P. 1
Curso+de+Teclado

Curso+de+Teclado

|Views: 252|Likes:

More info:

Published by: Eukislene Coelho Telles on Feb 08, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/12/2014

pdf

text

original

CURSO DE TECLADO

Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos – www.megacursos.com.br Aula 1 - Introdução Para tocarmos teremos que observar alguns detalhes importantes. 1. Apesar de ser um instrumento idêntico ao piano, a técnica é totalmente diferente. 2. No piano trabalhamos os acordes na posição fundamental e no teclado nas inversões. 3. No piano, o tempo é ditado pela figura musical em função do metrônomo, ao passo que no teclado temos o acompanhamento automático (fingered) que dirá o tempo da execução em função da figura musical.

Conhecendo o instrumento

Podemos observar que o instrumeno é composto de teclas brancas e teclas pretas. Existem conjuntos de três teclas pretas e de duas teclas pretas. • • As teclas brancas representam os tons naturais As teclas pretas representam os tons sustenidos e bemóis

Cada nota musical, possui um valor específico de meio tom (ou um semitom). Quando se aumenta qualquer tom em um semitom, encontra-se um tom sustenido. Quando se diminui qualquer tom em um semitom, encontra-se um tom bemol. Quando três ou mais notas são tocadas simultâneamente, damos o nome de acorde.

Sistema de Cifras Sistema de cifras, muito conhecido como sistema musical americano, é um sistema universal, no qual as sete primeiras letras do alfabeto, associadas a sinais, representa não só as notas musicais como também os acordes. Existem sete notas musicais: Dó Ré Mi Fá Sol Lá e Si, que representadas no sistema de cifras aparecem desta forma:

por CD’s Mania

1

Existem sinais de alteração. também conhecidos como acidentes musicais. As claves mais usadas são: Clave de Fá mão esquerda .ou Dim = diminuto -> -> -> -> -> -> -> -> -> -> -> -> -> Am = Lá menor D# = Ré sustenido Gb = Sol bemol B7 = Si com sétima C#m = Dó sustenido menor F7 = Fá com sétima Caum7 = Dó aumentado com sétima Cdim7 = Dó diminuto com sétima Bb = Si bemol A7 = Lá com sétima Gbm = Sol bemol menor A7+ = Lá com sétima aumentada C7. por CD’s Mania 2 .acompanhamento Clave de Sol mão direita . Posição das mãos As mãos devem trabalhar como se fossem conchas.mão esquerda) nós substituiremos pelas cifras.melodia * não se esqueça que no teclado substituiremos a Clave de Fá pelas cifras. Trabalhamos no teclado apenas a clave de sol pois a clave de fá (utilizada no piano . Mais adiante veremos a importância da utilização correta dos dedos para uma melhor execução musical.CURSO DE TECLADO A = Lá B = Si C = Dó D = Ré E = Mi F = Fá G = Sol m = Menor b = Bemol # = Sustenido 7 = Com sétima + ou Aum = aumentado . É escrita (representada) no início da pauta.= Dó com sétima diminuta = Bequadro (elimina sustenidos e bemóis). Veja alguns deles: = Bemol = Bequadro = Sustenido O que é clave? É a figura musical que dá nome às notas musicais. sendo que o que toca a tecla é a ponta e não a "barriga" dos dedos.

que no teclado ao lado temos três notas Dó. Dó. Singlefinger: Acompanhamento com um dedo só. Mi. mudou o tom para Dó#. sendo que o terceiro Dó é também conhecido como Dó Central. acrescentado a orquestra quando da modulação dos acordes (uso da mão esquerda). Todo teclado eletrônico. ao passo que os teclados possuem uma orquestração onde o executante não precisa ter o resto da banda para acompanhá-lo e são mais acessíveis ao público de um modo geral. Sol. desta forma medimos o tamanho do teclado (número de oitavas) que neste caso possui três oitavas e meia Aula 2 . Vamos agora conhecer melhor as várias funções e suas utilizações. O que é oitava? Oitava nada mais é do que a seqüência de oito notas tocadas sucessivamente. A nota que for tocada por apenas por CD’s Mania 3 . Samba. Technics. então se contarmos Fá. Si.) Tempo: Regula a velocidade com que a música vai ser executada Transpose: Usa-se para transposição musical (se o tom da musica é Dó.) Style: São os vários rítimos utilizados para a execução musical (Valsa. estamos identificando uma oitava (no caso a primeira). Existe uma grande diferença entre Teclado Eletrônico e Sintetizador. o que pode variar muito em termo de função de um instrumento para outro. Os sintetizadores são instrumentos semelhantes aos teclados. pois os mesmos além de serem bem mais profissionais têm seus timbres mais definidos e não possuem acompanhamento automático. também pode aparecer como FINGERED. Fá. Strings. e você usa transpose + 1. é ele quem dá vida a execução. etc. A partir do Dó Central é que começamos a executar as melodias (mão direita) e abaixo dele. Podemos observar também. Existem vários fabricantes e vários modelos. sendo mais utilizados por orquestras e bandas.Funções do teclado e noções de partitura Na primeira aula vimos o instrumento de um modo geral. o Dó é a primeira tecla branca a esquerda de duas pretas. Lá. SINGLEFINGER ou CASIOCHORD. O teclado acima. basicamente os de linha residencial são cheios de funções que servem para abrilhantar a execução da melodia. porém com uma gama maior de efeitos e programaçãoes. Os mais conhecidos e utilizados são os das marcas Yamaha. Casio. começa com uma nota Fá. Fingered: O mesmo que Accompanniment. Roland e Kawai. Funções Voyce: São os instrumentos disponíveis para o executante escolher (Orgão. mesmo a melodia sendo executada em Dó). Ré. Accompanniment: Acompanhamento automático. encontra-se a oitava de acompanhamento (mão esquerda).CURSO DE TECLADO Como já vimos acima. etc.

melodia ou melodia + acompanhamento. Song/demo: Executa melodias de demonstração do instrumento. One touch setting: Quando acionado põe em execução voice e style pré programados pelo fabricante. Dual voice: Mistura duas vozes durante a execução musical (lado direito). Ponto de split: Indica em que nota do teclado acaba a divisão de acordes. Upper: Teclado superior. tem sua respectiva pausa. Intro/ending: Quando acionado no início da musica. Lower: Teclado inferior. significa que ao acionar o sincronismo automático o acompanhamento só vai entrar quando for acionado um acorde qualquer. Fill-in: Quando apertado faz o contra-tempo. Multi pad: Executa sons pré programados pelo fabricante (buzina. muito conhecido como repique. Sync: Sincronismo.CURSO DE TECLADO um dedo formará o acorde solicitado (maneira não convencional utilizada nos teclados de marca Yamaha). ou seja a parte em que usamos para armar os acordes (lado esquerdo). Casiochord: O mesmo que singleflinger só que para teclados de marca Casio. Dividimos o teclado em duas partes que chamamos de Upper e lower. De posse destas informações. Start/Stop: Inicia ou para o accompaniment. executa uma introdução préprogramada pelo fabricante. usamos para executar a melodia. Figuras de pauta Figuras musicais: Representam a execução das notas musicais. Rec: Acione para gravação de acompanhamento. telefone. quando acionada durante ou ao final de uma execução musical faz uma finalização. notas Semibreve pausas tempos 4 Mínima 2 Semínima 1 Colcheia 1/8 Semi-colcheia 1/16 por CD’s Mania 4 . Cada figura musical. Pausas: Indicam a duração do silêncio. etc). já temos condição de conhecer as figuras musicais e como elas são representadas na pauta. Split voice: Serve para programar o instrumento que irá tocar junto com o acorde (lado esquerdo).

Andamento musical é a maneira da música ser executada (tocada).Ritornello. Sinais de andamento representados na pauta: Lentos: Largos e adágio. Ponto de aumento: é um ponto colocado a direita de uma nota ou pausa. Médios: Moderatto e andante.f: Forte. Ad libitum: Significa que a execução musical ficará a cargo do executante. Sinais de repetição //: . Toca-se a 1ª e segura só soltando quando tocar a última. por CD’s Mania 5 . faremos nossa própria intensidade e nosso próprio andamento.significa que deverá se repetir no compasso em que ele estiver o mesmo acorde anterior. Rápidos: Allegro e presto. Sinais de intensidade . Compasso: É cada parte que dividimos a música. Fraseado: Curva que pode ligar duas ou mais notas em alturas diferentes. % . ff: Fortíssimo. <: Aumentando. Fermata: Figura que dobra o valor da figura musical. mf: Meio forte. que aumenta o valor da figura em metade do seu valor. >: Diminuindo.CURSO DE TECLADO Fusa 1/32 Semi-fusa 1/64 Ligadura: Curva que pode ligar duas ou mais notas na mesma altura. Toca-se a 1ª e segura até completar o tempo das demais. indica o trecho da música a ser repetido.

Desta forma podemos identificar em que tom a música está sendo executada (no caso. D. Clave de fá. contados de baixo para cima mais linhas e espaços suplementares superiores e inferiores. diminuímos um semitom o 3º. para obtermos as escalas menores. A e B ) C# D# E D Eb F Menores por CD’s Mania 6 . Clave de sol. Aula 3 . Sabendo-se as escalas maiores. F e G ) G# A# = 5# ( C. 6º. G.Estudo de Pauta Pauta. indica que a nota que estiver na segunda linha obrigatóriamente terá que ser sol.CURSO DE TECLADO Suspensão: É o uso da fermata na pausa (dobra o valor da pausa). G e A ) Ab Bb = 3b ( E. Escalas Maiores C D E F G A B C D E E F G A B A B B = NATURAL C# = 2# ( C e F ) F# G F# G# A G A B A B C# D# = 4# ( F. São as claves que dão nome às notas. Trabalhamos no teclado apenas a clave de sol. a de fá nós substituímos pelas cifras. Linhas 1ª E (Mi) 2ª G (Sol) 3ª B (Si) 4ª D (Ré) 5ª F (Fá) Espaços 1º F (Fá) 2º A (Lá) 3º C (Dó) 4º E (Mi) Formas de armaduras Dois sustenidos representados em fá e dó. terá que ser fá. Pentagrama ou Partitura Local onde escrevemos a música. C e D ) D E E = 1b ( B ) F# = 1# ( F ) Bb C C D E F G C# D F# G# = 3# ( C. e o 7º grau. F. identificando o último acorde executado. Também podemos identificar o tom. escrita na segunda linha. Ré). é composta de cinco linhas e quatro espaços. indica que a nota que estiver na quarta linha obrigatóriamente. escrita na quarta linha.

5 tons e uma com 2.G ou primeira posição. por CD’s Mania 7 .C .: só poderemos identificar terça. teremos que observar o seguinte. Quando a primeira terça for maior. Do 2º grau ao 3º grau = segunda terça. deixamos um semitom livre para que possamos identificar o segundo grau.C ou segunda posição.CURSO DE TECLADO D E F G A B E F G A A B Bb C = 1b ( B ) C D = 1# ( D ) F# G G A B Ab Bb C Bb C C D E D E Db Eb = 4b ( A. formam o acorde de dó maior. Teclamos o primeiro grau. Nota C D E Tabela de sétimas: G A B Sétima Bb C D F F G A Eb Formação de acordes Para formarmos acordes. Ao identificarmos os três graus do acorde. identificamos o primeiro grau. Primeira inversão = E .: Dó. 4. mi e sol juntas (C E G).5. Do 1º grau ao 2º grau = primeira terça. Ex. o acorde será maior. Sétimas A sétima de qualquer nota é aquela que vem anterior à mesma para se completar um tom. Terça é a distância entre os graus que formam o acorde. Fundamental = C . B.G . na posição fundamental. utilizando a seguinte técnica: O primeiro grau será aquele que dará nome ao acorde. pois é ele quem dará o nome do acorde.0 ou uma com 2. e o primeiro grau é quem da nome ao acorde.0 tons e outra com 2. Valor das terças = quatro tons e meio divididos por dois. (teclamos) deixamos um semitom livre para identificarmos o terceiro grau (teclamos). Segunda inversão = G .E . Todos os acordes possuem duas terças (só podem ser identificadas na posição fundamental).E ou terceira posição. o acorde será menor Obs. Na posição fundamental a primeira nota tocada (dó) é identificada como o primeiro grau. sendo uma fundamental e duas inversões. Acorde é a sequência de três ou mais notas tocadas simultaneamente. nós encontramos uma tríade que forma um acorde. Formação na fundamental. Quando a primeira terça for menor.5 / 2 = uma terça com 2. D e E ) Eb F = 2b ( B e E ) F G = NATURAL A = 2# ( C e F ) C# D F# G Tríade é uma sequência de três notas tocadas simultaneamente formando um acorde. maior ou menor na posição fundamental Cada acorde possui três posições.

Após identificarmos se o acorde é maior ou menor.0 tons. G e A). para transformalo em maior ou menor (válido para todos os acordes na posição fundamental). Tabela de acordes naturais Maior Notas Menor Notas C/7a C D E F G A B GCE F# A D G# B E ACF GBD A C# E F# B D# Cm Dm Em Fm Gm Am Bm GC Eb ADF GBE Ab C F G Bb D ACE F# B D C7 D7 E7 F7 G7 A7 B7 Notas .5 tons. apenas o si e o mi são naturais. Para transformarmos acordes menores para maiores em uma das inversões.E .CURSO DE TECLADO Primeiro grau dó. F. vamos aumentar ou diminuir a primeira têrça . Apenas dó e fá tem sétimas acidentadas (si bemol e mi bemol). Para transformarmos acordes maiores para menores em uma das inversões. existem cinco (5) sustenidos (C. D. Menor = primeira terça 2.G ). Maior = primeira terça 2. devemos observar apenas que o segundo grau irá se acidentar em menos meio tom ou menos um semitom. devemos observar apenas que o segundo grau irá se acidentar em mais meio tom ou mais um semitom. encontramos o acorde de dó na posição fundamental ( C .m7 Notas G Bb C G Bb C Cm7 E Eb F# A C ACD Dm7 D F G# B DE A C Eb F GBD F GA C# E Em7 Fm7 Gm7 Am7 GBD E Ab C Eb F G Bb D F GAC E F# A B F# A B Bm7 D# D por CD’s Mania 8 . Daí identificamos as têrças para sabermos se o acorde é maior ou menor. Na escala de Si (B) .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->