Você está na página 1de 13

10 razões

PARA O CÃO
NÃO RESPONDER
AOS SEUS
COMANDOS
Conteúdo 1 RECOMPENSAS
2 MÉDIA DE
REFORÇOS
3 CRITÉRIOS
4 DISTRAÇÕES
5 TREINAMENTO
6 CLAREZA
7 FRUSTRAÇÕES
8 EMOÇÕES
9 SAÚDE
10 ESTÍMULOS
1
Recompensas de
baixo valor

O mito de que os cães fazem as


coisas simplesmente para nos
agradar realmente não combina
com a natureza oportunista dos
cães, o uso correto de
recompensas no aprendizado
pode fazer a diferença entre um
cão que está contente em
responder e outro que pouco se
importa.  O uso de recompensas
de baixo valor pode ser prejudicial
para o seu treinamento,
especialmente nos estágios
iniciais.
2
Média de reforços
baixa
Nos estágios iniciais de aprendizado,
quando as distrações são grandes, é
possível que seu cão passe mais tempo
cheirando a grama, marcando
território, olhando ao redor, puxando a
guia do que sendo recompensado pelo
treinamento. Por que isso acontece? O
mais provável é porque os estímulos
externos sejam super interessantes e
muito mais valiosos naquele momento
do que o treinamento que você está
propondo. Se o cão esta iniciando no
treinamento, esses comportamentos
provavelmente são os que ele tem feito
pela maior parte da vida dele e é
normal que volte a apresenta-los.
3
Critérios muito altos

Quando você aprende a treinar cães de forma


positiva, é muito tentador querer ensinar
diversos comportamentos de uma vez. É
muito frequente que cães deixem de
responder no treinamento simplesmente
porque o que você está pedindo é difícil
demais para ele.
O ideal é não aumentar o nível de dificuldade
muito rapidamente e sim em passos curtos e
gradativos, sempre após o cão ter se
mostrado confiante no passo anterior.
Tente evitar que o seu progresso pare, faça as
sessões de treinamento curtas e muito
prazerosas.
4
Altos níveis de distração

Cães assim como nós, respondem melhor ao


treinamento se esse for feito em um local
calmo e livre de distrações muito grandes a
princípio.
Uma vez que o cão tenha entendido o
exercício, você poderá gradativamente
adicionar distrações no ambiente, seja
adicionado coisas novas ou até mesmo
mudando para ambientes diferentes.
Se você começar a treinar em um local com
muitas distrações, o seu cão terá muita
dificuldade de focar em você e o aprendizado,
se ocorrer, será muito mais lento.
5
Falta de
treinamento
Se você não costuma manter uma freqüência de
treinamento e muitas vezes age de forma
inconsistente, existe uma grande chance de o
seu cão não responder aos seus comandos. Isso
porque é bem provável que o histórico que o
cão tem fazendo outros comportamentos é
muito maior do que aqueles que você treinou
uma vez ou outra. Especialmente cães que
nunca foram treinados, podem ter dificuldade
em incorporar conceitos novos de
comportamento.
Procure criar uma freqüência de treinamento
colocando exercícios úteis dentro do dia a dia
do cão e utilizando além das recompensas
extras que você selecionar, usar também
aquelas recompensas que fazem parte da rotina
do cão e que ele receberia de qualquer forma.
Exemplos dessas recompensas seriam: passeios,
refeições, acesso a locais especiais, atenção
extra, etc.
6
Falta de clareza
Cães gostam de consistência, certifique-se de
que você e todas as pessoas envolvidas no
treinamento, geralmente a família, sempre
utilizem os mesmos comandos (palavras e sinais
visuais).
Se você pede para que seu cão faça algo e ele
simplesmente olha para a sua cara, considere se
aquele comando tem sido utilizado de maneira
consistente.
Evite utilizar o mesmo comando para coisas
diferentes simplesmente porque o contexto
mudou, crie um comando para cada ação
treinada.
Tente ao máximo não ficar repetindo
comandos, isso faz seu cão aprender a não
prestar atenção no que você diz inicialmente,
mas sim ficar esperando até você parar o
falatório e então decidir o que ele acha que
você quer.
7
Problemas de
frustração
Nossos cães são exímios observadores e
mestres em linguagem corporal, podendo
facilmente detectar quando estamos
frustrados.
Quando isso acontece é normal que alguns cães
se sintam ansiosos e apreensivos, levando
comumente a desistência e demonstrações de
desinteresse no treinamento.
Se você estiver cansado, frustrado ou nervoso,
deixe para mais tarde a sessão de treinamento
com seu melhor amigo. Se a frustração
acontecer durante o treinamento, peça ao cão
um comando fácil que ele saiba bem e termine o
treino, pense no  porque vocês podem estar
tendo dificuldades e volte a treinar mais tarde,
com um novo plano.
Lembre-se que seus sinais de frustração podem
intimidar seu cão, fazendo com que ele comece
a mostrar sinais de estresse também e não
conseguindo responder aos seus comandos.
8
Problemas
emocionais
Se um cão está com medo, ansioso ou
apreensivo, seu estado emocional pode
interferir no treinamento. Isso acontece porque
o cão geralmente está em um estado mental
que afeta suas funções cognitivas, dificultando
sua habilidade de aprender.
Neste caso, você precisará escolher lugares e
situações onde existam menos chances do seu
cão sentir medo e depois, lenta e
gradativamente introduzir mais estímulos de
forma a fazer com que o cão não reaja
negativamente.
Algumas técnicas que podem ajudar a ensinar
cães a lidar melhor com estímulos que
inicialmente lhes causam medo, são  a
dessensibilização, o contra-condicionamento e
em alguns casos, a habituação.
9
Considerações de
saúde
Se o seu cão te ignora, é possível que algo físico
esteja acontecendo com ele. Especialmente se o
cão costumava a responder aos comandos e
agora começou a deixar de responder.
A melhor coisa a se fazer nesse caso é procurar
um veterinário de sua confiança para se
certificar de que não há nada de errado com seu
amigo.
Também é possível que o seu cão esteja
passando por algum desconforto momentâneo,
talvez ele precise ir ao “banheiro” ou
simplesmente está com muito calor ou sede.
Sempre observe alterações repentinas de
comportamento, elas podem ser indicadores de
que as reações do seu cão são consequência de
mal estar físico.
10
Falta de estímulos
mentais
Muitas pessoas esquecem ou não estão cientes
de que cães precisam de estimulação mental
para se manterem saudáveis e agirem de
maneira equilibrada, um cão que não faz nada o
dia inteiro terá menor capacidade de responder
a comandos e se manter concentrado por
longos períodos de tempo.
Mesmo após a domesticação, cães continuam
precisando de atividades, muitos ainda tem o
instinto de trabalho que foi selecionado através
de criação e acabam demonstrando esses
instintos de maneira destrutiva e muitas vezes
prejudicial para eles mesmos.
Diferente de muitos humanos, cães adoram
trabalhar e a falta do que fazer faz com que eles
se tornem muito mais suscetíveis a desenvolver
problemas de comportamento, desobediência e
problemas psicológicos.
CLIQUE PARA ME SEGUIR NAS
REDES SOCIAIS

DanteDogWorks

DanteDogWorks

Dante Camacho