P. 1
4 Produtos e Serviços Financeiros - 58pg

4 Produtos e Serviços Financeiros - 58pg

4.82

|Views: 13.906|Likes:
Publicado porRodrigo

More info:

Published by: Rodrigo on Oct 05, 2007
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

06/26/2013

pdf

4 - PRODUTOS E SERVIÇOS FINANCEIROS

depósitos à vista; depósitos a prazo (CDB e RDB); letras de câmbio; cobrança e pagamento de títulos e carnês; descontos de títulos; transferências automáticas de fundos; commercial papers; arrecadação de tributos e tarifas públicas; home/office banking, remote banking, banco virtual, dinheiro de plástico; conceitos de corporate finance; fundos mútuos de investimento; hot money; contas garantidas; crédito rotativo; financiamento de capital de giro; vendor finance/compror finance; leasing (tipos, funcionamento, bens); financiamento de capital fixo; crédito direto ao consumidor; crédito rural; cadernetas de poupança; financiamento à importação e à exportação repasses de recursos do BNDES; cartões de crédito; títulos de capitalização; planos de aposentadoria e pensão privados; planos de seguros.

PRESSUPOSTOS PARA COMPREENSÃO
Operações Passivas – captações; Operações Ativas – aplicações; Serviços Financeiros; Serviços como Fonte de Captação;

PRINCIPAIS OPERAÇÕES PASSIVAS
Operações Passivas – captações; Depósitos à vista e a prazo; Poupança; Operações de câmbio; Letras hipotecárias; Promessas de liberação; Empréstimos e financiamentos no exterior; Recursos para repasse de instituições financeiras oficiais e exterior; Etc.

PRINCIPAIS OPERAÇÕES ATIVAS
Empréstimos em contas-corrente; Crédito pessoal; Desconto de títulos; Operações de câmbio; Adiantamento a depositantes; Cheque especial; Hot money; Capital de giro; Repasses do BNDES;operações de factoring; Crédito rural; Etc.

PRINCIPAIS SERVIÇOS FINANCEIROS
Administração de recursos de terceiros (fundos, fundações, patrimônio; Custódia de valores; Corretagem (bolsa de valores, câmbio, seguros); Cofres de aluguel; Pagamentos (fornecedores, acionistas); Remessa e recolhimento de numerário; Garantias por fianças e avais; Fusões, aquisições e cisões; Análise e viabilização de projetos; Etc.

PRINCIPAIS SERVIÇOS COMO FONTE DE CAPTAÇÃO
Contas-correntes; Cobrança; Arrecadações de tributos; Folhas de pagamento; Etc.

DEPÓSITOS À VISTA
Típicos dos bancos comerciais, bancos cooperativos, caixas econômicas e bancos múltiplos com carteira comercial; Disponíveis para o cliente; Captação a custo zero; DOC – documento de crédito Ordem de pagamento;

PRINCIPAIS TIPOS DE CONTAS
Conta corrente (PF, PJ, com talão, pode ser conjunta, pode ter tarifa); Conta investimento (PJ, PF, isenta de CPMF); Conta poupança (PJ, PF, remuneração TR + 0,5%, pode ser conjunta);

PRINCIPAIS TIPOS DE CONTAS
Conta salário (+ conta benefício INSS: fim específico); Conta especial de depósito (limite); Conta eletrônica (brasileiro no exterior, limite);

SERVIÇOS GRATUITOS
Fornecimento de cartão magnético ou talão com 10 folhas/mês; Substituição de cartão magnético (exceto perda, roubo, danificação); Entrega de cheque liquidado (ou cópia – 60 dias); Emissão de documentos para liberação de garantias; Devolução de cheques; Fornecimento de um extrato mensal; Manutenção de contas de poupança; Manutenção de contas judiciais; Manutenção de contas de ações em consignação em pagamento;

DEPÓSITOS A PRAZO
São títulos nominativos emitidos por bancos comerciais, de investimento, de desenvolvimento, caixas econômicas; Não há disponibilidade imediata, pois existe determinado prazo para o resgate; Não têm custo zero, pois o banco oferece uma remuneração; Principais tipos: CDB (certificado de depósito bancário) e RDB (recibo de depósito bancário);

CDB
É um título de crédito (promessa de pagamento à ordem do valor depositado), mas a remuneração ou rentabilidade é convencionada; É negociável antes do prazo final, através de endosso nominativo (em preto), com consentimento do banco emissor; Prazo mínimo CDB pré – 1 dia; Prazo mínimo CDB pós – 1 mês; Tributação regressiva IOF; No prazo final, pode ser renovado, nunca prorrogado; Sujeitos ao imposto de renda (lucro), calculado no momento da alienação, liquidação, resgate, cessão ou repactuação;

PRINCIPAIS TIPOS DE CDB
CDB PRÉ-FIXADO -taxa de juros fixada no momento da contratação; CDB PÓS-FIXADO DI - oferece remuneração atrelada ao DI over – CETIP, conhecida no momento do resgate; CDB PÓS - TAXA FLUTUANTE - repactuação (TR, TJLP, TBF);

GARANTIAS DO CDB
Pelo banco emissor (não é garantia real); Fundo garantidos de Crédito - FGC (R$ 60.000,00 por CPF, grupo financeiro ou emissor);

RDB
Recibo que representa uma importância depositada pelo cliente; Emitido pelo banco na forma escritural; Não pode ser transferido; A princípio, não pode ser resgatado antes do vencimento (exceção de rescisão – devolução do valor aplicado);

LETRA DE CÂMBIO
Título de crédito abstrato de captação emitido pelas sociedades de crédito, financiamento e investimento (financeiras); Emitido com base numa transação comercial (empréstimo, p.ex), podendo prever taxas pré, flutuante ou pós; O emitente da LC é o sacador (credor); sacado é contra quem é emitida (devedor); o beneficiário ou tomador pode ser o próprio sacado ou terceiro; Aceite – é a declaração pela qual o sacado reconhece dever o valor do título e promete cumprir a ordem de pagamento; Endosso – é a declaração que o signatário transfere o título a terceiro (transfere o direito cambial); Aval – é a declaração pela qual o signatário garante o pagamento do título;

COBRANÇA DE TÍTULOS
Forma de aproximar as relações com empresas; Realizada por meio de bloquetos (ou “bloquetes”); Realizada mediante cobrança escritural; Procedimento: o cliente transmite os bancos de dados, o banco emite os bloquetos em nome do sacado (devedor), após pagamento o banco informa e credita o valor na conta corrente;

Float x tarifa;
Pagamento do bloqueto pode ser realizado em qualquer banco (ficha de compensação) até o vencimento; câmara de compensação;

PAGAMENTO DE TÍTULOS E CARNÊS
O cliente informa ao banco os dados de seus pagamentos; O banco organiza e executa os pagamentos nas respectivas datas de pagamento; Muito utilizado para pagamento de débitos em conta das tarifas de serviços públicos, energia, água, telefone etc.

TRANSFERÊNCIAS AUTOMÁTICAS DE FUNDOS
Serviço prestado quando o cliente tem mais de uma conta bancária no banco ou agências Cliente necessita manter saldo em alguma conta; O banco movimenta as contas do cliente ao fim do dia, zerando saldos e mantendo saldo na conta desejada;

COMMERCIAL PAPERS
Título emitido por sociedades anônimas (IF´s não!);

Commercial Paper internacional pode ser emitida por IF´s

(prazo mínimo de 360 dias para IF´s e 180 dias para empresas não finanaceiras);

Também chamado de nota promissória comercial; Não tem garantia real (mas pode ser garantida por fiança bancária); Rendimento depende das condições de cada emissão; Título de prazo menor: 30 a 180 dias para sociedade anônima de capital fechado e até 360 dias para de capital aberto;

ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS E TARIFAS PÚBLICAS
Serviços prestados às instituições públicas para arrecadação e repasse de tributos e tarifas; Realizado através de acordos e convênios; Vantagens Banco: aumento de receita, novos clientes, domicílio bancário do cliente; Vantagens Instituição: certeza de cumprimento, eliminação de custos, segurança e tranquilidade; Vantagens Contribuinte: comodidade, financiamento/remuneração, segurança, tempo; Tributos sofrem efeito do compulsório; tarifas não; Há possibilidade de débito em conta-corrente e pagamento em casa lotéricas; Possibilidade de arrecadação de tributos estaduais pelos bancos oficiais;

HOME/OFFICE BANKING
Qualquer ligação entre computador do cliente e banco; Cliente pode realizar operações sem sair de sua casa, escritório ou sede da empresa; Termos são sinônimos; Atualmente é operacionalizado via internet;

REMOTE BANKING E BANCO VIRTUAL
Atendimento remoto do cliente, fora da agência;

Principais serviços: saques e depósitos (caixas eletrônicos 24 horas, outras redes ou envio domiciliar); entregas domiciliares, pagamento de contas, débito automático, troca de informações;

Redução de custos das transações bancárias, pelo uso de internet;

DINHEIRO DE PLÁSTICO
Várias opções; também representam redução de custos das operações; Cartões magnéticos; Cartões de débito (lojas de departamento, p.ex); Cartões de crédito (Visa, MasterCard, p.ex); Cartões de afinidade (instituições beneficentes, p.ex); Cartões Co-branded (montadoras, companhias aéreas p. ex); Cartões inteligentes; Cartões de valor agregado (tem substituído o papel moeda); Cartões virtuais (transações via internet);

CONCEITOS DE CORPORATE FINANCE
Operações complexas, sob medida, que envolvem intermediação de fusões, aquisições e incorporações, cisões; Operações específicas

Leveraged Buyout (LBO) – grupo de

investidores assume empresa, usa a mesma como garantia e paga empréstimo com fluxo de caixa ou venda de ativos

CONCEITOS DE CORPORATE FINANCE
porém pelos administradores;

Management Buyout – mesmo negócio anterior, Takeover Bid – aquisição do controle acionário de Tender offer – oferta de compra aos detentores de

uma empresa, de forma consentida ou não;

títulos ou ações com pagamento de prêmio sobre o valor de mercado do título; Fusões e aquisições (mergers & acquisitons) – geralmente são assessoradas pos IF´s.

HOT MONEY
Empréstimo de curtíssimo prazo – 1 a 10 dias; Existem contratos fixos de hot money, com garantias, inclusive Nota Promissória; Há cobrança de CPMF duas vezes, uma quando o recurso fica disponível e outra quando do pagamento do empréstimo;

CONTAS GARANTIDAS / CHEQUES ESPECIAIS
Conta garantida com crédito com valor limite por cheque, para pessoas jurídicas; Crédito só é concedido efetivamente quando o saldo ficar negativo; Juros são calculados diariamente e são cobrados no primeiro dia útil do mês seguinte; As taxas são altas, pois os bancos se obrigam a manter parte dos seus recursos a espera de eventual utilização; Há garantia por caução de cheques, de títulos ou de recebíveis; Cheque especial é um limite global, que o cliente só pagará se utilizar;

CRÉDITO ROTATIVO
É o contrato (CROT) em que linhas de crédito são abertas previamente para as empresas utilizarem na medida de suas necessidades, de forma semelhante às contas garantidas; Sem garantias; Não há obrigação de amortização;

DESCONTO DE TÍTULOS
Adiantamento de recursos aos clientes sobre valores de duplicatas, notas promissórias; Antecipação de fluxo de caixa, pois antecipa o recebimento do título; Caso o devedor do título não pague o título no vencimento, o cliente deverá pagar, inclusive encargos (direito de regresso); Existem ainda operações deste tipo sobre recibos de vendas de cartões de crédito e cheques pré-datados, direitos estes que servem como garantia do empréstimo concedido;

FINANCIAMENTO DE CAPITAL DE GIRO
Operação com valor, prazo, taxas e garantias específicas; Estabelecidos de acordo com as negociações; Taxas dependem de garantias e risco;

VENDOR FINANCE
Operação de financiamento de vendas, baseado na cessão do crédito; Empresa vende a prazo e recebe à vista; Empresa vendedora garante a liquidação do financiamento; São celebrados contratos básicos com limites de crédito, facilitando as operações; banco cobra taxas de intermediação;

COMPROR FINANCE
Operação inversa ao Vendor; Instrumento que dilata o prazo para pagamento dos fornecedores (compras); O título a pagar funciona como lastro para o financiamento; o banco se subroga nos direitos de crédito sobre o título pago, perante o cliente; Também é celebrado contrato básico; os contratos a serem financiados serão comunicados posteriormente;

LEASING
Também chamado de arrendamento mercantil; Originalmente, assemelha-se a uma locação (arrendamento); Bens móveis e imóveis, novos ou usados, nacionais ou importados; Tipos Leasing Operacional, Leasing Financeiro, Sale and Lease Back, Leasing Imobiliário;

LEASING OPERACIONAL
Operação praticada diretamente entre o produtor dos bens (arrendador) e seus usuários (arrendatários); Geralmente feito no ramo de equipamentos de alta tecnologia (assistência técnica); Arrendatário pode rescindir o contrato a qualquer tempo; As prestações não amortizam o bem; Não tem opção de compra ao final.

LEASING FINANCEIRO
Operação praticada através de um intermediário (arrendador), com participação do produtor (fornecedor) e do arrendatário; Bens móveis e imóveis; O valor do bem é amortizado pelas prestações; Ao final do contrato não pode ser “rescindido”.

LEASING FINANCEIRO
Alternativas ao fim do contrato: Comprar o bem (pelo VRG – valor residual garantido); Renovar o contrato (taxas mais baixas e pelo VRG); Devolver o bem à arrendadora;

SALE AND LEASE BACK
Variante do leasing financeiro; Empresa vende bens do ativo imobilizado e simultaneamente arrenda os mesmos, com opção de compra ao final; Forma de obtenção de capital de giro; Praticamente só IF´s praticam.

LEASING IMOBILIÁRIO
O imóvel arrendado deve ter destinação econômica, sempre por pessoa jurídica; SubTipos: Normal – compra de imóvel inteiro para arrendamento; Construção de Edifícios – construção de imóvel; Lease Back imobiliário – semelhante ao anterior, e o imóvel é dado em garantia; Operações sindicalizadas – grandes projetos; várias empresas;

LEASING - generalidades
Prazo mínimo: 2 anos para bens com vida útil até 5 anos; 3 anos para os demais; Veículos, computadores, móveis e utensílios (2 anos); máquinas, equipamentos e imóveis (3 anos); Encargos e despesas adicionais (seguro, manutenção, registro, ISS etc.) do arrendatário; Garantias; VRG – pagamento antecipado;

LEASING - generalidades
Taxa de abertura de crédito, taxa de compromisso ou taxa de adiantamento; taxa de arrendamento; Funding - as empresas de leasing se utilizam, no mercado interno, da emissão de debêntures, notas promissórias e do mercado interbancário; no mercado externo, Eurobônus e repasses conforme Resolução 63 (2770) do Bacen; Cessão de direitos creditórios; Leasing nacional, leasing internacional, leasing importação, leasing exportação;

LEASING - vantagens
Vantagens - operacionais, econômicas e financeiras; Vantagens fiscais – despesa dedutível do lucro tributável (arrendatária) e benefício fiscal de aceleração da depreciação do bem (arrendadora);

FINANCIAMENTO CAPITAL FIXO – Sistema BNDES
Formado pelo BNDES e subsidiárias: Agência Especial de Fomento Industrial (FINAME) e BNDES Participações (BNDESPar); Apóia os setores da indústria, agropecuária, infraestrutura, comércio e serviços; objetivo muito amplo; Opera mediante a sua rede de agentes públicos e privados credenciados; Custo financeiro – TJLP + spread + comissão (se houver repassador) A participação varia de acordo com o financiamento; os prazos de acordo com o financiamento/produto e capacidade de pagamento; Primeiro passo: Consulta Prévia à Carteira Operacional de Enquadramento da Área de Crédito do Sistema BNDES;

FINANCIAMENTO CAPITAL FIXO – Sistema BNDES
Principais produtos: Finame à empresa – Finem; BNDES automático; Financiamento à marinha mercante...; BNDES Exim; Finame automático; Finame especial; Finame agrícola; Finame construção naval; Garantia de subscrição de valores mobiliários; Financiamento ao acionista – Finac; Prestação de avais e fianças;

FINANCIAMENTO CAPITAL FIXO – Sistema BNDES
Cria periodicamente ainda programas voltados para regiões específicas; Outros programas voltados à investimentos em TDE´s, qualidade, gestão, pequenas e médias empresas, modernização etc.;

FINANCIAMENTO CAPITAL FIXO – Outros
Finep – Financiadora de Estudos e Projetos (FNDCT); MCT – Ministério da Ciência e Tecnologia (PDTA e PDTI); FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador (PIS / PASEP); repasses ao BNDES; CODEFAT, desenvolvimento e geração de emprego e renda; PBE – Projeto Brasil Empreendedor; micro e pequena empresa; parceria entre bancos oficiais (CEF, BB, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia) e Sebrae; Proger – Programa de Geração de Renda – financia abertura ou expansão de negócios (utiliza o FAT); parceria entre entidades públicas, técnicas e bancos oficiais (BB inclusive)

CRÉDITO DIRETO AO CONSUMIDOR
Financiamento realizado por ums IF´s ao seu cliente, para aquisição de bens ou serviços; Garantido por alienação fiduciária; Prazos fixados pelo Governo; Taxas de juros podem ser pré ou pós fixadas; CDC – I – Crédito Direto ao Consumidor com Interveniência – empréstimo a grandes empresas que repassam aos seus clientes; a empresa assume o risco dos seus clientes perante o banco;

CRÉDITO RURAL
BB é o principal agente do Governo; Suprimento de recursos financeiros para produtores rurais ou cooperativas; Custeio, investimento, comercialização e industrialização do setor;

CRÉDITO RURAL
Modalidades: Custeio agrícola e pecuário; Investimento agrícola e pecuário; Comercialização agrícola e pecuário. Prazos máximos; Bancos comerciais e múltiplos com carteira comercial operam compulsoriamente no segmento – 25% dos volumes médios de depósitos à vista e outros recursos compulsórios; A maior parte dos bancos prefere repassar para o BB;

CRÉDITO RURAL
Cédula Rural Pignoratícia; Cédula Rural Hipotecária; Cédula Rural Pignoratícia e Hipotecária; Nota de Crédito Rural; Nota promissória Rural e Duplicata Rural (contratos de venda a prazo); Cédula de Produtor Rural (promessa de entrega de produto agrícola, com duas garantias: seguro agrícola e bancário); Certificado de Mercadoria Garantido (título de compra e venda de produto, com garantia de fiança bancária); Warrant e Conhecimento de Depósito (título de crédito à ordem emitido sobre mercadorias em depósito);

CRÉDITO RURAL
Resolução 63 “caipira” – permite à IF´s a captação de recursos no exterior para o setor; Finame Rural – compra de máquina - até 80% em regiões não incentivadas e 90% em regiões não incentivadas – prazo máximo de 7 anos; EGF (Empréstimo do Governo Federal) – viabilizado pelo BB; com ou sem opção de venda

CADERNETA DE POUPANÇA
Produto exclusivo das SCI, carteiras imobiliárias dos bancos múltiplos, das associações de poupança e empréstimo e das caixas econômicas; Remuneração de 0,5% a.m. +TR; PJ sem fins lucrativos (rendimento trimestral), PF (rendimento mensal), remuneração TR + 0,5%, pode ser conjunta p/ PF; Isentas de impostos (para PF´s e PJ´s não tributadas com base no lucro real); Outros tipos: programada, de rendimentos crescentes, vinculada, rural (Verde);

CARTÕES DE CRÉDITO
Utilizados para aquisição de bens ou serviços em estabelecimentos credenciados; Pessoa física e empresarial; Empresarial – corporate (executivos), purchaising (compras comuns) e distribuition (rede de varejista e distribuidores); Nacional ou internacional (taxa de conversão);

TÍTULOS DE CAPITALIZAÇÃO
Conjuga um jogo com aplicação de renda fixa; Do valor pago, uma vai para a poupança, uma para sorteio e outra para despesas; Planos de capitalização são regulamentados pela Susep; Principais características: capital nominal, sorteios, prêmio, prazo (> 1 ano), provisão para sorteio (25%), carregamento (taxa), provisão matemática (parte destinada à poupança), carência.

PLANOS DE APOSENTADORIA E PENSÃO PRIVADOS
Facultativa; Aberta ou fechada; Pecúlio ou renda mensal; Mediante contribuição; As entidades de previdência privada possuem capital variável – aplicação compulsória no mercado acionário (determ. CVM); Controladas, regulamentados e fiscalizadas pela Susep;

PLANOS DE APOSENTADORIA E PENSÃO PRIVADOS
Benefício definido – contribuições variáveis; Contribuição definida – benefício variável; As contribuições podem ser deduzidas do IR até o limite de 12% da renda bruta; Rentabilidade mínima garantida por lei – TR ou IGP-M + 6%.

PLANOS DE SEGUROS
Associação de pessoas físicas ou jurídicas para suportar de forma coletivas as perdas individuais (gerenciamento de risco); As seguradoras devem constituir um fundo de reserva técnica; Apólice de seguro (contrato); Segurado paga o prêmio e, ocorrendo o sinistro, recebe indenização; Corretoras de seguros fazem intermediação do relacionamento entre segurados e seguradoras; Co-seguro – várias seguradoras se unem para um seguro; Resseguro – “seguro da seguradora”;

Outros pontos a estudar
Fundos mútuos de investimento;

Financiamento à exportação; Financiamento à importação

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->