Você está na página 1de 30
Matemática Geometria Plana
Matemática
Geometria Plana

1. Polígonos

um polígono de n lados é dada por:

ANOTAÇÕES S i = 180º ( n - 2 ) Consideremos, num plano, n pon-
ANOTAÇÕES
S i = 180º
(
n - 2
)
Consideremos, num plano, n pon-
tos (n 3), A 1 , A 2 , A 3 ,
A n , ordena-
1.4.
Soma dos ângulos Externos
das de modo que três desses pontos
consecutivos não seja colineares.
Chama-se polígono a reunião dos
segmentos
A soma dos ângulos externos de
um polígono de n lados é igual a 360º,
independente da quantidade de lados.
A A
,
A A
, A A
,
, A A.
1
2
2
3
3
4
n
1.5. Relação entre a i e a e .
a
+ a
= 180º
i
e
1.6. Polígonos Regulares
1.1.
Nomenclatura:
De acordo com o número de lados
temos:
Chamamos um polígono de regu-
lar quando possi todos os lados e ân-
gulos iguais. Assim, temos que a me-
dida do ângulo interno de um polígo-
no regular de n lados é dada por
Triângulo = 3 lados
180º n
(
-
2
)
a
=
e a do ângulo exter-
Quadrilátero
= 4 lados
i
n
Pentágono = 5 lados
Hexágono = 6 lados
Octógono = 8 lados
Eneágono = 9 lados
no desse mesmo polígono é dada por
360º
a
=
.
e
n
Decágono = 10 lados
Undecágono = 11 lados
Pentadecágono = 15 lados
Icoságono = 20 lados
EXERCÍCIOS 1
1. Calcule o número de diagonais de um
heptágono.
1.2.
Número de Diagonais
Diagonal é um segmento cujas ex-
tremidades são vértices não consecu-
tivos do polígono. O número de dia-
gonais é dado por:
2. Cada ângulo interno de um decágono
regular mede:
a) 35º
c) 72º
e) 144º
n(n
-
3)
d
=
,
2
onde n é o número de lados do polí-
gono.
1.3.
Soma dos ângulos Internos
A soma dos ângulos internos de
COLÉGIO VIA MEDICINA
PSS 2
PÁGINA 1
polí- gono. 1.3. Soma dos ângulos Internos A soma dos ângulos internos de COLÉGIO VIA MEDICINA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

b) 60º

d) 120º

3. O polígono convexo cuja soma dos ân- gulos internos mede 1440º tem exa- tamente:

a)

b)

c)

d)

e)

15 diagonais

20 diagonais

25 diagonais

30 diagonais

35 diagonais

4. Se um polígono convexo de n lados tem 54 diagonais então n é:

a) c)

8

10

e) 12

b) d) 11

9

5. O polígono regular convexo em que o n° de lados é igual ao n° de diagonais é o:

a) dodecágono.

b) pentágono.

c) decágono.

d) hexágono.

e) heptágono.

6. (Universidade São Francisco) O polí- gono regular cujo ângulo interno me- de o triplo do ângulo externo é o

a) pentágono

b) hexágono

c) octógono

d) decágono

e) dodecágono

7. (Faap) A medida mais próxima de ca- da ângulo externo do heptágono regu- lar da moeda de R$ 0,25 é:

externo do heptágono regu- lar da moeda de R$ 0,25 é: a) c) 60° 36° e)

a) c)

60°

36°

e) 51°

b) d) 83°

45°

8. O número de polígonos em que o ân- gulo interno, medido em graus, é re- presentado um número inteiro é:

a) c)

12

14

e) 22

b) d) 24

20

9. (UFGO) O número de diagonais de um polígono regular de n lados é dado

, definida

todo número natural n 4 . De

acordo com essa afirmação, julgue os

(

)

n

2

-

3n

=

2

pela função

para

d

n

itens abaixo.

I. Não existe polígono regular com

99 diagonais.

II. O conjunto imagem da função d(n) é o conjunto de todos os números naturais.

III. O conjunto dos números naturais

n 4, tais que d(n + 1) > 2 d(n),

possui infinitos elementos.

IV. O conjunto de valores d n , para

= forma uma progressão aritméti- ca.

n

(

)

4,

5,

6,

,

nesta ordem,

V. Temos que d(n) = n ¤ n = 5.

10.(Ita – SP) Considere as afirmações so- bre polígonos convexos:

I. Existe apenas um polígono cujo número de diagonais coincide com o número de lados.

II. Não existe polígono cujo número de diagonais seja o quádruplo do número de lados.

III. Se a razão entre o número de di- agonais e o de lados de um polí- gono é um número natural, então

o número de lados do polígono é

ímpar.

a) Todas as afirmações são verda- deiras.

b) Apenas I e III são verdadeiras.

c) Apenas I é verdadeira.

d) Apenas III é verdadeira.

e) Apenas II e III são verdadeiras.

11.(Unesp) A distância entre dois lados paralelos de um hexágono regular é

A medida do lado

igual a

desse hexágono, em centímetros, é:

2

do lado igual a desse hexágono, em centímetros, é: 2 3 c m . a) c)

3 cm .

a) c) 2,5 3 b) 2. d) 3
a) c) 2,5
3
b) 2.
d) 3

e) 4

12.O apótema de um triângulo equilátero mede 3 cm. Determine o lado do tri-

ângulo.

13. (UFES) Um polígono regular possui a partir de cada um de seus vértices

tantas diagonais quantas são as dia- gonais de um hexágono. Cada ângulo interno desse polígono mede em graus:

a) 140

c) 155

e) 170

b) 150

d) 160

EXERCÍCIOS 2 XERCÍCIOS 2

1. Determine o perímetro dos seguintes polígonos. (Dê a resposta em m).

a) Um triângulo eqüilátero de lado igual a 15 cm.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 2

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

em m). a) Um triângulo eqüilátero de lado igual a 15 cm. ANOTAÇÕES PÁGINA 2 PSS

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

b)

GEOMETRIA PLANA MATEMÁTICA – Jorge Oliveira b) 2. Qual é o polígono convexo em que a

2. Qual é o polígono convexo em que a soma dos ângulos internos é 1080°?

3.

Determine x:

a soma dos ângulos internos é 1080°? 3. Determine x : 4. (Mack – SP) Os

4. (Mack – SP) Os ângulos externos de um polígono regular medem 20°. En-

tão, o número de diagonais desse po- lígono é:

a) 90

c) 119

e) 152

b) 104

d) 135

5. (Ufes) Na figura a seguir, as retas r e s são paralelas. A soma a + b + g + d das medidas dos ângulos indicados na figura é:

+ g + d das medidas dos ângulos indicados na figura é: a) 180° c) 360°

a) 180°

c) 360°

 

e) 540°

b) 270°

d) 480°

 

6.

(Fuvest

SP)

Na

figura

adiante,

ABCDE é um pentágono regular. A medida, em graus, do ângulo a é:

pentágono regular. A medida, em graus, do ângulo a é: a) 32° c) 36° e) 40°

a) 32°

c) 36°

e) 40°

b) 34°

d) 38°

7. (UEG – 2006) Na figura abaixo, para quaisquer que sejam x e y, as medi- das dos ângulos satisfazem a relação

x e y, as medi- das dos ângulos satisfazem a relação a) y = 90° -

a) y = 90° - x .

b) y = 180° - x .

c)

d) y = 3x.

y = 2x .

8. (UFSC) Considere um hexágono eqüi- ângulo (ângulos internos iguais) no qual quatro lados consecutivos me- dem 20 cm, 13 cm, 15 cm e 23 cm, conforme figura abaixo. Calcule o pe- rímetro do hexágono.

conforme figura abaixo. Calcule o pe- rímetro do hexágono. 9. (Ita – SP) Seja n o

9. (Ita – SP) Seja n o número de lados de um polígono convexo. Se a soma de n - 1 ângulos (internos) do polígono é 2004°, determine o número n de la- dos do polígono.

10.(Unesp) O número de diagonais de um polígono convexo de x lados é dado

. Se o polígono

por

possui 9 diagonais, seu número de la- dos é:

N

(

x

)

=

2

x

2

-

3x

1

(

)

a) 10

c) 8

e) 6

b) 9

d) 7

11. (Ita – SP) De dois polígonos convexos, um tem a mais que o outro 6 lados e 39 diagonais. Então, a soma total dos números de vértices e de diagonais dos dois polígonos é igual a:

a) 63

c) 66

e) 77

b) 65

d) 70

12. (Cefet – CE) Um polígono regular tem 4 lados a mais que outro polígono e seu ângulo interno excede de 15º do outro. Quais são esses polígonos?

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 3

interno excede de 15º do outro. Quais são esses polígonos? ANOTAÇÕES COLÉGIO VIA MEDICINA PSS 2

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

13.(Unifesp) A soma de n - 1 ângulos de um polígono convexo de n lados é i- gual a 1900º. O ângulo remanescente mede:

a) c)

120º

95º

e) 60º

b) d) 80º

105º

14.(Ita – SP) O comprimento da diagonal de um pentágono regular de lado me- dindo 1 unidade é igual à raiz positiva de:

de lado me- dindo 1 unidade é igual à raiz positiva de: a) b) c) d)

a)

b)

c)

d)

e)

x

x

x

x

x

2

2

2

2

2

+

- x - 2 = 0

- 2x +1= 0

+ x -1= 0

- x -1= 0

x - 2

= 0

15.(UFscar) Um polígono regular com e- xatamente 35 diagonais tem

a) 6 lados.

b) 9 lados.

c) 10 lados.

d) 12 lados.

e) 20 lados.

16.(UFAL) Num polígono convexo de n lados, a soma das medidas dos ângu- los internos é dada por (n – 2).180°. Use essa informação e considere as afirmativas referentes ao polígono não regular abaixo representado.

referentes ao polígono não regular abaixo representado. Assinale as alternativas verdadeiras. I. A soma das medidas

Assinale as alternativas verdadeiras.

I. A soma das medidas dos ângulos internos do polígono é necessari- amente 540°.

II. A medida a é necessariamente igual a 108°.

III. A soma de b e b 1 dá, necessaria- mente, 180°.

IV. b 1 é igual a 72° obrigatoriamen- te.

V. a 1 + b 1 + c 1 + d 1 + e 1 = 360°, ne- cessariamente.

17.(Unifesp) Pentágonos regulares con- gruentes podem ser conectados, lado a lado, formando uma estrela de cin-

co pontas, conforme destacado na fi- gura.

estrela de cin- co pontas, conforme destacado na fi- gura. Nestas condições, o ângulo q mede

Nestas condições, o ângulo q mede

a) 108°.

c) 54°.

e) 18°.

b) 72°.

d) 36°.

18. (Ita – SP) Considere três polígonos re- gulares tais que os números que ex- pressam a quantidade de lados de ca- da um constituam uma progressão a- ritmética. Sabe-se que o produto des-

tes três números é igual a 585 e que a

soma de todos os ângulos internos dos

três polígonos é igual a 3780°. O nú-

mero total das diagonais nestes três

polígonos é igual a:

a) 63

c) 90

e) 106

b) 69

d) 97

19.(Puc – PR) Quatro triângulos congru- entes são recortados de um retângulo de 11x13. O octógono resultante tem oito lados iguais.

de 11x13. O octógono resultante tem oito lados iguais. O comprimento do lado deste octógo- no

O comprimento do lado deste octógo- no é:

a)

b)

3

4

c) 5

d) 6

e) 7

20.(UFLA) As aranhas são notáveis geô- metras, já que suas teias revelam va- riadas relações geométricas. No de- senho, a aranha construiu sua teia de maneira que essa é formada por he- xágonos regulares igualmente espa- çados. Qual é a menor distância que a aranha deve percorrer ao longo da teia para alcançar o infeliz inseto?

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 4

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

deve percorrer ao longo da teia para alcançar o infeliz inseto? ANOTAÇÕES PÁGINA 4 PSS 2

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

 

ANOTAÇÕES

 
   
 

a)

8 cm

b) 10 cm

c) 8

d) 10

2 3
2
3
 

cm

cm

21.(UEPB) Sabendo que a figura abaixo nos mostra um mosaico onde todos os pentágonos são regulares e iguais en- tre si, então x + y é igual a:

 
 
 

a)

240º

c) 224º

e) 220º

b)

216º

d) 232º

 

GABARITO

 

01.

a) 0,45m

b) 31,4m

 

02.

Octógono

03.

x = 110º

04. d

05.

e

06. c

 

07.

b

08. 99 cm

09. 14

 

10.

e

11. b

 

12.

octógono e dodecágono

 

13.

d

14. e

15. c

16.

V F V F V

17. D

 

18.

d

19. c

 

20.

b

21. b

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 5

F V 17 . D   18 . d 19 . c   20 . b

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

2. Circunferência culo

É o conjunto dos pontos de um

plano eqüidistantes de um ponto fixo

chamado de centro.

e

cír-

eqüidistantes de um ponto fixo chamado de centro. e cír- O – Centro da circunferência OP

O – Centro da circunferência OP e OR – Raio

2.1. Corda

Chamamos de corda o segmento de reta cujas extremidades perten- cem à circunferência.

2.2. Diâmetro

A maior corda de uma circunfe- rência é chamada de diâmetro, que é a corda que passa pelo centro da cir- cunferência.

B corda A D C O diâmetro 2.3. Círculo
B
corda
A
D
C
O
diâmetro
2.3. Círculo

Denominamos círculo o conjunto de todos os pontos do plano limitado por uma circunferência.

todos os pontos do plano limitado por uma circunferência. Círculo 2.4. Posição Relativa de Reta e

Círculo

2.4. Posição Relativa de Reta e Circunferência

Temos duas importantes posições relativas entre retas e circunferência:

a reta secante e a reta tangente.

retas e circunferência: a reta secante e a reta tangente . Secante É a reta que

Secante

É a reta que intercepta a circun-

ferência em dois pontos distintos. Ve- ja a figura.

A M B O
A
M
B
O

Se uma secante intercepta a cir-

cunferência em dois pontos distintos

A e B e M é o ponto médio da corda

AB, então a reta OM é perpendicular

a secante.

Tangenteda corda AB , então a reta OM é perpendicular a secante. É a reta que

É a reta que possui apenas um ú-

nico ponto em comum com a circun- ferência.

t T r O
t
T
r
O

Toda tangente a uma circunferência é perpendicular ao raio no ponto de tangência.

2.5. Teorema do Bico

Se de um ponto P traçarmos os

segmentos PA e PB ambos tangentes

a uma circunferência, com A e B na circunferência, então PA = PB. A P
a uma circunferência, com A e B na
circunferência, então PA = PB.
A
P
C
B

2.6. Ângulos na circunferência

Ângulo Centralentão PA = PB. A P C B 2.6. Ângulos na circunferência É o ângulo cujo

É o ângulo cujo vértice é o centro

da circunferência e os lados são os raios desta circunferência.

A med(AB) a O B » a = med(AB)
A
med(AB)
a
O
B
»
a = med(AB)
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 6

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

desta circunferência. A med(AB) a O B » a = med(AB) ANOTAÇÕES PÁGINA 6 PSS 2

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

GEOMETRIA PLANA MATEMÁTICA – Jorge Oliveira Ângulo inscrito É o ângulo cujo vértice pertence à circunferência

Ângulo inscrito

É o ângulo cujo vértice pertence à

circunferência e os lados são cordas da circunferência.

C b A O med(AB) B » m e d ( A B) b =
C
b
A
O
med(AB)
B
»
m e d ( A B)
b =
2

“Todo triângulo inscrito numa se- micircunferência é retângulo”.

Ângulo de Vértice Interiorinscrito numa se- micircunferência é retângulo”. O vértice é um ponto interno, dis- tinto do centro.

O vértice é um ponto interno, dis-

tinto do centro. C A P x O B D » me d(AB) + m
tinto do centro.
C
A
P
x O
B
D
»
me d(AB)
+
m e d(C ¼ D)
x =
Inscritível B A C
Inscritível
B
A
C

D

A ˆ + C ˆ = B ˆ + D ˆ = 180

o

EXERCÍCIOS 1 XERCÍCIOS 1

1. Nas figuras abaixo, calcule o valor de x. a ) 3
1. Nas figuras abaixo, calcule o valor de
x.
a
)
3

b

)

1 1. Nas figuras abaixo, calcule o valor de x. a ) 3 b ) x
x x 6
x
x
6
figuras abaixo, calcule o valor de x. a ) 3 b ) x x 6 13

13

2 PA.PB = PC.PD 2. Calcule o perímetro do triângulo PRS, sabendo que PA =
2
PA.PB = PC.PD
2. Calcule o perímetro do triângulo PRS,
sabendo que PA = 12 cm.
A
R
P
C
T
S
B
a) 12 cm
d) 48 cm
b) 24 cm
e) 60cm
Ângulo de Vértice Exterior A B x P O D C med(AB) » m e
Ângulo de Vértice Exterior
A
B
x
P
O
D
C
med(AB)
»
m e d(AB)
-
m e d(C ¼ D)
x =

c) 36 cm

2

PA.PB = PC.PD = PC.PD

2.7. Quadrilátero

d(C ¼ D) x = c) 36 cm 2 PA.PB = PC.PD 2.7. Quadrilátero Circunscritível (Teorema

Circunscritível (Teorema de Pi- tot)

C D A A B + C D = A D + BC
C
D
A
A B + C D = A D + BC

B

3.

4.

ABCD, na figura, está circunscrito à circunferência de centro Q. Sabendo-se que AB = 3x, BC = 4x +1,

CD = 5x e DA = 2x +3, calcule o perí-

metro desse quadrilátero.

B A D
B
A
D

C

Em cada uma das figuras abaixo, cal-

cular o valor de x.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 7

A D C Em cada uma das figuras abaixo, cal- cular o valor de x. ANOTAÇÕES

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

a)

b)

A 2x B C B C 28 o x A D
A
2x
B C
B
C
28 o
x
A
D
c) A x 20 o B C d) A B 80 o x C
c)
A
x
20 o
B
C
d)
A
B
80 o
x
C

5. Em cada uma das figuras abaixo, cal- cular o valor de x.

a)

o 36 E D A x B C 54 o
o
36
E
D
A
x
B C
54 o

b)

A D E o o 100 91 x C B
A
D
E
o
o
100
91
x
C
B

6. Em cada uma das seguintes figuras abaixo, calcular o valor de x.

a) A D 27 o 51 o E x C B b) C B o
a)
A
D
27 o
51 o
E
x
C
B
b)
C
B
o
124
x
34 o
A E
D
7. Na figura abaixo, a + b+q , vale:
a b q R R R a) 4a c) 5a b) 6a d) 7a
a
b
q
R
R
R
a) 4a
c) 5a
b) 6a
d) 7a

8. Três tonéis cilíndricos são arrumados como mostra a figura abaixo. Dois de- les tem diâmetro iguais a 6 cm e ou-

tro, diâmetro igual a 4cm. Então a al-

tura h vale:

h a) 10cm c) 8cm b) 9cm d) 6cm
h
a) 10cm
c) 8cm
b) 9cm
d) 6cm

9. (Fuvest – SP) A medida do ângulo ADC inscrito na circunferência de centro O é:

C D x o 35 A B O a) 125° c) 120° e) 135° b)
C
D
x
o
35
A
B
O
a) 125°
c) 120°
e) 135°
b) 110°
d) 100°

10.(Fuvest – SP) Os pontos A, B e C per- tencem a uma circunferência g e AC é lado de um polígono regular inscrito

em g. Sabendo-se que o ângulo

mede 18° podemos concluir que o número de lados do polígono é igual a:

ˆ

A BC

A B C a) 5 c) 7 e) 12 b) 6 d) 10
A
B
C
a) 5
c) 7
e) 12
b) 6
d) 10

11.Calcule o valor de x na figura a se-

guir.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 8

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

12 b) 6 d) 10 11. Calcule o valor de x na figura a se- guir.

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

x B O 75 o EXERCÍCIOS 2
x
B
O
75 o
EXERCÍCIOS 2
1. Calcule o valor de x na figura a se- guir. o 80 A x
1. Calcule o valor de x na figura a se-
guir.
o
80
A
x
B
C
D
R
R

2. Calcule o valor de x na figura a se- guir.

A x O P
A
x
O
P
Q
Q
3. Na figura, o segmento tangente PA mede 15 cm e PR mede 12 cm.
3. Na figura, o segmento tangente PA
mede 15 cm e PR mede 12 cm.
R A
S O
B
P
T

a) Determine a medida RS

b) Qual é o perímetro do triângulo PRT.

4. Um ângulo inscrito é formado por uma corda e um diâmetro. O arco subentendido pela corda é o dobro do arco compreendido entre os lados. Determine o ângulo inscrito.

5. O ângulo x, na figura a seguir, mede:

45 o x 35 o a) 60° c) 90° e) 120° b) 80° d) 100°
45 o
x
35 o
a) 60°
c) 90°
e) 120°
b) 80°
d) 100°

6. (Ufmg) Nessa figura, BD é um diâme- tro da circunferência circunscrita ao

e

A ED m e de m , r e s pe cti v a me nt e , 20° e

triângulo ABC, e os ângulos

ˆ

ˆ

A BD

ˆ

85°. Assim sendo, o ângulo C BD me-

de:

A E D C a) 25° c) 30° b) 35° d) 40°
A
E
D
C
a) 25°
c) 30°
b) 35°
d) 40°

B

7. (Mack – SP) Na figura a seguir, os ar-

cos QMP e MTQ medem, respectiva- mente, 170° e 130°. Então, o arco MSN mede:
cos QMP e MTQ medem, respectiva-
mente, 170° e 130°. Então, o arco
MSN mede:
P
M
S
N
T
Q
a) 60°
c) 80°
e) 110°
b) 70°
d) 100°

8. (Fatec – SP) Na figura a seguir, o tri- ângulo APB está inscrito na circunfe- rência de centro C. Se os ângulos as- sinalados têm as medidas indicadas, então x é igual a:

P C 23 o 45’ A B 66 o 15’ a) 23°45' c) 60° e)
P
C
23 o 45’
A
B
66 o 15’
a) 23°45'
c) 60°
e) 66°15'
b) 30°
d) 62°30'
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 9

a) 23°45' c) 60° e) 66°15' b) 30° d) 62°30' ANOTAÇÕES COLÉGIO VIA MEDICINA PSS 2

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

9. Determine x nos casos a seguir, onde os segmentos são tangentes às circun- ferências:

a) R O 2x + 10 T S 3x – 5 b) x R 5
a)
R
O 2x + 10
T
S 3x – 5
b)
x
R
5 cm
O
3 cm
S
10.(UFG) A figura a seguir mostra uma
circunferência de raio r = 3 cm, ins-
crita num triângulo retângulo, cuja
hipotenusa mede 18 cm.

A

C B
C
B

a) Calcule o comprimento da circun- ferência que circunscreve o tri- ângulo ABC.

b) Calcule o perímetro do triângulo ABC.

 

GABARITO

01.

x = 20°

02.

x

=

b

 

2

03.

a) 3cm

b) 30cm 04. 30º

05.

b

06. a

07. a

08. E

09.

a) x = 15 b) x = 2. 10. a) 18p c m

b)

42 cm

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 10

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

= 15 b) x = 2. 10 . a) 1 8 p c m b) 42

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

3. Inscrição Circunscri- ção de Polígonos Re- gulares

Lembremos que um polígono é di- to regular quando, e somente quando

todos os seus lados e ângulos forem congruentes. Dois resultados serão es- tudados neste capítulo:

I. Sempre existirá uma circunferên- cia em que esse polígono esteja inscrito.

II. Sempre existirá uma circunferên- cia em que esse polígono esteja circunscrito.

circunferên- cia em que esse polígono esteja circunscrito. 3.1. Elementos Notáveis de um Polígono Regular Centro

3.1. Elementos Notáveis de um Polígono Regular

3.1. Elementos Notáveis de um Polígono Regular Centro das Circunferências É o ponto central das duas

Centro das Circunferências

É o ponto central das duas circun-

ferências, que por sua vez são con-

cêntricas.

Raios das Circunferências (R):circun- ferências, que por sua vez são con- cêntricas. Os raios são tidos como grandezas- padrão

Os raios são tidos como grandezas- padrão na análise do polígono inscrito ou circunscrito.

Apótema (a)padrão na análise do polígono inscrito ou circunscrito. É o segmento que liga o centro ao

É o segmento que liga o centro ao

ponto médio de qualquer lado do po-

lígono.

3.2. Polígonos Regulares Inscri- tos em uma Circunferência

Triângulo Eqüilátero R C a Quadrado
Triângulo Eqüilátero
R
C
a
Quadrado
R C a Hexágono Regular:
R
C
a
Hexágono Regular:
R C a Quadro-Resumo para polígonos ins- critos Triângulo Quadrado Hexágono Lado l = 3.R
R
C
a
Quadro-Resumo para polígonos ins-
critos
Triângulo
Quadrado
Hexágono
Lado
l
=
3.R
l =
2.R
l = R
2
3
Apótema
a
= R
a
= R
a
= R
2
2
2

Quadro-Resumo para polígonos cir- cunscritos

 

Triângulo

Quadrado

Hexágono

Lado

l

= 2R.

3
3

l = 2.R

l = R

2
2
 

2

Apótema

 

a = R

a =R

a =R

EXERCÍCIOS 1 XERCÍCIOS 1

1. Seja L o lado e a o apótema de um triângulo regular inscrito numa cir- cunferência de raio 6 cm . O valor de (L + a) é:

a) 3 ( 1+ 2 3 ) b) 2 ( 1- 2 3 ) c)
a) 3
( 1+ 2
3
)
b) 2
( 1- 2
3
)
c) 3
(
2 +
3
)
d) 2
(
3 + 5
3
)
e)
1+ 2
3

2. Um hexágono regular e um quadrado estão escritos numa mesma circunfe- rência. Se o lado do hexágono mede 7dm , a medida do perímetro do quadrado, em c m , é:

a) 510 c) 220 2 e) 200 3 b) 280 2 d) 300 3
a) 510
c)
220
2
e) 200
3
b) 280
2
d) 300
3
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 11

m , é: a) 510 c) 220 2 e) 200 3 b) 280 2 d) 300

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

3. Um quadrado e um triângulo equiláte- ro estão inscritos em uma mesma cir- cunferência. Se o lado do quadrado

em uma mesma cir- cunferência. Se o lado do quadrado mede 8 2 m , o

mede 8 2 m , o apótema desse triân- gulo, em c m , mede:

a) c)

4

7

e) 15

b) d) 10

6

4. A medida do diâmetro de uma circun- ferência onde está inscrito um triân- gulo equilátero de apótema medindo 5 cm , mede:

a) c)

12 cm

14 cm

e) 25 cm

b) d) 20 cm

28 cm

5. O apótema de um hexágono regular

a) 220 cm

d) 300 cm

b) 230 cm

e) 400 cm

c) 280 cm

10. Inscrito a uma circunferência de mármore um aluno pretendeu fazer um hexágono regular de um arame que custa R$ 0,60 o metro. No final das contas ele teve que gastar R$ 5,52 a mais pois foi obrigado a fazer um hexágono circunscrito à circunfe-

foi obrigado a fazer um hexágono circunscrito à circunfe- rência. Considerando 3 = 1,73 , na

rência. Considerando 3 = 1,73 , na

construção do menor hexágono, o a- luno gastaria:

a) R$ 34,00

d) R$ 41,00

b) R$ 36,00

e) R$ 45,50

c) R$ 38,50

mede

d) R$ 41,00 b) R$ 36,00 e) R$ 45,50 c) R$ 38,50 mede 3 d a

3 dam . Seu perímetro me-

de:

a)

120 dm

b)

1 200 dm

c)

150 dm

d)

1 500 dm

e)

2 000 dm

6. Num círculo estão inscritos um qua-

E XERCÍCIOS 2

EXERCÍCIOS 2

1. (Ita – SP) Um hexágono regular e um quadrado estão inscritos no mesmo círculo de raio R e o hexágono possui uma aresta paralela a uma aresta do quadrado. A distância entre estas a- restas paralelas será:

drado e um triângulo equilátero. Se a

a)

diagonal do quadrado mede 6 cm, a altura do triângulo equilátero mede, em cm:

b)

a) c)

4,0

5,0

e) 7,0

b) d) 5,5

4,5

c)

R ( 3 - 2) d) 1) R ( 2 - 2 2 R (
R (
3
-
2)
d)
1)
R (
2
-
2
2
R
(
2
+ 1)
e)
1)
R
(
3
-
2
2
R
(
3
+ 1)
2

7. Se na figura abaixo, o semiperímetro do maior quadrado mede 2x , o lado do menor quadrado mede:

quadrado mede 2 x , o lado do menor quadrado mede: 2. O lado de um

2. O lado de um hexágono regular inscri- to numa circunferência mede

de um hexágono regular inscri- to numa circunferência mede 2 c m . Determine o apótema

2 cm . Determine o apótema do quadrado inscrito na mesma circunfe- rência.

8

3. O apótema de um triângulo equilátero mede 3 cm. Determine o lado do tri- ângulo.

a) d) x 3 x 2 2 b) x e) x 2 c) 0,8x 3
a) d) x 3
x
2
2
b) x
e) x
2
c) 0,8x
3

4. (Mack – SP) Sejam r e R, respectiva- mente, os raios das circunferência

inscrita e circunscrita a um polígono regular de n lados. Então, qualquer que seja n, r/R vale:

a) sen (2p/n)

8. A altura de um triângulo equilátero

mede 15 cm . Determine, em c m , o

p

comprimento da circunferência nele inscrita.

b) tg (p/n)

c) cos (p/n)

a) c)

2p

1,5p

e) 5

b) d) p

10

d) sen (p/n)

e) cos (2p/n)

9. Se aumentarmos de 346 cm o lado de um triângulo equilátero, ele deixa de ser inscrito para ser circunscrito a uma circunferência. Considerando

3 = 1 , 7 3 , a medida da maior corda desta circunferência é: 3 = 1,73 , a medida da maior corda desta circunferência é:

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 12

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

, 7 3 , a medida da maior corda desta circunferência é: ANOTAÇÕES PÁGINA 12 PSS

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

5. (CEFET – RJ) O perímetro de um he- xágono regular inscrito em um círculo de 25 p cm 2 de área é igual a

a) 150 cm

c)

25 cm

e) 30 cm

b) 75 cm

d)

15 cm

6. (Unirio) Um carimbo com o símbolo de uma empresa foi encomendado a uma fábrica. Ele é formado por um triângulo equilátero que está inscrito numa circunferência e que circuns- creve um hexágono regular. Sabendo- se que o lado do triângulo deve medir 3cm, então a soma das medidas, em cm, do lado do hexágono com a do diâmetro da circunferência deve ser:

a) 7

b) 1 + 2

c) 2

d) 1 + 3 e) 77/32
d)
1 +
3
e) 77/32
3 3
3
3

7. (UEL) Se um círculo de 5 cm de raio está inscrito em um hexágono regu- lar, o perímetro do hexágono, em centímetros, é igual a

a) 20

c)do hexágono, em centímetros, é igual a a ) 2 0 d ) 1 5 12

d ) d)

15

12

3 3
3
3

e)

9

2
2

b) 18

8. (UFU) Sabendo-se que um polígono regular de n lados está inscrito num círculo de raio 1 e que o polígono possui 9 diagonais, encontre a medida do comprimento de seu lado.

9. (PUC – RJ) Qual a razão entre os raios dos círculos circunscrito e inscrito de um triângulo eqüilátero de lado a?

a) 2 c) 2 b) d) 3a
a) 2
c)
2
b)
d) 3a

e)

2 3a
2
3a

10.(Cefet – MG) O apótema do quadrado inscrito numa circunferência é igual a 2 cm. O lado do hexágono regular ins- crito nessa mesma circunferência, em cm, é

a) 2

2
2

c) 2

3
3

b) 3

2
2

d) 3

3
3

11.(Cefet – MG) Uma circunferência, ins- crita em um quadrado cuja diagonal mede 20 cm, possui comprimento, em cm, igual a

a) p

b) 5 p

2 2
2
2

c)

d)

10 p

20 p

2 2
2
2

EXERCÍCIOS 2 XERCÍCIOS 2

12.(Ita) Seja

P

n

um polígono regular de n

o

lados, com n > 2 . Denote por

a

n

apótema e por

um lado de

P

n

o comprimento de

. O valor de n para o

b

n

qual valem as desigualdades £ a b n n e b > a , pertence
qual valem as desigualdades
£ a
b n
n
e b
> a
, pertence ao intervalo
n
-
1
n
-
1
a) 3
< n < 7.
b) 6
< n < 9.
c) 8 < n < 11.
d) 10 < n < 13.
e) 12 < n < 15.
13.(Uff) A razão entre o lado do quadra-
do inscrito e o lado do quadrado cir-
cunscrito em uma circunferência de
raio R é:
a) 3 /3
1/3
c)
e)
2
b) 2 /2
1/2
d)

14.Um quadrilátero ABCD está inscrito numa circunferência. Sabendo que os arcos AB, BC e CD valem, respectiva- mente, 80°, 110° e 90°, determine todos os ângulos do quadrilátero.

15.(UFPB) A figura ao lado representa um barril totalmente fechado, que foi construído unindo-se 12 tábuas en- curvadas e iguais, encaixadas e presas a outras 2 tábuas circulares e iguais, de raio 10 cm. Com base nessas in- formações, pode-se concluir que a medida, em cm, do segmento de reta

AB é igual a:

que a medida, em cm , do segmento de reta AB é igual a: a) 10

a)

10

c) 7

e) 5

b)

8

d) 6

 

GABARITO

 

01.

A

02 . 4 6 c m 03 . 6 3 c m
02 . 4 6 c m 03 . 6 3 c m

02. 4 6 c m 03. 6 3 c m

04.

C

05. E

06. B

07.

A

08. 1

09. A

10.

A

11. C

12. B

13.

D

14. A = 100°, B = 85°,

C = 80° e D = 95° 15. A

 
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 13

A = 100°, B = 85°, C = 80° e D = 95° 15 . A

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

4. Áreas das Figuras Pla- nas

4.1. Triângulo

Em função de um lado e da altu- ra relativa a ele.PLANA 4. Áreas das Figuras Pla- nas 4.1. Triângulo B A h C a a .h

B

A h C
A
h
C

a

a .h A = 2
a .h
A
=
2

Em função de dois lados e um ângulo compreendido entre eleslado e da altu- ra relativa a ele. B A h C a a .h A

a a a
a
a
a
2 a 3 A = 4 Triângulo Circunscrito à Circunferência A c b B C
2
a
3
A
=
4
Triângulo
Circunscrito
à
Circunferência
A
c
b
B
C

a

A = p.r
A = p.r

uma

Triângulo Inscrito em uma Cir-à Circunferência A c b B C a A = p.r uma A cunferência c b

A cunferência c b b c R a B C a bc.senA ˆ ac.senB ˆ
A
cunferência
c b
b
c
R
a
B
C
a
bc.senA ˆ
ac.senB ˆ
ab.senC ˆ
A
=
=
=
= abc
2
2
2
A
4R

Em função dos lados (Fórmula de Herão) (Fórmula de Herão)

B

A c b C
A
c b
C

a

A =

A =
A = p(p - a)(p - b)(p - c)

p(p - a)(p -b)(p - c)

Obs.: p é o semi-perímetro do triân-

+ b + c gulo e p = a . 2 Triângulo Retângulo a b
+
b
+
c
gulo e
p = a
.
2
Triângulo Retângulo
a
b

c

b .c A = 2
b .c
A
=
2

Triângulo Eqüiláteroe p = a . 2 Triângulo Retângulo a b c b .c A = 2

4.2. Quadriláteros

Paralelogramoc b .c A = 2 Triângulo Eqüilátero 4.2. Quadriláteros A D h B C A

A D h B C A = a .b
A
D
h
B
C
A
= a .b

Retângulo4.2. Quadriláteros Paralelogramo A D h B C A = a .b a A = a

Paralelogramo A D h B C A = a .b Retângulo a A = a .b

a

A = a .b
A
= a .b

b

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 14

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

Paralelogramo A D h B C A = a .b Retângulo a A = a .b

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

Losango d D d .D A = 2
Losango
d
D
d .D
A
=
2

QuadradoMATEMÁTICA – Jorge Oliveira Losango d D d .D A = 2 a a A =

– Jorge Oliveira Losango d D d .D A = 2 Quadrado a a A =

a

a

A

=

a.a

=

a

2

Trapéziod D d .D A = 2 Quadrado a a A = a.a = a 2

l Setor Circular r a r 2 A = a p . .r o 360
l Setor Circular
r
a
r
2
A =
a p
.
.r
o
360

ou

2 a .r A = 2
2
a
.r
A
=
2

com a dado em graus ou radianos res- pectivamente.

EXERCÍCIOS 1 XERCÍCIOS 1

1. (Puc – RJ) Quais são as dimensões de um retângulo cujo perímetro é 25 m e cuja área é 25 m 2 ?

b

cujo perímetro é 25 m e cuja área é 25 m 2 ? b B 2.

B

2. (Faap – SP) A largura e o comprimento de um terreno retangular estão na ra-

h zão de 4 para 7. Admitindo-se que o perímetro desse terreno seja 66m. A

área (em m 2 ) deste terreno é:

+ B).h A = (b 2 4.3. Círculo Círculo r
+ B).h
A = (b
2
4.3. Círculo
Círculo
r
2 A = p .r Coroa Circular r r R 2 2 A = p
2
A
=
p
.r
Coroa Circular
r
r
R
2
2
A = p
.(R
-
r
)

a) 250

c) 252

e) 268

b) 300

d) 246

3. (Fatec – SP) Um terreno retangular tem 170 m de perímetro. Se a razão

entre as medidas dos lados é 0,7, en- tão a área desse terreno, em metros quadrados, é igual a:

a) 7000

c) 4480

e) 1120

b) 5670

d) 1750

4. (Cefet – RJ) A área do triângulo re- tângulo no qual a medida da hipote- nusa é 13 cm e a de um dos catetos é 5 cm é igual a:

a) 128 cm 2 .

d)

39

cm 2 .

b) 65 cm 2 .

e)

60

cm 2 .

c) 30 cm 2 .

5. (PUC – MG) A medida da área da sala representada na figura, em m 2 é:

medida da área da sala representada na figura, em m 2 é: ANOTAÇÕES COLÉGIO VIA MEDICINA
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 15

medida da área da sala representada na figura, em m 2 é: ANOTAÇÕES COLÉGIO VIA MEDICINA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

a) 28

c) 42

 
a) 28 c) 42   ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

 

b) 32

d) 48

6.

(UFV – MG) A figura abaixo ilustra um terreno em forma de trapézio, com as medidas, em quilômetros (km), de três de seus lados.

 
10. (UEL) Considere a região hachurada,

10.(UEL) Considere a região hachurada,

 

no

interior do círculo de centro O, li-

mitada por semicircunferências, con- forme mostra a figura a seguir.

A área do terreno, em km 2 , é igual a:

A área do terreno, em km 2 , é igual a:

a) c)

215.

200.

e) 205.

b) d) 220.

210.

7. (Unesp) O menor país do mundo em

 
 

extensão é o Estado do Vaticano, com uma área de 0,4km 2 . Se o território do Vaticano tivesse a forma de um quadrado, então a medida de seus la- dos estaria entre:

Se a área dessa região é 108pcm 2 e

a) 200 m e 201 m.

b) 220 m e 221 m.

c) 401 m e 402 m.

d) 632 m e 633 m.

AM=MN=NB, então a medida do raio do círculo, em centímetros, é

a) 9

b) 12

c) 16

d) 18

e) 24

e) 802 m e 803 m.

 
E XERCÍCIOS 2

EXERCÍCIOS 2

 

8. (Unesp – SP) A figura adiante mostra a planta baixa da sala de estar de um apartamento. Sabe-se que duas pare- des contíguas quaisquer incidem uma na outra perpendicularmente e que AB=2,5m, BC=1,2m, EF=4,0m, FG=0,8m, HG=3,5m e AH=6,0m.

1. (Unicamp) Em um quadrilátero conve-

 
 

xo

ABCD, a diagonal AC mede 12cm e

os

vértices B e D distam, respectiva-

mente, 3cm e 5cm da diagonal AC.

a) Faça uma figura ilustrativa da si- tuação descrita.

b) Calcule a área do quadrilátero.

 
  2. (Fuvest – SP) No quadrilátero ABCD a

2. (Fuvest – SP) No quadrilátero ABCD a

 

ˆ

 

seguir,

A

BC =150 °,

A D= A B =4 cm ,

BC=10cm, MN=2cm, sendo M e N, res- pectivamente, os pontos médios de

 

CD

e BC.

A medida, em cm 2 , da área do triângulo BCD é:

 

Qual a área dessa sala em metros quadra- dos?

 
Qual a área dessa sala em metros quadra- dos?  

a) c)

37,2

40,2.

e) 42,2.

b) d) 41,2.

38,2.

9.

(UFPE) Num círculo, inscreve-se um quadrado de lado 7cm. Sobre cada lado do quadrado, considera-se a se- mi-circunferência exterior ao quadra- do com centro no ponto médio do la- do e raio 3,5cm, como na figura a se- guir. Calcule a área da região hachu- rada.

a) 10

c) 20

e) 40

 

b) 15

d) 30

3.

(Puc – SP) Seja o octógono EFGHIJKL inscrito num quadrado de 12cm de lado, conforme mostra a figura a se- guir. Se cada lado do quadrado está dividido pelos pontos assinalados em segmentos

 

PÁGINA 16

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

do quadrado está dividido pelos pontos assinalados em segmentos   PÁGINA 16 PSS 2 COLÉGIO VIA

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

 

área do jardim e a área total do ter- reno?

ANOTAÇÕES

 

congruentes entre si, então a área do octógono, em centímetros quadrados, é:

a) 30 %.

b) 36 %.

c)

40 %.

e) 50 %.

d)

45 %.

10.(Unicamp) Considere dois quadrados congruentes de lado 4cm. O vértice

 
de um dos quadrados está no centro

de

um dos quadrados está no centro

do

outro quadrado, de modo que esse

quadrado possa girar em torno de seu centro. Determine a variação da área obtida pela intersecção das áreas dos quadrados durante a rotação.

de seu centro. Determine a variação da área obtida pela intersecção das áreas dos quadrados durante

a) 98

c) 108

e) 120

 

b) 102

d) 120

4. (Fuvest – SP) A, B e C são pontos de uma circunferência de raio 3cm, AB=BC e o ângulo A BC me de 30°.

a) Calcule, em cm, o comprimento do segmento AC.

ˆ

11.(Unesp) O ângulo central AÔB refe-

rente ao circulo da figura adiante mede 60° e OX é sua bissetriz. Se M é

b) Calcule, em cm 2 , a área do triân- gulo ABC.

o

ponto médio do raio OC e

OC=

OC= 5 cm, calcular a área da figura

5 cm, calcular a área da figura

 

hachurada.

 

5. (Unicamp) Um triângulo escaleno ABC tem área igual a 96m 2 . Sejam M e N os pontos médios dos lados AB e AC, respectivamente. Calcule a área do quadrilátero BMNC.

6. (Unesp) A área de um triângulo retân- gulo é 12dm 2 . Se um dos catetos é 2/3 do outro, calcule a medida da hi- potenusa desse triângulo.

7. (Unesp) Corta-se um pedaço de arame de 12dm em duas partes e constrói- se, com cada uma delas, um quadra- do. Se a soma das áreas é 5dm 2 , de- termine a que menor distância de uma das extremidades do arame foi feito o corte.

de uma das extremidades do arame foi feito o corte. 12. (Unesp) A figura adiante mostra

12.(Unesp) A figura adiante mostra um triângulo equilátero ABC. Se AM=MP=PB, AN=NQ=QC e BH=HC, pro- ve que os triângulos HMN e HPQ têm a mesma área.

 

8. (Unitau) Dada a figura a seguir e sa- bendo-se que os dois quadrados pos- suem lados iguais a 4cm, sendo O o centro de um deles, quanto vale a á- rea da parte preenchida?

os dois quadrados pos- suem lados iguais a 4cm, sendo O o centro de um deles,
 
 

a) 100

c) 5

e) 14

b) 20

d) 10

13.(Unicamp) No canto A de uma casa

 
 

de forma quadrada ABCD, de 4 metros

9.

(Fuvest – SP) O retângulo ABCD repre- senta um terreno retangular cuja lar- gura é 3/5 do comprimento. A parte hachurada representa um jardim re- tangular cuja largura é também 3/5 do comprimento. Qual a razão entre a

de

lado, prende-se uma corda flexí-

vel

e inextensível,

 

COLÉGIO VIA MEDICINA

 

PSS 2

 

PÁGINA 17

uma corda flexí- vel e inextensível,   COLÉGIO VIA MEDICINA   PSS 2   PÁGINA 17

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

em cuja extremidade livre é amarra-

da uma pequena estaca que serve pa-

ra riscar o chão, o qual se supõe que

seja plano. A corda tem 6 metros de comprimento, do ponto em que está presa até sua extremidade livre. Man- tendo-se a corda sempre esticada de tal forma que inicialmente sua ex- tremidade livre esteja encostada à

parede BC, risca-se um contorno no chão, em volta da casa, até que a ex- tremidade livre toque a parede CD.

a) Faça uma figura ilustrativa da si- tuação descrita.

b) Calcule a área da região exterior à casa, delimitada pelo traçado da estaca.

14.(Unicamp) Prove que a soma das dis- tâncias de um ponto qualquer do in- terior de um triângulo eqüilátero a seus três lados é igual à altura desse triângulo.

15.(Unesp) Considere o triângulo retân- gulo isósceles ABC (reto em B) e o trapézio retângulo EFCD cujos ângulos internos retos são os dos vértices F e

C, conforme a figura a seguir. Sabe-se

que a medida do segmento BF é igual a 8cm, do segmento DC é 4cm e que a área do trapézio EFCD é 30cm 2 .

DC é 4cm e que a área do trapézio EFCD é 30cm 2 . A medida

A medida de AB é:

a) 12 cm

d) 18 cm

b) 14 cm

e) 20 cm

c) 16 cm

16.(Unicamp) A área A de um triângulo pode ser calculada pela fórmula:

A =

p ( p --- a )( p b )( p c )

p (p ---a)(p

b

)(p

c )

onde a, b, c são os comprimentos dos lados e p é o semi-perímetro.

a) Calcule a área do triângulo cujos lados medem 21, 17 e 10 centí- metros.

b) Calcule o comprimento da altura relativa ao lado que mede 21 centímetros.

17.(Cesgranrio) ABCD é um paralelogra- mo e M é o ponto médio do lado AB. As retas CM e BD dividem o paralelo- gramo em quatro partes. Se a área do paralelogramo é 24, as áreas de I, II,

III e IV são, respectivamente, iguais a:

áreas de I, II, III e IV são, respectivamente, iguais a: a) 10, 8, 4 e

a) 10, 8, 4 e 2.

b) 10, 9, 3 e 2.

c) 12, 6, 4 e 2.

d) 16, 4, 3 e 1.

e) 17, 4, 2 e 1.

18.(Fuvest – SP) No triângulo ABC, AC = 5cm, BC=20cm e cos a =3/5. O maior valor possível, em cm 2 , para a área do retângulo MNPQ, construído con- forme mostra a figura a seguir, é:

MNPQ, construído con- forme mostra a figura a seguir, é: a) b) 16 18 c) 20

a)

b)

16

18

c) 20

d) 22

e) 24

19.(Cesgranrio) Um triângulo tem lados 20, 21 e 29. O raio da circunferência

a ele circunscrita vale:

a) 8

c) 10

e) 14,5

b) 8,5

d) 12,5

20.(Cesgranrio) O polígono a seguir, em forma de estrela, tem todos os lados iguais a 1cm e todos os ângulos iguais

a 60° ou 240°. Sua área é:

a) 3 cm 2 d) 6 3 cm 2 b) 3 3 cm 2 e)
a) 3 cm 2
d)
6
3 cm 2
b) 3
3 cm 2
e) 9 cm 2

c) 6 cm 2

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 18

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

a) 3 cm 2 d) 6 3 cm 2 b) 3 3 cm 2 e) 9

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

círculo, no qual foram traçados semi- 26.(UFPE) Na figura a seguir P é o ponto
círculo, no qual foram traçados semi-
26.(UFPE) Na figura a seguir P é o ponto
médio do segmento AD do paralelo-
gramo ABCD. Calcule a área, em m ,
ANOTAÇÕES
21. (Cesgranrio) OPQ é um quadrante de
2
círculos de diâmetros OP e OQ. De-
termine o valor da razão das áreas
hachuradas, a/b.
do
triângulo ÐAPB sabendo-se que a
área do paralelogramo é 136m 2 .
27.(UFPE) A figura a seguir possui x uni-
dades de área. Determine o inteiro
mais próximo de x.
a) 1/
2
c) p/4
e) p/3
b) 1/2
d) 1
22. (Fatec – SP) Três pedaços de arame
de mesmo comprimento foram mol-
dados: uma na forma de um quadra-
do, outro na forma de um triângulo
eqüilátero e outro na forma de um
círculo. Se Q, T e C são, respectiva-
mente, as áreas das regiões limitadas
por esses arames, então é verdade
que
a) Q < T < C
d)
T
< C < Q
b) C < T < Q
e)
T < Q < C
28.(Puc – Campinas/SP) A seguir tem-se a
representação da planta de um terre-
c) C < Q < T
no
quadrangular. A área, em metros
quadrados, desse terreno é:
23.(Fatec – SP) A altura de um triângulo
eqüilátero e a diagonal de um qua-
drado têm medidas iguais. Se a área
do triângulo eqüilátero é 16 3 m 2
então a área do quadrado, em metros
quadrados, é
a) 6
c) 54
e) 150
b) 24
d) 96
24.(FEI – SP) Se os triângulos ABC e DEF
são construídos de tal maneira que:
2
a) (360
3 ) + 700
DE=2 AB, EF=2 BC e DF=2AC, podemos
afirmar que a divisão da área do tri-
ângulo DEF pela área do triângulo ABC
b) (360
3 ) + 700
3
c) 530
é
igual a:
3
a) 1
c) 3
e)
d) (180
2 ) + 350
3
b) 2
d) 4
2
e) (180
3 ) + 350
25.UFPE) Na figura a seguir CD = (3AB)/2
a área do triângulo OAB é 8. Qual o
valor da área do triângulo ODC?
e
29.(Unicamp) Uma folha retangular de
cartolina mede 35cm de largura por
75cm de comprimento. Dos quatro
cantos da folha são cortados quatro
quadrados iguais, sendo que o lado de
cada uma desses quadrados mede x
cm
de comprimento.
a) 16
c) 9/4
e) 12
b) 18
d) 24
COLÉGIO VIA MEDICINA
PSS 2
PÁGINA 19

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

a) Calcule a área do retângulo inici- al.

b) Calcule x de modo que a área da figura obtida, após o corte dos quatro cantos, seja igual a 1.725cm 2 .

30.(Unicamp) Sejam A, B, C e D os vérti- ces de um quadrado de lado a=10cm; sejam ainda E e F pontos nos lados AD e DC, respectivamente, de modo que BEF seja um triângulo eqüilátero.

a) Qual o comprimento do lado des- se triângulo?

b) Calcule a área do mesmo.

31.(Uel) No retângulo da figura a seguir, aumentando-se de 6cm o lado maior e de 3cm o lado menor, a área aumenta 102cm 2 . O valor de x, em centíme- tros, é

aumenta 102cm 2 . O valor de x , em centíme- tros, é a) c) 5,5

a) c)

5,5

6,5

e) 7,5

b) d) 7,0

6,0

32.(Uel) Um rolo de tela com 28m de comprimento será totalmente apro- veitado para cercar um jardim com formato de setor circular como mos-

tra a figura a seguir. Se a área do se-

e x é maior que y, então o

tor é 40m

2

raio do setor é um número

que y, então o tor é 40m 2 raio do setor é um número a) divisor

a) divisor de 35.

b) menor que 8.

c) múltiplo de 5.

d) quadrado perfeito.

e) ímpar.

33.(Uel) Dois quadrados, com os lados respectivamente paralelos, intercep- tam-se como mostra a figura a seguir. Se AM=MD, HM=ME e as áreas desses quadrados são 100cm 2 e 144m 2 , a á- rea do quadrilátero MDNE, em centí- metros quadrados, é igual a

quadrilátero MDNE, em centí- metros quadrados, é igual a a) b) 30 50 c) 60 d)

a)

b)

30

50

c) 60

d) 80

e) 120

34.(Uel) Um trapézio, inscrito numa cir- cunferência de centro O, pode ser di- vidido em três triângulos equiláteros congruentes, como mostra a figura a seguir. Se a área do trapézio é

3 cm 2 , então a área do círculo

27

limitado por essa circunferência, em centímetros quadrados, é igual a

essa circunferência, em centímetros quadrados, é igual a a) b) 9 p 16 p c) 25
essa circunferência, em centímetros quadrados, é igual a a) b) 9 p 16 p c) 25

a)

b)

9p

16p

c) 25p

d) 36p

e) 49p

35. (Uel) Na figura a seguir, o segmento

BD é a me di ana rel at iva ao l ado AC

do triângulo ABC,

m éd i os do s segm en t os respectivamente.

E

e

F são pontos

e

AD

BD ,

s segm en t os respectivamente. E e F são pontos e AD BD , Se

Se S é a área do triângulo ABC, então a área da região hachurada é

a) (1/8).S

d) (5/16).S

b) (3/16).S

e) (3/8).S

c) (1/4).S

36.(UFMG) Observe a figura.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 20

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

(3/16).S e) (3/8).S c) (1/4).S 36. (UFMG) Observe a figura. ANOTAÇÕES PÁGINA 20 PSS 2 COLÉGIO

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

GEOMETRIA PLANA MATEMÁTICA – Jorge Oliveira Nessa figura, o segmento AC é parale- lo ao segmento

Nessa figura, o segmento AC é parale-

lo ao segmento ED, AB = BC = 3cm e

BC/ED = 2.

A área do triângulo ABE é igual a 3

cm 2 .

cm 2 , é

A área do trapézio BCDE, em

a) 9/2

c) 9

e) 12

b) 6

d) 11/2

37.(UFMG) Observe a figura.

9 e) 12 b) 6 d) 11/2 37. (UFMG) Observe a figura. Nessa figura, AB é

Nessa figura, AB é diâmetro do círcu- lo de centro O e raio r=4. A reta AD é tangente ao círculo em A, o segmento CD é perpendicular ao segmento AD é a medida da corda AC é 4. A área do triângulo ADC é

a) c) 8 2 3 3 b) d) 12 4 3
a) c) 8
2
3
3
b) d) 12
4
3

e) 16

38.(UFMG) Observe a figura a seguir.

Nessa

figura,

OA=4

3 ,
3 ,

OB=2

3
3

e AB e AC tangenciam a circunfe- rência de centro O em B e C. A área da região hachurada é

de centro O em B e C. A área da região hachurada é p a) -
p a) - 3 3 b) - 3 c) p - 3 3 d) p
p
a) - 3
3
b) -
3
c) p
- 3
3
d) p
- 2
3
e) p
-

39.(UFMG) Observe a figura a seguir. Nessa figura, a região hachurada está delimitada pelos arcos BC, AC e AB das circunferências de centros A, B e C, respectivamente, e a medida do

segmento BC é gião é

e C, respectivamente, e a medida do segmento BC é gião é 2 . A área

2 . A área dessa re-

a medida do segmento BC é gião é 2 . A área dessa re- a) p
a) p - [(3 3 )/8] b) p - [( 3 )/4] 3 c) p
a) p - [(3
3 )/8]
b) p
- [(
3 )/4]
3
c) p
-
d) p + [(
e) p
3 )/4]
3
+

40.(UFMG) Observe a figura a seguir. Nessa figura, DE=HC=2 e a área do triângulo ABC é o quádruplo da área do triângulo CDE. A área do triângulo CDE é

da área do triângulo CDE. A área do triângulo CDE é a) b) c) (3 (3

a)

b)

c)

(3 (3 3
(3
(3
3

3 )/4

3 )/2

d) 2

e) 3

3 3
3
3

41.(UFMG) Observe a figura

3 3 )/4 3 )/2 d) 2 e) 3 3 3 41. (UFMG) Observe a figura

Nessa figura, a circunferência de di- âmetro OC=16 tangencia a reta OA. Para cada ponto P sobre a circunfe- rência, P distinto de O e C, deno-

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 21

ponto P sobre a circunfe- rência, P distinto de O e C, deno- ANOTAÇÕES COLÉGIO VIA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

te por x a medida do ângulo AÔP, on- de 0<x< p /2.

a) Determine uma expressão para a área do triângulo OPC em função de x.

b) Determine os valores de x para os quais a área do triângulo OPC se- ja 32.

c) Determine x para que a área do triângulo OPC seja a maior possí- vel.

42.(Unirio) Uma placa de cerâmica com uma decoração simétrica, cujo dese- nho está na figura a seguir, é usada para revestir a parede de um banhei- ro. Sabendo-se que cada placa é um quadrado de 30cm de lado, a área da região hachurada é:

quadrado de 30cm de lado, a área da região hachurada é: a) 900 – 125 p

a) 900 – 125 p

b) 900 (4 – p )

c) 500 p – 900

d) 500 p – 225

e) 225 (4 – p )

43.(Unesp) O mosaico da figura adiante foi desenhado em papel quadriculado 1¥1. A razão entre a área da parte escura e a área da parte clara, na re- gião compreendida pelo quadrado ABCD, é igual a

na re- gião compreendida pelo quadrado ABCD, é igual a a) c) 1/2. 3/5. e) 5/8.

a) c)

1/2.

3/5.

e) 5/8.

b) d) 5/7.

1/3.

44.Unesp) O lado BC do triângulo ABC mede 20cm. Traça-se o segmento MN, paralelo a BC conforme a figura, de modo que a área do trapézio MNBC seja igual a 3/4 da área do triângulo ABC. Calcule o comprimento de MN.

3/4 da área do triângulo ABC. Calcule o comprimento de MN. 45. (Unaerp) A área de

45.(Unaerp) A área de um triângulo re- tângulo é a 2 , se dobrarmos a medida de um cateto, a área do novo triângu- lo será:

a) 3a 2 /2

b) 2a 2 /3

c) 2a 2

d) 3a 2

e) Os dados são insuficientes para a determinação da nova área.

46.(Mack

seguir

A D / / BC . En tão a áre a do quadril á- tero ABCD é:

SP)

Na

figura

a

a áre a do quadril á- tero ABCD é: – SP) Na figura a a) 24

a) 24

3 .
3 .

d) 30

3 .
3 .

b) 26

3 .
3 .

e) 32

3
3

c) 28

3 .
3 .

47. (Mack – SP) Na figura a seguir, os cír- culos internos são iguais e a região assinalada tem área 8( p – 2). Então a área do círculo externo é:

8( p – 2). Então a área do círculo externo é: a) b ) . 16

a)

b)

. 16 p .

20

p

c)

d)

8

4 p .

.

p

e) 2 p .

48.(Faap – SP) Um pequeno escritório instalado num flat do "Residence" é formado por duas salas quadradas justapostas, conforme a figura a

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

PÁGINA 22

PSS 2

COLÉGIO VIA MEDICINA

por duas salas quadradas justapostas, conforme a figura a ANOTAÇÕES PÁGINA 22 PSS 2 COLÉGIO VIA

GEOMETRIA PLANA

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

seguir. A figura é uma planta simplifi- cada.

Oliveira seguir. A figura é uma planta simplifi- cada. Sabendo-se que as diagonais do re- tângulo

Sabendo-se que as diagonais do re-

tângulo ABCD medem 4 5 metros, a área total "xy" (em metros quadrados)

do escritório (despreza-se a espessura das paredes) é;

do escritório (despreza-se a espessura das paredes) é; a) 16 c) 40 e) 36 b) 32

a) 16

c) 40

e) 36

b) 32

d) 28

49. (Faap – SP) Para a instalação de um caixa eletrônico Bradesco Dia e Noite (BDN), dispõe-se de uma área triangu- lar de esquina com frentes de 6 me- tros e 8 metros. As ruas formam um ângulo de 75°. A área do terreno (em metros quadrados) é:

a) 6 2 (1 + 3 ) b) 12 2 (1 + 3 ) c)
a) 6
2 (1 +
3 )
b) 12
2 (1 +
3 )
c) 6Ë3(1 +
2 )
3
d) (24
2 )/
2
e) (6Ë3 + 1)/

50.(Faap – SP) A projeção vertical da co- bertura de uma Churrascaria tem a forma de um quadrilátero cujas dia- gonais são perpendiculares entre si e medem 20 metros e 25 metros. A área da projeção (em metros quadrados) é:

a) 500

b) 125

c) 325

d) 250

e) determinar

impossível

dados

com

os

51.(Mack – SP) Na figura a seguir, pelo ponto O, foram traçadas retas parale- las aos lados do triângulo ABC, obten- do-se os triângulos assinalados com áreas 1, 4 e 9. Então a área do triân- gulo ABC é:

com áreas 1, 4 e 9. Então a área do triân- gulo ABC é: a) 25.

a) 25.

c) 49.

e) 81.

b) 36.

d) 64.

52.(Faap – SP) Em torno de um campo de futebol, construiu-se uma pista de a- tletismo com 3 metros de largura, cu- jo preço por metro quadrado é de R$ 500,00. O custo total desta constru- ção é:

é de R$ 500,00. O custo total desta constru- ção é: a) R$ 300.000.00 b) R$

a) R$ 300.000.00

b) R$ 202.530,00

c) R$ 464.500,00

d) R$ 502.530,00

e) R$ 667.030,00

53.(FGV – SP) Na figura a seguir têm-se

AB

é

paralela

a

CD ,

AB=6cm,

AD=4cm e os ângulos internos de vér-

tices A e B têm as medidas indicadas.

A área do quadrilátero ABCD, em cen-

tímetros quadrados, é

área do quadrilátero ABCD, em cen- tímetros quadrados, é a) 3 3 c) 4 3 e)

a)

3 3
3
3

c) 4

3
3

e) 8

b) 2

d) 6

6
6
3
3

54.(UFPE) Na figura a seguir a circunfe-

l 1 no ponto A

e é tangente a reta

lado AD do paralelogramo ABCD mede 6cm. Se S é a área, em cm 2 , da região interior ao paralelogramo e exterior à

circunferência, quanto vale

no ponto B. O

rência é tangente à reta

l

2

S

6

- p ?

no ponto B. O rência é tangente à reta l 2 S 6 - p ?
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

COLÉGIO VIA MEDICINA

PSS 2

PÁGINA 23

no ponto B. O rência é tangente à reta l 2 S 6 - p ?

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira

MATEMÁTICA – Jorge Oliveira GEOMETRIA PLANA

GEOMETRIA PLANA

59.(Uel) Na figura a seguir, são dados:

55.(UFPE) Na figura a seguir temos um retângulo inscrito em uma circunfe- rência com centro O e raio igual a 5cm. Se OP vale 3/5 do raio da cir- cunferência, determine a área, em

cm 2 , do retângulo.

determine a área, em cm 2 , do retângulo. 56. (UFPE) Na figura a seguir o

56.(UFPE) Na figura a seguir o retângulo ABCD tem área igual a 153cm£. Quan-

to mede o lado, em cm, do quadrado

AB'C'D'?

to mede o lado, em cm, do quadrado AB'C'D'? 57. (Fuvest – SP) Os pontos A,

57.(Fuvest – SP) Os pontos A, B, e C são vértices consecutivos de um hexágono regular de área igual a 6. Qual a área

do triângulo ABC? a) c) 3 1 e) 3 b) d) 2 2
do
triângulo ABC?
a) c) 3
1
e)
3
b) d)
2
2

58.(UEL) A área do triângulo equilátero OAB, representado na figura a seguir

é 9

tro O e tangente ao lado AB do tri- ângulo é, em centímetros quadrados,

ao lado AB do tri- ângulo é, em centímetros quadrados, 3 cm 2 . A área

3 cm 2 . A área do círculo de cen-

quadrados, 3 cm 2 . A área do círculo de cen- a ) 27 p c