Você está na página 1de 7

Introdução a Economia

Ficha de Exercicios

1. Os problemas económicos estão presentes a todo instante de nossas vidas, desde


questões mais rotineiras como assuntos de real complexidade. As seguintes afirmações
são de Economia Positiva (P) ou Economia Normativa (N)?

a. A distribuição de rendimentos em Moçambique não é igualitária.

b. A distribuição de rendimentos em Moçambique é enviesada.

c. A distribuição de rendimentos em Moçambique é injusta.

d. A distribuição de rendimentos em Moçambique devia ser alterada.

e. O novo imposto altera a distribuição de rendimentos em Moçambique.

f. O Governo devia preocupar-se mais com a distribuição de rendimentos em


Moçambique.

g. A taxa de juro está fortemente ligada à Balança de Pagamentos.

h. A taxa de juro de 12,3% é muito alta.

i. O facto de a taxa de juro ser alta dificulta o investimento.

j. Como a taxa de juro está alta em Moçambique, o investimento nacional é pequeno.

k. É possível subir 3% a taxa de juro sem reduzir necessariamente o investimento.

l. Se o Governo subir a taxa de juro não reduz necessariamente o investimento.

m. O Governo pode subir a taxa de juro, sem se preocupar com o investimento.

n. O Governo deve subir a taxa de juro em 3%.

o. A inflação está alta.

p. A inflação subiu.

q. A inflação subiu 3%.

r. O Governo deve preocupar-se mais com a inflação.

s. A desvalorização aumenta a taxa de inflação.

1
t. Este carro é caro.

u. Este carro é caro por incluir um imposto muito grande.

v. O Estado devia reduzir o imposto sobre este carro.

w. O Imposto é 22% do preço do automóvel.

x. Um imposto de 22% é injusto.

y. Um imposto de 22% é ineficiente.

z. O Estado devia abolir esse imposto.

2. Use o conceito de custo de oportunidade para explicar as seguintes afirmações:


a) Existem mais jardins em áreas suburbanas do que em áreas urbanas.

b) Mais pessoas resolvem frequentar cursos universitários quando o mercado de


trabalho está fraco.

c) Pequenos supermercados, com preços mais altos do que os hipermercados,


destinam-se as pessoas muito ocupadas.

3. Há custo de oportunidade (V/F):


a) Apenas quando uma decisão errada é tomada.
b) Apenas quando se incorre num custo em termos de tempo.
c) Sempre que qualquer escolha é feita.
d) Apenas quando se incorre num custo monetário.

4. O Carlos comprou um livre-trânsito para assistir a 10 concertos de Pandza no Centro


Cultural Universitário da UEM no valor de 400 USD. No entanto, no dia de um dos
concertos o seu patrão pediu-lhe para ficar a trabalhar, pagando 60 USD de horas
extraordinárias. Qual vai ser a decisão do Carlos se o seu desprazer por trabalhar for de
10 USD?
a) Vai à ópera de certeza.
b) Vai à ópera se valorizar cada concerto em mais de 50 euros.
c) Vai à ópera se valorizar cada concerto em mais de 60 euros.
d) Vai à ópera se valorizar cada concerto em mais de 10 euros.

5. Considere a seguinte tabela para as produções X e Y:

X 4 3 2 1 0
Y 0 7 12 15 16

a) Construa um diagrama que mostre a FPP.

2
b) Suponha que o ponto de produção da economia é (0;16). Determine o custo de
oportunidade da produção de cada unidade adicional de X.
c) A FPP pode, de uma forma continua, ser traduzida pela função 16 - 𝑋 2 = Y. determine
𝜕𝑦
o custo de oportunidade (- ) no ponto (3;7). Compare com o resultado obtido na
𝜕𝑥
alínea anterior.

6. Considere a FPP do exercício anterior e indique, justificando, se as proposições


seguintes são verdadeiras (V), Falsas (F) ou de Veracidade Duvidosa (VD).
a) Suponha que o ponto onde esta economia produz é dado por (2;7):
i) Existe afectação ineficiente de recursos.
ii) Existe desemprego.
iii) Verifica-se a utilização de tecnologias desadequadas.
iv) A FPP considerada não pode ser a relevante para a economia indicada.
v) Os consumidores preferem o cabaz (2;7).

b) Suponha agora que o ponto de produção actual é (5;7):


i) A afectação de recursos é feita com grande eficiência dada a FFP.
ii) O ponto de produção é impossível dada a FPP.

7. Um empresário vive actualmente isolado uma ilha e só consome os cocos (C) e as


bananas (B) que apanha. A sua capacidade de produção é dada pela FPP B = 64 - 𝐶 2 ,
enquanto que as suas preferências são consumir doze vezes mais bananas do que cocos.
a) Represente graficamente a FPP.

b) Se o empresário resolver afectar a totalidade dos factores de produção à produção


de bananas, quantas bananas produzirá? E quantas bananas passará a produzir se
resolver passar a produzir 1 coco? Repita estes cálculos para o caso do empresário
produzir 7 cocos e resolver passar a produzir 8 cocos. Explique as duas situações.

c) Determine analítica e graficamente as quantidades óptimas de C e B que o


empresário deverá apanhar (ou seja, produzir) e consumir enquanto estiver isolado
na ilha.

8. Suponha uma curva da FPP, que represente a produção de armas e milho. Supondo que
os recursos estão a ser eficiente e plenamente utilizados. Como poderia aumentar a
produção de um dos bens?

9. Diga de que forma o desemprego é um recurso ocioso.

10. Com base nas leis da oferta e da procura, diga como se alteram o preço e a quantidade
de equilíbrio de mercado para um bem X representando graficamente e explicitando
todas as hipóteses que assumir para a resolução do exercício, na sequência dos
seguintes choques:

a) Aumento da população na sequência de um fluxo imigratório.


b) Diminuição do preço da energia no produtor.

3
c) Diminuição do rendimento disponível dos consumidores.
d) Mau ano agrícola devido a condições climatéricas.
e) Melhoras nos processos produtivos devido a progresso tecnológico.
f) Subida do preço de um bem substituto.
g) Diminuição do preço de um bem complementar.
h) Criação de expectativas de crise económica por parte da população.

11. Considere o mercado de refrigerantes, cujas curvas de procura e oferta são,


respectivamente:

𝑄 𝐷 = 250- p
𝑄 𝑆 = - 50 + P

a) Determine o preço e a quantidade de equilíbrio neste mercado. Represente


graficamente.
b) Se o preço neste mercado fosse igual a 200, que situação se verifica? Qual o
ajustamento previsível para o equilíbrio?
c) Determine o excedente do consumidor, o excedente do produtor e o excedente total
no equilíbrio de mercado. Identifique os excedentes graficamente.

12. Considere o mercado de esferográficas, cujas curvas de procura e oferta são,


respectivamente:

𝑃
𝑄𝐷 = 8 - 3

𝑃
𝑄𝑆 = - 2 +
2
a) Determine o preço e a quantidade de equilíbrio neste mercado. Represente
graficamente.
b) Se o preço das canetas de tinta permanente aumentasse, o que aconteceria ao
equilíbrio determinado na alínea anterior?
c) Assuma que devido a inovação tecnológica a curva de oferta passou a ser
𝑃
representada por 𝑄 𝑆 = - 1 + 2
Determine o novo preço e quantidade de equilíbrio. Represente graficamente.

13. Considere o mercado das pastilhas elásticas no qual existem 20 jovens e 15 adultos
consumidores. As procuras individuais de um jovem e de um adulto são definidas,
respectivamente, por:
P = 50 - 2𝑞𝑗
P = 30 - 3𝑞𝑎
a) Determine a curva de procura agregada no mercado das pastilhas elásticas.
Represente graficamente.
50+𝑄
b) Sabendo que a curva de oferta é dada por P = 20
, determine o preço e a
quantidade de equilíbrio e represente graficamente.

4
c) Calcule o excedente dos consumidores discriminando a componente de bem-estar
dos jovens e a componente de bem-estar dos adultos.

14. Explique e demonstre graficamente, de que forma os seguintes factores iriam influenciar
a oferta e a procura de um determinado bem A: a) A redução do preço do bem A. b) O
aumento do preço do bem complementar. c) Aumento do salário mínimo.

15. Dada a seguinte informação sobre o mercado do bem X:

𝑸𝑫 P 𝑸𝑺
10 20 30
20 15 20
30 10 10

Explique graficamente e por palavras como se vai atingir o equilíbrio.


16. A que se deve a inclinação negativa da curva da procura? E a inclinação positiva da
curva da oferta?

17. Que factores podem fazer subir a procura de milho? E a oferta?

18. Que factores influenciam a subida da procura de bilhetes para os jogos do Barcelona? E
uma subida da oferta?

19. Que razoes podem estar por trás de um aumento do preço de casas? E de uma
diminuição?

20. Distinga entre movimentos de uma curva e movimentos ao longo de uma curva. O que
está por trás de cada um deles?

21. Explique porque é que cada uma das seguintes frases é falsa:
a) Uma queda na produção brasileira de café faz descer o preço do café.
b) A moda da mini-saia aumenta o preço da lã.
c) Um aumento da procura de carne irá fazer descer o preço do grão e aumentar o
preço do couro.
d) O desenvolvimento da beterraba açucareira aumentou a renda das terras tropicais
da cana-de-açúcar.

22. Considere o mercado dos automóveis do tipo “monovolume”. Identifique da lista


seguinte os determinantes da procura e da oferta, e também o seu impacto sobre estas
curvas:
a) As pessoas decidem ter mais filhos.
b) Uma greve dos trabalhadores do aço faz subir o preço do aço.
c) O preço das carrinhas “tradicionais” sobe.
d) Um aumento dos preços das ações na bolsa aumenta a riqueza.

5
e) Um engenheiro descobre uma técnica mais eficiente de produzir amortecedores.

23. Explique como reage o sistema de preços do mercado face a cada um dos seguintes
acontecimentos:
a) Incêndio simultâneo de todas as colheitas de cortiça em Portugal, num ano.
b) Desmobilização dos exércitos no fim de uma guerra prolongada.
c) Moda de passar férias em casas de “turismo de habitação”.
d) Aumento do preço do leite.
e) Aumento do preço de aparelhos de ar condicionado.
f) Quebra na produção energética nacional devido à falta de chuva.

24. Suponha que a curva de procura de um mercado é dada pelos seguintes valores:

P 70 50 40 35 30 26,67 23,33 20 17,5 15 12,5


Q 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

a) Calcule a elasticidade procura-preço directa do referido mercado quando o preço do bem passa
de 50 euros para 40 euros.
b) Agora faca o mesmo calculo para quando o preço passa de 40 para 50 euros. As elasticidades
obtidas são iguais? Porquê?
25. Considere a curva da procura P = 100 – 𝑄 𝑑 .
a) Calcule a elasticidade procura-preço directa nos pontos em que P = 20, P = 50 e P = 80, assim
como a receita total em cada ponto. Classifique as elasticidades e explique a intuição dos
resultados a que chegou.
b) Se não fosse especificado um ponto, como classificaria a elasticidade desta procura?

a) A elasticidade de uma função procura é um conceito local, ou seja, poderá variar consoante o
ponto em que é calculada. Em geral, não sendo especificado um ponto da função procura, o que
podemos escrever sobre a sua elasticidade é o seguinte:

26. A tabela seguinte mostra a quantidade consumida de carne bovina, de segunda categoria, para
diferentes níveis de rendimento:

Rend. anual 4 000 6 000 8 000 10 000 12 000 14 000 16 000 18 000
Qtd. (Kg/ano) 100 200 300 350 380 390 350 250

a) Calcule a elasticidade procura-rendimento ao longo dos sucessivos níveis de rendimento.


Classifique o bem a partir do valor dessa mesma elasticidade como um bem normal, inferior ou
de luxo.
b) Comente a frase: “A elasticidade procura-rendimento de um bem varia com o nível de
rendimento”.

6
27. O Sr. Eutério, dono de uma loja localizada num centro comercial, onde existe um cinema, leu
recentemente um artigo na secção de economia do jornal Noticias sobre o aumento esperado do
preço do cinema em 15%. Dado que na sua loja vende pipocas e bilhetes de teatro, e que a
elasticidade procura-preço cruzada destes bens com o cinema é – 0,2 e 0,15, respectivamente,
determine a variação percentual esperada da quantidade procurada de cada um dos bens.