Você está na página 1de 12

Índice

Introdução......................................................................................................................2

Fatos administrativos.....................................................................................................3

Classificação dos fatos administrativos.........................................................................3

Situação patrimonial inicial:..........................................................................................3

Fatos Patrimoniais Permutativos...................................................................................3

Diminuições:..................................................................................................................6

Aumento.........................................................................................................................7

Factos Mistos.................................................................................................................8

Lançamentos contabilísticos..........................................................................................8

Princípios para elaboração de lançamentos contabilísticos...........................................8

Formulas de lançamentos contabilísticos......................................................................9

Conclusão.....................................................................................................................11

Bibliografia..................................................................................................................12
Introdução

Nesta primeira fase daremos os primeiros passos na apresentação e aprendizado dos


seguintes temas: fatos administrativos permutativos e modificativos, lançamento
contabilístico. Para isso se faz necessário conhecermos alguns conceitos básicos. Sendo
que tem maior importância o domínio ou conhecer no que realmente acontece nos
diferentes fatos permutativos e modificativos.

Observando os conceitos básicos destes dois fatos, dissemos que fatos permutativos
são aqueles que permutam os elementos componentes do ativo e ou do passivo, sem
modificar o valor do património liquido. Pode ocorrer troca entre os elementos do ativo,
e os elementos do passivo e entre ambos ao mesmo tempo. Ao passo que olhando para
os fatos modificativos, como o nome diz, são aqueles que acarretam alterações, para
mais ou para menos, no património liquido, ou seja, modificam a situação liquida do
balanço patrimonial. Sabemos que no fato modificativo é mas complexa porque ocorre
de duas formas: diminuições e aumento.

Os fatos administrativos são registados através de lançamento. Mas para isso


definiremos lançamentos contabilísticos como sendo um reconhecimento de um ativo,
passivo, receita ou despesa de uma empresa em determinado período de tempo. Existem
4 formulas para se efetuar os lançamentos contabilísticos, na primeira formula
carateriza-se pela simplicidade. Requer uma conta devedora e uma conta credora,
segunda formula trata-se da modalidade de lançamento de complexidade intermediaria,
que requer uma conta devedora e duas ou, mas credoras. Assim veremos durante a
leitura do desenvolvimento outras e mas informações não aplicáveis na introdução.

2
Fatos administrativos

São os acontecimentos que provocam variações nos valores patrimoniais, podendo ou


não alterar o património liquido.

Por modificarem o património, devem ser contabilizados através das contas


patrimoniais e das contas de resultados.

Classificação dos fatos administrativos

Normalmente os factos administrativos são classificados em três grupos:

 Fatos Permutativos;
 Fatos Modificativos;
 Fatos Mistos.

Para explicar cada tipo de facto administrativos, partiremos da situação patrimonial a


seguir representada, (Balanco patrimonial da Empresa GEIN) que será modificada com
a ocorrência de cada um dos fatos administrativos apresentados.

Situação patrimonial inicial:

BALANÇO PATRIMONIAL -GEIN


ATIVO PASSIVO
Ativo circulante(AC) Passivo circulante (PC)
Disponibilidade Salários a pagar 300
Caixa 1.000 Património liquido (PL)
Duplicatas a receber 500 Capital social
Ativo não circulante (ANC) Capital 3.200
Imobilizado Lucros ou prejuízos
Imoves 2.800 Lucros acumulados 800

TOTAL DO ACTIVO 4.300 TOTAL DO PASSIVO E P.LIQUIDO


4.300

Fatos Patrimoniais Permutativos

Os factos permutativos são aqueles que permutam os elementos componentes do ativo e


ou do passivo, sem modificar o valor do património liquido. Pode ocorrer troca entre os
elementos do ativo, entre os elementos do passivo e entre ambos ao mesmo tempo.

3
Exemplo: partindo do balanço apresentado, suponhamos que na empresa GEIN tenha
ocorrido o seguinte:

Recebimento da importância de 500mt, em dinheiro, referente a uma duplicata.

Esse fato aumentara a caixa em 500mt, pela entrada do dinheiro, e diminuirá a conta
duplicata a receber em 500mt, pelo recebimento da duplicata, provocando ao mesmo
tempo, aumento e diminuição entre os elementos do ativo. O balanço patrimonial apo
este acontecimento fica:

BALANÇO PATRIMONIAL -GEIN


ATIVO PASSIVO
Ativo circulante(AC) Passivo circulante (PC)
Disponibilidade Salários a pagar 300
Caixa 1.500 Património liquido (PL)
Ativo não circulante (ANC) Capital social
Imobilizado Capital 3.200
Imoves 2.800 Lucros ou prejuízos acumulados
Lucros acumulados 800

TOTAL DO ACTIVO 4.300 TOTAL DO PASSIVO E P.LIQUIDO


4.300

Notamos que a importância de 500mt que estava em duplicata a receber, passou para a
conta caixa. Houve uma permutação entre os elementos do ativo, mas o valor do
património liquido não se alterou.

O património liquido no balanco é composto pela contas capital e lucros acumulados,


que juntas somam 4000mt. Tanto antes como depois do fato, o valor continua sendo o
mesmo. Por tanto, não houve alteração no património liquido.

Ilustrando um outro exemplo, vamos supor compras de moves e utensílios a prazo, por
exemplo no valor 700.00mt o qual aumentara a ativo e o passivo.

Vejamos como fica o balanco patrimonial com este evento:

4
BALANÇO PATRIMONIAL -GEIN
ATIVO PASSIVO
Ativo circulante(AC) Passivo circulante (PC)
Disponibilidade Salários a pagar 300
Caixa 1.500 Duplicatas a pagar 700
Ativo não circulante (ANC) Património liquido (PL)
Imobilizado Capital social
Imoves 2.800 Capital 3.200
Moves e utensílios 700 Lucros ou prejuízos acumulados
Lucros acumulados 800
TOTAL DO PASSIVO E P.LIQUIDO
TOTAL DO ACTIVO 5.000 5.000

O ativo aumentou para 5000.00 com a inclusão da conta moveis e utensílios, tendo em
vista a compra efetuada; e o passivo também aumentou para 5000.00 com a inclusão da
conta duplicata a pagar, devido a obrigação contraída.

Suponhamos que a empresa GEIN tenha efetuado o pagamento em dinheiro de uma


duplicata no valor de 500mt.

Este evento diminuirá o ativo, pela saída do dinheiro da conta caixa, e diminuirá
também o passivo, pela liquidação da obrigação, no mesmo valor.

Vejamos a situação patrimonial apos este evento:

BALANÇO PATRIMONIAL -GEIN


ATIVO PASSIVO
Ativo circulante(AC) Passivo circulante (PC)
Salários a pagar 300
Disponibilidade Duplicatas a pagar 200

Caixa Património liquido (PL)


1.000 Capital social
Ativo não circulante (ANC) Capital 3.200
Imobilizado Lucros ou prejuízos acumulados
Imoves 2.800
Moves e utensílios Lucros acumulados 800
700
TOTAL DO PASSIVO E P.LIQUIDO
4.500
TOTAL DO ACTIVO 4.500

5
Tanto como no aumento, como no caso de diminuição, houve permutação entre os
elementos do ativo e do passivo ao mesmo tempo, sem interferência no património
liquido, o qual permaneceu o mesmo.

Os fatos modificativos são aqueles que acarretam alterações, para mais ou para menos,
no património liquido, ou seja, modificam a situação liquida do balanco patrimonial.

Como podemos observar, os factos permutativos envolvem apenas as contas


patrimoniais, sem provocar alteração alguma no património liquido. Porem, os fatos
modificativos envolvem contas de resultado (receitas e despesas) e, consequentemente,
alteram o património liquido.

Podem ocorrer duas situações:

Diminuições:

Partindo do balanco anterior, suponhamos a ocorrência dos seguintes factos:

A empresa GEIN pagou a importância de 100 em dinheiro, referente as despesas de


energia elétrica.

Tal facto diminuirá o caixa em 100 pela saída do dinheiro, e, por ser uma despesa,
diminuirá também o património liquido do mesmo valor.

Apos esse facto a situação patrimonial da empresa fica da seguinte forma:

BALANÇO PATRIMONIAL -GEIN


ATIVO PASSIVO
Ativo circulante(AC) Passivo circulante (PC)
Disponibilidade Salários a pagar 300
Caixa 900 Duplicatas a pagar 200
Ativo não circulante (ANC)
Património liquido (PL)
Imobilizado
Capital social
Imoves 2.800
Capital 3.200
Moves e utensílios 700
Lucros ou prejuízos acumulados

6
Lucros acumulados 700
TOTAL DO ACTIVO 4.400 TOTAL DO PASSIVO E P.LIQUIDO
4.400

Notamos que o pagamento da despesa diminuiu o património, pós o caixa que tinha
1000, ficou com 900. E a despesa com o consumo de energia elétrica diminuiu o lucro:
A conta lucros acumulados, que tinha 800, ficou com apenas 700.

Aumento

Suponhas, agora, que tenha ocorrido o seguinte fato com GEIN:

Recebe a importância de 200, em dinheiro, proveniente de receitas de Alugueres de


imoveis.

Esse facto aumenta o ativo pela entrada de dinheiro da conta caixa, e aumenta o
património liquido pela receita auferida.

Vejamos a situação patrimonial modificada por este evento

BALANÇO PATRIMONIAL GEIN


ATIVO PASSIVO
Ativo circulante(AC) Passivo circulante (PC)
Disponibilidade Salários a pagar 300
Caixa Duplicatas a pagar 200
1.100
Património liquido (PL)
Ativo não circulante (ANC)
Capital social
Imobilizado
Capital 3.200
Imoves 2.800
Lucros ou prejuízos acumulados
Moves e utensílios
Lucros acumulados 900
700
TOTAL DO PASSIVO E P.LIQUIDO
4.600
TOTAL DO ACTIVO 4.600

7
Factos Mistos

São aqueles que envolvem, ao mesmo tempo, um facto permutativo e um modificativo.


Podem, por tanto, acarretar alterações no ativo e no património liquido, ou no passivo e
no património liquido, ou no ativo, no passivo e no património liquido ao mesmo
tempo.

Os fatos mistos podem acarretar aumento ou diminuição do património.

Lançamentos contabilísticos

É um reconhecimento de um ativo, passivo, receita ou despesa de uma empresa em


determinado período de tempo.

Os fatos administrativos são registados através de lançamento, inicialmente no livro


diário, mediante documentos que comprovem a legitimidade de operação (notas fiscais,
recibos, contratos, etc.).

O lançamento de acordo com os métodos das partidas dobras, é feita em ordem


cronológica (data), e os elementos que o compõem obedecem a uma determinada
disposição.

Todo lançamento contabilístico deve ter obrigatoriamente os seguintes elementos para


serem escriturados:

 Local e data da ocorrência do fato contábil;


 Conta a ser debitada;
 Conta a ser creditada;
 Histórico que descreve a essência da operação, podendo ser utilizada algumas
abreviaturas padronizadas;
 Valor do registo contábil;
 Informação que permite identificar, de forma unívoca, todos os registos que
integram um lançamento contábil.

Princípios para elaboração de lançamentos contabilísticos

 Verificar o local e data da ocorrência do fato.


 Verificar que o documento foi emitido na operação.
 Preparar o histórico do problema.
8
 Identificar que conta será debitada e que conta será creditada.

Formulas de lançamentos contabilísticos

A estrutura de lançamento por alicerce o secular método das ‟partidas dobradas”,


segundo o qual todo debito deve concomitantemente ser correspondido por um credito.
Contabilmente, ‟partida” tem o mesmo significado de lançamento ou assentamento.

Para registar qualquer fato contábil, existem (4) formulas ou modalidades de


lançamento a saber:

1º. formula

A primeira formula carateriza-se pela simplicidade. Requer uma conta devedora e uma
conta credora e pode ser assim representado:

Local e data D C
D Fornecedores – empresa comercial ‟WZ” Ltda. (passivo 2000
Circulante).
C Bancos conta movimento (ativo circulante) 2000
Pagamento da duplicata n.555 ao fornecedor WZ com
emissão de cheque n.123 no banco BCI.

2º. formula

Segunda formula trata-se da modalidade de lançamento de complexidade intermediaria,


que requer uma conta devedora e duas ou, mas credoras, como se observa abaixo.

Local e data D C
D Bancos conta movimento (ativo circulante) 5.100
C Clientes – empresa comercia YZ Ltda. (ativo circulante). 5.000
C Juros ativos (conta de resultado). 100
Recebimento da duplicata n. 789 de nosso cliente YZ,
com juros pelo atraso no pagamento.

3º. formula

A terceira formula, igualmente de complexibilidade intermediaria, requer duas ou mais


contas devedoras e apenas uma credora, como segue:

9
Local e data D C
D Fornecedores – empresa comercial WZ Ltda. (passivo 3000
circulante).
C Juros passivos (conta de resultado). 200
C Bancos conta movimento (ativo circulante).
3200
Pagamento ao nosso fornecedor WZ cf. Duplicata n.
852, com juros pelo atraso.

4º. formula

A quarta formula é menos usual e mais complexa do que as anteriores; ela requer duas
ou mais contas devedoras e duas ou mais contas credoras.

Local e data D C
D Fornecedores – empresa comercial WZ Ltda. (passivo 2000
circulante).
C Juros passivos (conta de resultado). 200
C Caixa (ativo circulante) 1000
Bancos conta movimento (ativo circulante). 1200

Conclusão

Ao concluirmos o seguinte trabalho da cadeira de contabilidade, com os temas ‟fatos


administrativos permutativos e modificativos, Lançamentos contabilísticos” concluímos
que fatos administrativos são os acontecimentos que provocam variações nos valores
patrimoniais, podendo ou não alterar o património liquido. Também notamos que os
fatos administrativos classificam se em três: permutativos, Modificativos, Mistas.

10
Vimos que Factos administrativos permutativos são aqueles que permutam os
elementos componentes do ativo e ou do passivo, sem modificar o valor do património
liquido ao passo que factos administrativos modificativos são aqueles que acarretam
alterações, para mais ou para menos, no património liquido, ou seja, modificam a
situação liquida do balanço patrimonial. Em resumo os fatos mistos estão enquadrados
os dois, permutativos e modificativos, onde podem ocorrer alterações e ou não.

Assim para ser entendido os lançamentos contabilísticos como dito anteriormente é o


reconhecimento do passivo e do ativo. Quando falamos dos lançamentos contabilísticos,
existem algumas formulas para tal, designadas por quatro.

Este trabalho não sendo como apenas simples de pesquisa, observou se que será de
muita importância para a consulta destas informações, e para quem precisar aperfeiçoar
o domínio dos temas aqui abordados.

11
Bibliografia

CREPALDI, Sílvio Aparecido. Curso básico de contabilidade. São Paulo: Atlas, 2010.
RIBEIRO, Osni Moura. Contabilidade básica. São Paulo: Saraiva, 2005. v. 1.
IUDICIBUS, Sérgio de. Contabilidade introdutória. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2010.
MARION, José Carlos. Contabilidade básica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

12