Você está na página 1de 14

Doença é Emocional

Entenda como as doenças se formam


SUMÁRIO
Rodrigo Rabello
Introdução
Mapeando Emoções: como a doença se forma em nosso organismo
Os 4 tipos de corpos
O desenvolvimento dos sintomas
Massa de conflito e a sua formação
Como diminuir a Massa de Conflito
Mapeando Emoções: Compreendendo a Lei da Polaridade
A cura por meio da aceitação dos nossos valores
Conclusão
O que é a Formação Mapeando Emoções
Contatos

02
Olá, eu sou o Rodrigo Rabello!
Sou especialista em liberdade emocional, coach e
palestrante. Também sou fisioterapeuta, osteopata,
mestre em reiki, estudioso de física quântica,
espiritualidade, Nova Medicina Germânica, leis
sistêmicas, inteligência emocional e programação
mental.

​Com mais de 9 anos de estudo na área emocional,


eu dedico a minha vida em ajudar pessoas que
querem se cuidar, ou que apresentam crises
emocionais e querem mudar definitivamente
sua forma de viver.

Me formei em Fisioterapia em 2002 mas nunca tive o olhar clássico do


fisioterapeuta. Sempre olhei as pessoas de maneira global, integrando os seus 4
corpos: mental, físico, emocional e espiritual.

​Isso fez com que eu embarcasse em uma jornada de cursos (+ ou - 50 cursos


pelos meus cálculos), dentre eles:
- Mestrado em Bioengenharia
- Pós-Graduação em Terapia Manual e Postural
- Duas formações em Osteopatia dentre elas, uma pela Escola de Osteopatia de
Madrid na qual sou monitor
- Algumas formações que abrange as questões emocionais (muitas delas
internacionais) como a Microfisioterapia, Leitura Biológica, Reprogramação
Biológica, duas formações em Nova Medicina Germânica (com discípulos diretos
do Dr Hamer, a Itziar Orube e o Michael Loidl) e Memória Tecidual e Ciclos de
Vida.

Já ajudei milhares de pessoas a se curarem dos mais variados sintomas


físicos e emocionais encontrando assim, a tão desejada liberdade
emocional!

​Meu sucesso nos atendimentos clínicos e de coaching me inspiraram a


transformar o meu conhecimento em uma metodologia e assim surgiu a
Formação Mapeando emoções.
03
Introdução
Você sabe por qual motivo a doença se forma
e como as emoções estão relacionadas ao
aparecimento dos sintomas?

Nesse e-book falaremos sobre esse aspecto


muitas vezes negligenciado pela medicina
acadêmica que tem foco principalmente no
tratamento do prognóstico sem considerar a
causa.

Vamos entender melhor os nossos 4 corpos e


como desequilíbrios podem refletir no
panorama físico.

Você será capaz de compreender o que é a


massa de conflito e como a sua formação e
desenvolvimento contribui para que fiquemos
doentes e também falaremos um pouco a
respeito do processo de cura.

É importante ressaltar no entanto, que não é


desaconselhado o uso da medicina
convencional para o tratamento dos sintomas,
mas é de suma importância cuidar também do
doente.

Para isso, é importante conhecer as causas


que levaram a determinado quadro e
confrontar as crenças em desacordo com os
valores que estão causando a incongruência.

E então, curioso para entender melhor e


aprender mais? Boa leitura!

04
03
Mapeando Emoções: como a doença se forma em
nosso organismo

Vamos falar um pouco a respeito de como a doença se forma em nosso


organismo e de como seu surgimento indica que existem desequilíbrios em
outras partes do nosso sistema como um todo.

Mas antes disso, é importante entender um pouco melhor o que é


exatamente a doença em si, certo?

Ao contrário do que muitos pensam, a palavra é singular e não plural, ou


seja, podemos falar em patologias, mas não em doenças.

Isso devido ao fato de que se trata de um estado e não de algo inerente a


uma característica do ser humano.

Por exemplo, podemos dizer que alguém está saudável e não que alguém é
saudável, pois a saúde também é um estado e não uma característica.

Ao contrário de falar que alguém é brasileiro, pois esse é um aspecto que


acompanha aquela pessoa por toda a vida e não pode ser alterado.

Em resumo, tudo que pode sofrer alterações é um estado e tudo que é


imutável é característica, como a cor da pele ou dos olhos de alguém.

Agora que já entendeu como a saúde e a doença são estados que podem
ser alterados, fica mais fácil compreender os conceitos apresentados a
seguir.

Vamos entender melhor o que são os quatro corpos e como desarmonias


em algum deles refletem em nossa estrutura como um todo? Confira!

05
03
Os 4 tipos de corpos

Todo ser humano é composto basicamente


por 4 corpos diferentes, mas que se
relacionam entre si.

Um desequilíbrio em um deles pode


impactar todos os demais e trazer o
aparecimento de sintomas no corpo físico.

Para entender melhor podemos dizer que


temos:
 O Corpo Físico: que é a nossa estrutura
visível.
 O Corpo Mental: área relacionada ao
nosso intelecto.
 O Corpo Emocional: relacionado às
nossas emoções.
 O Corpo Espiritual: que por ser mais
subjetivo muitas vezes é ignorado. No
entanto, é da nossa natureza a
necessidade de nos conectarmos com
algo além dessa existência física,
independente de qual seja a sua religião.

O nosso foco principal será quanto ao


Corpo Emocional e a respeito de como
instabilidades nesse campo são as
principais responsáveis pelo surgimento
das patologias.

06
O desenvolvimento dos sintomas

Para compreender melhor como um sintoma se forma em nosso corpo


físico, é preciso entender que, como seres racionais, somos expostos a
diversos conflitos.

Esses por sua vez, nos direcionam no sentido de tomar constantes


decisões a fim de resolvê-los.

O ser humano, portanto, vive em sua mente uma dualidade, mas


falaremos melhor a respeito desse tema mais a frente.

No momento, o que devemos entender é que além da polaridade natural a


nós, existem dois outros padrões de pensamento interferindo em nossa
harmonia e, ao entrarem em conflito com nossos valores,
automaticamente nos leva a situações de estresse.

O primeiro deles é o medo antecipativo: sofremos com situações que


ainda não ocorreram, imaginamos outras que jamais aconteceram e isso
gera uma ciclo de angústia.

A segunda é a culpabilização: vivemos nos culpando pelo que fizemos


ou não e pelo que gostaríamos de fazer.

Muitas vezes para evitar esses ciclos, o corpo mental começa a ignorar os
dados que são interpretados pela mente e, consequentemente, passa a
viver em modo automático.

Esse é um problema, pois somos seres de interpretação, ou seja, para


que a nossa vida possa ter sentido, precisamos interpretar o mundo ao
nosso redor e o piloto automático nos leva a apatia e indiferença.

07
03
Mesmo assim, em níveis mais profundos, apesar de deixarmos de interpretar
nossas emoções, o subconsciente faz isso por nós e nos avisa que algo está
errado por meio dos sintomas.

Se deixamos de observar o modo como estamos nos comportando e as escolhas


que fazemos, o resultado é que se estaremos vivendo de maneira contrária às
nossas crenças e valores.

O resultado é o surgimento do sintoma como forma de chamar a atenção e eliminar


os fatores que estão causando a incongruência.

Por esse motivo, a cura passa pelo confronto das nossas desarmonias, para
entender o que exatamente em nossa vidas não está de acordo com aquilo que
acreditamos.

Mas, por qual motivo muitas vezes passamos por situações desagradáveis e não
desenvolvemos nenhuma patologia? É sobre isso que falaremos a seguir! Confira!

08
Massa de conflito e a sua formação

O que determina o surgimento de uma patologia é a Massa de Conflito.

Nem toda situação estressante gera em si um sintoma, pois tudo depende


do tamanho do conflito que estamos vivendo.

Você se lembra que falamos no tópico anterior sobre a incongruência gerar


o sintoma? Bem, toda desarmonia causa um conflito, certo? Ele pode ser
pequeno e se dissipar rapidamente ou intenso de modo a formar uma
massa que ao se acumular gera o nosso estado de doença.

Para que a Massa de Conflito se forme, existem duas possibilidades.

1 2
Já a segunda situação tem
um período curto de tempo,
A primeira é a de uma mas com intensidade alta,
situação estressante com
como receber a notícia da
duração elevada, como
trabalhar durante 20 anos morte de alguém amado, ou
em um emprego que seja, o recebimento da
detesta. notícia não leva um longo
período de tempo, mas
gera uma comoção grande
em nosso organismo.

09
03
Como diminuir a Massa de Conflito

A diminuição do conflito pode ser complicada para quem ainda vive no piloto
automático e não está preparado para enfrentar os fatores que estão causando a
desarmonia.

Afinal, o primeiro passo é sair do isolamento e compartilhar aquilo que sentimos e


pensamos a respeito de determinado evento.

O segundo passo é compreender que temos escolha, pois a tomada de decisão é


muito importante para a redução da massa de conflito.

Um bom exemplo é de alguém que está há 20 anos em um emprego que detesta


e isso é responsável pelo surgimento de diversos sintomas, mas que decide não
abandonar o trabalho, pois está próximo de se aposentar.

Essa pessoa fez uma


escolha. O próximo passo
é descobrir o que naquele
emprego causa tanta
incongruência e
desenvolver maneiras de
lidar com esses conflitos.

Se o problema for um
chefe que não respeita os
funcionários por exemplo,
a pessoa em questão pode descobrir maneiras de lidar com ele, talvez
restringindo o contato apenas ao necessário.

10
03
Compreendendo a Lei da Polaridade

Falamos anteriormente que a mente humana é dividida em duas


polaridades, sim ou não, claro ou escuro, dia ou noite, fome ou
saciedade, dormindo ou acordado, enfim.

A questão é que isso acontece apenas em nosso cérebro, pois o universo


interpreta todos esses estados como formas de manutenção da vida, sem
que haja uma divisão entre eles.

Apenas o ser humano não os enxerga como complementares, mas


opostos, e isso acontece pela necessidade de escolha que temos de fazer
diariamente.

O problema não está na decisão em si, mas no fato de que sofremos com
a culpabilização e medo por antecipação, então surgem pensamentos
como:

Saio ou fico em casa? Mas e se eu ficar


em casa e perder uma super festa? Mas
estou tão cansado, preciso cuidar
melhor de mim, não posso passar outra
noite acordado… Mas, se eu não for
fulano vai ficar chateado... ele me
chamou com tanto carinho…

Esse conflito te parece natural? Bem, isso acontece com muitas pessoas
e é absolutamente normal! O problema é quando deixamos a intensidade
ou o tempo dessas situações estressantes desenvolverem uma massa de
conflito grande em nós.
03
11
A cura por meio da aceitação dos nossos valores

Para que a cura seja possível é importante alinhar os nossos valores as decisões que
precisamos tomar diariamente.

Não estamos falando de crenças que a sociedade acredita serem importantes, como
ter dinheiro ou ser promovido no trabalho! Estamos falando dos seus valores
pessoais, aquilo que realmente importa.

Se você, por exemplo, tem como principal crença que a família é a coisa mais
importante da sua vida, escolher entre ir para uma balada sábado a noite ou estar
acordado a tempo de tomar café da manhã no domingo com os seus pais não será
uma decisão difícil, certo?

Já quando você se encontra em uma situação onde seus valores não podem ser
alinhados a escolha, procure ao máximo possível preservar as suas crenças.

Para ficar melhor de entender, vamos dizer que agora você teve que fazer uma
viagem de trabalho e não conseguirá estar presente no aniversário da sua mãe. A
solução seria pedir para alguém fazer uma vídeo chamada para que, mesmo longe,
participe do momento do parabéns.

12
03
Conclusão

No mundo que vivemos, com o avanço tecnológico e a consequente


confusão e inversão de crenças, tem se tornado cada vez mais difícil não
viver no piloto automático.

No entanto, é importante identificar as incongruências que nos influenciam


a escolher de maneira desarmônica e que nos leva ao desenvolvimento e
avanço de sintomas.

É importante ressaltar ainda que a cura não está somente relacionada ao


corpo físico e que muitas patologias não podem ser revertidas. Mas, é
possível sim impedir o avanço das mesmas por meio da compreensão
das situações estressantes que aumentam a nossa massa de conflito.

Espero ter esclarecido melhor sobre o surgimento da doença e seus


sintomas e como o processo de cura passa pela aceitação e alinhamento
das escolhas aos nossos valores.

Você quer se aprofundar nesse assunto? Tenho um convite especial para


te fazer: Venha participar da Formação Mapeando Emoções e
desperte o Poder da Autocura!​​
Você aprenderá a produzir no seu próprio corpo o remédio que ele precisa
para se curar.

Clique aqui e veja agora todas as


informações sobre a Formação

13
03
O que é a Formação Mapeando Emoções?

Você já parou para pensar o quanto as dores ou sintomas do seu corpo te


impedem hoje de viver uma vida tranquila, com disposição e alta performance no
seu trabalho, vivendo sua potencialidade máxima tanto pessoal quanto
profissional?

Agora, você já imaginou ser capaz de se autocurar, produzir no seu próprio corpo
o remédio para eliminar todas essas limitações? Saiba que isso é possível, você
só não faz por não saber quais caminhos da sua mente deverá acessar para se
autocurar e viver com disposição, saúde e felicidade!

Cada vez mais cresce a consciência de que nós somos formadas por uma tríade:

Corpo Mente

Emoções
Para chegar à chave que levará à resolução de diversos sintomas e doenças, é
preciso entender essa composição.

Com apenas 1 curso você fará a formação completa, onde aprenderá toda a
base da Nova Medicina Germânica, os principais conflitos causadores das
doenças e conhecimentos de desenvolvimento pessoal para ajudar e garantir a
ressignificação dos conflitos.

Entre em contato e me siga nas redes sociais para saber mais.


E-mail: rodrigo@mapeandoemocoes.com
WhatsApp: (24) 98817-6585
www.mapeandoemocoes.com

Mais detalhes sobre a Formação em:


formacao.mapeandoemocoes.com
14
03