Você está na página 1de 3

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DOS

PROFESSORES DE MATEMÁTICA
DE DUAS ESCOLAS PÚBLICAS DA
CIDADE DE PARAÍSO-TO SOBRE O
USO DO GEOGEBRA COMO
FERRAMENTA DE ENSINO

ELISMAR DIAS BATISTA¹


MARCELO B. M. DOS SANTOS²
DANILO DE JESUS³

elismar.batista@ifto.edu.br¹;
marcelo.santos@ifto.edu.br²;
danilo.jesus@ifto.edu.br³
INTRODUÇÃO
Introdução e E auxiliar na com-
OBJETIVOS
Objetivos preensão do conteú-
do matemático.
O desenvolvi-
mento tecnológico Diante da rele-
tem feito com que a vância do tema e
escola pública bra- com o objetivo de
sileira enfrente uma comprovar os bene-
nova realidade. fícios da tecnologia
no processo ensino-
O ensino da aprendizagem, de-
matemática “tradi- senvolveu-se este
cional” utiliza méto- trabalho sobre as
dos que impossi- representações so-
bilita os alunos a vi- ciais dos professores
sualizarem o dina- de matemática.
mismo entre álgebra
e geometria, pois o METODOLOGIA
ensino na lousa é um
ensino estático. A teoria das
representações so-
O Geogebra é
ciais foi usada como
um software de ma-
suporte teórico– me-
temática dinâmica
todológico seguin-
(DMS) para o ensi-
do os princípios de
no e aprendizagem
Moscovici (1978), e
da matemática. Ele é
Jodelet (2001).
visto como uma fer-
ramenta que pode
Foram realiza-
das duas entrevistas, CONCLUSÃO
um minicurso e uma
avaliação do softwa- A utilização do
re Geogebra com os software Geogebra
professores. como objeto de es-
tudo teve como pro-
RESULTADOS E pósito aproximar os
DISCUSSÃO professores a respei-
to dessas ferramen-
De acordo com
tas computacionais,
os relatos dos en-
discutindo-se as pos-
trevistados, todos
sibilidades de ensi-
acham interessante a
nar matemática com
inserção da tecnolo-
o uso dessas tecno-
gia na educação ma-
logias.
temática.
Assim, o com-
Quando se fala
putador deve ser vis-
em motivar o pro-
to como importante
fessor para utilizar
ferramenta metodo-
novas tecnologias no
lógica para a cons-
ensino da matemá-
trução do conheci-
tica, observou-se que
mento de forma sa-
houve divergências
tisfatória pelo dis-
em relação às polí-
cente.
ticas públicas moti-
vacionais.