P. 1
Busquhe exemplos que mostrem a importância do ciclo do nitrogênio

Busquhe exemplos que mostrem a importância do ciclo do nitrogênio

|Views: 23.257|Likes:
Publicado porfelipetacco

More info:

Published by: felipetacco on May 03, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2015

pdf

text

original

Busque exemplos que mostrem a importância do ciclo do nitrogênio

Relacione o ciclo do nitrogênio com a síntese de proteínas,assim como a importância dessa síntese para a vida como a conhecemos.
Importância: Formação de proteínas. O nitrogênio é indispensável à vida, uma vez que entra na constituição das proteínas e ácidos nucléicos. Admite-se, que o corpo humano, 16% é constituído por proteínas. A mais importante fonte de nitrogênio é a atmosfera. Cerca 78% do ar atmosférico são formados por nitrogênio livre (N2 – gás), mas a maioria dos seres vivos é incapaz de aproveitá-lo no seu metabolismo. O nitrogênio está presente nos aminoácidos das proteínas, nas bases nitrogenadas dos ácidos nucléicos. No ciclo do nitrogênio participam bactérias, algas azuis (cianofíceas) e fungos. Procure informações sobre o uso de fertilizantes á base de nitrogênio FERTILIZANTE DE NITROGÊNIO, Um polímero de uréia-formaldeído em partículas de liberação lenta útil como fertilizante para intensificar o fornecimento prolongado de nitrogênio necessário para desenvolvimento e crescimento da planta e um fertilizante granular preparado com o polímero de uréia formaldeído em partículas.

Pesquise informações sobre as reações de obtenção de algumas substancias nitrogenadas fabricadas a partir da amônia e presentes em fertilizantes, tais como a uréia ((NH2)2 co). O nitrato de amônio (NH4NO3), o sulfato de amônio ((NH4)2SO4), o cloreto de amônio (NH4Cl), o fosfato de cálcio e amônio (CaNH4PO4) e o nitrato de amônio e cálcio (CaNH4(NO3)3). O ar que nos rodeia possui 80% de nitrogênio. Este nitrogênio do ar pode combinar-se com outros elementos químicos dando origem à produtos fornecedores de nutrientes aproveitáveis pelas plantas. Assim, na indústria, a combinação do N do ar com o hidrogênio (H), sob temperatura elevada e pressão, produz a amônia anidra (NH3). E esta amônia é o produto de partida para a obtenção de outros adubos nitrogenados. A amônia contem 82% de N. + Ácido Nítrico = Nitrato de Amônio (32% N) + Ácido Sulfúrico = Sulfato de Amônio (20% N) AMÔNIA (NH3) + Ácido Fosfórico Fosfato Monoamônio (11% N) Fosfato Diamônio (17% N) + CO2 = Uréia (45% N) O gás natural é a maior fonte de hidrogênio para a produção de amônia, requerendo cerca de 1.030 m3 de gás por tonelada de amônia. Este gás fornece, também, o dióxido de carbono (CO2) para a produção de uréia. Na presença de catalisador de níquel e temperatura alta (660°C) o gás natural reage com o vapor, produzindo monóxido de carbono e hidrogênio. O Nitrogênio tirado do ar é adicionado ao hidrogênio e a mistura é passada em outro catalisador mediante alta temperatura e pressão produzindo a amônia. N2 + 3H2 = 2 NH3 a) Uréia - o monóxido de carbono produzido pela decomposição do gás natural é convertido em dióxido de carbono. Este reage com a amônia para formar a uréia CO(NH2) 2, à alta temperatura e pressão. A solução é evaporada para dar a uréia. CO2 + 2NH3 = CO(NH2) 2 + H2O A uréia tem 45% de nitrogênio. É o produto com maior teor de nitrogênio. b) Nitrato de amônio - uma parte da amônia é queimada para produzir ácido nítrico que, por sua vez, reage com a amônia para dar nitrato de amônio (NH4NO3) em solução. Este é evaporado até um licor concentrado fundido e após granulado. NH3 + HNO3 = NH4NO3 O nitrato de amônio tem um teor de 33% de nitrogênio. c) Sulfato de amônio - a amônia combina-se com o ácido sulfúrico oriundo da indústria do aço e forma o sulfato de amônio. 2NH3 + H2SO4 = (NH4)2SO4

O sulfato de amônio possui 20% de nitrogênio. d) MAP e DAP - a amônia combinando-se com o ácido fosfórico produz os fosfatos de amônio. São produtos com altos teores de fósforo, alta solubilidade e muito utilizados pelas indústrias de fertilizantes por fornecerem N e P, minimizando os custos. O fosfato diamônio (DAP) apresenta, em média, 17% de N e 47% de P2O5. O fosfato mono amônio apresenta, em média, 11% de N e 54% de P2O5. Busque informações sobre reações que descrevem o uso da amônia como matéria-prima usada na produção de acido nítrico e da barrilha (carbonato de sódio). Barrilha ou carbonato de sódio (Na2CO3) HNO3 (processo Ostwald) oxidação catalítica da amônia a NO, seguida da oxidação do NO a NO2 e posterior reação do NO2 com água para formar HNO3. 4NH3(g) + 5 O2 (g) _______ 4 NO(g) + 6 H2O(g) 2 NO(g) + O2(g) ---------------- 2 NO2(g) 2 NO2(g) + H2O(l) ----------------- HNO3 + HNO2 são resfriados e voltam ao processo: 2HNO2 ----------- H2O + NO2 + NO 3 NO2 + H2O ----------- 2HNO3 + NO reação global: NH3 + 2O2 ------------ HNO3 + H2O Na2CO3 (processo Solvay) 1) obtenção do gás carbônico por decomposição térmica do carbonato de cálcio. CaCO3 (s) ---------- CaO (s) + CO2 (g) 2) transformação do gás carbônico em hidrogenocarbonato de amônio (bicarbonato de amônio), por reação com amônia em meio aquoso. CO2 (excesso) + NH3 + H2O ------------NH4HCO3 3) decomposição térmica do hidrogenocarbonato de sódio. NaCl(aq) + NH4HCO3(aq) ---------------- Na2HCO3(s) + NH4Cl

4) decomposição térmica do hidrogencarbonato de sódio 2NaHCO3(s) -------------- Na2CO3 (s) + H2O + CO2(g) reação global: CaCO3 + 2NaCl ----------- CaCl2 + Na2CO3

Pesquise sobre os usos do acido nítrico como matéria-prima.
É encontrado disponível no comércio normalmente nas concentrações aquosas de 50%,65% e 69-70%. O ácido nítrico concentrado, normalmente usado em laboratórios e aplicações industriais, é a solução aquosa de ponto de ebulição constante, contendo 68% de ácido nítrico (42,25º Baumé). Ácido nítrico, especialmente concentrado (solução aquosa em teor de nítrico maior que 70% mássico) é utilizado na indústria de explosivos, apenas de forma gasosa. O ácido nítrico fumegante é o ácido concentrado, 85,7% (47º Bé), contendo óxidos de nitrogênio livres, dissolvidos, que elevem a concentração para até mais de 96% em peso. Este ácido deriva seu nome porque fumega quando exposto ao ar. Apesar de mais instável quimicamente que o ácido concentrado normal, reage mais vigorosamente com outras substâncias, devido à presença dos óxidos nitrosos livres. Forma uma mistura azeotrópica com a água a 68%. A principal aplicação do acído nítrico é na produção de fertilizantes. Entre os sais do ácido nítrico estão incluidos importantes compostos como o nitrato de potássio (nitro ou salitre empregado na fabricação de pólvora) e o nitrato de amônio como fertilizante. O ácido nítrico também pode ser utilizado na obtenção de um éster, em um processo chamado de esterificação: * Ácido nítrico + Álcool metílico → Nitrato de metila + água NO2 - OH + HO - CH3 → NO2- O - CH3 + H2O O ácido nítrico é utilizado na oxidação do ciclohexanol/ciclohexanona na produção de ácido adípico na cadeia do nylon. Além destes usos , o ácido nítrico, em várias concentrações, é utilizado para fabricação de corantes, explosivos (destacadamente a nitroglicerina, a nitrocelulose, além do ácido pícrico) , diversos ésteres orgânicos, fibras sintéticas, nitrificação de composto alifáticos e aromáticos, galvanoplastia, seda artificial, ácido benzóico, terylene, etc.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->