Você está na página 1de 4

Aparições marianas e a Crise da pandemia do Coronavirus

No céu coberto de nuvens acima da colunata norte da Praça de São Pedro se viu uma formação de nuvens
de forma humana com uma luz em seu centro, esta foi uma aparição mariana? Comentário por Michael
Hesemann

Vaticano (kath.net) Quando o Papa Francisco pediu misericórdia a Deus para a humanidade atemorizada
com o medo da pandemia do Coronavirus na praça vazia de São Pedro na noite de 27 de março de 2020,
ele talvez não estivesse sozinho. No céu coberto de nuvens acima da colunata norte da Praça de São Pedro,
uma formação de nuvens de forma humana apareceu com uma luz em seu centro. Milhares de fiéis que
notaram isso durante a transmissão ao vivo do canal do Vaticano estão convencidos de que foi uma
aparição de Nossa Senhora que sinalizou aos fiéis que eles não estão sozinhos nesta hora de necessidade.
Embora seja ocioso especular se o fenômeno celeste é realmente a Mãe de Deus ou apenas uma formação
de nuvens "aleatória", os renomados mariólogos também estão procurando pistas para a pandemia nas
mensagens de aparições marianas reconhecidas e ainda não reconhecidas dos últimos 150 anos. Embora
não houvesse indícios de uma epidemia mundial nas mensagens de La Salete e Lourdes ou em Fátima,
certamente se encontram indícios em novas "aparições" sobre as quais nenhum julgamento foi feito pela
Igreja – nem positivo nem negativo, mas simplesmente "non constat de sobrenaturalitate", ou seja, (até
agora) a sua origem sobrenatural não foi comprovada.
Garabandal e a proibição do culto público
O exemplo mais famoso são as supostas aparições marianas de Garabandal no norte da Espanha. Entre
1961 e 1965, diz-se que Nossa Senhora apareceu dezenas de vezes para as quatro meninas Maria Loly
Mazon (12), Conchita Gonzalez (12), Jacinta Gonzalez (12) e Maria Cruz Gonzalez (11). Às vezes ela vinha
sozinha, às vezes segurava o menino Jesus em seus braços, outras vezes ela estava acompanhada pelo
Arcanjo Miguel. Garabandal recebeu atenção especial porque pela primeira vez o fenômeno do êxtase
poderia ser estudado por médicos e psicólogos. Durante as aparições, as quatro meninas, cujos olhos
estavam fixos no céu, não só se moviam completamente em sincronia, mas também eram completamente
insensíveis à dor, mesmo quando eram picadas com agulhas. Em algumas aparições, eles pareciam levitar
ou tornaram-se tão leves que eles poderiam ser levantados sem esforço. Em uma ocasião, um cinegrafista
filmou uma recepção de comunhão mística na qual uma luz branca na língua das crianças visionárias
gradualmente se transformou em uma Hóstia. Em 2007, Garabandal foi reconhecido como um local de
oração pelo então administrador apostólico, bispo Carlos Osoro (agora Cardeal Arcebispo de Madrid).
As mensagens de Garabandal convocam as pessoas à conversão e à penitência, mas também falam de
eventos futuros que ocorreriam durante a vida do quarto papa, que seguiria João XXIII – por conseguinte
Bento XVI, embora Francisco seja o Papa reinante. Primeiro haveria um aviso mundial para chamar as
pessoas para a conversão, depois, dentro de um ano, acontecerá um grande milagre em Garabandal. A
menina visionária Conchita explicou: "O aviso é algo que vem diretamente de Deus. Todas as pessoas na
Terra serão capazes de vê-lo, não importa onde estejam. Será uma revelação de nossos pecados. Crentes e
não crentes de todas as partes do mundo vão vê-lo e senti-lo... O aviso será terrível, muito mais terrível do
que um terremoto. Será como fogo. Não queimará nossos corpos, mas sentiremos em corpo e alma. Todas
as nações e todas as pessoas sentirão da mesma maneira. Ninguém poderá escapar. E os próprios

1
incrédulos sentirão o medo de DEUS. Não podemos imaginar o quanto insultamos DEUS." O aviso viria logo
após um importante sínodo e ao mesmo tempo como um evento cósmico associado a um cometa ou a
colisão de dois cometas. Este tempo terá chegado, disse Conchita, "quando a missa não poderá mais ser
celebrada livremente; então o mundo terá a maior necessidade que Deus intervenha." Quando Conchita foi
entrevistada sobre esta declaração em 1982, 17 anos após a última aparição, muitos acreditavam que
apenas uma ocupação da Europa Ocidental pelos soviéticos, ou seja, que o governo comunista poderia ser
a razão para a proibição das missas. Mas a vidente se recusou a dar uma razão e continuou afirmando que
"será muito difícil praticar a religião; será muito difícil para os padres celebrarem a missa e abrir as portas
das igrejas para o povo... missas públicas serão proibidas.” Quando perguntada sobre como o aviso estaria
relacionado com o cometa mencionado, ela respondeu em 22 de outubro de 1965: "Eu não sei o que é um
cometa. Se é algo que depende da vontade do povo, então eu digo que não. Se é algo que depende de
Deus, então é possível".
O fato é que foi apenas através da crise do Coronavirus, pela primeira vez nos 1700 anos de história do
Ocidente Cristão, que a celebração pública do Sacrifício da Missa foi proibida em toda a Europa Ocidental.
E que o cometa "Atlas" (também: C/2019 Y4) chegará tão perto da terra em 23 de maio de 2020 que todos
o reconhecerão no céu noturno, pois então brilhará mais que o Vênus. O corpo celeste, seguido por uma
nuvem de gás de 720.000 quilômetros, foi descoberto pelo Asteroid Terrestrial-Impact Last Alert System
(ATLAS) no Havaí em 28 de dezembro de 2019. Não haverá risco de colisão; ele passará ao lado da terra
numa distância de cerca de 117 milhões de quilômetros, enquanto se aproximará do Sol a uma distância de
39 milhões de quilômetros.
Schio e a lei da eutanásia
Schio é uma pequena cidade italiana da província italiana de Vicenza, ao pé dos Alpes. Em 25 de março de
1985, Renato Baron, então com 53 anos, sacristão voluntário da igreja de San Martino, ajoelhou-se em
oração em frente à estátua da Nossa Senhora do Rosário que parecia sorrir para ele e se mover. Então ele
ouviu a voz dela: "A partir de hoje, venha aqui, porque eu tenho que te dizer muitas coisas ... você vai
anotá-las. Volte amanhã... " Baron foi um realista, casado, economista especializado em negócios, que
trabalhou primeiro na indústria têxtil, depois numa empresa de rodovias. Ele foi também vereador de sua
cidade, presidente do grupo parlamentar e secretário do partido dos Democratas Cristãos. Mas a partir
daquele dia que Nossa Senhora lhe apareceu ele se tornou um místico. Testemunhas relatam que um
intenso cheiro de rosas emanava do crucifixo do vidente ou enchia a sala quando ele falou com Nossa
Senhora. Por um tempo, uma estatueta do Menino Jesus chorou lágrimas de sangue.
Maria se chamava de "Rainha do Amor" em Schio e deu a Renato - durante seus encontros místicos - mais
que 1.500 mensagens para o mundo. Em 1987, Renato Barão e seus colaboradores fundaram o
"Movimento Mariano Rainha do Amor" (Movimento Mariano Regina dell' Amore), que visa realizar os
desejos de Maria, que, além da conversão, da oração e da consagração vivida a Maria, também inclui obras
concretas de amor (como um asilo em Schio, estações de missão no Quênia, Brasil e Nepal). Este
movimento foi reconhecido pelo bispo de Vicenza. Quando Renato Baron morreu em 2004, 40 padres e
3.000 fiéis participaram da sua Missa de corpo presente.
Em 28 de dezembro de 2000, Renato havia transmitido uma mensagem de Nossa Senhora: "Quando a lei
da eutanásia for introduzida (na Itália), o mundo terá chegado a um ponto crucial. Então vocês verão com
seus próprios olhos e experimentarão o que a humanidade terá que sofrer porque traiu a Deus." Em 24 de
setembro de 2019, foi aprovada a lei que autoriza a eutanásia na Itália. No mesmo dia, no local de oração
em Schio, caiu a grande cruz de madeira. Uma tentativa de recurso contra a lei da eutanásia falhou com
2
uma decisão do tribunal federal em dezembro de 2019. No mesmo mês houve os primeiros casos de
infecção do Coronavirus na China, e a partir de fevereiro de 2020 também na Itália.
Trevignano Romano
Desde que retornaram de uma peregrinação a Medjugorje, em março de 2016, o casal Gisela e Gianni de
Trevignano Romano (33 km ao norte de Roma) da Sicília tem experimentado sinais e milagres. Primeiro,
uma pequena estátua da Madona, que eles haviam comprado em Medjugorje, começou a derramar
lágrimas de sangue. Em seguida, o "milagre das lágrimas" se repetiu em uma imagem de Jesus
Misericordioso (uma como aquela de Sta. Faustina) que haviam comprado em Roma. Logo depois, desde
junho de 2016, ambos tiveram aparições de Nossa Senhora e receberam mensagens dela. Um milagre do
sol e vários sinais no céu, que também foram fotografados e filmados, parecem confirmar a origem
sobrenatural destas aparições. A uma coleção de mensagens foi dada o Imprimatur pelo Arcebispo de
Cracóvia. Desde o início, a aparição alertou contra uma pandemia que também atingiria Roma.
Aqui apenas alguns exemplos:
18.6.2016: "A peste, a miséria e as pragas afligirão Roma, o que causará morte e desespero."
10.10.2016: "Abram seus corações para seu amor infinito, alimentem-se com o corpo do meu Filho (a Santa
Eucaristia). Rezem que uma doença para a qual não haverá cura possa ser erradicada."
17.1.2017: "Em breve vocês serão forçados a orar novamente em suas casas. Mantenham-se firmes na
recitação diária do Santo Terço, que será o único escudo que irá protegê-los do mal. Eu sempre estarei com
vocês sempre que invocarem meu nome.”
13.5.2017: "Meus amados, a consagração ao meu Coração Imaculado é uma imensa proteção contra as
doenças que estão para vir em breve, e contra os ataques dos demônios."
1.5.2019: "Meus queridos filhos, rezem, rezem, as pragas estão para vir e as epidemias a se espalhar...
Rezem continuamente, meus filhos, os tempos que eu predisse já começaram, mas não tenham medo
porque eu sempre estarei ao seu lado. Meus queridos, este será o tempo da colheita. Então, semeiem bem,
e a quem ainda não o fez, peço-lhe a se converter.”
20.7.2019: "Amados irmãos, amem a Deus de todo o coração, convertam-se, pois chegou o tempo da
justiça. Vocês verão bolas de fogo vindo do céu, a terra não vai parar de tremer, doenças velhas e
enterradas voltarão, e novas doenças se espalharão."
18.2.2020: "Filhos amados, olhem para o que está acontecendo ao seu redor: a Igreja está em colapso,
juntamente com muitas das pessoas consagradas, terremotos acontecem por toda parte, os vírus
encontram seu caminho, a economia está desmoronando. E apesar de tudo isso a fé de vocês continua
sendo fraca? Vocês estão no meio de um turbilhão e numa batalha, e se apenas se dessem conta disso,
fortaleceriam a sua fé e dobrariam seus joelhos em oração. Convertei-vos, filhos, eu estarei com vocês
sempre que me invocam.”
Mas o anúncio mais claro, como está documentado, veio em 28 de setembro de 2019, quando a aparição
anunciou:
"Rezem pela China, porque a partir daí novas doenças virão. Tudo já está pronto para poluir o ar com
bactérias desconhecidas. (...) Rezem pela Igreja, porque os combatentes estão chegando e seu ataque será

3
desastroso. Não se deixem conduzir por lobos disfarçados de cordeiros. Haverá em breve uma grande
reviravolta. Olhem para o céu e verão os sinais do fim dos tempos.”
Todas as mensagens de Maria têm em comum o chamado à conversão, penitência e oração. Também em
Medjugorje, o mais famoso dos locais de aparições ainda não reconhecidos pela Igreja, Nossa Senhora
proclamou em 25 de março de 2020:
"Queridos filhos! Estive com vocês todos esses anos para guiá-los no caminho da salvação. Voltem ao meu
Filho, voltem à oração e ao jejum! Filhos, permitam que Deus fale ao seu coração, pois Satanás está
reinando e quer destruir suas vidas e a terra em que vocês andam. Sejam corajosos e escolhem a
santidade! Vocês verão a conversão em seus corações e em suas famílias, a oração será ouvida, Deus
ouvirá suas súplicas e lhes dará paz..."
É hora de levarmos a sério essas admoestações maternas de Maria e de reconhecermos os sinais dos
tempos. Por muito tempo a humanidade viveu como se Deus não existisse. Mesmo que o coronavírus não
fosse um castigo de Deus, no entanto, ele ameaça cada um de nós existencialmente. Ele coloca em
questão o que para muitos de nós até agora tem sido um estilo de vida assegurado. De repente somos
confrontados com nossa mortalidade, com o fato de que nossas vidas podem acabar a qualquer momento.
Agora sentimos o anseio pelos sacramentos, que de repente parecem tão inatingíveis. E tudo isso nos
lembra que Deus é o Senhor da vida e da morte. Aqueles que confiam nele não precisam ter medo. Mas
cada um de nós fará bem em buscar refúgio na oração e na expiação, especialmente nesta extraordinária
Quaresma de 2020.

Fonte: https://www.kath.net/news/71173 31 de março de 2020, 08:30, tradução do alemão por Pe. Fidelis
Stöckl ORC