Você está na página 1de 46

Conteúdo

1 Funções de várias variáveis

 

3

1.1 Funções de várias variáveis

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

3

 

1.1.1 Campo de Existência

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

3

1.1.2 Linhas de Nível

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

4

1.1.3 Superfícies de Nível

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

5

1.2 Limite de uma função .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

5

1.3 Continuidade

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

6

1.4 Exercícios Complementares .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

7

 

1.4.1

Parametrização de Curvas

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

7

1.5 Derivadas Parciais

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

8

1.6 Diferencial Total de Funções

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

10

1.7 Problemas

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

10

1.8 Derivada de Função Composta .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

11

1.9 Derivadas Parciais de Ordem Superior

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

12

1.10 Derivada de função implícita

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

13

1.11 Plano Tangencial e Normal à Superfície .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

14

1.12 Exercícios complementares

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

15

1.13 Fórmula de Taylor e Maclaurin para funções de várias variáveis

.

.

.

.

.

.

.

.

.

15

1.14 Valores máximos e mínimos absolutos de uma função de várias variáveis

 

16

1.15 Problemas para Determinação de Valores máximos e mínimos de funções

17

1.16 Exercícios Complementares

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

18

2 Integrais Múltiplos

 

19

2.1

Integral duplo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

19

2.1.1 Integral duplo em Coordenadas Rectangulares

 

19

2.1.2 Integral Duplo em Coordenadas Polares

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

22

2.1.3 Cálculo de Áreas de Figuras

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

23

2.1.4 Cálculo de Volumes

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

24

2.1.5 Cálculo de Áreas de Superfícies

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

25

2.1.6 Aplicação do Integral Duplo à mecânica

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

25

1

Conteúdo

2

2.2

Integral Tríplo .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

26

2.2.1 Cálculo de Integrais Tríplos

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

26

2.2.2 Integral Tríplo em Coordenadas Cilíndricas

 

27

2.2.3 Integral Tríplo em Coordenadas Esféricas

 

27

2.2.4 Cálculo de volumes através de integrais tríplos

 

28

3 Integrais Curvilíneos

 

29

3.1 Integrais Curvilíneos da Primeira Espécie

 

29

3.2 Integrais Curvilíneos da Segunda Espécie

30

3.3 Fórmula de Green .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

31

3.4 Aplicações Do Integral Curvilíneo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

32

4 Integrais de Superfícies

 

33

4.1 Integrais de Superfícies da Primeira Espécie

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

33

4.2 Integrais de Superfícies da Segunda Espécie

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

33

4.3 Fórmula de Stockes

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

33

4.4 Fórmula de Ostrogradski - Gauss

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

34

5 Elementos Da Teoria de Campo

 

35

6 Equações Diferenciais Ordinárias

 

37

6.1 Soluções de Equações Diferenciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

37

6.2 Família de curvas de equações diferenciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

37

6.3 Linhas de curvas de equações diferenciais

 

38

6.4 Exercícios sobre equações diferenciais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

38

6.5 Problemas envolvendo equações diferenciais ordinárias

 

39

6.6 Equações diferenciais homogêneas e redutíveis a homogêneas da primeira ordem

39

6.7 Equações diferenciais linearse da primeira ordem e equações de Bernoulli

 

40

6.8 Equações Exactas (Factor Integrante)

 

.

.

.

.

41

6.9 Problemas de Cauchy .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

42

6.10 Equações diferenciais de ordem superior

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

43

6.11 Resolução de equações diferenciais ordinárias lineares com a transformada de

 

Laplace

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

44

. . . . . . . . . . . . . . . .

O Grupo de Disciplina

Capítulo 1

Funções de várias variáveis

1.1 Funções de várias variáveis

1) Considere a função f (x, y) = xy + x

y .

Determine:

a)

f (0; 1)

b) f (1; 1)

c) f (1; 1)

2) Considere a função f (x, y) = x 2 2xy y 2

Determine:

a)

f (x, y)

b) f (x; y)

.

c) f

1

x ;

1

y

1

d) f ( 2 , 3)

d) f (x 2 ; y 2 )

e)

1

f(x; y)

3) Achar os valores que a função f (x, y) = 1 + x y toma nos pontos da parábola y = x 2 e construir o gráfico da função F (x) = f (x; x 2 ).

4) Achar os valores da função z = x 4 1 + 2x x 2 2 y 2 + y 2 y 4 nos pontos da circunferência x 2 +y 2 = R 2 .

5) Determine f (x), se f

y

x

= x 2 + y 2

y

(xy > 0)

6) Achar f (x; y)

se f (x + y; x y) = xy + y 2 .

7) Seja z = y + f( x 1). Determine as função f, z, se z = x e y = 1.

1.1.1 Campo de Existência

Achar e representar os campos de existência das seguintes funções de duas variáveis

Funções de Duas variáveis

1)

2)

z = 1 x 2 y 2

z = 1 + 1 (x y) 2

3

Capítulo 1. Funções de várias variáveis

4

3) z

= ln(x + y)

4) z

= x + arcosy

5) z

=

1 x 2 + 1 y 2

6) z

= arcsin y

 

x

7) z

=

x 2 4 + 4 y 2

8) z = ysinx

9) z

= ln(x 2 + y)

10) z = arctan

x y

1 + x 2 y 2

11) z =

1

x 2 + y 2

1

12) z =

13) z =

1

y 2 11) z = 1 x 2 + y 2 1 12) z = 13)

x

1

x 1 + y

y

14) z = sin(x 2 + y 2 )

Funções de Três variáveis

1)

2) u = ln(xyz)

3) u = arcsinx + arcsiny + arcsinz

u = x + y + z

4) u = 1 x 2 y 2 z 2

1.1.2 Linhas de Nível

a) Construir as linhas de nível das funções abaixo e verificar o carácter das superfícies repre- sentadas pelas mesmas:

1) z

2) z

3) z

4)

5)

6)

=

=

=

x + y

y 2

x 2 y 2

+

x

2

z = xy

z = (1 + x + y) 2

z = 1 − |x| − |y|

y y 2 x 2 − y 2 + x 2 z = √ xy z

O Grupo de Disciplina

Capítulo 1. Funções de várias variáveis

5

7) z = x y 2

y

8) z =

x

9) z =

2x

x 2 + y 2

b) Achar as linhas de nível das seguintes funções:

1)

2) z = arcsinxy

z = ln(x 2 + y)

3) z

4) z

=

=

f ( x 2 + y 2 )

f (y ax)

5) z = f

y

x

1.1.3 Superfícies de Nível

Achar as superfícies de nível das seguintes funções:

1)

u

=

x + y + z

2)

u

=

x 2 + y 2 + z 2

3)

u = x 2 + y 2 z 2

1.2 Limite de uma função

Achar os seguintes limites:

1)

2)

3)

4)

5)

6)

lim (x 2

x−→1

y−→0

3y 2 )

lim

x−→0

y−→0

sin

xy y 2 + 1

lim

x−→1

y−→0

lim

x−→0

y−→0

cos(xy)

xy

x 2 y 2

x + y

lim

x−→1

y−→1

e (xy)

y x

y0 (x 2 + y 2 ) sin 1

lim

xy

x0

1 y −→ 1 e ( x − y ) y − x y → 0

O Grupo de Disciplina

Capítulo 1. Funções de várias variáveis

6

7)

8)

9)

10)

11)

12)

13)

14)

15)

16)

17)

lim

x→∞ y→∞

x + y

x 2 + y 2

lim

x0 y2

sinxy

x

lim

x−→0

y−→0

x 4xy y 2 x 2 + y 2

x→∞ yk 1 +

lim

y

x x

lim

x0 y0

lim

x0 y0

x

x + y

x 2 y 2

x 2 + y 2

lim

x−→0

y−→1

x 4 (y 1) 4

x 2 + (y 1) 2

lim

x−→0

y−→0

lim

x−→0

y−→0

lim

x−→0

y−→0

lim

x−→1

y−→0

z−→0

x 2

x 2 + y 2

x 4 + 3x 2 y 2 + 2xy 3

(x 2 + y 2 ) 2

y

x 2 + y 2

2x + 3y 5z

x y + 2z

1.3 Continuidade

1) Achar os pontos de descontinuidade das seguintes funções:

(a)

(b)

(c)

(d)

(e)

(f)

= ln( x 2 + y 2 )

z

z =

1

(x y) 2

z =

1

1 x 2 y 2

z = cos

1

xy

z =

3

x 2 y 2 x 2 y 2 1

z =

3

x 2 y 2 x 2 + y 2 + 1

x 2 − y 2 x 2 − y 2 − 1 z = 3 x

O Grupo de Disciplina

Capítulo 1. Funções de várias variáveis

7

2) Verificar se a função f (x, y) =

3) Verificar se a função g(x, y) =

xy

x 2

4

+ y 2 ,

1,

  x 3 3xy 2

x 2 + y 2

,

0,

quando

=

(x, y)

(0, 0)

quando

(x, y) = (0, 0)

quando

=

(x, y)

(0, 0)

quando

(x, y) = (0, 0)

4) Verificar se a função

f (x, y) = 1 x 2 y 0, 2 ,

quando

x 2 + y 2 1

quando

x 2 + y 2 > 1

é contínua.

é

contínua.

é contínua.

5) Prove que as seguintes funções são contínuas no ponto (0, 0) :

(a)

f (x, y) =

(x+y)

e 2 + 3

x

h(x, y) =

x|y|

x 2 + y 2 ,

0,

se

se

(x, y)

= (0, 0)

(x, y) = (0, 0)

é contínua.

6) Seja f : R 2 −→ R contínua em R 2

tal que f (x, y) = 1 + x x x 2 2 + y y 2

2

Indique, justificando, o valor de f (0, 0).

para (x, y) = (0, 0).

7) Demonstrar que a função k(x, y) =

2xy

x 2 +

y 2 ,

se

0,

x 2 + y 2 = 0)

se

(x = y = 0)

É contínua em relação a cada uma das variáveis x e y em separadas, porém não é contínua no ponto (0, 0) em relação ao conjunto destas variáveis.

1.4 Exercícios Complementares

1.4.1 Parametrização de Curvas

1)

Considere a função f : R −→ R 3 definida por f (t) = (2t + 7, t 2, 1 3t).

(a)

Determine a equação em coordenadas cartesianas da função f

(b)

Verifique se o ponto (1, 4, 0) f

(c)

Mostre que o ponto (2, 4, 0) f

2) Determine uma equação em coordenadas cartesianas de cada uma das curvas c(t) :

(a)

c(t) = (t 3, t 2 ),

t [0, 2]

(b)

c(t) = (3 sin(2t), 4 cos(2t)), t [0, 2π]

(c)

c(t) = (t 3 , t 9 ),

t [0, 3]

(d)

c(t) = (t cos t, t sin t, t),

t > 0

3) Determine uma representação paramétrica de cada uma das seguintes curvas:

(a)

Segmento de recta de R 3 com extremidades (3, 1, 2) e (0, 5, 0)

(b)

Circunferência no plano z = 4, centrada no ponto (0, 0, 4) e de raio 4

(c)

Gráfico de f (x) = 3x 2 2, com x [3, 2]

4) e de raio 4 (c) Gráfico de f ( x ) = 3 x 2

O Grupo de Disciplina

Capítulo 1. Funções de várias variáveis

8

(d)

Curva de x y 2 = 1 em R 2 , com 0 y 1

(e)

Intersecção

do cilindro x 2 + y 2

=

1 e o plano x + z = 1, em R 3

(f)

Intersecção dos parabolóides z = x 2 + y 2 e z = 18 x 2 y 2

1.5 Derivadas Parciais

Calcule:

1)

2)

3)

4)

5)

6)

7)

8)

9)

10)

11)

12)

13)

14)

15)

∂z

∂x

f

∂x

∂z

∂x

f

∂x

f

∂x

f

∂x

f

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

∂z

∂x

e

e

e

e

e

e

e

e

e

e

e

e

e

e

e

∂z

y

∂f

∂y

se z = x y + 2.

se f (x, y) = xy +

x 2 .

y ∂z se z = x 3 y 2 + x 4 y + y 4 .

∂f

∂y

∂f

∂y

∂f

∂y

∂f

∂y

∂z

y

∂z

y

se f (x, y) = x 3 + y 3 3axy.

se

se

f (x,

f (x,

y) =

x

y) = y

2x 2 3xy + 4y 2 .

2 x 2 − 3 xy + 4 y 2 .

.

se f (x, y