Você está na página 1de 16

17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)

ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)

N I K O L A T E S L A A R T I G O S
A r t i g o s d e j o r n a i s e r e v i s t a s r e l a c i o n a d o s a N i k o l a Te s l a

Home (/) / Nikola Tesla (/nikola- tesla) / Nikola Tesla Artigos (/nikola-
tesla/articles) / Rotação da Lua

J U N T E- S E H O J E E R EC E B A C O N T E Ú D O E X C LU S I V O , PÁ G I N A S G R AT U I TA S E O F E R TA S E S P EC I A I S ( / j o i n )

Download Map [PDF]


To View Map, Download Here free.mapsgalaxy.com

A R O TA Ç Ã O D A L U A
por Nikola Tesla (/nikola-tesla/articles/authors/nikola-tesla)

Experimentador Elétrico, The (/nikola-tesla/articles/publications/electrical-experimenter)


Junho de 1919
Número (s) de página: 132-133, 156-157 e 160

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 1/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

Neste artigo, o Dr. Tesla prova


conclusivamente, por teoria e experiência, que
toda a energia cinética de uma massa rotativa
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
é puramente translacional e que a Lua não
contém absolutamente nenhuma energia
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
rotacional, em outras palavras, não gira em
seu eixo. - EDITOR.

(https://teslauniverse.com/nikola-
tesla/images/tesla-model-showing-fallacy-
moons-rotation-its-axis)

Fig. 5. - Este Diagrama Representa um Sistema


Composto por 8 Bolas M, Transportadas em
Raios S, e Girando em torno do Centro O. As
Bolas São Rotativas Livres em Pivôs Que Podem
Ser Apertados. Com este modelo, a falácia da
(https://teslauniverse.com/nikola- rotação da lua em seu eixo é demonstrável.
tesla/images/tesla-diagram-determining-
kinetic-energy-rotating-mass) Para este propósito eu me referiria à Fig. 6
Fig. 1. - Na Determinação da Energia Cinética de mostrando uma bola M de raio r , o centro C
uma Massa Giratória Esta Figura Mostra a do qual está a uma distância R do eixo O e
Seleção de um Número de Pontos Tomados Com que é dividido por um plano tangencial pp
a Haste Reta ou Massa M, a Distâncias
como indicado, a meia esfera inferior sendo
Sucessivas do Eixo de Rotação O. Conhecendo
sombreada para distinção. A energia cinética
estes Valores e a Velocidade de rotação a
energia cinética da massa é prontamente
da bola quando girada n vezes por segundo
calculada em torno de O é de acordo com a primeira
forma de expressão E = ½ M V e 2 = ½ M (2 π R

Na revisão do meu artigo sobre " A Rotação g n ) 2 , sendo M a massa e Rg raio de giro.

da Lua (https://teslauniverse.com/nikola- Mas, como explicado em conexão com a Fig.


2 2
tesla/articles/moons-rotation) ", que apareceu 4, temos também E = ½ M V + ½ I e ω , V =
na edição de abril do Electrical Experimenter, 2 π R n sendo a velocidade do centro de
Acrescentei algumas observações ao texto gravidade C e I e o momento de inércia de a

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 2/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

original em apoio e elucidação da teoria bola, em torno do eixo paralelo passando por
avançada. Devido ao erro da impressora, C e igual a 2/5 M i 2, de modo que E = ½ M (2 π
estas foram perdidas e, em conseqüência, R n ) 2 + 1/5 M r 2 (2 πn ) 2 . Nenhuma dessas
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
achei necessário encaminhar outra duas expressões para E descreve o estado
comunicação que, infelizmente, foi recebida atual do corpo, mas a primeira é certamente
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
muito tarde para a incorporação no número preferível transmitindo, como acontece, a
de maio. Entrementes, chegaram-me muitas idéia de um único movimento em vez de dois,
cartas em que certos fenômenos um dos quais além disso é desprovido de
apresentados por corpos em rotação, como existência. Vou primeiro me comprometer a
as librações de longitude da lua, são citados demonstrar que não há torque ou esforço
como evidências de energia devido ao rotatório sobre o centro C e que a energia
movimento giratório, isto é, provas de rotaçãocinética da suposta rotação axial da bola é
axial do satélite no verdadeiro sentido físico. matematicamente igual a zero. Isso torna
Eu con o que a seguinte declaração ampliada necessário considerar as duas metades
irá atender todas as objeções levantadas e separadas pelo plano tangencial pp
converter a minha opinião aqueles que ainda totalmente independentes umas das outras.
não estão convencidos. Sejam c 1 e c 2 seus centros de gravidade,
então C c1 =C C2 = 3/8 r . A m de averiguar a

A energia cinética de uma massa rotativa energia cinética dos hemisférios nós temos
pode ser determinada de quatro maneiras que encontrar seus raios de giração que

que são ilustradas em diagramas, as Figs. 1, 2, podem ser feitos determinando os


3 e 4 e pode ser encontrado mais ou menos momentos de inércia I c1 e I c2 sobre eixos
adequado. paralelos passando por c 1 e c 2. Cálculo
complexo será evitado por lembrando que o
momento de inércia de qualquer uma das
Fazendo referência à Fig. 1, o método
meias esferas em torno de um eixo a C é Ic =
consiste na selecção judiciosa um número de
½ X 2/5 M r 2 = 1/5 M r 2 e, como M = 2 m , Ic=
pontos como o 1 , O 2 , O 3 , etc., no interior da
2
haste linear ou massa M , respectivamente a 2/5 m r . Isso pode ser expresso em termos
dos momentos eu c1 e eu c2 ; ou seja, Ic = I c1
distâncias r 1 , R 2 , R 3 , etc. ., do eixo de
+ m (3/8 r ) 2 = I c2 + m (3/8 r ) 2 .
rotação O e calculando a raiz quadrada do
Conseqüentemente eu c1 = I c2 = Ic - m (3/8 r )
quadrado médio dessas distâncias. Sendo o
2 2 2 2
seu valor de R , denotado raio de giração, a   = 2/5 m r - 9/64 m r = 83/320sr .
g
Seguindo a mesma regra, os momentos de
efectiva velocidade da massa em n revoluções
inércia das meias esferas sobre o eixo que
por segundo será V n = 2 π Rg n e sua energia
passa pelo centro do movimento O podem
cinética E = ½ MV n 2 = ½ M (2 π R g n ) 2 .
ser encontrados. Designando os momentos
para as metades superior e inferior da bola,

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 3/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

Na Fig. 2, a massa M , girando n vezes por respectivamente, eu o1 e eu o 2 temos eu o1 =


segundo em torno de um eixo O em ângulo m ( R + 3/8 r ) 2 + I c1 = m ( R + 3/8 r ) 2 +
reto com o plano do papel, é dividida em 83/320 mr 2 e I o2 = m (R - 3/8 r ) 2 + I c2 = m (
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
vários elementos ou partes pequenas, mais R - 3/8 r ) 2 + 83/320 m r 2 . Assim, para a
convenientemente lâminas concêntricas metade superior da esfera de raio de giração
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
muito nas, como l 1 , l 2 , l 3 , etc, a distâncias R g1 = √ I o1 / m = √ ( R + 3/8 r ) 2  + 83/320 r 2
r 1 , R 2 , R 3 , etc., a partir de ó . Como a e para o inferior R g2 = √ I O2 / m = √ ( R + 3/8 r
energia cinética de cada parte é igual a ) 2  + 83/320 r 2
metade do produto de sua massa e o
quadrado da velocidade, a soma de todas
essas energias elementares E = ½ Σ m V 2 = ½
m 1 V1 2 + ½ m 2 V 2 2 + ½ m 3 V 3 2 + …… = ½ m
1 (2 π r 1 n ) 2 + ½ m 2 (2 π r 2 n ) 2 + ½ m 3 (2 π
r 3 n ) 2 +…

Uma forma diferente de expressão para a


energia de um corpo em rotação pode ser
obtida determinando seu momento de
inércia. Para este propósito, a massa M (na
Fig. 3), girando n vezes por segundo em torno
de um eixo O , é separada em partes
minúsculas, como m 1 , m 2 , m 3 , etc.,
respectivamente nas distâncias r 1 , r 2 , r 3 ,
etc., do mesmo. A soma dos produtos de
(https://teslauniverse.com/nikola-
todas essas pequenas massas e os
tesla/images/tesla-diagram-related-motion-
quadrados de suas distâncias é o momento
moon)
de inércia I e, em seguida, E = ½I ω 2 , ω = 2 π
n sendo a velocidade angular. Fig. 6. - Diagrama mostrando uma bola com
massa M, de raio r, girando sobre o centro O e
usada na análise teórica do movimento da lua.

Estas são as distâncias do centro O , nas


quais as massas das meias esferas podem
ser concentradas e então a soma algébrica de
suas energias - que são totalmente
traduzidas aquelas de rotação axial sendo
nulas - será exatamente igual à energia

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 4/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

cinética total do meio bola como uma


unidade. O signi cado disto será entendido
por referência à Fig. 7, na qual as duas
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
massas, condensadas em pontos, são
representadas como ligadas a cadeias de
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
pesos independentes e sem peso de
comprimentos Rg1 e Rg2.que são
propositadamente mostrados como
deslocados, mas devem ser imaginados como
coincidentes. Será facilmente visto que, se
ambas as cordas forem cortadas no mesmo
instante, as massas voarão em tangentes às
suas órbitas circulares, tornando o
movimento angular retilíneo sem que ocorra
nenhuma transformação de energia. Vamos

(https://teslauniverse.com/nikola- agora perguntar o que acontecerá se as duas

tesla/images/tesla-diagram-moons-rotation) massas estiverem rigidamente unidas,


assumindo-se a conexão como imponderável.
Fig. 2. - Neste caso, a massa M, girando n vezes
Aqui chegamos ao verdadeiro erro na questão
por segundo, sobre um eixo O, é dividida em
numerosos elementos ou partes pequenas em
em discussão.Evidentemente, enquanto o
vários raios de O. Conhecendo a energia cinética movimento giratório continuar, e ambas as
de cada parte, a energia cinética de todo a Missa massas tiverem precisamente a mesma
é Facilmente Determinada Tomando uma Soma velocidade angular, esse elo de ligação não
das Quantidades Individuais.
terá efeito algum, nem o menor esforço de
rotação sobre o centro comum de gravidade
É óbvio que em todos esses casos muitos das massas ou a tendência de equalização de
pontos ou elementos serão necessários para massas. energia entre eles existirá. No
uma grande precisão, mas, via de regra, momento em que as cordas são quebradas e
muito poucos são su cientes na prática. elas são lançadas, elas começam a girar, mas,
como foi dito antes, esse movimento não
Ainda uma outra maneira para calcular a aumenta nem diminui a energia armazenada.
energia cinética é ilustrado na Fig. 4, no caso A rotação não é, no entanto, devida a
em que a quantidade que é dada em termos uma virtude exclusiva do movimento
do momento de inércia I um e sobre um outro angular, mas ao fato de que as
eixo paralelo ao S e que passa através do velocidades tangenciais das massas ou
centro de gravidade C de massa M . Em partes do corpo expelidas são diferentes.
conformidade com isso, a energia do

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 5/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

movimento E = ½ MV 2 + ½ I e ω 2, na qual a
equação V é a velocidade do centro de
gravidade.
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)

O precedente é considerado indispensável


ENTRAR (/USER)
ao
 (/SEARCH)
notar que os correspondentes, mesmo
aqueles que parecem conhecedores de
princípios mecânicos, não conseguem
distinguir entre verdades teóricas e físicas
que é essencial ao meu argumento.

Na estimativa da energia cinética de uma


(https://teslauniverse.com/nikola-
massa rotativa em qualquer das formas
tesla/images/diagram-illustrating-rotation-
indicadas que chegam, através de
two-masses)
concepções e métodos de aproximação
adequados, em expressões que podem ser Fig. 7. - Aqui duas massas mm, são consideradas
feitas quantitativamente precisos para como condensadas em pontos, presas a cordas
sem peso de diferentes raios. Se ambas as
qualquer grau desejado, mas não realmente
cordas são cortadas, e as massas consideradas
de nir o estado real do corpo . Para ilustrar,
como juntadas, então não haverá rotação sobre
quando procedendo de acordo com o plano
o centro comum de gravidade.
da Fig. 1, vemos uma certa velocidade
hipotético com que toda a massa deve
Para deixar isso claro e investigar os efeitos
mover-se de modo a conter a mesma
produzidos, imagine dois canos de
energia, um estado totalmente imaginário e
espingarda, como mostrado na Fig. 8,
incompatível com o real. Só quando todas as
colocados paralelos um ao outro com seus
partículas do corpo têm a mesma velocidade,
eixos separados por uma distância Rg1 - Rg2 e
o produto ½ MV 2especi que um fato físico e
suponha que duas bolas do mesmo
seja numericamente e descritivamente
diâmetro, cada uma. tendo massa m , são
preciso. Ainda mais distante da verdade
descarregados com velocidades de focinho V
palpável é a equação de movimento obtida
1 e V 2 , respectivamente iguais a 2 π n R g1 e
da maneira indicada na Fig. 4, em que o
2 π n R g2como no caso acabado de
primeiro termo representa a energia cinética
considerar. Se ainda ser suposto que no
da translação do corpo como um todo e o
momento de deixar os barris as bolas são
segundo da sua rotação axial. O primeiro
unidos por uma ligação rígida, mas sem peso
exigiria um movimento da massa em um
eles vão girar em torno de seu centro de
caminho e direção de nidos, todas as
gravidade comum e de acordo com a
partículas tendo a mesma velocidade, o
https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 6/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

segundo seu movimento simultâneo em declaração no meu artigo anterior acima


outro caminho e direção, as partículas tendo mencionada, a relação existirá  V 1 - V 2 /2 = π
velocidades diferentes. Essa idéia abstrata de N ( R g1 - R g2 ) nsendo o número de
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
movimento angular é a principal responsável revoluções por segundo. A equalização das
pela ilusão da rotação axial da lua, que velocidades e energias cinéticas das bolas
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
tentarei dissipar com evidências adicionais. será, nestas circunstâncias, muito rápida, mas
em dois corpos celestes ligados pela atração
gravitacional, o processo pode exigir idades.
Agora, este movimento giratório é real e
requer energia que, obviamente, deve ser
derivada daquela originalmente transmitida e,
conseqüentemente, deve reduzir a
velocidade das bolas na direção do vôo em
uma quantidade que pode ser facilmente
calculada. No momento da descarga, a
energia cinética total era E = ½ m V 1 2 + ½ m V
2,
2 que é evidentemente igual a m V 3 2 , V3
sendo a velocidade efectiva do centro comum
de gravidade, a partir do qual resulta que V 3
(https://teslauniverse.com/nikola- = √ V 1 2 + V 2 2 / 2. A velocidade de revolução
tesla/images/diagram-related-determining- das massas é, é claro, V - V /2 e a energia
1 2
energy-rotating-body) de rotação de ambas as bolas, as quais

Fig. 3. - Outra forma de expressão para a energia devem ser consideradas como pontos, é e =
de um corpo em rotação pode ser obtida pela m ( V 1 - V 2 /2). A energia cinética da
determinação do seu momento de inércia. Aqui translação na direção do vôo é então ½ m V 1
a Massa M é Subdividida em Partes Minúsculas 2 2 2
+ ½ m. V 2 -m ( V 1 - V 2 /2) = m ( V 1 + V 2
m1, m2, m3, etc. A Soma dos Produtos dessas
/2) 2 = m V 4 2 ,  V 4 = V 1 + V 2 /2, sendo a
Massas e os Quadrados de Suas Distâncias é o
velocidade do centro de gravidade comum,
Momento de Inércia, Que com a Velocidade
Angular, Dá a Energia Cinética E. assim que V 3 - V 4 é a perda de velocidade na
direção do vôo devido à rotação dos dois

Com este objeto chama-se a atenção para a pontos de massa. Se em vez de estes que iria
Fig. 5 mostrando um sistema composto de lidar com as bolas como elas são, a sua
2
oito bolas M , que são transportadas em raios energia rotacional e 1 = e+ i ω = m ( V 1 + V
2 2
S , irradiando de um cubo H , girando em 2/2 ) + i (2 π n ) , sendo i o momento de

inércia de cada bola em torno do seu eixo.


torno de um eixo central O em rolamentos
supostamente sem atrito. É uma disposição
semelhante à ilustrada antes, com a excepção
https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 7/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

de que as esferas, em vez de formar partes Como será visto, chegamos exatamente aos
dos raios, são suportadas em pivots de mesmos resultados, quer o movimento seja
parafuso s, que são normalmente soltos, mas retilíneo ou em círculo. Em ambos os casos, a
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
podem ser apertados de modo a permitir energia cinética total pode ser dividida em
tanto o giro livre como a xação rígida, como duas partes, respectivamente, dos mesmos
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
pode ser desejado. Para facilitar a valores numéricos, mas há uma diferença
observação, os raios são fornecidos com essencial . No movimento angular, a rotação
marcas radiais e os lados inferiores das bolas axial nada mais é do que uma concepção
são sombreados. Suponha, por um lado, que abstrata ; no movimento retilíneo é um
o desenho representa o estado de repouso, evento positivo .
sendo as esferas rotativo, sem atrito, e deixar
uma velocidade angular ω = 2 pi n ser
transmitida para o sistema no sentido dos
ponteiros do relógio como indicado pela seta
longa sólido. A visualização de uma bola de H
, as posições sucessivas 1, 2, 3-8 no espaço, e
também relativamente ao raio, será apenas
(https://teslauniverse.com/nikola-
como desenhada, e é evidente a partir de
tesla/images/tesla-diagram-proving-moon-
uma inspecção da diagrama que enquanto se
possesses-only-kinetic-energy-translation)
move com a velocidade angular ω sobre O,
no sentido horário, a bola gira em relação ao Fig. 8. - Para fazer o problema mostrado na Fig. 7
seu eixo, na mesma velocidade angular, mas Limpar, imagine dois tambores de fuzilamento

na direção oposta, a da seta pontilhada. O paralelos entre si. Se duas bolas MM forem
disparadas simultaneamente, unidas por uma
resultado combinado desses dois
ligação teórica, elas girarão em torno de seu
movimentos é um movimento de translação
centro de gravidade comum, provando que a
da bola de tal forma que todas as partículas Lua possui somente energia cinética de
são animadas com a mesma velocidade V , tradução.
que é a do seu centro de gravidade. Neste
caso, desde que não haja absolutamente Praticamente todos os satélites se
nenhum atrito, a energia cinética de cada encaminham da mesma maneira e a
2.
bola será dada pelo produto de ½ M V não probabilidade de que a aceleração ou retardo
aproximadamente, mas com rigor de seus movimentos axiais - se é que alguma
matemático. Se agora os pivôs são vez existiram - pare precisamente a uma
parafusados rmemente e as esferas se xamvelocidade angular de nida, é in nitesimal
rigidamente aos raios, este movimento enquanto é quase absolutamente certo que
angular relativamente aos seus eixos torna-se todo movimento de esse tipo acabaria por
sicamente impossível e então se descobre cessar. A visão mais plausível é que nenhuma
https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 8/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

que a energia cinética de cada bola é lua verdadeira jamais girou em seu eixo, pois
aumentada, sendo o incremento exatamente no momento de seu nascimento deve ter
a energia de rotação a bola no seu eixo. Este havido alguma deformação e deslocamento
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
fato, que é con rmado tanto pela teoria de seu centro de gravidade através da força
quanto pelo experimento, é o fundamento da atrativa do planeta-mãe, de modo a torná-lo
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
noção geral de que um corpo giratório - nestepeculiar. posição no espaço, em relação a
caso a bola M - apresenta sempre a mesma este último, em que persiste
face em direção ao centro do movimento, na independentemente da distância, mais ou
verdade gira sobre seu eixo na mesma menos estável. Em explicação disso, suponha
direção. sentido, como indicado pela seta que um dos corredores, como Mna Fig. 5 não
curta cheia. Mas isso não faz parecer aos é de material homogêneo e que é
olhos. A falácia se manifestará em mais similarmente suportado, mas em um eixo
investigações. que passa através de seu centro de gravidade
em vez de forma. Então, não importa em que
posição a bola esteja xada nos pivôs, sua
energia cinética e tração centrífuga serão as
mesmas. No entanto, existe uma tendência
diretiva, já que os dois centros não coincidem
e, consequentemente, não há equilíbrio
dinâmico . Quando permitido girar livremente
no eixo da gravidade, o corpo, qualquer que
seja a sua forma, tenderá a se colocar de
modo que a linha que une os dois centros
aponta para Oe pode haver duas posições de
estabilidade, mas, geralmente, se o centro de
gravidade não for muito deslocado, o lado
mais pesado balançará para fora. Tal
condição pode se obter na Lua se tiver se
solidi cado antes de se afastar da Terra a
grande distância, quando o arranjo das
(https://teslauniverse.com/nikola-
massas em seu interior cou sujeito a forças
tesla/images/tesla-diagram-related-
gravitacionais próprias, muito maiores que as
calculation-total-kinetic-energy-rotating-mass)
terrestres. Foi sugerido que o planeta é em
Fig. 4. - Neste caso, o movimento é resolvido em forma de ovo ou elipsoidal, mas a saída da
dois componentes separados - um translacional
forma esférica deve ser insigni cante. Pode
sobre O e o outro rotacional sobre C. A energia
até ser uma esfera perfeita com os centros
cinética total da massa é igual à soma dessas
duas energias. de gravidade e simetria coincidindo e ainda

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 9/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

girando como acontece. Qualquer que seja


Para começar, observe que quando uma sua origem e história passada, o fato é que,
massa, diz a armadura de um motor elétrico, no momento, todas as suas partes têm a
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
girando com a velocidade angular ω, é mesma velocidade angular, como se
invertida, sua velocidade é - e a diferença ω - estivessem rigidamente conectadas com a
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
(--ω) = 2 ω. Agora, ao xar a bola ao raio, a Terra.
mudança de velocidade angular é apenas ω;
portanto, uma velocidade adicional ω teria Um movimento desse personagem, como
que ser transmitida a ela para causar uma mostrei, impede a possibilidade de rotação
rotação no sentido horário da bola em seu axial. A maneira mais fácil de nos livrarmos
eixo no verdadeiro signi cado da palavra. A dessa ilusão é conceber o satélite subdividido
energia cinética seria então igual à soma das em partes minúsculas e inteiramente
energias dos movimentos de translação e independentes, como partículas de poeira,
axial, não apenas no signi cado matemático que têm velocidades orbitais diferentes, mas
abstrato, mas como um fato físico. Estou bem rigorosamente as mesmas angulares. É
ciente de que, de acordo com a opinião preciso reconhecer imediatamente que a
predominante, quando a bola está livre nos energia cinética de tal aglomeração é
pivôs, ela não gira em seu eixo e só gira com exclusivamente translacional, não havendo
a velocidade angular do quadro quando absolutamente nenhuma tendência à rotação
xada rigidamente ao mesmo, mas a verdade axial. Isso também deixa perfeitamente claro
aparecem em um exame mais detalhado por que a Lua, desde que sua distância não
desse tipo de movimento. aumente muito, deve sempre nos virar a
mesma face, mesmo sem qualquer tendência
Deixe o sistema ser girado como primeiro diretiva inerente, nem com o menor esforço
assumido e ilustrado, as esferas sendo da Terra .
perfeitamente livres nos pivôs, e imagine o
último a ser gradualmente apertado para Referindo-se às librações de longitude, não
causar atrito reduzindo lentamente e, vejo que elas tenham alguma in uência sobre
nalmente, impedindo o deslizamento. No essa questão. Nos tratados astronômicos a
início todas as partículas de cada esfera rotação axial da lua é aceita como um fato
foram movendo-se com a velocidade do seu material e pensa-se que sua velocidade
centro de gravidade, mas, como a resistência angular é constante enquanto que a do
ao rolamento a rma-se mais e mais a movimento orbital não é, resultando em uma
velocidade de translação das partículas mais oscilação aparente revelando mais de sua
próximas ao eixo O será a diminuir, enquanto superfície à nossa visão. Até certo ponto isso
que a do diametralmente os opostos estarão pode ser verdade, mas sustento que a mera
aumentando, até que os máximos dessas mudança da velocidade orbital, como será
https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 10/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

mudanças sejam atingidos quando as bolas evidente a partir do que foi dito antes, não
estiverem rmemente seguras. Nesta poderia produzir esses fenômenos, por mais
operação, privamos assim as partes das rápida ou lenta que seja a rotação, a posição
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
massas que estão mais próximas do centro do corpo em relação ao centro de atração
do movimento, de alguma energia cinética da permanece o mesmo. A causa real desses
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)
tradução.enquanto aumenta a energia deslocamentos axiais é a mudança da
daqueles que estão mais longe e, distância da lua em relação à Terra, devido à
obviamente, o ganho foi maior do que a qual os componentes tangenciais da
perda, de modo que a velocidade efetiva de velocidade de suas partes são variados.
cada bola como um todo foi aumentada. Só Emapogeu , quando o planeta retrocede, o
assim aumentamos a energia cinética do componente radial da velocidade diminui
sistema, não causando rotação axial das enquanto o tangencial aumenta, mas, como o
bolas. A energia E de cada um destes é decremento do primeiro é o mesmo para
somente aquela do movimento de translação todas as partes, isso é mais pronunciado nas
com uma velocidade efetiva V e como de nido regiões voltadas para a Terra do que
acima de modo que E = ½ M V e 2 . As naquelas afastadas, a conseqüência é um
rotações axiais da bola em qualquer direção deslocamento axial que expõe mais do lado
são apenas aparentes; eles não têm oriental. No perigeu, pelo contrário, o
realidadee não exigem nenhum esforço componente radial aumenta e o efeito é
mecânico. É apenas quando uma força exatamente o oposto, com o resultado de
estranha atua independentemente para girar que mais do lado ocidental é visto. A lua, na
o corpo giratório em seu eixo que a energia verdade, oscila no eixo que passa pelo seu
entra em ação. A propósito, deve-se salientar centro de gravidade, no qual ela é apoiada
que, na rotação axial verdadeira de uma como uma bola em uma corda. As forças
massa rígida e homogênea, todas as envolvidas nesses movimentos pendulares
partículas situadas simetricamente são incomparavelmente menores que as
contribuem igualmente para o momento, o necessárias para efetuar mudanças na
que não é o caso aqui. Que não exista nem velocidade orbital. Se estimarmos o raio de
mesmo a menor tendência para tal giro do satélite a 600 milhas e sua distância
movimento pode, no entanto, ser média da Terra a 240.000 milhas, então a
prontamente estabelecido. energia necessária para girá-lo uma vez em
um mês seria apenas (600 / 240.000) 2 = 1 /
160.000 do satélite. energia cinética do
movimento orbital.

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 11/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

TRANSFERÊNCIAS

Downloads para este artigo estão disponíveis para os membros.


Entre (/user) ou junte-se (/join)
N I K Ohoje
L A Tpara
E S L Aacessar
( / N I K Otodo
L A - ToE conteúdo.
SLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)

ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)

Primeiro (/nikola-tesla/articles/tesla-alternate-current-motor)

Anterior (/nikola-tesla/articles/tesla-high-frequency-generators)

Próximo (/nikola-tesla/articles/electric-autos-nikola-teslas-view-future-motive-power)

Último (/nikola-tesla/articles/tesla-wardencly e-site-cleanup-reaches-milestone)

Vá para o Facebook®
Veja o que você perdeu de amigos e
familiares

D E N T R O D O U N I V E R S O

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 12/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

LIVROS

Livros escritos por e sobre Nikola


NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA)
Tesla.
SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)

(https://teslauniverse.com/nikola-tesla/books)
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)

DOCUMENTOS

Documentos Tesla, arquivos e documentos.

(https://teslauniverse.com/nikola-tesla/documents)

PAT E N T E S

Tesla realizou cerca de 200 patentes em todo o mundo.

(https://teslauniverse.com/nikola-tesla/patents)

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 13/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

TIMELINE
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)
Momentos e eventos importantes relacionados a Tesla.

(https://teslauniverse.com/nikola-tesla/timeline/1856-birth-nikola-tesla)
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)

ARTIGOS

Artigos de jornais e revistas relacionados com Tesla.

(https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles)

IMAGENS

Biblioteca de imagens de Nikola Tesla.

(https://teslauniverse.com/nikola-tesla/images)

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 14/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

FIQUE CONECTADO COM O UNIVERSO


Enter Email Here SE INSCREVER
NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)

Você pode con ar em nós! Nós nunca iremos compartilhar seu endereço de e-mail.

ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)

INQUÉRITOS

Name

Email

Message

Todos os campos são obrigatórios - Não há links, por favor

ENVIAR MENSAGEM

(/)

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 15/16
17/12/2018 A rotação da lua | Universo Tesla

© Tesla Universe 2018

NIKOLA TESLA (/NIKOLA-TESLA) SOBRE (/ABOUT) CONSTRUIR (/BUILD)

 (https://www.facebook.com/teslauniverse)
 (https://www.twitter.com/teslauniverse)
ENTRAR (/USER)  (/SEARCH)

 (https://www.pinterest.com/teslauniverse)
 (https://www.instagram.com/teslauniverse)
 (https://youtube.com/teslauniverse)

https://teslauniverse.com/nikola-tesla/articles/moons-rotation-0 16/16