Você está na página 1de 13

Índice Remissivo

HISTÓRIA DA FLAUTA 3

2
HISTÓRIA DA FLAUTA
Em razão de sua relativa simplicidade e da facilidade encontrada em sua
elaboração, a flauta é um dos instrumentos musicais mais antigos que
conhecemos. Sabe-se que o homem de Neandertal já construía flautas a
partir de ossos de animais. Arqueólogos encontraram instrumentos
feitos de osso de mamute com 17 e 18 centímetros na caverna de
Geibenklöuml, ao sul da Alemanha. Por isso, é bem provável que a flauta
tenha entre 6.000 e 45.000 anos de idade.

Por esse motivo, não é possível determinar quem foi o criador do


instrumento. O que sabemos é que o mesmo esteve presente em
diversas civilizações. Egípcios e hebreus, por exemplo, faziam uso de
flautas em festas, rituais religiosos e outras ocasiões especiais.

A flauta doce, caracterizada pelo seu corpo estreito e cilíndrico, alcançou


seu apogeu em meados do século XVI, sendo amplamente usada como
instrumento solo. A partir do século XVIII, a mesma perdeu seu espaço
para a flauta transversal, uma vez que esta possuía uma maior potência
sonora e um timbre mais expressivo. Tal aperfeiçoamento foi idealizado
por Theobald Boehm, em 1871.
Nesta época, as flautas eram feitam a partir da madeira. Hoje em dia, o
instrumento é fabricado a partir de determinados metais, como o níquel
ou até mesmo a prata.
REPERTÓRIO

A flauta doce possui um extenso repertório, e quase todas as melodias


podem ser adaptadas de algum modo para este instrumento, devido a
sua afinação e técnica muito propícias. O repertório para flauta doce é
necessariamente barroco, medieval e folclórico, embora ela fique bem
em quase todos os estilos musicais.

AFINAÇÃO
Antes de qualquer execução, o instrumento deve ser "aquecido", o que
será feito soprando lentamente pela boquilha. Com esse aquecimento, a
flauta doce terá a sua afinação melhorada para tocar.
3
A flauta doce é um instrumento cuja dinâmica sonora é tímida, devido
ao seu tamanho e espessura de seu tubo. Atualmente, a flauta doce é
afinada em lá = 440 Hz, para acompanhar aos demais instrumentos
modernos, embora os instrumentos originais do período Barroco
fossem afinados em lá = 415 Hz.

TIPOS DE FLAUTA
Existem muitas variedades de flautas doces, em tamanhos e afinações; é
o que se chama de família das flautas doces.
Todas as flautas doces possuem uma gama de pouco mais de duas
oitavas.
sopranino (gama: F4 a G6)

soprano (gama: C4 a D6; é a variedade mais conhecida)

contralto (afinada uma oitava abaixo da flauta sopranino)

tenor (afinada uma oitava abaixo da soprano)

4
baixo (afinada uma oitava abaixo da contralto)

grande-baixo (afinada uma oitava abaixo da tenor).

garklein (afinada uma oitava acima da flauta soprano)

piccolino (afinada uma oitava acima da flauta sopranino)

contra-baixo (afinada uma oitava abaixo da flauta baixo)

5
subcontra-baixo (afinada uma oitava abaixo da flauta grande-baixo)

COMO TOCAR FLAUTA DOCE


1

Compre uma flauta doce. Se for um iniciante, você pode começar


comprando uma flauta doce barata de plástico. Flautas de plástico são
geralmente utilizadas para ensinar crianças em idade escolar, já que elas
exigem muito pouco esforço para se segurar.

Assim que tiver dominado o básico, se ainda estiver interessado em


tocar, você pode considerar adquirir uma versão de madeira mais cara.
Flautas doce de madeira tendem a ter um tom mais agradável do que
suas contrapartes de plástico, mas são consideravelmente mais difíceis
de cuidar.
Ambas as flautas doce de madeira e plástico podem ser encontradas em
boas lojas de instrumentos musicais, ou online.

6
3
Aprenda a segurar a flauta doce. Pegue a flauta doce e coloque o bocal
em seus lábios. Gentilmente segure-o entre seus lábios e equilibre com
os dedos. Lembre-se de colocar a sua mão esquerda no topo.

A parte de trás com um buraco deve ficar virada para você. A parte da
frente deve ficar longe de você.

Não morda o bocal ou permita que ele toque os dentes.

Aprenda as notas da mão esquerda. As primeiras notas que você vai


aprender a tocar com a mão esquerda são B (que você acabou de tocar),
A e G. As próximas duas notas que você vai tocar com a mão esquerda
são C'e D'. O apóstrofo no canto superior direito destas notas indica que
elas são notas altas.
Para tocar o A: Use o mesmo posicionamento de uma nota B, mas desta
vez lugar coloque o dedo médio esquerdo no segundo buraco do topo.
O gráfico de dedilhado de uma nota A é: 0 12 - ----

Para tocar G: Use o mesmo posicionamento que uma nota A, mas desta
7
vez coloque seu dedo anelar esquerdo no terceiro buraco do topo. O
gráfico de dedilhado de uma nota G é: 0 123 ----
Para tocar C':Cubra o buraco de trás com o polegar esquerdo e, em
seguida, coloque o dedo médio esquerdo no segundo buraco do topo. O
gráfico de dedilhado de C' é: 0-2 -----

Para tocar D':Deixe o buraco de trás descoberto e coloque o dedo médio


esquerdo no segundo buraco do topo. O gráfico de dedilhado de D' é: - 2
-----

Aprenda as notas da mão direita. As primeiras notas que você vai


aprender a tocar com a mão direita são E, D e F#. As próximas duas
notas que você vai aprender a tocar com a mão direita são F e C. Estas
duas notas podem ser especialmente difíceis para os iniciantes devido
ao número de buracos que devem ser cobertos.
Para tocar E: Cubra o buraco de trás com o polegar esquerdo, cubra os
três buracos de cima com o seu indicador esquerdo, dedo médio e
anelar e, em seguida, coloque o dedo indicador direito no quarto buraco
do topo e seu dedo médio direito no quinto buraco do topo. O gráfico de
dedilhado de uma nota E é: 0 123 45 -
Para tocar D: Use o mesmo posicionamento de uma nota E, mas desta
vez coloque seu dedo anelar direito no sexto buraco do topo. O gráfico
de dedilhado de uma nota D é: 0 123 456 -

Para tocar F#: Use o mesmo posicionamento de uma nota D, mas desta
vez retire o dedo indicador direito do quarto buraco do topo, deixando
todos os outros dedos no lugar. O gráfico de dedilhado de um F # é: 0
123 - 56 -

Para tocar F: Coloque o polegar esquerdo no buraco de trás, o indicador,


dedo médio e anelar de sua mão esquerda sobre os três primeiros
buracos, o dedo indicador de sua mão direita no quarto buraco, o dedo
8
anelar da mão direita no sexto buraco, e o dedo mínimo de sua mão
direita no sétimo buraco. O gráfico de dedilhado de um F é: 0 123 4-67
Para tocar C:Ao reproduzir um C, todos os sete buracos são cobertos.
Seu polegar esquerdo vai cobrir o furo inferior, o indicador, dedos médio
e anelar de sua mão esquerda vão cobrir os três primeiros buracos, e os
dedos indicador, médio, anelar e mínimo da sua mão direita vão cobrir
os quatro do fundo. O gráfico de dedilhado de um C é: 0 123 4567
ratique tocando músicas simples. Depois de ter dominado todas estas
notas, você pode combiná-las para tocar algumas músicas simples: [1]

Maria Tinha um Carneirinho:


BAGABBB
AAA
B D'D'

BAGABBB
AABAG
Brilha Brilha Estrelinha:

DDAABBA
GGF#F#EED
Auld Lang Syne:

C F F F A G F G A F F A C'D'

PARTITURAS PRIMEIRO ESTUDO

9
10
11
12
13