Você está na página 1de 63

Apresentação pessoal:

Herkson Rodrigues Fonseca


Márcia Oliveira de Santana Silva
Herkson R. Fonseca
● Atuação:
Técnico Previdenciário – IPMO

● Formação Acadêmica:
5º ano de Psicologia – Universidade Nove de Julho

● Extensão e Aprimoramento:
Neuropsicologia Clínica – UMSCS

● Estágios Profissionalizantes:
Neuropsicologia
Terapia Cognitivo Comportamental

● Iniciação Científica em Psicologia Experimental:


“A felicidade sob a perspectiva da Análise do Comportamento”.

● Pesquisa para conclusão do bacharelado:


“A saúde mental do trabalhador em via de aposentadoria”.
Márcia Oliveira de Santana Silva
● Atuação:
Recursos Humanos – Treinamento e Desenvolvimento

● Formação Acadêmica:
Tecnóloga em Gestão de Recursos Humanos – Universidade Paulista
5º ano de Psicologia – Universidade Nove de Julho

● Extensão e Aprimoramento:
Recursos Humanos – FGV Online

● Estágios Profissionalizantes:
Psicoterapia Analítica Funcional (FAP)
Terapia Cognitivo Comportamental

● Pesquisa para conclusão do bacharelado:


“A saúde mental do trabalhador em via de aposentadoria”.
A Saúde Mental do
Trabalhador em via de
Aposentadoria
Saúde Mental
O conceito de saúde vai além da mera ausência de doenças, é um estado
completo de bem-estar biopsicossocial. Logo, a saúde mental é mais do que a
ausência de transtornos mentais.

Organização Mundial da Saúde – OMS


Saúde Mental
Trata-se de um estado de bem-estar no qual um indivíduo realiza suas
atividades, pode lidar com as tensões normais da vida, trabalhar de forma
produtiva e é capaz de fazer contribuições à sua comunidade.

Organização Mundial da Saúde – OMS


Saúde Mental
Prejuízos à saúde mental podem estar associados a diversos fatores, tais como:

● rápidas mudanças sociais;


● condições de trabalho estressantes;
● problemas físicos/biológicos de saúde...

Organização Mundial da Saúde – OMS


Saúde Mental

● Funções Cognitivas

● Emoções e Sentimentos

● Desejos e Crenças

● Comportamentos
O cérebro humano e suas funcionalidades
Funções Cognitivas

● Atenção;
● Linguagem;
● Memória;
● Planejamento;
● Tomada de decisão;
● Raciocínio abstrato;
● Funções executivas...

Maxwell, F. D. PUC Rio- Certificação Digital N° 0812172/CA – Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/35595/35595_4.PDF


Memória Atenção
Memória
Capacidade do sistema nervoso de adquirir habilidades e conhecimentos
utilizáveis, o que permite aos organismos vivos beneficiar-se da experiência.

Gazaaniga. (2005). Ciência Psicológica: Mente, cérebro e comportamento


Memória

Memória de Longo Prazo ( MLP)

Memória de Curto Prazo ( MCP)

OBS: Memória Declarativa x Procedimento


Memória

MCP

- Até 7 blocos de informação;

- Sete itens por bloco;

- Informações rápidas;

- Uso imediato.

Memória de curto prazo/Memória de Trabalho


Memória

MLP

- Duradoura;

- Semântica;

- Episódica.

Memória de Longo Prazo


Memória

Memória
Semântica
MLP
Memória
Memória Episódica

Memória de
MCP
Trabalho
* Memória de Procedimento x Memória Declarativa
Principais Problemas de Memória

● Amnésia
● Mal de Alzheimer
● Acidente Vascular Encefálico (AVE/derrame)
Vamos treinar?

Dinâmica do Supermercado
Atenção
Processo pelo qual o sistema nervoso central discrimina, seleciona e mantém,
sob análise neural dos estímulos internos ou externos, uma informação ou um
atividade.

Nabas, T. R. & Xavier, G. F. ( 2004). Neuropsicologia Hoje.


Atenção
Tipos de Atenção:

Atenção Sustentada

Atenção Seletiva

Atenção Dividida
Atenção
Atenção
Principal causa de transtornos:

● Déficit de Atenção:

Um padrão persistente de desatenção e impulsividade que interfere no


funcionamento e no desenvolvimento, conforme caracterizado por desatenção
em seis ou mais dos seguintes sintomas:
Atenção
● a. Frequentemente não presta atenção em detalhes ou comete erros por descuido em tarefas
escolares, no trabalho ou durante outras atividades (p. ex., negligencia ou deixa
passar detalhes, o trabalho é impreciso);

● b. Frequentemente tem dificuldade de manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas (p.


ex., dificuldade de manter o foco durante aulas, conversas ou leituras prolongadas);

● c. Frequentemente parece não escutar quando alguém lhe dirige a palavra diretamente (p.
ex., parece estar com a cabeça longe, mesmo na ausência de qualquer distração óbvia);

● d. Frequentemente não segue instruções até o fim e não consegue terminar trabalhos escolares,
tarefas ou deveres no local de trabalho (p. ex., começa as tarefas, mas rapidamente
perde o foco e facilmente perde o rumo);
Atenção
● e. Frequentemente tem dificuldade para organizar tarefas e atividades (p. ex., dificuldade
em gerenciar tarefas sequenciais; dificuldade em manter materiais e objetos pessoais em
ordem; trabalho desorganizado e desleixado; mau gerenciamento do tempo; dificuldade
em cumprir prazos);

● f. Frequentemente evita, não gosta ou reluta em se envolver em tarefas que exijam


esforço mental prolongado (p. ex., trabalhos escolares ou lições de casa; para
adolescentes mais velhos e adultos, preparo de relatórios, preenchimento de formulários,
revisão de trabalhos longos);

● g. Frequentemente perde coisas necessárias para tarefas ou atividades (p. ex., materiais
escolares, lápis, livros, instrumentos, carteiras, chaves, documentos, óculos, celular);
Atenção

● h. Com frequência é facilmente distraído por estímulos externos (para adolescentes mais
velhos e adultos, pode incluir pensamentos não relacionados);

● i. Com frequência é esquecido em relação a atividades cotidianas (p. ex., realizar tarefas,
obrigações; para adolescentes mais velhos e adultos, retornar ligações, pagar contas,
manter horários agendados).
“As emoções ocorrem no teatro do corpo. Os sentimentos ocorrem no teatro da mente”.
Antônio Damásio – Neurocientista
Emoções
São reações biológicas; um conjunto de manifestações fisiológicas que em
resposta aos estímulos externos do ambiente excitam e preparam o corpo para
determinados eventos.

DARWIN, C. R. A expressão das emoções nos homens e animais. São Paulo: CIA das Letras, 2009
Exemplo
Medo:

É público, provoca reações no corpo


(tremor, sudorese, taquicardia, etc.).
Sentimentos
Dizem respeito a como o indivíduo se sente diante das emoções; estão
carregados de subjetividade, ou seja, são particulares e sentidos de acordo com o
histórico pessoal, social e cultural de cada um.

Centro de Valorização da Vida - CVV


Exemplo
Tristeza:

É privada, interna, se passa na


mente.
Transtornos Relacionados
● Ansiedade: ● Depressão:
(Transtorno de Ansiedade Generalizada – TAG) (Transtorno Depressivo Maior)

Ansiedade e preocupações excessivas Humor deprimido e perda do prazer em


e de difícil controle, em diversos realizar atividades que antes lhe eram
aspectos da vida cotidiana. prazerosas.

Alguns sintomas: dificuldade de Alguns sintomas: sentimentos de culpa


concentração, perturbação do sono, e de inutilidade, pensamentos
inquietação, irritabilidade... recorrentes de morte...

Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM 5


Situação:
O chefe informa o funcionário
que não concederá suas
férias/licença conforme havia
prometido;

O funcionário contesta ,
explicando que já havia se
programado para as
férias/licença.
O fim da carreira de trabalho, pode significar a
perda da identidade profissional e acarretar em
sofrimentos psíquicos.

A aposentadoria se dará de maneira natural ou


complicada a partir do lugar que o trabalho ocupa
nos valores de cada trabalhador.

Com isso a intensidade dos sentimentos relacionados


à ruptura do vínculo com o trabalho será particular.
Desejos e Crenças
A importância de acreditar em si mesmo e de
livrar-se de crenças disfuncionais.
Desejos
Necessidade psicológica de adquirir algo, alcançar um determinado objetivo ou
livrar-se de situações indesejadas em detrimento daquilo que se quer.

Outros nomes: sonhos; fantasias; aspirações; quereres.


Desejos
O desejo como parte do que somos;
Desejos
Velha infância;
Desejos
O curso da vida;
Desejos
Não temos mais tempo...
Desejos
Principais transtornos associados:

● Depressão : perda de interesse ou prazer em quase todas as atividades; o


indivíduo também experimenta mudanças no apetite ou peso, no sono e na
atividade psicomotora; diminuição de energia; sentimentos de desvalia ou
culpa; dificuldade para pensar, concentrar-se ou tomar decisões; ou
pensamentos recorrentes de morte ou ideação suicida, planos ou tentativas
de suicídio.
Desejos
Desejos
Vamos trabalhar?
Faça o seu desejo!
Crenças
Comportamento cognitivo de acreditar em determinados fenômenos, sejam eles:
comportamentais, pessoais, filosóficos, religiosos, empíricos, fantásticos,
mágicos, naturais ou supranaturais, dentre outros.

Algumas crenças são comprovadas verdadeiras seja por experimentação


científica, por experiências de vida, por comprovações históricas etc..

Outras, no entanto...
Crenças Disfuncionais
Crenças
Principais transtornos relacionados as crenças:

● Delírio;
● Transtorno de Personalidade Paranoide (Paranoia);
● Depressão.
Crenças
Delírio: crença evidentemente falsa, improvável, impossível e infundada seja
cultural/filosófico ou religiosamente, que é tida como verdade absoluta pelo
indivíduo e lhe acarreta problemas na vida pessoal, profissional e/ou social.

Podem ser classificados como: delírios persecutórios, delírios de


grandeza, ciúme patológico, delírios somatoformes, delírios amorosos ou um
misto desses.
Crenças

Quem nunca?
Cuide da sua saúde mental!
Livre-se das crenças
disfuncionais!
Comportamentos
Procedimento de alguém face a estímulos sociais ou a sentimentos e
necessidades íntimos ou uma combinação de ambos; é influenciado por
diversas variáveis ambientais.

Dicionário
Padrões Comportamentais
Sociais: Pessoais:

Grupais; interação com outros indivíduos; a Particulares; também existem da interação com
maneira como nos comportamos no ambiente outras pessoas, mas, em geral, se referem à
de trabalho, por exemplo. forma mais “informal” como nos comportarmos.
Exemplos
Rotina durante o trabalho: Rotina durante as férias:

As atividades e os comportamentos são iguais Escolha das atividades e comportamentos


quase todos os dias. diferentes de acordo com as mesmas.

Prazos, metas, deveres, pressa, estresse... Tranquilidade, autonomia, disponibilidade...


Quando nos acostumamos com uma rotina de atividades, nossos
comportamentos se padronizam ao longo do tempo. Dessa forma, mudanças no
cenário podem se tornar desconfortáveis e gerar insegurança, medo e
questionamentos.
Uma nova “lacuna” surge com a aposentadoria, essa deve ser preenchida e
esse pode ser o momento para comportar-se da maneira como gostaria. Utilize
esse momento para fazer aquilo que lhe traz felicidade!
Resumindo...
Saúde Mental

Funções Emoções e
Cognitivas Sentimentos

Desejos
e crenças Comportamentos

Todos estes precisam estar em equilíbrio!

Bem-estar subjetivo

Qualidade de
Felicidade
vida
Aproveite seu tempo, cuide de você!

Estude
• Mantenha o Tenha
Vá viajar cérebro hábitos
ativo! saudáveis