Você está na página 1de 26

FIC -Iniciação ao Violão

Professor Iuri Ozires

1
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Teoria Musical
A música é uma linguagem. Entende-lá proporciona ao estudante uma visão global
acerca de suas particularidades, o que pode abrir as os horizontes para se estudar e executar
diversos instrumentos.

Pensemos da seguinte forma: naturalmente, o processo de comunicação do indivíduo


se dá por duas vias. Primeiro aprende-se a falar. O conhecimento da linguagem verbal
acontece em casa através dos pais, parentes e demais pessoas da comunidade onde este se
insere. A medida que esse conhecimento se firma, seguindo o processo de amadurecimento
da criança, surge uma necessidade de se registrar através da grafia, o seu processo
comunicativo. É o momento de se aprender a ler e escrever.

Com a música não é diferente. Aprender falar musicalmente, seja cantando ou tocando
um instrumento musical, é o primeiro passo. A medida que se adquiri fluência no processo, a
inserção de símbolos de grafia se faz necessário, seja pro registro de idéias ou para a aquisição
de novos conhecimento, através de livros, apostilas, partituras e demais materias associados a
escrita musical.

Altura
A altura é a caractéristica mais importante do som. Até o século XI, essa era a única
característica grafada.

Os sons receberam nomes para facilitar seu estudo. O Papa Gregório Grande, por volta
de 540 d.C., intronduziu o sistema alfabético para nomear os sons. Países como Inglaterra,
Alemanha e Grécia, utilizam essa nomenclatura até hoje.

A B C D E F G C D E F G A B
Sequência escrita de acordo com as Sequência como conhecemos até hoje.
primeiras escalas conhecidas.

O monge Beneditino Guido D’Arezzo, trás uma nova possibilidade, utilizando as primeiras
Sílabas do Hino a São João Batista, nomeou as notas musicais da seguinte forma:

Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si

2
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Essa nomenclatura é utilizada até hoje por países de língua latina. A equivalência das
denominações ocorre como exemplifica o quadro abaixo:

Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si

C D E F G A B

Para tornarmos mais uniforme a linguagem violonística, vamos nomear as notas de


acordo com o sistema alfabético e, dessa forma, vamos nos apropriando também da proposta
cifrada, linguagem utilizada pelo violão popular, maneira simplificada de escrever os acordes.

Notação musical
A notação musical compreende todas as figuras e sinais que representam a escrita
musical, uma espécie de alfabeto. Dentre esses sinais, inicialmente destacamos dois: A pauta
ou pentagrama e a clave.

A Pauta
A pauta ou pentagrama, são 5
linhas horizontais, paralelas, formando
quatro espaços entre si. As linhas e os
espaços são contados de baixo para
cima. Ela representa a altura de cada
nota escrita.

3
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão
Claves
A clave é um sinal escrito no início da pauta, à esquerda, e tem função de indicar a
localização das notas na pauta musical, a partir da posição da nota indicada. A organização
ocorre de acordo com as alturas de baixo para cima, do grave para o agudo.

Existem três claves: de Sol, Fá e Dó

Clave de sol Clave de Fá Clave de dó

Cada clave indica a posição da nota que lhe denomina. A clave de sol é utilizada para
grafar instrumentos agudos(Saxofone, trompete, flauta, violino), a de dó instrumentos
médios( Viola de Arco) e a fá instrumentos Graves( Trombone, baixo, Violoncelo). Apesar de
ser um instrumento de som grave, o violão é escrito na clave de sol.

O ritmo
O Pulso

O pulso é uma batida constante, que funciona como uma espécie de relógio que rege o
tempo musical. Essa batida aliada a combinação das durações dos sons define o ritmo. O
pulso pode ser medido através de contagens cíclicas.

Ex: 1234/1234/1234/

123/123/123/

12/12/12/
Em cada um dos exemplos acima, temos a possibilidade de se fazer música, desde que
as durações dos tempos caibam no pulso determinado. Na escrita musical representamos
esse pulso através das fórmulas de compasso, que é escrita no início da pauta logo após a
clave. São três as fórmulas de compasso principais:

compasso Quaternário Compasso Ternário Compasso binário

4
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

A representação dos ciclos de pulsação acontecem com a divisão da música em pequenas


partes chamadas de compasso. Nesses compassos, os sons vão se organizando de acordo com
durações que sejam comportadas no número de pulsos indicado pela fórmula de compasso.

Figuras de notas e pausas:


Esses sinais são usados para representar o som e o silêncio. Para cada figura de nota
teremos uma figura de pausa correspondente. As figuras que representam som geralmente
são constituídos por uma haste, uma cabeça e uma bandeirola ou colchete

A posição da cabeça na pauta indica a nota que deve ser tocada, o desenho da figura
indica a duração desse som.

5
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Quadro de Valores

As durações serão definidas a partir das proporções estabelecidas no quadro abaixo, onde a
semibreve , que é a figura de maior duração, é representanda pelo 1 e as outras são representadas por
números equivalentes a proporção de fração de uma semibreve.

Exemplo: Uma semibreve tem duração equivalente a duas mínimas ou quatro semínimas

= ou

6
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

As Mãos:

Fig. 01 – Mão esquerda em posição natural Fig. 02 -Dedos Levemente Flexionados

Fig. 04 – Polegar posicionado no braço

Fig. 03 – Polegar da mão esquerda

7
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

A postura:

Figura 01 – Postura Erudita Figura 02 – Postura Erudita

Figura 03 Postura Popular

 Observe que nas duas situações, há um cuidado em posicionar o violão


com o braço apontado para o alto.
 Na posição Erudita, usa-se um apoio para os pés.

8
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Estudos com Cordas Soltas

E  As cordas são contadas de baixo para cima


AG e nomeadas conforme figura à esquerda.
D

G
Usamos o polegar para tocar os bordões,
G
G

4ª, 5ª e 6ª cordas, e os dedos indicador(i)


B
G
E
G
Médio(m) e anular(a) para tocarmos as primas,
G
3ª, 2ª e 1ª respectivamente.

Estudos na 1ª, 2ª e 3ª corda

9
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

 Apoie o polegar da mão direita na 6ª corda.


 Movimente cada dedo em direção a palma da mão.
 A mão não deve se movimentar, apenas os dedos.
 Os dedos indicador, médio e anular devem tocar respectivamente as cordas sol, si e mi.
 Pratique esses exercícios como aquecimento para mão direita sempre.
 Repita-os até conseguir toca-los sem olhar para a mão.

10
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Estudos na 4ª, 5ª e 6ª cordas

 Apoie os dedos indicador, médio e anular na 3ª, 2ª e 1ª corda


respectivamente;
 Toque com o polegar em movimento circular, como se fizesse um
movimento circular;
 Apenas o dedo mexe, a mão deve permanecer parada;
 Repita o Exercício várias vezes até que consiga toca-lo sem olhar
pra a mão esquerda.

11
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Estudos de mão direita( P, i, m, a)

12
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

 Use o polegar para as cordas graves


 Ao tocar com o polegar, não apoiar o dedo na corda seguinte
 A mão não deve se movimentar, apenas os dedos.
 Os dedos indicador, médio e anular devem tocar respectivamente as cordas sol, si e mi.
 Pratique esses exercícios como aquecimento para mão direita sempre.

13
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Notas no braço do violão


Cordas 3(G), 2(B) e 1(E)

A G
D G C B
GG F
G
E
G

G
G G

 As notas acima, compõe uma escala de Sol ( 3ª corda solta) à Sol( 1ª corda apertando a 1ª casa);
 Observe a digitação que deve ser feita pela mão esquerda;
 Estude a escala Solfejando cada nota , afim de desenvolver sua percepção melódica;
 Observe a ascendência da escala( do grave para o agudo) que é determinada na pauta musical de
acordo com a posição de cada nota;
 A última nota sol( na casa 3 da 1ª corda) está soando 8 notas mais aguda que a primeira( 3ª corda
solta)

14
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Exercícios de Escala(Cordas 3, 2 e 1)

15
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

ASA BRANCA

16
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Samba Lê lê
Domínio Público

17
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

18
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

19
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

20
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Notas nas cordas 6(mi), 5(lá) e 4(D)

G F E
C B A
F E D

 Apoie os dedos indicador, médio e anular nas cordas 3,


2 e 1, respectivamente.
 Toque as notas das cordas 4, 5 e 6 com o polegar.
 Lembre-se: apenaas o dedo se move a mão permanece
parada.

21
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

22
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Escala de dó maior no violão.

G F E
C B A
F E D
A G
D G C B
GG F
G
EG

G
G G

 O primeiro dó se encontra na corda lá do violão, na


terceira casa, enquanto o último está na corda si na
primeira casa.
 Sugere-se um estudo de todas as notas contidas na
escala de dó maior, em digitações possíveis nas 6
cordas, sem necessariamente seguir a sequência das
notas a partir de dó.

23
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Estudo Escala de dó maior

 Executar estudo em ascendência( do grave para o agudo),


partindo da nota dó na corda lá, terceira casa.
 Alternar os dedos Indicador e médio da mão direita
 Marcar pulso de uma nota para cada batida do pé.

24
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

Para Praticar:

No Woman no cry
Bob Marley

Introdução

 Alternar os dedos indicador e médio da mão esquerda( uma para


cada nota.

 Estudar primeira e segunda voz para tocar em grupo.

25
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br
FIC -Iniciação ao Violão

26
Iuri Ozires Sobreira de Oliveira
Professor EBTT – iuri.ozires@ifsertão-pe.edu.br