Vinte problemas resolvidos de Juros Simples

1 - Calcular os juros simples produzidos por $40.000,00, aplicados à taxa de 36% a.a. , durante 125 dias. SOLUÇÃO: Temos: j = P.i.n A taxa de 36% a.a. equivale a 0,36/360 dias = 0,001 a.d. Agora, como a taxa e o período estão referidos à mesma unidade de tempo, ou seja, dias, poderemos calcular diretamente: j = 40000.0,001.125 = $5000,00 2 - Um empréstimo de $8.000,00 rendeu juros de $2.520,00 ao final de 7 meses. Qual a taxa de juros do empréstimo? SOLUÇÃO: Temos: j = Pin ; 2520 = 8000.i.7; Daí, vem imediatamente que i = 2520 / 8000.7 Então, i = 0,045 a.m = 4,5% a.m. 3 - Qual o capital que aplicado a juros simples de 1,2% a.m. rende $3.500,00 de juros em 75 dias? SOLUÇÃO: Temos imediatamente: j = Pin ou seja: 3500 = P.(1,2/100).(75/30) Observe que expressamos a taxa i e o período n em relação à mesma unidade de tempo, ou seja, meses. Logo, 3500 = P. 0,012 . 2,5 = P . 0,030; Daí, vem: P = 3500 / 0,030 = $116.666,67 4 - Por quanto tempo um capital de $11.500,00 foi aplicado para que rendesse $1.725,00 de juros simples, sabendo-se que a taxa de juros de mercado é de 4,5% a.m.? SOLUÇÃO: j = Pin 1725 = 11500.(4,5/100).n 1725 = 11500.0,045.n = 3,3333... meses = 3 meses + 0,3333...de um mês = 3 meses + 1/3 de um mês = 3 meses e 10 dias. 5 - Que capital produziu um montante de $20.000,00, em 8 anos, a uma taxa de juros simples de 12% a.a.?

SOLUÇÃO: Temos: M = P(1 + in). 20000 = P.(1 + 0,12.8) = 1,96.P, de onde tiramos P = $10.204,08 6 - Calcule o montante resultante da aplicação a juros simples de $70.000,00 à taxa de 10,5% a.a. durante 145 dias. SOLUÇÃO: M = P(1 + in) M = 70000[1 + (10,5/100).(145/360)] = $72.960,42 Observe que expressamos a taxa i e o período n, na mesma unidade de tempo, ou seja, anos. Daí ter dividido 145 dias por 360, para obter o valor equivalente em anos, já que um ano comercial possui 360 dias. 7 - A que taxa mensal o capital de $38.000,00 produzirá o montante de $70.300,00 em 10 anos, num regime de capitalização simples? SOLUÇÃO: M = P(1 + in) 70300 = 38000.(1 + i.10), de onde vem: 70300/38000 = 1 + 10.i 1,85 - 1 = 10.i, de onde vem: i = 0,85/10 = 0,085 a.a. = 8,5% a.a. Para achar a taxa mensal, basta dividir por 12 meses, ou seja: i = 0,085 / 12 = 0,007083 = 0,7083 % a.m. 8 - Um capital é aplicado a juros simples de 5% ao semestre (5 % a.s.), durante 45 dias. Após este prazo, foi gerado um montante de $886.265,55. Qual foi o capital aplicado? SOLUÇÃO: Lembrando que a taxa i e o período n têm de ser expressos relativo à mesma unidade de tempo, vem: 886265,55 = P[1 + (5/100).(45/180)], de onde tiramos P = $875.324,00 Nota: Como a taxa i está relativa ao semestre, dividimos 45 dias por 180 dias, para expressar o período n também em semestre. Lembre-se que 180 dias = 1 semestre. 9 - Que capital aplicado num regime de capitalização simples a 3% ao bimestre (3% a.b.), por um prazo de 75 dias, proporcionou um montante de $650.000,00? SOLUÇÃO: M = P(1+ in) 650000 = P[1 + (3/100).(75/60)] , de onde tiramos P = $626.506,02 Nota: observe que dividimos 75 dias por 60 dias, para expressá-lo em bimestres, já que 1 bimestre = 60 dias. 10 - Um capital de $5.380,00 aplicado por 3 meses e 18 dias, rendeu $1839,96 de juros ao final do período. Qual a taxa mensal de juros simples?

SOLUÇÃO: j = Pin 1839,96 = 5380.i.108, pois 3 meses e 18 dias = 3.30 + 18 = 108 dias. Logo, i = 1839,96 / 5380.108 = 0,003167 a.d. = 0,3167% a.d. Para obter a taxa mensal, basta multiplicar por 30 dias, ou seja: i= 0,3167% .30 = 9,5% a.m. 11 - Um capital P foi aplicado a juros simples de 15% ao bimestre (15% a.b.), por um prazo de 5 meses e 13 dias e, após este período, o investidor recebeu $10.280,38. Qual o valor P do capital aplicado? SOLUÇÃO: M = P(1 + in) Temos: 15% a.b. = 0,15 a.b. = 0,15/60 = 0,0025 a.d. = 0,25% a.d. (a.d. = ao dia) 5 meses e 13 dias = 5.30 + 13 = 163 dias. Logo, como i e n estão referidos à mesma unidade de tempo, podemos escrever: 10280,38 = P(1 + 0,0025.163), de onde tiramos P = $ 7.304,00 12 - Obteve-se um empréstimo de $10.000,00 , para ser liquidado por $14.675,00 no final de 8 meses e meio. Qual a taxa de juros anual simples cobrada nessa operação? SOLUÇÃO: 8 meses e meio = 8.30 + 15 = 255 dias. Teremos, então: M = P(1 + in) 14675 = 10000(1 + i.255), de onde vem: 14675/10000 = 1 + 255.i 1,4675 = 1 + 255.i 0,4675 = 255.i i = 0,001833 a.d. = 0,1833% a.d. Multiplicando por 360, obteremos a taxa anual: i = 0,001833.360 = 0,66 a.a. Ou expressando em termos de porcentagem, i = 0,66.100 = 66% a.a. 13 - Em quanto tempo um capital aplicado a juros simples de 48% a.a. dobra o seu valor? SOLUÇÃO: M = P(1 + in) Fazendo M = 2P e substituindo os valores conhecidos, vem: 2P = P[1 + (48/100).n] Simplificando, fica: 2 = 1 + 0,48.n 1 = 0,48.n, de onde tiramos n = 2,088333... anos Para obter o período em meses, devemos multiplicar o valor acima por 12 ou seja: n = 2,088333... x 12 = 25 meses. 14 - Determinar o capital necessário para produzir um montante de $798.000,00 no final de um ano e meio, aplicado a uma taxa de juros simples de 15% ao trimestre (15% a.t.).

15000 = P(1 + 4.000.Determinar o montante correspondente a uma aplicação de $450. 6].00 15 .1 = 1 ano para o vencimento).00 de Carlos para pagá-lo após 2 anos.75 c) valor atual do título 4 meses antes do vencimento: n = 4meses e i = 0.a. valor nominal e valor futuro do dinheiro.2).a. M = 450000[1 + (5. de onde tiramos P = $13.02333 a. SOLUÇÃO: M = P(1 + in) 225 dias = 225/30 = 7. Valor futuro = é o valor que um compromisso possui em uma data posterior ao seu vencimento.51 17 .000.m.6% a.02333).a.6% ao mês (5. SOLUÇÃO: Vale aqui.28.Se possuo um título com valor nominal de $15. Valor nominal = é quanto vale um compromisso na sua data de vencimento.28. .0.000. ? . de onde tiramos P = $420. .00 com vencimento daqui a 2 anos e a taxa de juros simples corrente é de 28% a. se 6 meses antes do vencimento da dívida. Portanto: 798000 = P[1 + (15/100) . A taxa acertada de juros simples foi de 30% a. Valor atual = é o valor que um compromisso possui em uma data que antecede ao seu vencimento.6/100). m.000.00 por 225 dias. 15000 = P(1 + 0.João tomou emprestado $20. definir valor atual .718. a) valor atual do título hoje: M = P(1 + in) 15000 = P(1 + 0. de onde tiramos P = $9. à taxa de juros simples de 5.SOLUÇÃO: M = P(1 + in) Temos: n = 1 ano e meio = 18 meses = 18/3 = 6 trimestres.00 16 .38 b) valor atual do título daqui a um ano: n = 1 ano (faltam 2 .719. de onde tiramos P = $11.28/12 = 0.).7. qual o valor atual deste título nas seguintes datas: a) hoje b) daqui a um ano c) 4 meses antes do vencimento. João quisesse resgatá-la e se nesta época o dinheiro valesse 25% a.000. Quanto Carlos poderia aceitar.5] = $639.1).5 meses Logo.615.

João propôs a transferência da aplicação para Paulo.35/12 = 0.a.020833.574.432 = 0.30.00 Como o título será negociado 2 meses antes do vencimento.500. Daí.m. .00? SOLUÇÃO: Se João quitou a dívida dois meses antes do vencimento. 19 . a uma taxa de juros de 25% a.80 Portanto. com o pagamento da quantia de $2.n 1.574.9] = $12.148. quanto João tomou emprestado e qual era o prazo inicial se os juros previstos eram de $648.44 18 . o período n encontrado.000.061. Quanto Paulo deverá pagar pelo título.a.2] = $2.Quanto tempo deverá permanecer aplicado um capital para que o juro seja igual a duas vezes o capital.n] 2148/1500 = 1 + 0.42[1 + (0.este seria o valor do pagamento no final do período total.0292.061. Para resgatar a dívida 6 meses antes. Dois meses antes da data de vencimento. transforma-se numa taxa mensal.a. vem: 12250 = P(1 + 0. o que responde à primeira parte do problema.a.n 0. concluímos que o valor P inicial emprestado era igual a $2148 .a. que é equivalente a 0.? . quando a taxa de juros do mercado é de 35% a.. pelo prazo de 9 meses.n n = 18 meses Nota: observe que a taxa 0.288 a.024.444. ou seja.288/12). de onde tiramos P = $ 28. teremos: 2148 = 1500[1 + (0.00 .00.020833 a.2% a.25/12 = 0.. ser expresso em meses..00 à taxa de 30% a.024. poderemos escrever: M = 2061.000. se a taxa de juros simples do mercado for de 35% a.6).SOLUÇÃO: M = P(1 + in) M = 20000(1 + 0.42 para Carlos.250.0292 a. teríamos: 32000 = P(1 + 0.. Sabendo-se que João pagou $2.024.432 . Como é dito que os juros previstos inicialmente eram iguais a $648.30/12).8% a. se a taxa de juros simples for igual a 10% a. ao ser dividida por 12. Para calcular o período total n. no final dos dois anos.este seria o valor a ser pago a Carlos. 0.42 a uma taxa de juros vigente de 25. 20 .00.00 .m. de onde tiramos P = $11. o valor justo que Paulo deverá pagar pelo título é $11.a.2% a.00 = $1. ? SOLUÇÃO: O valor nominal do título no seu vencimento será: M = P(1 + in) M = 10000[1 + (0.2).$648.252/12).80.1 = 0.João aplicou $10. . saldando a dívida 2 meses antes do seu vencimento e que nesta época a taxa corrente de mercado era de 25.a.João tomou emprestado certa quantia de Carlos à taxa de juros simples de 28.a.a.2) = $32.

00 D) R$ 1500. vamos considerar que seja C o capital total aplicado.18/12 e o período 8 meses. Lembre-se que a taxa e o período devem ser expressos em relação à mesma unidade de tempo.(8/12) Observe que 18% = 18/100 = 0. podemos afirmar que o capital aplicado foi igual a: A) R$ 1200.8. ou seja a taxa mensal de juros seria 0. Assim é que se i estiver expresso em % ao mês. Poderia também ser em meses.00 B) R$ 1300. pelo mesmo período.10. em anos.(0.00 de juros no período. se a taxa i estiver expressa em % ao ano. Teremos então: a) Seja J1 o juro produzido pelos 3/5 do capital C aplicado a 18% ao ano durante 8 meses. . Veja que dá no mesmo. No nosso caso.00 C) R$ 1400. de onde tiramos n = 20 anos.SOLUÇÃO: Temos: j = 2P j = Pin 2P = P.18). pois neste caso teríamos: J1 = (3/5)C. Sabendo-se que estas aplicações renderam R$ 168.00 E) R$ 1600.(0.00 Solução: Já sabemos que um capital P aplicado a uma taxa de juros simples i durante n períodos.18/12). o período n deve também ser expresso em anos e assim sucessivamente.0. no caso. Um problema bem simples 3/5 de um capital foi aplicado por 8 meses a uma taxa de juros simples de 18% ao ano e. Podemos escrever: J1 = (3/5)C. o restante a 15% ao ano. produz juros j = Pin.18 e 8 meses = (8/12) anos.n . O grande detalhe a ser considerado na fórmula acima é que a taxa i e o período n têm necessariamente de serem expressos em relação à mesma unidade de tempo. o que não alteraria a solução. o período n deve também ser expresso em meses.

4.108 + 0.(0.15). o capital aplicado foi igual a R$1500.060) = 168 (8/12). vem: (0. Se foram aplicados inicialmente (3/5)C. 8 meses.(8/12) + (2/5)C.(8/12) Sabemos que o total de juros produzidos é igual a R$ 168. vem que: (3/5)C. J1 + J2 = 168 Substituindo os valores de J1 e J2 acima. analogamente: J2 = (2/5)C. .15). Lembrando que 3/5 = 0.168 = 1000 (8/12).(12/8) = 12000/8 = 1500.(8/12).(0. o que nos leva tranqüilamente à alternativa D. aplicado a 15% ao ano durante o mesmo período.18).00.(0.(8/12).C + (0.(0.C = 168 (0.6). Então. ou seja.(8/12). Logo.18). fica: (8/12)C(0.C.108).C + (0.060).(0.C = 168/0.C = 1000 C = 1000 / (8/12) = 1000.(8/12)C = 168 Colocando o termo comum (8/12)C em evidencia. Portanto.4). o restante será (2/5)C pois (3/5)C + (2/5)C = (5/5)C = C.168) = 168 (8/12).(8/12) = 168 Basta resolver a equação acima para obter o valor de C.6 e 2/5 = 0.b) Seja J2 o juro produzido pelo capital restante.(0.00.15). poderemos escrever.

como já sabemos. Teremos: Observe que o crescimento do principal segundo juros simples é LINEAR enquanto que o crescimento segundo juros compostos é exponencial. Juros compostos . órgãos governamentais e investidores particulares costumam reinvestir as quantias geradas pelas aplicações financeiras. o que justifica o emprego mais comum de juros compostos na Economia.00 são empregados a uma taxa de 10% a. o uso de juros simples não se justifica em estudos econômicos. as empresas. Fórmula para o cálculo de Juros compostos Considere o capital inicial (principal P) R$1000. os juros são incorporados ao principal e passam. Isto poderia ser ilustrado graficamente da seguinte forma: Na prática.a. mês a mês: . somente o principal rende juros.após cada período.ao longo do tempo. e portanto tem um crescimento muito mais "rápido". por sua vez.m. Na verdade.Noções de Matemática Financeira IV JUROS COMPOSTOS O capital inicial (principal) pode crescer. com um exemplo: Suponha que R$100.00 aplicado a uma taxa mensal de juros compostos ( i ) de 10% (i = 10% a. Vamos calcular os montantes (principal + juros). É também conhecido como "juros sobre juros".). devido aos juros. Vamos ilustrar a diferença entre os crescimentos de um capital através juros simples e juros compostos. segundo duas modalidades a saber: Juros simples . a render juros.

.. teremos: M2 = 1100 x 1. aplicado a uma taxa de juros compostos i durante o período n : S = P (1 + i)n onde S = montante. por exemplo.. Exercícios Resolvidos: 1 ± Expresse o número de períodos n de uma aplicação.....1)3 ... dá para perceber que o estudo dos juros compostos é uma aplicação prática do estudo dos logaritmos. S/P = (1+i)n Pelo que já conhecemos de logaritmos... usando logaritmo decimal (base 10).....1) Após o 2º mês.......... tem de ser necessariamente iguais.. se a taxa for 2% ao mês e o período 3 anos.... Após o nº (enésimo) mês.1)n De uma forma genérica...1)2 Após o 3º mês. sendo S o montante......1 = 1100 = 1000(1 + 0............ as unidades de tempo referentes à taxa de juros (i) e do período ( n )... teremos evidentemente: S = 1000(1 + 0...m. Este é um detalhe importantíssimo. Depois de quanto tempo este capital estará duplicado? ...log(1 + i) = logS ± logP Deste exemplo..... deveremos considerar 2% ao mês durante 3x12=36 meses.... poderemos escrever: n = log (1+ i ) (S/P) . i = taxa de juros e n = número de períodos que o principal P (capital inicial) foi aplicado...1 = 1210 = 1000(1 + 0. Solução: Temos S = P(1+i)n Logo. que não pode ser esquecido! Assim. Portanto.. NOTA: Na fórmula acima.... teremos para um principal P... P = principal.. vem: Temos também da expressão acima que: n.Após o 1º mês.....)....1 = 1331 = 1000(1 + 0............ teremos: M1 = 1000 x 1... teremos: M3 = 1210 x 1........ 2 ± Um capital é aplicado em regime de juros compostos a uma taxa mensal de 2% (2% a.. em função do montante S e da taxa de aplicação i por período.....

00 2 ± Um certo capital é aplicado em regime de juros compostos à uma taxa anual de 12%.7 anos ou aproximadamente 9 anos e 9 meses. Teremos então: n = log1. a taxa mensal de juros do investimento é igual a: a) 5% b) 8% c) 10% d) 20% .7x12m = 9a + 8. Resposta: 2 anos e 11 meses. teremos S = 2P. Substituindo. Sabendo que o capital inicial de um dos investimentos é 21 % maior que o outro e que foi aplicado a um prazo de dois meses menor.00 é aplicado a juros compostos de 10% ao ano.02 = 0. o capital estaria duplicado após 35 meses (observe que a taxa de juros do problema é mensal). Portanto.04922.022 = log2 /log1. o examinador teria de informar os valores dos logaritmos necessários.Dois investimentos a uma mesma taxa mensal de juros compostos. Calcule o montante após 4 anos.00860 = 35 Nota: log2 = 0. em termos percentuais.02 = 0. resultaram em um mesmo montante. porém com capitais iniciais e prazos distintos. Resposta: R$292820. que é uma equação exponencial simples.4m = 9a + 8m + 0.02 = 2/100 = 2%] Simplificando. estes valores podem ser obtidos rapidamente em máquinas calculadoras científicas.30103 / 0. Arredondamos o resultado para maior (9 anos e 9 meses).4x30d = 9a + 8m + 12d. Caso uma questão assim caia no vestibular. Quando o capital inicial estiver duplicado.7a = 9a + 0.30103 e log1. Nota: log3 = 0. ou então permitir o uso de calculadora na prova.4m = 9a + 8m + 0.02n . 1 ± UFRB 2006 .Solução: Sabemos que S = P (1 + i)n .7a = 9 + 0. Depois de quanto tempo este capital estará triplicado? Resposta: aproximadamente 9. vem: 2P = P(1+0. Observe que 9.47712 e log1.02)n [Obs: 0.12 = 0.00860. o que equivale a 2 anos e 11 meses. fica: 2 = 1. o que não é comum no Brasil. Exercícios propostos: 1 ± Um capital de R$200000.

21.1 = 1 + i @ i = 1. vem imediatamente que: 11 = 10(1 + i) Dividindo ambos os membros por 10. o que nos . SOLUÇÃO: Recomendamos enfaticamente que você revise Juros Compostos. então C = P.100 = 100.1 Portanto. Igualando as expressões anteriores.1.1.21.(1 + i)n Cancelando o fator P0 que é comum a ambos os membros da igualdade. Supondo que o investimento C0 é o maior.UFRB ± Universidade Federal do Recôncavo Baiano II ± Recôncavo ± é conhecida desde o século XVI como sendo a faixa de terra formada por mangues. (1 + i)2 Considerando que 112 = 121 e que 102 = 100.(1 + i)2 121 = 100.21. fica: 1. vem: 1. P0 Ainda segundo o enunciado.e) 9% Notas: I . por m e n períodos.21 = (1 + i)2 Apenas para facilitar as contas. No nosso caso presente. baixios e tabuleiros que contornam a Baía de Todos os Santos na BAHIA. Sejam C0 e P0 os capitais iniciais. P0 = P0 + (21/100). P0. fica: 1. ou seja: m = n ± 2. vou multiplicar ambos os membros por 100. teremos que multiplicar por 100 ou seja: i = 0.21. 1.100 = 10% que é a resposta da questão. Já sabemos que um capital M0 aplicado por t períodos a uma taxa de juros compostos i. (1 + i)t. P0 = P0 + 0. ou seja: C0 > P0 . respectivamente.21. P0. Como o enunciado pede o valor de i em porcentagem. (1 + i)m = 1. poderemos escrever de acordo com o enunciado: C0 = P0 + 21% . C0 foi aplicado por um prazo m de dois meses menor. (1 + i)n ± 2 = P0. (1 + i)n ± 2 P = P0. P0 = 1. irá gerar o montante M dado por: M = M0. raiz quadrada de(x2) = x. i = 0. aplicados a uma mesma taxa de juros i . poderemos então escrever: C = C0.(1 + i)n ± 2 = (1 + i)n Dividindo ambos os membros da igualdade por (1 + i)n ± 2 . vem: 112 = 102.21. (1 + i)n Como é dito no enunciado que os montantes resultaram iguais. fica: 1.1 ± 1 = 0. (1 + i)2 Lembrando que para x u 0.

11 = 1. (1 + i)432 onde i é a taxa de crescimento procurada. Nestas condições.17% ao mês).11 Os comandos na HP 12C serão: 2. poderemos escrever: 190000000 = 90000000 . a população segundo dados do IBGE é igual a 190 milhões de habitantes. por exemplo) Vamos utilizar a opção III.11.11 = (1 + i)432 Para fazer a conta acima.No ano de 1970. Neste ano 2006. a taxa de crescimento mensal da população brasileira no período é igual a 0. temos três alternativas: I ± usar logaritmo decimal II ± usar uma calculadora científica (a do Windows serve) III ± usar uma calculadora financeira ( a HP 12C. onde i é a taxa de crescimento por período nos n períodos. em junho.17 Ou seja. (1 + i)432. ou seja: P0 = Valor Presente = PV (Present Value) = 1 P = Valor Futuro = FV (Future Value) = 2. ou seja: 36. a nossa população era igual a 90 milhões de habitantes. . Tudo funciona como se tivéssemos P0 = 1 e P = 2. mês do provável HEXA CAMPEONATO MUNDIAL.17% a. 2 . quando o Brasil conquistou o TRI CAMPEONATO MUNDIAL no mês de junho.leva tranquilamente à alternativa C. (1 + i)n . Observe que a igualdade acima pode ser escrita como 2. SOLUÇÃO: Ora. considerando-se que este arquivo destina-se à seção Matemática Financeira do site. de junho 1970 a junho 2006.12 = 432 meses Considerando que P = P0 .m (0. transcorreram 2006 ± 1970 = 36 anos. pede-se determinar a taxa média de crescimento mensal da população brasileira no período. 19 = 9 (1 + i)432 19/9 = (1 + i)432 2.11 FV 1 CHS PV 432 n i ENTER A calculadora vai apresentar a mensagem RUNNING no visor e apresentará após alguns segundos o resultado procurado: 0.

A Regra de três fica: 14% 1 ano 14% 2 semestres X 1 semestres (que é o tempo de capitalização dada) Resolvendo: 2. Ao final de 1 (um) ano podemos afirmar que: a) O juro recebido pela pessoa ³A´ é maior do que o juro recebido pela pessoa ³B´.000. Pode ser transformada em taxa efetiva por meio do conceito de taxas proporcionais. à taxa efetiva de juros de 0. e) Os montantes finais são iguais. e não a Nominal. Em ambos os casos as capitalizações são mensais e os juros serão pagos junto com o principal. Por isso vamos aprender a transformar uma taxa nominal em efetiva.DIVERSOS EXERCICIOS 1. m.00. Isso porque existe diferença entre Taxa Nominal e Taxa Efetiva. A pessoa ³A´ aplicou R$ 100. c) A taxa efetiva de juros de ³A´ é maior do que a taxa efetiva de ³B´. não podemos usar os valores dados sem antes transformá-los. É muito simples transformá-la: usa-se uma Regra de Três Simples (diretamente proporcional): Exemplo: Taxa nominal = 14% ao ano.5% a. b) Não há proporcionalidade entre juros de ³A´ e ³B´. a. Resolução Toda vez que o exercício trouxer uma taxa de juros em uma unidade de tempo (ex: semestral ou anual«) e disser que a capitalização para essa taxa é em outra unidade de tempo (ex: mês ou bimestre«). Veja: I ± Taxas nominais são aquelas que estão definidas em um período de tempo diferente do período de capitalização (só serve para informar que o regime de capitalização é a juros compostos).000. com capitalização semestral Como 1 ano tem 2 semestres. Nas fórmulas de matemática financeira sempre devemos usar a Taxa Efetiva.Duas pessoas fizeram uma aplicação financeira. d) A taxa nominal de ³B´ é maior do que a taxa nominal de ³A´. à taxa nominal de 6% a. e a pessoa ³B´ aplicou R$ 50.00.X = 14x1 X = 14/2 Taxa Efetiva = 7% ao semestre .

.

Exemplo ± Juros Simples [Fórmula do Juro Simples: M = C (1 + in).01 x 6) = 10. logo você tem que encontrar a taxa equivalente para 10 meses.600 M2 = 10.000. pelo mesmo prazo.02% para 10 meses (equivalente a 4% ao mês) J = C [(1+i)n . mas que.04)10 . C = Capital. n = período de tempo]: i1 = 12% ao ano i2 = 1% ao mês Se aplicadas a um capital de R$ 10. pois geram um mesmo montante ao final de um mesmo período. Fórmula do Juro Composto M= C x (1+i)n M = 300 x (1+0.000 x (1 + 0. Usando a fórmula dos Juros: J = M . veja: M = C (1 + in) M1 = 10.II ± Taxas equivalentes são aquelas referidas a períodos de tempo diferentes.12 x ½) = 10.000 x (1 + 0.1)] x 100 Taxa equivalente = 48. geram o mesmo montante. quando aplicadas a um mesmo capital. Agora vamos ver isso com Juros Compostos: Exemplo ± Juros Compostos: Uma empresa aplica R$ 300.600 Ou seja. onde: M = Montante. i = taxa de juros efetiva.C Taxa equivalente = [(1+0. o resultado será o mesmo montante. as taxas i1 = 12% ao ano e i2 = 1% ao mês são equivalentes.C = C x (1+i)n .00 por seis meses.0733 Taxa proporcional é uma taxa linear.04)10 M = 444.1] .00 à taxa de juros composto de 4% ao mês por 10 meses.

2009 em 13:45 Me ajude aresolver este exercício por favor A taxa de inflação acumulada em 1999 medida pela IGP-M foi de 20.Um investidor afirma ter aferido . QUAL FOI A TAXA ANUAL? . usando o IGP-m como índice de inflação. 2009 em 23:21 UMA PESSOA APLICOU R$ 90. em uma aplicação financeira .512% y Dione Diz: junho 10th. 2009 em 20:29 A taxa de inflação acumulada em 1999 medida pela IGP-M foi de 20. QUAL FOI A TAXA ANUAL? y Mauro Diz: junho 10th.Sua taxa de juros auferida em 1999 foi de aproximadamente: (1+taxa de juros nominal) = (1+inflação)*(1+taxa real de juros) (1+in) = (1+0. usando o IGP-m como índice de inflação. RECEBEU UM MONTANTE DE 180. APÓS 5 ANOS.2010)*(1+0.34512 in = 0.y Leilane Priscila Diz: maio 3rd.000.10.Sua taxa de juros auferida em 1999 foi de aproximadamente: Um abraço Leilane y Mauro Diz: maio 29th. RECEBEU UM MONTANTE DE 180. APÓS 5 ANOS. um rendimento real de 12% ao longo de 1999.000 NO MERCADO FINANCEIRO E.Um investidor afirma ter aferido .34512 = 34. 2009 em 18:26 AJUUUUUUUUUUUDA PLZ UMA PESSOA APLICOU R$ 90.000.12) 1+in = 1. um rendimento real de 12% ao longo de 1999. em uma aplicação financeira .000 NO MERCADO FINANCEIRO E.10.

FV.a. No cálculo de juros compostos vc vai precisar de uma calculadora HP.000.produz juro de R$13500. 2009 em 16:48 Que capital à taxa de juro composto de 15%a.75% aos 63 dias. Enter 3.00? y Daniele Diz: novembro 22nd.juros simples M = C (1 + in) 180000 = 90000 (1+i5) 2 . y shirley Diz: novembro 22nd. pq a tx de juros vai dar um valor quebrado (14.8698%).1% é a taxa efetiva da tava nominal 30% capitalizada mensalmente. : (dividir). Qual a taxa equivalente com o periodo de 30 dias ? y Pedro B de Amorim Diz: novembro 30th. 2010 em 11:59 Na HP« 30.00 realizado pelo prazo de 63 dias foi fechado com a taxa de juro de 4. durante 8 anos . n. Mesmo com a tabela de fator de acumulação de capital vc não achará o valor. . i 100 CHS.20 = 20% ao ano.1 = i5 1/5 = i = 0. + Resultado: 33. Enter PV. 2009 em 18:30 Quem poderia resolver este problema ? Qual a taxa efetiva trimestral corresp a juros de 30% ao trimestre com Capitalização mensal ? y Felipe Diz: janeiro 19th. 2009 em 19:14 O financiamento de 10.

17 y Mauro Diz: março 7th.produz juro de R$13500.y Luiz Diz: fevereiro 20th.15)^8 13500 = C 3.9% ao mês? y Andre Diz: março 5th. durante 8 anos .48% Não consegui chegar nesta resposta.00 é resgatada dois (2) meses antes do seu vencimento. 2010 em 20:28 preciso resolver um exercicio de matematica financeira por favor quem souber me ajude ³Uma nota promissoria de valor nominal de $ 140000.capitalizada mensalmente será de : Resposta :8. sabendo-se que a taxa de juros simples é de 1.Qual o valor pago no resgate.a. 2010 em 23:27 . 2010 em 23:16 Que capital à taxa de juro composto de 15%a.0590 C = 4413. 2010 em 21:09 a taxa efetiva trimestral equivalente a uma taxa nominal de 33% ao ano.00 é resgatada dois (2) meses antes do seu vencimento. sabendo-se que a taxa de juros simples é de 1.00? M = C (1+i)^n 13500 = C (1+0. se alguém puder resolver valeu y Mauro Diz: março 7th.9% ao mês? y Luiz Diz: fevereiro 20th. 2010 em 20:29 preciso resolver um exercicio de matematica financeira por favor quem souber me ajude ³Uma nota promissoria de valor nominal de $ 140000.Qual o valor pago no resgate.

874.9) = V / 100 134.75 = Valor resgatado y Mauro Diz: março 7th. 2010 em 23:32 a taxa efetiva trimestral equivalente a uma taxa nominal de 33% ao ano.O financiamento de 10. 2010 em 23:37 ³Uma nota promissoria de valor nominal de $ 140000.34% (valores aproximados) y Mauro Diz: março 7th.00 realizado pelo prazo de 63 dias foi fechado com a taxa de juro de 4.0475 a 63 dias Em 63 dias cabe aproximadamente 2 vezes 30 dias 1+0.0234 = 1+i i = 0. portanto n = 3 (1+I ao trimestre) = (1+i ao mês)^3 (1+I) = (1+0.0475^1/2 = 1+i 1.9% ao mês?´ 140000/(100 + 2 * 1.capitalizada mensalmente será de : Taxa nominal = 33% aa -> Taxa efetiva = 0.08479 I = 0. 2010 em 23:41 Qual a taxa efetiva trimestral corresp a juros de 30% ao trimestre com Capitalização mensal ? . sabendo-se que a taxa de juros simples é de 1.00 é resgatada dois (2) meses antes do seu vencimento.0275 ao mês Em um trimestre cabem 3 meses.479% ao trimestre y Mauro Diz: março 7th.33/12 = 0. Qual a taxa equivalente com o periodo de 30 dias ? Taxa de juros = 0.0475 = (1+i)^2 1.0275)^3 1+I = 1.75% aos 63 dias.0234 = 2.000.Qual o valor pago no resgate.08479 = 8.

1% y Mauro Diz: março 7th. então n = 3 (1+I) = (1+0.produz juro de R$13500.C 13500 = 2.059023 C . 2010 em 22:56 y Mauro Diz: ³Uma nota promissoria de valor nominal de $ 140000. ³taxa de juros simples´. 140.556.00 é resgatada dois (2) meses antes do seu vencimento. 2010 em 13:00 ³Uma nota promissoria de valor nominal de $ 140000.00? Respondi anteriormente.00 é resgatada dois (2) meses antes do seu vencimento.331 I = 0.9% ao mês?´ Alguem ajude a resolver março 15th.059023 C C = 6.15)^8 13500 = 3. Assim.a. sabendo-se que a taxa de juros simples é de 1.331 = 33. mas vi que respondi errado pq não li direito a questão =/.9) = A / 100 .Qual o valor pago no resgate.1)^3 1+I = 1.Qual o valor pago no resgate.Taxa nominal = 30% ao trimestre com capitalização mensal -> Taxa efetiva = 10% ao mês No trimestre cabem 3 meses. 2010 em 23:45 Que capital à taxa de juro composto de 15%a. sabendo-se que a taxa de juros simples é de 1. durante 8 anos . ele quer saber os juros produzidos« Montante = C + juros = (C + 13500) C + 13500 = C (1.5076 y Carol Diz: março 15th.9% ao mês?´ O enunciado indica desconto racional.000 / (100 + 2* 1.

000. Uma aplicação foi realizada tendo 20% ao mês de juros compostos. Faça uma analogia com capital por 100. LOGO SEU RENDIMENTO LIQuido É SÓ DE 10%. No mesmo periodo a inflação foi de 10% em cada um dos três meses qual a taxa de ganho no periodo??? Resposta: Repare que se vc por mes ganha 20% rendimento e perde 10% INFLAÇÃO.000/103. 2010 em 23:25 y Heloana Diz: Determinar a taxa semestral de juros paga por um mutuário que tomou um financiamento de R$ 20.00 de juros y Antonio Junior Diz: maio 18th. 2010 em 16:52 Junior. A duração foi de três meses. A duração foi de três meses. No mesmo periodo a inflação foi de 10% em cada um dos três meses qual a taxa de ganho no periodo???Uma aplicação foi realizada tendo 20% ao mês de juros compostos.8 = A A = 134.1% rend liquido ABÇS fui .1)^3)-100 = 33. ok =(100 * (1.000.8 = A/100 14. A duração foi de três meses.00 por um prazo de 15 meses e pagou R$ 5.874. 2010 em 17:36 Por favor se alguem sabe a resposta !!!!! me diga!!! Uma aplicação foi realizada tendo 20% ao mês de juros compostos.000/103.140.000.75 y Junior Diz: março 18th. No mesmo periodo a inflação foi de 10% em cada um dos três meses qual a taxa de ganho no periodo??? abril 1st.

000. ou em dois anos de prazo.00 de entrada. 2010 em 17:05 9) A taxa anual de juros cobrada por uma loja é de 45 %a. com R$ 800.a. 2010 em 11:44 y bruna Diz: preciso das respostas feitas na hp-12c y Mauro Diz: junho 9th. a uma taxa de 6% ao mês? Verifique também a sua decisão para taxas de 8% e 10% ao mês? .Determinar a taxa real de juros . Admitindo-se que você esteja interessado em adquiri-lo e que tenha recursos para comprá-lo até mesmo a vista.000. y bruna Diz: junho 4th. mais 12 prestações mensais de R$ 180. ou Caderneta de Poupança.00 se quero taxa de 130% ao semestre? (Valor nominal é o valor de face. qual seria a sua decisão.y bruna Diz: junho 4th. se a taxa de inflação resultar em 8 % no mesmo período ? junho 6th.000. o montante).00. 2010 em 15:05 Preciso de uma resposta para seguinte questão (VALOR PRESENTE LIGUIDO). Um apartamento foi colocado a venda pelo valor de R$ 3 milhões a vista. ou seja.860. me ajude!!!! 7) Uma taxa de 18% ao ano equivale a que taxa mensal? E ao semestre? y bruna Diz: junho 4th. com valor nominal de R$ 90. 2010 em 17:02 5) Quanto devo pagar por um título que vence daqui a 729 dias. se você tivesse também a opção de aplicar seus recursos em um Fundo de Renda Fixa.00 e mais 12 de R$ 281. 2010 em 17:04 por favor se souber a resposta.

ha estado depositando u$ 900 en una cta de ahorro de un bco de la plaza el cual abona el 2% de interes anual para este tipo de cta. y lucini Diz: junho 28th. 2010 em 15:34 . 2010 em 15:42 como transformo meses para ano? também pode ser ao contrario. 2010 em 23:14 espero auxilio y paula Diz: junho 19th. Alguém sabe como resolvê-la? Um projeto de investimento apresenta o seguinte fluxo de caixa: 0 1 2 + + + (4000) 2000 4000 a) Determinar seu VPL. considerando uma taxa de desconto de 10% b) Determinar o seu VPL para taxas de desconto variando entre 0% e 40% c) Trace o gráfico da Curva VP X Taxa de Desconto. 2010 em 23:11 Estou precisando de resposta para esta questão. y Ivanilson Diz: junho 14th.y Ivanilson Diz: junho 14th. ud desea conocer el saldo de dicha cta de 5 años despues de haber hecho el ultimo deposito y Claudio Fileapa Diz: junho 21st. 2010 em 21:29 hola necesito que me ayuden con el siguiente ejercicio: suponga que ud durante 8 años y al principio de cada año .

n: É o período de tempo em que o capital será aplicado.18 Ao solicitar um empréstimo em uma financeira. sem a intervenção de trabalho. Cálculo de juros simples Imagine que você tome emprestado. Obviamente. O juro é uma forma de produção de renda. que juro é o preço do risco que o credor corre na operação.que o resultado e $12.00 no inicio de cada trimestre a 32% aa capitalizados trimestralmente. então basta a nós aplicarmos a taxa percentual ao valor principal para sabermos o valor do juro em cada período e em se tendo este valor.000. j: É o juro resultante da operação. é quantia aplicada ou tomada emprestada. Este valor pago a mais chama-se juro. para obtermos o valor do juro total. multiplicá-lo pelo número de períodos. a importância de R$ 5. à taxa de 5% ao mês. pelo prazo de 3 meses. o juro de cada período é sempre calculado sobre o valor principal. Pode-se dizer também. se no cálculo de juros simples.qual sera o montante passados 3 anos? como eu monto essa conta . Viu como é simples? . decorrido este período de tempo? Qual o montante a ser pago? Embora você possa se utilizar de fórmulas para a resolução deste problema. Ao trabalhamos com juros.ola pessoal preciso de soluçao . Qual será o valor que você deverá pagar como juro. você estará obrigado a pagar um valor maior que o valor que você recebeu emprestado. quanto maior o tempo de empréstimo. Na modalidade de juros simples o cálculo do juro de cada período é sempre calculado com base no capital inicial. através de um certo capital. maior será o juro cobrado.297. para uma determinada taxa de juros. M: O montante é a soma do capital com o juro produzido em todo o período. consideramos as seguintes variáveis: y y y y y C: Capital ou principal. Normalmente quanto maior o risco de inadimplência. maior será a taxa de juros cobrada. Ora. o ideal é que você consiga abstrair a ideia por trás do mesmo.Uma pessoa deposita ?$600. i: É a taxa percentual aplicada ao capital para a apuração do juro.00. a juro simples.

você estará devendo mais R$ 250. do explicado acima. Compreendida a esquemática por trás do cálculo dos juros. a taxa de juros e o tempo da aplicação. Vamos aos cálculos: O valor do juro em cada período será: Ou seja ao final de cada período. além dos cinco mil reais emprestados. a taxa de juros e o tempo da aplicação. o montante será o valor do juro total acrescentado do valor principal. para a obtenção do tempo da aplicação iremos utilizar a fórmula: Para o cálculo do montante utilizaremos a fórmula: As suas variantes são: e .Além disto. podemos deduzir várias fórmulas. o valor do capital e o tempo da aplicação.00 correspondente ao juro do período em questão. para a obtenção da taxa de juros utilizaremos a fórmula: Quando tivermos o valor do juro. Quando tivermos o valor do capital. para a obtenção do valor do capital utilizaremos a fórmula: Quando tivermos o valor do juro. para a obtenção do juro iremos utilizar a fórmula: Quando tivermos o valor do juro. o valor do capital e a taxa de juros.

Utilizando-se destas fórmulas. temos: A calcular temos: y y j: O valor do juro.00 como já havíamos apurado anteriormente.750. pelo prazo de 3 meses.000. M: O valor do montante. resultaria em juros totais de R$ 750.00 e em um montante de R$ 5. uma importância de R$ 5. à taxa de 5% a.00 emprestada a juros simples. .m. o problema acima pode ser resolvido da seguinte forma: Identificando-se as variáveis disponíveis. Inicialmente utilizaremos a fórmula: Substituindo o valor dos termos temos: Logo: Para o cálculo do montante utilizaremos a fórmula: Substituindo o valor dos termos temos: Portanto: Ou seja.

Também conhecido como: Principal. mais conhecida como taxa de juros. Ele existe porque a maioria das pessoas prefere o consumo imediato. o risco e a quantidade de dinheiro disponível no mercado para empréstimos definem qual deverá ser a remuneração.MATEMÁTICA FINANCEIRA Conceitos básicos A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. e está disposta a pagar um preço por isto. Por outro lado. etc. Ou seja: o juro de cada intervalo de tempo é incorporado ao capital inicial e passa a render juros também. empréstimos bancários. compras com cartão de crédito. Taxa de juros . Juros Juros representam a remuneração do Capital empregado em alguma atividade produtiva. Estão incluídas: compras a médio e longo prazo. que a operação envolver. JUROS SIMPLES: o juro de cada intervalo de tempo sempre é calculado sobre o capital inicial emprestado ou aplicado. Capital O Capital é o valor aplicado através de alguma operação financeira. Consiste em empregar procedimentos matemáticos para simplificar a operação financeira a um Fluxo de Caixa. O tempo. O juro é a remuneração pelo empréstimo do dinheiro. quem for capaz de esperar até possuir a quantia suficiente para adquirir seu desejo. JUROS COMPOSTOS: o juro de cada intervalo de tempo é calculado a partir do saldo no início de correspondente intervalo. Em inglês usa-se Present Value (indicado pela tecla PV nas calculadoras financeiras). Os juros podem ser capitalizados segundo dois regimes: simples ou compostos. e do processo de desconto simples de duplicatas. e neste ínterim estiver disposta a emprestar esta quantia a alguém. Quando usamos juros simples e juros compostos? A maioria das operações envolvendo dinheiro utiliza juros compostos. as aplicações financeiras usuais como Caderneta de Poupança e aplicações em fundos de renda fixa. Valor Presente ou Valor Aplicado. Raramente encontramos uso para o regime de juros simples: é o caso das operações de curtíssimo prazo. Valor Atual. deve ser recompensado por esta abstinência na proporção do tempo e risco. menos paciente.

00 que deve ser paga com juros de 8% a. Valor Principal ou simplesmente principal é o valor inicial emprestado ou aplicado. Transformando em fórmula temos: J=P. significa ao mês).10 a. Sobre os juros gerados a cada período não incidirão novos juros.q. . .(a.m. antes de somarmos os juros.A taxa de juros indica qual remuneração será paga ao dinheiro emprestado.m.a. 0.(a. pelo regime de juros simples e devemos pagá-la em 2 meses.t. para um determinado período.08 x 2 = 160 Ao somarmos os juros ao valor principal temos o montante.m.15 a. sem o símbolo %: 0.t. significa ao ano). . Outra forma de apresentação da taxa de juros é a unitária. que é igual a taxa percentual dividida por 100. Os juros que pagarei serão: J = 1000 x 0. Montante = Principal + Juros Montante = Principal + ( Principal x Taxa de juros x Número de períodos ) . Ela vem normalmente expressa da forma percentual.q.n Onde: J = juros P = principal (capital) i = taxa de juros n = número de períodos Exemplo: Temos uma dívida de R$ 1000. . 10 % a. em seguida da especificação do período de tempo a que se refere: 8 % a.i.a. significa ao quadrimestre) JUROS SIMPLES O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidir apenas sobre o valor principal.(a. significa ao trimestre).(a.

rende R$3. equivale a 0. na mesma unidade de tempo. 0.a.t. dias. por 4 meses e 15 dias.500. ou seja.m.00 a 13 % a.000.02167 x 9 = 0.a. já que um ano comercial possui 360 dias.2% a.(145/360)] = R$72.(1+(i. 3500 = P. 4m15d = 0.00 à taxa de 10. aplicados à taxa de 36% a.a.02167 logo.i.00.001 a.125 = R$5000.n)) Exemplo: Calcule o montante resultante da aplicação de R$70.n) ) M = 70000 [1 + (10. para obter o valor equivalente em anos.Calcular os juros simples produzidos por R$40. durante 145 dias. Agora.13 / 6 = 0.5% a. Daí. vem: P = 3500 / 0. 0.00 3 . 0. Logo.M=P. durante 125 dias. ou seja. 2.5 = P .Qual o capital que aplicado a juros simples de 1. meses. Exercícios sobre juros simples: 1) Calcular os juros simples de R$ 1200.2/100).0. poderemos calcular diretamente: J = 40000.5/100).n A taxa de 36% a.36/360 dias = 0. como a taxa e o período estão referidos à mesma unidade de tempo.00 de juros em 75 dias? Temos imediatamente: J = P.42 Observe que expressamos a taxa i e o período n.195 = 234 2 ..030.195 j = 1200 x 0. SOLUÇÃO: M = P .000. Daí ter dividido 145 dias por 360.d.960.666.i. ( 1 + (i. anos.012 .(1.030 = R$116.67 . ou seja.(75/30) Observe que expressamos a taxa i e o período n em relação à mesma unidade de tempo.n ou seja: 3500 = P.001. Temos: J = P.

5 n n = 2/3 ano = 8 meses JUROS COMPOSTOS O regime de juros compostos é o mais comum no sistema financeiro e portanto.4 . Chamamos de capitalização o momento em que os juros são incorporados ao principal.5 Fórmula: M = P (1 + i.Se a taxa de uma aplicação é de 150% ao ano. ou seja. taxa de juros ao mês para n meses. Após três meses de capitalização.n) Desenvolvimento: 2P = P (1 + 1. Os juros gerados a cada período são incorporados ao principal para o cálculo dos juros do período seguinte. (1 + i)n Importante: a taxa i tem que ser expressa na mesma medida de tempo de n. Para calcularmos apenas os juros basta diminuir o principal do montante ao final do período: . o mais útil para cálculos de problemas do dia-a-dia. obtemos a fórmula: M = P .(1 + i) 2º mês: o principal é igual ao montante do mês anterior: M = P x (1 + i) x (1 + i) 3º mês: o principal é igual ao montante do mês anterior: M = P x (1 + i) x (1 + i) x (1 + i) Simplificando. quantos meses serão necessários para dobrar um capital aplicado através de capitalização simples? Objetivo: M = 2.5 n) 2 = 1 + 1. temos: 1º mês: M =P.P Dados: i = 150/100 = 1.

00 t = 1 ano = 12 meses i = 3.m.1.1788 => x = 1. Portanto o montante é R$9. obtemos: M = 6000.509=0.035=0. = 0. (use log 1.(1+0.00 Relação entre juros e progressões No regime de juros simples: M( n ) = P + n r P No regime de juros compostos: M( n ) = P .054.03512 => log x = 12 log 1.035 M=? Usando a fórmula M=P. encontramos: log x = log 1.0149 e log 1.035 => log x = 0.035)12 Fazendo x = 1.5% ao mês.035)12 = 6000.J=M-P Exemplo: Calcule o montante de um capital de R$6.509 = 9054.03512 e aplicando logaritmos. (1.1788) Resolução: P = R$6.(1+i)n. aplicado a juros compostos. à taxa de 3.5 % a.000.00.000. durante 1 ano. ( 1 + r ) n Portanto: y num regime de capitalização a juros simples o saldo cresce em progressão aritmética .509 Então M = 6000.

.5% ao mês? 1 + ia = (1 + im)12 1 + ia = (1.340% ao semestre com capitalização mensal. através de diferentes períodos de capitalização.Qual a taxa anual equivalente a 0. produzem o mesmo montante final. o mesmo capital P aplicado por 12 meses a uma taxa mensal im .a. Exemplos: 1 .0617 = 6.Qual a taxa anual equivalente a 8% ao semestre? Em um ano temos dois semestres.y num regime de capitalização a juros compostos o saldo cresce em progressão geométrica TAXAS EQUIVALENTES Duas taxas i1 e i2 são equivalentes.005)12 ia = 0. deveremos ter M = M¶.17% a.300% ao ano com capitalização trimestral. Alguns exemplos: . Portanto. se aplicadas ao mesmo Capital P durante o mesmo período de tempo. como taxa efetiva: .08 % a. O montante M ao final do período de 1 ano será igual a M = P(1 + i a ) Consideremos agora.a. O montante M¶ ao final do período de 12 meses será igual a M¶ = P(1 + im)12 . y y y y Seja o capital P aplicado por um ano a uma taxa anual ia . Pela definição de taxas equivalentes vista acima. P(1 + ia) = P(1 + im)12 Daí concluímos que 1 + ia = (1 + im)12 Com esta fórmula podemos calcular a taxa anual equivalente a uma taxa mensal conhecida. capitalização mensal.1664 = 16.1150% ao ano com capitalização mensal. TAXAS NOMINAIS A taxa nominal é quando o período de formação e incorporação dos juros ao Capital não coincide com aquele a que a taxa está referida.. então teremos: 1 + ia = (1 + is) 1 + ia = 1. 2 2 . terá 16. Exemplo: Uma taxa de 15 % a.a. .64% a.082 ia = 0.a.

Neste regime de capitalização a taxa varia exponencialmente em função do tempo. A simbologia é a mesma já conhecida. n. Taxa Real: é a taxa efetiva corrigida pela taxa inflacionária do período da operação.1608 TAXAS EFETIVAS A taxa Efetiva é quando o período de formação e incorporação dos juros ao Capital coincide com aquele a que a taxa está referida. o capital inicial. C.250% ao semestre com capitalização semestral. ou seja.000. O conceito de montante é o mesmo definido para capitalização simples. . os juros são sempre calculados sempre sobre o montante inicial. aplicado à taxa de 4% ao mês. durante 5 meses. vamos admitir que defrontamos com o seguinte problema: Calcular o montante de um capital de R$ 1. Capitalização composta é aquela em que a taxa de juros incide sobre o principal acrescido dos juros acumulados até o período anterior.140% ao mês com capitalização mensal. Quando uma determinada soma de dinheiro está aplicada a juros simples. M.000. ou seja.00 n = 5 meses i = 4% ao mês M=? .25 1. a taxa.15/12 = 1. o período e i. mas sobre este capital acrescido dos juros já vencidos.1250% ao ano com capitalização anual.2512 = 1.00. o montante. . Dados: C = 1. A dedução da fórmula do montante para um único pagamento é pouco mais complexa que aquela já vista para a capitalização simples e para facilitar o entendimento. os juros são calculados não apenas sobre o capital inicial. é a soma do capital aplicado ou devido mais o valor dos juros correspondentes ao prazo da aplicação ou da divida. quando uma soma está aplicada a juros compostos. Alguns exemplos: .

00.21656 = 1.65.000.000.00 CHS PV 4 i 5 n FV = 1.04) = 1.00 1.86 1. Mês (t) 1 2 3 4 5 capital inicio mês (Pt) 1.86 1.04)1 M2 = 1.04)4 + 0.000.. temos M = C ( 1 + i)n.000. essa forma de cálculo é bastante trabalhosa e demorada.60 1.04)5.04 = 40.60 1.00(1.081.Qual o montante de uma aplicação de R$ 15. Vamos deduzir uma fórmula que permita um cálculo mais fácil e rápido.00 n = 9 meses .04)4 = 1..00 M1 = 1.000.65.00 1.00 + 0.000.000.00 x 1. O montante final de cada mês é o valor do capital inicial do mês seguinte.26 x 0. em que a expressão (1 + i)n é chamada de fator de capitalização ou fator de acumulação de capital para pagamento simples ou único.000.000.216.00(1 + 0.. mês (Jt) x 0.00 1.04) + 0.00 = 1.00 (1.00 x 0.124.216.04)2 .04)5 O valor do montante no final do quinto mês é dado pela expressão: M5 = 1. Na calculadora HP12C a simbologia é a seguinte: PV = capital inicial FV = montante i = taxa n = prazo/tempo/período HP12C = 1. à taxa de 2% ao mês.000.79 montante final mês (mt) 1.040.040. M5 = 1.000. sem no entanto efetuar os cálculos ali demonstrados.216.04 = 41.000.04)(1+0.00 1.081.04)4(1 + 0.00 (1.00(1.60 x 0.00 1.04) = 1.04)5 pelo seu símbolo correspondente...00(1.169.000. que confere com o valor determinado anteriormente..000.00 x 0.081. 1 .21656   m = 1.86 1.04) = 1. Como (1. Entretanto.86 O valor do montante no final do quinto mês é de R$ 1.60 1.04 = 43.00 x (1.00(1. Substituindo cada n da expressão M5 = 1.169.00 (1.04)5 = 1.04 = 45.65.124.04 x 1.04 x 1.04 = 46. Dados: C = 15.86 juros cor..124.000.040.000.000...O quadro a seguir permite que visualizemos claramente o cálculo do montante.00 (1.000.86 1.169.000.04 x 1. pelo prazo de 9 meses.00(1.000. partindo do desenvolvimento anterior.000. mês a mês. M0 = 1.04) = 1.00(1.65 1.216.

Qual a taxa mensal cobrada pela loja? Dados: M = 52.15 FV 16.926.28201 = (1 + i)27 i = 3.15 = 16. em que a expressão único) é chamada Fator de valor atual para pagamento simples (ou 2 .000.15 C =16.15 no final de 27 meses.00 CHS PV 27 n i = 4.35 O valor atual (ou valor presente) de um pagamento simples.00 n = 27 meses i=? Solução: M = C (1 + i)n 52.00 = (1 + i)27 3.045 .512.000.5% ao mês. para pagamento em uma única prestação de R$ 52.512.00.512.512.282011/27 i = 1. HP12C = 52.000. como segue.000. .512.15 / 16. ou único.02)9 M = 15.00 (1 + 0.i = 2% ao mês M=? Solução: M = C(1 + i)n M = 15.5% ao mês.000.000. tem sua fórmula de cálculo deduzida da fórmula. sem entrada.1 x 100 = 4.045 = 1.A loja ³Topa Tudo´ financia um bem de consumo de uso durável no valor de R$ 16.00(1 + i )27 52.19509 = 17. cuja conceituação é a mesma já definida para capitalização simples.000.00 x 1.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful