Você está na página 1de 38

Simpósio de Nutrição

Nutrição no envelhecer

Ana Luiza Sant’ Anna da Costa Silva; Universidade Federal


Fluminense

São Gonçalo, 2014


Introdução
Sociais
Psíquicas
Envelhecimento Mudanças
Biológicas
Ambientais

→ A OMS define a população idosa como aquela a partir dos 60 anos de idade.

1960 - 3 milhões
2020
1975 - 7 milhões 32 milhões

2002 - 14 milhões

NETO et al., 2011; RIBEIRO et al., 2011; SILVA; MARREIROS; FIGUEIREDO et al., 2011 ;
SANTOS-FILHO et al., 2006
Introdução
Envelhecimento da população idosa brasileira

Melhoria da qualidade de vida e melhor controle dos


agravos à saúde

Tendência de diminuição do crescimento populacional e


intensa urbanização deste grupo etário

→ Demanda ações em diversos setores da sociedade para atender às


necessidades deste grupo etário

SILVA; CARVALHO; LIMA et al., 2011


Introdução
→ Em idosos, uma das características marcantes é a presença de
multipatologias

HAS

Obesidade
DCNT
Dislipidemias

Diabetes

BASSLER & LEI, 2008; GARCIA et al., 2013; IWAMOTO et al., 2008; MASTROENI et al., 2010
Alterações na composição corporal

↑ de gordura
↓ massa muscular SARCOPENIA
corporal e visceral

Alteração das
Alteração na
dobras cutâneas e ↓ da estatura
elasticidade da pele
circunferências

IDOSOS → RISCO NUTRICIONAL → AVALIAÇÃO NUTRICIONAL


Avaliação Nutricional
Avaliação Anamnese Alterações físicas e
Nutricional detalhada fisiológicas

A antropometria é amplamente utilizada na avaliação de idosos

Baixo custo Não invasivo Fácil aplicação Boa aceitação

* Perda de peso/ razões


FREITAS et al., 2011; MENEZES & MARUCCI, 2010
Avaliação do perfil bioquímico
Os exames mais comumente utilizados são: glicemia, albumina,
hemograma completo, contagem total de linfócitos, colesterol
total e frações.

→ Detecta problemas nutricionais precocemente


Atenção
→ Enfermidades, uso de drogas ou estresse

Confirmar hipóteses Intervir nas deficiências


diagnósticas nutricionais
Estado Nutricional
Desnutrição Obesidade

↓ capacidade física
↑ declínio funcional
Situação financeira
Agrava limitações
Múltiplas doenças
Em curva ascendente
Polifarmácia
Estado Nutricional
Transição Nutricional

Mudanças no padrão alimentar e estilo de vida

Transformações econômicas, sociais, demográficas

Melhoria nas condições de saneamento e acesso a saúde

CINTRA et al., 2012; FIORI et al., 2006 NASCIMENTO et al., 2011


Estado Nutricional
→ Transição nutricional é o declínio da prevalência de baixo
peso e o aumento de sobrepeso e da obesidade.

→ Observado na população idosa em geral.

Diferentes critérios
utilizados

Desvio nutricional da população idosa

CINTRA et al., 2012; FIORI et al., 2006 NASCIMENTO et al., 2011


Estado Nutricional
→ Modificações de composição corporal dadas pelo envelhecimento
→ Evidências disponíveis até o momento

Mesmo ponto de corte do IMC de populações


NÃO parece adequado para classificar idosos

Ponto de corte mais sensível para classificar


sobrepeso e obesidade

IMC > 27 kg/m2 para idosos

SILVEIRA et al., 2009; LIPSCHITZ, 1994


Estado Nutricional
Critério de Lipschitz

Mudanças na composição corporal

Decréscimo da estatura Diminuição da massa magra

Diminuição da quantidade de
água Maior percentual de gordura

SILVEIRA et al., 2009; LIPSCHITZ, 1994


Estado Nutricional

OMS Ponto de corte de adultos

→ Baseiam- se na população norte-americana

→ Utilizado em inquéritos nacionais como a Pesquisa Nacional


sobre Saúde e Nutrição e Pesquisa de Orçamento Familiar

RAUEN et al., 2008; SILVEIRA et al., 2009


Estado Nutricional
IMC → alta correlação com gordura corporal

Cuidado para interpretar os resultados obtidos

→ Diferenças entre idosos hospitalizados e atendidos em ambulatório


→ Mudanças de comportamento corporal

Maior curvatura da
coluna vertebral Outros
Achatamento da parâmetros
musculatura abdominal
GALESI et al., 2008
Estado Nutricional
- Circunferência Abdominal

Aumento da circunferência
abdominal
Mulheres

Alterações comportamentais

Redução de atividade física Alimentação desequilibrada

MOREIRA et al., 2009


Estado Nutricional
Excesso de gordura abdominal

Distúrbios no metabolismo de glicose e lípideos

DCV Resistência à Insulina HAS

→ A redistribuição de gordura dos idosos pode mascarar o


diagnóstico de desnutrição
↑ depósito de gordura ↓ da gordura subcutânea nos
toraco-abdominal membros superiores e inferiores

FIORI et al., 2006; MOREIRA et al., 2009; NASCIMENTO et al., 2011; RIGO et al., 2008
Dobras Cutâneas
Avaliação da composição corporal

Alterações na distribuição de gordura

Desordens metabólicas e cardiovasculares

→ O somatório de dobras cutâneas é considerado um excelente


indicador para estimar a gordura subcutânea, por ser previamente
validado para a população brasileira.

COSTA et al., 2008; MACHADO et al., 2010; MOREIRA et al., 2009


Importância do diagnóstico
• As alterações do estado nutricional em indivíduos idosos
contribuem para aumento da morbimortalidade e o déficit
nutricional acarreta uma série de complicações graves
reconhecidas.

Menor resposta imunológica

Menor síntese proteica

Menor débito cardíaco


Fatores que afetam o estado nutricional
De um modo geral, os idosos são considerados o grupo mais
mal nutrido de todos (PANZIERA et al., 2011).
Fatores que afetam o
Consequências
estado nutricional
Diminuição do metabolismo basal, redistribuição da
Fisiológicas massa corporal, alterações no funcionamento
digestivo e na percepção sensorial
Médicos Doenças e efeitos farmacológicos

Psiquiátricos Demência, depressão, anorexia nervosa


Baixa renda, isolamento emocional, viver só,
Sociais
conhecimento nutricional insuficiente
Estilo de vida Redução de atividade física, tabagismo, etilismo

Modificado de SAMPAIO, 2004


Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 1º PASSO: FAÇA PELO MENOS TRÊS REFEIÇÕES (CAFÉ DA
MANHÃ, ALMOÇO E JANTAR) E DOIS LANCHES SAUDÁVEIS
POR DIA. NÃO PULE AS REFEIÇÕES!

Mastigar bem FLV

Mudar Alimentos
consistência típicos
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 2º PASSO: INCLUA DIARIAMENTE SEIS PORÇÕES DO GRUPO
DOS CEREAIS TUBÉRCULOS E RAÍZES, NAS REFEIÇÕES. DÊ
PREFERÊNCIA AOS GRÃOS INTEGRAIS E AOS ALIMENTOS NA
SUA FORMA MAIS NATURAL.

Metade do Atenção aos


prato rótulos
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 3º PASSO: INCENTIVAR O CONSUMO DE PELO MENOS TRÊS
PORÇÕES DE LEGUMES E VERDURAS COMO PARTE DAS
REFEIÇÕES E TRÊS PORÇÕES OU MAIS DE FRUTAS NAS
SOBREMESAS E LANCHES.

Evitam Variedade/
constipação Safra

↓ risco de
Colorido
doenças
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 4º PASSO: COMA FEIJÃO COM ARROZ TODOS OS DIAS OU,
PELO MENOS, CINCO VEZES POR SEMANA.

Combinação
PTN

Variar feijões e
leguminosas

Sementes e
castanhas
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 5º PASSO: CONSUMA DIARIAMENTE TRÊS PORÇÕES DE LEITE
E DERIVADOS E UMA PORÇÃO DE CARNES, AVES, PEIXES OU
OVOS.

Cálcio

Desnatado

Peixes Ômega 3
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 6º PASSO: CONSUMA, NO MÁXIMO, UMA PORÇÃO POR DIA
DE ÓLEOS VEGETAIS, AZEITE, MANTEIGA OU MARGARINA.

Gordura Trans Ler rótulos

-Alimentos gordurosos
EVITAR -Embutidos
- Queijos amarelos, frituras e salgadinhos
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 7º PASSO: CONSUMIR NO MÁXIMO UMA PORÇÃO DO
GRUPO DE AÇUCARES E DOCES POR DIA

Diminuir o consumo de refrigerantes e


industrializados

Valorizar o sabor natural dos alimentos

Atenção DIABETES
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 8º PASSO: DIMINUA A QUANTIDADE DE SAL NA COMIDA E
RETIRE O SALEIRO DA MESA.

Doenças do aparelho Maior causa de


circulatório mortalidade de idosos

Hábitos Fatores
Sedentarismo alimentares Estresse genéticos
inadequados

CEOLIN & MARISCO, 2011; GARCIA et al., 2013; IWAMOTO et al., 2008
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos

Recomendação 1 colher de chá rasa

Evitar Atenção aos Temperos


industrializados rótulos naturais
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
Receita sal de ervas:
Ingredientes:
• Alecrim desidratado
• Manjericão desidratado
• Orégano desidratado
• Salsinha desidratada
• Sal
Modo de preparo:
• Misture 1 colher de sopa de cada um dos
ingredientes e bata tudo no liquidificador. Guarde
num pote de vidro bem tampado.
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 9º PASSO: INCENTIVAR O CONSUMO DE PELO MENOS DOIS
LITROS (SEIS A OITO COPOS) DE ÁGUA POR DIA.

Dê preferência ao consumo nos intervalos das refeições

Bebo chá no
Não sinto sede.
lugar de água.
Desidratação
Não gosto de Água não tem
água! gosto de nada.
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• A busca da água deve ser garantida, mesmo quando não
houver manifestação de sede.

Melhora função intestinal


Despertar a
pessoa idosa
sobre os Boca úmida
benefícios
Hidratação

O ambiente facilite o acesso da pessoa idosa aos utensílios


(caneca ou copo ou xícara) e ao filtro
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 10º PASSO: TORNAR A VIDA MAIS SAUDÁVEL.

Evitar o fumo e consumo de bebidas alcoólicas

No estudo de Gontijo et al. (2013), 93,1% não


fumavam e 90,8% não ingeriam bebida alcoólica

Mudanças no estilo
↓ prevalência de
Mortalidade precoce de vida após
tabagismo e etilismo
adoecimento
Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
• 10º PASSO: TORNAR A VIDA MAIS SAUDÁVEL.
Praticar pelo menos 30 minutos de atividade física
todos os dias

IDOSOS SEDENTARISMO ↑ DCNT


Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos
→ O número reduzido de idosos fisicamente ativos:

Falta de orientação e de Sedentarismo que


locais adequados para perdurou durante toda a
realização de exercícios vida

Doenças crônicas
Medo de quedas
causadoras de dores

PEREIRA et al., 2008


Medidas para melhorar o estado
nutricional dos idosos

Descobrir um tipo de atividade física agradável

Informar a importância da atividade

Aproveite o espaço doméstico e os espaços públicos


próximos
Conclusão
Inadequações do estado nutricional dos idosos

Excesso de peso de acordo Gordura abdominal


com o IMC aumentada

→ Indicam a maior susceptibilidade destes idosos às DCNT


→ Aumento da morbimortalidade

Alterações nas reservas


proteico somático e adiposa Necessidade de
acompanhamento
Desvios nos sinais clínicos nutricional
‘’Os velhos acreditam em tudo, as
pessoas de meia idade suspeitam de
tudo, os jovens sabem tudo.’

Oscar Wilde
Obrigada!

Contato: analuizascs@hotmail.com