Você está na página 1de 3

INSIGHT ORTODÔNTICO

Alterações pulpares induzidas pelo tratamento


ortodôntico: dogmas e falta de informações
Alberto Consolaro
Professor Titular em Patologia Bucal pela Faculdade de Odontologia de Bauru - USP

Desde o início da história, junto à ignorância 2) As evidências clínicas demonstravam clara-


sobre determinado fenômeno ou assunto, há o es- mente que o movimento ortodôntico não produz
tabelecimento paralelo de dogmas, mitos, com in- efeitos na polpa e na dentina.
termináveis discussões geradoras de medo e limita- 3) As alterações pulpares relatadas após movi-
ções, acompanhadas de resignações e sofrimentos. mentos dentários, inclusive a intrusão, ainda eram
No desenvolvimento da humanidade assim foi, está especulativas.
sendo e será, afinal faz parte da nossa natureza. Infelizmente, não havia na literatura trabalhos
O tratamento ortodôntico em adultos felizmen- com metodologia adequada, resultados bem anali-
te vem aproximando gradativamente a Ortodontia sados e interpretados com conclusões pertinentes
e a Endodontia na prática clínica, mas ainda falta sobre o assunto.
muito para que ambas convivam, compreendendo Em 2000, orientamos o trabalho de disserta-
os fundamentos uma da outra. Percebemos uma ção de mestrado de José Valadares Neto5, no qual
amostra da necessidade desta compreensão quando analisamos microscopicamente o complexo den-
éramos questionados sobre a possibilidade, ou por tinopulpar e as superfícies radiculares externas
que a polpa sofreria envelhecimento precoce ou de dentes humanos de 12 adolescentes, extraídos
necrosaria durante o tratamento ortodôntico. após a expansão rápida da maxila, comparando-os
Ao consultarmos a literatura, revisando minu- com dentes de outros três adolescentes sem qual-
ciosamente, ano a ano, e por décadas, sobre os efei- quer movimentação dentária. Quanto ao comple-
tos pulpares do tratamento ortodôntico, o espanto xo dentinopulpar concluimos que:
foi inevitável. 1) Não houve alteração no quadro morfológico
Na análise criteriosa de trabalhos não devemos quando se avaliou a resposta imediata e após 120
nos levar, logo nos primeiros momentos, por afir- dias de contenção;
mações, opiniões, verificações, descrições e orien- 2) Não houve alteração no quadro morfológi-
tações, sem que sejam acompanhadas por dados co quando se considerou duas (0,45mm) e quatro
obtidos por uma metodologia detalhadamente (0,9mm) ativações diárias do parafuso expansor;
descrita e aplicada em uma amostra suficiente e 3) A expansão rápida da maxila empregando
bem constituída. Na ciência, os dados são manda- o expansor tipo Haas modificado pode ser consi-
tórios, enquanto na política e religião predominam derada um procedimento biologicamente seguro
a crença e a fé nos argumentos e dogmas. para o complexo dentinopulpar.
Antes do planejamento de trabalhos sobre os Deve-se ressaltar que as forças empregadas
efeitos pulpares do tratamento ortodôntico anali- na expansão rápida da maxila devem ser sufi-
samos todos, literalmente todos, os trabalhos sobre cientemente intensas para hialinizar o ligamen-
o assunto e como síntese do observado tem-se: to periodontal vestibular, para que não ocorra a
1) Os designs experimentais para estudos pul- movimentação dentária. Mesmo assim não foram
pares associados ao movimento ortodôntico usa- observadas alterações pulpares do ponto de vista
ram diferentes forças e movimentos em espécies microscópico.
variadas e não chegaram a conclusões substantivas. Em 2005, orientamos o trabalho de mestrado

R Dental Press Ortodon Ortop Facial 15 Maringá, v. 12, n. 1, p. 15-17, jan./fev. 2007
Insight Ortodôntico

de Renata B. Consolaro1, no qual foram movimen- gradual com a idade do forame apical, que reduz
tados dentes de 39 ratos em períodos de 1 a 7 dias, a nutrição celular, causando hialinização, fibrosa-
utilizando-se o modelo inicialmente desenvolvido mento pulpar e estabelecimento de nódulos pul-
por Heller e Nanda2, com aprimoramentos desen- pares. Estão associados ao envelhecimento pulpar
volvidos por Martins-Ortiz3, reconhecido mun- precoce: os desgastes dentários, abfração, procedi-
dialmente por ser o mais utilizado nos trabalhos mentos restauradores, estéticos e cáries dentárias.
sobre o assunto. Analisamos os tecidos pulpares Os pequenos traumatismos podem diminuir par-
comparando-os com os de dentes não movimenta- cial e transitoriamente a nutrição pulpar e contri-
dos de outros 9 animais. Verificamos e concluimos buir com o envelhecimento pulpar precoce. Não
que a movimentação dentária induzida não pro- devemos considerar a movimentação dentária
moveu alterações morfológicas na polpa dentária como pequenos traumatismos!
detectáveis na microscopia óptica, quer sejam de A movimentação dentária ortodonticamente
natureza degenerativa, quer sejam de natureza in- obtida não é brusca, à força, quando mais inten-
flamatória. sa, ainda assim não produz movimentos rápidos
Apesar destes trabalhos, ainda muitos acreditam que justifiquem lesão ou rompimento dos vasos
que o tratamento ortodôntico possa provocar ne- sanguíneos na porção apical, embora possa au-
crose pulpar, envelhecimento precoce e até escure- mentar muito discretamente o volume sanguíneo
cimento dentário por obliteração pulpar decorrente pulpar nas primeiras 6h4. A lesão ou rompimento
de uma metaplasia dos tecidos pulpares, conhecida dos feixes vasculares apicais estão associados com
como Metamorfose Cálcica da Polpa. Acreditam, o traumatismo dentário indutor de movimentos
mas a literatura e os poucos trabalhos revelam que dentários repentinos, bruscos, intensos, pelos des-
esta possibilidade praticamente não existe. locamentos intra-alveolares induzidos.
O envelhecimento pulpar decorre da perda Quando a polpa dentária tem seus vasos sanguíne-
de celularidade pulpar resultante do fechamento os lesados, mas não rompidos, ou seja, comprimidos,

D D

D C

LP
LP
C

O
O

A B C
FIGURA 1 – Aspectos microscópicos da polpa coronária (A) e apical (B) de dente murino submetido a forças (setas) durante 7 dias. A polpa está morfologicamente
normal. Em B, o ligamento periodontal está comprimido. Em C, na superfície radicular do mesmo dente, região cervical, nota-se que os cementoblastos foram elimi-
nados e no local instalaram-se várias BMUs, ou unidades osteorremodeladoras (círculos), que eliminaram o cemento e reabsorvem a dentina, indicando que a força
experimental foi eficaz. D=dentina, LP=ligamento periodontal, C=cemento, O=osso alveolar. (Fonte: MARTINS-ORTIZ, 2004; CONSOLARO, R., 2005)

R Dental Press Ortodon Ortop Facial 16 Maringá, v. 12, n. 1, p. 15-17, jan./fev. 2007
CONSOLARO, A.

rompidos parcial ou transitoriamente, as suas cé- 4) as variáveis técnicas, de intensidade de for-


lulas podem entrar em intenso estresse, que causa ças e de tipos de movimento permitem compara-
a mudança de seu fenótipo para se adaptarem à ções entre tipos de procedimentos;
nova situação metabólica. Esta mudança de fenó- 5) muitos dentes são extraídos por indicação
tipo, e de função também, é denominada metapla- ortodôntica, possibilitando análise microscópica
sia e na polpa leva à obliteração pulpar da câmara da polpa em muitos casos, sem infringir aspectos
pulpar e/ou do canal radicular, pois quase todas as éticos;
células da polpa se transformam em odontoblas- 6) ainda muitos casos de envelhecimento
tos-like. Simultaneamente haverá produção alea- pulpar precoce, metamorfose cálcica da polpa
tória de dentina displásica, respeitando os vasos e ou necrose pulpar são atribuídos ao tratamento
nervos, mas radiograficamente com completa obli- ortodôntico.
teração do espaço pulpar coronário e/ou radicular. Se considerarmos estas premissas, surge um
Às vezes, esta dentina também é referida como questionamento importante: por que a Ortodon-
osteodentina ou vaso-dentina. Ao longo dos anos tia não pesquisa mais intensamente os efeitos pul-
a polpa pode necrosar, inclusive com lesões peria- pares da movimentação dentária induzida? Seria
picais crônicas. Esta situação promove o escureci- por respeito a um velho dogma?
mento gradativo do dente traumatizado ao longo A espessura do ligamento periodontal, em mé-
de meses e anos e é referida como Metamorfose dia, é de 0,25mm. No terço apical a deflexão óssea
Cálcica da Polpa. Infelizmente, muitos acreditam, é insignificante. O tecido conjuntivo é elástico e
por crença ou fé, que o tratamento ortodôntico próprio para preenchimento de espaços em nosso
possa provocar tal situação. organismo. A força ortodôntica não é bruscamente
Os objetivos do Insight Ortodôntico estão fo- aplicada. Não há bases anatômicas e fisiopatológi-
cados no questionamento constante, na indução a cas para explicar as alterações pulpares induzidas
novas buscas a partir de inquietações apontadas e pela movimentação ortodôntica a partir de altera-
na análise de novas idéias. Sobre este assunto, têm- ções vasculares apicais.
se as seguintes premissas: Quantos pacientes adultos, anos depois do
1) o envelhecimento pulpar pode ser analisado tratamento ortodôntico realizado, se apresentam
imaginologicamente em radiografias periapicais e com polpas diminuídas em seu espaço radiográfi-
tomografias odontológicas; co, com múltiplos nódulos pulpares e alguns den-
2) o número de pacientes atendidos na prática tes com obliteração total da polpa coronária e/ou
clínica ortodôntica é muito grande; do canal radicular?
3) os pacientes têm radiografias periapicais an- Vamos aos dados para verificar estes achados
tes, durante e depois do tratamento ortodôntico clínicos, sempre com muito critério na constitui-
com possibilidade de controles anuais; ção das amostras e rigor nas análises!

REFERÊNCIAS mentação dentária induzida, na freqüência e nas dimensões


das reabsorções radiculares associadas. 2004. 188 f. Tese
(Doutorado)–Faculdade de Odontologia de Bauru, Universida-
de de São Paulo, Bauru, 2004.
1. CONSOLARO, Renata B. Análise do complexo dentinopulpar 4. SANTAMARIA JR., M. et al. Initial changes in pulpar microvas-
em dentes submetidos à movimentação dentária induzida culature during orthodontic tooth movement: a stereological
em ratos. 2005. 125 f. Dissertação (Mestrado)-Universidade de study. Eur J Orthod, Oxford, v. 28, p. 217-220, 2006.
São Paulo, Faculdade de Odontologia de Bauru, Bauru, 2005. 5. VALADARES NETO, J. Análise microscópica do complexo den-
2. HELLER, I. J.; NANDA, R. Effect of metabolic alteration of perio- tinopulpar e da superfície radicular externa após a expansão
dontal fibers on orthodontic tooth movement. An experimental rápida da maxila em adolescentes. 2000. 196 f. Dissertação
study. Am J Orthod, St. Louis, v. 75, no. 3, p. 239-258, Mar. 1979. (Mestrado)-Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Fede-
3. MARTINS-ORTIZ, M. F. Influência dos bisfosfonatos na movi- ral de Goiás, Goiânia, 2000.

R Dental Press Ortodon Ortop Facial 17 Maringá, v. 12, n. 1, p. 15-17, jan./fev. 2007