Você está na página 1de 2

ATIVIDADE DE FÍSICA PROFESSOR (A): M.

e WANDERSON CARVALHO DATA: _______/_______/ 2019

NOME: Nº: DISC.: SÉRIE:2° ANO

1.(FURG) Quando um feixe luminoso passa de um em muitas direções e forma uma figura de intensidade
meio para outro de maior índice de refração, ocorre o variável. Em geral, essa figura se caracteriza por
seguinte: apresentar máximos e mínimos de intensidade bem
a) o feixe aumenta de velocidade e afasta-se da definidos em diversas posições da região adiante do
normal. obstáculo ou fenda.
b) o feixe diminui de velocidade e aproxima-se da O fenômeno abordado no texto é conhecido como:
normal. a) reflexão b) refração c) dispersão
c) o feixe não altera a velocidade mas apenas diminui d) difração e) polarização
o comprimento da onda.
d) o feixe diminui de velocidade e afasta-se da normal. 6.(UFRS) Quando um feixe luminoso incide sobre a
e) o feixe aumenta a velocidade e diminui o superfície lisa que separa dois meios transparentes
comprimento de onda. diferentes, uma parte da luz incide volta ao meio de
origem da luz e outra parte penetra no segundo meio.
2.(FURG) Um raio luminoso, ao atravessar a Os fenômenos básicos envolvidos nesse
superfície de separação entre os meios (1) e (2), se comportamento da luz são conhecidos como
afasta da normal, conforme figura abaixo. Então a) reflexão e refração b) reflexão e difração
podemos dizer que c) refração e difração d) dispersão e
interferência
e) interferência e polarização

7. (UFMG) Todas as afirmativas a respeito de ondas


estão corretas, exceto
a) as ondas eletromagnéticas são ondas
longitudinais, enquanto as ondas sonoras são
transversais.
b) as ondas sonoras se propagam em qualquer meio
a) a velocidade de propagação da luz no meio (1) é material, mas não se propagam no vácuo.
maior que no meio (2). c) Quando duas ondas se propagam,
b) a frequência da radiação luminosa no meio (1) é simultaneamente, em um meio elástico, o
maior que no meio (2). deslocamento de cada partícula do meio, em um dado
c) a velocidade de propagação da luz no meio (1) é instante, é a resultante dos deslocamentos que cada
menor que no meio (2). onda comunicaria à partícula, se atuasse
d) a frequência da radiação luminosa no meio (1) é isoladamente.
menor que no meio (2). d) Quando uma onda incide perpendicularmente na
e) a velocidade e a frequência da luz não se alteram superfície de separação de dois meios, ao passar
ao passar do meio (1) para o meio (2). para o segundo meio, sua direção não se altera,
mesmo se as velocidades de propagação dessa onda
3.(FURG) A propriedade que uma onda possui de nos dois meios forem diferentes.
contornar um obstáculo ao ser parcialmente e) Toda e qualquer onda, em meios uniformes de
interrompida por ele é conhecida por homogêneos, se propaga em linha reta.
a) reflexão b) refração c) difração
d) polarização e) interferência 8. (UFPA) A temperatura do ar, na superfície da Terra,
não é a mesma em todos os pontos, acarretando uma
4.(UFRGS) Associe os fenômenos com as situações mudança de direção nas ondas sonoras devido às
em que eles podem ocorrer. variações de velocidade ocorridas de ponto a ponto.
1- Reflexão da luz numa superfície de vidro lisa. A este fenômeno físico denominamos:
2- Eco. a) difração b) refração c) polarização
3- Passagem da luz do Sol por um orifício pequeno. d) interferência e) reverberação
4- Passagem da luz do Sol de uma prisma de vidro
para o ar. 9. (UFES) Um movimento ondulatório propaga-se
5- Onda estacionária produzida em um tubo de órgão. para a direita e encontra o obstáculo AB, onde ocorre
( ) Polarização ( ) Interferência ( ) Refração o fenômeno representado na figura, que é o de:
A relação numérica de cima para baixo, da coluna
acima, que estabelece a seqüência de associações
corretas é
a) 2 - 5 - 3 b) 3 - 4 - 1 c) 1 - 5 - 4
d) 1 - 2 - 4 e) 3 - 2 - 5

5.(UFRGS) Quando um feixe de luz coerente incide a) difração b) refração c) polarização


sobre um obstáculo que possui uma pequena fenda, d) interferência e) difusão
a luz que passa pela fenda continua se propagando
10. Duas ondas de mesma amplitude se propagam polarização, é correto afirmar que o mesmo pode
numa corda uniforme, em sentidos contrários, ocorrer:
conforme a ilustração abaixo. No instante em que o
pulso (1) ficar superposto ao pulso (2), a forma da a) somente com ondas eletromagnéticas.
corda será: b) somente com ondas transversais.
c) somente com ondas longitudinais.
d) somente com a luz branca.
e) com qualquer tipo de onda.

15. (UFES) A interferência da luz mostra que a luz é:


a) um fenômeno corpuscular. b) um fenômeno
a) mecânico.
b) c) um fenômeno elétrico. d) uma onda
longitudinal.
c)
e) um fenômeno ondulatório.
d)
16. (VUNESP-SP) No vácuo, diferentes radiações
e) eletromagnéticas - como ondas de luz, ondas de rádio
e TV, raios X e raios gama - têm sempre:
11. (CESESP-PE) A figura mostra uma corda a) o mesmo comprimento de onda.
excitada nas extremidades por dois pulsos de b) a mesma frequência.
mesmas amplitudes e duração, viajando em sentidos c) o mesmo período.
opostos. Indique a figura que melhor representa o d) a mesma amplitude.
aspecto da corda no intervalo de tempo em que os e) a mesma velocidade.
pulsos estão se superpondo exatamente.
17. (VUNESP-SP) Isaac Newton demonstrou, mesmo
sem considerar o modelo ondulatório, que a luz do
Sol, que vemos branca, é o resultado da composição
adequada de diferentes cores. Considerando hoje o
caráter ondulatório da luz, podemos assegurar que
a) ondas de luz correspondentes às diferentes cores
terão sempre, no vácuo:

b) a) o mesmo comprimento de onda.


c) b) a mesma freqüência.
c) o mesmo período.
d ) a mesma amplitude.
e) a mesma velocidade.
d)
18. (MACK-SP) A experiência de Young, relativa aos
fenômenos de interferência luminosa, veio mostrar
e) que:
a) a interferência só é explicada satisfatoriamente
através da teoria ondulatória da luz.
b) a interferência só pode ser explicada com base na
12. (UFCE) Para que ocorra difração, a onda deve teoria corpuscular de Newton.
encontrar: c) tanto a teoria corpuscular quanto a ondulatória
a) um obstáculo de dimensões muito menores que explicam satisfatoriamente esse fenômeno.
seu comprimento de onda. d) a interferência pode ser explicada
b) uma fenda de dimensões muito maiores que seu independentemente da estrutura íntima da luz.
comprimento de onda. e) N.d.a.
c) uma fenda de dimensões muito menores que seu
comprimento de onda. 19.(OSEC-SP) As cores que aparecem numa bolha
d) uma fenda ou obstáculo de dimensões da mesma de sabão são devidas a:
ordem de grandeza do seu comprimento de onda. a) interferência. b) polarização. c) difração.
d) dispersão. e) N.d.a.
13. (UFRS) A principal diferença entre o
comportamento de ondas transversais e de ondas 20. (PUC-SP) A hipótese de a luz ser constituída por
longitudinais consiste no fato de que estas: ondas transversais é exigida pelo fenômeno da:
a) não produzem efeitos de interferência. a) reflexão. b) refração. c) difração.
b) não se refletem. d) polarização. e) difusão.
c) não se refratam.
d) não se difratam. 21. (UFRS) Duas cordas de violão foram afinadas de
e) não podem ser polarizadas. modo a emitirem a mesma nota musical. Golpeando-
se uma delas, observa-se que a outra também oscila,
14. (PUC-RS) O fenômeno da polarização da luz é embora com menor intensidade. Esse fenômeno é
explorado em várias situações da vida diária. conhecido por:
Usam-se polaróides em máquinas fotográficas e a) batimentos. b) interferência. c) polarização.
óculos de sol. Com relação ao fenômeno da d) ressonância. e) amortecimento.