Você está na página 1de 9

A MEDIAÇÃO

“É no discurso e pelo discurso que os conhecimentos são elaborados”.


(Machado,1999, p. 56)

Um mediador por excelência é um agente de mudança, capaz de intervir nos processos


cognitivos do aluno ou mediado. Ele não só orienta conteúdos, como também propões
estratégias capazes de promover o pensamento de análise, síntese, comparação,
relações, entre outras ferramentas importantes para a promoção do aprendizado
(SOUZA, DEPRESBITERIS, MACHADO, 2004).

O pensamento nos ensina a viver e con-viver. O pensamento não é


uma ação única, isolada, compacta, que dá margens especialmente às
operações intelectuais e cognitivas. Revela-se como um caminho
aberto, livre e solto por onde transitam muitas atividades mentais (...)

Assim, esperamos que o papel do tutor vá além da simples orientação de conteúdos,


mas sobretudo promova o nosso aluno a pensar sobre o que está se ensinando. E para
que o aluno seja capaz de desenvolver esta habilidade, Metacognição, é importante que
o tutor medie o aprendizado. Mas como fazer isto?

A mediação para Feurstein é um ato de interação entre o mediador e um mediado. O


indivíduo por intermédio de um terceiro, alguém, que serve de mediador entre ele e o
meio ambiente ou estímulo, atua de forma planejada, selecionando, organizando o
aparecimento do estímulo, de acordo com a situação estabelecida por ele e com a meta
de interação desejada.

Dessa forma, partimos do pressuposto que para haver aprendizado é fundamental a


figura do tutor, um terceiro, agindo de forma planejada e intencional sobre os estímulos
ou objetos de aprendizagem, fazendo questionamentos, capazes de promover a
habilidade de pensar sobre o que se está aprendendo. Com isso, esperamos que o tutor:
 Seja um parceiro na aprendizagem do aluno;
 Observe o comportamento do aluno, avaliando-o e favorecendo seu progresso,
sua melhoria no pensar;
 Instaure uma relação de ajuda e não de sancionamento, de coerção;
 Organize o contexto de uma atividade proposta pelo professor regente,
imaginando e propondo situações-problemas adequadas.

Diante disso, acreditamos que a mediação consiste no:


comportamento do professor que se coloca como facilitador,
incentivador ou motivador da aprendizagem, que se apresenta com
disposição de ser uma ponte entre o aprendiz e sua parendizagem- não
uma ponte estática, mas uma ponte rolante – que ativamente colabora
para que o aprendiz chegue aos seus objetivos (MASETTO, 2000,
p.144-145).

O diálogo permanente com o aprendiz ou aluno, utilizando de perguntas orientadoras; a


construção de situações problemas e desafios propostos ao aprendiz; e a reflexão sobre
o que se aprende, criando conexões entre o conhecimento adquirido e a realidade, são
alguns dos fatores que caracterizam a Mediação.
Quando falamos em Mediação, não podemos deixar de mencionar os 12 critérios de
mediação propostos por Feurstein (1994) a serem adotados pelo mediador capazes de
enriquecer o desenvolvimento do pensamento:
1. Mediar a Intencionalidade e Reciprocidade: o mediador deve ser capaz de
criar um relacionamento com o mediado, através da interação virtual. Ela está
presente quando o professor faz perguntas, dá devoluções aos alunos sobre suas
colocações e produções, problematiza o conteúdo com o objetivo de colocar o
pensamento do aluno em movimento e, também, quando estimula os alunos a
dialogarem entre si sobre suas atividades.

2. Mediar a Transcendência: o mediador deve ser capaz de colocar o aluno em


situação de reflexão, levando-o a aprender a partir de suas próprias experiências
tanto quanto com as dos outros, para promover a aquisição de princípios,
conceitos ou estratégias que possam ser generalizadas para outras situações. A
transcendência possibilita ao indivíduo o desenvolvimento de princípios,
conceitos e estratégias que podem ser generalizados e transferidos a outras
situações. Além disso, o sujeito amplia sua compreensão de mundo através das
relações que estabelece entre as diferentes atividades e conteúdos, estabelecendo
a conexão entre tais relações.

3. Mediar o significado: o mediador deve ser capaz de atribuir valor e relevância


ao que se esta sendo estudado pelo aluno. É importante encorajar o mediado a
buscar significados nas coisas que faz e estabelecer esse sentido com outros e
com o meio. Dar significado é apresentar as situações de aprendizagem de forma
relevante para o sujeito, de maneira que o mesmo se envolva ativa a
emocionalmente na tarefa. Para o mediador realizar esta modalidade de
interação com o sujeito, torna-se necessário apresentar as situações de
aprendizagem, procurando despertar o interesse do indivíduo, debatendo com ele
a importância e a finalidade das tarefas propostas e os processos mentais
envolvidos na solução das mesmas.

4. Mediar o sentimento de competência: o mediador deve ser capaz de reafirmar


e realçar a capacidade do aluno para que estabeleça a sua confiança mo
enfrentamento de desafios posteriores.

5. Mediar a regulação e o controle do comportamento: O mediador deve ser


capaz de ensinar o mediado a controlar sua impulsividade, pois ela atrapalha a
capacidade de avaliação das situações e o pensamento lógico. Com a presença
do mediador, o mediado pode ser encorajado a dar-se um tempo para pensar,
antes de manifestar a resposta, seja ela através da fala, de gestos ou por escrito.
Esta atitude dará ao sujeito uma certa segurança frente a qualquer decisão a ser
tomada.

6. Mediar o comportamento de compartilhar: o mediador deve promover


discussões em grupo, para que o aluno sai do seu próprio “eu” e compartilhe
conhecimentos, trocas de experiências e afetividade. O aluno deve saber discutir
suas idéias e aceitar o ponto de vista do outro.
7. Mediar a diferenciação individual e psicológica: O mediador deve ser capaz
de aceitar respostas diversas, encorajando o pensamento independente, arrojado
e original.

8. Mediar a busca planejada para o alcance dos objetivos: o mediador deve


conduzir o aluno a explicitar seus objetivos e analisar os meios que serão
utilizados para alcançá-lo. O mediador apóia na construção de objetivos, orienta
como alcançá-lo, avalia e revê todo o processo e constrói novas estratégias se
necessário.

9. Mediar o desafio: o mediador deve conduzir o mediado para ousar e perseverar


em algo difícil, ajudando-o a superar o medo desconhecido e adquirir resistência
para se manter em situações que proporcionam desequilíbrio.

10. Mediar para a automodificação: o mediador deve proporcionar ao mediado


momentos de autoreflexão, orientando-o cem elementos que podem ser
melhorados.

11. Mediar o otimismo: o mediador deve ser capaz de desenvolver com o mediado
uma perspectiva positiva sobre problemas e obstáculos, somente assim, ele terá
uma visão ampla para a busca de soluções.

12. Mediar o sentimento de pertencer: o mediador deve promover o sentimento de


acolhimento para com o mediado, pois o ser humano é um ser social,
necessitando estar em grupo, qualquer que seja ele. Sentindo-se acolhido é
possível estabelecer uma relação, condição essencial para o processo de
mediação.

Para concluirmos, verifica-se que a mediação está presente quando o professor faz
perguntas, dá devoluções aos alunos sobre suas colocações e produções, problematiza o
conteúdo com o objetivo de colocar o pensamento do aluno em movimento e, também,
quando estimula os alunos a dialogarem entre si sobre suas atividades (NADAL e PAPI,
2007).

Registre suas impressões:


______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________

Agora que tal praticarmos!


Atividade de Fórum

Para Floyd e Fowler (2002), há muitos estudos quantitativos que são chamados de Survey.
No entanto, Survey são pesquisas que apresentam as seguintes características:
- O objetivo da pesquisa é produzir estatísticas, descrevendo algum aspecto da população.
- O principal método de coleta de dados é o questionário aplicado às pessoas.
- As informações são coletadas de amostras da população.

A partir das colocações acima, se posicione, no Fórum, respondendo e opinando


sobre:
 Para que tipo de problema a pesquisa Survey é mais indicada;
 A importância da amostra na pesquisa Survey;
 Como tornar uma pesquisa espontânea, por exemplo, pesquisa
realizada pela internet, através do correio eletrônico,
representativa?
 E em que momentos é preferível usar o censo a uma amostra da
população?

Construa aqui suas intervenções no fórum a partir dos 12 princípios de Feurstein:


______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________

Gostou e quer aprofundar seus conhecimentos? Então, sugiro que leia algumas
referências indicadas abaixo:

Souza, A. M. M., Depresbiteris, L., & Machado, O. T. M. A mediação como princípio


educativo: as bases teóricas de Reuven Feuerstein. São Paulo: SENAC, 2004

NADAL, B. G; PAPI, S. O trabalho de ensinar: desafios contemporâneos. In: NADAL,


B. G. (Org.). Práticas pedagógicas nos anos iniciais: concepção e ação. Ponta Grossa:
Ed. UEPG, 2007.

MASETTO, M. T; MORAN, J. M.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação


pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.
A MEDIAÇÃO E AS VÁRIAS FERRAMENTAS DO EAD
A seguir abordaremos o papel do tutor nas mediações de fóruns, chats, wikis entre
outras ferramentas utilizadas no EAD.
Ao mediar um fórum o tutor deverá:
 Abrir o fórum incentivar e propor questões desafiadoras para provocar a
iniciativa da participação ativa do aprendiz;
 Intervir e mediar as contribuições em prol do conhecimento, assegurando que a
discussão não fuja do foco;
 Incentivar a participação no fórum, promovendo maior interatividade entre os
membros e dando significado ao aprendizado;
 Oferecer feedbacks para promover o sentimento de competência no aprendiz
 Promover questionamentos que envolvam os participantes a avançarem na
discussão de modo mais profundo;
 Encerrar o fórum, sintetizando as principais contribuições alcançadas.

Eis alguns exemplo de feedbacks e perguntas que podem ser utilizadas nos fóruns para
provar o conhecimento:
 O que você usaria para sustentar sua argumentação se alguém duvidasse dela?
 O que você quer dizer com isto?
 Por favor, explique seu ponto de vista. Baseado em que você defende esta idéia?

Perguntas para promover a ampliação da discussão:


 “Fulano”, como a sua contribuição se encaixa no que “José” contribuiu?
 Como a sua contribuição se relaciona com o que a maioria do grupo colocou?
 Sua idéia contradiz ou sustenta o que estamos dizendo?
 Como a essa contribuição pode ampliar o que já foi dito?
 Que outros assuntos relacionados ao tema não foram abordados? Comente-os.

Perguntas para promover a síntese da discussão:


 Quais foram as idéias mais importantes que surgiram dessa discussão?
 Quais foram os pontos comuns levantados nas contribuições de vocês?
PLANEJAMENTO DO TRABALHO DO TUTOR NO EAD

Como passam os dias, dia a dia,


E nada conseguido ou intentado!
Como, dia após dia, os dias vão,
Sem nada feito e nada na intenção!
Um dia virá o dia em que já não
Direi mais nada.
Quem nada foi nem é não dirá nada.

Fernando Pessoa, 1921

Prezado tutor, perceba se é possível fazer uma relação entre este pequeno poema e o
planejamento do trabalho de tutoria.

PLANEJAMENTO DE ENSINO

Pelo planejamento o homem organiza e disciplina a sua ação, partindo sempre para
realizações mais complexas e requintadas.

Assim também acontece nos mais variados campos da atividade humana. Para a
obtenção de êxito, o planejamento se impõe como medida básica. O juiz que preside um
julgamento prepara de antemão quais as ações que praticará na corte de justiça; o
médico que realiza uma intervenção cirúrgica prevê sua ação compatibilizando-a com as
normas da técnica mais adequada ao caso; o viajante tem sua previsão feita para cada
etapa da viagem a ser realizada; a dona de casa planeja como administrar o lar. Disso
tudo, concluímos que o planejamento é um conjunto de ações coordenadas entre si, que
concorrem para a obtenção de certo resultado desejado.

Dessa forma, o tutor para o exercício efetivo de sua atividade planeja suas atividades ao
longo da semana, bem como o planejamento de um atividade de Chat, fórum, entre
outros.

O planejamento requer que se pense no futuro. É composto de várias etapas


interdependentes, as quais, através de seu conjunto, possibilitam à pessoa atingir os
objetivos. É a base para a ação sistemática.

O tutor que planeja, concretiza suas decisões, num plano bem definido e coerente, terá
sempre à mão o roteiro seguro da marcha a seguir e das providências a tomar no seu
devido tempo, relacionando todos os pormenores de sua atuação com os objetivos
traçados. Abaixo temos a rotina de trabalho do Tutor a distância:
ATIVIDADES NA SEMANA Seg. Ter. Quar. Quin Sex. Sáb
Dom
Inicio de um Módulo e Abertura de fóruns x x
Checar emails e fóruns x x x x x x
Entrar em contato com os alunos. Cobrar e instigar a x x
participação.
Café virtual. Abrir um tópico toda semana, apresentando x
notícias informais, compartilhando saberes e experiências:
uma letra de música, uma poesia, um pensamento, etc.
Mediação nos fóruns. interagir e mediar os fóruns, de x x x x
maneira a instigar os alunos à participação.
Fórum de notícias. Informar como foi o desempenho da x
turma durante a semana em cada atividade. Mostrar os
aspectos positivos e as possíveis melhorias.
Chats. Agendar chats com os alunos no Fórum de notícias, x
em dias e horários diferentes, para sanar as dúvidas de
atividades.
Finalizar atividades. Orientar os alunos a finalizarem as x x x
atividades
Finalizar as correção de atividades postadas ao longo da x
semana.
Relatório de acompanhamento. Elaborar relatório de x
acompanhamento, ao coordenador, relatando principais
aspectos relevantes da semana.
Lançar notas e feedbacks por atividade de cada aluno. x

Distribua seu tempo, ao longo destas atividades, de tal forma que não ultrapasse as
20h semanais de tutoria.

Agora, construa aqui sua agenda, semanal, de trabalho:


______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
Para finalizar, vale a pena recordar as atribuições do Tutor a distância:

 Primeiramente, estabelecer um contrato de trabalho pedagógico com os cursistas


e cumpri-lo;
 Participar das atividades de capacitação e atualização promovidas pelo curso e
instituição.
 Realizar as atividades propostas nos módulos e trazer dúvidas para as
capacitações;
 Cumprir a proposta pedagógica do professor;
 Mediar as atividades discentes, acessando a plataforma Moodle;
 Promover a autonomia de aprendizado no aluno;
 Promover o crescimento do aluno, a partir de feedbacks e perguntas instigantes
pontudas nas atividades;
 Estabelecer contato permanente com aluno e mediar as atividades discentes, no
prazo máximo de 24 horas;
 Abrir fórum e encerrar fórum de atividades;
 Mediar chat´s propostos pelos professores e ou coordenadores;
 Abrir fórum de dúvidas;
 Mediar, no mínimo, 2 vezes cada atividade postada pelo aluno;
 Motivar e incentivar o aluno a participar das atividades síncronas e assíncronas
propostas pelo professor;
 Posicionar a coordenação de tutoria sobre alunos desinteressados, alunos com
problemas de aprendizagem, dúvidas em relação às atividades, entre outras;
 Colaborar com a coordenação do curso na avaliação dos alunos;
 Corrigir atividades a partir das chaves de correção e gabaritos disponibilizados
pelos professores;
 Participar do processo de avaliação da disciplina sob orientação do professor
responsável;
 Elaborar relatórios de acompanhamento dos alunos e encaminhar a coordenação
de tutoria.

Para o exercício efetivo da atividade é necessário que você, tutor:

 Comunique-se de forma clara e precisa


 Goste de estudar e trabalhar em equipe
 Apresente autonomia de aprendizado
 Domine informática
 Saiba utilizar as regras de netiqueta para se comunicar no ambiente de virtual
 Tenha acesso a internet com banda larga
 Tenha disponibilidade de 20 horas semanais para as capacitações e mediações
aos cursistas.

Por fim lembre-se que você está se comunicando a distância portanto, procure fazer-se
claro. Mantenha uma atitude profissional, sem contudo mostrar-se muito impessoal. O
aluno produz mais e mantêm-se no curso se tiver ao seu lado um tutor que o motive,
instigue e o oriente na condução de suas atividades.

A Educação é o caminho essencial para a cidadania.


(Luzia Alves de Carvalho)