Você está na página 1de 12

PROFESSOR: José Amauri Almeida Santos – Setembro de 1999.

 Introdução:

1.1 Fundamento → Base → Alicerce


1.2 Atos dos Apóstolos → Propagação das boas novas pelo poder do Espírito Santo
• Grego → praxaIs apostaos → título datado II sec. d.C.
• 2º volume de uma história do início do Cristianismo (1º volume: Lucas 63 d.C. )
• Livro de continuação do evangelho de Lucas
• Remonta os primeiros 30 anos da igreja nascida
1.3 Autor
• Lucas → Gentio, médico, erudito historiador
• Cooperador de Paulo “Escriba”→ guardião da memória cristã (mestres, doutores da
lei)
• Grande conhecedor do Mar Mediterrâneo e toda a região adjacente
• Apresenta Cristo → como Salvador e redentor da humanidade
→ único com natureza criadora
• Narração cronológica → seqüênciado e metodologia clara
• Escreveu também o evangelho de Lucas tido como o mais belo e completo de todos
os evangelhos
 Livro de Lucas → Jesus começou a fazer...
 Livro de Atos → Jesus continuou a fazer... através de nós
1.4 Síntese da epístola
1. Retoma o relato do evangelho de Lucas
2. Relata em Atos 1-4:
• Aparições de Jesus após a ressurreição
• Registra a ascensão de Jesus aos céus
• Vinda do Espírito Santo – Pentecostes – 50 dias após a Páscoa (morte de
Jesus), sete semanas da festa da colheita, dias das primícias, santa
convocação, dia de regozijo, gratidão pela colheita
• Fundamento início da igreja em Jerusalém (progresso)

3. Processo de dispersão dos discípulos – 6 à 12


• Crescimento da Igreja – membros Helenitas
• Execução do líder Estevão
• Processo de evangelização em regiões mais distantes
• Missão entre o povo gentio
• Conversão de Paulo
• Processo de Evangelização de Pedro, culminando com a primeira
conversão de uma família gentílica
4. Ministério Apostólico de Paulo – Viagens missionárias (tema principal do livro de
Atos)
5. Curiosidades do livro
• Menciona 32 países, 54 cidades, 9 ilhas do mediterrâneo
• Menciona 95 tipos diferentes de pessoas
• Descreve a relevância de várias situações e eventos dos primeiros anos da
igreja
• Pronome “nós” empregado pelo autor indica como estando presente nas
viagens nas viagems missionárias.
• Avanço triunfal do evangelho para o mundo, saindo das estreitas fronteiras
do judaísmo – Apesar da oposição e perseguição –
• Missão do Espírito Santo na vida e ação da igreja
• Capacitação da igreja pela provisão do batismo no Espírito Santo
(mencionada 50 vezes)
• Fator para proclamação do evangelho e dar continuidade ao ministério de
Jesus
• Três fatores mostravam que o falar em línguas era normal na igreja e
padrão permanente para a atualidade (At 2:1-4; 10:44-47; 19:1-6)
• Jerusalém principal centro irradiador da igreja (At 1 até 12) Pedro o mais
destacado na pregação do Evangelho
• Novo centro irradiador – Antioquia da Síria – Instrumento usado por Deus
– Paulo – principal pregador do evangelho

I - Arrependimento → gera o caminho para o processo de santificação

Capítulo 3 → 1º milagre do livro

Prosélito → Gentios que aderiam a lei moizáica, circuncidados e ensinados pelos judeus e
irradiavam dos costumes judaicos
Para sê Judeu → Nascimento da semente de Abraão

Convertido → verdadeiro genuíno


Salmos 6:15 → O circuncidar não tem nada a ver mais o verdadeiro valor está em nascer de
novo

1. A promessa do Espírito Santo não foi para aqueles de Pentecostes é para todo aquele que
crê

a) A vós → Ouvirdes de Pedro (Presente)


b) Vossos filhos → geração por vir (futuro)
c) Os que estão longe → a terceira geração

2. O batismo no Espírito Santo


a) Não foi uma ocorrência isolada
b) Não cessou com o pentecostes (At 8:15; 9:17; 10:44-46; 19:6)

3. Salvação
a) A bandonar a pervesidade.
b) Separar da corrupção da sociedade hoje - (Lc 9:41; 11:29; 17:25;Fl 2:15)
c) Afasta-te das más companhias – És templo do Espírito Santo II Co 6:14-16

4. Permanência no ensino. comunhão e no partir do pão.


a) Unido pelo poder do Espírito Santo (Atos 4:3; I Co 1:10)
b) Ceiar e partilhar da mesa – 1 Co 11:26
I – FUNDAMENTOS DA IGREJA EM JERUSALÉM – FOCO PRINCIPAL DO INÍCIO DA
PREGAÇÃO DA PALAVRA.

1.1 – Pentecostes – pregação de Pedro “A ressurreição do Cristo”. – At. 2.


1.2 – Pedro opera milagre, curando pedinte aleijado. At. 3.6-7.
1.3 – Pregação de Pedro no Templo. “Julgamento – Morte e Ressurreição do Cristo”.

CAPÍTULO – 4.

4.1 - Sacerdotes e doutores da lei, levantam-se contra a pregação de Pedro – principal fato:
Está pregando a Jesus e a sua ressurreição. – At.4.2.

4.2 - Apóstolos presos – porém a mensagem não para – Converte-se mais de 5.000 pessoas.
At.4.4.

4.3 – São ameaçados – “...melhor e agradar a Deus que aos os homens...” At. 4.19-20

4.4 – Unidade e Oração dos primeiros convertidos – At.4.24-25. Reposta do SENHOR –


Enchendo-os do Espírito Santos. At.4.31

4.5 – Vida da Igreja em Jerusalém – Todos Cheio da Graça e do Espírito Santo – Tinham tudo
em comum – não havia necessitados no meio deles.

CAPÍTULO – 5.

5.1 – Caso de ANANIAS E SAFIRA. – Desobidiência, mentira e blasfema ao Espírito Santos –


At.5.3.

5.2 – Após o caso – grande TEMOR, tomou conta da Igreja – At.5.11.

5.3 – Mesma diante a situação – IGREJA CRESCE – MUITAS PESSOAS CURADAS –


At.5.14-15 – Traziam muitos possuídos de demônio, eram LIBERTOS e curados a
SOMBRA DE PEDRO.

5.4 – Eleva-se o nível de PERSEGUIÇÃO – Discípulos PRESOS – LIBERTAÇÃO


SOBRENATURAL – n.

5.5 – Após LIVRES, voltam ao templo para ENSINAR. – At.5.25 – Pregar a JESUS –
julgamento, morte e ressurreição.

5.6 – Os Legalistas – JUDAIZANTES – se enfurecem e planejam matá-los.

6.7 – Conselhos de Gamaliel – At.5.34 – Se propósito é Deus ninguém impedirá – SE DEUS É


POR NÓS QUE SERÁ CONTRA NÓS..., porém se obra de homens se desfará como
TEUDAS E JONAS. At.5.39.

6.8 – Discípulos foram AÇOITADOS e proibidos de ENSINAR.

6.9 – ALEGRES E FELIZES, por padecer e ser açoitados pelo SENHOR JESUS. At.5.41
6.10 – IGREJA PERSEVERANTE – ENSINANDO E PROCLAMANDO O TESTEMUNHO DE
JESUS, NO TEMPLO E DE CASA EM CASA – At.542.

CAPÍTULO – 6.

6.1 – Necessidade de ORGANIZAÇÃO NA IGREJA – escolha dos DIÁCONOS.

6.2 – Requisitos: BOA REPUTAÇÃO – CHEIO DO ESPÍRITO E SABEDORIA. At.6.3

6.3 – Apóstolos – EXCLUSIVOS PARA O MINISTÉRIO DA PALAVRA, maior propagação da


PALAVRA, muitos acolhiam a FÉ. – At. 6.7.

6.4 – Estevão – Diácono – Usado por DEUS em Palavra, Sabedoria, SINAIS E PRODÍGIOS.

6.5 – Os legalistas não podiam resistir a sua PREGAÇÃO E SABEDORIA - At.6.10.

6.6 – Suborno – Calúnia – blasfema – na tentativa de incriminá-lo e prendê-lo. – seu rosto


como de ANJO.

CAPÍTULO – 7.

7.1 – Estevão, diante o Sinédrio – Faz o maior e mais belo sermão do NT – de GÊNESIS AO
DESCER DO ESPÍRITO SANTO. At.7.2-53.

7.2 – Diante a ministração da PALAVRA – Sacerdotes e Legalistas – ENFURECEM-SE E


RANGEM OS DENTES – At.7.54.

7.3 – Visão e Apedrejamento de ESTEVÀO.

7.4 – Doutores da Lei – tampam os OUVIDOS – arrastam-o – APEDREJA-O até a morte.


At.7.58.

7.5 – SAULO, testemunha IMPASSÍVEL, tudo presenciou sem RESISTÊNCIA.

CAPÍTULO – 8.

8.1 – Morte de Estevão – fato que desencadeou – GRANDE PERSEGUIÇÃO AOS DE


CRISTO.

8.2 – Em consequência, houve DISPERSÃO dos discípulos – IGREJA FORA DOS LIMITES
DE JERUSALÉM – Judéia e Samaria.

8.3 – SAULO, torna-se o grande PERSEGUIDOR, dos da doutrina do CAMINHO. – prendendo


homens e mulheres de Deus.

8.4 – FILIPE – o diácono – Prega em SAMARIA, SINAIS MIRACULOSOS, CURAS,


LIBERTAÇÃO – At.8.4

8.5 – Grande ALEGRIA, reinava naquela cidade. At.8.8


8.6 – Caso da conversão de SIMÃO, o mago – feiticeiro.

8.7 – Pedro e João sabedores dos acontecimentos em SAMARIA – descem para observar.
Ministram o Batísmo no Espírito Santos – IMPOSIÇÃO DE MÃOS – At.8.16.

8.8 – Simão, oferta dinheiro para compra O PODER DA UNÇÃO do Espírito Santo.

8.9 – Retorno de PEDRO E JOÃO, a Jerusalém – pregando aos SAMARITANOS.

8.10 – Filipe enviado pelo ESPÍRITO em missão EVANGELISTICA. At.8.26.

8.11 – Anunciar as BOAS NOVAS – ao Eunuco Etíope – At.8.35.

8.12 – Batizado no mesmo momento que RECEBEU JESUS – At.8.38.

8.13 – TRANSLADADO – transportado – PODER DO ESPÍRITO SANTO – missão pregação


da PALAVRA – At.8.39.

CAPÍTULO 9.

9.1 – SAULO – respirava a ameaças de morte aos de CRISTO, pediu cartas aos judaizantes
para prender a todos que pertenciam ao ‘CAMINHO”. At.9.1

9.2 – Aparição de JESUS e CONVERSÃO DE SAULO. – At. 9.3-5.

9.3 – Recebe visão do Senhor, cego por 03 dias, não comeu e nem bebeu – At.9.9.

9.4 – Visão de Ananias – Imposição de mãos – CURA E BATISMO NO E. SANTO. At.9.10.

9.5 – Ananias quer resistir – OBEDECE – Senhor diz: HOMEM SEPARADO PARA GENTIOS E
SEUS REIS - At9.15.

9.6 – CEGUEIRA NUNCA MAIS – escamas são retiradas dos olhos de SAULO. At.9.18.

9.7 – SAULO – inicia pregação – DAMASCO E JERUSALÉM. – PERPLEXIDADE DO POVO.

9.8 – De perseguidor a PERSEGUIDO POR DEMONSTRAR A CRISTO. At.9.23 – intentavam


matá-lo.

9.9 – Não recebido em JERUSALÉM – TEMOR DOS DISCÍPULOS – não acreditavam na sua
CONVERSÃO.

9.10 – BARNABÉ – filho da Consolação – levou-o a presença dos APÓSTOLOS – visão é


esclarecida. At.9.27.

9.11 – CONVERSÃO DE SAULO – traz PAZ E TRANQÜILIDADE A IGREJA, Judéia, Galiléia e


Samaria. At.9.31.

9.12 – Igreja toma novo IMPULSO – ação do ESPÍRITO SANTO – multiplicava o NÚMERO –
viviam no TEMOR DO SENHOR.
9.13 – Milagres no ministério de Pedro: ÉNEAS – Lida (acamado 8 anos) , DORCAS – Jope.
(morte e ressurreição) - At. 9.34-40.

CAPÍTULO – 10. - Novo Rumo para o Ministério de PEDRO.

10.1 – O Centurião – CORNÉLIO – família piedoso e temente a Deus – 1º. Gentio Convertido
– At.10.2.

10.2 – Visão de Cornélio – Anjo do Senhor – chamar SIMÃO PEDRO.

10.3 – Visão de Pedro – At.10.10 - DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO ...

10.4 – Pedro ensina a PALAVRA – família inteira se CONVERTE – At.10.25.

10.5 – O que Deus PURIFICOU, não torne IMPURO o homem – AGORA OS GENTIOS SÃO
DO SENHOR – At.10.28.

10.6 – O Espírito Santo desce sobre TODOS, Batismo nas Águas – At.10.45-48.

CAPÍTULO – 11.

11.1 – JUSTIFICATIVAS – CONCÍLIO DE JERUSALÉM – porque, também os gentios –


At.11.1-4.

11.2 – Pedro conta da visão do lençol – Deus purificou a TODOS – At.11.9 – Cristo morreu por
TODOS.

11.3 – Explicações aceita – sem OBJEÇÕES – DEUS PROVISIONOU PARA OS GENTIOS.


At.11.18.

11.4 – Igreja surge em ANTIOQUIA, resultado dos dispersos – At.11.19. – Daí para o MUNDO.

11.5 – Barnabé enviado – Busca a SAULO, em Tarso – At.11.25 – DISCÍPULOS CHAMADOS


CRISTÃOS PRIMEIRA VEZ.

11.6 – Discípulos provisionam ajuda aos da Judéia – At.11.29 – PROFECIA DE ÁGABO .

11.7 – Ofertas foram enviadas através de BARNABÉ E SAULO.

CAPÍTULO – 12.

12.1 – Perseguição da parte do REI HERÓDES, aos cristãos – matou Thiago – At.12.2

12.2 – Prisão de PEDRO – pensando agradar aos RELIGIOSOS – matá-lo na PÁSCOA.


At.12.4

12.3 – Pedro LIBERTO SOBRENATURALMENTE, diante posição da IGREJA – At.12.7-12.

12.4 – Soberba em Herodes - Intitulando-se ser igual a DEUS. – morte e juizo – At.12.22.
12.5 – Barnabé e Saulo – retornam a Jerusalém – At.12.25

CAPÍTULO – 13.

13.1 – Missão de Saulo e Barnabé – Separados pelo ESPÍRITO SANTO – At.13.1.

13.2 – Primeira Viagem Missionário – Intercontinental. – EQUIPE MINISTERIAL – Saulo,


Barnabé e João Marcos. – At.13.5 – ANTIOQUIA À CHIPRE

13.3 - Repreensão ao mágico e falso profeta- BARJESUS - At.13.10.

13.4 – Governador – Procônsul – Convencido do Evangelho por Saulo.

13.5 – Em Antioquia da Pisidia. - Volta de João Marcos – 1º. Ponto de Pregação SINAGOGA.

13.6 – SERMÃO DE PAULO – At.13.16-41.


a) História de Israel – libertação do cativeiro (eras: inocência, consciência, governo
humano, promessa, lei mosaica).
b) Jesus – Justificação e purificação em CRISTO – (era: graça) – At.13.26-41.

13.7 – Próxima pregação juntou quase toda a cidade – At.13.44

13.8 – Inveja e blasfema por parte dos judeus – Gera nova onda de perseguição. At.13.50-52.

CAPÍTULO – 14.

14.1 – Novo foco de pregação da palavra – ICÔNIO E LISTRA. – multidões crendo – Judeus
incrédulos resistem – palavra prevaleceu – sinais e prodígios os seguia.

14.2 – Cura de um coxo de nascença – At.14.8-10.

14.3 – IDOLATRIA aos Apóstolos – mostram ser pessoas comuns – PODER É DE DEUS.
At.14.15.

14.4 – APEDREJAMENTO DE PAULO, até a morte – At.14.19-20 – Posição da IGREJA.

CAPÍTULO –15.
15.1 - Relatório do sucesso da IGREJA – At.15.3-4.- At.14.27

15.2 – Onda de divisão na Igreja – Problema: CIRCUNCISÃO x INCIRCUNCISÃO. At.15.2

15.3 – Reunião para resolver IMPASSE – At.15.11-13.

15.4 – Proposto documento conciliatório.


a) Carta de Abstenções: At.15.20 / 15.29 / 21.25
b) Mensagem enviada as IGREJAS – At.15.23. – Ampliação da equipe ministerial.

15.5 – PAZ E ENTENDIMENTO PREVALECEU – At.15.33.


15.6 – Desentendimento em BARNABÉ E PAULO – situação de JOÃO.

15.7 – 2ª. VIAGEM MISSIONÁRIA – Paulo – Silas - Timóteo.

15.8 – Cidades visitadas: SÍRIA – CILÍCIA – confirmando as IGREJAS – At.15.41

CAPÍTULO – 16.

16.1 – Equipe IMPEDIDA PELO ESPÍRITO SANTOS, de pregar em ÁSIA – BITÍNIA – At.16.6.

16.2 – Paulo de VISÃO - SÚPLICAS DE UM MACEDÔNIO – ajuda-nos. At. 16.9

16.3 – Mulher em Fiipo – ACOMODA – grupo de Paulo.

16.4 – Jovem com espírito de advinhação – É LIBERTA, causa grande insatisfação aos seus
senhores – At.16.18.

16.5 – Paulo e Silas – AÇOITADOS e lançados na PRISÃO – At.16.23 – POSIÇÃO.


 Ministravam louvores e adoração ao Senhor.
 Terremoto e portas abertas.
 Salvação do carcereiro e sua família.

16.6 – Paulo, CIDADANIA ROMANA – exige aos magistrados pedidos de justificação e


retratação quanto ao aprisionamento. – At. 16.38-39.

CAPÍTULO – 17.

17.1 – Partiram para: Anfípolis – Apolônia – Tessalôniica – ANUNCIARAM A CRISTO, como de


costume – nas sinagogas. At. 17.2-3.

17.2 – Judeus – REBELIOSOS E INJURIADORES – tentaram aprisioná-los – ALEGAÇÃO,


estes que ALVOROÇARAM O MUNDO, chegaram aqui. At.17.6

17.3 – Paulo e Silas – BERÉIA – povo sábio e cristerioso com as escrituras – At.17.11

17.4 – Paulo em ATENAS – povo ADORADOR DE MUITOS DEUSES – At.17.16-18.

17.5 – Convidado ao AREOPÁGO – indagado pelos SÁBIOS, acerca da NOVA DOUTRINA.


 Supersticiosos.
 Altar ao DEUS DESCONHECIDO – criador do céu...humanidade....natureza.
 Resultado creram – Dionísio (areopagita); Dâmarís.

CAPÍTULO – 18.

18.1 – Paulo em Corinto – casa de Áquila e Priscilla – fabricantes de TENDAS. At.18.3

18.2 – Resistência dos Judeus – DECISÃO DE PAULO, SÓ GENTIOS. At.18.6


18.3 – Chefe da sinagoga e toda a família e, muitos Contíntios CRERAM E FORAM
BATIZADOS.

18.4 – SENHOR, nova visão - ...”Não temas, mas fale e não de cales”... At.18.9

18.5 – Paulo levado ao TRIBUNAL DE GÁLIO – At.18.15 – Judeus expulsos...

18.6 – Apolo, judeu de Alexandria – Instruído no caminho do Senhor – Éfeso. At.18.25


 Fevoroso no espírito.
 Só conhecia o Batismo de João.
 Intruído,auixiliados por Áquila e Priscilla.
 Convencia com veemência que, JESUS era o CRISTO – MESSIAS E
SALVADOR.

CAPÍTULO - 19.

19.1 – Ëfeso ainda não conhecia o BATISMO NO ESPÍRITO SANTO – Paulo ministrou,
At.19.2-6.

19.2 – Paulo em 2 ANOS – pregou a palavra em toda a ÁSIA – At.19.10.

19.3 - LENÇOS E AVENTAIS, eram UNGIDOS – CURAS – LIBERTAÇÃO. At.19.12.

19.4 – Filhos de Cefas – SEM AUTORIDADE NO NOME, demônios os surraram – At.19.15.

19.5 – MÁGICOS, OCULTISTAS, queimavam seus LIVROS publicamente – At.19.19.

19.6 – Paulo pelo espírito, sente necessidade de partir – Macedônia – Acaia – Roma.

19.7 – tumulto em Éfeso – At.19.23-25.


 Demétrio – fabricante de indulgências – Imagens.
 Lucros comprometidos.
 Profissão em descrétido.
 Multidão afasta-se da IDOLATRIA.
 Destruição da veneração a deusa DIANA DOS ÉFESOS.

19.8 – PALAVRA PREVALECIA E CRESCIA PODEROSAMENTE – At.19.40.

CAPÍTULO – 20.

20.1 – Em MACEDÔNIA E GRÉCIA – ressurreição de ÊUTICO – dorminhoco. At.20.9-12.

20.2 – Reunião Ministerial – TODA A IGREJA – INSTRUÇÕES. At.20.18.


 Espírito de servo e humilde.
 Saber suportar as ciladas, tentações e lágrimas.
 Continuar a anunciar e ensinar publicamente e de casa em casa.
 Testemunhar aos judeus e gregos – Conversão e Fé em CRISTO JESUS.

20.3 – Não Ter a vida por Preciosa.... Cumprir com Alegria o ministério .....At.20.24
 ...Não mais vereis o meu rosto...
 ...Estou limpo do sangue de todos...

20.4 – Exorta os PASTORES, a apascentar o rebanho a eles confiado. At.20.28.

20.5 – Alerta do cuidado e vigilância contra – At.20.29.


 Lobos, como cordeiros.
 Falsos profetas.
 Doutrinas pervesas.

20.6 – Indica com uma partida – gera pranto entre todos – At.20.37.
 Lágrimas e trsitezas.
 Sabedores de não mais o verem.
 Acompanharam-no até o navio.

CAPÍTULO – 21.

21.1 – Paulo a caminho de Jerusalém.


 Os discípulos pelo espírito diziam a Paulo – não subir a Jerusalém – At.21.5
 Paulo em Cesaréia – casa de FILIPE – um dos sete – At.21.8
 Profecia de Ágabo – prisão de Paulo – At.21.11.

21.2 – Paulo diz está pronto: - Não só para ser amarrada, mas também morrer pelo nome de
JESUS.

21.3 – Chegada em Jerusalém.


 Receberam-no com alegria.
 Encontro com TIAGO e todos os anciões.
 Relatou o que DEUS operará entre os gentios.

21.4 – Entendimento dos judeus acerca de Paulo – At.21.21.


 Que se apartem da lei.
 Não mais circuncidar-se.
 Não andar segundo os costumes da lei.

21.5 – JUSTIFICAR-SE - Quatro homens sob voto – santificação e oferta.

21.6 – Prisão de Paulo – Judeus incitam as multidão contra Ele – At.21.27.


 Ensino contra o povo.
 Contra a lei.
 Contra o templo, profanando-o.
 Introdução de pessoas impuras no templo.

21.7 – Clamam pela sua MORTE.

21.8 – PRIMEIRA DEFESA DE PAULO.


 Fala em grego ao Tribuno.
 Teve permissão a falar ao povo – Em aramaico.
CAPÍTULO – 22.

22.1 – Discurso público.


 Judeu, instruído por Gamaliel.
 Zeloso para com Deus.
 Perseguidor do Cristãos até a morte.

22.2 – Segundo Testemunho de Paulo – Visão em Damasco. At.22.7.


 Testemunhar acerca daquilo que VIU E OUVIU.
 Senhor falou: ...depressa sai de Jerusalém, pois não aceitaram o teu testemunho
a meu respeito... At.22.18.
 Presenciei a morte de ESTEVÃO.

22.3 – Paulo salvo da fúria dos Judeus – Cidadania Romana.


 Este não merece viver. At.22.22
 Foi açoitado e interrogado.

CAPÍTULO – 23.

23.1 – Paulo no sinédrio.


 Sumo sacerdote – Ananias – manda judeus esbofeteá-lo. At.23.2-3.
 Dividiu a assembléia, provoca discussão entre saduceus e fariseus. –
Ressurreição dos mortos – At.23.7
 O Tribuno temendo ser Paulo – ESPEDAÇADO POR ELES – leva-o a Fortaleza.

23.2 – Nova visão com o SENHOR: ...Coragem, assim como testemunhastes de mim em
Jerusalém, irás também diante aos Romanos...

23.3 – Conspiração para matar Paulo.


 Planos revelados aos sobrinho de Paulo. At.23.16
 O tribuno, leva-o ao governador Felix – Cesaréia. At.23.24.

CAPITULO – 24.

24.1 – Paulo diante o tribunal de Félix.


 Acusado diante Tértulo – At.24.2.
 Sedição dos Judeus.
 Uma peste e principal defensor da “SEITA DOS NAZARENOS” At.24.5
 Profanar o templo.

24.2 – SEGUNDA DEFESA DE PAULO.


 Não há de que me acusarem.
 Fui a Jerusalém adorar...
 Seguidor do CAMINHO, que chamam de SEITA.
 Vi apresentar votos e ofertas em Jerusalém.
24.3 – Julgamento adiado por Félix – esperando receber algo em troca.
 Testemunha a Félix e Drusila – At.24.24 – Justiça de Deus, Temperança, Juizo.
CAPÍTULO – 25.

25.1 – Paulo diante FESTO – sucessor de Félix.


 Festo em jerusalém – Judeus solicitam transferência de Paulo – intentando
EMBOSCADA E MATÁ-LO.
 Paulo resiste todas as acusações – APELA A CÉSAR. At.25.11.
 Festo consulta ao Rei Agripa e Berenice – At.25.22.

CAPÍTULO – 26.

26.1 – Paulo defende-se diante REI AGRIPA.


 Testemunha TERCEIRA VEZ A VISÃO DE DAMASCO.
 Diz está cumprindo a carreira e sendo OBEDIENTE a visão. At.26.19
 Festo pensa Paulo está Louco.
 Rei Agripa, quase convencido do Cristianismo.
 Reconhece a INOCÊNCIA DE PAULO.
 Apelo a CÉSAR, não deixa escolha. At.26.32.

CAPÍTULO – 27.

27.1 – Viagem de Paulo a Roma.


 Guarda do centurião Júlio – este bondoso deixa visitar seus amigos em Sidom.
At.27.3.
 Em Bons Portos – Paulo aconselha a tripulação a permanecer – viagem será
desastrosa, causará prejuízo ao navio, carga e as vidas – NÃO FOI OUVIDO.
At.27.10.

27.2 – Companhia de Lucas e Aristarco – provavelmente com0


ESCRAVOS.
 Após acontecimentos – aumenta o conceito de Paulo.

27.3 – Mar tenebroso e tempestuoso.


 O vento os levou a CLAUDA.
 Passa agora a ser O CAPITÃO DO NAVIO – SENDO OUVIDO.
 Deus promete a Paulo salvação a TODOS.

CAPÍTULO – 28.

28.1 – Os passos finais para chegada em ROMA.


 Naufragaram – sendo recolhidos em MALTA.
 Salvo do veneno da VÍBORA.
 Cura o Pai de Públio. At.28.8.

28.2 – Paulo em Roma.


 Recebeu líderes judaicos locais.
 Moram em prisão domiciliar por dois anos – Pregando e Ministrando a PALAVRA.