Você está na página 1de 10

UNIP EAD CONTEÚDOS ACADÊMICOS BIBLIOTECAS MURAL

ESTUDOS DISCIPLINARES I 6693-15_DP_SS_19_20202 CONTEÚDO


Revisar envio do teste: EXAME

Usuário kathia.sousa @aluno.unip.br


Curso ESTUDOS DISCIPLINARES I
Teste EXAME
Iniciado 04/09/20 15:03
Enviado 04/09/20 15:19
Status Completada
Resultado da 7 em 10 pontos  
tentativa
Tempo decorrido 15 minutos
Resultados exibidos Respostas enviadas, Perguntas respondidas
incorretamente

Pergunta 1 0 em 1 pontos

Considerando os recursos de linguagem semântica, é


possível a rmar que o anúncio do Red Bull está
utilizando a gura de linguagem:
 
Fonte: http://www.saluteeventos.com.br/salute/

Resposta Selecionada: b. Metáfora.

Pergunta 2 1 em 1 pontos

 
Na seguinte oração: “Fiz faculdade, mas aprendi
algumas coisas”, marque a alternativa correta:

Resposta d.
Selecionada: Ao utilizar a conjunção adversativa
“mas”, comunica de modo implícito
sua crítica ao sistema de ensino
superior, pois transmite a ideia de que
nas faculdades não se aprende nada.
 
Pergunta 3 1 em 1 pontos

Filme Entroniza Desejo Feminino no Sertão


Machista
Inácio Araújo
 
“A boa recepção de ‘Eu Tu Eles’ em Cannes, a
perspectiva de ser indicado para o Oscar etc., criaram
a expectativa de que este será o grande sucesso
brasileiro do ano.
A sorte e o marketing adequado projetaram-no além
dos limites usuais (exemplo: uma de suas canções
tornou-se sucesso no rádio). Tudo isso torna ‘Eu Tu
Eles’ um evento e, dada sua complexidade, mais vale
tentar destrinchá-lo em tópicos.
1 - De ‘Gêmeas’, seu lme de estreia, para ‘Eu Tu Eles’,
a evolução de Andrucha Waddington é visível. Ao
trocar o universo diabólico de Nelson Rodrigues por
uma trama de costumes, simpli ca os elementos com
que trabalha – e ganha muito com isso.
2 - A história tem empatia imediata com o público –
sobretudo o feminino. A trama gira em torno de uma
boia-fria pobre que realiza a proeza de ter três
maridos convivendo simultaneamente sob o mesmo
teto. O reconhecimento e mesmo a entronização do
desejo feminino é, do ponto de vista do roteiro, o
grande achado.
3 - O roteiro tem o bom senso de tratar com respeito e
pudor a situação, evitando as armadilhas do
achincalhe e da comédia à italiana (histórias de corno
etc.). O que propõem Darlene (Regina Casé) e seus
consortes é uma ordem familiar insólita, mas à qual
sempre será preciso reagir com um ‘por que não?’
4 - Na direção de atores, Waddington con rma as
promessas de ‘Gêmeas’. Aqui tratava-se de dirigir três
atores (Case, Lima Duarte, Stenio Garcia) que
costumam colocar seus personagens em surdina e
revelar suas próprias personalidades. Aqui, sentimos
os personagens e raramente o espectador percebe a
presença de atores.
5 - De todas as falsas questões que pode suscitar ‘Eu
Tu Eles’, a mais insidiosa diz respeito à representação
do Nordeste. Seria justo condená-lo por não
apresentar um ‘Nordeste verdadeiro’, por evitar
qualquer ênfase no miserabilismo? Certamente, não.
Este não é um lme sobre o Nordeste. A história
poderia de passar ali, no Pantanal, no Jardim Ângela
ou na Patagônia. Mas o sertão nordestino não é
também um lugar aleatório. Nós o associamos
facilmente a um certo primitivismo, que torna a
situação mais paradoxal: naquilo que imaginamos
como um paraíso machista e pouco cultivado, a
façanha da protagonista, ao impor o desejo feminino
sobre o masculino, tem algo de épico.
6 - O que se pode questionar no Nordeste proposto
não é sua eventual distância de um lme como ‘Vidas
Secas’, por exemplo, e sim, o pesado investimento em
imagens tipo cartão-postal: pôr-do-sol, contraluz, a
locação principal de beleza irretocável. Em poucas
palavras, a representação proposta sofre de retórica e
de certa cafonice, que só servem para atravancar a
narrativa. Apenas a um olhar incauto são
demonstrações de ‘competência’.
7 - O desenvolvimento da trama não existe sem
problemas. O diretor parece nutrir uma profunda
antipatia pelo personagem de Lima Duarte: feio,
autoritário, preguiçoso, impotente. Isso torna fria a
parte dedicada ao primeiro casamento – não por
acaso a mais estetizante delas. O lme cresce muito
quando aborda o segundo marido (Garcia), quando
não só se percebe um investimento afetivo maior (da
personagem feminina, mas também do diretor), como
um belo trabalho no relacionamento entre os dois
homens. A entrada em cena do terceiro marido (Luiz
Carlos Vasconcelos) é um tanto problemática, já que o
diretor custa a de nir uma atitude forte dos dois
primeiros em relação ao intruso.
8 - Se as virtudes deste lme são mais teatrais (atores)
e literárias (roteiro, diálogos) do que cinematográ cas,
isso não se deve a uma de ciência, mas a uma
escolha: ‘Eu Tu Eles’ pende mais para o lado da
indústria cultural do que para o cinema.
Falta-lhe o horizonte da angústia, ‘o único do cinema’,
segundo Rosselini. Essa ausência será provavelmente
uma mão na roda para que ‘Eu Tu Eles’ se torne um
sucesso. Não se pode ter tudo.”
Folha de S.Paulo, 18/8/2000

 
O primeiro parágrafo apresenta o assunto ao leitor:

Resposta a.
Selecionada: Diretamente, falando sobre o
lme.

Pergunta 4 1 em 1 pontos

Analise o cartaz e indique qual a gura de linguagem


utilizada:

Fonte: http://100culturablog.blogspot.com.br/2010/08/

Resposta d.
Selecionada: Trata-se de um pleonasmo, pois a
palavra lan house já indica a presença
de internet no local.
Pergunta 5 0 em 1 pontos

Analise as proposições e assinale a alternativa


correta: 

I. Na resenha, o assunto são objetos de consumo


cultural, livros, lmes, peças de teatro, discos,
programas de televisão, shows, musicais etc.
II. A resenha tem dois traços essenciais: o primeiro é a
informação, isto é, ela parte do princípio de que o
leitor não conhece aquilo que se vai comentar. O
segundo traço indispensável é a opinião: a resenha
emite opiniões diretas sobre o assunto.
III. A resenha não é considerada um texto crítico.
IV. A resenha deve ser imparcial, o que signi ca que o
autor não deve deixar levar por preconceitos,
problemas pessoais, amizades ou inimizades para
exercer sua crítica. No entanto, ser imparcial não
signi ca “ car em cima do muro”, já que é necessário
emitir uma opinião ou a resenha não terá sentido.

Resposta Selecionada: a. I e II são verdadeiras.

Pergunta 6 1 em 1 pontos

A respeito do texto argumentativo, assinale a


alternativa incorreta:

Resposta d.
Selecionada:
Podemos ser redundantes.
 

Pergunta 7 1 em 1 pontos

Leia o anúncio da Seara e indique qual é o recurso


linguístico fonológico presente.
 

Fonte: https://adsoftheworld.com/media/print/max_cr
oc_nhac_domino

Resposta Selecionada: c. Onomatopeia.

Pergunta 8 1 em 1 pontos
Leia o fragmento de Padre Antonio Vieira e marque a
alternativa correta:
 
“[...] O sermão há de ser duma só cor, há de ter um só
objeto, um assunto, uma só matéria.
Há de tomar o pregador uma só matéria, há de de ni-
la para que se conheça, há de dividi-la para que se
distinga, há de prová-la com a Escritura, há de declará-
la com a razão, há de con rmá-la com o exemplo, há
de ampli cá-la com as causas, com os efeitos, com as
circunstâncias, com as conveniências que se hão de
seguir, com os inconvenientes que se devem evitar, há
de responder às dúvidas, há de satisfazer às
di culdades, há de impugnar e refutar com toda a
força da eloquência os argumentos contrários e
depois disto há de colher, de apertar, há de concluir,
há de persuadir, há de acabar. Isto é sermão, isto é
pregar e o que não é isto, é falar de mais alto. Não
nego nem quero dizer que o sermão não haja ter
variedade de discursos, mas esses hão de nascer
todos da mesma matéria e continuar e acabar nela.”
(Sermão da Sexagésima, In: Os sermões. São Paulo:
Difel, 1968. VI, p. 99.)

Resposta c.
Selecionada: A partir do fragmento de um dos
sermões do Padre Antonio Vieira,
podemos inferir alguns dos recursos
argumentativos que um texto deve
conter para ser convincente ou
persuasivo.

Pergunta 9 1 em 1 pontos

Veja o poema de Roseana Murray e assinale a gura


de linguagem presente no verso “Amor à primeira
vista é uma sede repentina”.
 
Amor à primeira vista

“Amor à primeira vista


é alma trocando de corpo
feito pássaro de ninho
é sede repentina
sede da água do outro”
                       (Fruta no ponto. São Paulo: FTD, 1991. p.
13.)

Resposta Selecionada: d. Metáfora.

Pergunta 10 0 em 1 pontos

Leia o texto e marque a alternativa incorreta:


O bicho
“Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa,


Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho na era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus era um homem.”

                           (BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida


inteira. 4. ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1973. p. 196.)

Resposta a.
Selecionada: No poema, esse homem é de nido
como bicho.
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2020 15h19min11s GMT-03:00 ← OK