Você está na página 1de 8

Ficha de Informação de Segurança

de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 1 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

1 - Identificação do Produto e da Empresa


Nome do produto: 1,3-BUTADIENO
Fornecedor
Nome: COPESUL - Companhia Petroquímica do Sul
Endereço: BR 386 - Rodovia Tabaí/Canoas - km 419
95853-000 Triunfo (RS)
Fone: (0xx51) 457 6000
Fax: (0xx51) 457 6050
e-mail: copesul@copesul.com.br
Contato de emergência: Fone: 0800 541 4252

2 - Composição e Informação sobre os Ingredientes


SUBSTÂNCIA
Nome químico comum: 1,3-Butadieno.
Sinônimos: α,γ-Butadieno, bietileno, bivinil, divinil, eritreno, viniletileno.
Registro CAS: 106-99-0.
Ingredientes que apresentam perigo: 1,3-Butadieno.
Classificação: Este produto é classificado como altamente inflamável segundo os
critérios da CEE (Comunidade Econômica Européia).

3 - Identificação de Perigos
PRINCIPAIS PERIGOS
Efeitos nocivos à saúde
Toxicidade aguda: Tóxico por inalação.
Efeitos locais: Irritante para os olhos, a pele e as vias respiratórias.
Principais sintomas: Efeitos narcóticos, fadiga, sonolência, dor de cabeça, náusea,
vertigem, perda da consciência, paralisia respiratória e alucinações.
Outros dados: Em concentrações elevadas causa depressão do sistema nervoso
central.
Efeitos sobre o Meio Ambiente: Nível de risco médio para sistemas aquáticos.
Perigos físicos e químicos
Incêndio e explosão: Gás altamente inflamável. Risco de ignição em todas as
temperaturas. Risco de formação rápida de misturas altamente
explosivas com o ar.
Outros perigos: Asfixiante simples.
Perigos específicos: Este produto é classificado como altamente inflamável segundo os
critérios da CEE (Comunidade Econômica Européia).

4 - Medidas de Primeiros Socorros


Inalação: Remover a vítima para local arejado. Se a vítima não estiver
respirando, aplicar respiração artificial. Se a vítima estiver
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 2 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

respirando, mas com dificuldade, administrar oxigênio a uma vazão


de 10 a 15 litros / minuto. Procurar assistência médica
imediatamente, levando o rótulo do produto, sempre que possível.

Contato com a pele: Retirar imediatamente roupas e sapatos contaminados. Lavar a pele
com água em abundância, por pelo menos 20 minutos,
preferencialmente sob chuveiro de emergência. Procurar assistência
médica imediatamente, levando o rótulo do produto, sempre que
possível.
Contato com os olhos: Lavar os olhos com água em abundância, por pelo menos 20
minutos, mantendo as pálpebras separadas. Usar de preferência um
lavador de olhos. Procurar assistência médica imediatamente,
levando o rótulo do produto, sempre que possível.
Ingestão: Não se aplica especificamente (produto gasoso).
Instruções para o médico: O tratamento emergencial assim como o tratamento médico após
superexposição devem ser direcionados ao controle do quadro
completo dos sintomas e das condições clínicas do paciente.
Tratamento sintomático. Não há antídotos específicos.
Proteção dos brigadistas: Nas operações de resgate utilizar equipamento autônomo de
proteção respiratória.

5 - Medidas de Combate a Incêndio


Meios de extinção
- Apropriados: Pequenos incêndios: dióxido de carbono e pó químico seco. Grandes
incêndios: aspersão d'água, neblina d'água e espuma apropriada.
Perigos específicos: Gás altamente inflamável e explosivo. Risco de ignição em todas as
temperaturas. Risco de formação rápida de misturas altamente
explosivas com o ar. Durante a combustão são liberados monóxido
de carbono e dióxido de carbono.
Métodos particulares de intervenção: Se possível combater a favor do vento. Resfriar com água em forma
de neblina os equipamentos que estiverem expostos às chamas, até
bem após o fogo ter sido extinto.
Proteção aos combatentes: Proteção completa contra fogo e equipamento autônomo de proteção
respiratória.

6 - Medidas de Controle para Derramamento ou Vazamento


Precauções individuais
- Precauções mínimas: Isolar a área. Manter afastadas pessoas sem função no atendimento
da emergência. Sinalizar o perigo para o trânsito, e avisar ou mandar
avisar as autoridades locais competentes. Eliminar toda fonte de
fogo ou calor. Não fumar, não provocar faíscas. No caso de
transferência do produto para recipientes de emergência, usar
somente equipamento à prova de explosão e aterrar eletricamente
todos os elementos do sistema em contato com o produto. Não
efetuar transferência sob pressão de ar ou oxigênio. Não inalar o
gás. Usar equipamento autônomo de proteção respiratória, roupas e
luvas de proteção térmica. Evitar que o produto entre em espaços
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 3 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

confinados (bueiros, redes de esgoto, etc.). Ventilar a área antes de


entrar, para prevenir quanto ao risco de deficiência de oxigênio.
- Contato com a pele: Moderadamente irritante em contato com a pele. Utilizar roupas,
botas e luvas de PVC.
- Contato com os olhos: O líquido e seus vapores são moderadamente irritantes para os olho.
Utilizar óculos de segurança herméticos, para produtos químicos.
- Contato com as mucosas: Irritante das mucosas respiratórias.
- Inalação: Tóxico por inalação. Utilizar proteção respiratória de acordo com as
concentrações medidas e considerando o TWA produto
- Meio de proteção: Equipamento de proteção individual: óculos de segurança
herméticos para produtos químicos, botas, luvas e proteção
respiratória adequada.
- Medidas de emergência: Impedir que o produto atinja áreas habitadas. Utilizar água sob a
forma de neblina para abater o gás disperso. Os vapores são mais
pesados que o ar. Ventilar mecanicamente o local e ambientes
confinados.
Precauções com o Meio Ambiente: Se possível, estancar o vazamento, evitando-se o contato com pele
e roupas. Impedir que o produto se espalhe pelo meio ambiente.
Métodos de limpeza
- Recuperação: Não se aplica especificamente (produto gasoso).
- Neutralização: Não se aplica especificamente (produto gasoso).
- Limpeza / descontaminação: Não se aplica especificamente (produto gasoso).
- Eliminação: Não se aplica especificamente (produto gasoso).

7 - Manuseio e Armazenamento
MANUSEIO
Procedimentos técnicos: Providenciar ventilação local exaustora. Aterrar eletricamente os
elementos condutores do sistema em contato com o produto. Usar
ferramentas anti-faiscantes.
Precauções: Evitar faíscas de origem elétrica, eletricidade estática, etc. Não
fumar. Não efetuar transferências sob pressão de ar ou oxigênio.
Evitar o contato com superfícies quentes e temperaturas elevadas.
Não fumar.
Conselho de utilização: Manipular respeitando as regras gerais de segurança e higiene
industrial.
ARMAZENAMENTO
Procedimentos técnicos: As instalações elétricas devem estar de acordo com as normas NEC
(National Electrical Code) ou IEC (International Eletrical Commission)
e/ou ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O local de
estocagem deve ser equipado com um sistema de ventilação
instalado próximo ao piso.
Condições de armazenamento
- Recomendações: Armazenar em área bem ventilada e fresca. Conservar os recipientes
bem fechados, secos e afastados de fontes de ignição, calor e
chamas.
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 4 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

Materiais incompatíveis: Ar, oxigênio, agentes oxidantes fortes, cobre e suas ligas, liga monel,
tetrahidroborato de alumínio, vinilacetileno, cronaldeído, trifluoreto de
boro, fenol, soluções concentradas de nitrito de sódio (5 %) e
halogênios.
Condições de embalagem: Cilindros de aço adequados para gás comprimido.
Materiais de embalagem
- Recomendações: Aço.

8 - Controle de Exposição e Proteção Individual


Medidas de ordem técnica: Providenciar ventilação local exaustora.
Parâmetros de controle
Valor Limite de Exposição
- Valor limite (Brasil, Portaria MTb Limite de tolerância - média ponderada
3
3214/78, NR 15 - Anexo 11): (48 h/semana) 780 ppm = (1.720 mg/m ).
Grau de insalubridade = médio.
Absorção também pela pele = não estabelecido.
- Valores limite (EUA, ACGIH): 1,3-butadieno: TLV/TWA (40 h/semana) = 2 ppm.
Equipamento de Proteção Individual
- Proteção respiratória: Respirador com filtro de alta eficiência para vapores orgânicos se a
concentração no ambiente for inferior ao limite de tolerância e não
houver deficiência de oxigênio. Respirador com suprimento de ar ou
autônomo se a concentração no ambiente for superior ao limite de
tolerância e/ou se houver deficiência de oxigênio.
- Proteção das mãos: Luvas de PVC.
- Proteção dos olhos: Óculos de segurança herméticos para produtos químicos.
- Proteção da pele e do corpo: Roupas de PVC, botas.
- Meios coletivos de urgência: Chuveiro de emergência e lavador de olhos.
Medidas de higiene: Higienizar roupas e sapatos após o uso. Métodos gerais de controle
utilizados em Higiene Industrial devem minimizar a exposição ao
produto. Não comer, beber ou fumar ao manusear produtos
químicos.

9 - Propriedades Físico-Químicas
Aspecto
- Estado físico: Gás liquefeito nas condições de armazenamento e transporte. Gás
@ 1atm e 15°C.
Cor: Incolor.
Odor: Característico (levemente adocicado).
pH: Não se aplica (produto não dissociável).
Temperaturas características
- Ponto de fusão: -108,9 ºC.
- Ebulição: -4,41 ºC.
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 5 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

Temperatura crítica: 161,8 ºC.


Pressão crítica: 42,6 atm.
Características de inflamabilidade
- Ponto de fulgor: -76 ºC (vaso fechado).
- Temperatura de auto-inflamabilidade: 415 °C a 420 ºC.
Características de explosividade
Limites de explosividade no ar
- Inferior (LIE): 1,4 %.
- Superior (LSE): 11,5 %.
Pressão de vapor: 1.790 mmHg @ 20,0 ºC.
Massa volumétrica (densidade)
Densidade de vapor (ar = 1): 1,9 @ 20 ºC.
Densidade do líquido (água = 1): 0,621 @ 20 ºC.
Solubilidade
- Na água: Praticamente insolúvel (735mg/l @ 20°C).
- Em solventes orgânicos: Solúvel em dietil éter e benzeno, muito solúvel em acetona, solúvel
em solventes orgânicos, etanol e metanol.
Coeficiente de partição octanol/água: 1,99.
Viscosidade: 0,0075cP @ 20 ºC e 1atm (gás); 0,33cP @ -40°C (líquido).
Tensão superficial: 13,4 dinas/cm @ 20°C
Velocidade de evaporação: maior do que 25 (acetato de butila = 1)
Fórmula química: C4H6.
Massa molecular: 54,09.
Nota: Os valores aqui apresentados são valores típicos, determinados
experimentalmente, podendo variar de amostra para amostra, em
função da eventual presença de impurezas. Assim sendo, estes
valores podem ser ligeiramente diferentes daqueles constatados
para um determinado lote do produto.

10 - Estabilidade e Reatividade
Estabilidade: Apresenta tendência à polimerização.
Reações perigosas
- Condições a evitar: O armazenamento por período prolongado pode resultar em
formação de polímero. Contato com fonte de calor, chama e fontes
de ignição. O produto é capaz de reação química forte sob alta
temperatura e pressão. Pode gerar produtos de reação explosivos.
- Materiais a evitar: Ar, oxigênio, agentes oxidantes fortes, cobre e suas ligas, liga monel,
tetrahidroborato de alumínio, vinilacetileno, crotonaldeído, trifluoreto
de boro, fenol, soluções concentradas de nitrito de sódio (5 %) e
halogênios.
Produtos perigosos de decomposição: Quando exposto ao ar pode formar peróxidos orgânicos explosivos.
Na combustão gera monóxido de carbono e dióxido de carbono.
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 6 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

Outros Dados: Possibilidade de polimerização durante a produção, estocagem e


transporte com liberação de calor. A reação pode ser iniciada devido
a temperaturas elevadas, ferrugem ou presença de oxigênio e
peróxidos.

11 - Informações Toxicológicas
Toxicidade aguda
- Inalação: Tóxico por inalação. Em altas concentrações tem efeito asfixiante
pelo deslocamento do oxigênio.
3
LC50 - inalação – rato = 285 g/m (4 h).
- Ingestão: Não se aplica especificamente (produto gasoso).
Sintomas agudos: A inalação de vapores em concentrações elevadas causa depressão
do sistema nervoso central com sintomas como: efeitos narcóticos,
fadiga, sonolência, dor de cabeça, náusea, vertigem, perda da
consciência, paralisia respiratória e alucinações.
Efeitos locais
- Inalação: Os vapores são irritantes para o sistema respiratório superior e para
as membranas mucosas.
- Contato com a pele: Irritante para a pele em concentrações muito altas.
- Contato com os olhos: Levemente irritante para o olhos.
Efeitos específicos
- Carcinogênese: É classificado como provável carcinogênico humano segundo os
critérios da IARC (International Agency for Research on Cancer).
Classificação ACGIH (American Conference of Governmental
Industrial Hygienists) = A2 (carcinogênico humano suspeito).
- Mutagênese: Produto mutagênico provável para o homem (com base em estudos
com animais).
- Toxicidade para reprodução: Produto que pode provocar efeitos teratogênicos no homem (com
base em estudos com animais).

12 - Informações Ecológicas
Volatilidade: O produto volatiliza-se rapidamente a partir do solo.
Compartimento alvo do produto: Ar.
Degradabilidade
Degradação abiótica: Sofre rápida degradação fotoquímica no ar.
Bioacumulação:
Fator de bioconcentração: BCF = 19,1. Não é considerado bioacumulável.
Ecotoxicidade
Efeitos sobre organismos aquáticos: WGK = 2. Nível de risco médio para sistemas aquáticos.
LC50 (24h) - peixe (pinperch) = 71,5 mg/L.
EC50 (96h) - crustáceo (daphnia) = 24,8 mg/L.
Contaminação ambiental: Atmosférica por vapores inflamáveis e tóxicos.
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 7 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

13 - Considerações sobre Tratamento e Disposição


Produto e Resíduos
Tratamento: Não se aplica especificamente (produto gasoso).
Destruição / eliminação: Não deixar o produto se dispersar no meio ambiente. Incinerar em
instalação autorizada, caso possível.
Embalagens usadas
Descontaminação / limpeza:
Destruição / eliminação:
NOTA: Chama-se a atenção do utilizador para a possível existência de
regulamentações locais aplicáveis relativas à eliminação.

14 - Informações sobre Transporte


Regulamentações nacionais
Vias terrestres (MT, Portaria 204/1997): Número ONU: 1010
Classe de risco: 2.1
Risco subsidiário: -
Número de risco: 239
Grupo de embalagem: -
Provisões especiais: -
Quantidade isenta: 333 kg
Regulamentações internacionais
Via aérea (OACI / IATA - DGR): Número ONU: 1010
Classe de risco: 2.1
Grupo de embalagem: -
Etiquetagem: GÁS INFLAMÁVEL
Avião de carga: Instruções de embalagem: 210.
Quantidade máxima por recipiente: 150 kg.
Avião de passageiros: Proibido.
NOTA: As regulamentações acima referidas são as que se encontram em
vigor no dia da atualização da FISPQ. Considerando-se a evolução
contínua das regulamentações de transporte de matérias perigosas,
é aconselhável assegurar-se da validade das mesmas junto da
agência comercial responsável.

15 - Regulamentações
Etiquetagem
Identificação de produto perigoso: Regulamentações nacionais (MT, Portaria 204/1997). Nome
apropriado para embarque: Butadienos, inibidos.
Identificação de riscos: Gás inflamável.
Classificação conforme NFPA: Incêndio: 4
Saúde: 2
Ficha de Informação de Segurança
de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: 1,3-BUTADIENO Página 8 de 8


Data: 15/10/2004 Nº FISPQ: CP0012_P Versão: 2.0P Anula e substitui versão: todas anteriores

Reatividade: 2
Outros: Nada consta.
Regulamentação conforme CEE: Rotulagem obrigatória (auto classificação) para substâncias
perigosas: aplicável (CEE 203-450-8).
Classificações / símbolos: ALTAMENTE INFLAMÁVEL (F+).
Frases de risco: R12 Substância altamente inflamável.
R23 Tóxico quando inalado.
R36/37/38 Irritante para os olhos, o sistema respiratório e a pele.
R45 Suspeito de ser cancerígeno para o homem.
Frases de segurança: S09 Manter recipientes em lugar bem arejado.
S16 Manter longe de fontes de ignição - Proibido fumar !
S26 Após contato com os olhos, lavar abundantemente
com água limpa e consultar assistência médica.
S45 Em casos de acidente ou indisposição consultar
assistência médica imediatamente.
S53 Evitar exposição ao produto - consultar medidas
específicas antes de manusear.
NOTA: As informações indicadas nesta seção correspondem às principais
regulamentações especificamente aplicáveis ao produto objeto desta
FISPQ. Chama-se a atenção do utilizador sobre a possível existência
de outras regulamentações e recomenda-se levar em consideração
outras medidas ou disposições, internacionais, nacionais ou locais,
de possível aplicação.

16 - Outras Informações
Utilização: Monômero ou comonômero na manufatura de elastômeros
sintéticos, predominantemente borracha de estireno-butadieno,
borracha de polibutadieno, borracha de neopreno e nitrílica. Na
manufatura de polímeros e resinas.
Atualização: Vide versão e data no cabeçalho.
NOTA: A COPESUL ao elaborar esta ficha, não pretendeu estabelecer informações absolutas e definitivas sobre
substâncias e seus riscos, mas subsidiar, diante do que se conhece, os seus clientes para a sua proteção
individual e preservação do meio ambiente.