Você está na página 1de 19

Funo polinomial do 2o grau (funo

quadrtica)

Forma Geral:

f (x) = a x 2 + b x + c

Grfico: uma parbola.

a 0

Indica a concavidade
da parbola.

a>0

a<0

Observao :
4

1) f (x) = x 2
a=1

2
1

2) f (x) = 2 x 2

-2

-1 0

a=2
a > 0 ......... quanto maior (positivo) o
coeficiente a mais prximo do eixo y.

Exemplo
No grfico abaixo esto representadas as trs
parbolas (1), (2) e (3) de equaes, respectivamente,
y = a x 2, y = b x 2 e y = c x 2 .
Podemos concluir que:

(1)

a) a < b < c < 0


b) c < b < a < 0
c) 0 < a < b < c
d) 0 < c < b < a
e) N.D.A.

(2)
(3)

a, b e c so
maiores que zero.

(1)
(2)
(3)

mais prxima
do eixo y.
(a o maior)
mais afastada
do eixo y.
(c o menor)

0<c<b<a

Coeficiente c

Indica onde a parbola


corta o eixo y.

c=0

c>0

c<0

Delta razes

Indica onde a parbola


corta o eixo x.

>0
x1

=0

x2

x 1= x 2

<0

Razes Reais

Exemplo
O grfico de f (x) = x 2 + b x + c, onde b e c so constantes,
passam pelos pontos (0, 0) e (1,2).
Ento f (- 2/3) vale:
a)-2/9
b)2/9
c)-1/4
d)1/4
e)4

f (x) = x 2 + b x + c
( 0,0 )

0 2+ b . 0 + c = 0

( 1 ,2 )

1 2+ b . 1 + 0 = 2

c =0
1+b =2

b =1
f (x) = x + x
2

f -
3

2 2 2

= -
+ -
3
3

f -
3

4 2
9 3

= -

2
9

Vrtice da Parbola
o ponto onde a funo passa de decrescente para
crescente ou vice-versa.
b

V ,

2a 4a

yv

vrtice

xv
yv
Mnimo

xv
vrtice

V ,
2a 4a

Mximo

Exemplo
A funo y = x 2 - p x + q admite um mnimo -1 para x = 2 .
O valor de p.q :

xv=2

a) 18
b) - 6
c) 12
d) 15
e) - 9

b
=2
2a
2

p
=2
2

p=4

-1

y v = -1

p2 - 4 q
=1
4

= -1
4a
16 - 4q = 4

q=3

p . q = 12

=1
4a
4q = 12

Exerccios

Questo 01
Uma das razes de f (x) = (x - a) . (x - b) igual a 4 e o
grfico passa pelo ponto (5,12). Pode-se afirmar que o
mnimo da funo :

a)
b)
c)
d)
e)

121
4
3
2
121
4
3
8
- 28

a=4
5 - b = 12

( 5 - 4 ) . ( 5 - b ) = 12
b=-7

f (x) =(x - 4).( x +7)

f(x)= x 2+ 3 x-28

121
9 + 112

==minimo = 4
4
4a

Questo 02
Trs cidades A, B e C esto situadas em uma regio plana e em linha
reta, conforme figura. A distncia de A a B 10 km e de A a C 30 km.
Um mssil lanado da cidade A, obliquamente, e passa sobre as
cidades B e C, seguindo uma trajetria parablica. Quando est sobre C,
o mssil atinge sua altura mxima, que de 900m. Quando passa
exatamente sobre a cidade B, o mssil se encontra a uma altura de:
a) 450 m
b) 500 m
c) 540 m
d) 600 m

A 10 km B

30 km

( 30, 0,9 )
( 10,y )

y = a x2 + b x + c
y = a x2 + b x

x v = 30
c=0
( 30, 0,9 )

0,9 = 900 a + 30 b

b
xv = 2a

30 a+ b = 0,03

: 30

b
= 30
2a

b = - 60 a

30 a - 60 a = 0,03

y=ax2+bx
y = - 0,001 ( 10 ) 2 + 0,06 . 10

30 a + b = 0,03

a = -0,001 b = 0,06

y = - 0,001 x 2 + 0,06 x
y = - 0,1 +0,6 y = 500 m

Questo 03
Na figura abaixo esto representados os grficos das funes
dadas por:
x
f (x) = ( x + 1 ) . ( x - 3 ) e g (x) =
+ 3.
2
As coordenadas dos pontos P e Q so :

a)

b)

c)

d)

2
- ,
3
3
- ,
2
3
- ,
2
3
- ,
2

4
9
9
4
9
4

e ( 1, - 4 )

e ( 2, - 3 )

e ( 4, - 5 )

4 e ( 2, - 3 )

e)

, 4 e ( 1, - 4 )

f (x) = ( x + 1 ) . ( x - 3 ) e g (x) =

x
+ 3
2

Os pontos P e Q so os pontos
de interseo das funes.

x
(x + 1). (x - 3)=
+ 3
2
x
2
x - 2x - 3 =
+ 3
2

2x

- 4x - 6 = x + 6

2x

- 5x - 12 = 0

x2 = -

-3/2
+ 3
Obtendo o y do ponto P : y =
2 2
Obtendo o ponto Q : f (x) = x - 2 x - 3

9
y=
4

3
x=2

b
-2
=== 1
2a
2

yv = -

16

=4
4a

=-4

x1 = 4
3
2

3 9
P - ,
2 4
Q ( 1, - 4 )