Você está na página 1de 7

Termodinâmica para Engenharia Mecânica

Exercícios retirados de Fundamentos de Termodinâmica


Borgnakke e Sonntag, 7a ed.

Observação: os Apêndices do livro são necessários para a resolução dos problemas


abaixo!

7.21 – A potência elétrica consumida num aquecedor a resistência utilizado no controle


de temperatura do ar de uma sala é 1500 W. Determine a potência elétrica que pode ser
economizada se o aquecimento do ar for promovido por uma bomba de calor com
coeficiente de desempenho igual a 2,0.

7.24 – Um ar-condicionado de janela é ensaiado na bancada de um laboratório. O


aparelho foi ajustado no modo de resfriamento e notou-se que a potência de
acionamento do aparelho é 750 W e o coeficiente de desempenho é igual a 1,75.
Determine, nestas condições, a capacidade de resfriamento do aparelho. Qual é o efeito
global da operação do aparelho sobre o ambiente do laboratório?

6.108 e 7.27 – A Figura abaixo mostra o esquema de uma bomba de calor que opera
com R-410A. A vazão de refrigerante é 0,05 kg/s e a potência de acionamento do
compressor é 5 kW. As condições operacionais do ciclo são as seguintes:

Ponto 1 2 3 4 5 6
P, kPa 3100 3050 3000 420 400 390
T, oC 120 110 45 -10 -5
h, kJ/kg 377 367 134 280 284

Nestas condições, calcule o calor


transferido do compressor, o calor
transferido do R-410A no
condensador e o calor transferido
para o R-410A no evaporador. Por
fim, calcule o coeficiente de
desempenho da bomba de calor.

7.30 – A potência no eixo do motor de um automóvel é 25 HP na condição operacional


em que o rendimento térmico é 30 %. Admitindo que o combustível forneça 40 MJ ao
ciclo por quilograma de combustível queimado, determine o consumo de combustível
nessa condição operacional e a taxa de transferência de calor rejeitada no ambiente.

7.36 – Calcule o trabalho necessário para obter 250 g de gelo a partir de água líquida a
10 oC. Admita que seu refrigerador seja acionado por um motor com potência de 750
W e que o ciclo de refrigeração apresenta coeficiente de desempenho igual a 3,5.
Considerando que a única carga térmica é a devida à água no congelador do
refrigerador, calcule o tempo necessário para completar a operação de resfriamento.

7.42 – A figura abaixo mostra um motor térmico acoplado a uma bomba de calor.
Admita que TH1 = TH2 > Tamb. Considere cada uma das condições operacionais indicadas
a seguir (as taxas de transferência de calor e as potencias estão expressas em kW) e
determine se o arranjo satisfaz a 1a lei. Verifique, também, se o arranjo viola a 2a lei da
termodinâmica.

7.45 – Um motor térmico que opera segundo um ciclo de Carnot tem uma eficiência de
40 %. Se a temperatura mais elevada é aumentada de 10 %, qual é a nova eficiência,
mantendo a temperatura mais baixa inalterada?

7.51 – O motor de um automóvel consumiu 5 kg de combustível (equivalente à adição


de Qq a 1500 K) e transferiu energia para o ambiente, por meio dos gases de combustão
e do radiador, numa temperatura média de 750 K. admitindo que o combustível forneça
40 MJ/kg, determine o trabalho máximo que esse motor pode fornecer nesse
experimento.

7.54 – A figura ao lado mostra o esquema de uma


máquina cíclica que é utilizada para transferir
calor de um reservatório térmico a alta
temperatura para outro a baixa temperatura
determine, utilizando os valores fornecidos na
figura, se essa máquina é reversível, irreversível
ou impossível.

7.63 – A temperatura máxima alcançada num tipo de coletor de energia solar é 100 oC.
A energia coletada deve ser utilizada como fonte térmica num ciclo motor. Qual é o
máximo rendimento térmico do motor se a temperatura do ambiente for igual a 10 oC?
O que aconteceria, se o coletor fosse projetado para concentrar a energia de modo que
a temperatura máxima fosse alterado para 300 oC?

7.66 – É necessário, numa experiência criogênica, manter a temperatura de um


recipiente a -125 oC enquanto o ambiente, a 20 oC, transfere 100 W de calor ao
recipiente. Qual é a mínima potência necessária para acionar um sistema de refrigeração
que atenda estes requisitos?

7.93 – Dióxido de carbono é utilizado em um ciclo de refrigeração de gás ideal. Calor


é recebido a 250 K e rejeitado a 325 K. o fluido de trabalho opera entre os níveis de
pressão de 1200 e 2400 kPa. Determine o coeficiente de desempenho de refrigerador e
a troca de calor a baixa temperatura por kg de fluido que circula no ciclo (kJ/kg).
Respostas:
7.21 – 750 W
7.24 – 1313 W, 750 W
6.108/7.27 – 0,35 W, 11,7 kW, 7,3 kW, 2,33
7.30 – 1,53 g/s, 42,9 kW
7.36 – 36 s
7.42 – 1o: S, N, N; 2o: S, N, N
7.45 – 45 %
7.51 – 100 MJ
7.54 – Impossível
7.63 – 24 %, 50,6 %
7.66 – 98 W
7.93 – 3,33, 49,7 kJ/kg

Exercícios Recomendados do Livro Termodinâmica Yunus A. Cengel


Michael A. Boles

Máquinas Térmicas e Eficiência Térmica

Pag: 315

6-8C; 6-9C; 6-11C; 6-12C; 6-13C; 6-16E; 6-17; 6-23

Refrigeradores e Bombas de Calor

Pag: 316

6-29C; 6-30C; 6-33C (Importante); 6-36C; 6-37C; 6-38C (importante)


6-39E; 6-42, 6-43

Pág: 318

6-56; 6-57

Moto-Contínuo

6-58C

O Ciclo de Carnot e os Princípios de Carnot

Pág: 319

6-69C (importante); 6-70C (importante);


Processos Reversíveis e Irreversíveis

Pag: 319

6-66C e 6-67C (Extremamente importante)

Máquinas Térmicas de Carnot

Pág: 319

6-74C; 6-80E

Pág: 320

6-84 C: 6-85 (Extremamente importante):

Refrigeradores e Bombas de calor de Carnot

6-91 (Importante); 6-93; 6-95; 6-96

Pag: 321

6-106 (Extremamente importante)

Pag: 322

6-110 ( Fortemente recomendável)


Entropia

Capítulo 7

Problemas:

Pag. 398

7-3C; 7-6C; 7-9C

Variações de Entropia de substâncias Puras

Pág: 399

7-31E; 7-32; 7-36; 7-38E; 7:39; 7-46;

Pág: 401

7:48E (importante)

7-51 (Extremamente importante)

Variação de Entropia dos Gases ideais

Pág: 403

7-71 (Extremamente Importante)


7-75

Pág: 404

7-86 (Extremamente Importante)


7-88E (Extremamente Importante)
7-98 (Extremamente Importante)
7-102 ((Extremamente Importante)

Pág: 406 7-11


Formulário
1a Lei: -- Sistema Fechado - 𝑑𝐸 = 𝑑𝑈 + 𝑑𝐸𝑐 + 𝑑𝐸𝑝 = 𝛿𝑄 − 𝛿𝑊
𝑑𝐸 𝑑𝑈 𝑑𝐸𝑐 𝑑𝐸𝑝 𝑉2 𝑉2
-- Volume de Controle - = + + = 𝑄̇ − 𝑊̇ + ∑𝑒 𝑚̇ (ℎ + + 𝑔𝑍) − ∑𝑠 𝑚̇ (ℎ + +
𝑑𝑡 𝑑𝑡 𝑑𝑡 𝑑𝑡 2 2
𝑔𝑍)

Título: x = mv / mt
𝑣 = (1 − 𝑥)𝑣𝑙 + 𝑥𝑣𝑣
ℎ = (1 − 𝑥)ℎ𝑙 + 𝑥ℎ𝑣
𝑠 = (1 − 𝑥)𝑠𝑙 + 𝑥𝑠𝑣

Entalpia: 𝐻 = 𝑈 + 𝑃𝑉
1 𝛿𝑄 𝜕𝑢 1 𝛿𝑄 𝜕ℎ
Calores Específicos: 𝐶𝑉 ≡ ( ) =( ) ; 𝐶𝑃 ≡ ( ) =( )
𝑚 𝜕𝑇 𝑉 𝜕𝑇 𝑚 𝜕𝑇 𝑃 𝜕𝑇 𝑃
𝑉

Gás Ideal: 𝑃𝑉 = 𝑁𝑅𝑇


Constante Universal dos Gases: R = 8,3145 J mol-1 K-
𝑉
Trabalho de expansão realizado pelo sistema: 𝑊 = ∫𝑉 2 𝑃𝑒𝑥𝑡 𝑑𝑉
1

Equações fundamentais: 𝑑𝑈 = 𝑇𝑑𝑆 − 𝑃𝑑𝑉 𝑑𝐻 = 𝑇𝑑𝑆 + 𝑉𝑑𝑃


𝑞𝑠𝑎𝑖
Eficiência Térmica: 𝜂𝑇 = 1 -
𝑞𝑒𝑛𝑡

𝑞𝑠𝑎𝑖 𝑇𝐹
Eficiência do ciclo de Carnot 𝜂 𝑇 = 1 - =1−
𝑞𝑒𝑛𝑡 𝑇𝑄

1
Eficiência do ciclo Otto 𝜂 𝑇;𝑂𝑡𝑡𝑜 = 1 −
𝑟 𝑘−1

r é a razã o de compressã o e k é a razã o dos calores específicos

𝑉𝑚á𝑥
𝑟=
𝑉𝑚𝑖𝑛
𝑐𝑝
𝑘=
𝑐𝑣

Fluxo mássico

𝑊̇
𝑚̇𝑠 =
𝑤

Relações Isentrópicas

Gases ideais

k −1
 T2  v 
  =  1 
 T1  s =const  v2 
( k −1) / k
 T2  P 
  =  2 
 T1  s =const  P1 