Você está na página 1de 4

Um rápido estudo da Abertura Escocesa

Por Luiz Roberto da Costa Júnior

Vamos analisar uma partida muito interessante e de grande valor


estratégico na Abertura Escocesa.

Luiz R. Da Costa Júnior - G. Arias Duval


VIII Pan-americano por Equipes ICCF Email, 2003
Abertura Escocesa [C45]

1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.d4 exd4 4.Cxd4 Bc5 5.Cxc6 Df6 6.Dd2 dxc6

Sabemos que, nesta variante, o plano geral das brancas é obter um


final superior graças à existência de sua maioria de peões no flanco do
rei. Algo parecido com o que ocorre, por exemplo, na Variante das
Trocas da Abertura Ruy López (na qual os peões pretos dobrados na
coluna c são produzidos ao custo do par de bispos brancos).

7.Cc3 Ce7 8.Df4 Dd6

Este lance não é recomendável. [Na realidade, as pretas não devem trocar as damas porque
precisam desenvolver suas peças e obter contra-ataque no meio-jogo. Por isso é preferível 8...De6.
Mencionemos os últimos exemplos dessa linha em 2003: 9.Dxc7 (para 9.Bd3 pode ser vista a
partida Ferreiro Pailos-Gimenez Martinez, Mondariz ESP 2003 (1-0 em 31 lances)) 9...0-0 10.Bd3
(para a linha 10.Dg3 pode ser vista a partida Haslinger-Rudd, Edinburgh SCO 2003 (1-0 em 31
lances)) 10...Bd6 11.Da5 b5 12.0-0 De5 13.f4 Dd4+ 14.Rh1 Bb4 15.Dc7 Bd6 16.Da5 Bb4 ½-½
Stevic-Lalic, Jahorina BIH 2003]

9.Be3 Bb4 10.Td1 Cg6

[Após 10...Dxf4 11.Bxf4 Be6 12.a3 Bxc3+ 13.bxc3 Tc8 14.a4 Cg6 15.Bg3 0-0 16.Tb1 mesmo com
seus peões debilitados na ala da dama, as brancas ganharam o final em Agopov-Solozhenkin, FIN
2002 (1-0 em 56 lances.)]

11.Txd6 Cxf4 12.Td2

Finalmente, as brancas conseguiram trocar as damas e agora possuem superioridade no final. [Já
foi experimentado 12.Td1 Cg6 13.Bd4 (13.f4 0-0 14.Be2 Te8 15.0-0 Bxc3 16.bxc3 Bf5 17.exf5
Txe3 18.fxg6 Txe2 19.gxf7+ Rxf7 20.Td7+ Te7 ½-½ Averjanov-Mozaliov, Tula 2001) 13...0-0 14.a3
Bd6 15.Bc4 b5 16.Be2 f5 17.0-0 f4= Goloshchapov-Malaniuk, Krasnodar 2000 (0-1 em 57
jogadas.)]

12...Ce6?!

Este Cavalo está muito mal situado e será o grande problema das pretas no meio-jogo. [Era melhor
12...Cg6 como no informador 81/263. 13.f4 0-0 14.Rf2 c5 15.g3 f6 16.Be2 a6 17.Thd1 Be6 18.Bf3
Bf7 19.Be2 Tfe8 20.h4 Tab8 21.h5 Cf8 22.Bd3 Ce6 ½-½ Nataf,I-Aleksandrov,A/Germany
2001/GranBase (22)]

13.a3!? Bd6

[As brancas não se preocupam com os peões dobrados que surgem após 13...Bxc3 14.bxc3 com
idéia de f4-f5 com vantagem de espaço. O par de bispos é muito importante para as brancas; no
caso de 13...Bc5 14.Re2!? planejando f4, sempre com vantagem de espaço para as brancas; o
mesmo que se 13...Ba5 14.f4 com vantagem de espaço; com o intuito de f5]

14.g3 a5

[14...Bc5 15.Re2! com vantagem no desenvolvimento; com a idéia de Bg2, Thd1; 14...f6 15.f4 com
vantagem de espaço; planejando Bg2, Rf2; 14...b5 15.Bg2 Bb7 16.f4 com vantagem de espaço.]

15.Bg2 Bd7 16.f4 f6 17.Rf2 c5 [17...0-0-0 18.Ca4!± com idéia de Cb6+; 17...0-0 18.Thd1±;
17...Td8 18.h4±; 17...b5 18.f5±]

18.Cd5 Td8

[18...Bc6 19.Cb6!? Ta6 (19...Td8 20.Cc4±; 19...cxb6 20.Txd6±)


A) 20.Cc8!?
A1) 20...Bd7 21.Cxd6+ Txd6 (21...cxd6 22.Thd1 Re7 23.e5!+-) 22.Thd1±;
A2) 20...Bf8 21.Thd1 (com idéia de f5) 21...Ta8 22.Bh3! Rf7 (22...Cd4 23.c3±) 23.Td7+! Bxd7
24.Txd7+ Re8 25.Bxe6 Txc8 26.Tf7! com iniciativa e vantagem de desenvolvimento.
B) 20.Cd5± com idéia de Thd1]

19.f5!?± Um tema recorrente: as brancas conseguem vantagem de espaço.

19...Cd4 [19...Cg5? 20.Bxg5 fxg5 21.e5!+-; 19...Cf8 20.Thd1±] 20.Bf4 Com idéia de Cxc7+.
20...Bxf4 21.Cxf4 c6

[21...Bc6 22.c3! Ce6 23.Txd8+ Cxd8 24.Te1!± com idéia de e5] 22.g4 Bc8 As pretas esperam
23.Thd1 para jogar 23...Re7 e fazer a troca das quatro Torres e jogar o final de peças menores.

23.Te1!? Com a idéia de e5 para jogar o final com maioria de peões no flanco do rei. 23...0-0

[23...Rf7 24.e5±; 23...Cb5 24.Txd8+ Rxd8 25.e5±] 24.Ted1 Após o roque pequeno das pretas, o
alvo de ataque branco mudou: agora elas querem atacar os peões do flanco da dama.

24...Tde8 Única. 25.a4! Com idéia de Cd3; pontos débeis Cd4, c5. 25...g6

[25...b6 26.c3 Cb3 27.Td6+-; 25...Tf7 26.Cd3 c4 27.Cc5+-; 25...Te7 26.Cd3 c4 (26...b6? 27.Cc1!!+-
com idéia de c3;) 27.Cf4! c5 28.Cd5 Te5 (28...Tee8 29.Cb6+-) 29.c3+- com idéia de Cb6; ponto
débil c4]

26.h3!? Rg7 [26...g5? 27.Ch5+- idealizando c3, Td6; ponto débil f6] 27.Cd3 c4

[27...b6? 28.Cc1!!+- novamente planejando jogar c3; graças ao Cavalo que fica sem pulos.]

28.Cc5 Te5 29.Cxb7 Cxf5 30.exf5! Bxb7 31.Td7+ Tf7 32.Bf1! gxf5

[Outra opção é 32...Ba6 33.Txf7+ Rxf7 34.Td6±]

33.Bxc4 Tfe7 34.Txe7+ Txe7 35.gxf5 Terminado o ataque contra os peões do flanco da dama, as
brancas obtiveram um peão de vantagem.

35...Bc8 [As melhores opções para as pretas são controlar a grande diagonal ou ativar seu Rei
35...Rh6 36.Be6±; 35...c5 36.Be6±]

36.Tg1+! Rh6 Única. 37.Be6! Agora as brancas obtiveram um importante posto avançado.

37...Te8 [A troca de Bispos com 37...Bxe6 permite 38.Te1! Rg5 (38...Bxf5 39.Txe7 Bxc2 40.Ta7
Bxa4 41.b4!+-) 39.fxe6 c5 (39...Rf5 40.b4!+-) 40.Te4 Rf5 (40...f5 41.Te5!+-) 41.Tc4+-]
38.Te1 Rg5 [38...Td8 39.Te3!+- com idéia de Tc3] 39.Rg3! O plano das brancas é jogar c3, Te4,
b4 para criar um peão passado na ala da dama.

39...Te7 [39...c5 40.h4+! Rh6 41.Rf4+-; 39...Bxe6 40.fxe6 c5 (40...Rf5 41.b4!+-) 41.Te4 Rf5
42.Tc4+-] 40.c3 c5 [40...Ba6 41.Td1+-]

41.Te4+- Tendo em mente b4 ou Tc4. 41...Ba6

[41...Bxe6 42.fxe6 f5 (42...Rf5 43.Tc4+-) 43.Te5!+- planejando h4+, Rf4; 41...Tc7 42.Tg4+ Rh6
43.Th4+ Rg5 (43...Rg7 44.Bxc8 Txc8 45.Tc4+-) 44.Bxc8 Txc8 45.Txh7 Rxf5 (45...c4 46.Rf3+-)
46.Ta7+-]

42.Tg4+ Um importante lance intermediário visando a desalojar o rei negro.

42...Rh6 [42...Rh5 43.Tg8+-] 43.b4 cxb4 44.cxb4 axb4 45.Txb4 Agora as brancas precisam
avançar seu peão passado para garantir a vitória.

45...Tc7 46.Tb6!? Bd3 [46...Bf1 47.Tb3+-] 47.a5 Tc5 [47...Tc3 48.Tb3+-; 47...Ta7 48.Tb3+-]

48.a6 Bxf5 [48...Ta5 49.Bc8+-] 49.a7 As brancas sacrificam seu peão de vantagem para avançar o
peão passado até a sétima fila.

49...Ta5 [49...Be4 50.Rf4 Bh1 (50...Ta5 51.Rxe4 Txa7 52.Rf5 Rg7 53.Td6+- pensando em Bd5 ou
Td8) 51.Ta6 Ba8 52.Td6 Ta5 53.Td7+- com final ganhador para as brancas.]

50.Bxf5 Txa7 As pretas decidem sacrificar seu bispo para jogar o famoso final Capablanca -
Tarrasch jogado em San Petersburgo no ano de 1914.

51.Txf6+!? Rg5 52.Tf8 Única.52...Ta3+ 53.Rg2 Única. 53...Ta2+ [53...h5 54.Bc2+- planejando Bd1
ou Tf5+]

54.Rf3! Ta6 [54...Ta3+ 55.Re4 Ta4+ 56.Re5 Ta5+ 57.Re6 Ta6+ 58.Re7 Ta7+ 59.Bd7+-] 55.Re4
Única.

55...h5 56.Tg8+!? Um interessante xeque que obriga as pretas a tomar uma decisão quanto à
posição de seu monarca.

56...Rh4 [56...Rh6 57.h4+-] 57.Td8 O plano das brancas é jogar Td5 e assim permitir que o rei
chegue a e5.

57...Ta5 [57...Rg5 58.Td5+- com idéia de Re5] 58.Td5! Com o intuito de jogar Re5. 58...Ta1

[58...Txd5 59.Rxd5 Rg5 60.Re5+- com interessante final ganhador para as brancas; 58...Ta6
59.Re5 Rg5 60.Bd7+-; 58...Ta4+ 59.Re5 Ta6 (59...Rg5 60.Re6 Ta6+ 61.Re7+-) 60.Td4+ - 60.Td4+]

59.Re5 Ta6 [59...Rg5 60.Re6 Te1+ (60...Ta6+ 61.Re7+-) 61.Te5 Txe5+ 62.Rxe5+-] 60.Td4+ Outro
xeque para forçar uma decisão do rei preto.

60...Rg5 [60...Rg3 61.h4+- planejando Be6, Rf6] 61.h4+ Rh6 62.Td8

Agora o plano é tomar o peão. [62.Td7?? Ta5+! 63.Rf4 (63.Td5 Txd5+ 64.Rxd5 Rg7=) 63...Txf5+!
64.Rxf5=]

62...Tb6 [62...Rg7 63.Td7+ Rh8 (63...Rf8 64.Be6+- com idéia de Rf6) 64.Th7+ Rg8 65.Txh5+-;
62...Ta5+ 63.Rf4 Ta4+ 64.Be4 Rg7 (64...Ta5 65.Tg8 Ta6 66.Th8+ Rg7 67.Txh5+-) 65.Td5 Rh6
66.Tg5 Ta6 67.Tg8 Tf6+ 68.Bf5+-]

63.Th8+ Rg7 64.Th7+ Rg8 65.Txh5 Ta6 66.Tg5+ Rh8 67.h5 Planejando Tg6, Rf6-g5-h6 para
atingir a mesma posição da partida Capablanca – Tarrach, jogada há 90 anos.

67...Ta5+ 68.Rf6 Ta6+ 69.Be6 Em caso de 69...Rh7 70.h6 Rxh6 71.Tg8 com a posição de Philidor
e mate de manual de xadrez. 1-0