Você está na página 1de 11

Professora Florence

1. (G1 - ifsp 2012) Ondas eletromagnéticas só podem ser percebidas pelos nossos olhos
quando dentro de determinada faixa de frequência. Fora dela não podem ser vistas, apesar de
ainda poderem ser detectadas por outros meios. Numeradas por I, II e III, são apresentadas
algumas características ou aplicações de determinadas ondas eletromagnéticas. Em seguida,
estão identificados pelos números de 1 a 5 os nomes usuais de certas radiações.

I. É emitido por corpos aquecidos e é através deste tipo de radiação que recebemos o calor do
Sol. Permite a fabricação de óculos para visão noturna, dentre outras aplicações
tecnológicas.
II. É um fator importante na produção de melanina, o pigmento que bronzeia a pele, mas o
excesso de exposição a este tipo de radiação pode provocar câncer de pele.
III. Produzidos pela rápida desaceleração de elétrons que incidem num alvo metálico, são
largamente utilizados em medicina na realização de exames de imagens.

1) Ultravioleta
2) Micro-ondas
3) Infravermelho
4) Raios Gama
5) Raios X

A alternativa que contém os números relacionados aos nomes das radiações correspondentes
a I, II e III, nessa ordem, é:
a) 1, 3 e 5.
b) 2, 5 e 4.
c) 3, 1 e 5.
d) 3, 4 e 2.
e) 2, 1 e 5.

Resposta:

[C]

I. Corpos aquecidos emitem radiação não visível. Essa radiação, que costumamos chamar de
mormaço, está na faixa do infravermelho.
II. Fator importante na produção de melanina é a radiação ultravioleta que, absorvida em
excesso, pode se tornar perigosa ao ser humano.
III. Importante na medicina são as radiografias, que usam os raios X.

2. (Ufsm 2012) A presença e a abrangência dos meios de comunicação na sociedade


contemporânea vêm introduzindo elementos novos na relação entre as pessoas e entre elas e
o seu contexto. Rádio, televisão e telefone celular são meios de comunicação que utilizam
ondas eletromagnéticas, as quais têm a(s) seguinte(s) propriedade(s):

I. propagação no vácuo.
II. existência de campos elétricos variáveis perpendiculares a campos magnéticos variáveis.
III. transporte de energia e não de matéria.

Está(ão) correta(s)
a) apenas I.
b) apenas II.
c) apenas III.
d) apenas I e II.
e) I, II e III.

Página 1 de 11
Professora Florence

Resposta:

[E]

A velocidade de propagação de uma onda qualquer depende das condições do meio. No caso
das ondas eletromagnéticas, a propagação ocorre também no vácuo, em que a velocidade é
8
máxima, c = 3×10 m/s. Essas ondas são formadas por campos magnéticos variáveis,
perpendiculares entre si, transportando energia e momento, sem transportar matéria.

3. (G1 - ifsc 2012) Em dias de tempestade, podemos observar no céu vários relâmpagos
seguidos de trovões. Em algumas situações, estes chegam a proporcionar um espetáculo à
parte. É CORRETO afirmar que vemos primeiro o relâmpago e só depois escutamos o seu
trovão porque:

a) o som se propaga mais rápido que a luz.


b) a luz se propaga mais rápido que o som.
c) a luz é uma onda mecânica.
d) o som é uma onda eletromagnética.
e) a velocidade do som depende da posição do observador.

Resposta:

[B]

Vemos o relâmpago quase que instantaneamente, pois a velocidade da luz no ar é cerca de


300.000.000 m/s, enquanto o som do trovão propaga-se a 340 m/s, bem mais lento que a luz.

4. (G1 - cps 2012) Em Portugal, a cidade do Porto aceitou o desafio de um fabricante de


lâmpadas e instalou luminárias que usam a tecnologia dos LEDs de alta potência e emitem
uma tonalidade de cor mais agradável, ao mesmo tempo que poupam energia.
Sobre a propagação de ondas, assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente,
o texto a seguir.

Seja qual for o tipo de lâmpada utilizada, a luz propaga-se como uma onda
____________ no vácuo e também em meios materiais, desde que estes sejam ____________
ou sejam _____________.

Página 2 de 11
Professora Florence
a) mecânica – opacos – transparentes
b) mecânica – translúcidos – transparentes
c) eletromagnética – opacos – translúcidos
d) eletromagnética – opacos – transparentes
e) eletromagnética – transparentes – translúcidos

Resposta:

[E]

Luz é onda eletromagnética que se propaga nos meios transparentes e translúcidos.

5. (Uem 2012) Três cordas, A, B e C, homogêneas, flexíveis e com densidades lineares μ , 3μ


e 2μ , respectivamente, são conectadas na sequência ABC. Em uma das extremidades livres
do conjunto, a corda C é mantida fixa, enquanto na outra extremidade livre, na corda A, um
pulso mecânico é repentinamente aplicado. Considerando que o conjunto é mantido reto na
horizontal e desprezando a resistência do ar e a ação da gravidade, assinale o que for correto.
01) Na junção AB, parte do pulso é refratada para B, enquanto outra parte é refletida em A,
com inversão de fase.
02) Na corda B, o pulso é transmitido com uma velocidade maior que nas cordas A e C.
04) Na junção BC, o pulso é refratado.
08) Na corda C, o pulso é transmitido com velocidade maior que na corda B.
16) Nas junções AB e BC, o pulso é refratado com inversão de fase.

Resposta:

01 + 04 + 08 = 13.

01) Correta. Quando o pulso atinge a junção propagando-se da corda menos densa para a
mais densa, ele se divide em dois outros pulsos: um refratado, que mantém a fase, e outro
refletido, que sofre inversão de fase.
02) Incorreta. De acordo com a equação de Taylor, a velocidade de propagação (v) do pulso é
inversamente proporcional à raiz quadrada da densidade da corda.
F
v , sendo F a intensidade da força tensora e μ a densidade linear da corda. Como a
μ
corda B é mais densa que a corda A, o pulso transmitido sofre redução na velocidade de
propagação.
04) Correta. Quando o pulso atinge a junção ele se divide em dois outros pulsos: um refratado
e outro refletido
08) Correta. Novamente, pela equação de Taylor, se a corda C é menos densa que a corda B,
a velocidade de propagação do pulso na corda C é maior do que na corda B.
16) Incorreta. Na refração não ocorre inversão de fase.

6. (G1 - cps 2011) Na Copa do Mundo de 2010, a Fifa determinou que nenhum atleta poderia
participar sem ter feito uma minuciosa avaliação cardiológica prévia. Um dos testes a ser
realizado, no exame ergométrico, era o eletrocardiograma.
Nele é feito o registro da variação dos potenciais elétricos gerados pela atividade do coração.
Considere a figura que representa parte do eletrocardiograma de um determinado atleta.

Página 3 de 11
Professora Florence

Sabendo que o pico máximo representa a fase final da diástole, conclui-se que a frequência
cardíaca desse atleta é, em batimentos por minuto,
a) 60.
b) 80.
c) 100.
d) 120.
e) 140.

Resposta:

[D]

Pelo gráfico, vemos que o período do batimento desse atleta é 0,5 s.


Como a frequência é o inverso do período, vem:
1 1
f   2 Hz.
T 0,5
Logo, são 2 batimentos por segundo ou 120 batimentos por minuto.

7. (Ifsul 2011) Uma recomendação importante, nos dias de hoje, é o uso de protetor solar,
como forma de proteção dos raios ultravioleta (UV) oriundos do Sol, que podem causar, dentre
outros problemas, envelhecimento precoce e câncer de pele. Esses raios UV são
a) uma forma de radioatividade gerada pelas reações nucleares do sol.
b) ondas eletromagnéticas de frequência maior do que a da luz visível.
c) ondas eletromagnéticas de comprimento de onda maior do que o da luz visível.
d) uma radiação eletromagnética de frequência semelhante à dos raios infravermelhos.

Resposta:

[B]

Para o corpo humano, as radiações eletromagnéticas tornam-se nocivas para frequências


maiores que a da luz visível, ou seja, a partir das radiações ultravioletas.

Página 4 de 11
Professora Florence
8. (Ufsm 2011) O som é uma onda mecânica longitudinal percebida por muitos seres vivos e
produzida por vibrações mecânicas, as quais podem ser induzidas por causas naturais, como o
vento. O objeto que, ao vibrar, produz um som, é chamado de fonte sonora.
Uma certa fonte sonora, vibrando com frequência de 480 Hz, produz uma onda sonora que se
desloca no ar, com velocidade de módulo 340 m/s, num referencial em que o ar está parado.
Se a mesma fonte vibrar com frequência de 320 Hz, o módulo da velocidade de propagação da
onda sonora correspondente, no ar, em m/s, é
a) 113,3.
b) 226,7.
c) 340,0.
d) 510,0.
e) 1020,0.

Resposta:

[C]

A velocidade de uma onda sonora em um meio independe da frequência. Portanto, mantidas


as condições do meio, a velocidade de propagação é 340 m/s para qualquer frequência.

9. (G1 - ifce 2011) O fenômeno da refração de uma onda sonora pode ser explicado pela
passagem da onda de um meio para outro de propriedades diferentes, mantendo constante(s)
a) a frequência, a velocidade e o comprimento de onda.
b) somente a velocidade.
c) somente o comprimento de onda
d) somente a frequência
e) apenas a frequência e o comprimento de onda

Resposta:

[D]

Quando uma onda é refratada, seja ela de qualquer natureza, variam velocidade e
comprimento de onda, mantendo-se constantes o período e a frequência.

10. (Uepg 2011) Os fenômenos sonoros estão relacionados com a vibração de corpos
materiais, portanto, sempre que se escuta um som, há um corpo material vibrando. Sobre as
ondas sonoras, assinale o que for correto.
01) O som audível se localiza numa escala entre infrassom e o ultrassom.
02) A característica de uma onda sonora que a classifica como calma ou barulhenta é chamada
de amplitude.
04) Uma onda sonora de baixa frequência é um som grave.
08) O efeito doppler é uma característica observada nas ondas sonoras de modo geral, ele
ocorre devido à alteração de frequência da onda, em razão do movimento da fonte ou do
observador.
16) Reverberação é a confusão de sons que chegam aos nossos ouvidos em tempos
diferentes, em virtude de que cada frequência de onda apresenta velocidades diferentes.

Resposta:

01 + 02 + 04 + 08 = 15

Justificando a incorreta:

16) Reverberação é a confusão de sons que chegam aos nossos ouvidos em tempos
diferentes, (essa afirmação está correta) em virtude de que cada frequência de onda
apresenta velocidades diferentes. (essa justificativa está errada). A confusão ocorre porque

Página 5 de 11
Professora Florence
os sons foram emitidos em tempos diferentes, ou porque percorreram trajetórias diferentes,
porém com a mesma velocidade, porque se propagam no mesmo meio.

11. (Epcar (Afa) 2011) Um instantâneo de uma corda, onde se estabeleceu uma onda
estacionária, é apresentado na figura abaixo.

Nesta situação, considerada ideal, a energia associada aos pontos 1, 2 e 3 da corda é apenas
potencial.
3
No instante igual a de ciclo após a situação inicial acima, a configuração que melhor
4
representa a forma da corda e o sentido das velocidades dos pontos 1, 2 e 3 é

a)

b)

c)

d)

Resposta:

[C]

Na primeira metade do período, os pontos 1 e 3 descem e o ponto 2 sobe. Na segunda metade

Página 6 de 11
Professora Florence
do período, ocorre o inverso: 1 e 3 sobem e 2 desce.
A cada um quarto de período da onda, cada ponto da corda desloca verticalmente 1 da
4
amplitude, o que corresponde a uma divisão na figura dada. Assim, no instante igual a 3 do
4
período, a partir da situação mostrada, os pontos 1 e 3 desceram duas divisões e subiram uma
divisão, estando sobre a linha central; o ponto 2 subiu duas divisões e desceu uma, estando
também sobre a linha central. Ou seja, a corda está coincidindo com a linha central, com os
pontos 1 e 3 subindo e o ponto 2 descendo, como mostrado na opção C.

12. (Fuvest 2011) Em um ponto fixo do espaço, o campo elétrico de uma radiação
eletromagnética tem sempre a mesma direção e oscila no tempo, como mostra o gráfico
abaixo, que representa sua projeção E nessa direção fixa; E é positivo ou negativo conforme o
sentido do campo.

Radiação eletromagnética Frequência f (Hz)

Rádio AM 106

TV (VHF) 108
10
micro-onda 10

infravermelha 1012

visível 1014

ultravioleta 1016
18
raios X 10

raios 
20
10

Consultando a tabela acima, que fornece os valores típicos de frequência f para diferentes
regiões do espectro eletromagnético, e analisando o gráfico de E em função do tempo, é
possível classificar essa radiação como
a) infravermelha.
b) visível.
c) ultravioleta.
d) raio X.
e) raio  .

Resposta:

Página 7 de 11
Professora Florence
[C]

Do gráfico, concluímos que o tempo entre dois picos consecutivos (período) é T = 10–16 s.

Como:
1 1
 16  f = 10 Hz, o que corresponde à radiação ultravioleta.
16
f=
T 10

13. (Uepg 2010) No que respeita às propriedades das ondas sonoras, assinale o que for
correto.
01) A velocidade de propagação do som independe de sua intensidade.
02) Ao sofrer a refração, uma onda sonora apresenta variação na sua frequência,
permanecendo constantes o seu comprimento e a sua amplitude.
04) A difração das ondas sonoras em nossas experiências do dia a dia é um fenômeno de
pouca expressão.
08) A ocorrência do eco ou da reverberação depende da distância do observador em relação à
superfície refletora.

Resposta:

01 + 08 = 09

(01) Correta. A velocidade de propagação de uma onda depende das características (natureza
e forma) da própria onda e do meio de propagação. Independe de sua intensidade.
(02) Errada. Ao sofrer refração, variam a velocidade da onda e seu comprimento de onda. A
frequência não se altera.
(04) Errada. A difração de ondas sonoras é muito importante no dia a dia. É devido a ela que
se pode ouvir um som, mesmo quando há obstáculos entre o ouvinte e a fonte. Como
exemplo, podemos citar um carro buzinando ao se aproximar de um cruzamento; mesmo
não podendo ver o veículo é possível ouvir o som da buzina.
(08) Correta. Eco e reverberação são fenômenos ligados ao intervalo de tempo entre as
recepções de dois sons que, partindo da mesma fonte, seguem percursos diferentes,
sofrendo reflexões em diversas superfícies. Dependem, portanto, da distância relativa
entre o observador e a fonte refletora.

14. (Enem cancelado 2009) A ultrassonografia, também chamada de ecografia, é uma técnica
de geração de imagens muito utilizada em medicina. Ela se baseia na reflexão que ocorre
quando um pulso de ultrassom, emitido pelo aparelho colocado em contato com a pele,
atravessa a superfície que separa um órgão do outro, produzindo ecos que podem ser
captados de volta pelo aparelho. Para a observação de detalhes no interior do corpo, os pulsos
sonoros emitidos têm frequências altíssimas, de até 30 MHz, ou seja, 30 milhões de oscilações
a cada segundo.

A determinação de distâncias entre órgãos do corpo humano feita com esse aparelho
fundamenta-se em duas variáveis imprescindíveis:
a) a intensidade do som produzido pelo aparelho e a frequência desses sons.
b) a quantidade de luz usada para gerar as imagens no aparelho e a velocidade do som nos
tecidos.
c) a quantidade de pulsos emitidos pelo aparelho a cada segundo e a frequência dos sons
emitidos pelo aparelho.
d) a velocidade do som no interior dos tecidos e o tempo entre os ecos produzidos pelas
superfícies dos órgãos.
e) o tempo entre os ecos produzidos pelos órgãos e a quantidade de pulsos emitidos a cada
segundo pelo aparelho.

Página 8 de 11
Professora Florence

Resposta:

[D]

Como se trata de eco, a onda sonora percorre duas vezes a distância (D) a ser determinada no
intervalo de tempo (t) entre a emissão e a recepção. Sendo v a velocidade de propagação do
som no tecido, vem:

v t
2 D = v t  D = .
2

Portanto, as variáveis envolvidas na determinação de distâncias com a técnica da


ultrassonografia são a velocidade de propagação e o tempo.

15. (Unemat 2010) Uma onda, qualquer que seja ela, pode ser classificada, quanto à sua
natureza, basicamente em onda mecânica, onda eletromagnética ou onda de matéria.
Com relação ao tema é correto dizer.
a) As ondas sonoras se propagam no vácuo com velocidade próxima à velocidade das ondas
eletromagnéticas.
b) A velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas é da ordem de 300.000 m/s.
c) As ondas sonoras e as eletromagnéticas são sempre transversais.
d) Numa onda longitudinal, as partículas do meio vibram na mesma direção em que se dá a
propagação da onda.
e) A frequência da onda é um elemento característico da fonte que a criou, cuja grandeza
corresponde ao tempo de cada vibração gerada pela fonte.

Resposta:

[D]

a) Falsa. Ondas sonoras não se propagam no vácuo.


b) Falsa. A velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas depende do meio e, no
vácuo, é c = 300.000.000 de m/s.
c) Falsa. Ondas sonoras são longitudinais ou mistas.
d) Verdadeira.
e) Falsa. O tempo de cada vibração é o período. A frequência é a quantidade de vibrações por
unidade de tempo.

16. (Ufrgs 2010) A figura a seguir representa dois pulsos produzidos nas extremidades
opostas de uma corda.

Assinale a alternativa que melhor representa a situação da corda após o encontro dos dois
pulsos.

Página 9 de 11
Professora Florence

a)

b)

c)

d)

e)

Resposta:

[B]

Desprezando dissipações de energia, pelo princípio da independência, após o encontro, cada


pulso segue sua trajetória como era antes desse encontro.

17. (G1 - utfpr 2010) Uma estação de rádio transmite suas informações ou números musicais a
partir de uma antena que emite certo tipo de ondas. Essas ondas são:
a) de som.
b) de ultrassom.
c) de raios gama.
d) eletromagnéticas.
e) eletrostáticas.

Resposta:

[D]

Ondas de rádio são ondas eletromagnéticas.

18. (Ueg 2009) Os aviões supersônicos, no ponto de cruzeiro, evitam ter o mesmo valor da
velocidade do som no ar. Desta forma, procuram manter uma velocidade maior. Justifica-se
esse fato por:
a) não trazer insegurança para a aeronave e desconfortos para a tripulação, pois as amplitudes
sonoras geradas pelo avião se somam, tornando a intensidade do som altíssima.
b) trazer segurança à aeronave, pois, com velocidade acima da velocidade do som, ela ficaria
indestrutível em relação às outras que possuem velocidades menores.
c) fatores aerodinâmicos, pois essas aeronaves foram projetadas para que, nessa velocidade,
haja uma maior economia de combustível.

Página 10 de 11
Professora Florence
d) critérios técnicos, pois estando acima da velocidade do som, os ventos no sentido contrário
à aeronave não atrapalhariam o voo.

Resposta:

[A]

Quando se ultrapassa a velocidade do som ocorre a superposição de duas ondas sonoras, a


que vai e a que vem, causando interferência que provoca o deslocamento de uma massa de ar
muito grande, percebido pelo ser humano como um intenso estrondo.
A resposta também poderia ser obtida por exclusão, uma vez que as demais opções trazem
justificativas estranhas, quando não, absurdas.

Página 11 de 11