fator de crista da carga sem desclassificação (Ipk/Irms) 3:1

Precisão do ângulo de fase com cargas equilibradas (graus) <±1

Precisão do ângulo de fase com cargas 100%


desequilibradas (graus) <±2

Rendimento CC/CA(2): metade da carga 93,5 94,0 94,0 94,0 94,0 94,0
carga total 94,0 94,5 94,5 94,5 94,5 94,5

Dimensionamento do condutor de neutro ver o Capítulo 6.5

Capacidade de adaptação potência de saída à temperatura:


a 25°C (%) 110
a 30°C (%) 105
a 40°C (%) 100

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 22
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

12 Dados técnicos (de 250 a 800 kVA)

UPS Modelos 250 300 400 500 600 800


12.5 Chave estática de reserva
Tensão nominal (selecionável) (V) 400 (380/415) trifásica + neutro

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Tolerância na frequência (selecionável) (%) ±0,75 (1,5, 2,5, 6,0)

Tolerância na tensão (%) ±10

Tensão máxima de funcionamento (V) 480/277

Capacidade máx. de sobrecarga durante 10 min. (%) 125


durante 1 min. (%) 150
durante 600 ms (%) 700
durante 100 ms (%) 1000

SCR I2t @ Tvj=130°C; 8,3-10ms (A2s) 320k 320k 1125k 1125k 4500k 4500k
ITSM @ Tvj=130°C; 10ms (A) 8k 8k 15k 15k 30k 30k

Fusível Potência (Vca/A) 660/500 660/500 660/1000 660/1000 660/1000 x2 660/1600 x2


Pré-fusão I2t (A2s) 37k 37k 180k 170k 680k 680k
I2t @ 400Vca (A2s) 115k 115k 520k 520k 2080k 2080k

Tempo de transferência quando sincronizados


(dupla conversão): Inversor para a reserva (ms) <0,5
Reserva para o inversor (ms) <0,5

Tempo de comutação sem sincronização (ms) <20

Atraso de retransferência (seg.) 5

12.6 Dados do sistema

Potência máxima de entrada a 400 V, Modo de recarga (kVA) 348 418 557 696 835 1113

Dissipação de calor: Modo PFC (kW) 17,3 19,4 25,9 32,4 38,8 51,8
Modo tampão (kW) 41,7 55,7
Recarga rápida (kW) 18,6 21,0 28,0 35,0 42,0 56,0
Digital interativo (kW) 6,2 7,4 9,9 12,3 14,8 19,7

Rendimento CA/CA(2): Dupla conversão com metade da carga (%) 91,5 92,0 92,0 92,0 92,0 92,0
Dupla conversão com carga total (%) 92,0 92,5 92,5 92,5 92,5 92,5
Digital interativo (%) 97,0

Nível de ruído a 1 metro segundo ISO 3746 (dBA ± 2dBA) 68 68 70 72 76 76

Grau de proteção com as portas abertas IP20

Dimensões: altura (mm) 1780 1780 1780 1780 1780 1780


largura (mm) 1620 1620 1620 2020 3270 3270
profundidade (mm)(4) 858 858 858 858 858 858
Número de armários 1 1 1 1 2 2

Cor (escala RAL) estrutura 7035


painel de fundo 7035

Peso (líquido ±2%) (kg) 1860 1860 2095 2495 4050 4050
Área ocupada (m )
2
1,39 1,39 1,39 1,73 2,80 2,80
Carga no solo (kg/m ) 2
1338 1338 1507 1442 1446 1446
Entrada dos cabos Por baixo/pelo lado
Acesso Frontal
Arrefecimento Ventilação forçada

23 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

12 Dados técnicos (de 250 a 800 kVA)

UPS Modelos 250 300 400 500 6000 800

Segurança do UPS marca CE, IEC/EN 62040-1-2

EMC EN 50091-2

Sobretensão suportada IEC/EN 61000-4-5, nível 3

Rendimentos e Teste IEC/EN 62040-3

Classificação do UPS (de acordo com IEC/EN 62040-3) VFI - SS - 111

12.7 Condições ambientais

Temperatura: Armazenamento (°C) -25/70


Funcionamento (°C) 0-40
máximo da média diária (24 horas) (°C) 35
temperatura máxima (8 horas) (°C) 40

Umidade relativa máxima a 20 °C (sem condensação) (%) até a 90

Altitude máx. sem desclassificação (m) 1000


(-1,2% Pnom para cada 100 m acima de 1000 m)

12.8 Bateria

Temperatura ideal para as baterias (°C) 15-25

Potência fornecida (kW) 213 254 339 423 508 677

Nº recomendado de células: VRLA(5) 240


úmida 240
níquel/cádmio 375

Tensão de fim de descarga (V) 396

Corrente no fim da tensão de descarga (A) 538 645 855 1069 1283 1710

Campo de regulagem da corrente de recarga da bateria (A) 15-80 15-80 20-110 25-135 25-160 30-210

(1) com 234 células e potência nominal de saída;


(2) para os valores de tolerância ver a norma CEI/EN 60146-1-1 ou DIN VDE 0558;
(3) válido apenas para o modo PFC;
(4) incluindo a alavanca frontal; sem alavanca frontal 830 mm;
(5) número de células admitido = 234-246;
(6) somente com bateria ligada.
(7) Todas as unidades podem alimentar cargas com PF de até 0,8, em adiantamento ou em atraso, com potência nominal de saída completa. Para as mesmas
potências, as cargas com PF de até 0,9, em adiantamento ou em atraso, podem ser alimentadas com potência nominal de saída completa limitando o valor
máximo da corrente de recarga da bateria. Contatar o Suporte Técnico da Chloride para obter mais informações.
(8) A entrada Imáx. pode ser deduzida do valor da potência máxima de entrada a 400 V, modo de recarga.
(9) Sem descarga da bateria significa 2 V / célula
(10) Com tensão nominal de entrada e bateria ligada

Nota:
os dados mostrados são padrão e não podem ser definidos de outra maneira; além disso, os dados referem-se a uma temperatura ambiente de 25 °C e a um
PF= 1 onde não especificado de modo diferente.
Os dados externos mostrados não aplicam-se todos simultaneamente e, portanto, podem ser mudados sem aviso prévio.
Se as opções descritas no capítulo 13 foram adicionadas, os dados mostrados na tabela 12 irão variar. Para as condições de teste e os valores de tolerância não
especificados, consultar o “Relatório de Resultados do Teste“.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 24
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

13 Opções
Onde as opções descritas neste capítulo isolamento do retificador, detectando a aumentando o fator de potência para
forem adicionadas ao UPS, os dados medição quando o interruptor de entrada uma ampla gama de cargas e níveis de
apresentados nas tabelas de dados do retificador está aberto ou o retificador tensão de entrada.
técnicos standard podem variar. Pode ser está desligado.
que algumas opções não estejam 6 impulsos 6 impulsos
disponíveis simultaneamente no mesmo 13.7 Módulos de gestão da bateria + filtro 7%
UPS. (apenas a pedido) 5a harmônica 29 % 4 %
7a harmônica 5% 3 %
13.1 Configurações em paralelo Ligando os módulos de medição aos 11a harmônica 7% 3 %
blocos de bateria, é possível melhorar a 13a harmônica 1% 1 %
Ver o capítulo 14. gestão da bateria com as seguintes 17a harmônica 3% 2 %
vantagens: 19a harmônica 1% 1 %
13.2 Unidade de alarme remota Distorção harmônica
• medição das condições de cada total na entrada 30 % 7%
Está disponível um painel remoto de bloco de bateria através de módulos
alarmes para exibir mensagens de medição separados (BMM). 13.12 Retificador de 12 impulsos com
individuais importantes do UPS. THD < 5% (opcional para 60 – 200 kVA,
A pedido, é possível exibir até quatro • Análise de cada bloco de bateria com de série para 250 kVA)
sistemas UPS. O comprimento do cabo medição dos valores mínimos e Esta versão consiste de dois
de ligação não deve exceder 300 m. máximos da tensão. retificadores de 6 impulsos com um
desvio de fase de 30 graus. Isto diminui
13.3 Disjuntor da bateria externa 13.8 Transformador de isolamento as 5ª, 7ª, 17ª e 19ª harmónicas para obter
uma distorção harmônica total de
Esta opção prevê um disjuntor com um Trata-se de um transformador com aproximadamente 5%. O retificador de
contato auxiliar suplementar para o enrolamento duplo alojado num armário 12 impulsos pode ser alojado dentro do
monitoramento da respectiva posição. O separado. O transformador inclui de série armário do UPS. Se esta opção for
disjuntor é alojado numa caixa montada uma blindagem eletrostática. Esta opção instalada (para a potência de 60 – 200
na parede, tendo sido projetado para os é utilizada para isolar o kVA), o rendimento total em CA/CA é
sistemas de baterias montados em retificador/saída/reserva da rede principal. reduzido de 2,5%, o ruído criado é
suportes externos. Além disso, este A partir do tamanho 250 kVA, a entrada do aumentado de 1 dBA, o fator de potência
disjuntor exerce a função de elemento cabo deve ser por cima; nas versões no modo PFC é reduzido a 0,90±0,02 e o
de segurança para a seção transversal do menores, a entrada é por baixo. Os valor de tolerância da tensão de entrada
cabo de alimentação entre o UPS e o armários do transformador não incluem é igual a -10% com 192 células. A
sistema de baterias remoto. dispositivos de comutação. Esta opção irrupção de corrente de entrada é
pode afetar notavelmente a irrupção de limitada a < 4Imáx. de entrada.
13.4 Proteção backfeed (apenas a corrente na linha de reserva,
pedido) influenciando o dimensionamento dos 12 impulsos
dispositivos de proteção a montante. Para + filtro 5%
Esta opção previne os riscos potenciais obter mais informações, contatar o 5a harmônica 1%
decorrentes de choques elétricos nos Suporte Técnico da Chloride; a pedido, 7a harmônica 1%
terminais em CA de entrada do UPS podem ser fornecidos transformadores de 11a harmônica 4%
causados por falhas no interruptor isolamento opcionais para a irrupção de 13a harmônica 2%
estático SCR da rede de reserva. A corrente inferior. 17a harmônica -
opção inclui um contato que ativa um 19a harmônica -
dispositivo externo isolado de tipo relé 13.9 Entrada do cabo por cima Distorção harmônica total
eletromecânico. O dispositivo externo na entrada 5%
isolado não está incluído na opção. Como Esta opção permite obter a entrada dos
alternativa, é possível incorporar este cabos de alimentação por cima do UPS. 13.13 Módulo de sincronização do bus
dispositivo dentro do armário do UPS. múltiplo (MBSM)
13.10 Filtros anti-pó
13.5 Filtros RFI adicionais (apenas a O kit de sincronização é utilizado para
pedido) A instalação destes filtros permite sincronizar os sistemas UPS para
aumentar o grau de proteção da entrada garantir o funcionamento correto com as
Esta opção é constituída por filtros RFI do ar de IP20 a IP40 para aplicações chaves estáticas CROSS. Para o efeito,
passantes alojados num armário especiais, tais como em ambientes com todos os UPS's devem ser interligados.
separado. Estes permitem reduzir as muita poeira. Esta opção deve ser A caixa MBSM permite obter a
emissões conduzidas até à Classe B instalada no armário do UPS (IP20). comunicação de até seis UPS's. Para
indicada na norma EN50091-2. mais do que seis sistemas UPS podem-
13.11 Filtros anti-harmónicas na entrada se utilizar caixas sequenciais MBSM.
13.6 Alarme de vazamento da bateria para versões de 6 impulsos (apenas a
pedido)
Junto com a opção do transformador de
isolamento do retificador, um alarme de O filtro de distorção harmônica da
vazamento da bateria monitora a corrente de entrada instalado na versão
resistência de isolamento no bus de de sistemas UPS com retificador de 6
corrente contínua. Este torna possível impulsos (disponível apenas para
também monitorar a resistência de potências superiores a 200 kVA), limita a
isolamento quando não está presente o THD para um valor 7% inferior,

25 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

13 Opções
13.14 Armário para baterias vazio 13.17 Quadro de interface com o O ManageUPS, juntamente com o
cliente MopUPS, também permite a parada
Estão disponíveis armários para baterias segura dos sistemas operacionais.
vazios separados que incluem: É possível aumentar o número de
entradas/saídas descritas no parágrafo 13.21 Software de controle e
• Armário 8.8 adicionando um quadro suplementar. monitoramento PPVIS
Estas entradas/saídas podem ser Em adição à capacidade completa de
• Blindagem de proteção utilizadas para monitorar detectores de monitoramento, este potente dispositivo
• Terminais de ligação fumaça, incêndio, inundação, com base de conectividade do software permite o
nas necessidades do usuário. Cada acesso completo aos parâmetros de
As dimensões dos armários disponíveis quadro inclui: configuração do UPS. Todavia, o usuário
são três: deve efetuar uma sessão de treinamento
• Quatro entradas digitais (de contatos específica junto com os Engenheiros de
LarguraProfundidade Altura Peso secos) Serviço da Chloride, antes que seja
(mm) (mm) (mm) (kg) concedido o acesso à aplicação PPVis.
Tipo A 820 858* 1780 220 • Duas saídas com contatos secos
Tipo B 1020 858* 1780 250 (1 A 230 V CA/CC) As imagens de controle mostradas a
Tipo C 1020 1058* 1980 350 seguir oferecem ao usuário as
13.18 Comutador telefônico para o informações essenciais relacionadas
* incluindo a alvanca frontal; sem alvanca LIFE.net com os sistemas UPS ligados:
frontal 830 mm
A instalação deste comutador telefônico
13.15 Armário para opções vazio para o LIFE.net permite ao cliente
empregar uma linha telefônica
Estão disponíveis armários coordenados normalmente utilizada para outras
para aplicações personalizadas, tais finalidades (por ex. fax ou telefone).
como:
13.19 Software de monitoramento e
• Transformadores adequados para a encerramento MopUPS
tensão de entrada/saída
A função principal do software MopUPS
• Quadros de distribuição persona- é a de permitir o encerramento seguro Indicação do estado – análise do fluxo
lizados do sistema operacional se acontecer de alimentação
uma interrupção da alimentação. As • Estado atual dos componentes
• Aplicações personalizadas. outras funções são as seguintes: (UPS)
• Exibição da tensão de saída, da
Os armários para opções estão 1. Comunicações automáticas para performance do UPS e das correntes
disponíveis em quatro tamanhos: eventos; e-mail, SMS, etc. de carga
2. Memorização em arquivos de eventos e • Número de interrupções da
LarguraProfundidadeAltura Peso informações de estado alimentação
(mm) (mm) (mm) (kg) 3. Visualização e monitoramento do UPS • Tensão da célula da bateria
Tipo A 820 858* 1780 180 em tempo real • Duração da alimentação auxiliar
Tipo B 1020 858* 1780 200 4. Parada programada do sistema disponível
Tipo C 1420 858* 1780 250 5. Monitoramento remoto do UPS ligado
Tipo D 1020 1058* 1980 300 ao servidor de rede utilizando o Osciloscópio – medição das condições
protocolo Named Pipes ou TCP/IP. da rede ou da carga
* incluindo a alavanca frontal; sem • Medição com dois vetores das
alavanca frontal 830 mm 13.20 Adaptador ManageUPS curvas das tensões ou correntes na
entrada ou saída.
13.16 Uso como conversor de Esta opção prevê um pacote completo • Condições de ativação definíveis de
frequência (incluindo o adaptador hardware) para maneira flexível, podendo ser
garantir o monitoramento e o controle dos associadas a eventos diferentes,
O 90-NET pode ser programado para o UPS's ligados em rede através de como por exemplo as falhas na rede
uso como conversor de frequência protocolo TCP/IP. O adaptador permite: principal.
(50 Hz entrada – 60 Hz saída ou 60 Hz
entrada – 50 Hz saída), para o tipo de • o monitoramento do UPS a partir de
funcionamento com bloco de baterias NMS mediante SNMP
ligado. Neste modo de funcionamento, • o monitoramento do UPS a partir de
os dados exibidos nas tabelas 11 e 12 PC mediante browser Web
podem variar (por ex. capacidade de • envio de mensagens de correio
sobrecarga na saída). Contatar o Suporte eletrônico quando acontecem
Técnico da Chloride para obter mais determinados eventos.
informações.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 26
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

13 Opções
Display das baterias – Reconhece os 13.22 Protocolo J-Bus superior, tais como Simatic S5, S7,
efeitos parasíticos nas fases iniciais Symadyn D, PC/PG e as unidades de
(opcional para blocos simples) Um kit J-Bus opcional garante a campo. O 90-NET é capaz de transmitir
compatibilidade do 90-NET com o as seguintes informações:
• Pode-se monitorar a medição das protocolo J-Bus na porta RS485.
condições de cada bloco de baterias • Estado das unidades
através de módulos de medição 13.23 Protocolo Profi Bus
separados (BMM). • Informações acerca dos alarmes,
• Clicando no mouse, o usuário pode Instalando uma ligação Profibus-DP, o 90- informações acerca das falhas
analisar cada bloco de baterias NET é ligado aos sistemas automáticos
através da medição dos valores de nível superior. O sistema Profibus–DP • Níveis de tensão na saída do UPS
mínimos e máximos de tensão. permite uma troca de dados cíclica muito
rápida entre os sistemas de nível • Informações acerca dos controles.

Tabela de compatibilidade
LIFE.net MopUPS ManageUPS PPVIS
LIFE.net Não Sim Sim
MopUPS Não Sim Sim*
ManageUPS Sim Sim Sim
PPVIS Sim Sim* Sim
* utilizar a porta do LIFE.net para o MopUPS

14 Configurações em paralelo
A série 90-NET de sistemas de Nas condições normais de paralelo não redundante (coeficiente de
alimentação ininterrupta pode ser ligada funcionamento, a potência fornecida à redundância = 0). Neste caso, todas as
em paralelo para as configurações carga será repartida pelo número de unidades UPS ligadas devem fornecer a
multimodulares entre unidades da unidades UPS ligadas na barra 'bus' potência nominal e, em caso de uma
mesma potência. O número máximo de paralela. Se acontecer uma sobrecarga, sobrecarga ou de uma eventual anomalia
sistemas UPS na configuração em a configuração será capaz de fornecer numa unidade, a carga será transferida
paralelo é oito (sete para sistemas com Pov x N sem transferir a carga para a para a rede de reserva.
chave estática centralizada e para reserva, onde:
sistemas HFC). Pode-se ligar em paralelo um máximo de
A ligação em paralelo de UPS's aumenta Pov = Potência máx. de sobrecarga de oito unidades UPS. Existem três
a confiabilidade e a potência. um UPS métodos de ligação em paralelo
N = Número de unidades UPS em alternativos: paralelo modular, paralelo
Confiabilidade. paralelo centralizado com COC e modo em
Se o sistema solicita mais de uma paralelo HFC.
unidade em configuração redundante, a Se houver um problema numa das
potência de cada UPS não deve ser unidades UPS, a unidade avariada será Características de rendimento.
inferior a Ptot/(N-1) com: desligada da barra 'bus' paralela e a carga As características de rendimento do
Ptot = Potência total de carga será alimentada pelas outras unidades, sistema em paralelo estão relacionadas
N = Número de unidades UPS em sem qualquer interrupção na alimentação. com os sistemas UPS empregados. A
paralelo distribuição da carga é repartida igualmente
1 = Coeficiente mínimo de Potência. entre os vários sistemas UPS.
redundância É possível aumentar a potência do
sistema utilizando uma configuração em

27 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

14 Configurações em paralelo
14.1 Paralelo modular

Os sistemas UPS da série 90-NET são


capazes de funcionar na configuração U. V. W. U1. V1. W1. U. V. W. U1. V1. W1.
paralelo modular. Para o efeito, os UPS 1 UPS 2 UPS n
sistemas UPS com mesma potência
nominal são ligados em paralelo para
formar configurações multimodulares.
A ligação em paralelo aumenta a
confiabilidade e a potência total fornecida,
ou ambas. Supondo que o 90-NET seja
fornecido com a opção do kit paralelo, até
8 unidades UPS de mesma potência
podem funcionar em paralelo para
permitir a adaptação da potência ou o
aumento da redundância. Esta opção
também pode ser acrescentada num
segundo momento. A opção é composta bat. bat.

por um sub-conjunto POB (Parallel


Operation Board - placa de funcionamento
em paralelo) e por linhas exibidas de
dados de 25 pólos, para os módulos UPS
vizinhos. O sistema multimodular é
controlado e monitorado automa-
ticamente através do controle dos
sistemas UPS separados.
A carga é partilhada pelas linhas de
reserva e pelos inversores de cada UPS.
O valor de carga partilhada entre o Carga

sistema paralelo de UPS's (modo “carga


no inversor”), é obtido com uma
tolerância inferior a 5% em relação
a qualquer fração de carga do sistema (0 - Figura 6. Sistemas em paralelo modular (o interruptor de by-pass de manutenção não
100%). está presente nos modelos de 600 e 800 kVA e deve ser aplicado externamente).

14.1.1 Interruptores de by-pass do


sistema

Entre as várias opções estudadas para a


configuração em paralelo modular está
presente o interruptor de by-pass. Para
sistemas em paralelo que incluem mais U. V. W. U. V. W.
do que dois UPS's, deve-se aplicar um
UPS 1 UPS 2 UPS n COC
interruptor de by-pass do sistema no
SQ2
interior da instalação, incluindo dois
interruptores de desligamento da
alimentação. As potências disponíveis
são as seguintes:

Altura Largura ProfundidadePeso


(mm) (mm) (mm) (kg)
400 A 1780 620 858* 300
800 A 1780 620 858* 400
1600 A 1780 1020 858* 500
2500 A 1780 1020 858* 600 bat. bat.

* incluindo a alvanca frontal; sem alvanca


frontal 830 mm
U2. V2. W2. N U2. V2. W2. N
14.2 Configuração em paralelo com
módulo central de distribuição (COC) Carga

Esta solução permite a ligação em


paralelo de unidades UPS com
interruptores de by-pass inibidos. Neste
caso, a rede de reserva para as cargas
funciona graças a um único dispositivo
central (COC). Figura 7. Sistemas em paralelo centralizados com COC

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 28
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

14 Configurações em paralelo
Atualmente, um bloco UPS único é 14.4 Monitoramento e controle do COC Carga/Interruptor de by-pass
composto pelos seguintes subconjuntos: Este módulo indica os alarmes, a tensão
O COC incorpora dispositivos de
da carga entre a fase e o neutro, a
• Retificador controle, instrumentos e indicadores
corrente por fase, a medição da frequên-
necessários para permitir ao operador
cia, a percentagem de carga por fase e o
• Inversor de transístor bipolar com monitorar o estado e o rendimento do
sistema, como também tomar todas as fator de crista lpk/Irms para cada fase da
porta isolada controlado por corrente de carga. Além disso, é possível
microprocessador medidas apropriadas.
verificar o período de tempo durante o
Painel de controle qual a carga foi alimentada pelo inversor,
• Chave estática em linha com o pela rede de reserva e pelo paralelo.
inversor O COC dispõe de um painel de controle
com Díodos Emissores de Luz (LEDs)
• Bateria apropriada que indicam as seguintes condições (ver
a Figura 8):
Chave centralizada COC (armário de
saída comum), ver a Figura 7. O COC 0UPS (A-H) funcionamento normal verde
inclui: Rede de reserva funcionamento normal verde
• Chave estática eletrônica e Chave estática funcionamento normal verde
alimentação de reserva

• Interruptor manual de by-pass para UPS (A-H) alarme verde intermitente


manutenção (para COC superior a Rede de reserva alarme verde intermitente
800 A, os interruptores não estão Chave estática alarme verde intermitente
incluídos).

A configuração centralizada oferece a


máxima flexibilidade de posicionamento
dos blocos de UPS. O controle vetorial
garante que diferentes blocos de UPS
dum sistema paralelo centralizado sejam
alojados em diversos lugares. Os cabos
de alimentação da rede principal para as
cargas possuem comprimentos
diferentes.

É possível passar da configuração paralela


centralizada do 90-NET à paralela modular
e vice-versa (desde que o sistema possua COC
um COC). Esta passagem pode ser feita a
qualquer momento, desligando ou ligando Figura 8.
o COC ao UPS paralelo.
Display
14.3 Modo paralelo HFC É fornecido um display LCD iluminado de
40 caracteres (duas linhas de 20
É possível ativar simultaneamente caracteres), para habilitar os parâmetros
ambas as linhas de reserva do UPS (em de funcionamento do UPS a serem
cada UPS) e as linhas de reserva comuns monitorados. É possível ter acesso às
no COC. A transferência à reserva mensagens no display LCD através dos
comportará a ativação de todas as linhas botões. O texto está disponível em
de reserva disponíveis (do UPS e do Inglês, Italiano, Francês, Alemão,
COC). Como resultado da colocação em Espanhol e Português, sendo
paralelo de chave estática da rede de selecionável pelo usuário.
reserva, a capacidade total I2t do
sistema deve ser multiplicada por quatro. Utilizando oportunamente os interrup-
A capacidade aumentada de curto- tores, é possível ver o que segue:
circuito do modo de funcionamento em UPS
paralelo HFC aumenta também a Este módulo indica os alarmes e o
possibilidade de eliminar as falhas a estado dos UPS's ligados em paralelo.
jusante do UPS e a seletividade total. O
modo paralelo HFC só pode ser utilizado Rede de reserva
se todas as linhas de reserva tiverem Este módulo indica os alarmes, as ten-
origem na mesma distribuição. Todos os sões da fase e do neutro e as medições
módulos dentro do sistema HFC (UPS e de frequência.
COC) devem repartir igualmente a carga
(considerando que a instalação seja
equilibrada em relação à distribuição de
corrente).

29 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

14 Configurações em paralelo
Sinalizações COC

Página principal
Alarmes/indicações
EPO ativa Sistema Normal Teste do sistema Sistema em alarme

LIFE.net (opcional)
Alarmes/indicações
Serviço ativo Ligação LIFE.net em curso Ligação LlFE.net ativa

UPS
Alarmes/indicações
Limite de corrente do UPS (*) Parada iminente do UPS (*) Tensão e frequência do UPS irregulares (*)

UPS (*) em alarme

Reserva, carga
Alarmes/indicações
Backfeed protection ativa (opção) Sobrecarga Chave estática bloqueada no inversor
Interruptor de by-pass fechado Falha na rede de reserva Chave estática bloqueada na reserva
Carga não alimentada Sentido cíclico errado Chave estática avariada
Carga na reserva Frequência reserva fora tolerância Interruptor reserva aberto
UPS (*) em alarme Tensão reserva alta Sobre temperatura
Interruptor de saída aberto Tensão reserva baixa Fora de sincronização

(*) Indica o UPS em questão.

Procedimento de Ajuda

O display LCD possui a Ajuda para


auxiliar e guiar o usuário nas operações
de arranque, parada, by-pass e regresso
às condições normais.

Botão de controle

Na parte direita do display situa-se um


outro botão de controle do COC. Este
botão permite transferir ou retransferir a
carga do inversor à linha de reserva ou da
linha de reserva ao inversor, dependendo
da condição original. O controle inclui um
procedimento de segurança para
prevenir operações impróprias.

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 30
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

14 Configurações em paralelo

14.5 Dados técnicos do COC Modelos 400A 800A 1600A 3200A 4000A
Dados elétricos

Corrente nominal (A) 400 800 1600 3200 4000

Potência a 380V (kVA) 263 526 1052 2112 2640

Potência a 400V (kVA) 277 554 1107 2208 2760

Potência a 415V (kVA) 287 574 1149 2304 2880

Tensão nominal (selecionável) (V) 400 (380/415)

Frequência nominal (selecionável) (Hz) 50 (60)

Tolerância na tensão (%) ± 10

Tolerância na frequência (selecionável) (%) ±0,75 (1,5; 2,5; 6)

Tensão máx. de funcionamento (V) 277 (480 PH-PH)

Capacidade máx. de durante 10 min. (%) 125 125 125 125 125
sobrecarga: durante 1 min. (%) 150 150 150 150 150
durante 600 ms (%) 700 700 500 500 500
durante 100 ms (%) 1000 1000 700 700 700

SCR I2t @ Tvj=130°C; 8,3-10ms (A2s) 320k 1125k


ITSM @ Tvj=130°C; 10ms (A) 8k 15k
Contatar o Suporte
Fusível Potência (Vca/A) 660/500 660/1000 Técnico da Chloride
Pré-fusão I2t (A2s) 23,8k 142k
I2t @ 400Vac (A2s) 175k 630k

Rendimento (quando na reserva) CA/CA (%) 99,5

Tempo de comutação com inversor/reserva (ms) <0,5


sincronização: reserva/inversor (ms) <0,5

Tempo de comutação sem sincronização (ms) <20

Atraso de retransferência (s) 5

Dados do sistema

Nível de ruído a 1 metro segundo ISO 3746 (dBA) 60 60 62 64 65

Grau de proteção com as portas abertas IP20

Dimensões: altura (mm) 1780 1780 1780 1780 1980


largura (mm) 1020 1020 820 1020 1020
profundidade (mm) 858* 858* 858* 858* 1058*
*incluindo a alvanca frontal; sem alvanca frontal 830/1030 mm

Interruptores: incluído incluído não incluído não incluído não incluído

Nº de armários 1

Peso (kg) 350 400 400 500 650

Área ocupada (m2) 0,85 0,85 0,68 0,85 1,05

Carga no solo (kg/m ) 2


412 471 588 588 619

Entrada dos cabos por cima/por baixo/pelo lado

Acesso frontal

Ventilação Ventilação forçada (ativa quando a chave estática está fechada)

31 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

14 Configurações em paralelo

14.5 Dados técnicos do COC Modelos 400A 800A 1600A 3200A 4000A

Condições ambientais

Temperatura Temperatura de funcionamento (° C) 0-40


Média diária máxima (24 horas) (° C) 35
Temperatura máxima (8 horas) (° C) 40

Umidade relativa máxima a 20 °C (sem condensação) (%) até a 90

Altitude máx. sem desclassificação (m)


(-1,2% Pnom para cada 100 m acima de 1000 m) 1000

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 32
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Planeamento e instalação

33 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Planeamento e instalação

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 34
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Planeamento e instalação

35 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Planeamento e instalação

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 36
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Planeamento e instalação

37 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Planeamento e instalação

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 38
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Notas

39 MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR
CHLORIDE 90-NET
Sistemas UPS de 60 a 800 kVA

Notas

MKA4CAT0BR90NET/Rev. 13-03-2008/BR 40
Chloride Systems
WORLD HEADQUARTERS
Via Fornace 30
40023 Castel Guelfo (BO)
Italy

T +39 0542 632 111


F +39 0542 632 120
E enquiries@chloridepower.com

www.chloridepower.com

A Empresa Chloride mais próxima é:

Chloride Brasil
Av. Dep. Oswaldo Moraes e Silva, 55
Galpões 1 e 3 – Vl. Conceição
Diadema/SP Brasil
CEP: 09991-190
Brasil

T +55 11 3711 0560


F +55 11 3711 0560
E vendas@chloridepower.com

www.chloridepower.com.br

MKA4CAT0BR90NET

Para a lista completa de contatos Chloride em outros países, por favor visite o website www.chloridepower.com

Cert No EMS 76732 Cert No FM 11043