Você está na página 1de 2

NOMES: SUELLEM MADUREIRA SARAIVA, WILLIAM LIMA DUARTE OLIVEIRA

1) No início dos tempos históricos o homem dependia diretamente do espaço circundante


para a produção da sua vida. De que forma essas ações aconteciam?
No início dos tempos o homem habitava em um determinado local, que era um espaço
limitado, e para a perpetuação da sua existência este desenvolveu um conhecimento sobre a
natureza. Pois houve a necessidade de conhecê-la para o desenvolvimento desse homem.

2) Após o surgimento do capitalismo que tipos de mudanças foram mais observadas nesse
modo de produção?

Foi somente com o advento das forças produtivas e dos meios de produção que pode se
ver a formação do capitalismo e as mudanças provenientes desse acontecimento. O surgimento
do sistema capitalista causou um aprofundamento da divisão social e geográfica do trabalho,
separando o homem dos meios de produção. A propriedade cada vez mais foi saindo das mãos
daquele que produz diretamente, indo se concentrar na mão dos detentores do capital

3) O que o autor quer dizer: "a escala local não é mais a chave das decisões dos poderes
que as afetam"?
Quando o autor diz "a escala local não é mais a chave das decisões dos poderes que afetam"
refere-se ao homem que deixa de ser um homem local e passa agora a ser um homem global,
pois este não mais utiliza-se de técnicas locais produzidas por ele próprio, e sim de uma
tecnologia mundialmente aceita, vizando apenas o acúmulo de capital através do lucro.
4) Que tipo de transformações pôde ser observável a partir da introdução de uma
agricultura comercial, em espaços das agriculturas de subsistência? Descreva um pouco
das suas diferenças.
Diz-se que a mudanças na diferenciação do espaço agrícola devido às virtualidade naturais e as
técnicas utilizadas pelos grupos humanos é um fato atual na história. Existindo uma
diferenciação espontânea e mais adiante uma diferenciação especulativa do espaço. O
acontecimento é verificável quando se introduz a agricultura commercial em regiões de
economia de substistência. Os primeiros movimentos de capitais e de homens que
acompanhavam a nova atividade desencadeiam novos movimentos que causam a redistribuição
da população e de capitais disponíveis em espaços maiores.
5) Localize a África Oriental no mapa e obvserve descrevendo alguns pontos utilizados
pela monocultura e suas transformações.
A sub-região África oriental fica na parte costeira e insular, além do interior, sendo banhada
pelo oceano índico, do continente africano. A entrada de, por exemplo, culturas de café e do
sisal ocasionou a acumulação de investimentos em pontos privilegiados do espaço, tendo
também outras regiões que passaram a ser importantes na produção de alimentos e outras no
fornecimento de mão-de-obra. Os equilíbrios tradicionais que existiam anteriormente foram
rompidos e as outras partes do espaço, que viviam antes de uma forma prórpia, passaram a
participar de um sistema maior.
6) De que forma clasificam-se os capitais necessários a efetivação dos empreendimentos
agrícolas modernos?
Podem ser classificados em três: capitais fixos (que são usados na criação de infraestruturas de
uso coletivo – teoricamente), capitais fixos (capitais fixos com objetivo de criar ou renovar os
meios de produção) e capitais variáveis (aplicados na esfera de produção, na esfera da
distribuição e comercialização).
7) Quais são as diferenças entre o capital novo e o capital velho?
No espaço agrícola existe dois tipos de capital: o capital novo, valorizado, que escolhe lugares
privilegiados onde, ajudado pelo Estado, pode se reproduzir melhor e de uma forma mais
rápida. Já o capital desvalorizado é o velho, que se evidenciar em atividades menos rentáveis,
prejudicado pela má qualidade ou até falta de infraestruturas.
8) Porque em certas regiões ou espaços a atividade agrícola se torna um privilégio dos
detentores dos grandes capitais?
Pelo fato de as vias de comunicação mudar o valor das terras e aqueles que tem mais dinheiro
para pagar desembolsam um capital fixo elevado, acabando por provocar uma valorização
singular do espaço. Na verdade, a tendência é um conluio entre capitais bancários e fundiários,
podendo ester ser absorvidos pelos primeiros, quando não germinam dos primeiros.