Você está na página 1de 2

Grupo UNIASSELVI

TEORIA DO CONTROLE MODERNO II

EMENTA

O computador na automação da produção. Manufatura Assistida por Computador (CAD/CAE/CAM/CAPP). Máquinas-


ferramenta CNC: princípios e unidades básicas. Linguagens gráficas para CAD e CAM. Editores específicos para CNC.
Conexões entre operações CAD e CAM. O conceito de programa fonte e programa objeto. Os Pós- processadores para
pacotes CAM. Ambientes para teste/validação de programas CNC. Aplicações de software CAM a tornos CNC. Aplicações de
software CAM a operações de fresamento.

OBJETIVO

Desenvolver conceitos sobre Manufatura Assistida por Computador.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. Sistemas CAx e tecnologias de fabricação, princípios e definições;


2. Sistemas CAD: conceitos e aplicações;
3. Introdução à representação geométrica em sistemas CAD;
4. Usinagem por máquinas de comando numérico computadorizado (CNC) ; Introdução aos processos de fabricação;

5. Programação da usinagem CNC por computador, sistemas CAM;

6. Processos de fabricação não convencionais, prototipagem rápida e engenharia reversa.

METODOLOGIA

O processo ensino-aprendizagem será conduzido adotando o conceito de Aula Invertida, subdividida em


três momentos: A Pré-Aula, a Aula e a Pós-Aula. Na primeira etapa o discente, atende as orientações do
docente preparando-se, antecipadamente, para a Aula e volta a fazê-lo nas proposições que busquem fixar
os conteúdos ministrados (a Pós-Aula).

Proposta Metodológica - Atividade de Aprendizagem Teórico/Práticas (Aula)

O momento Aula utilizará, em consonância com o tipo de conteúdo, os procedimentos de ensino, que visam ao
desenvolvimento de competências, além dos conteúdos conceituais, factuais, procedimentais e atitudinais. Dessa
forma, as estratégias de ensino-aprendizagem englobarão as aulas expositivas dialogadas, os estudos de casos,
os estudos em grupo, os seminários, os debates, os painéis integrados ou outros que se revelarem adequados.

Proposta Metodológica - Atividade de Aprendizagem Orientadas (Pré e Pós Aula)

Para os momentos Pré e Pós-Aula, serão utilizados textos, vídeos, fóruns ou exercícios cujos objetivos são
contribuir como estímulo à aprendizagem e como diagnóstico (Pré-Aula) ou fixação (Pós-Aula) da aprendizagem.
Todo o material ficará disponível para o aluno no ambiente virtual de aprendizagem.

PROPOSTA DE AVALIAÇÃO

A avaliação incide sobre a frequência e a nota mediante acompanhamento contínuo do discente e dos resultados
por ele obtidos. Poderão ser realizadas prova escrita, prova prática, projetos, relatórios, trabalhos individuais e em
grupo, arguições orais, estudos de casos e outras formas de avaliação, cujo resultado irá culminar com a atribuição
de uma nota. A média semestral será composta por duas notas bimestrais resultantes, a cada bimestre, de
avaliações parciais e 1 avaliação oficial. O acadêmico será considerado reprovado caso a nota de média obtida seja
inferior a 4 (quatro) e aprovado se a média for igual ou superior a 7,0 (sete) e 75% (setenta e cinco por cento) de
frequência. Caso a média final se encontre em as notas 4,0 (quatro) e 6,9 (seis virgula nove) o acadêmico irá para
exame. A nota do exame será somada à média final e dividida por dois, sendo considerado aprovado o acadêmico
que alcançar média final igual ou superior a 6,0 (seis) e 75% (setenta e cinco por cento) de frequência.
Grupo UNIASSELVI

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

Básica:

1) SOUZA, Adriano Fagali de. ENGENHARIA INTEGRADA POR COMPUTADOR E SISTEMAS CAD/CAM/CNC
PRINCÍPIOS E APLICAÇÕES. 1ª ed. São Paulo: Artliber, 2009.

Complementar:

1) EPU, Editora. Comando Numerico CNC : Técnica Opercional V.1 - Curso Básico. 1ª ed. São Paulo: EPU, 1984.
2) EPU, Editora. Comando Numerico CNC : Técnica Operacional V.2 - Torneamento: Programação e Operação. 1ª ed.
São Paulo: EPU, 1985.
3) RUDIO, Franz Victor. Comando numérico CNC. 1ª ed. : EPU, 1984.
4) SANTOS, Aldeci Vieira. Usinagem em Altíssimas Velocidades. 1ª ed. São Paulo: Érica, 2003, v.1.
5) SLACK, Nigel. Vantagem competitiva em manufatura : atingindo competitividade nas operações
industriais. 2ª ed. : ATLAS, 2002.