Você está na página 1de 10

J

Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas


Públicas Municipais de Toledo-SINTRAEP:

o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Públicas Municipais de Toledo-


SINTRAEP,entida'de legítima de representação dos trabalhadores na Empresa de
Desenvolvimento Urbano e Rural de Toledo-EMDUR,vêm através do presente
documento apresentar as reivindicações dos trabalhadores,objetivando as
negociações para realização do ACORDO COLETIVO 2007/2008:

SOLUÇÕES URGENTES:

1.Recomposição de perdas salariais;


2.Bônus salarial;
3.Ganho salarial real,acima do INPC;
4.Piso salarial baseado no mínimo regional;
5.Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).

Setor de Vigilância:

1.Abono salarial;
2.Ganho salarial real acima da inflação;
3.Fim da discriminação contra os vigias,existe local onde os outros trabalhadores
recebem alimentação e o Vigia não;
4.Atenção especial ao alcoolismo;
5.Direito da falta abonada;
6.Melhores condições de trabalho;
7.Uniformes adequados distribuídos duas vezes ao ano (botina,duas
camisasJaquetas,duas calças);
8.Acesso ao telefone em todos os locais de serviço;
9.Necessidade de treinamentos,através de cursos de qualificação;
10.Intervalo para alimentação ou pagamento da hora,conforme Art.71-parágrafo
4° da CLT;
l1.Sala específica para os Vigias da Rodoviária;
12.Equipamento adequado para realização das funções
(cacetetes,lanternas,pilhas ...etc.)
13.Refeições para os vigias noturnos na Pedreira;
14.Refeição para o Vigia quando em trabalho noturno na Usina de Asfalto.

Setor de zeladores (a):

l.Melhorias nas condições de trabalho;


2.Adequados equipamentos para realização de suas funções;
3.Abono salarial;
4.Piso salarial regional (Mínimo regional);
5.Direito da falta abonada;
6.Valorização da categoria, através do incentivo para realização de cursos de
aperfeiçoamento profissional;
7.Uniforme adequado à função,fornecido duas vezes ao ano.
S.Retorno do leite;
9.Material de limpeza adequado,em especial na Rodoviária.

Pedreira e Usina de Asfalto:

l.Adequados equipamentos de proteção individual;


2.Adicional de periculosidade e insalubridade nas funções onde sejam necessários
tais adicionais;
3.Fornecimento de alimentação ao Vigia;
4.Melhoria nas condições de serviço;
5.Abono salarial;
6.Ganho real salarial acima da inflação;
7.Valori'zação do trabalhador através da realização de cursos de qualificação
profissional;
S.Fornecimento de uniforme duas vezes ao ano;
9.Melhorias nas condições sanitárias e de higiene;
10.Folga nos sábados;
H.Transporte adequado dos trabalhadores até o local de serviço;
12.0 fornecimento de água é precário,precisa ser resolvido (na Pedreira
Municipal)
13Faltam EPI's (Equipamentos de Proteção Individual);
14.Fornecimento de refeição para os caldeiristas.
Galeria:

l.Abono salarial;
2.Melhoria nas condições de serviço;
3.Folga nos sábados;
4.Fornecimento de protetor solar;
5.Fornecimento de equipamentos adequados ao desempenho das funções;
6.Fornecimento de 03 uniformes ao ano,devido aos desgastes do setor.

Fábrica de artefatos· de cimento:

l.Pagamento do desvio de função;


2.Abono salarial;
3.Fim do assédio moral;
4.Maior valorização;
5.Folga nos sábados;
6.Fornecimento de 03 uniformes ao ano,devido aos desgastes do setor;
7.Aumento salarial real,acima do INPC.

Meio-fio:

l.Abono salarial;
2.Melhoria nas condições de serviço;
3.Folga nos sábados;
4.Fornecimento de protetor solar;
5.Fornecimento de 03 uniformes ao ano,devido aos desgastes do setor;
6.Aumento salarial acima do INPC.

Construção civil:

l.Abono salarial;
2.Folga nos sábadQs;
3.Valorização profissional;
4.Fornecimento de protetor solar;
5.Fornecimento de 03 uniformes ao ano,devido aos desgastes do setor.
6.Aumento salarial real, acima do INPC.
Cemitérios:

l.Abono salarial;
2.Ganho salarial real,acima do INPC;
3.Direito da falta abonada;
4.Melhoria nas condições de serviço;
5.Fornecimento do protetor solar p/ trabalhos expostos ao sol entre 10:00 hrs e
16:30 hrs;
6.Equipamento adequado à função do vigia (lanterna,pilha,cacetete ...etc.);
7.Fornecimento de 03 uniformes ao ano,devido ao maior desgaste do setor.

No geral:

l.Abono salarial;
2.Ganho salarial acima da inflação;
3.Mudança no horário de serviço,com folga aos sábados;
4.Melhorar o incentivo para quem estuda e faz cursos, visando melhorar a
qualificação profissional do trabalhador e também fo~talecer sua auto-estima;
5.Salário mínimo regional como piso salarial da empresa;
6.Instalação de bebedouros;
7.Melhores condiçges de trabalho e higiene;
8.Abertura de um canal permanente de negociação com a direção da EMDUR;
9.Atenção especial ao alcoolismo;
10.Estudo sobre viabilização de cursos de aperfeiçoamento profissional;
I1.Combate ao assédio moral nos setores aonde existam tais práticas;
12.Melhorar condições de trabalho em todos os setores (Rodoviária,Usina de
Asfaltô,Pedreira,Cemitérios,Pátio de Máquinas,Asfalto,Fábrica de
Tubos,Escritório Administrativo ...etc.);
13.Retorno do fornecimento do leite;
14.Recomposição das perdas (defasagem) salariais;
15.Construção de um bicicletário no pátio de máquinas;
16.Liberação do presidente e vice da CIPA para eventuais treinamentos ou
eventos que visem ,aprendizado na área de prevenção de acidentes;
17.Direito da falta abonada;
18.Implantação do PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador);
19.Fornecimento de uniforme mais leve no período do verão,devido ao calor
intenso;
20.Fornecimento de protetor solar aos trabalhadores que exercem suas funções
entre as 10:00 hrs e 16:30 hrs em região aberta e exposta aos rigores do calor
intenso;
21.Compromisso da empresa em combater o assédio moral em todos os seus
setores de atuação;
22.Gratificação de 5% por conclusão do ensino médio,como incentivo ao retorno
aos estudos,gerando conseqüente valorização e qualificação do trabalhador.

Ao SINTRAEP:

l.Liberação de dois dirigentes para viagens visando participação em eventos em


que represente o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Públicas Municipais
de Toledo-SINTRAEP;
2.Liberação de dois dirigentes visando participação em eventos do município onde
eles estejam representando o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Públicas
Municipais de Toledo-SINTRAEP;
3.Liberação de espaço para instalação de um mural personalizado do SINTRAEP;
4.Abertura de um canal direto de negociação constante com a direção da empresa.

Sugestões para melhoramento do texto:

A direção do Sin,traep analisou o texto do acordo coletivo que vence no dia 28 de


fevereiro de 2007 e faz algumas sugestões no sentido de melhorá -10 para a redação do
próximo,tomando-o mais acessível aos nossos trabalhadores:

Logo I}aabertura do texto do acordo coletivo sugerimos a seguinte introdução:


"Acordo coletivo de trabalho que entre si celebram de um lado o SINDICATO DOS
TRABALHADORES NAS EMPRESAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DE TOLEDO-
SINTRAEP,e de outro a EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL
DE TOLEDO-EMDUR,por seus représentantes legais no final assinados,mediante as
cláusulas e condições seguintes:"

Cláusula 04-Sugerimos a retirada da obrigatoriedade do trabalhador ter que devolver


botina usada por ocasião de sua substituição. Acreditamos ser esta uma prática
humilhante para o trabalhador,expondo-o a constrangimento totalmente desnecessário.
Cláusula 08-Sugerimos que nesta cláusula seja aplicada a seguinte redação para o
parágrafo único:"Ao recolhimento da contribuição sindical efetuada fora do prazo
previsto serão aplicadas às sanções nos termos do parágrafo único do Art.S4S da CLT."

Cláusula lO-No caso do parágrafo terceiro sugerimos a seguinte redação:"A empresa


fornecerá leite para funcionários que trabalhem em serviços que sejam prejudiciais a
saúde."

Cláusula IS-Sugerimos a seguinte redação:"A empresa concederá licença remunerada


aos dirigentes sindicais para participarem de
reuniões,conferências,congressos, palestras,
cursos e afins.A licença deverá ser solicitada pela entidade sindical com antecedência
mínima de 03(três) dias e não pode possuir prazo superior a 20 (vinte) dias ao ano,e
nem poderá ser concedida a um número superior a 3(três) funcionários por vez."

Cláusula 2I-Sugerimos as seguintes alterações:


1a-Necessidade de abono da falta no caso da realização de concursos e cursos de
aprimoramento profissional;
2a-Pelo período em que estiver em internamento hospitalar;
3a-Um dia para consulta médica de filhos menores de 12(doze) anos de idade;
4a-Um dia para obtenção de documentos legais,desde que devidamente comprovados;
Sa-Um dia para consulta médica do trabalhador, devidamente comprovada;
6a-Um dia para doação de sangue, devidamente comprovado.

Cláusula 22-Sugerimos a seguinte redação:"Q sindicato poderá afixar cartazes em


mural e divulgar boletins de interesse dos associados em todos os locais de
trabalho, sem
necessitar de autori~ação da empresa.A empresa disponibilizará um espaço próximo ao
controle do ponto para que o sindicato instale um mural personalizado para divulgação
de suas atividades."

Cláusula 23-Sugerimos neste caso uma alteração na jornada de trabalho,possibilitando


com isso o descanso dos trabalhadores nos sábados.Em caso de necessidade urgente de
trabalho nos sábados que se pague hora extra de 60% sobre as horas normais.
Esta cláusula abrange uma antiga reivindicação dos trabalhadores,todos querem o
descanso nos sábados e concordam com a compensaçãó de horas para complemento da
jornada legal de trabalho.

Cláusula 24-Sugerimos a seguinte redação para o parágrafo primeiro:"O funcionário


deverá ter, no mínimo OS(cinco) anos de serviços na empresa para fazer jus à
estabilidade previst(;l nesta cláusula."
Cláusula 27-Do adicional por tempo de serviço
Com o objetivo de não gerar falsas interpretações de texto sugerimos a seguinte
redação:"Será concedido adicional por tempo de serviço, à razão de 5% (cinco por
cento) incidente sobre o salário do empregado a cada qüinqüênio de serviços prestados
efetivamente à empresa.
PARÁGRAFO PRIMEIRO:O pagamento do adicional terá início no mês subseqüente
ao completar cada qüinqüênio.,
Observação:A redação anterior sugeria apenas 5% no primeiro qüinqüênio,o que é
inadmissível e inaceitável.

Cláusula 29-Como um i,ncentivo da empresa para que o trabalhador volte a estudar


sugerimos que a exigência de curso superior na área de atuação do trabalhador seja
retirada, deixando assim a gratificação valendo sobre qualquer curso superior que o
trabalhador queira realizar.
A título de exemplo questionamos:Qual curso superior um vigia,uma zeladora ou um
servente terão que realizar em sua área de atuação para fazer jus aos atuais incentivos?

Cláusula 34-Sugerimos que a parte que descumprir o acordo coletivo pague a parte
inocente o valor de dois salários mínimos regionais ou, na ausência deste, dois
naCIOnaIS.

Cláusula 35-Sugerimos que o termo "Convenção Coletiva" seja retirado e em seu


lugar seja colocado o termo "Acordo Coletivo de Trabalho",que é o que de fato vamos
celebrar.

No fechamento do acordo coletivo sugerimos que o nome do sindicato seja colocado


de forma correta e completa,junto aos representantes sindicais que assinarão o acordo.

Novas Cláusulas:Apresentamos a sugestão do acréscimo de


02( duas) novas cláusulas para o texto do acordo coletivo 2007/2008 ,que
senam uma sobre a possibilidade de prorrogação do acordo coletivo e
outra sobre a solução de possíveis divergências que possam ocorrer
durante o prazo em vigor do acordo 2007/2008.Sugerimos as seguintes
redações para estas duas novas cláusulas:

"Cláusula XX-Divergências
As divergências na aplicação dos presentes dispositivos serão
solucionadas,em primeira instância, pelas diretorias da empresa e do
Sindicato.Na impossibilidade de solução do modo pactuado,as partes
poderão recorrer aos órgão competentes."

"Cláusula XX-Prorrogação
Somente será possível a prorrogação do acordo coletivo de trabalho,caso
isto seja do interesse dos signatários,após a aprovação da Assembléia Geral
do Sindicato,tudo na forma do artigo 615 da CLT."
Consideracões finais:Apresentamos o presente documento após consultar os
representantes nomeados por setores de trabalho (conforme portaria n°. 02/2006),que nos
apresentaram suas reivindicações. Contamos com sua integral aceitação por parte da
diretoria da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural de Toledo-EMDUR,confiando
que a empresa possa assumir sua condição de empresa pública, investindo primeiramente
em seus servidores,confirmando assim uma tendência mundial de empresas com vocação
social.Convém ressaltar que o abono salarial,o ganho real acima da inflação,a implantação
do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) e o piso salarial baseado no mínimo
regional são reivindicações que consideramos fundamentais para a maior valorização
social de nossos servidores,confiamos assim que a direção da empresa levará em
consideração o amplo alcance social que tais medidas alcançarão.
Segue o documento assinado por toda a diretoria do sindicato e pelos representantes
nomeados por setores de trabalho:

1- Diretoria do SINTRAEP:

Elias Carvalho

~G/7ld--/.
Presidenty.-
Luiz carlo. s dos Santos ~
â,fÀfUJh~'
p_
Vice-presidente r7P J~
Roque Carlos da Silva Pedro Ferreira de Oliveira
Secretário Geral 1° Secretário

-lktfj9 ~jg,~ 6L~{h


Emílio Soares Vítor
r Secretário
Mizael dos Santos
Tesoureiro Geral

Geraldo Reis

(;
Tesoureir.Ldjunto

2-Representantes por setores de trabalho:

ue Carlos da Silva

Pedreira ~ (j; ?'~í


~'e~ 5LU1b
.'

Regina Luzia Bernardes Elias Carvalho


Rodoviária/Zeladores (a) Fábrica de Artefatos de

JL (~,
~'1\fVif)

?$_2a<>
C' "1" {; ~ - IlIJ '"'

Luiz Fidelis

Urina
0'VW, r
, de...Jvr,IAJ'
r-
Asfalto
A

Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas Públicas


Municipais de Toledo
-SINTRAEP-
E-mail: sintraep@ibest.com.br