P. 1
QUESTOES PORTUGUES FCC

QUESTOES PORTUGUES FCC

|Views: 2.298|Likes:
Publicado porcarlostaqui

More info:

Published by: carlostaqui on Mar 06, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2013

pdf

text

original

(Trt 20 ana jud 2002) Atenção: As questões de números 1 a 9 baseiam-se no texto apresentado abaixo.

O Brasil entrou no século XXI justificando o lugar comum do século passado: continua sendo um país decontrastes. Isso é o que revelam os números iniciais doCenso 2000, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No último ano da década passada, em comparação com o primeiro – 1991 –, muito mais brasileiros estavam estudando, tinham carros, eletrodomésticos, telefones, luz, água encanada, esgoto e coleta de lixo, e muito menos brasileiros morriam antes de completar um ano de vida. A mortalidade infantil caiu 38%: de 48 por mil nascimentos para 29,6. A queda foi maior do que os especialistas haviam projetado no início da década. Isso, a despeito de a maioria da população continuar vivendo com rendimentos franciscanos: pouco mais da metade dos 76,1 milhões de membros da população economicamente ativa ganhava até dois salários mínimos por mês (ou R$ 302,00 à data do recenseamento e R$ 400,00 hoje) e apenas 2,4%ganhavam mais de vinte salários mínimos, ou seja, R$ 4 000,00 – um salário relativamente modesto nas sociedades desenvolvidas. Por esse ângulo, pode-se dizer que o Brasil é um país igualitário: ostenta a dramática igualdade na pobreza. Os números agregados escondem que o consumo sedistribui de forma acentuadamente desigual pelo território e entre os diversos grupos de renda. Enquanto no Sul e noSudeste os domicílios com carro somam mais de 40%, no Nortee no Nordeste não chegam a 15%. De certo modo, quem podeconsumir bens duráveis acaba consumindo por si e por quemnão pode. O desequilíbrio regional e social do consumo acompanha, obviamente, a concentração da capacidade aquisitiva. Os dados que apontam para a intolerável persistênciada igualdade na pobreza entre os brasileiros têm relaçãomanifesta com o desempenho da economia. Se é verdade que, em matéria de expansão dos benefícios sociais e do acesso a bens indispensáveis no mundo contemporâneo, como o telefone, os anos 1990 foram uma década ganha, no que toca ao crescimento econômico foram uma década das mais medíocres, desde a transformação do País em sociedade industrial. Entre 1991 e 2000, o Brasil cresceu, em média,parcos 2,7% ao ano. Mesmo em 1994, o melhor ano do período, o Produto Interno Bruto (PIB) não chegou a 6% – muito abaixo dos picos registrados na

década de 1970, a do "milagre brasileiro". É óbvio que a retomada do desenvolvimento é condição sine qua para a elevação da renda do povo. (Adaptado de O Estado de S. Paulo, maio/2002) 1. De certo modo, quem pode consumir bens duráveis acabaconsumindo por si e por quem não pode. (3o parágrafo) A afirmação acima aponta para (A) a melhoria real do padrão de vida da população brasileira, registrando existência de consumo mesmoentre os mais pobres. (B)) resultados estatísticos aparentemente otimistas, masque deixam de mostrar dados pouco animadores dasituação econômica e social da população brasileira. (C) um equilíbrio final da capacidade de consumo dapopulação nas várias regiões brasileiras, igualandoos resultados de cada uma delas. (D) o paradoxo que resulta dos dados do último censo,pois eles indicam o consumo de bens duráveis poruma população que não tem poder aquisitivo. (E) a falsidade do resultado de certas pesquisas, cujosdados desvirtuam a realidade, especialmente a daclasse social mais desfavorecida. __________________________________________ 2. Considere as afirmativas abaixo, a respeito do texto.O Censo 2000 I. indica o avanço do Brasil, idêntico ao de algumas sociedades desenvolvidas, especialmente quanto à garantia de emprego, apesar de um valor modesto para o salário mínimo. II. apresenta índices positivos de melhoria na qualidade de vida do povo brasileiro, ao lado de disparidades acentuadas, em todo o território nacional. III. assinala um aumento geral do poder aquisitivo do povo brasileiro, reduzindo a um mínimo as diferenças regionais. Está correto o que se afirma SOMENTE em: (A) I e II (B) II e III (C) I (D)) II (E) III __________________________________________ 3. Por esse ângulo, pode-se dizer que o Brasil é um paísigualitário. (2o parágrafo) É correto

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 1

afirmar que a conclusão acima tem um caráter (A)) acentuadamente irônico, pela constatação que sesegue a ela. (B) bastante otimista, por ter sido possível constatar melhorias na distribuição de renda. (C) de justificado orgulho, pela melhoria da Qualidade devida no Brasil. (D) de extremo exagero, considerando-se os dados indicativos do progresso brasileiro. (E) pessimista, tendo em vista a impossibilidade de aumento do salário mínimo. ________________________________________4. A queda foi maior do que os especialistas haviamprojetado no início da década. O emprego da forma verbal grifada na frase acima indica,no contexto, (A) uma incerteza em relação a um fato hipotético. (B) um fato consumado dentro de um tempo determinado. (C) a repetição de um fato até o momento da fala. (D)) uma ação passada anterior a outra, também passada. (E) uma ação que acontece habitualmente. __________________________________________ 5. O segundo parágrafo do texto está ligado ao primeiro (A) por tratar-se de uma explicação das afirmações apresentadas de início. (B) pela condição imposta no início desse segundo parágrafo, em relação aos dados observados no Censo. (C) por ser uma síntese do que vem sendo desenvolvido. (D) pela continuidade da mesma idéia, desenvolvida emambos. (E)) por uma ressalva, marcada pelo uso da expressão adespeito de. __________________________________________ 6. Há, no texto, relação de causa e efeito entre (A)) retomada do desenvolvimento e elevação da renda do povo. (B) a década do "milagre brasileiro" e a persistência da situação de pobreza do povo. (C) situação econômica do Brasil no século XX e a que se apresenta no início do século XXI.

(D) queda dos índices de mortalidade infantil e valor do salário mínimo. (E) consumo maior no Sul e no Sudeste e acentuadamente menor no Norte e no Nordeste. __________________________________________ 7. A mortalidade infantil caiu 38%: de 48 por mil nascimentos para 29,6. O emprego dos dois pontos assinala (A) uma restrição à afirmação do período anterior. (B) a ligação entre palavras que formam uma cadeia nafrase. (C)) a inclusão de um segmento explicativo. (D) a citação literal do que consta no relatório do IBGE. (E) a brusca interrupção da seqüência de idéias. __________________________________________ 8. Os números iniciais do Censo 2000 revelam melhorias.A queda das taxas de mortalidade infantil foi maior do queo esperado.Boa parte da população brasileira continua vivendo na pobreza. As frases acima formam um único período, com correçãoe lógica, em: (A) Se as taxas de mortalidade infantil entraram em queda maior do que era esperada, a população brasileira continua vivendo na pobreza, apesar das melhorias que o Censo 2000, revelam em seus dados iniciais. (B) A população brasileira em boa parte continua vivendo na pobreza, os números iniciais do Censo 2000 revelam as melhorias, onde as taxas de mortalidade infantil em queda, maior do que se esperava. (C) Com a queda das taxas de mortalidade infantil, e osnúmeros iniciais do Censo 2000 revela que foi maiorque o esperado, mas boa parte da população brasileira continua vivendo na pobreza. (D) Os números iniciais do Censo 2000 melhoraram, com a queda das taxas de mortalidade infantil, que foi maior do que se esperavam, onde boa parte da população brasileira continua vivendo na pobreza. (E)) Boa parte da população brasileira continua vivendo na pobreza, conquanto os números iniciais do Censo2000 revelem melhorias, como a queda das taxas demortalidade infantil, maior do que o esperado.

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 2

__________________________________________ 9. A concordância nas frases abaixo, adaptadas do texto,está correta em (A) Os números iniciais do Censo 2000 mostram que oconsumo nas diversas regiões brasileiras são distribuídas de maneira desigual e contrastante. (B)) Constituem uma proporção relativamente pequenaas famílias brasileiras que podem dar-se ao luxo deserem sustentadas por um único membro. (C) Alguns dados resultantes do Censo 2000 parece incompatível com aqueles que assinalam o aumento do consumo de bens duráveis, no mesmo período. (D) A qualidade de vida dos brasileiros, refletida principalmente na saúde, dependem de aspectos importantes na área de serviços, como a de saneamento básico. (E) Os dados referentes à economia informal não é captados pelas estatísticas, o que geram algumas situações aparentemente contraditórias. ________________________________________11:16 Atenção: As questões de números 10 a 17 baseiam-se notexto apresentado abaixo. Com seus 23 milhões de miseráveis, o Brasil representa 3% do problema mundial. Pode parecer pouco, masé uma inserção global três vezes maior do que nossa participação,por exemplo, no comércio mundial, em que o Brasil aparece com menos de 1% do movimento de compra e venda de mercadorias. Para isso, observe-se o ranking de países com renda per capita semelhante à brasileira. Também deve-seobservar o ranking dos países segundo o percentual dapopulação vivendo abaixo da linha de pobreza. Não importa deque ângulo se olhe, o Brasil é hoje o país mais rico do mundocom a maior taxa de pobreza. A isso se chama injustiça social. Há razões de sobra, além do óbvio constrangimento moral, para tentar de vez minorar esse problema. Do ponto de vista econômico, a pobreza extrema e inelutável reduz a competitividade do país e restringe suas possibilidades de mover a economia pela força do mercado interno. Mas a verdade cruel é que, nas contas macroeconômicas, a questão da miséria absoluta é apenas um detalhe. A porção mais pobre da pirâmide, os miseráveis, não produz e pouco consome. Ou seja, os miseráveis nem entram na equação

econômica de um país moderno. Teoricamente, a economia pode muito bem funcionar sem que se leve em conta sua existência.A economia brasileira se situa entre as dez maiores domundo e chegou a atrair no ano 2000 investimentosestrangeiros da ordem de 30 bilhões de dólares. No campo da medicina, há hospitais e centros de pesquisa nacionais queservem de referência mundial em áreas como a cardiologia. Essas conquistas ocorreram sem que a miséria se tenharetraído no país. É aí que entra a questão ética.As bolhas de miseráveis parecem ter paredes de açono país. Parecem inexpugnáveis. Elas sobrevivem intactas,indiferentes aos progressos que o país experimenta a sua volta.Não regridem sequer diante de fenômenos sociais que emoutros países e situações históricas foram decisivos para derrotar a pobreza. Entre esses fenômenos está a mobilidadesocial. O Brasil é um campeão da especialidade – mas nem issoadiantou para bulir com as estatísticas da pobreza absoluta. Cerca de 80% dos brasileiros que se encontram hoje no topo dapirâmide social tiveram uma origem mais humilde. Elescomeçaram a vida num patamar inferior e foram subindo váriosdegraus ao longo da carreira profissional. Por que os miseráveisnão entram nessa roda ascendente? Porque não se qualificamsequer para os degraus mais baixos da engrenagem. (Adaptado de Veja, janeiro/2002) 10. A questão ética, citada no 3o parágrafo do texto,representa (A) a situação da área de saúde no Brasil, a que apopulação dificilmente tem acesso, embora ela seapresente como referência mundial. (B) a posição de inferioridade em que se encontra oBrasil, tomando-se por base outros países, cujarenda individual é bastante semelhante. (C) uma postura teórica dos economistas, que desconsiderama existência de pobres e miseráveis no país,para não comprometer o desempenho da economia. (D)) o fosso existente entre pólos de desenvolvimento emvários aspectos e o enorme contingente que vive emcondições desumanas de vida. (E) os problemas econômicos enfrentados pelo Brasilpara tornar seus produtos competitivos no mercadointernacional. __________________________________________11. . .. sem que se leve em conta sua existência. (2o parágrafo) A expressão grifada substitui corretamente, no texto, (A) a constatação de uma verdade cruel.

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 3

em relação à de outros países. como no continente africano. (C) O Brasil aparece com menos de 1% do movimento.a (B)) à ....a (E) a . Há palavras escritas de modo INCORRETO na alternativa: (A) Investimentos maciços em educação. (B) O problema da miséria no Brasil apresentacomponentes bem mais perversos do que a simplesescassez de recursos. (E)) Vários estudos afirmam que a taxa de miséria sóbaixará quando houver crecimento da economia. quantidademínima de alimentos necessária . __________________________________________ 15. (E) na comparação estatística com a situação de outrospaíses.. (E) está reduzindo.à . (E) . com danos irreversíveis. resultado da falta de ingestão deproteínas e de outras substâncias.. (C) a sociedade não aceita a participação de pessoashumildes. saúde ereforma agrária constituíram a fórmula utilizada porpaíses mais atrasados do que o Brasil. A pobreza extrema e inelutável reduz a competitividade dopaís.. __________________________________________ 17. como por exemplo. __________________________________________ 12. permitindo uma ascensãosocial a pessoas humildes.para que a população carente possa participar doconsumo de bens. A alternativa que preenche corretamente as lacunas dafrase apresentada é: (A) a ... (B) o comércio mundial exige padrões de qualidade queessa camada não consegue atender. (C) mas é uma inserção global = é. A população de miseráveis não tem acesso .à (D) à ... __________________________________________ 18. (C)) é reduzida. o Brasil é hoje o país mais rico do mundo. (D) são péssimas as condições de trabalho para essacamada da população. para reduzir os índices de pobreza.à . (E) a situação econômica do Brasil é bastantedesfavorável.Na atualidade é SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 4 .. especialmente na áreasocial. __________________________________________ 14.. Transpondo a frase acima para a voz passiva. (B)) na impossibilidade de essa fatia da população qualificar-se para.. manutenção deuma vida saudável. participar do quadro econômicodo País. em que o desempenho da economia é bemmelhor do que no Brasil. sem alteração do sentido original.. (D) foram reduzidas. (C) na necessidade de ocorrer uma quantidade maior deinvestimentos externos.à . degenera emmá-formação do sistema neurológico. A afirmativa que responde corretamente à questãocolocada no final do texto é: (A)) eles nem sequer apresentam condições de participarda vida econômica e. (D) numa reestruturação do mercado interno brasileiro.. eles começaram a vida num patamar inferior.. apesar dosestudos.à __________________________________________ 16. (B) estará reduzida. portanto. um problema internacional. na maioria das vezes. (D)) a presença dos miseráveis. (C) a equação econômica. equivalente . indiferentes ao progresso= elas continuam desconhecidas.. (B) começaram a vida num patamar inferior = iniciaramsua vida profissional com muita dificuldade. social. os miseráveis nem entram na equação econômica. __________________________________________ 19. uma dieta de 2000calorias diárias. O Brasil representa 3% do problema mundial..a . (E)) que servem de referência mundial = que sãoexemplo para o mundo todo. A frase do texto que está corretamente substituída poroutra. assossiado a um modelo mais justo de distribuiçãode renda para a população. na pirâmide social. (D) para tentar de vez minorar esse problema = para que se consiga equacionar essa situação. A explicação que o texto oferece para a persistência donúmero de miseráveis no País está (A) no fenômeno da mobilidade social.a (C) à . porém. que é bastanteexpressiva no Brasil.. (E) a economia brasileira. (D) A desnutrição. (C) Os recursos gastos na área social acabam sendoinsuficientes.. O processo de liberalização do trabalho levou muitosséculos. é: (A) elas sobrevivem intactas.. __________________________________________13... ao menos. (D) . a formaverbal passa a ser (A) tinham reduzido..(B) a força do mercado interno.a . (B)) . que caracteriza o problemaem outros países. importante paraaumentar a expectativa de vida da população. A frase do texto em que o verbo apresenta o mesmo tipode complemento exigido pelo verbo grifado acima é: (A) Parecem inexpugnáveis... a parcela mínimadestinada ao saneamento básico.

A idéia de que o povo é bom e que deve. e na atualidade é impossível afirmar quetenha desaparecido situações de escravidão ouexploração no trabalho. Para Rousseau. Ao contrário.tendo levado muitos séculos. entre empregadorese empregados regidas pela legislação social. em: (A)) O processo de liberalização do trabalho levou muitosséculos. descria completamente de qualquer remédio jurídico para os males da humanidade.que se manteve na "Constituição de 1937". pois. (C)) A expressão – justiça do trabalho – apareceu pelaprimeira vez em lei na Constituição de 1934. mas nem sempre o enxerga. apareceu pelaprimeira vez em lei na Constituição de 1934 com afinalidade – de dirimir questões. com afinalidade de "dirimir questões entre empregadores eempregados regidas pela legislação social".levou muitos séculos. (B) ingênuos seguidores adeptos mais radicais. 20.Isso ocorre mesmo em países de economia avançada. no entanto. e é então que ele parece querer o mal” – advertia o filósofo. O povo nunca é corrompido. no pensamento de Rousseau. dispositivo que se manteve na Constituição. e que asociedade o corrompe. a outra. não se seguia logicamente. (B) A expressão justiça do trabalho apareceu pelaprimeira vez em lei na "Constituição de 1934" com afinalidade de dirimir.dispositivo que se manteve na Constituição de 1937. de Rousseau. onde na atualidade éimpossível afirmar que já desapareceram situaçõesde escravidão ou exploração no trabalho. questões entre empregadores eempregados regidas pela legislação social dispositivo. o que ocorremesmo em países de economia avançada. (B) O processo de liberalização do trabalho. e isso ocorreu mesmo empaíses de economia avançada. Na verdade. nada garantiria que avontade geral predominasse sempre sobre as vontades particulares. mas na atualidadeé impossível afirmar que tenham desaparecidosituações de escravidão ou exploração no trabalho. o que ocorre em países de economia avançada. (D) A expressão "justiça do trabalho". maior contra-senso interpretativo do que afirmar que o princípio da soberania absoluta do povo tem origem em Rousseau. (Fábio Konder Comparato) 1. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 5 .Do fato de que o homem é sempre bom.As três frases formam um único período. ocorrendo mesmo empaíses de economia avançada. (C) é aí que se insere a sua famosa distinção é aí quese contesta sua célebre equação. preocupado antes de tudo com a reforma doscostumes. ser o titular da soberania política. Aquela “só diz respeito ao interesse comum. provém. ele tinha mesmo da vida em sociedade uma visão essencialmente pessimista. o sentido de uma expressãodo texto está corretamente traduzido em: (A)) diz respeito ao interesse comum relaciona-se coma vontade geral. com correção elógica. mesmo. ao interesse privado. sem dúvida. A frase corretamente pontuada é: (A) A expressão justiça do trabalho – apareceu. sendo apenas a soma de vontades particulares”. que é o processo de liberalização do trabalho. que sempre foi ummoralista. Depois. (C) O processo de liberalização do trabalho levou muitosséculos. corrompem-se irremediavelmente. (D) Na atualidade é impossível afirmar que tenhamdesaparecido situações de escravidão ou exploraçãono trabalho.impossível afirmar que tenhamdesaparecido situações de escravidão ou exploração notrabalho. pelaprimeira vez em lei na Constituição de 1934 com afinalidade. pela legislação social. (E) A expressão justiça do trabalho apareceu pelaprimeira vez em lei – na Constituição de 1934 – com afinalidade de dirimir questões entre empregadores eempregados regidas. ele. É aí que se insere a sua famosa distinção entre vontade geral e vontade de todos. de 1937. Sustentava que os povos são virtuosos apenas na sua infância e juventude. (E) Isso. a conclusão de que as deliberações do povo fossem sempre boas.dispositivo que se manteve na Constituição de 1937. __________________________________________ (TRE-CE 20 ana jud 2002) Atenção: As questões de números 1 a 16 referem-se ao texto que segue. “Cada um procura o seu bem. embora na atualidade seja impossívelafirmar que tenham desaparecido situações deescravidão ou exploração no trabalho. de dirimir questões entre empregadores eempregados regidas pela legislação social dispositivo que se manteve na Constituição de 1937.ocorre em países de economia avançada mesmo. por conseguinte. Considerando-se o contexto. Mas o pensamento do grande filósofo sobre esse ponto era muito mais complexo e profundo do quepodem supor alguns de seus ingênuos seguidores. Não há. já que o processo de liberalização do trabalho levou muitos séculos. mas éfreqüentemente enganado.

pois. a reforma dos costumessempre tiveram mais importância do que quaisquerremédios jurídicos. __________________________________________ 7.Considerado o contexto. __________________________________________ 5. (E)) uma vez que é. __________________________________________ 3. A vontade de todos diz respeito ao interesse privado. a forma verbaldecorrente será (A) tem sido enxergado. (E)) Se a sociedade não os viesse a corromper. __________________________________________6. (C) As virtudes dos povos os são inatas. Rousseau considera que há uma vontade geral e uma vontade de todos. (B) foi enxergado. (C) razão pela qual seus seguidores mais ingênuosacham seu pensamento demasiadamente complexo. (D) Rousseau não achava de que os males dahumanidade poderiam ser sanados por medidasjurídicas. (C)) é enxergado. os povosnão perderiam as virtudes de sua infância ejuventude. bem antes disso era-se maiscapaz de serem mais virtuosos do que então. (D)) distinguindo assim entre os interesses comuns e asoma de interesses particulares. (C) De acordo com Rousseau. aindaquando aparentemente se oponham. __________________________________________ 4. Está correto o emprego da expressão sublinhada na frase: (A) Seus seguidores não supõem de que o pensamentodele seja tão complexo. o povo delibera acertadamente. nafrase Aquela “só diz respeito ao interesse comum.ao interesse privado". __________________________________________ 2. diante do que é a vontade detodos. (D) a vontade popular é soberana. (B)) Constituem os males da humanidade um desafioinvencível para qualquer providência de naturezajurídica. (E) são enxergadas. De acordo com o texto. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 6 . (B) aquela refere-se à vontade de todos. A frase que está inteiramente de acordo com as normasda concordância verbal é: (A) A corrupção dos povos que saem da infância e dajuventude parecem fazer parte do nosso destinohistórico. pois o povo pode vir a ser enganado. (C) aquela e a outra referem-se às vontades particulares. (B) Não pode ser absoluta a soberania política de cuja opovo deve ser o titular.sendo apenas a soma de interesses particulares. (A) dando assim expressão a um grande contra-senso interpretativo. o elemento sublinhado na fraseacima tem o mesmo sentido de (A) embora seja. __________________________________________ 9. (D) a menos que seja. segundo o pessimista Rousseau. uma dascontribuições do pensamento de Rousseau. (E)) Está na admissão de que o povo pode serenganado. (B) a fim de ser. caso a sociedade não lhes corrompesse. (D) será enxergado. mas quem oscorrompem ao longo dos séculos é a própriasociedade. __________________________________________ 8. mesmo quandoparece querer o mal. (D) Quanto mais contra-sensos houverem nainterpretação de Rousseau. Está clara e correta a redação da seguinte frase: (A) Lamentam-se que as virtudes da infância e dajuventude dos povos não se mantenhem quandoeles acabam por se corromperem. (B) as decisões populares baseiam-se sempre em bonsprincípios. a outra. menos compreendidoserá o filósofo. (E) fazendo-nos crer que uma equivale à outra. Transpondo-se para a voz passiva a frase As pessoasnem sempre enxergam o seu bem. que enfraquece sua tese. (D)) a outra refere-se à vontade de todos. (A) aquela e a outra referem-se ao mesmo tipo devontade. (B) sendo esta a razão para que afirme e defenda oprincípio da soberania absoluta do povo. (C) Era grande a preocupação em cuja Rousseaumanifestava em relação à reforma dos costumes. (B) Se bem que os povos se corrompem irremediavelmente.(D) visão essencialmente pessimista perspectivaextremamente ambígua. (E) o povo não pode ser o titular da soberania políticaporque é facilmente levado a corromper-se. Rousseau acreditava que (A) os princípios da soberania popular aperfeiçoam-se cada vez mais com o desenvolvimento histórico dospovos. (D) Nenhum dos males que haveriam nos povos seriamnaturais. (E) Nas teses de Rousseau. mas não corrompido. devem-se discriminar oque é a vontade geral. (C) mesmo que fosse. visto que os homens são bons pornatureza. Considerando-se o contexto do terceiro parágrafo. (E) corrompem-se irremediavelmente praticam acorrupção sem remorso. (C)) as deliberações do povo não são necessariamenteboas.

a vontade geral quase nunca sobrepuja asvontades particulares. (C) Será um contra-senso interpretativo se afirmássemosque o princípio da soberania absoluta dopovo haverá de ter origem em Rousseau. (B) Quando se. Está correta a grafia de todas as palavras na frase: (A)) É fácil encontrar quem divirja de Rousseau.. um pensamento complexo. (estimular) a pensarcriticamente. longe dos artifícios da civilização. Considerando-se o contexto.. (E) É gratuíta a impressão de que Rousseu pensa deforma simples. sugere que este nãoendeuzava o povo.. (B) Por que sempre há os que deturpam o pensamentoalheio? (C)) Sim. por que todos lutam.... SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 7 .(E) a outra refere-se à vontade geral. se tornesimplório.. (D) Os bons leitores... as decisões políticas. (D)) O moralismo e o desejo de justiça social deRousseau sempre o . (E) Foram muitos os pensadores a quem Rousseau.. ou mesmo ingênua. __________________________________________ 12.. (D) É um contra-senso interpretativo quando afirmávamosque o princípio da soberania absoluta do povotem tido origem em Rousseau.. a vontade geral predominasse. prende-se ao fato de que.. afim de demonstrar que não háhipocrizia em Rousseau.. mas logo. Estão corretos o emprego e a forma do verbo sublinhadona frase: (A)) São grandes os esforços que o complexo pensamentode Rousseau sempre requereu de seusintérpretes. não mais queisto. difícil ésurpreender.... (B) Advêem de Rousseau as principais formulaçõessobre a soberania política do povo. Rousseau interviu radicalmente naformação do pensamento democrático. a falta deperseverança ética. __________________________________________ 13. o pensadorfrancês alude ao homem no estado da puranatureza. de um grande filósofo... É preciso corrigir a forma sublinhada na frase: (A) Os homens se corrompem porque seus interessespessoais sobrepujam todos os outros... Está inteiramente adequada a pontuação do seguinteperíodo: (A) Se de fato.. (E) É um contra-senso interpretativo quando afirmarmosque o princípio da soberania absoluta do povo tinhaorigem em Rousseau. nos discursos do filósofo... revela-se cheia de sabedoria.. (administrar) aos males dahumanidade apenas um remédio jurídico. refletiriam mais do que interesses. (D) Os ingênuos seguidores de Rousseau não sedeteram na complexidade de seu pensamento.. (E) A justiça social. mas o compreendia. __________________________________________ 16. mas por que? (D) O porquê do egoísmo humano sempre foi um grandemistério. (E) O pessimismo de Rousseau ao qual o autor do textoalude. (B)) Seria um contra-senso interpretativo se afirmássemosque o princípio da soberania absoluta dopovo teve origem em Rousseau. (C) O autor do texto. __________________________________________ 08/03 . (B) A malediscência dos poderosos se encarrega dedivulgar obcessivamente a idéia de que o povo éignorante. o filósofogenebrino. (C)) Ao se referir à infância dos povos.16:30 11. a frase Sustentava que ospovos são virtuosos apenas na sua infância e juventudeganha nova redação.. (B) A distinção entre as duas vontades feita porRousseau. devemevitar que... __________________________________________ 15. Os tempos e modos verbais estão corretamentearticulados na frase: (A) Foi um contra-senso interpretativo quando afirmáramosque o princípio da soberania absoluta do povoterá origem em Rousseau. (C) Nunca . (E) Em seu tempo. sobre asvontades particulares. (dever) atribuir às idéias de Rousseauqualquer grau de ingenuidade... Para completar corretamente a lacuna da frase. quem disso cojitaincorre em grave erro. igualmente correta e com sentidoequivalente. pessoais oucorporativos. os efeitossão insignificantes. lamentava os rumos da civilização. __________________________________________ 10.. (D) Não há paralizia no pensamento de Rousseau: suasinquietações impulsionam-o de forma sistematica. está longe deser alcançada. (faltar) às teorias de Rousseau apreocupação com o destino dos povos... em: (A) Apoiava-se em como apenas os povos fossem virtuosos na infância ou na juventude.. (C) A teoria de Rousseau ainda hoje contribue para aanálise das relações entre o homem e a natureza... para assim não falsificar sua tese central. pode parecer estranha à primeira vista. (influenciar) com suas preocupações morais. __________________________________________ 14. o verboindicado entre parênteses deverá adotar uma forma doplural em: (A) Não se .

no caso específico das execuções penais.. mostra que muito mais importante do que criar uma nova lei é fazer cumprir. (C) A sustentação de que a virtude dos povos apenas semanifestam onde ainda há infância e a juventude. tendo em vista adquirir um melhor instrumental jurídico para combater algumas das nossas mais notóriaschagas sociais contemporâneas. chegando a estimulá-lo. em lugar de combater o crime. Ninguém discordará. em vigor no País. (A) é necessário fazer-se uma revisão do Código Penal Brasileiro.. Por outro lado. (C) Os envolvidos no processo de mudança daspenalidades devem ser pessoas de conhecimentoespecífico dessas leis e de sua aplicação. . (B)) deve haver alterações substanciais na lei penal. (E) concentra-se.com rigor. Na opinião do editorialista. (. se transforma em perfeito escudo da quadrilha. mas o importante será uma preocupação maior com o cumprimento das penas estabelecidas. __________________________________________ 4. O Congresso Nacional etoda a sociedade brasileira precisam estar atentos a projetos de lei que. como é o caso dos menores delinqüentes.pelo segmento: (A) . mas sim a sua não observância. para evitar a aplicação das leis muito brandas atualmente existentes no País. que abrigue contradições. (E) é preocupante o número de menores envolvidos em crimes que não são devidamente apurados. (B) Deve fazer-se a incorporação rápida e urgente dos vários projetos existentes na mudança de nossas leis penais. (D) é o problema menos importante das grandes áreas urbanas. (C) não se instalou nos grandes centros urbanos. (D) Sua convicção resultava das virtudes dos povos. para que haja mais rigor na punição demenores criminosos. A situação "de menor".. (O Estado de S. e. a crônica impunidade. a violência desenfreada −principalmente (não só) nas grandes concentrações urbanas −e. No entanto... a justa pressão social pela diminuição dos assombrosos índices de violência e criminalidade não pode dar margem a um atabalhoado processo de mudança das leispenais. com base na proteção estabelecida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. sobretudo. A3. a crônicaimpunidade. (C) a sociedade civil não tem conhecimento suficiente para entender todas as implicações das leis penais brasileiras.. afalta de sua aplicação e. (não só) (6a linha do 1o parágrafo) O comentário entre parênteses deve ser entendido. podem se tornar inteiramente contraproducentes.exatamente pelo descumprimento habitual das leis existentes. como significando que a violência desenfreada (A)) não existe somente nas grandes áreas urbanas. tendo em vista adquirir um melhor instrumental jurídico. e até efeitos contrários ao que se pretende.(B)) Defendia a tese de que as virtudes dos povos semanifestam tão-somente em sua infância ejuventude. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 8 .)É preciso entender que o grande problema não é aausência ou o defeito da lei... (B) . a falta de rigor no cumprimento integral das penas que já existem. __________________________________________ 2. (12a linhado 1o parágrafo) O sentido da frase transcrita acima é retomado.era mantido por Rousseau. (E) Apoiava-se na convicção que a infância e ajuventude é que torna os povos virtuosos __________________________________________ (TRE-AM ana jud 2003) Atenção: As questões de números 1 a 10 baseiam-se no texto apresentado abaixo. que nos últimos anos têm obtido êxito no combate à violência e à criminalidade. nas grandes áreasurbanas. no texto. (B) instalou-se somente nas grandes áreas urbanas. (D) a recente alteração das leis penais no Brasil ocorreu sem que se observem as possibilidades de sua aplicação conforme o dispositivo constitucional. __________________________________________ 3. A experiência de outros países. (E) O Estatuto da Criança e do Adolescente deve ser revisto. em sã consciência. cuja utilização por quadrilhasde adultos como "autores" dos crimes é cada vez maior.considerando-se o contexto. evitando-se principalmente a impunidade dos criminosos.cuja infância e adolescência nela se manifestavam. há distorções fundamentais deentendimento que têm estimulado a criminalidade. atualmente em vigor... para fins de impunidade. quais sejam. a já existente. O argumento mais importante utilizado no editorial é: (A) Há necessidade de uma revisão minuciosa de um Código Penal permissivo e obsoleto. o desrespeito à vida humana. da necessidade de o Brasil passar por mudanças significativas em sua legislação penal. Paulo. sobretudo. notoriamente. 05 de maio 2002) 1. inconstitucionalidades e atéefeitos contrários ao que se pretende. (D)) É necessário respeito rigoroso ao que dispõem as leis penais existentes.

cujautilização por quadrilhas de adultos como "autores" doscrimes é cada vez maior. por inação do Poder Público eausência de legislação específica. __________________________________________ 6.... (D) . atrocidades como as queaconteciam sob a censura e o véu da impunidade hegemônica no século passado se tornam conhecidas. É o primeiro passo para oestabelecimento de limites e sanções à violação em larga escala dos direitos da humanidade. em tramitação no Congresso. tendo em vista uma situação anterior. (B) uma advertência em relação aos itens especificados..à . Ninguém discordará.à (C) as . __________________________________________ 10. (C) As autoridades tomaram várias medidas de combate à violência desenfreada nas grandes concentrações urbanas. (D) Os índices de violência e criminalidade aumentaram assustadoramente nos últimos anos.) A ordem global em formação tem algumas vantagens e muitos riscos. da necessidade de o Brasil. __________________________________________ 7.à . o grande problema não é a ausência ou o defeito da lei.. As lacunas da frase apresentada serão corretamente preenchidas por: (A) as . __________________________________________ 5. (D) a citação de um autor diferente.... A presença das aspas em "autores" (8a linha do 2o parágrafo) chama a atenção para o fato de (A) haver. (C)) uma limitação à afirmativa anterior.. (E) finalidade. (6a. leis existentes é o instrumento . (D) ação futura. (11a linha do 1o parágrafo)A forma verbal grifada na frase acima indica (A)) probabilidade.. porém. Mas aí está Kosovo para provar que a humanidade ainda é impotente diante desses eventos. em relação a um tempo passado. (C) ação concreta. num tempo presente. (B) existir o amparo legal para a recuperação demenores delinqüentes longe da influência dasquadrilhas comandadas por marginais já adultos. (B)) Representantes no Congresso Nacional batalham pela aprovação das mudanças necessárias em nossa legislação penal. em especial nas grandes cidades. (E)) de menores delinqüentes.. (E) ocorrer.. por ter sido o crime praticado por um menor de idade.a __________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 15 baseiam-se no texto apresentado abaixo.a (B) as . −principalmente (. no texto. que se deve recorrer no combate .. violência.. em qualquer lugar.introduz no contexto (A) o desejo de que se controle a violência. (início do texto) O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifado na frase acima está em: (A) Um maior rigor na aplicação e no cumprimento de penas tem sido defendido em vários projetos de lei. numa violência queafeta principalmente o desenvolvimento dosmenores de idade. em tempo real. Nós nos horrorizamos em SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 9 . um aumento do índice decriminalidade em todo o País.à . (C) dos autores dos crimes. (D)) ser atribuída a autoria de crimes a menores que não podem ser condenados. em relação a um tempo futuro. Hoje. já não nos pode sersonegado. em vista do disposto no Estatuto da Criança e do Adolescente. __________________________________________ 8. 7a e 8a linhas do 2o parágrafo)O pronome grifado substitui corretamente. Mas não há caminho de volta nem para a globalização nem para as instituições de governança regional e global... O único caminho possível é avançar no processo detransformação da ordem mundial e institucionalizá-la. (B) da criminalidade..(C)) . que abrigue contradições. no texto... .) nas grandes concentrações urbanas−(6a e 7a linhas do 1o parágrafo)O uso dos travessões. (C) ser possível cumprir pena por período menor que o estipulado nas leis..... . O processo de globalização foi muito mais rápido noâmbito das finanças e do comércio do que no plano político e institucional. autilização (A) das quadrilhas de adultos.a .. O horror instantâneo. parte deles criada pelo desmoronamento das instituições multilaterais. cada vez mais... Obedecer .... __________________________________________ 9.. podem se tornar inteiramente contraproducentes. menores envolvidos com a criminalidade. A principal vantagem é a integração pelas comunicações.. ultimamente. pela opinião pública mundial.a . em sã consciência.. (. isolando a observação acima. (D)do Estatuto da Criança e do Adolescente.. (B) fato real. a falta de rigor no cumprimento integral das penas que já existem. como é o caso dos menores delinqüentes. (E) A crônica e habitual impunidade constitui mais um elemento de atração na realização de atividadescriminosas. (E) ..a (D)) às .à (E) às . (E) a inclusão de um pedido especial.. dentro de certas condições.

(E) II e III. deve ser totalmente banido da ordem mundial. (C) na facilidade para se manter a população beminformada a respeito de acontecimentos importantes em regiões afastadas do globo. odesenvolvimento autônomo das economias nacionais. senão em escala reduzida. e os países dependem.Assim sendo. De acordo com o texto. 24 de setembrode 2003) 11. (E)) A expanção das comunicações por todo o globoestabelece um controle. que despertam horror. que fogem dos maus tratos impostos por governantes autoritários. (D) no fechamento político de certas civilizações que se mantêm ainda distantes do processo de globalização.Com SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 10 . (B)) II. Há palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A) Regimes de exceção usam meios repressivos eautoritários para dominar minorias subjugadas. Há falhas. __________________________________________ 12. Está correto o que se afirma SOMENTE em (A) I. ter sido essa região palco de flagrante desrespeito aos direitos humanos. __________________________________________ 15. cada vez mais. (D) I e II. (D) finalidade. por exemplo. Há falhas. (B) na possibilidade de conhecer antigos hábitos detortura e de violação dos direitos humanos.tempo real. (E) proporção. (B) conclusão. __________________________________________ 13. (TRT-24 ana jud 2003) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao texto que segue. colocam-se na defesa de populaçõesabandonadas à própria sorte. quenão respeitavam a opinião pública. (C) explicação. ter-se transformado num exemplo de mobilizaçãoda sociedade contra governantes autoritários. levando-os aouvir e a respeitar a opinião pública. emflagrante desrespeito a seus direitos. Veja. (B) Crimes contra a humanidade. (C) III. e a conseqüência disso é vivermos sempoder equilibrar duas forças contraditórias. A concordância está correta na frase: (A) Respeitar os direitos civis são importantes para o aperfeiçoamento do processo democrático de uma nação. II. que gozam de uma situaçãoprivilegiada. O Brasil se desenvolveu como nação politicamenteindependente na fase em que a economia capitalista transformava o mundo num sistema de mercados. (D) Encontram-se espalhados pelo mundo contingentes de expatriados. Mas aí está Kosovo. possibilitando a expressão da opiniãopública. (E) A única solução possível para resolver conflitosentre nações encontram-se no processo detransformação da ordem mundial. a dependência estreita em que vivemos. em qualquer lugar do planeta.. considerando-se o contexto. que passamos aexpor. A rede global de comunicações dá novos recursos aos movimentos coletivos de defesa dos direitos e da paz e compromete governantes. ser até hoje a região em que a população éplenamente assistida em seus direitos básicos eonde se exercita a cidadania. em defesa de suas tradições milenares. Em foco. (C)) Parte dos conflitos que surgiram no século passado foi controlada com brutalidade por regimes militares autoritários.principalmente em países de tradição milenar. __________________________________________ 14. dos grandescentros em que se concentram as forças do imperialismoeconômico. uma (A)) ressalva. da censura e da pressão à imprensa nos EUA e na Inglaterra durante oataque ao Iraque. A economia moderna não permite. (C) Associações civis organizadas são indispensáveis na defesa dos direitos humanos e da paz. tardio.. somos obrigados a seguir a oscilação dos líderesda economia mundial. nem sempre eficaz. portanto. favorável ou desfavorável a eles. a vantagem trazida pelascomunicações encontra-se (A) na facilidade de reunir um grande número depessoas para pressionar governantes. (meio do 2o parágrafo)Deduz-se corretamente do contexto que o exemplo acima foi citado devido a I. O reconhecimento. (E)) na rapidez da divulgação dos fatos em todo omundo. trecho de um artigo publicado em 1948. sem que houvesse interferência das demais nações. Tudo seliga. (início do 3o parágrafo) O comentário introduz. A primeira realidade que o brasileiro encontra pelafrente é. (D) Nem sempre a solução que algumas instituições é capaz de oferecer apresentamse realmente adequadas aos problemas existentes. claro. claro. (B) Pessoas famosas. III. dos horrores a que populações estão sugeitas. (Adaptado de Sérgio Abranches.

(D) Até hoje não se determinou. II. (C) Desenvolvem-se necessidades locais muito específicas = Foram desenvolvidas necessidades locais muito específicas. Assim. Folha Socialista. a problemática conciliação dessas duas orientações conflituosas ainda não se efetivou. __________________________________________ 3. (E) As contradições de nossa economia são inerentes à implantação do sistema mundial de mercados. (Antonio Candido. mais ou menos. há medidas que. Na reconstrução de uma frase do texto. (C) Ainda assim é difícil a conciliação entre essas forças opostas. no Brasil. ainda hoje se estabeleça uma difícil harmonia. É exemplo de correta transposição da voz ativa para a passiva: (A)) O nível de vida dessas populações as coloca àmargem da modernidade = Essas populações sãocolocadas à margem da modernidade por seu nívelde vida. (E) Devido à dificuldade de se ajustarem ao ritmovariável da economia mundial. dos centros do imperialismo econômico = Os países sãodependentes. ase ajustar ao ritmo variável da economia mundial – o que acarreta a necessidade de uma política econômica de caráter geral. no 3. __________________________________________ 4. a nossa economia é solicitada. (B) Até agora não se estabeleceu a difícil harmoniaentre essas duas tendências = Até agora não foiestabelecida a difícil harmonia entre essas duastendências. __________________________________________ 2. O texto expõe a seguinte idéia fundamental: (A) O desenvolvimento do Brasil vem se acelerando a despeito do ritmo da economia capitalista. quaisquer possibilidadesde harmonização. (E) III. a dificuldade de equilíbrio dessas tendências inconciliáveis. (B) Ainda não se encontraram. no Brasil. desrespeitou-se a concordância verbal em: (A) Às economias nacionais não se permite. paga-se com as conseqüências doatraso.mesmo necessárias. Na frase A primeira realidade que o brasileiroencontra pela frente é. Por outro lado. Até agora não se estabeleceu. cada vez mais. no Brasil. desenvolvem-senecessidades locais muito específicas. que se desenvolvam de modoautônomo e competente. pelo fato de sermos um país predominantemente agrícola e pecuário. requerendo medidas locais e economia orientada para as zonas do interior. III. o desenvolvimento autônomo das grandes economias internacionais. (C)) O entrave do nosso desenvolvimento econômico está na dificuldade de conciliarmos medidas pontuais e medidas de caráter geral. Na frase O Brasil se desenvolveu como naçãopoliticamente independente na fase em que aeconomia capitalista transformava o mundo numsistema de mercados. conforme ocaso. __________________________________________ 5. voltadas para as exigências da balança internacional de comércio. como ocorre com boa parte dosbrasileiros. São Paulo. fornecedor de matérias-primas e produtos alimentares. (B) I e III. (D)) Devem-se às oscilações dos líderes da economia mundial boa parcela do desequilíbrio da nossa própria economia. para essas duastendências contraditórias. dos centros doimperialismo econômico. Está correto o que se afirma SOMENTE em (A)) I e II. já que o nível dessas populações as coloca. (D) II e III.efeito. (B)) No Brasil. modernamente. conquanto venha a se estabelecer no Brasil. mesmo agora a difícil superação dessas forças harmônicas ainda não se estabeleceu. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 11 . portanto. as ações destacadasmantêm entre si uma relação de exclusão.Mantém-se o sentido original da frase acima em: (A) Essas duas tendências contraditórias não deixam de possibilitar que. (E) No Brasil. Na frase A economia moderna não permite. senão em escala reduzida. Até agora nãose estabeleceu. como estamos na dependência dos grandes centros econômicos. no Brasil. a dependênciaestreita em que vivemos. a maioria das nossas populações vive em estado de atraso. 1948) 1. a difícil harmoniaentre essas duas tendências contraditórias. a cada momento. com medidas de larga escala. à margem dos tipos modernos de vida econômica. (B) O fato de nossa economia ser essencialmente rural impossibilita medidas econômicas localizadas. (C) Quando não se está ligado ao progresso da vidamoderna. sem ligação com oprogresso da vida moderna. (D) A superação de nossas contradições econômicas implica a adoção de medidas orientadas para as zonas mais desenvolvidas. o segmento destacado tem o valor de uma ressalva. cada vez mais. (D) Os países dependem. Atente para as seguintes afirmações: I. deixamos de tomar. (C) II. o segmento destacadotem o valor de uma hipótese. a difícil harmonia entre essas duas tendências contraditórias.

(C) Se não nos convir o ritmo ditado pela economiaglobal. respectivamente. língua que se originou do tupi). Pela regra. __________________________________________ 7. __________________________________________ 10. (B)) aos grandes centros de onde. pelas formas subordinamse e se irradiam. as formas dependem e se concentram. dos grandescentros do imperialismo econômico (de mais amais). __________________________________________ 6. Considerando-se o contexto em que a frase ocorre. (E) nos grandes centros por onde. e os países dependem. estará cada vez mais dependente do ritmoque lhe impor a economia global. (D) Os grandes centros econômicos associaram-se e comporam.processar-lhes . dosgrandes centros em que se concentram as forças doimperialismo econômico. cada vez mais. a maioria das nossas populações vive em estado de atraso. Mistura de termos SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 12 . o desenvolvimento autônomo das economias nacionais. (D) aos grandes centros em cujos. _________________________________________ 9. por: (A)) as possuirmos processá-las industrializá-las -nelas embutido (B) lhes possuirmos . (E) Não fosse a dicotomia das direções econômicascom que nos deparamos. a que vimos nos sujeitando. a expressão sublinhada preserva o sentido da expressão indicada entre parênteses em: (A) Pelo fato de sermos um país predominantemente agrícola e pecuário.industrializarlhes -embutido-lhes __________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 20 referem-se ao texto que segue. a economia mundial propisciou o poder hegemônico dos grandes conglomerados financeiros.nelas embutido (D) as possuirmos .lhes industrializar . mas não basta possuirmos matérias-primas. fazer-se-á necessário criar um modelo quemelhor se adeqüe à nossa realidade.respectivamente. Governo discute se programa para índios é legal Um programa de FM dirigido a índios e outrosmoradores da fronteira do Brasil com o Paraguai. aqui e ali. cada vez mais.processá-las industrializá-las -embutido-lhes (C) possuirmo-las . corre o risco de ser considerado ilegal pelo governo federal. (C) pelos grandes centros aonde. __________________________________________ 8. (C) Os economistas podem discentir quanto às soluçõespara o nosso desenvolvimento. a atração pode ser enquadrada numa lei de 1963. (Não obstante).lhes processar . (E) Os países dependem. Transmitida em nheengatu (segundo o dicionário Aurélio.as processar industrializar-lhes . no Mato Grosso do Sul. o segmento sublinhado deverá ser substituído por (A) nos grandes centros onde. na frase acima. não haverá como abstermos-nos de medidas de caráter geral. a nossa economia é solicitada a se ajustar ao ritmo variável da economia mundial. (C)) A economia moderna não permite. o Brasil talvez não sefirmasse numa posição de maior relevância entre ospaíses emerjentes. (B) Se um país não se provir de planos econômicospróprios. paulatinamente. (D)) A necessidade de sincronizar o ritmo de nossaeconomia com o da expansão da economia globalconstitui uma das exigências mais difíceis de serematendidas. (a não ser). O Brasil é rico em matérias-primas. mediante autorizaçãodo Ministério das Comunicações. industrializar essas matérias-primas e auferir todo o lucro potencial embutido nessas matériasprimas. um sistema demercados ao qual é praticamente impossível umpaís deixar de pertencer. Tudo se liga. somos obrigados a seguir a oscilaçãodos líderes da economia mundial (ainda assim). (De outro modo). (B) Por outro lado. Todas as formas verbais estão corretamente flexionadas na frase: (A) Embora se requeram.nelas embutidas (E) possuí-las . (E)) O que de fato obstrui o desenvolvimento daeconomia nacional é a oscilação entre direçõesdificilmente conciliáveis.Evitam-se as viciosas repetições do período acima substituindo.se. Substituindo-se. de modo correto. mas reconhecemque o imperialismo econômico é um fator crucial para nosso atraso.talvez estas lograssem alcançar um índiceexpressivo de desenvolvimento.(E) A nossa economia deve se ajustar a um ritmovariável = A nossa economia deve ser ajustada porum ritmo variável. medidas locais. só emissoras de ondas curtas podem operar com outros idiomas. senão em escala reduzida. que proíbe veiculações em língua estrangeira.os elementos sublinhados. Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) Ao ascender à condição de um grande sistema de mercados. (D) Assim sendo. o desejável é que pudéssemos processar as matérias-primas. (B) Se os grandes centros econômicos não se emiscuíssemdecisivamente nas economias nacionais.

__________________________________________ 12. não lhe parecendopróprio proibir esse programa. Paulo. (B) Segundo afirma Marlei Sigrist. A jornalista. que desenvolveu um estudo sobreo programa. (C) Bosco Martins sugere que. Está clara e correta a redação da seguinte frase: (A) Mixto de termos indígenas e hispânicos. em 1727. 18/06/2003) 11. afirma Marlei Sigrist. que era a principal língua brasileira nacolonização”. III. (D) econômica.(Laura Mattos. informou-se com autoridades e especialistase deu voz ao público diretamente envolvido. idiomas a cujos vieramsomar-se termos indígenas. (E) A opinião de Marlei Sigrist. (E) política. (C) D. João IV. despertou viva polêmica acerca doque vem a ser uma língua nacional. A controvérsia de que trata o texto é de naturezaeminentemente (A) jurídica. “A lei que estabelecerestrições a irradiações em língua estrangeira não pode seraplicada ao nheengatu. de Marlei Sigriste de Marcos Bitelli convergem no fundamental – alíngua nheengatu deve ser preservada – mas sãoomissas quanto à legitimidade ou legalidade doprograma de rádio. Calcula-se que seja utilizado por cerca de 370 mil pessoas no MS. (D) I e II. __________________________________________ 13. Está correto o que se afirma SOMENTE em (A) I. que recebeu do ministério solicitação paraencaminhar informações sobre o programa.querem cometer mais um”. o“Nheengatu” não pode ser proibido. contra aqual parece ter-se insurgido o Ministério dasComunicações. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 13 . afirmou Bosco Martins.programa da FM educativa de Campo Grande que vai ao ar três vezes por semana e tem estréia marcada na TVE do Estado emagosto. “O nheengatu foiproibido por D. em curso noministério: essa é ou não é uma língua “estrangeira”?“Além de tantos crimes históricos contra os índios. professora daUniversidade Federal do MS. pois envolve interesses particulares quedependem de recursos públicos. A essa população é dirigido “Nheengatu”. mediante o que devem se engajar osdefensores das minorias. Atente para as seguintes afirmações: I. permanece vivo como uma forma deresistência cultural”. para dar notícia do fato polêmico. em 1727. especialista em leis de radiodifusão. João IV. dentre os crimespor ventura já imputados contra os índios. pois implica conflito de interesses entre osdiferentes poderes do Estado. já que se trata de qualificar a forma deexpressão de uma coletividade.indígenas com espanhol e português. é que a divulgação donheengatu constitui uma forma de resistênciacultural. de sorte que só estefato teria argumentos para se contraditarem àacusação de que é uma “língua estrangeira". (B)) II. já que se trata de decidir sobre a vigênciaou não de uma lei de 1963. (D) A ilegalidade do programa radiofônico. promulgou uma lei emque este era terminantemente revogado. em favor a qual háargumentos antropológicos. II. __________________________________________ 14. Folha de S. que recorreu a especialistas paramelhor se informar em face da questão. o nheengatu temcaráter preservativo. Sua sobrevivência no rádio e sua migração para atelevisão são objetos agora da seguinte análise. Hoje.caso entenda a justiça que o “Nheengatu”tipifica uma veiculação em língua estrangeira. idioma com o qual seveiculará o mesmo programa. (C)) cultural. cuja a línguaé o nheengatu. conquanto represente umaresistêncial cultural contra todos os que vão aoencontro do princípio de sua conservação. (D)) A transmissão do programa pode vir a ser interrompida. Está correto o emprego de ambas as expressõessublinhadas na frase: (A))Atransmissão do programa “Nheengatu”. presidenteda FM e da TVE. o nheengatu remonta ao regime colonial. talinterdição lhe soa como mais um.onde D.investigou-o. segundo oAurélio. (B) histórica. o quecontraria o disposto na lei de 1963. pois remonta a um documento produzidoem pleno período colonial. (C) III. talvez já tenham merecidoalguma contestação quanto ao fato de seremlínguas nacionais. em 1727. (E) Não é pouco representativa a cifra de 370 milfalantes do nheengatu. o nheengatu originou-se do período da colonização brasileira. foi aventada pelo Ministério dasComunicações. (E) II e III. já manifestava a preocupaçãoem que o predomínio de uma língua estrangeiradiante da língua oficial representaria um risco para oprocesso de colonização.Para Marcos Bitelli. João IV. O argumento de que se vale Marcos Bitelli permitedepreender que razões de ordem histórica devemser levadas em conta num processo de avaliaçãodo que seja uma “língua nacional”. As observações de Bosco Martins. (B) O português e o espanhol. que queria oficializar oportuguês.

(C) Se o conteúdo veiculado pelo programa “Nheengatu”vier a se revelar nocivo. e não como ameaçasocial. chegando a ser proibidopor D. (E) Caso politicamente não convenha às autoridades doMinistério das Comunicações proibir o programa“Nheengatu”. valeu-se do dicionárioAurélio. (B) A menos que fosse nocivo o conteúdo veiculadopelo programa “Nheengatu”. __________________________________________ 19. precavidamente. A má redação tornou incoerente a seguinte frase: (A) Embora seja compreendido e falado por umaminoria. Quanto à necessidade ou não de utilização do sinal decrase. __________________________________________ 20. ondas curtas. uma mistura de termosindígenas com o português tem suas raízes noperíodo colonial brasileiro. parece anacrônico hoje em diaestabelecer o confinamento. (E) Muito embora seja compreendido e falado por umapequena minoria. só emissoras de ondascurtas podem operar com outros idiomas. (D)) As decisões que se tomam à revelia do interessedas populações são semelhantes àquelas tomadasna vigência dos atos institucionais da ditaduramilitar. não há razões para que se venha aproibi-lo. medianteautorização do Ministério das Comunicações. não podendo ser abolidopor decreto. apossível proibição ao “Nheengatu” parece soarcomo: mais uma violência injustificável. uma forma de resistência. (E)) A menos que o conteúdo veiculado pelo programa“Nheengatu” possa ser considerado nocivo àcomunidade. No contexto da frase Pela regra. está inteiramente correta a frase: (A) Quem está à alguma distância de Campo Grandenão pode avaliar à contento o mérito da polêmica àque se refere o texto. _________________________________________ 16. (E) Quem se manifeste contrário à uma únicamanifestação de arbitrariedade está manifestandosua hostilidade à todas as medidas arbitrárias. por si só. isso não deixariade constituir um fato de relevância cultural. Para se atender às normas de concordância. tendo os índios sido vítimas de tantos crimes. (B) A indignação de Bosco Martins é das mais justaspois. recorresse a um especialistaem línguas indígenas. (D) Dado que a lei de 1963 não podia prever o adventoda Internet. o nheengatu não deixa de ter umsignificativo valor cultural. só assim se pudessecogitar de proibir sua transmissão. (C) Tem havido muitas pressões para garantir os direitosdas minorias.15. tais como a utilização e a veiculaçãode línguas que resistem ao desaparecimento.o programa “Nheengatu” deverá ter sido proibidopelas autoridades. João IV em seu intuito de oficializar oportuguês. (C) O fato de que cerca de 370 mil pessoas utilizam onheengatu. (B) Não é aqueles que se instalam nos gabinetes oficiaisque cabe a interdição do uso de uma língua à cujapreservação estejam devotados milhares de falantes. (C) Quem visa à restringir a utilização de uma língua dasminorias deveria também se ater à toda e qualquermá utilização das chamadas línguas oficiais. (B) Em virtude de ser compreendido e falado por umaminoria. é precisocorrigir a forma verbal sublinhada na frase: (A) Não nos parece que sejam irrelevantes quaisquermedidas que visem à preservação de línguasutilizadas pelas minorias. (D) Ainda que o nheengatu fosse compreendido e faladopor poucas centenas de pessoas. mereceria. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 14 . à freqüência de. emvez de um dicionário. mas certamente obteria melhores e maisprecisas informações acerca do nheengatu se. tampouco poderia seranalisado como um fato cultural de relevância. (D) No caso de que o programa “Nheengatu” secaracterizasse por transmitir idéias nocivas àcomunidade. __________________________________________ 18. dos programas de rádio transmitidos emlíngua estrangeira. este será mantido em sua formaoriginal. (D) As populações a quem interessa preservar seusdireitos históricos devem unir-se e mobilizar-secontra medidas autoritárias. __________________________________________ 17. Está inteiramente adequada a pontuação do seguinteperíodo: (A) Consta que o nheengatu. o nheengatu deveria ser visto como provada resistência de uma cultura. (B)) Que não se meça esforços para se preservar ouresgatar um fato cultural que ajude a compreender onosso passado histórico. Está adequada a articulação entre os tempos verbais nafrase: (A) Caso venha a ser considerado nocivo à comunidade. (E)) A repórter. cabe cogitar sua proibição. o nheengatu tem o direito de ser preservadocomo uma língua de uso. uma atençãoespecial não só das zelosas autoridades federaiscomo de todos aqueles que têm visto na culturapopular. não há razões para quese o houvera proibido. (C)) A menos que o nheengatu fosse compreendido efalado por poucas pessoas.

(B) II e III. Em relação ao texto. apenas. Revista VEJA. (C) I e III. (B) I e II. (B)) da fixação do valor monetário de uma determinadacesta de bens e serviços.O mesmo argumento vale para a linha de indigência. apenas. a contagem dospobres é realizada da seguinte forma: admite-se. O acesso ou falta de acesso a determinados bens eserviços é um critério pelo qual se identificam os que estão acima e os que estão abaixo da linha depobreza. (D) I e II. No segundo parágrafo. apenas os alimentos mínimosnecessários para que a pessoa permaneça viva. (C)) II. definir o que é umpobre. De acordo com o texto. tambémchamado de linha de pobreza. __________________________________________ 3.) à qual todo mundo deveria ter acesso para nãoser considerado pobre. II e III.moradia etc. certamente isso não seria verdade. São aspessoas que pedem dinheiro nas ruas ou vivem de trabalhosprecários.teoricamente. transporte. II. em primeiro lugar. (D) dos critérios acadêmicos que permitem subestimaras diferenças regionais. (André Lahóz. II. Considerando-se o contexto. apenas. Na maioria dos trabalhos acadêmicos. Portanto. A maioria das pessoas tem uma precária definiçãodo que seja pobreza. o termo mediante tem o sentido de salvo. 15/05/2002) 1. Pouca gente teria dificuldade em dar sua própria definição. traduz-se corretamente osentido de uma expressão do texto em (A)) embora suficiente = ainda que bastante SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 15 . Ou seja. que passa fome durantevários meses do ano. __________________________________________ 2. precariedade que comprometeo nível das pesquisas acadêmicas sobre otema.a linha de indigência. quem está abaixo da linha de indigência nãoconseguiria sequer sobreviver – se o faz é porque complementaminimamente sua renda com esmolas ou algum tipo de culturade subsistência. mas em comparação comum miserável do interior do Nordeste. Embora suficiente para conversas informais sobre oassunto. (C) uma série de alternativas. o número de pobresdepende sempre da definição do que é a linha de pobreza. (D) II e III. (B) uma concomitância de fatos. Acesta de bens inclui. III. uma quantificação objetiva donúmero de pobres no Brasil depende (A) de uma fixação criteriosa do que seja. (C) dos padrões que venham a ser fixados pelaOrganização Mundial de Saúde. III. (E) de pesquisas orientadas por diferentes critérios emetodologia. __________________________________________ (TRT-17 ana jud 2004) Atenção: As questões de números 1 a 15 referem-se ao textoque segue. é vital avançar para uma definição maisrigorosa. trata-se de definição muito imprecisa. atribui-se um valor monetário aessa cesta (que pode variar de região para região). Considere as seguintes afirmações: I. a utilização das expressões emprimeiro lugar. A seguir. o termo só tem o mesmo sentido que assume numafrase como Foi encontrado só.Provavelmente a maioria diria que os pobres são aquelesque ganham mal e têm pouco ou nenhum patrimônio. (E) III. podem operar com outros idiomas equivale apodem se valer de outros idiomas em suastransmissões. Para que a discussão sobre o tema possa ser feita embases mais sólidas.I. está correto o que se afirma em (A) I. __________________________________________ 4. (D)) um encadeamento de operações. verifica-se quem temrenda superior ao valor da cesta (os que não são pobres) equem tem renda inferior (os que são pobres). está correto SOMENTE o que seafirma em (A) I. É claro queaqueles com renda inferior não conseguem comprar todos osbens e serviços da cesta. Pobreza e indigência Como se quantifica o número de pobres existentes noBrasil? É necessário. de acordo comos padrões da Organização Mundial da Saúde. nesse caso. a seguir e a partir daí presta-se adescrever uma metodologia de trabalho baseada em (A) um alargamento de possibilidades. uma cesta de bens e serviços (alimentos. que representa um recurso adicional que não élevado em conta pelos pesquisadores. (E) uma sucessão de hipóteses. exatamente. Porto Alegre ou Rio deJaneiro? Em comparação com os patrões. em seu quarto. em primeirolugar. Em relação ao enunciado. A linha de indigência é definida pelo acesso parcialde um indivíduo tanto aos bens como aos serviçosconsiderados essenciais para o pleno exercício desua cidadania. é razoável imaginarque elas sejam consideradas pobres. A partir daí. (E)) I. apenas. Um exemplo:como qualificar empregadas domésticas que trabalham emcasas de famílias ricas de São Paulo.

quem estiver abaixo da linha deindigência não terá conseguido sequer sobreviver. (B) Quem dispuser de recursos suficientes para a aquisição de todos os bens e serviços indicados estarão acima da linha de pobreza. (B) se complementa sua renda com esmolas.(B) em bases mais sólidas = de modo mais especulativo (C) atribui-se um valor monetário = calcula-se a demanda (D) cultura de subsistência = hábitos da pobreza (E) recurso adicional = atribuição necessária __________________________________________ 5. Na frase Admite-se uma cesta de bens e serviços à qualtodo mundo deveria ter acesso. __________________________________________ 7. A proximidade entre termos inclui e apenas gerauma contradição que prejudica o sentido da frase. nesse tipo de cesta básica. apenas osalimentos mínimos necessários para que a pessoapermaneceria viva. nesse caso. mais do que um salário mínimo. consideram-se que estão abaixo da linha de indigência. (D)) Não se sabe exatamente quais bens e serviçoscompõem essa cesta. mesmo porque se há muita gente que o façanão quer dizer que todos eles tenham uma claradefinição do que venha ser pobreza. (D) de cuja todos pudessem ter acesso. uma definição de pobreza. a expressão de acordo com os padrões daOrganização Mundial da Saúde tem dupla leitura. A redação desse período do texto deve ser aprimorada. injustamente. __________________________________________ 10. apenas os alimentosmínimos necessários para que a pessoa permaneça viva. __________________________________________ 9. (D) terão sido incluídos. (D) A dificuldade de se quantificar os pobres do Brasildeve-se à falta de precisão com que ela é feita. (E) têm sido incluídos. a forma verbal resultante será (A) está incluído. (B) Para que uma discussão sobre o tema venha a serfeita em bases mais sólidas. comesmolas. (D) Teoricamente. __________________________________________ 11. Os tempos verbais estão corretamente articulados nafrase: (A) Para que a discussão sobre o tema pudesse serfeita em bases mais sólidas. por (A) a que todos deveriam ser acessíveis. III. a falta derigor desse conceito torna imprecisa a demarcaçãodo que se entende por linha de pobreza. II. (C) A cesta de bens incluiria. No contexto do último parágrafo. não são consideradas essenciais. (C) Como não há clareza quanto a uma definição de pobreza no Brasil. (E) pela qual todo mundo poderia contar.mesmo porque não há clareza entre aqueles quepretendem definir o que a pobreza seria efetivamente. a construção se o faztem o sentido de (A) se está abaixo da linha de indigência. Quanto à concordância verbal. (B) para a qual todo mundo estaria disponível. Está inteiramente clara e correta a redação da seguintefrase: (A)) Não obstante muita gente seja capaz de formularsua própria definição do que é um pobre. __________________________________________ 8. (E)) Teoricamente. nesse caso. (C)) são incluídos. quem estivesse abaixo da linha deindigência não conseguiria sequer sobreviver. sem prejuízo desentido. jáque o contexto do último parágrafo não permitesaber de que caso se trata.pois tanto pode se referir a permaneça viva quantoa alimentos mínimos necessários. A cesta de bens inclui. quantomais quantificá-los.de acordo com os padrões da Organização Mundial daSaúde. viagens delazer.pois I. (B) Não é simples quantificar os pobres que existem noBrasil. o segmento sublinhadopode ser corretamente substituído. (C)) cujo alcance fosse possível a todos. (B) estarão incluídos. __________________________________________ 6. esta falta de rigor leva a umcritério pelo qual é incompatível a quantificação dospobres existentes em nosso país. (D) se representar um recurso adicional. Transpondo-se para a voz passiva a frase A cesta de bensinclui apenas os alimentos mínimos necessários àsubsistência. será vital avançar parauma definição mais rigorosa. (C) Não se inclui. pois caso contrário haveriauma tal oscilação nos critérios que se tornaimpossível não apenas definir os pobres. entre os bens e serviços. (E) Embora se saiba que muita gente arrecade. cada um de acordo com seuscritérios. (E)) se consegue sobreviver. que. (C) se considerarmos a teoria. a frase inteiramentecorreta é: (A) Nenhum de nós haveriam de encontrar dificuldadeem propormos. a expressão nesse caso tem sentido obscuro. quais os produtos a que sedeve ter acesso para se situar acima da linha depobreza. É correto SOMENTE o que se afirma em SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 16 . (E) A demarcação da linha de pobreza subtende umaclara definição desta. é vital que se avançariapara uma definição mais rigorosa.

nesse caso. (D) Os que alferem lucros excessivos na exploração dotrabalho alheio também devem ser responsabilizadospelo contijente de infelizes que estão abaixo dalinha de pobreza. __________________________________________ 13. (D)) Caso tal metodologia não conviesse aos acadêmicos. corretamente. __________________________________________ 15. como é o caso dequem vive da mendicância. apenas osalimentos necessários para que a pessoa permaneçaviva por mesmo assim. (D) Há quem recrimine à cultura da subsistência. mas ao modo como o foi. Estão corretos o emprego e a flexão dos verbos naseguinte frase: (A) Quando eles virem a receber o suficiente para aaquisição desses bens e serviços. Pode-se. Nesse sentido. também o leitor deve recusar a ingênua credulidade dequem acha que uma notícia não é uma imagem construída. negamse os direitos dacidadania. teoricamente. à maioria das pessoas. (C) Não se constitue uma sociedade verdadeiramentedemocrática enquanto não venham a incluir-se nelaaqueles que. na verdade.eles tê-la-iam abandonado e substituído por outra. Entre o fato e a notícia A decantada objetividade jornalística tem. Estão corretamente grafadas todas as palavras da frase: (A) Não devem prevalescer nossas intuições ou percepçõesmais imediatas. O espaço concedido. (B) Quem se provém apenas do estritamente necessáriopara não morrer de fome inclui-se na chamada linhade indigência. (E) II e III. situar-se-ãoacima da linha de pobreza.que descuraram a implementação de medidasde caráter social. poroutro lado ela implica sempre uma dose de interpretação dessefato.duas faces: se de um lado toda notícia deve se prenderoriginalmente a um fato cuja ocorrência seja inquestionável. masa materialidade mesma do fato ocorrido. o ânguloadotado. __________________________________________ 12. vivem mais do sistema defavor que de um trabalho digno. e sem prejuízo para o sentido docontexto. (D) A maioria diria que os pobres são aqueles queganham mal por os mesmos. e nem pode haver. Ao afirmar. (E) Os acadêmicos há muito comporam uma cesta debens e serviços em cujo valor monetário se baseiampara fixar a linha de pobreza.(A) I.(Celso de Oliveira) 16. (B) Embora suficientes para conversas informais sobre oassunto por uma vez. as ênfases (intencionais ou inconscientes). (B)) A todos os que apenas subsistem. imputando-lhe à responsabilidade pelo mascaramento da real situação de miséria de muitos brasileiros. Por isso. Porisso. jornalismo inteiramente inocente. (D) I e II. os acadêmicos refutarãodemonstrando o rigor de seus critérios. __________________________________________ Atenção: As questões de números 16 a 20 referem-se aotexto que segue.ainda quando se trate do mais honesto dos profissionais. tudo issotraz para a matéria jornalística uma certa conformaçãosubjetiva. já a séculos. (E)) Ou seja. todo fato torna-se. (B) Quem atribui um valor monetário à essa cesta debens e serviços está-se habilitando à definir umalinha de pobreza. quem está abaixo da linha deindigência não conseguiria sequer sobreviver porvale dizer. mas apenas os critériosmais objetivos. o que falta à uma boa definição é o rigor deum bom critério. (C) Não falta. um fato lingüístico. (C) Se alguém se contrapor a esse método de quantificaçãodos pobres. é por meio de palavras que entramos em contatocom a base de realidade de um acontecimento. referindo-se à notícia jornalística. o estilo empregado. substituir o elemento sublinhado na frase (A) Para que a discussão possa ser feita em bases maissólidas por desde que. (E) Os que têm proventos inferiores à quantia necessáriapara a aquisição dessa cesta deixam deatender à todas as suas necessidades básicas.não há. __________________________________________ 14.também. o autor fornece umargumento para a seguinte tese: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 17 . é com a linguagem que se produzuma notícia. (E) Deve-se à inépsia ou à má fé de sucessivos governos. um dos requisitos do bom leitor de jornais ourevistas está na atenção que ele saiba dar não apenas ao fatorelatado. Justificam-se inteiramente ambas as ocorrências do sinalde crase em: (A)) Os que têm pleno acesso àquilo que oferece a cestade bens e serviços devem considerar-se à margemda pobreza. (B)) II.Ao se transformar em linguagem. uma definição depobreza. quando se trata de formular algumaprecisa definição. (C) A cesta de bens inclui. ao passo que para uns poucos reservamsetodos os privilégios. um fato lingüístico. o fato de que continua crescendo onúmero de pobres e indigentes em nosso país. também. que todo fatotorna-se. (C) III.

(C) ele teria sido relatado. Um cínico já lhe disse que elagosta de ser confundida três ou quatro vezes por dia. e nem pode haver. (B) Quase sempre (tocar) mais os leitores a violência deum fato do que a violência com que o texto o retrata. II. somente. imagina ela. somente. (D) I. Sabíamos que. (D) o haviam relatado. obtém-se a forma ao modo como (A) isso foi relatado. mas uma decorrênciada tese central defendida pelo autor do texto. que costumam desprezar suaprópria cultura.(A) É da realidade mesma de um fato que a matéria jornalísticadepende. está correto o que se afirma em (A) I. somente. ficando assim maisbem informada.não sabem o que seja receber a visita de ummédico. escolher de que lado está a verdade. II e III. (B) Já lhe disse um cínico que ela gosta de ser confundidatrês ou quatro vezes por dia. Por isso. (D) I e III. __________________________________________ 21. apenas começam a se interessarpelo cinema nacional. somente. entre o fato gerador da notícia e ofato relatado. A frase não há. no segundo parágrafo. (B)) se o relatou. (C) O jornalismo competente é aquele em que a plenatransparência da linguagem garante a transparênciada realidade mesma do fato. nãofalta quem o julgue um ingênuo. __________________________________________ 20.A supressão das vírgulas altera o sentido do que está em (A) I. III. A expressão ingênua credulidade. (B) A ocorrência de um fato e a sua divulgação jornalísticasão realidades em si mesmas contraditórias. somente. Os brasileiros. um dos requisitos do bom leitor de jornais erevistas está na atenção que ele saiba dar não apenas aofato relatado. (E) Não (dever) arrefecer os ânimos de um bem-intencionadojornalista a convicção de que suas palavraspodem traí-lo. A expressão conformação subjetiva. (E)) A leitura crítica não se prende apenas ao fato quegerou a notícia. Os moradores daqueles vilarejos. ele crê. tão abandonados. imaginando que assimfica mais bem informada. lê três ouquatro jornais por dia. (E) o têm relatado. III. somente. (E) Mal começou a falar e já percebi que trazia umanotícia preocupante. somente. outraspalavras poderão demolir. (D) Para ficar mais bem informada. mas ao modo como o foi. II e III. a clareza e a articulação lógica dasfrases acima no seguinte período: (A) Imaginando que fica mais bem informada por ler trêsou quatro jornais por dia. a par de ficar mais bem informada. Considere as seguintes afirmações: I. (D)) Ele não ouve tão-somente o que é dito. naquela manhã. (B) I e II. somente. (D) Tudo aquilo que com palavras se (instituir). (B) I e II. um cínico já lhe disse quegosta de se confundir três ou quatro vezes por dia. (E) II e III. ao passo SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 18 . (C)) II e III. tem sentido vago.Mantêm-se o sentido. __________________________________________ 19. se quiser ser inteiramente objetiva. Para atender às normas de concordância. refere-se ao leitor que considera a notícia um espelho que reflete a verdade incontestável do fato. pois não há exemplosque a materializem. é precisoaprender a ser um bom leitor. __________________________________________ 17.de fato.Existe uma articulação lógica entre os dois elementossublinhados na frase acima que também ocorre em: (A) Antes de se tornar um bom escritor.ela pode confundi-los três ou quatro vezes por dia. jornalismo inocentenão é uma acusação moral. o verbo indicadoentre parênteses adotará obrigatoriamente uma formado plural ao se flexionar na frase: (A)) Uma característica que (costumar) apresentar ostextos jornalísticos é a ênfase em determinadodetalhe do fato noticiado. Considere as seguintes frases: I. (C) Um cínico já lhe disse que ler três ou quatro jornaispor dia indica que. (E) III. no primeiroparágrafo. haveríamos dereceber alguma triste notícia. em tudo o que lê. mas à forma pela qual estaforçosamente o interpreta. II. (C)) I e III. Ela lê três ou quatro jornais por dia. (C) Não se (atribuir) aos jornalistas a total responsabilidadepelo viés interpretativo das notícias. tambémsabe avaliar o silenciado. (C) Apesar de dizer que desconfia da imprensa. (B) Embora ele se considere uma pessoa crítica. __________________________________________ 18. (D) Cabe ao leitor. Em relação ao texto. Alterando-se a voz verbal da expressão ao modo como orelataram. este jáé um atributo da própria linguagem. __________________________________________ 22. muito embora leiatrês ou quatro jornais por dia.

e pediram paramim por pediram-me. Vê esses discos? Não. A escrita das leis e atos normativos. Linguagem – atividade construtiva. e para mim apurarpor para eu apurar.apegado a eles . verifica-se que está correta SOMENTE a frase: (A) Nem mesmo do assunto que ele diz ser um grandeespecialista ele é capaz de dominar. (B) sujeita a interpretação exata das leis à supremaciado Código Civil Francês. o Código Napoleônico.que um cínico diz queprefere se confundir três ou quatro vezes por dia. Carlos.apegado-lhes . (E) enfatiza a clareza resultante da constante institucionalização da escrita jurídica. 1977) 1. respectivamente: (A) empresto-os . segundo váriosautores. (D)) A proposta a que ele recusa dar seu apoio acabarásendo vitoriosa. (E)) Disse-lhe um cínico que.A frase acima ficará inteiramente correta substituindo-se (A)) levaram ele por o levaram.procurou-se criar uma linguagem para expressão das leis e atos normativos pautada na abstração e na técnica. que ninguém se esquecerá tãocedo.querolhes (D) os empresto . não empresto esses discos aninguém. e levaram elepor ele se deixou levar.. no entanto. SãoPaulo: Brasiliense.. foi a primeira codificação de leis realizada na França em 1804 – o Código Civil Francês. (E) Não se sabe por não se sabem.apegado a eles . (E) E aquela sua prima.quero-os (E) empresto-os . O avanço das legislações redundou em uso de termos específicos em demasia. Sinto-me tão apegado a esses discos. quimérica a possível clareza – idéia de que algo apreendido seria claro. capaz de esclarecer ambigüidades e vaguezas. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 19 . ou Código Napoleônico. (C) para mim apurar por para eu apurar. através da criação de uma semântica artificial. ao se imaginar mais beminformada por ler três ou quatro jornais por dia. (C) critica a universalização e a neutralidade da linguagem jurídica escrita. oque torna intrigante o sucesso em que desfrutamjunto ao público. a menos que contra ela se insurjamalguns governistas. quando fosse possívelreconhecê-lo em qualquer situação e não confundi-lo com qualquer outra coisa. (B) valoriza a escrita usual. Resultou. (FRANCHI. (E) vê na criação de uma semântica artificial uma manifestação representativa do final da Idade Média. (C)) explora propostas relativas a critérios a serem adotados para a escrita das leis e atos normativos. __________________________________________ 2. (D) aponta a abstração e a técnica como instrumentos de interpretação exata dos atos normativos. promovendo uma constante industrialização da escrita jurídica. (D) condiciona a clareza das leis e atos normativos à influência de línguas clássicas como o Latim e oGrego. Queroesses discos sempre perto de mim.quero-lhes __________________________________________ 25.quero-os (C) lhes empresto . (D) levaram ele por levaram-lhe. e não deicom por não relevei. e para mim apurarpor para eu apurar. em muito ajudada por termos técnicos derivados de línguas clássicas como o Latim e o Grego Tal tipo de escrita visava à universalização e tinha pretensões de neutralidade. (A)) encara a institucionalização da escrita jurídica comoum resultado negativo da busca de clareza das leis. deu-se bem no cargo em que foi transferida? __________________________________________ 24. O texto (A) considera a abstração e a técnica os instrumentos mais eficazes para a interpretação das leis.a eles apegado . (TRT-23 ana jud 2004) Instruções: As questões de números 1 a 7 referem-se ao texto que segue. A manifestação mais representativa do final da Idade Média e início da Idade Moderna.apegado a eles . Evitam-se as abusivas repetições do texto acima substituindo-se os segmentos sublinhados por. retiraria elementos da escrita usual e procuraria eximilos de suas ambigüidades. No início do século XIX. (C) Não se sabe com que subterfúgios ele se valerápara afastar o subordinado que ele teve umaaltercação na semana passada. (B) Não se sabe por Não se sabem. quando ascendia a burguesia.os quero (B)) os empresto . elade fato gosta de se deixar confundir três ou quatrovezes por dia. Não se sabe ao certo quais motivos levaram ele a renunciar. __________________________________________23. (B) Há livros em cujo conteúdo pouco se aproveita. percebida através da linguagem jurídica escrita. vaguezas. Atentando-se para as normas de regência verbal ounominal. O texto.pediram para mim apurar os fatos. ainda. além do que a busca maior era a produção de leis tão claras que dispensassem interpretação. mas até agora nãodei com nenhuma justificativa satisfatória.

expressão das leis e . (E)) vários.. (D)) vê na diferença entre os indivíduos uma força capaz de estreitar as relações sociais. sem conceder privilégios a uns e restrições a outros. visto ser a busca maior a produção de leis tão claras que dispensassem interpretação. complementar. essa afirmação é utópica. que supervaloriza um em detrimento de outro.à .... A diferença precisa ser concebida assim: algo produtivo.a __________________________________________ Instruções: As questões de números 8 a 15 referem-se ao texto que segue.. __________________________________________ 4. II.. (E) vários autores. (E) Uma vez que tal tipo de escrita visava à universalização e tinha pretensões de neutralidade. em uma sociedade. __________________________________________ 9.) retiraria elementos da escrita usual. tal tipo de escrita visava à universalização e tinha pretensões de neutralidade.. F. (C) Sendo que a busca maior era a produção de leis tão claras que dispensassem interpretação. visava à universalização e tinha pretensões de neutralidade.3. (C) considera o etnocentrismo uma postura produtiva na sociedade atual. não obstante essa diferença não dever gerar desigualdade de oportunidade. A integração do negro na sociedade de classes. A sociedade avalia a existência da diferença como negativa.a (E)) há .a . (C)) seriam retirados.à (D) a . (B) idéia.a .à (B) há . A partir desse pensamento é possível conceber as relações sociais como despidas de preconceitos e fundamentadas na aceitação do outro. (E) tinham sido retirados. pois a sociedade ainda não conseguiu distinguir as diferenças e articulá-las. outras questões sociais. (E) associa a discriminação ao caráter hierárquico da diferença. a coexistência entre os diferentes é necessária. (B)) elementos. O ideal é ser igual. __________________________________________ 7. Passando para a voz passiva a frase A escrita das leis e atos normativos (. (D) jurídica. Trata-se de uma questão que tem por princípio o respeito ao indivíduo. (B) apóia o fato de a sociedade conceder privilégios a uns e impor restrições a outros. A mesma regra que justifica a acentuação no vocábulo início aplica-se em (A) técnica. podem conviver com suas diferenças concretas.São Paulo: EDUSP. (C) possível. ter consciência de que. para todo cidadão.à . a busca maior era a produção de leis tão claras que dispensassem interpretação.a (C) a . é necessário compreender o outro nos seus próprios valores e não ter como base os nossos próprios. visava à universalização e tinha pretensões de neutralidadetal tipo de escrita. __________________________________________ 5. Os direitos devem ser proporcionalmente iguais aosdeveres impostos ao cidadão. __________________________________________ 6. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 20 . (C) escrita usual... Considere as seguintes afirmações: I. pois. O texto (A) valoriza os valores individuais como condição para aceitação dos valores alheios. obtém-se a forma verbal (A) teriam sido retirados. 1976). Reestruturando-se o quarto parágrafo do texto. (B) retirar-se-ia. É importante.. III. (B) Ainda que a busca maior fosse a produção de leis tão claras que dispensassem interpretação. mantémse o sentido original apenas em: (A) Tal tipo de escrita. muito tempo uma linguagem adequada . (D) escrita das leis.. 8. tal tipo de escrita visava à universalização e tinha pretensões de neutralidade. (D)) Acrescentando-se que a busca maior era a produção de leis tão claras que dispensassem interpretação. O pronome sublinhado em procuraria eximi-los de suas ambigüidades refere-se a (A) atos normativos. Essa é uma visão relativizadora. e a viabiliza como uma complementação do outro. brancos e negros relacionamse necessariamente uns com os outros. a fim de evitar o preconceito. As diferenças existentes entre os indivíduos nãodevem ser pretexto para discriminá-los.. contrária ao etnocentrismo. e os direitos devem ser proporcionalmente iguais.à . Aceitar o diferente impede a transformação da diferença em uma hierarquia.(FERNANDES.. Hoje. (D) teriam retirado.. Assim..As lacunas da frase acima serão corretamente preenchidas por (A) a .. Nossos próprios valores medem-se pelo valor queatribuímos àqueles que convivem conosco. o diferente é discriminado e. Busca-se ..

(C) aonde o princípio é o respeito ao indivíduo. o autor formula a hipótese deque deverá haver um choque cultural. (D) com a qual o princípio é o respeito ao indivíduo.Está de acordo com texto o que se afirma APENAS em (A) I. (B) extensão.. provocado pela (A) precariedade do estágio técnico em que ainda seencontra a sociedade do Sudão. De fato.pois há a idéia de que um código exaustivo garantiria ofuncionamento de uma comunidade justa. enquantoa vida da tribo era regrada por poucas normas quase sempreimplícitas – ou seja. (E)) aos outros. (E) condição.paliativo . detrimento serão substituídos. O segundo parágrafo do texto. (Contardo Calligaris. ao menos. correta e respectivamente. essaproliferação revela a angústia de uma cultura insegura de suasopções morais. muitas obrigaçõescomuns. __________________________________________ 12. (E) senão. apresenta. (B)) cujo princípio é o respeito ao indivíduo. __________________________________________ 11. (C) III. Qual será o maior estranhamento para essesjovens? A neve e a calefação? Os celulares? A Internet? (.revés. (E) pela qual o princípio é o respeito ao indivíduo. (D)) ilusória . que estão sendo distribuídos pelos EUA. em relação aoprimeiro. pp. por (A) aparente . (C) excessiva informalidade do sistema jurídico norteamericano. os termos utópica.2004. Na relação entre o vocabulário e os efeitos de sentido do texto. O segmento Trata-se de uma questão. (D) pelos outros. São cinco milrefugiados.malogro. ou quase.bloqueio . 66/68) 1. está corretamente completado em (A) cujo o princípio é o respeito ao indivíduo. (C) embate. tão freqüentemente denunciado. (B) por isso. mantém-se o sentido original substituindo-se a expressão sublinhada por (A) além de. (D) adição. Paramuitos. (B) virtual . restrição. (D) distanciamento. __________________________________________ 13.. (B) dificuldade que têm os brancos americanos de conviverem com outras etnias. __________________________________________ 15. O elemento assinalado em coexistência traduz idéia de (A)) união. Paulo: Publifolha. uma (A)) conseqüência. (C) finalidade. Leis para indigentes morais Acaba de chegar a Massachussets um grupo deadolescentes sudaneses que viajaram diretamente da Idade daPedra.limitação . pela confiança de todos numa moralcomum tácita. Ao referir-se à migração de um contingente de jovenssudaneses para os EUA. compilamos uma casuística da qual esperamos que diga exatamente o que fazerem cada circunstância. Terra de ninguém. Por sermos indigentes morais. (C)) a despeito de. O dito legalismo da sociedadeamericana. Nossas leis tornam-se cada vez mais detalhadas. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 21 . Na frase não obstante essa diferença não dever gerar desigualdade de oportunidade. Nãopodemos confiar numa inspiração moral compartilhada. a viagem de avião é a primeira experiência em um transporte motorizado. (B)) II.. (B) concessão.) O susto virá da quantidade de leis formais detalhadas e explícitas que regram a vida americana.prejuízo (E) viável . __________________________________________10. (C) dos outros. (E) I e III. (E) fragilidade das regras que estão implícitas na vidasocial dos sudaneses. para a América do século XXI. (E) divergência. A expressão sublinhada em relacionam-se necessariamente uns com os outros está corretamente substituída em (A) por outros. (D) porquanto.exceção .A tentativa de animar uma comunidade por umalengalenga de leis testemunha a fraqueza do vínculo social.omissão .aperfeiçoamento. é apenas o sinal dessa indigência. S. (B) para com os outros. (D)) exagerada minuciosidade das normas jurídicas vigentes nos EUA. (C) discutível .enfraquecimento. por isso inventamos regras para ter. __________________________________________ (TRT-22 ana jud 2004) Atenção: As questões de números 1 a 15 referem-se ao textoque segue. (D) I e II. __________________________________________ 14..

de cujo muitosquerem interpretar como um rigoroso legalismo. implícitas. (B)) a especificação das obrigações que temos uns comos outros não é inspirada por uma moral queefetivamente compartilhamos. __________________________________________ 6. (D) A vida da tribo era regrada = regrava-se. (E) III. (B) Todos podemos testemunhar de que é inútil tentaranimar uma sociedade através de uma lengalengade leis. (D) I e II. (D) suposto . (C)) I e III. (D) A propósito das leis norte-americanas. pois ela está longe de valer como um conjunto de princípios autênticos. somente. (C) propalado .precariedade. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 22 . Está INCOERENTE com o texto a reconstrução da fraseacima em: (A)) A compilação de uma casuística vai de encontro ànossa indigência moral. somente.). __________________________________________ 8.indicado . Indica-se uma alteração da voz verbal do segmentosublinhado em: (A) Cinco mil refugiados estão sendo distribuídos pelosEUA = foram distribuídos.respectivamente.2. (E) O rigoroso detalhismo de nossas leis. cuja destinaçãotudo o que sabemos é que é a mais variadapossível.insolvência.impropriedade.. quando melhorseríamos reconhecer-lhes a indigência moral a quecorrespondem. (D) A razão de compilarmos uma casuística está no fatode sermos indigentes morais. Por sermos indigentes morais. dispensamos valores do que se costuma chamar umainspiração moral compartilhada.penúria.acusado . (E) a expressão lengalenga de leis aplica-se aos casosem que as normas jurídicas pecam pelo excesso degeneralização e pela imprevidência. (B) II e III. __________________________________________ 7. costumamosfalar em formalismo e legalismo. (D) os vínculos sociais. (C) É o fato de sermos uns indigentes morais que nosleva a compilar uma casuística.constitui. (E) A compilação de uma casuística decorre diretamentede nossa indigência moral. (E) Se é da confiança coletiva que decorrem. (B)) chamado . o sentido de (A) assumido . Não existiria a “indigência moral”. No contexto da frase O dito legalismo da sociedadeamericana.injuriado . (C) Não há uma inspiração moral a cujo compartilhamentonos faça ter confiança em um mínimo deprincípios.há uma grande insegurança dos seuscomponentes quanto às normas e valores quedevem reger a vida social. (B) Compilamos uma casuística em virtude de nossaindigência moral. a que especificamentese refere o autor do texto. (E)) É por isso que inventamos tantas regras = são inventadas. III.exposto .. _________________________________________ 5. quando são fortes. Considere as seguintes afirmações: I. compilamos uma casuística(. II.invectivado . somente. a força dos valores compartilhadas. os termos sublinhados têm. (C) a fraqueza dos vínculos sociais é uma conseqüênciadireta do excesso de generalização das normasjurídicas. O autor considera que a proliferação de leis.pobreza. talcomo ocorre nos EUA. Depreende-se da leitura do último parágrafo do texto que (A) quanto mais detalhista e previdente se mostra umsistema jurídico. (E) confessado . de fato. ocontingente de jovens foi distribuído pelas váriasregiões a que desde há muito já estavam destinadas. __________________________________________ 4. II e III. se houvesse aconfiança dos cidadãos em princípios morais quefossem compartilhados. Nas sociedades ditas “primitivas”. somente. na vidasocial no Sudão. __________________________________________ 3. uma vez queas do Sudão são.é da fraqueza destas que nasce o formalismo dasnossas leis. Em relação ao texto. (C)) Prevê-se que aos jovens sudaneses assustará aproliferação das leis norteamericanas. oriundo do Sudão. (B) Ao chegar a Massachussets. está correto o que se afirma em (A) I. equivale a uma compilaçãocasuística de normas. além de poucas. uma grande lengalenga. (B) Qual será o maior estranhamento para essesjovens? = terá sido. Está inteiramente correta a redação da seguinte frase: (A) Tratam-se de cinco mil refugiados. (C) O susto virá da quantidade de leis formais = deverávir. As normas de concordância verbal e nominal estão plenamente respeitadas apenas na frase: (A) As excessivas particularidades das leis que regem asociedade norte-americana devese à carência dosvalores que realmente se pudesse compartilhar. é apenas osinal dessa indigência. tão freqüentemente denunciado. na qual se busca prevertodas as circunstâncias. como a sudanesa. (D)) De uma tal compilação de casuísmos não se esperem bons resultados. tanto mais fortes são os vínculossociais.

opõe-se à concisão das normasque vijem de modo implícito na sociedade sudanesa. (D) Em suas tribos. (C) Se viajar de avião já constitui. II. uma comparação da nossa cultura com ade outros povos restitue-nos o desejo de umasociedade em que nada obstrui o caminho natural dajustiça. (B) O autor supõe que. os jovens refugiadospassarão por poucas e boas. em que se vão transformandonossos códigos. (B)) desorientada. Montaigne. a frase inteiramentecorreta é: (A) Acaba de chegar a América um grupo de sudaneses. (B) Por vezes. não haverá como pôr termo ainchação dos códigos. uma experiência assombrosa. (E) Quando à cada nova obrigação miúda corresponderuma nova norma. Não podemos confiar numa inspiração moral compartilhada. (C)) As normas da tribo. deve-se buscar um planode valores comungáveis e autênticos. massobretudo à maneira artificial pela qual pretendemaplicar-se à realidade. será afrase: (A) desde que não possamos confiar numa inspiraçãomoral compartilhada. ou não. uma possibilidade de complementaçãocorreta. III. deve seguir-se a expressão mediantesuas opções morais. os jovens sudaneses entretiam-secom as práticas da vida concreta. imagine-se oassombro deles quando haverem de entrar emcontato com nossas leis. Quanto à ortografia.por isso inventamos regras. Séculos atrás.em vez de se prescrever um rosário sem fim deobrigações pessoais. até a completaadaptação. somente. (D) A lengalenga de leis.9. __________________________________________ 10. Se sempre há quem julgue. (B)) pela razão de que não podemos confiar numainspiração moral compartilhada. III.à que se darão diferentes destinos. está inteiramente correto o que se lêem: (A)) Não terão sido expatriados esses cinco mil jovenssudaneses? Por vezes. Caso se substitua. Do ponto de vista dapopulação local. jánarrava a perplexidade de alguns índios americanos. está inteiramente correto o que se lê em (A) I. que chegaram comorefugiados. deve seguir-se a expressão por suasopções morais. deve seguir-se a expressão quanto asuas opções morais. Acima de toda casuística. certamenteà revelia desses jovens. (C) Nós não nos insurjimos contra esse despropositadoaparato de leis porque não temos quaisquerconvicções quanto aos nossos fundamentos morais. e não a uma mera catalogaçãode obrigações. Considere os seguintes períodos: I. à uma sempre crescentelengalenga de leis. (C) por isso não podemos confiar numa inspiração moralcompartilhada. II. Caso se reconstrua o período acima. deve seguir-se a expressão de cujasopções morais. essas levas de migrantes quasenunca são bem-vindas. (C) I e III.quando postos em contato com os sofisticadose artificiais procedimentos da aristocraciafrancesa.são poucas e implícitas. deve seguir-se a expressão às suasopções morais. coerente com o sentido original do período. (D) A angústia a que submeteremos esses jovens deverse-á não apenas à essa quantidade de leis. __________________________________________ 13. (E) II. um retrocesso. sem apreocupação de atentarem para intermináveiscódigos de leis casuísticas. na frase acima. visam à boa prática devalores consensuais. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 23 . o termo insegura por (A) insatisfeita. Quanto ao uso. a maior especificaçãodos códigos uma garantia de maior justiça. (D)) II e III. a palavra refugiados éutilizada de maneira meio eufêmica. __________________________________________ 11.Quanto à pontuação. (E) desprovida. __________________________________________ 14. hátambém quem a ache ao contrário. tendo em vista à quantidade deleis às quais deverão obediência. Todas as formas verbais estão adequadamente flexionadasna frase: (A) Os jovens que proviram do Sudão assustar-se-ãocom a quantidade de casuísmos a que deverão sesubmeter em sua nova experiência de vida. somente. começando-se porInventamos regras. (D) carente. do sinal de crase. (E)) Deveríamos agir segundo valores com os quaisreouvéssemos o sentido do que é social.um caso de indigência moral. __________________________________________ 12. e não das obrigaçõesregulamentadas. e não soba pressão de códigos que advieram de umaprogressiva indigência moral. (C) desatenta. somente. (B) I e II. capazes depromover uma conduta social naturalmente justa.Ele manifesta clara preferência pela primasia dosvalores morais comuns. para essa leva dejovens. num de seus ensaios. às quais faz o autor referência. (E) O autor do texto deplora nossos códigos casuísticos. (B) Países do primeiro mundo acabam catalizandomigrações em massa. Essa proliferação de leis revela a angústia de uma culturainsegura de suas opções morais. somente.

(B) Se houverem de ser consideradas as desculpas desse faltoso. excessiva particularização que só revelaa fragilidade dos princípios morais. as expressões: (A) a que . Há um excesso de leis. (E) há estas . e quando há leis em excessodeve-se reconhecer nessas leis o vício da excessivaparticularização.respectivamente. mais doque uns instantes de simpatia. é preciso corrigir a seguinte frase: (A)) Ainda que não continue a acometê-lo de modo tãoregular.cuja. Era.de quem os (D) às quais .onde. e enfrentar.cujos os (C) que . __________________________________________ 17.mas o que de fato a manchete está afirmando é: (A) Todo candidato a diplomata que não for fluente emlínguas deverá ser eliminado. mas ainda menos do que irse tornando exangue aponto de SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 24 . (D) A falta de fluência em línguas eliminará ainda maiscandidatos a diplomata. É melhor tentar fazer-se forte. (B) pela falta de critério no emprego de formas detratamento. O ruim éaquele em que as lágrimas correm sem parar e.Evitam-se as desagradáveis repetições do período acimasubstituindo-se os segmentos sublinhados. (D) Quando já não existir. entre mim e você. Uma amigaperguntoume. (B) há as mesmas .diante dos . (E)) A prevalência dos negócios públicos sobre osparticulares é tanto maior quanto mais se aprimora aconstituição do Estado. Édifícil.em vista dos . vêm-no prejudicandoesses seus destemperos. tanto mais osnegócios públicos prevalecerão sobre os particulares.para com os . (C) Somente estará tão bem constituído o Estadoquando os negócios públicos igualmente prevaleceremsobre os particulares. __________________________________________ 16. representado (A) pelo mau emprego de pronomes pessoais. como costumava ocorrer. é melhor procurar conter-se: não vai adiantar. (E) ainda que não possamos confiar numa inspiraçãomoral compartilhada. não logrou o grupo oposicionista alcançar osadiamentos que tanto lhe interessavam. por que não relevar as dos demais? (C) Apesar de todas as manobras com que tumultuara asessão. As razões KK ele deverá invocar para justificar o que feznão alcançarão qualquer ressonância KK membros doConselho. __________________________________________ 19. no entanto. como está em: (A) O Estado se constituirá de modo tanto maisaprimorado quanto mais os negócios públicostiverem prevalência sobre os particulares.reconhecê-las . em quese reavivam as nossas melhores recordações. Nos próximos dias estaremos enviandolhe nosso catálogoe o senhor estará tomando conhecimento das nossasnovas ofertas. __________________________________________ (TRT-8 tec jud 2001) Texto 1: QUANDO CHORAR Clarice Lispector Há um tipo de choro bom e outro ruim.Preenchem de modo correto as lacunas da frase acima.em cujos (E)) que junto aos de cujos __________________________________________ 20. (B) Os negócios públicos prevalecerão sobre osprivados.por (A)) as há . (B) Mais nenhum candidato a diplomata será eliminado. (C) há elas .não dão alívio.(Rousseau) Não haveria prejuízo para o sentido da frase de Rousseaucaso a reconstruíssemos corretamente. da mesma forma em que o Estado se váaprimorando em sua melhor constituição.reconhecer a elas .reconhecer nelas .junto aos . tantomelhor para os negócios públicos prevaleceremsobre os particulares.A frase acima apresenta um vício muito presente nodiscurso oral em nossos dias. (E) A fluência em línguas deixará de eliminar a maioriados candidatos a diplomata. Em razão do desrespeito às normas de concordânciaverbal. __________________________________________ 18. KK votos ele depende para permanecer naempresa. (C) pelo emprego equivocado do nosso léxico. então.cuja.a qual. respectivamente. o jornalista desejou informar que aprova de fluência em línguas não mais seria eliminatória.reconhecê-las . se não seria esse choro como o deuma criança com a angústia da fome. não haverá por quecontinuarmos juntos. Fluência em línguas não eliminará mais candidato adiplomata Na manchete acima. (E) Cada um daqueles colegas que de fato demonstraramafeto por mim receberá este livrinho. (D) as há . Só esgotam e exaurem.a qual. __________________________________________ 15. (E) pela incorreção da regência verbal.reconhecer-lhes . Quanto melhor estiver constituído o Estado. (D) À proporção que o Estado vá se constituindo.de cujos (B) de que .(D) razão pela qual não podemos confiar numa inspiraçãomoral compartilhada. Quando se estáperto desse tipo de choro. (D)) pelo mau emprego de tempos e modos verbais. (C)) O candidato a diplomata que for fluente em línguasnão mais será eliminado.ainda que não seja fluente em línguas.

respectivamente.Daqui a vinte séculos. Dispondo de poucos. são lágrimas suaves. o ano de 1966não tivera nada de importante. o leitor declarou-se insultado. ______________________________________ 03. pedindo-lhe perdão e prometendonão fazer mais.. de uma tristeza legítima à qual temos direito. a não ser o meu nascimento. Ele. (E) assim. meu juízo poderia ser reformulado. a idade do mundo poderá serdivida em antes e depois deste leitor que se chama Pereira. pedindo-lhe perdão e prometendo não fazermais.. No trecho “Quando se está perto desse tipo de choro. (D) concluindo.Homem chorar comove. nem mesmopara mim”. Disse-lhe que. são lágrimassuaves. mas. por (A) desse modo. (D) débil.Ele apreciou a hipótese.Não havia previsto essa hipótese. Disse que eu não perderianada por esperar. (B) agora. (C) trata-se de um caso de enumeração. Em “É difícil. Então. o ex-leitor conseguiu meutelefone e eu o atendi com a cordialidade profissional que ocaso exigia. Eu o desprezara.. ele nem chegou a ler. foi com tristezaque recebi a carta dessa “avis rara” que compra meus livrose os lê. (B) triste. ______________________________________ 02. com ou semgraça”. mas opteipor uma terceira via. nem mesmo para mim”. mas ainda menos do que irse tornandoexangue a ponto de empalidecer”.Ele continuava insultando. 01. O tom irônico.Isso já aconteceu uma vez. foi um ano sem graça” e em“. a não ser o meunascimento. (B) Perdi um leitor. queria que eu medesculpasse formalmente. tiveram a sorte de nascer em 1966ou em outro ano qualquer. O nascimento deleera importante. Nada aconteceu deimportante. (C) nesse caso. considerando-o semimportância. Respeito muito o homem que chora.Mas nem sempre é necessário tornar-se forte.a partir do nascimento dele naquele ditoso ano. reconheceusua luta às vezes inútil. límpido.Eu já vi homem chorar. sem alteração de sentido. Elenascera em 1966 e não podia aceitar a idéia de que nada deimportante havia acontecido naquele ano. O período em que uma oração ocupa o lugar de umsubstantivo.. A frase pode parecer de Guimarães Rosa.Transcrevo o parágrafo. produto de nossa dor maisprofunda.Nada aconteceu de importante. Dispondo de poucos. o lutador.. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 25 . até então. Responda às questões de 01 a 04 de acordo com otexto 1. mesmonão sendo meus leitores. sendo sujeito de outra. ______________________________________ 06.. Escrever é muitoperigoso. foi com tristeza querecebi a carta dessa “avis rara” que compra meus livros e oslê. (C) saturado.Citando esse início. o uso dos doispontospode ser explicado da seguinte maneira: (A) o termo que os segue é um aposto. (E) descontrolado. ______________________________________ 04. com ou sem graça. (C) Eu já vi homem chorar. predominante no texto 2. émelhor procurar conter-se: não vai adiantar”. (E) Daqui a vinte séculos. (E) Há um tipo de choro bom e outro ruim. (D) . Não me custava pedir e prometer.Temos que respeitar a nossa fraqueza. Comprou o meuúltimo romance e empacou no primeiro parágrafo. (E) após esse sinal temos um esclarecimento. que julgava inocente: “O anoda graça em 1966 foi um ano sem graça. queria que eu me desculpasseformalmente. repete-se emvários períodos abaixo. Elascorrem devagar e quando passam pelos lábios sente-seaquele gosto salgado. ______________________________________ Texto 2: AP e DP Carlos Heitor Cony Perdi um leitor. coisa que não tevegraça alguma.Além de escrever a carta. Responda às questões 05 e 06 de acordo com o texto 2. (B) o diálogo direto deve vir após esse sinal. (B) Homem chorar comove. que anotou num dos livros dele:“Somente uma besta se mete a escrever romances”Não quis insultar o leitor nem aqueles que. mas édo Otto Lara Resende. a idade do mundo poderá serdivida em antes e depois deste leitor que se chama Pereira. Quer dizer. com Jesus Cristo. as palavras relacionais sublinhadas expressam. Em “O ano da graça .. a partir do nascimentodele naquele ditoso ano. (D) Só esgotam e exaurem. exceto em (A) Ele continuava insultando. o sentido da palavrasublinhada é (A) assustado. de uma tristeza legítima àqual temos direito. (C) ". 05. (D) esse sinal pode preceder uma citação.empalidecer. coisa que não teve graça alguma. encontra-se naalternativa (A) Temos que respeitar a nossa fraqueza..” O termo destacado acima pode ser substituído. “Então. que nasceu noano zero de nossa era.nascer em 1966 ou em outro ano qualquer. meujuízo poderia ser reformulado.

Batista não soube informar o número de voluntários faltosos. 76 anos. falta ______________________________________ Texto 3: COLETA DE EMAÚS TEM BONS RESULTADOS O Movimento de Emaús realizou ontem a sua 31ªGrande Coleta. modo. Segundo o aposentado. Na ocasião. alguns dos serviçosconcentrará obras para inibir a violência dentro de casa. 07. por ter substituído osobjetos em casa. resolvi doá-los ao Emaús porque sei que irão reutilizálosdepois de fazer um conserto. para que seja comercializada na lojinhade Emaús ou nas feiras populares realizadas pelo Emaús em alguns bairros de Belém.” Sendo comum no falar inculto. corte e costura. exclusão. (C) Batista não soube informar o número de voluntáriosfaltosos. com problemas apenas no congelador. muitas pessoas SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 26 .. solda. entretanto deixou claro que a coleta não foiprejudicada. por ter substituído os objetos emcasa. companhia. não só quem compra.Apesar de não dispor de muitos recursos financeiros.Um dos colaboradores da campanha. (B) A campanha deste ano comemorou 31 anos da grandecoleta e os 32 anos do movimento de Emaús. o desvio da norma gramatical presente no trechoacima contraria a (A) concordância verbal (B) colocação pronominal (C) regência nominal (D) pontuação (E) acentuação gráfica ______________________________________ 09. ______________________________________ 08. semelhança..Sérgio Batista revelou que o dinheiro arrecadado coma venda do material será revertido em serviços que garantamos direitos da criança e do adolescente em situação de risco. foi o aposentado José Nascimento. baseada no tema “Violência Doméstica”. corte e costura. que ficou em torno de 150toneladas”. alguns dosserviços concentrará obras para inibir a violência dentro decasa.dentre os quais o registro do diálogo direto.muitas pessoas que não têm sequer um ferro elétrico seriambeneficiadas. Temos um exemplo típico de acentuação gráficadiferencial em (A) “resolvi doá-los ao Emaús porque sei que irão reutilizálosdepois de fazer um conserto”. a ação foi positiva. Segundo o secretário administrativoda campanha. “Por visar a questão da violência infantil. mas também muitascrianças e adolescentes atendidas pelo movimento. resolvi doá-los ao Emaús porque sei queirão reutilizá-los depois de fazer um conserto. estofados e áudio evídeo mantidas pela instituição. um dos ambientes apontados como principal palco deatos violentos contra crianças e adolescentes. A outra parte serárecuperada por cerca de 250 adolescentes que contribuemcom o movimento. solda. corte e costura. e dois ventiladores. (B) Um dos colaboradores da campanha. A campanha desteano comemorou 31 anos da grande coleta e os 32 anos domovimento de Emaús. entretanto deixou claro que a coleta não foiprejudicada. Sérgio Batista. estofados e áudio evídeo. O texto acima apresenta alguns problemas de redação. ajuntamento. doando objetosdomésticos. disse ele. 76 anos. (D) O material arrecadado será utilizado nas oficinas deeletrodomésticos.Cerca de 80 caminhões e 2 mil voluntários percorreram asruas de Belém arrecadando materiais.ele disse que se a população contribuísse um pouco melhor. namanhã de ontem ele fez uma doação de uma geladeiravelha. exceção (C) denominação especial. exceção.(A) origem. privação (D) posse. Por visar a questão da violência infantil. estofados e áudio evídeo mantidas pela instituição. ele disse que se a população contribuísseum pouco melhor. (DIÁRIO. descuidado ou desatento doportuguês. apesar dealguns voluntários que estavam inscritos para a arrecadaçãonão terem comparecido à ação. falta. 27 de agosto de 2001 – adaptado) Responda às questões de 07 a 09 com base no texto 3. ausência (B) proveniência. estado. umdos ambientes apontados como principal palco de atosviolentos contra crianças e adolescentes. como no trechodestacado na alternativa (A) Sérgio Batista revelou que o dinheiro arrecadado com avenda do material será revertido em serviços que garantamos direitos da criança e do adolescente em situação de risco. O material arrecadado será utilizado nas oficinas deeletrodomésticos. (C) Segundo o aposentado. “A nossa expectativa é superar a meta deobjetos recolhidos no ano passado. disse ele. (E) Na ocasião. doando objetosdomésticos. que ficou em torno de150 toneladas”. (D) O material arrecadado será utilizado nas oficinas deeletrodomésticos. (E) “A nossa expectativa é superar a meta de objetosrecolhidos no ano passado. exclusão (E) qualidade. exclusão. foi o aposentado José Nascimento. ausência. solda.

urbanismo. (E)) Acabei fazendo Jornalismo por não ter idade para cursar diplomacia. taxa dejuros. As normas de concordância verbal estão inteiramente respeitadas na frase: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 27 . I. 2 e 3.porque o aluno não sai deles com a formação necessária para lidar com a gama de situações queencontra no dia-a-dia da profissão. III e IV (C) II e III (D) I e III (E) I. __________________________________________2. com obrigatoriedade do diploma? C. Marque a alternativa que congrega afirmações acertadassobre os textos utilizados nesta prova. IV. ecologia. em nível superior. (E)) é obrigatório o diploma de jornalista para o exercício da profissão.que não têm sequer umferro elétrico seriam beneficiadas. Entende-se da pergunta feita pela revista Cult aojornalista Clóvis Rossi que. __________________________________________ 3. teoricamente. (E) I e II. III. Outra forma clara e correta de redigir o que se afirma na frase acima é: (A) Apesar de não ter idade. III. (B)) I. (B) nenhum jornalista é de fato favorável à obrigatoriedade do diploma. atualmente. mas não tinha idade – e acabei fazendo Jornalismo.R. II. A crítica feita ao autor do texto 2 desanima-o. (A) não se cogita da obrigatoriedade de diploma para os jornalistas. (C) o curso de jornalismo. é impossível que um curso de jornalismo abranjatodos os assuntos que devem ser cobrados. 10. (A) I e II (B) II. É melhor abrir para os jornais acaça a talentos em qualquer tipo de faculdade doque centrar a busca só nos cursos de jornalismo. Mas sou contra a obrigatoriedade do diploma. como não tivesse idade fuifazendo Jornalismo.. o autor utiliza siglasou abreviações que não podem ser inferidas durante sualeitura. III e IV ______________________________________ (TRT-5 tec jud 2003) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao texto que segue (trecho de uma entrevista concedida pelo jornalista Clóvis Rossi à revista Cult. Mas isso. ______________________________________ Responda à questão 10 com base nos textos 1. uma vez que ele prevê a perda de mais leitores. tanto assim que acabei por fazer Jornalismo. visto que não pudesse estarcursando diplomacia. ainda não foi reconhecido. De acordo com o texto. O último parágrafo do texto Quando Chorarcontém observação da autora sobre uma atitude incomum aogênero masculino em nossa sociedade. Não dá para ensinar agricultura. (D) ainda está para ser criado um curso regular de jornalismo. (C) Como não tivesse idade. acabei fazendo Jornalismo em vez de querer cursar diplomacia. (C) II. o jornalista entrevistado alega apenas o que está em (A) II e III. em novembro de 2002). 1. mas não tinha idade. O senhor é afavor da regulamentação da profissão de jornalista em sua forma atual. (B) Uma vez que acabei fazendo Jornalismo é porque queria cursar Diplomacia. __________________________________________ 4. É impossível uma escola de jornalismo ensinar todos os assuntos com os quais um jornalista vai lidar fatalmente naprofissão. (D) Embora quisesse. Eu queria cursar diplomacia. É impossível. o sujeito ficaria cinqüenta anos na escola e ainda assim nãoaprenderia tudo. deveria ser ensinado em qualquerescola superior – e não só no curso de jornalismo. No título do segundo texto. mas não tinha idade – e acabei fazendo Jornalismo. II.. as pessoas de fato talentosas não freqüentam os cursos de jornalismo. Os escritores dos dois primeiros textos demonstram um maior domínio da norma culta do portuguêsque o do terceiro. Na escola. (D) III. Cult O senhor cursou jornalismo na FaculdadeCásper Líbero numa época em que o diploma dejornalista não era obrigatório. o ensino de ética jornalista ainda está ausente dos cursos oficializados. oque eu realmente aprendi foi o comportamentoético que um jornalista deve respeitar. Clóvis Rossi manifesta-se contra a obrigatoriedade do diploma de jornalista porque I. que era o que eu queria. Eu queria cursar diplomacia. queria cursar diplomacia.

Está correta a grafia de todas as palavras da frase: (A) Os velhos jornalistas costumam menospresar odiploma. Atenção: As questões de números 11 a 20 referem-se ao texto que segue. (D) Instituindo-se à obrigatoriedade do diploma. mas há quem veja o diploma de jornalista como uma inutilidade. (C) lhe veja e lhe oferecem. muitos profissionais competentes poderão ficar à ver navios. um diplomado não terá acesso à nenhum órgão da imprensa. (E) veja ele e oferecem ele. __________________________________________ 5. (C) Não haveriam razões. no lugar da expressão com os quais deveria estar a expressão (A) para os quais. (C) As reportajens de um jornal são muito divercificadas.(A) Agricultura. (E) Todos os profissionais deveria preocuparem-se com um comportamento ético. que lhe seria impossível estudálas num único curso.alegando toda a sua experiência. (D) Se alguém se dispor a fazer o curso de Jornalismo apenas para obtiver o diploma. (D) pelos quais.Esse motorista. (B)) o veja e o oferecem. O motorista do 8-100 Vi chegar o caminhão 8-100 da Limpeza Pública esaltarem os ajudantes. Evitam-se as desnecessárias repetições da frase acima substituindo-se os elementos sublinhados. de quem se indiguine com a obrigatoriedade do diploma. __________________________________________ 7. que se puseram a carregar e despejar as latas de lixo. não é umconformado. Estão corretos o emprego e a forma de ambos os verbos sublinhados em: (A) Não há o que contenhe o ânimo exaltado de quem é contrário à exigência. nãoinstitue a necessária competência. pois os cursos que oferecem o diploma de jornalista não podem cobrir todas as áreas de atuação. Está correto o emprego do sinal de crase em: (A)) Quem recorre às escolas de jornalismo deve saber que terá acesso apenas às informações básicas acerca da profissão. aintransijência na obrigatoriedade do diploma dejornalista não condis com a realidade do mercado. Pegava um espanador e um pedaço de flanela. __________________________________________ 9. pelas formas (A) o veja e oferecem-lhe. respectivamente. (E) fora concedido. em vez do verbo lidar o jornalista Clóvis Rossi tivesse empregado o verbo tratar. Transpondo-se para a voz passiva a frase O jornalistaClóvis Rossi concedeu uma entrevista à revista Cult. (B) Segundo muitos profissionais da imprensa. (C) Ocorrendo à falta de talento. efazia o seu carro ficar rebrilhando de limpeza. O diploma de jornalista é obrigatório. (C) tinha concedido. (D)) São tantas as áreas que um jornalista deve cobrir. (E) Quantos alunos récem-formados num curso dejornalismo preenchem os requizitos necessários aoexercício da profissão? __________________________________________ 10. (C)) dos quais. (E) Deve-se à essa obrigatoriedade o fato de que muita gente se obrigou a freqüentar às faculdades de comunicação. (E) em cujos. __________________________________________ 6. (D) veja-o e oferecem-o. Se. Enquanto isso. (B) a cujos. por si mesmo. (B) Caso um veterano jornalista requera o diploma. na frase acima. (D)) A reivindicação da obrigatoriedade do diplomacontou com o incisivo endosso de todas asfaculdades de jornalismo. a forma verbal resultante será (A)) foi concedida. entendendo que este. (D) tinha sido concedida. é o herói silencioso que lança SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 28 . (B) Não dá para ensinar jornalismo à todo aquele que se dispõe à fazer o curso. beneficiar-se-á com as prerrogativas da profissão? (E) Alguns jornalistas interviram no momento datramitação do projeto. segundo Clóvis Rossi. __________________________________________ :55 8. é justo que sejeatendido? (C)) Há quem julgue que um profissional só deveria fazer curso de jornalismo se esse lhe conviesse equando bem lhe aprouvesse. mas não obteram sucesso. que limpa seu caminhão. (B) Os talentos para a carreira de jornalista pode serpesquisado em qualquer curso universitário. que fazia o motorista? O mesmo detoda manhã. para tornar obrigatório o diploma de jornalista. (B) terá concedido. não há jornalista que possa cobri-las todas com bom desempenho. É impossível uma escola de jornalismo ensinar todos os assuntos com os quais um jornalista vai lidar. ecologia e urbanismo são assuntos que não poderiam ninguém dominar com razoávelcompetência. e não apenas os jornalistas.

(D) Esse motorista. Para completar corretamente a frase acima. enfrentando as tristezas e a corrupção. (B) Vi chegar o caminhão (chegá-lo). esse lixo que deixa à beira de vossas portas. (C) sabe desfrutar das facilidades que a profissão lhe oferece.. (C) Fazia o seu carro ficar rebrilhando (Fazialhe). Ao escrever esse protesto de beleza e dignidade. __________________________________________ 18. Está correta a construção da seguinte frase: (A) É esse o motorista o qual o seu caminhão é limpo toda manhã.. mas a supera com esse protesto de beleza edignidade. (B)) Os bens da vida. Apenas em uma frase estará correta a substituição do elemento sublinhado pelo elemento que vem entre parênteses. meus são estes vidros que esplendem. (E) Só merece colher as flores da vida quem sujou os dedos em seu cultivo. Toda vez que . devem-se usar as formas verbais (A) limparia . (D) flores que vão colhendo no jardim de uma existênciafácil. (D) O lixo é de vocês.. é: (A) Recebem-se os bens mais excitantes e tentadores da vida com a mão suja de muitos. Muitos recebem com mão suja os bens mais excitantes e tentadores da vida.. (B) O lixo é teu. Mantém-se corretamente a mesma pessoa gramatical na seguinte frase: (A) O lixo é seu.um protestosuperior."(Rubem Braga. (C) Quem aprende com a vida os melhores ensinamentos não tem como deixar de aproveitá-los. Muitos recebem com a mão suja os bens maisexcitantes e tentadores da vida. esse lixo que deixas à beira de tuaporta. (E) O lixo é vosso.O motorista do caminhão 8-100 parece dizer aos homens da cidade: "O lixo é vosso. não é um conformado (limpa ele). (D) Os bens mais tentadores e excitantes da vidarecebem com a mão suja de muitos. O autor admira a conduta do motorista porque este (A) simula exercer uma profissão diferente da que tem. Outra forma de se construir a frase Muitos recebem com a mão suja os bens mais excitantes e tentadores da vida. (C) A mão suja de muitos recebem os bens maisexcitantes e tentadores da vida. seu caminhão com tanto capricho.. O homem rouco) 11.. __________________________________________ 12. (D) É esse o motorista que seu caminhão é limpo toda manhã. (C)) Eis o motorista cujo caminhão é limpo toda manhã. __________________________________________ 15. o motorista . (C) catar lixo e imundície. conservando o seu sentido e mantendo a correção. (E)) fazia o seu carro ficar rebrilhando de limpeza. (E) A mão suja de muitos é recebida com os bens mais excitantes e tentadores da vida. __________________________________________ 16. demonstrando toda sua dignidade. e as flores que vão colhendo no jardim de uma existência fácil logo têm.estivesse (B) limpar . logo empobrecem e se corrompem. (E) expressa o sentimento de indignação diante do que o humilha. meus são estes metais que brilham. esse lixo que deixas à beira de suas portas. (D) As coisas mais tristes da vida parecem flores para aqueles que sabem aproveitar as oportunidades mais fáceis. (B) Esse é o motorista que o caminhão dele é limpo toda manhã. __________________________________________ 14. o autor está-se referindo à seguinte frase: (A) ele aceita a sua missão. (B)) Os bens mais excitantes e tentadores da vida são recebidos por muitos com a mão suja. A frase que resume corretamente o sentido essencial doperíodo acima é: (A) As mãos de quem se sujou com o que há de mais excitante na vida só se limpam ao colherem as flores que plantaram. presas em seus dedos frios. A vida o obrigou a catar lixo e imundície. uma sutil tristeza e corrupção.estivesse SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 29 . Essa frase é: (A) A vida o obrigou a catar lixo e imundície (a catar a esses).. (C)) O lixo é teu. que as desmerece e avilta. esse lixo que deixais à beira de suas porta. __________________________________________ 17.. (D)) responde com superioridade às imposições de uma tarefa tida como inferior. que limpa seu caminhão.. (E)) Ele aceita a sua missão (Ele a aceita). minha é esta consciência limpa. quando facilmente colhidos por quem não os merece. __________________________________________ 13. (B) despejar as latas de lixo. (B) se mostra resignado diante das duras adversidades de seu destino. ele aceita a sua missão.. e as flores que vão colhendo nojardim de uma existência fácil logo têm. uma sutil tristeza e corrupção. que as desmerece e avilta. presas em seus dedos frios. esse lixo que deixai à beira de suaporta. (E) Eis o motorista o qual caminhão é limpo toda manhã.

O maior e o mais famoso deles é Pieter Bruegel.É um erro. Para que a concordância verbal se faça corretamente. (E) A palavra talento define inteiramente as característicasde uma família. “É a interação dos genes com o ambiente que produz oresultado. __________________________________________ 20. II. Não tivessetido a oportunidade de jogar futebol desde a infância. (A) desvaloriza as conclusões de pesquisadores. senso de organização e facilidade para lidar com questões abstratas − só para citaralguns − vêm. Ou seja. apesar de que seu caminhão esteja sempre brilhando. Traços de personalidade. no entanto seu caminhão está sempre brilhando. (E) Seu caminhão está sempre brilhando. O assunto do texto está corretamente resumido na frase: (A) A carga genética que recebemos nem sempre érepresentativa do nosso comportamento na idademadura. A frase em que se articulam de modo correto e coerente as afirmações acima é: (A)) Seu trabalho de motorista de um caminhão de lixo não é limpo. (C) O lixo e a imundície constituem o vosso presente. (B)) Aos homens da cidade devem-se dizer que esse motorista é um herói. diz o geneticista AndréRamos. Não por acaso. é preciso flexionar no singular a forma verbal sublinhada na frase: (A) Seus protestos de beleza e de dignidade estão no zelo com seu caminhão. o Velho. o cujo. defendida no desenvolvimento dotexto. Seu caminhão está sempre brilhando.(Adaptado de Ariel Kostman.estará (D)) limpar . Músicos e especialmente pintorestransferem parte dos dons para os filhos. (C) Visto que ele é o motorista de um caminhão de lixo. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 30 . seis ganhadores do Prêmio Nobel são filhosde ganhadores do Prêmio Nobel. (C)) Nossos dons são influenciados pela carga genéticaque recebemos. estásempre brilhando. A dinastia flamengados Bruegel produziu cinco grandes pintores a partir do século XVI. resta sempre um enorme espaço para que otalento seja desenvolvido por circunstâncias externas – umaeducação escolar de qualidade. masnão determina destinos inexoráveis”. aliás. muito embora seja omotorista de um caminhão de lixo. considerando-se o contexto. Pelé nasceu geneticamente equipadopara se tornar o jogador genial que conhecemos. III. pois alguns de seus membrossobressaem sobre os demais.estaria __________________________________________ 19. O sistema educacional deve oferecer condiçõespara o desenvolvimento da capacidade inata decada indivíduo. (E)) constitui um argumento que dá validade à afirmativainicial do texto. omaior. o talentonão teria se desenvolvido. sobre a importância da carga genética. Veja. (C) reproduz um comentário pessoal do autor. pois ele é o motorista de um caminhão de lixo. __________________________________________ (TRT-23 tec jud 2004) Instruções: As questões de números 1 a 9 referem-se ao textoque segue. comotemperamento afável ou agressivo. porém. à medida que seutrabalho não é limpo. (B) Em seu trabalho de motorista de um caminhão de lixo ele não é limpo. Seu trabalho não é limpo. Considere as seguintes frases: I. (D) Seu trabalho não é limpo. Ele é o motorista de um caminhão de lixo. como umaressalva ao assunto desenvolvido em todo o texto. (B) A influência do DNA no talento de certas pessoas érestrita a alguns grupos familiares e a determinadasatividades. (D) As flores. O talento embutidono código genético de cada indivíduo não emerge. por exemplo. (D) oferece exemplos que contrariam a influência dacarga genética. este está sempre brilhando. tomar a herança genética comodestino − tanto para o bem quanto para o mal. (E) É com a mão suja que recebem alguns as dádivas da vida. (B) introduz fatos que contestam a veracidade dasidéias apresentadas no 2o parágrafo do texto. uma vez que seu trabalho não é limpo. seis ganhadores do Prêmio Nobel são filhos deganhadores do Prêmio Nobel. 30 de junho de 2004) 1. tendoem vista as observações oferecidas pelo senso comum. mas precisam de fatores favoráveispara desenvolver-se.”Isso ocorre porque o talento genético é um componenteda personalidade individual − mas não o único e.estará (E) limpará .Estudos e o senso comum mostram que a carga genéticaexerce uma forte influência nas características pessoais às quais damos o nome de talento. __________________________________________ 3. Considere as afirmativas abaixo: I. nem sempre. por assim dizer. excetoem condições favoráveis. (D) Poucos pesquisadores aceitam a tese de que ofuturo de certos indivíduos vem determinado pelocódigo genético que estes recebem. impressos no DNA de cada um. em vossas mãos sujas. __________________________________________ 2.(meio do 1o parágrafo)A frase transcrita acima. “A genética aponta tendências.Não por acaso. haverão de seimpregnar de vossa sujeira.(C) limpasse .

. Gênios da pintura e da música só se tornaram famosospor fazerem parte de famílias que sededicaram à arte. útil o mapeamento dogenoma humano. impressos no DNA de cadaum. (E)) O mapeamento do genoma humano é útil paraidentificar os diversos genes que influenciam determinadoscomportamentos. uma (A) conseqüência. III. (início do texto)A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complementoque o verbo grifado acima é: (A) . A concordância está correta na frase: (A)) Descobrir os genes específicos é o desafio atual dospesquisadores. (D) . como Pelé. É conclusão correta do texto o que se afirma APENAS em (A)) I. . que não éum só gene... depois que seus estudos comprovarama influência dos componentes genéticos notalento. resta sempre um enorme espaço. o que já ésabido... pois já é sabido que. (C) ênfase especial numa determinada idéia. (D) tinham desenvolvido. que definemdeterminados comportamentos humanos.. (C) III. “É a interação dos genes com o ambiente que produz oresultado. Jogadores talentosos. sendo para tal o mapeamento do genomahumano útil. __________________________________________ 6. (D)) citação exata das palavras de um especialista. a forma verbalpassa a ser (A) desenvolveu. em casos maisnotáveis.Isso já é sabido. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 31 . __________________________________________ 5. (B) . em: (A) Não é um só gene que define o comportamentohumano. . seis ganhadores do Prêmio Nobel são filhos deganhadores do Prêmio Nobel.. na maioria dos casos. (D) O pendor para a criatividade.O mapeamento do genoma humano é útil. conquanto.As frases acima estão estruturadas com lógica. para se tornar o jogador genial. (C)) A dinastia flamenga dos Bruegel produziu cinco grandes pintores a partir do século XVI.”(final do 2o parágrafo) A frase acima aparece entre aspas por tratarse de (A) comentário repetitivo dentro do contexto. (D) Como não é um só gene que define determinadocomportamento humano.por isso são poucos os que atingem tão altopatamar de glória. entretanto. __________________________________________ Instruções: As questões de números 10 a 16 baseiam-se notexto apresentado abaixo. (B) II. (D) I e II.. num só período. vêm. mas com diversos genesque se determinam o comportamento. __________________________________________ 7..... (E) afirmativa cujo sentido está deslocado no contexto. Não é um só gene que define o comportamento humano. __________________________________________ 8.. para que o talento seja desenvolvido por circunstânciasexternas. já nascem feitos..(final do 3o parágrafo)Transpondo a frase acima para a voz ativa. que na maioria dos casosnão é um só gene que define o comportamento humano.II. (C) Isso já é sabido. diversos deles.. (E) As características competitivas do trabalho no mundoatual exige que se identifique os vários traços dapersonalidade de um profissional.. (B) É equivocado as opiniões que defendem integralmentea herança genética como fator de desenvolvimentodo talento de um indivíduo. não é um só gene que define ocomportamento humano. no contexto. correção eclareza. na maioria dos casos.. na maioria dos casos. (D) temporalidade. (B)) desenvolvam. Não tivesse tido a oportunidade de jogar futebol desde ainfância. __________________________________________ 9. (C) se desenvolve.(meio do 2o parágrafo)A frase transcrita acima aponta. dos diversos genes que influenciamdeterminados comportamentos. (C) Estudos completos sobre o fator genético do talentofoi realizado por um psicólogo americano a partir decasos de gêmeos separados após o nascimento. na maioria dos casos. (B)) condição. por assim dizer. onde é útilo mapeamento do genoma humano. (E) são desenvolvidas. (E) II e III. chegam a ser predominantes na personalidadede alguns indivíduos. o mapeamentodo genoma humano é útil nisso que já ésabido. (E) . que a carga genética exerce uma forte influência nascaracterísticas pessoais. (B) informação mais importante apresentada no texto.. __________________________________________ 4.. (E) finalidade. namaioria dos casos. (B) Diversos genes influenciam determinados comportamentose isso já é sabido. sendo...Diversos genes influenciam determinados comportamentos. (C) explicação..

__________________________________________ 14. e os que conseguiram depois a perderam por causa dosconflitos. e vai aprendendo. (E) em estudos realizados recentemente para reavaliaros índices de ocupação da Amazônia. por causa doprocesso de urbanização da Amazônia. FAPESP. (D) a tranqüilidade de observadores em relação à preservaçãoda floresta. como único caminho paraconciliar a preservação e o desenvolvimento dessa região. O texto aponta relação de causa e conseqüência. dentro do programade integração nacional. (B) atribuição de sentido positivo à urbanização de umaárea tão ampla e inóspita. (E) desenvolvimento da região amazônica – necessidadede preservação do ambiente e dos valoreslocais. 10. Considere o trecho a seguir. (in Pesquisa. apesar da instabilidade geradapelas condições de trabalho em toda a região. (D)) em dados concretos referentes à ocupação da Amazôniae na observação da tendência da populaçãoem busca de benefícios oferecidos pelas cidades.7% da população se concentravam nesses núcleos. especialmenteos do crescimento da população urbana. (C) afluxo de população oriunda de diversos estados –mão-de-obra disponível. (B) crescimento no número e na população das cidades– maior possibilidade de surgimento de conflitos deterra. (B) nos resultados obtidos em pesquisas realizadas coma população local. sofridas pelos migrantes. a partir da educação das crianças. que nas últimasdécadas do século XX acusou as maiores taxas no Brasil. urbanos e rurais.Depois de percorrer e estudar a Amazônia durante 30anos. por suaprecariedade. ocorridas em váriosoutros países. De acordo com o texto. (D) vida mais confortável devido aos benefícios oferecidospelas cidades – ampla escolha das oportunidadesde trabalho. tanto do interessede políticos quanto de geógrafos. porque a urbanização semede não só pelo crescimento e multiplicação das cidades.que oferecem os dados referentes à região e aoshábitos rurais e urbanos de toda a população. até mesmo nos mais desenvolvidos. Pelo censode 2000. __________________________________________ 12. (D) oferece condições favoráveis de trabalho rural ou nacidade. (C)) certa restrição à ocupação da Amazônia. (A) admiração pelo crescimento dos benefícios trazidosà região pelas cidades. quer nacidade.no contexto. Estudei muito essa questãoda mobilidade. (B) simboliza o espírito de integração nacional. O uso da expressão floresta urbanizada permite perceber. da entrevista oncedida aCarlos Fioravanti. (C) nos recenseamentos efetuados até o ano de 2000.Há quem diga que isso não é urbano. Alguns colegas não gostam dessa abordagemporque querem que nossa urbanização seja igual à da Europa edos Estados Unidos – mas não é. sazonalmente. Alguns colegas não gostam dessa abordagem porquequerem que nossa urbanização seja igual à da Europa edos Estados Unidos − mas não é. sem extremismos. mastambém pela difusão dos valores urbanos pela população rural. reunindo pessoas de todas as regiões brasileiras. a geógrafa política Bertha Koiffmann Becker propõe umavisão integrada. emgrande parte induzido pelo governo federal. Não importa.entre (A)) dificuldade na obtenção e na manutenção da possede terras – crescimento urbano acelerado. agosto de 2004). Esse é o nosso processo deurbanização. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 32 . emborasem planejamento adequado. (C)) resulta de situações adversas. (E) reproduz situações semelhantes. É correto inferir do texto que a urbanização da Amazônia (A) identifica o sucesso de políticas de governo no finaldo século XX. O que os migrantes queriam era ir para a cidadepara dar educação aos filhos. Por que a senhora chama a Amazônia de floresta urbanizada? – Essa é uma alcunha que eu criei em 1985. em que a ocupação da Amazônia foiuma prioridade. __________________________________________ 11. quecobre pouco mais da metade do território brasileiro. de lá para cá. para a ocupação das terras.por meio das redes de telecomunicações e da mobilidade detrabalho. (E) a manutenção dos valores tradicionais pelapopulação. 69.vai absorvendo os valores urbanos.não previstas em programas de governospassados. apesar da ocupação acelerada. __________________________________________ 13. E como nem todos conseguiram ter acesso àterra. respectivamente.Houve um afluxo enorme de gente de todos os estados. a entrevistada apóia sua opinião (A) em estudos de vários pesquisadores. Quem faz trabalho na cidade e no campo. a população ia para os núcleos urbanos. quer no campo. mas um grandeacampamento rural. a respeitodos programas de integração do território nacional. que não se adapta à vida nas cidades.se move daqui para lá.

é o equilíbrio. de modo a permitir que condenados com base nesse diploma tenham direito à progressão da pena... que eu criei em 1985. (D) abordagem.é o equilíbrio entre o necessário desenvolvimentoda região e a também necessária preservaçãodos recursos naturais − aspecto que mobilizainteresses conflitantes. ao abrandamento das condições de encarceramento. aspecto que mobilizainteresses conflitantes. em que a ocupação da Amazônia foi uma prioridade.a .é o equilíbrio entre o necessário desenvolvimentoda região e a também necessária preservaçãodos recursos naturais.a . (B)) Ambientalistas defendem a implantação de corredoresde conservação e de áreas protegidas. Há quem diga que isso não é urbano.. e sópela difusão dos valores urbanos pela populaçãorural. foi uma tentativa até certo ponto açodada do Legislativo de dar uma resposta aos justos anseios da população por mais segurança.. entre o necessário desenvolvimentoda região e a também necessária preservaçãodos recursos naturais. porque a urbanização se mede não só pelo crescimentoe multiplicação das cidades.. aspecto que. (B) Uma das grandes preocupações em torno da Amazôniaé o equilíbrio entre o necessário. __________________________________________ 20. (E) ou pelo crescimento e multiplicação das cidades.. prioridade estabelecidano final do século passado de encaminhar .. (C) . (B) cidade..à . (B)) tanto pelo crescimento e multiplicação das cidades...mas sim pela difusão dos valores urbanos pelapopulação rural. mas também pela difusão dosvalores urbanos pela população rural. (D) É possível mapear a difusão de diversos e diferenciadosvalores. __________________________________________ 16... (C) Inchaço urbano.a (B) à . a referida Lei. de 1990.a (D) a . surgidos a partir da disseminação eda organização das cidades.. que ocontexto permite perceber... (C) Uma das grandes preocupações em torno da Amazônia.. mobilizainteresses conflitantes.. que pode ser resumida como o endurecimento das penas e do regime de prisão para certos crimes.. de aperfeiçoar a Lei de Crimes Hediondos. preservaçãodos recursos naturais. não apenas é SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 33 ... Atribui-se a ocupação da Amazônia ... não significa atendimentoaos projetos de vida da população. desenvolvimentoda região e a também necessária. (C) somente pelo crescimento e multiplicação dascidades. __________________________________________ 15.. (E) Uma das grandes. a população ia para os núcleos urbanos. oupela difusão dos valores urbanos pela populaçãorural. (E)) urbanização. em (A) não pelo crescimento e multiplicação das cidades.. Márcio Thomaz Bastos. e não também pela difusão dos valoresurbanos pela população rural. O problema é que essa legislação.As lacunas da frase acima serão corretamente preenchidaspor (A)) à . __________________________________________ (TRT-22 tec jud 2004) Atenção: As questões de números 1 a 5 baseiam-se no texto apresentado abaixo. explorar a terra. (D) Alguns colegas não gostam dessa abordagem. especialmente numa região tãoextensa como a amazônica.. preocupações em torno da Amazônia.à (E) a . . conflitantes. é: (A) mobilidade.. (D) pelo crescimento e multiplicação das cidades...(final do texto)A palavra ausente no segmento grifado acima.... sem alteração do sentido original...quanto pela difusão dos valores urbanos pelapopulação rural.. (meio da resposta)O verbo empregado no mesmo tempo e modo que os doverbo grifado acima está na frase: (A) . Mais do que um instrumento efetivo para combater a criminalidade..a – à __________________________________________ 19. (D)) Uma das grandes preocupações. Há erro de ortografia na frase: (A) O contingente humano que se deslocou para aAmazônia superou as expectativas dos programasde incentivo à ocupação da área. Crimes hediondos É correta a disposição do Ministro da Justiça. aspecto que mobilizainteresses. que nossa urbanização seja igual à da Europa. (C) educação.... (B) .à ... isto é.. estes devemcoexistir com a pequena produção familiar. comobarreira para a espanção da agroindustria. entre o necessário desenvolvimentoda região e a também necessária. preservaçãodos recursos naturais − aspecto que mobilizainteresses conflitantes. __________________________________________ 18. (E)) .. (E) A despeito da aversão gerada por grandes empreendimentosanteriores malsucedidos.essa região pessoas destinadas ..O segmento grifado acima está reproduzido com outraspalavras. A frase corretamente pontuada é: (A) Uma das grandes preocupações em torno da Amazôniaé o equilíbrio.. em torno da Amazônia..a (C) a .

também gera. O ponto de vista defendido no editorial. De acordo com o texto. capacitada inteiramente ao efetivo controle da ação criminosa. Para começar.. (início do 4o parágrafo) Transpondo-se a frase para a voz ativa. é necessário (A)) acabar com a impunidade. para combater a violência. por aplicarse somente a determinados tipos de crimes.apesar de gerar. (B) . a Lei de Crimes Hediondos (A) é exemplo de uma legislação rigorosa. não apenas é . (2o parágrafo) As expressões grifadas acima estarão corretamente substituídas.. daí sua necessária revisão. (C) . __________________________________________ 5. estabelecendose normas rígidas na rotina destes últimos. (B) tornou-se um instrumento ultrapassado.. O melhor remédio contra a violência é justamente a virtual certeza de que todos os que cometerem crimes serão punidos. .. (E) deverá ser aperfeiçoada. (D) deve ser combatido. (B)) a Lei não conseguiu cumprir seu principal objetivo. não existe no Brasil. no combate ao crime. É esse o caminho a seguir... (E) somente o Poder Público tem atribuição legal para impedir a revisão das penas impostas pela Lei de Crimes Hediondos.. (D) Seria eficaz. pelo receio das rígidas condições impostas aos condenados. (C) rever os dispositivos legais de atribuição das penalidades.) No mais. não apenas é pouco eficaz para conter a violênciacriminosa como ainda gera uma série de efeitos colaterais contraproducentes. (C) vai ser combatida. Ela também tira das autoridades carcerárias um instrumento de controle do detento. (B) irá combater. (Adaptado de Folha de S.ou gera. estas sem a segurança adequada.. no sentido de coibir a prática criminosa. apesar de sua proposta inicial. (E) se combaterá. __________________________________________ 2. (D) as penalidades impostas pela Lei de Crimes Hediondosnão correspondem à gravidade dos delitos cometidos. com a devida punição dos responsáveis por eles. (C) o Poder Legislativo não parece ser a instância maisadequada para agir em defesa dos anseios dapopulação.. em relação à Leide Crimes Hediondos.. (D)) . está expresso corretamente da seguinte maneira: (A) uma revisão na Lei é extemporânea e incrementariaa ocorrência de ações criminosas. medidas querealmente punissem seus SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 34 . que funcionem com normas rígidas. A2) 1.. (B) ampliar o número de presídios fechados. nas prisões.. ela cria distorções na proporcionalidade entre delitos e penas. (E) determinar penas cada vez mais severas. __________________________________________ 4. a forma verbal passará a ser (A)) precisa combater.enquanto não gera. . que é a possibilidade de recompensá-locom a redução da pena por bom comportamento.. (B) Existe muitos jovens. (C))Ações criminosas devem ser combatidas com rigor. O texto deixa claro que.. sem alteração do sentido original. ou é apenas .... ao lado de medidas de prevenção.. é apenas .. que precisa ser combatida com energia pelo poder público.além de produzir alguns efeitos indesejáveis. (C)) tem sido um instrumento legal pouco eficiente na contenção da criminalidade. que precisa ser combatida com energia pelo poder público. não é apenas ... __________________________________________ 6.. a Lei. A concordância está inteiramente correta na frase: (A)É correto as tentativas de aperfeiçoamento das leis que envolvem condenados por crimes considerado hediondo. para conseguir que oscriminosos cumpram suas penas em presídios deregimes rigorosos.. envolvidos em ações criminosas. para que o tempo de encarceramento seja ampliado e integralmente cumprido. (D) oferecer às autoridades carcerárias instrumentos efetivos de controle dos presidiários. além de ser ... contribui para a superpopulação das cadeias. E isso. sem desconsiderar a importância de programas destinados a prevenir a ocorrência de ações criminosas. (E) . 12 de agosto de 2004. infelizmente. Paulo. mas é importante adotar medidas de segurança que previnam sua ocorrência.pouco eficaz para conter a violência criminosa como ainda gera uma série de efeitos colaterais contraproducentes. ao manter por mais tempo o condenado nos presídios. __________________________________________ 3. por (A) . para evitar a superlotação de cadeias. (. onde ainda se faz necessário avançar na formação de uma polícia moderna e eficaz. (D) possibilitará à polícia uma atuação efetiva na elucidação de crimes.nem gera. que necessitam de apoio que o ajudem a recuperar-se. Defender uma revisão na Lei de Crimes Hediondos não significa de modo algum ser leniente com a criminalidade. que elucide delitos e capture seus perpetradores..

. geralmente desenvolvidapor ecologistas. além da adoção de uma economia ecológica − com a reforma dos sistemas de produção dealimentos. A economia vai devorar o planeta? Para a maioria dos ecologistas.. __________________________________________ 7. No entanto... até metas mais óbvias. já que seu autor defende anecessidade de uma atividade econômica globalizada. exceto a adoção. __________________________________________ 10. difíceis de seremrealizadas. (B)) . solar e geotérmica... (C) .solar e geotérmica. Uma economia ambientalmente sustentável seria movida por fontes renováveis de energia: eólica. As estruturas atuais de gasodutos fariam o transporte do gás que moveria a frota de automóveis. (C) reflete uma incoerência. Pequenas substituições e correções de rumo em alguns setores não constituem uma solução.. Nesse sistema. inclusive pela adoção.a (B) à . (B) aponta apenas uma posição direcionada de certosgrupos. e até pela adoção. (D) . de modo a oferecer subsídios à reciclagem e à geração de energia limpa e renovável e taxar atividades insustentáveis. (A) parece refletir uma visão radical. principalmente.... . com a adoção. O aumento da temperatura global.. (E) Ninguém ainda se deteve para analisar os resultados da aplicação rigorosa de penalidades aos detentos...autores com penas proporcional aos delitos cometidos. O verbo flexionado de forma INCORRETA está grifado na frase: (A) Com base na legislação vigente. parecem distantes. considerando-se o contexto.... bens. os sistemas tributários mundiais precisariam ser reformulados.a (E) a . (C) Estudam-se alterações no conteúdo de certas leis para que elas dêem resultados positivos no controle da violência. A salvação do planeta passaria necessariamente pelo fim do crescimento de economias e populações. que não aceitam certas atividadeseconômicas.à . que o consideram um caminho para sair da miséria. Ocorre que deter ou até mesmo reduzir ocrescimento da população mundial não é tão simples.à __________________________________________ Atenção: As questões de números 9 a 14 baseiam-se no texto apresentado abaixo. que tentam impormudanças na economia mundial.a . A salvação do planeta passaria necessariamente pelo fimdo crescimento de economias e populações.... 69) 9.. Mais pessoas requerem mais comida... os promotorespropuseram às autoridades responsáveis aspenalidades cabíveis. seus autores. sem estacionar a população mundial.à .. O combate . Para se alcançar esse estágio. .. Superinteressante. a superpopulação e a contaminação dos ecossistemas mundiais estão por toda parte: somente podem-se corrigir osefeitos que eles criam. como deter o nível de desflorestamento. tendo em vista a ausência de conscientizaçãoda necessidade de mudanças significativasna economia mundial..à (D)) à .. certeza da impunidade . seria movida por fontes renováveis de energia: eólica. como a exploração de combustívelfóssil. O tamanho das famílias. (D) Apesar de rígidas... (B)) Alguns policiais requiseram o cumprimento do dispositivo legal para garantir sua segurança durante as diligências. __________________________________________ 11. nenhuma mudança terá realmente efeito. especialmente entre os mais pobres. com medidas de alcance global.. e também pela adoção.à . A eletricidade eólica seria usada para produzir hidrogênio. serviços e energia. pois a sobrevivência do homem naTerra exige consumo cada vez maior das fontesatuais de energia e de recursos naturais. materiais e energia. (meio do SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 35 .. criminalidade é prioridade do poder público.a . como os economistas. p. embora os índices de violência permaneçam altos. O tamanho e a complexidade dos sistemas mundiais tornam a adoção da ecoeconomia uma tarefa gigantesca e muito distante de ser realizada... (Adaptado de Bruno Versolato. (E)) é afirmativa. (início do texto)A única substituição do segmento grifado na frase acimaque compromete seu sentido original é: (A) . o impacto das atividades humanas sobre a natureza é real. (E) . está ligado à maneira como os casais encaram o sexo e a virilidade. (D) é negativa. mais espaço. (E) O uso de crianças e jovens em atividades ilegais são comuns. em muitos países.à (C) a ..em benefício do planeta. mais água. como o uso decombustível fóssil.As lacunas da frase acima devem ser corretamente preenchidas por (A) a .. devido. a indústria da reciclagem e reutilização substituiria em grande parte as atividades extrativistas. A resposta à questão colocada no título do texto... __________________________________________ 8.. além daadoção de uma economia ecológica .. maio de 2004.. as condições de encarceramento para criminosos ainda não contêm a ocorrência de atos de violência. Com 6 bilhões de pessoas no mundo.

especialmente nas megalópoles do Terceiro Mundo. (D)) ..com exploração sustentada de seus recursos. (C) ação que se realiza habitualmente até o momentopresente. é exemplar: ninguém nem sequer sabe o tamanho de sua população. com importações alimentares baratas dos países do Primeiro Mundo.. __________________________________________ 14.. Filipinas e Indonésia. (meio do 3o parágrafo) O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifadoacima está na frase: (A) . O pronome que substitui a expressão grifada estáINCORRETO na alternativa: (A)) produzir hidrogênio = produzir-lhe (B) substituiria as atividades extrativistas = substituí-lasia (C) taxar atividades industriais = taxá-las (D) tornam a adoção da economia = tornamna (E) não constituem uma solução = não a constituem __________________________________________ 13. O crescimento explosivo das favelas nas últimasdécadas. o elemento “excedente” da sociedade.. . o impacto das atividades humanas sobre a naturezaé real.1o parágrafo)O emprego dos dois pontos introduz no contexto (A) condição anterior.. sem excessão. como propõe [ofilósofo Alain] Badiou. Embora. anterior a outro. __________________________________________ 12...a parte excluída dos benefícios da SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 36 . (C) Uma economia. também passado. seria movida por fontes renováveisde energia. nenhuma mudança terá realmente efeito. sem acesso à saúde ou à previdência (a principal fonte de aumento das favelas é a inclusão dos países de Terceiro Mundo na economia global. Há palavras escritas de forma INCORRETA na frase: (A)) Todos. é claro. reinvindicavam melhorescondições de trabalho. as favelas não formam um simples excedente: elas são incorporadas à economia global de diversas maneiras. (E)) hipótese que depende de certa condição anterior. de maneira nenhuma.. sem nenhuma possibilidade de acordo. (B) finalidade futura. (E) .. impõeuma revisão da ordem econômica mundial. (B) dúvida real de que um fato se concretize.embora gere empregos e renda. (C) A aceleração da atividade agrícola na região norte. __________________________________________ 15. objetivando a manutenção da biodiversidade. talvez constitua o fato geopolítico crucial de nossos tempos. (D) repetição desnecessária. (1o parágrafo) O emprego das formas verbais grifadas acima indica. até metas mais óbvias .. que se estende de Abidjan [capital da Costa do Marfim] até Ibadan [na Nigéria]. no corredor de favelas. dada a imprecisão dos censos realizados no Terceiro Mundo. isso já tenha acontecido) e como os favelados vão compor amaioria da população urbana. além de salários condizentescom as necessidades de uma vida digna. China.. (D) Vários projetos têm sido desenvolvidos na regiãoamazônica.. Embora sua população seja composta de trabalhadores marginalizados.. com 70 milhões de habitantes. grande parte vivendo fora da lei. As estruturas atuais de gasodutos fariam o transporte dogás que moveria a frota de automóveis. (C)) enumeração explicativa. enxergando-os como nova classe revolucionária. (B) A extinção virtual de fronteiras entre os países. (D) fato consumado. devastando as agriculturas locais). desempregados e excamponeses. não estamos tratando de um fenômeno marginal. desde a Cidade do México e outras capitais latinoamericanas até a África (Lagos) e Índia.. enxergar as favelas como um dos poucos “lugares eventuais” da sociedade contemporânea pois os favelados são literalmente uma coleção daqueles que formam a “parte de parte alguma”. (E) A decisão de paralisar os trabalhos resultou de umasessão tensa. constitui uma dasameaças à conservação da floresta amazônica. O caso de Lagos. (B) A salvação do planeta passaria necessariamentepelo fim do crescimento de economias e populações.conseqüência do processo de globalização. também devemos. ou até mesmo reduzir o crescimento da populaçãomundial . nocontexto. __________________________________________ (TRT-8 tec jud 2004) Atenção: As questões de números 1 a 9 baseiam-se no texto apresentado abaixo. parecem distantes. (E) caracterização do discurso do interlocutor. Como em algum momento muito próximo a população urbana do mundo vai superar a população rural (é possível que. com alguns de seus moradores trabalhando como assalariados informais ou autônomos. (A) incerteza da realização de um fato passado. em que houve muita discussãoinfrutífera.. terrivelmente carente de formas mínimas de auto-organização. devamos resistir à tentação fácil de elevar e idealizar os favelados. Estamos assistindo ao crescimento acelerado da população fora do controle estatal..

(D) impossibilidade de organização dos trabalhadores marginalizados. (E) repetição de um argumento já utilizado.. no contexto. __________________________________________ 2. contradiz a importância do fenômeno de favelização.. distante do uso comum da língua. na África. __________________________________________ 7. (E) introdução de termos com significado especial. 5 de setembro de 2004.. e como os favelados vão compor a maioria dapopulação urbana . exceto as correntes que os prendem”.. (D) as favelas necessitam de uma organização mínima do Estado. O texto aponta relação de causa (1) e conseqüência (2). (B)) comentário opinativo do autor. de fato. Embora sua população seja composta de trabalhadoresmarginalizados . entre (A) crescimento explosivo de favelas em metrópoles. aumento acelerado de favelas e de favelados.. impede a ascensão econômica de boa parte da população favelada. os desenraizados e despossuídos. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 37 . a população urbana do mundo vai superar apopulação rural .. (D) oposição à afirmativa que o antecede. na África. (meio do 2o parágrafo) O mesmo tipo de complemento exigido pela forma verbal grifada acima está na frase: (A) . diminuição da população na zona rural. o que pode colocar em risco as instituições de um Estado democrático... (E) os programas sociais destinados a parcelas da população favelada devem promover a modernização e sua inclusão na economia global. (C)) predomínio da população favelada em áreas urbanas... que são direitos dos cidadãos. (A) enumeração de fatos importantes. inclusão dos países em desenvolvimento na economia global. (B) o corredor de favelas que vai de Abidjan a Ibadan. é organizar a maioria de seus habitantes em torno de uma atividade agrícola localizada. no mundo todo. (B) o controle exercido pelo Estado deve ser eficaz e permanente. (D) de países do Primeiro Mundo. é correto afirmar que o pronomegrifado na frase acima refere-se à população (A) urbana do mundo. (C) a população das favelas constitui um foco permanente de agitação política. pois é impossível calcular corretamente sua população. (E)) das favelas nas megalópoles do Terceiro Mundo. . exceto as correntes que os prendem”. para manter a necessária clareza. assim. fato geopolítico mais importante da atualidade. no último parágrafo do texto. (Adaptado de Slavoj Zizek. (é possível que. no sentido de controlar-se o acelerado crescimento populacional. __________________________________________ 6. (D) interrupção intencional do fluxo lógico das idéias que estão sendo desenvolvidas. com tradução de Clara Allain. (C) separação de cada um dos termos de um documento.. impossibilidade de calcular o número exato de habitantes. ninguém nem sequer sabe o tamanho de suapopulação.. (A) as favelas surgem como a solução mais adequada para os pro blemas econômicos e de habitação. pois os favelados são literalmente uma coleção daqueles . “não têm nada a perder.. não estamos tratando de um fenômeno marginal. respectivamente. dada a imprecisão dos censos realizados no Terceiro Mundo. é claro. de fato... indica (A) intenção irônica... aqueles que. (E) a melhor maneira de incorporar as favelas a uma economia globalizada é obter o controle de suapopulação por meio de recenseamentos precisos econstantes. __________________________________________ 4. (início do 3o parágrafo)Considerando-se o contexto. (B)) transcrição da frase e de expressões utilizadas pelo filósofo citado anteriormente. comuns às grandes cidades do Terceiro Mundo. isso já tenha acontecido) (2o parágrafo) O segmento entre parênteses representa.cidadania. De acordo com o texto. “não têm nada a perder. Mais!. O emprego constante de aspas.. .. a criminalidade. (C) . para salientar a crítica às teorias de cunho social e filosófico. (D)) Embora.. (C) conclusão coerente do parágrafo anterior. (final do texto) É correto inferir do segmento grifado que (A)) a ausência dos benefícios oferecidos pelo Estado.. (C) de Lagos. (B) .. (D)) a ampliação do número de favelas e de favelados nos países em desenvolvimento constitui o resultado desfavorável de uma economia global. (B) o exemplo oferecido por Lagos.11) 1. p. (E) moradores das favelas que trabalham como autônomos. devamos resistir à tentação fácil . (B) rural do Terceiro Mundo.. __________________________________________ 5. (E) . evitando-se. aqueles que. para evitar a marginalização e o desemprego da população favelada. __________________________________________ 3. (C) a solução para o problema das favelas..

As palavras do texto que recebem acento pela mesma razão que o justifica em funcionários e excluída são. primeiramente. (D) oposição entre desenvolvimento científico e ascrenças religiosas. II. política e militar dos Estados Unidos.. convertendo as pessoas em meraengrenagem de um sistema produtivo-alocativo. A expressão “homem descartável” se justifica.. Destaca-se. no contexto. Uma segundacaracterística fundamental do século. p. a procura dosmeios proporcionadores de capacidade de consumo se tornou amotivação central do homem. Barcelona. como algo a ele concomitante. àfuncionalização da vida. (C) países e fenômeno. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 38 ..__________________________________________ 8. o fato de que. (D) mínimas e públicos. (início do 4o parágrafo) É correto afirmar que o emprego do verbo dever emmodos diferentes no segmento que inicia o últimoparágrafo do texto indica. é claro. como idéia central do texto. (B) valorização de uma visão econômicosocial do homem. Por um lado. à formação dopoder imperial detido pelos Estados Unidos. contribuiu para que o objetivo de consumo se fosseconvertendo cada vez mais no objetivo predominante dohomem contemporâneo. jamais o homem se viu tão privado de valores queconfiram sentido a sua vida. aceleradamente.converte as pessoas em funcionários de turno do sistema. De acordo com o texto.14) 10. reduzindo-o à condiçãode objeto de consumo. __________________________________________11. como propõe [o filósofo Alain] Badiou. Jamais o homem teve a sua disposição meios tão eficientes para tudo que se refira ao mundo físico e. dos maismodestos aos mais altos postos da sociedade. (D) fato anterior e hipótese futura. o processo de globalização tecnologizante que se está fazendo sentir em todo o mundo. com o extraordinário desenvolvimento tecnológico que marcou o último terço do século passado. (B) revolucionária e benefícios. (B) explicação de um fato e dúvida concreta. O declínio das crenças religiosas no mundo ocidental. gerando estaterrível condição da atualidade.. (B)) o predomínio da tecnologia sobre os valores humanos. somente. o homem descartável. (C) suavização de uma ordem e repetição de um fato. II e III. A civilização ocidental . 9 de maioa 26 de setembro de 2004. (E) situação real e conseqüência imediata.cultural. Considere as afirmativas abaixo: I. (A) a restauração do humanismo em oposição à tecnologia. está correto o que se afirma em (A) II. Esse processo ostenta. (C) I e II. Isto. Por outro lado. político e militar dosEstados Unidos. __________________________________________ 12. (E) o extraordinário desenvolvimento científico do finaldo século XX.Essas características de nosso tempo conduzem aduas principais conseqüências. (D)) I e III.se expande a supremacia econômica. somente. (. Como conseqüência. por outrolado. uma civilização centrada sobre a ciência e atecnologia. Embora. somente. (D) o imenso poder econômico. respectivamente.é a predominância dos valores instrumentais sobre osde conteúdo. cadavez mais. (E)) previdência e saúde. parece voltar-se ultimamentepara os antigos valores teocêntricos. respectivamente. (B) III. (C)) redução da pessoa humana a sua utilidade no atualsistema produtivo. __________________________________________ Atenção: As questões de números 10 a 15 baseiam-se no texto apresentado abaixo. devamos resistir à tentação fácil de elevar e idealizar os favelados. (A) décadas e possível. O século XXI se sucede ao período de maior revolução científica da história e prossegue. __________________________________________ 9. tecnológica.(Adaptado de Hélio Jaguaribe.o fato de que a civilização teocêntrica se tenha tornado.pela (A) constatação da individualidade que diferencia aspessoas. O sistema produtivo resultante do processo de globalizaçãomassifica o homem. A revolução científica e tecnológica marcante dasúltimas décadas aponta o predomínio do consumismo. que já nos vem do precedente.em detrimento dos valores humanos. (E) influência marcante do poderio americano neste iníciode século. somente. (A)) possibilidade de ação e fato real.substituíveis por outros funcionários de turno. (C) a necessidade cada vez maior de desenvolvimentotecnológico. (E) I. Fórum 2004. entreoutras características. enxergar as favelas. III. Entre os aspectos mais salientes do século que se está iniciando importaria sublinhar. que se desenvolveu com aciência e a tecnologia. por sua vez.) também devemos.

13. Nas alternativas abaixo, o segmento grifado aparecesubstituído pelo pronome correspondente, de maneiraINCORRETA, em: (A) que marcou o último terço do século passado = queo marcou. (B) importaria sublinhar, primeiramente, o processo deglobalização = importaria sublinhá-lo. (C)Esse processo ostenta, entre outras características,o fato = ostenta-o. (D) convertendo as pessoas em mera engrenagem = convertendo-as. (E)) gerando esta terrível condição da atualidade = gerando-lhe. __________________________________________ 14. ... para tudo que se refira ao mundo físico ... (1o parágrafo)O verbo aparece nos mesmos tempo e modo em que seencontra a forma grifada acima na frase: (A) ... e prossegue, aceleradamente, com o extraordináriodesenvolvimento tecnológico ... (B) ... que já nos vem do precedente... (C)) ... que confiram sentido a sua vida. (D) ... para que o objetivo de consumo se fosse convertendo... (E) ... se tornou a motivação central do homem... __________________________________________15. Isto, por sua vez, converte as pessoas em funcionários deturno do sistema ... . (final do texto) Transpondo a frase acima para a voz passiva, a formaverbal passa a ser, corretamente, (A) converteu-se. (B) é convertido. (C) tinham convertido. (D)) são convertidas. (E) deveriam ser convertidas. __________________________________________ 16. A concordância está feita de acordo com a norma padrãona frase: (A)) As carências a que está exposta boa parte dapopulação dos países em desenvolvimento dãoorigem a inúmeras favelas, em todos eles. (B) É importante os levantamentos completos das necessidadesde uma população favelada, para que se desenvolva projetos que os beneficiem. (C) Para haver maior justiça social, são fundamentaisdesenvolver programas de capacitação, que prepareas pessoas para o mercado de trabalho. (D) O crescimento das favelas que se disseminou nasgrandes cidades são resultado de uma política econômicaglobal, que acentuaram as diferenças sociais. (E) Não existe mais, no mundo atual, possibilidadesrealistas de um desenvolvimento isolado dos paísessulamericanos, que devem unir-se para conseguirseus objetivos. __________________________________________

17. Há palavras escritas de maneira INCORRETA na frase: (A) Recursos científicos e tecnológicos devem oferecerpossibilidade de inserção social à população carentee desassistida das grandes cidades. (B)) Um regime de crescente colaboração entre governo,instituições privadas e sociedade garantirá o hêsitode diversos programas direcionados a adolecentesmais pobres. (C) Ao atribuir excessivo valor ao consumo de bens supérfluos,a sociedade passa a exigir que as pessoasaparentem poder econômico, mesmo falso. (D) Em várias regiões, o inchaço urbano, resultante dointenso êxodo rural, é responsável pelo crescimentodesmedido do número de favelados. (E) Extensas áreas, em todo o mundo, encontram-se ocupadaspor populações que vivem em situação demiséria, destituídas dos direitos básicos da cidadania. __________________________________________ 18. A frase que apresenta correção e clareza é: (A) O Instituto de Desenvolvimento Sustentável da Reservade Mamirauá, onde se iniciou com as pesquisasdo macaco uacaribranco, que não devia serextinto, nem transforma a região num museu intocado,nem destrói a natureza, sem excluir a populaçãolocal. (B) As pesquisas que se desenvolveu sobre o macacouacari-branco, que era ameaçado de ser extinto, deuinício ao Instituto de Desenvolvimento Sustentávelda Reserva de Mamirauá, com a transformação daregião num museu que não pode ser tocado, nempela população local, que não é excluída. (C) Com a criação do Instituto de Desenvolvimento Sustentávelda Reserva de Mamirauá, que era para evitara extinção do macaco uacari-branco, se transformou aregião num museu intocado, cuja a população não éexcluída, como também a natureza não se destrói. (D) Para evitar a extinção do macaco uacaribranco, quecomeçou o Instituto de Desenvolvimento Sustentávelda Reserva de Mamirauá, sem transformar a regiãonum museu intocado nem manter a população emseu local, para explorar a natureza sem destruição. (E)) O Instituto de Desenvolvimento Sustentável daReserva de Mamirauá, que começou com o objetivode pesquisar o macaco uacari-branco, ameaçado de extinção, não transforma a região num museuintocado, mas cria condições de explorar a naturezasem destruí-la nem excluir a população local. __________________________________________

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 39

19. A riqueza era proporcionada pela borracha.Os filhos das famílias mais abastadas estudavam em Paris.No século XIX, Belém era talvez a cidade mais cosmopolitado país. As frases acima estruturam-se num só período, comlógica, correção e clareza, em: (A)) No século XIX, Belém era talvez a cidade maiscosmopolita do país, graças à riqueza proporcionadapela borracha, que permitia aos filhos dasfamílias mais abastadas estudar em Paris. (B) No século XIX, a riqueza era proporcionada pelaborracha e embora os filhos das famílias maisabastadas que estudavam em Paris, Belém eratalvez a cidade mais cosmopolita do país. (C) Apesar da riqueza ser proporcionada pela borracha,no século XIX, os filhos das famílias maisabastadas estudavam em Paris, porque Belém eratalvez a cidade mais cosmopolita do país. (D) Os filhos das famílias mais abastadas de Belémestudavam em Paris no século XIX com a riquezaque era proporcionada pela borracha, pois era talveza cidade mais cosmopolita do país. (E) A riqueza que era proporcionada pela borracha, emBelém, levava os filhos das famílias mais abastadasque estudavam em Paris no século XIX, que eratalvez a cidade mais cosmopolita do país. ______________________________________ (TRT-3 tec jud 2005) Instruções: As questões de números 1 a 9 baseiam-se no textoapresentado abaixo. “O garimpo é como uma loteria: uma hora a gente ficarico. Está no sangue”, resume um dos garimpeiros. Tamanhaexpectativa por dias melhores tem fundamento técnico. O Departamento Nacional de Produção Mineral estima haverainda 3 milhões de quilates em diamantes no subsolo de Diamantina. Como, na média, 90% das pedras extraídas dalitêm qualidade para uso em joalheria, essa reserva vale cercade meio bilhão de reais − algo como 40 anos da arrecadaçãomunicipal. Localizá-la, contudo, é tarefa ingrata para os homensque trabalham por conta, muitas vezes em zonas não autorizadas.A mineração pode causar danos irreparáveis aoambiente, daí o controle sobre áreas garimpáveis. Diante dasinúmeras crateras escavadas, as margens do Caldeirão parecemum campo de batalha. Com suas águas desviadas emmuitos trechos, o rio agoniza, mesmo na estação das chuvas. A atual desolação do lugar deixa claro que garimpos sãoterrenos de contrastes, movidos exclusivamente a esperança.Num dia há glória, noutro apenas agonia. Nas lavras do séculoXVIII, cada escravo tinha a companhia

severa de um feitorpara que não ocultasse nenhuma pedra, nada diferente do queainda ocorre nas companhias mineradoras da África. Via de regra, os garimpos são tocados hoje por uma gente semhorizontes, jogada à margem do mercado de trabalho nas cidades. As fortunas que podem oferecer derivam de umapobreza quase absoluta. Em Diamantina não é diferente. Osmineradores de agora escavam as mesmas beiras de rios queos escravos um dia trabalharam, na fé de achar alguma pedra brilhante que passou despercebida à época. (Adaptado de Ronaldo Ribeiro, National Geographic, março de2002) 1. O texto é claro ao apontar (A) o prejuízo ao meio ambiente, que justifica aatual proibição das atividades do garimpo emDiamantina. (B) a inutilidade da exploração das reservas existentesno subsolo de Diamantina, pois sua produção ficaria restrita às joalherias. (C) o trabalho escravo que permanece ainda hoje noBrasil, apesar de sua proibição legal, tal como ocorretambém na África. (D)) o contraste entre o enorme valor dos diamantes e avida dos garimpeiros, de miséria e de abandono, sem garantia de emprego. (E) os problemas de ordem social e trabalhista entre os mineradores e os escravos, decorrentes da exploração do garimpo. __________________________________________ 2. Há relação de causa e conseqüência, apontada no texto,entre os dois fatos relacionados em: (A) a vigilância de um feitor / cuidado para não haverdesvio de pedras. (B) a atual desolação da região / contrastes entre riquezae pobreza absoluta. (C)) danos irreparáveis ao meio ambiente / controle oficialem áreas de garimpo. (D) trabalho nas mineradoras africanas / falta de perspectiva de trabalho na cidade. (E) milhões de quilates no subsolo / desvio das águasdo rio Caldeirão. __________________________________________ 3. ... é tarefa ingrata para os homens que trabalham porconta ... (meio do 1o parágrafo)O mesmo sentido da frase acima encontra-se, em outraspalavras, em: (A) ... é serviço praticamente escravo para osgarimpeiros que dependem de pagamentos ... (B) ... é atividade trabalhosa para os raros aventureirosque procuram sozinhos ...

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 40

(C) ... é função cansativa para os trabalhadores queprestam serviço para outras pessoas ... (D) ... é lucro garantido para quem se esforça emencontrar pedras preciosas ... (E)) ... é trabalho nem sempre compensador paraaqueles que trabalham como autônomos ... __________________________________________ 4. Localizá-la, contudo, é tarefa ... (meio do 1o parágrafo) A forma pronominal grifada acima substitui corretamente,no texto, (A) a mineração. (B)) essa reserva. (C) a qualidade para uso. (D) uma tarefa ingrata. (E) a arrecadação municipal. __________________________________________ 5. ... cada escravo tinha a companhia severa de um feitor paraque não ocultasse nenhuma pedra ... (meio do 2º parágrafo) Observe as formas verbais grifadas na frase acima.A mesma relação existente entre elas será mantida em (A)) tem - oculte (B) terá tido - ocultaria (C) terá - ocultará (D) teve - tinha ocultado (E) tinha tido - teria ocultado __________________________________________ 6. Os mineradores de agora escavam as mesmas beiras derios ... (final do texto) O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifadoacima está na frase: (A) ... as margens do Caldeirão parecem um campo debatalha. (B) ... que garimpos são terrenos de contrastes ... (C) ... ainda ocorre nas companhias mineradoras daÁfrica. (D) ... derivam de uma pobreza quase absoluta. (E)) ... na fé de achar alguma pedra brilhante ... __________________________________________ 7. Via de regra, os garimpos são tocados hoje por uma gentesem horizontes ... (final do texto)Transpondo a frase acima para a voz ativa, a forma verbalpassará a ser (A) tocaria. (B) tocavam. (C)) toca. (D) tinha tocado. (E) serão tocados. __________________________________________ 8. O preservado conjunto arquitetônico de Diamantina é derara beleza.Diamantina foi reconhecida como Patrimônio Cultural daHumanidade, em dezembro de 1999. O centro histórico de Diamantina segue vivo e ativo, comcomércio e moradias.As frases

acima estruturam-se num único período, comlógica, correção e clareza em: (A) O preservado conjunto arquitetônico de Diamantinaé de rara beleza, onde Diamantina foi reconhecidacomo Patrimônio Cultural da Humanidade, em dezembrode 1999, cujo centro histórico está vivo eativo, inclusive com comércio e moradias. (B)) Reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade,em dezembro de 1999, Diamantina preservaum conjunto arquitetônico de rara beleza, com um centro histórico que segue vivo e ativo, com comércioe moradias. (C) O centro histórico de Diamantina é vivo e ativo, comcomércio e moradias, porque está preservado seuconjunto arquitetônico, cujo é de rara beleza, sendo que Diamantina foi reconhecida como PatrimônioCultural da Humanidade, em dezembro de 1999. (D) Sendo que Diamantina foi reconhecida como PatrimônioCultural da Humanidade, em dezembro de1999, o centro histórico dessa cidade a qual seguevivo e ativo, tendo o comércio e as moradias, que se preserva no conjunto arquitetônico raro na beleza. (E) Enquanto Diamantina foi reconhecida como PatrimônioCultural da Humanidade, em dezembro de 1999,cujo o centro histórico segue vivo e ativo, comcomércio e moradias, que é uma raridade na beleza do conjunto arquitetônico que preserva. __________________________________________ 9. No apogeu da exploração de diamantes, no então arraialdo Tijuco, o português João Fernandes era o responsávelpelo envio das pedras ...... Coroa, obrigando a sociedadeda época ...... estender seus tapetes ...... uma exescrava,que se tornou sua mulher.As lacunas da frase acima serão corretamente preenchidaspor (A) a - à - a (B) a - a - à (C) à - a - à (D)) à - a - a (E) à - à - a __________________________________________ Instruções: As questões de números 10 a 17 baseiam-se notexto apresentado abaixo. Na inventada época em que se amarrava cachorro comlingüiça, lutei e consegui emprego de jornalista na redação de um matutino paulistano. A palavra lutar é correta. Tive depassar por uma prova de conhecimentos que nem de longe se comparava às exigências que hoje se fazem para oferecertrabalho com honestidade. O aprendizado era feito dedescobertas e novidades; havia prazer e emoção no enfronharmeno ofício que viria a ocupar boa

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 41

__________________________________________ 11.com objetivos variados. quenem sempre devem permanecer em nossa memória. apesar de ser ainda bem jovem. (D) só conserva decepções e amargas lembranças. (C)) os salários eram baixos. (D)) a ocupar boa parte de minha vida = a ocupar-lhe. (E) admiração em algumas figuras se tornaram sombras/ companheiro de redação. certas lembrançasdesagradáveis. A Níger eraescura. (E) nem sempre merece ser lembrado. (B) evocar a lembrança de outro colega = evocar-lhe alembrança. que largou o jornalismo e o trocou por uma agência de publicidade − onde os salários poderiam ser menosvirtuosos. (final do texto) SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 42 . poderia também evocar a lembrança de outro colega. mais voltado para as conquistas docapitalismo prático. (C) decepção em relação a morreu nas masmorras doChile / defendendo uma causa política. Almanaque Brasil de Cultura Popular. antigamente. de forma coerente e de preferência numúnico jornal. se bem que nunca fui de abandonar as “loirinhas bem geladas”.parte de minha vida. (C) conseguiu emprego numa época em que qualquerpessoa poderia facilmente trabalhar num jornal. (D) o bom jornalista é aquele que aprende na prática daprofissão. no 2o parágrafo do texto. para o cronista. tentariarecuperar a história do desaparecimento do capitão Vânio. quetrazem alegria. queconsidera pouco atraente e fantasiosa. um tanto esquecidas. masmuitas delas mostram situações positivas. (B) o jornalismo sempre defendeu um alto nível dasinformações dos envolvidos em lutas reais ou porum ideal revolucionário. mulata. É correto inferir do texto que (A) os jornalistas constituíam. Iniciando o texto dessa maneira.. (B) adquiriu bastante experiência numa redação dejornal. parentemente simples. O resultado maisnotável foi uma frase que ajudou a vender a rodo a então ainda tímida cerveja Níger. defendendo uma causa política. (E)) tem bastante idade. Esseperíodo permitiu conviver com numerosos colegas cujosdestinos se cruzavam. Algumas figuras se tornaram sombras. Em cada um dos segmentos abaixo. __________________________________________ 13. morreu nasmasmorras do Chile. se bem que nunca fui de abandonar as “loirinhas bemgeladas”. Eu próprio. (B) mantém. Fiquei sabendo por alto. uma classebem remunerada. Se a memória pudesse ser reavivada para livrar-se do azinhavre do tempo. na época mencionada. Ou. assimcomo ele. . (A)) oposição entre suave anjo de voz tranqüila / comsuas idéias heróicas. porém mais compensadores. (E) cativava inteligências e paladares = cativava-os. tomavam caminhos paralelos ou simplesmente alteravam o curso. o passado (A) pode levar a julgamentos indevidos quanto ao comportamentode pessoas que optaram por mudar deprofissão. Observa-se. __________________________________________ 12. (Lourenço Diaféria. a não ser vagamente. pois abriga pessoas de formação diversa.Amenizando o passado. nunca mais ouvifalar. (D) trabalhava com outros colegas que exerciam tambémoutras profissões ao mesmo tempo. Sónum único e mesmo jornal permaneci mais de vinte anos. companheiro de redação. E nesse meritório ramo desenvolveu grande capacidade criativa. Foi um sucesso estrondoso. Na inventada época em que se amarrava cachorro comlingüiça . __________________________________________15. (E) a redação de um jornal deve ser um ambienteneutro. (D) dúvida em nunca mais ouvi falar / nunca soube comexatidão. com suas idéias heróicas. o cronista informa queele (A) acabou abandonando a profissão de jornalista. às vezes tristes. cativavainteligências e paladares: Níger − nem doce nem amarga. emborase tratasse de um trabalho bastante satisfatório. Questão de gosto.. me tornei freguês do achado publicitário. (B) certeza quanto à memória reavivada / desaparecimentodo capitão Vânio. __________________________________________ 14. devido às exigências da profissão. o que justifica as recordaçõesde antigos colegas e de sua vivência como jornalista. (C) tomaram caminhos paralelos = tomaramnos. . Nunca soube com exatidão como foi o fimdaquele oficial que parecia suave anjo de voz tranqüila. se preferem. A frase inicial do 3o parágrafo permite afirmar corretamenteque. para não provocar tristeza nemamarguras. de paladar. A frase.. (C)) contém antigas lembranças. para não haverdecepções em relação a antigos companheiros.julho de 2004) __________________________________________ 10. a substituição daexpressão grifada pelo pronome correspondente estáINCORRETA em: (A) para oferecer trabalho = para oferecê-lo. movido pela curiosidade dobordão.

(E) A falta de escolaridade dos jovens impedem seuaproveitamento num mercado de trabalho altamente competitivo. (C) Cenas de crianças trabalhando como adultos. que decorre em grande parte da falta demão-de-obra qualificada para certas atividades.2 500 empresas madeireiras.e o desemprego. (D) . pois vivem em extrema pobreza. tanto de uma quantode outra. A frase inteiramente correta é: (A) Como o trabalho dignifica o homem. temdesrespeito aos direitos como cidadão onde podeatuar produtivamente nesse lugar no qual vive. __________________________________________ 19. Há palavras escritas de modo INCORRETO na frase: (A)) Para garantir a segurança dos trabalhadores e dosusuários. (B) A intensa afluência de pessoas em áreas quepossam produzir riqueza imediata pode gerar conflitose degradação do meio ambiente. onde é o oposto. com o oposto.. (E)) agência e heróicas.seu oposto.. __________________________________________ 20.. ______________________________________ (TRT-11 tec jud 2005) CONHECIMENTOS GERAIS Atenção: As questões de números 1 a 8 baseiam-se no textoapresentado abaixo. respectivamente.preparando-os efetivamente para o mercadode trabalho. quandodeveria estar na escola. que largou o jornalismo .. os responsáveis tomaram a decisão de paralizar. considerando-se o contexto. os trabalhos na uzina... (C) inteligências e notável. (E) . __________________________________________ 18. No caldeirão em que se misturam 240 000 índios.. (E) No provérbio. (C) Algumas figuras se tornaram sombras . __________________________________________ 17. são (A) único e história.. que é seu oposto.. que parecia suave anjo de voz tranqüila. (D) período e memória. ainda é muito comum emtodas as regiões brasileiras. que resulta em consideráveisperdas de recursos materiais e humanos para as empresas.. (B)) Está havendo resultados surpreendentes nos programas de capacitação de jovens que vivem na periferia.. (D) Continua a ser lamentável os altos índices de desempregono país. (E) existência de uma forma de diálogo. o desemprego. As palavras do texto que recebem acento gráfico pelamesma razão que o justifica nas palavras ofício e idéias. em que se amarrava cachorro com lingüiça .. o trabalho é dignificante parao homem que. que norteiam programas assistenciais. .também se encontram histórias que demonstram a possibilidade de aproveitar recursos da floresta com bom senso ambiental. morreu nas masmorras do Chile . (B) O trabalho dignifica o homem. como diz o provérbio. com o envolvimentodo leitor na narrativa. (C) citação exata usada na publicidade desenvolvidapara a venda da nova cerveja.. (C) Como diz o provérbio. (E) Embora estejam muito próximos de imensas riquezas. (B) salários e Níger. Ela resulta de acordos de SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 43 . (D) A exploração dos recursos naturais de uma determinadaregião e a necessária preservação do meioambiente mobilizam defensores. como diz o provérbio. (D)) Se o trabalho dignifica o homem. que é mais comum. assim diz oprovérbio. o desemprego.O emprego das aspas na frase acima indica. por algumas horas. __________________________________________ 16. (A) ironia. A concordância está feita corretamente na frase: (A) Torna-se necessário as medidas de prevenção aosacidentes de trabalho. desrespeitandoseus direitos. (D) receio de apontar um produto diferente daquele aque se refere a propaganda.nem sempre são garantia de sucesso dosempreendimentos desenvolvidos. 3 000 religiosos. se seuoposto. pois o autor se refere a uma cerveja escura enão à clara. (C) Boas intenções.. nãorespeita os direitos do cidadão que tem potencialcapaz para vim a ser produtivo no meio em que vive. por que se trata de cidadão compotencial para ter uma forma produtiva no lugar que vive.. (B)) intenção especial na reprodução de uma maneirapopular de referência à bebida. o desemprego. desrespeita seusdireitos como cidadão potencialmente capaz deatuar de forma produtiva no meio em que vive.os garimpeiros dificilmente têm acesso a bensde consumo. o desemprego.. desrespeita seus direitosonde é cidadão com potencialmente capacidade ematuar de maneiras produtivas no meio que vive. de avançada tecnologia. Achamada bioindústria é um exemplo. (final do2o parágrafo)O verbo de mesmo tempo e modo em que se encontra overbo grifado acima está na frase: (A)) . outros tantoscientistas e centenas de organizações nãogovernamentais. (B) Só num único e mesmo jornal permaneci mais devinte anos. o trabalho dignifica o homem.

__________________________________________ 2. (D) relevante.. __________________________________________ 4. a não ser com suaprópria imagem comercial. n.seriam a solução mais adequada para a geração derecursos em toda a região.5 bilhões de reais − que podem ser aplicados em comunidades mais distantes. com sua imensavariedade ambiental e a múltipla formação de seushabitantes. fev. É emblemático o caso de Manaus. 3. A cidade faliu depois do cicloda borracha. É correto afirmar. os índios iauanauás vendem urucum para acompanhia americana Aveda. E agora renasce com umaalternativa que. de maneira implícita. São Paulo. A substituição dos segmentos grifados nas frases queseguem está feita de maneira INCORRETA em: (A) aproveitar recursos da floresta = aproveitá-los. __________________________________________ 3.ext. queexploram em benefício próprio os conhecimentostradicionais dos índios. sentença ou mote que encerra uma idéia moral. além de gerarimpostos − 8. Naufragou de novo quando a abertura das importações abalou a Zona Franca. a bioindústria (A)) aporta recursos para as comunidades da Amazôniacom produtos que utilizam matériaprima da região. (C) resulta de interesses econômicos internacionais. derivadosde interesses diversos. usa investimentos em tecnologia e em infra-estrutura para produzir e escoarprodutos eletrônicos de alto valor. __________________________________________5. Éemblemático o caso de Manaus. especialmente entre líderes religiosos e cientistas. (B) As comunidades indígenas da Amazônia só conseguirãosobreviver com dignidade se permaneceremassociadas aos interesses capitalistas de empresas estrangeiras. que o ÚNICO sentido que nãodeve ser aplicado ao adjetivo emblemático. associaçãoetc. p. A capital ajuda a diminuir a pressão sobre a floresta ao atrair mão-deobra. sem haver necessariamentea destruição da floresta. quem sai ganhando é a floresta. constitui um dos fatores de destruição do meio ambiente. A grife inglesa decosméticos The Body Shop há quinze anos começou a compraróleo de castanha-do-pará produzido por índios caiapós.produtos que a mata oferece. utilizada no traje ou em objetos a ela relativos. (E) oferece produtos com preços bem mais acessíveisque os demais.distintivo ou insígnia de instituição. figura simbólica. 1. numaimagem ou gravura e em versos que explicam o sentidoinerente a ambas. de larga aplicação na Amazônia. por empresasnão brasileiras. é (A) simbólico.Até nas cidades da região podem-se achar soluções. (D)) É possível haver atividade econômica rentável paraa população da Amazônia. Desde 1997. pois. A frase que traduz corretamente a idéia central do texto é: (A) Há exploração indevida da mão-de-obra indígena. Segundo o texto. reflete-se no aproveitamento total dos recursos da floresta.desqualificada para concorrer num mercado internacional.. está correta a seguinte afirmativa: (A) O exotismo da região amazônica. do mesmo ramo.sem destruir a floresta.(Veja. (E) exemplar. De acordo com o texto. em vez de incentivos fiscais. (C)) A frase inicial do texto remete. (C) marcante. (D) depende de investimentos em tecnologia e em infraestruturapara desenvolver-se convenientemente na região. sociedade. na região amazônica. (E) As necessidades de sobrevivência de uma excessivapopulação instalada na Amazônia prejudicam apreservação dos recursos naturais. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 44 . grifado nafrase acima. (B) Interesses econômicos alheios ao Brasil favorecema exploração predatória da floresta amazônica. a respeito do vocábulo emblema. 1893. (B) explora os recursos oferecidos pela floresta amazônicasem maior preocupação. (E) As organizações não-governamentais exercem papelimportante na região amazônica. 60. controladamente. ser ou objeto concreto representativo de uma idéia abstrata.empresas interessadas em adicionar charme e exotismo a seumarketing com comunidades que podem explorar.aos constantes conflitos econômicos e sociais. (2o parágrafo)Considere a frase transcrita acima e o que diz o Dicionário Houaiss. Como nemíndios nem empresas têm interesse em multiplicar a produção −o que derrubaria os preços −. na tentativa deconciliar interesses divergentes. por aproveitar matéria-prima oferecidapela floresta. 2005) 1. (B)) incomum. p. 2. (D) A exploração comercial de produtos que utilizammatéria-prima da floresta amazônica. (C) Incentivos fiscais.

o últimoparágrafo (A) reafirma.A evolução do mercado de trabalho fortaleceu a indústriade bens de consumo e deu novo impulso à produção de bensnão duráveis.Paulo. uma enumeração. Os trabalhadores brasileiros tiveram no ano passadomais dinheiro para gastar. está correta na frase: (A) Algumas comunidades indígenas. A3) 9. quando a abertura das importações abalou a ZonaFranca. mais empregos de qualidade foremcriados e a inflação permanecer controlada. nos rumos da economia nacional. (D) na desconfiança de empresários. (B) A geração de impostos podem contribuir para melhoraras condições de vida em locais mais afastados. (2o parágrafo) Transpondo-se a frase acima para a voz passiva. − o que derrubaria os preços −− 8. namedida em que aumentou a confiança na reativação daeconomia. nocontexto. (E) na falta de uma mão-de-obra mais qualificada. (D)) apresenta restrições que limitam as informaçõesassinaladas no contexto. (D) eles podem. (E) eles assinalam uma ruptura na estrutura das frases. (B) foram abaladas. . (D) seria abalada. porque asperdas se acumularam durante vários anos. introduzir informaçõesdesnecessárias no contexto. verbal ou nominal. se os aumentos de tarifas dos serviços de utilidadepública não tivessem continuado a sugar uma grande parte dorendimento das famílias. normalmente.onde vivem população carente. (C) introduz um comentário que não apresenta ligaçãoalguma com o contexto. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 45 . Os acordos salariais foramos melhores desde 1996. (E)) Existem muitos casos de exploração. (C) tinha abalado. A recomposição foi parcial.. a formaverbal passa a ser (A)) foi abalada. sem destruição danatureza. orientadas porambientalistas. sobrevivem com a exploração derecursos que a floresta lhe oferecem. __________________________________________ 8. O otimismo crescente refletiu-se nacriação de empregos. __________________________________________ 7. mais dependente das condições de emprego esalário. emvista das exigências do mercado de trabalho. principalmente osestrangeiros.(Adaptado de O Estado de S. se a economiacontinuar em crescimento. A concordância.com prejuízo da seqüência lógica das idéias. (D) Os inúmeros conflitos de interesses na Amazôniatorna muito difícil as tentativas de organizaçãosocioeconômica da região. __________________________________________10. (B) ambos os sinais de pontuação introduzem. Essa mudança é visível no levantamento realizadopelo Departamento Intersindical de Estatísticas e EstudosSocioeconômicos (Dieese). (B) conclui positivamente a visão otimista das informaçõesprestadas anteriormente. A explicação apresentada no texto para uma recuperação ainda parcial dos salários está (A) na ausência de acordos salariais mais favoráveis ao trabalhador. __________________________________________ 6. Mas novos ganhosdeverão ocorrer neste e nos próximos anos. Em 81% das negociações. (C) no descontrole. de um ritmoinflacionário na economia. A de bens duráveis já vinha sendo estimulada pelaexpansão do crédito ao consumo. os argumentos propostosno desenvolvimento do texto.Os efeitos sobre a indústria teriam sido maiores. de forma coerente. o reajuste foi igual ou superior à inflação de 12 meses medida pelo ÍndiceNacional de Preços ao Consumidor (INPC). (E)) ao atrair mão-de-obra = ao atrair-lhe. (C)) os mesmos sinais de pontuação podem isolarsegmentos de diferente valor informativo. (C) o que derrubaria os preços = o que os derrubaria.(B) os índios iauanauás vendem urucum = vendem-no. (B)) no acúmulo de perdas salariais que vêm ocorrendohá algum tempo.Os acordos foram melhorando ao longo de 2004. (C) As condições do frágil equilíbrio ecológico amazônicoexige uma atividade econômica que aumentemos rendimentos das famílias. __________________________________________ Atenção: As questões de números 9 a 13 baseiam-se notexto apresentado abaixo.. 3 de abril de 2005. em que se desrespeitam oslimites do que a natureza é capaz de repor. graças à criação de empregos e a umcomeço de recuperação de salários. ainda que pequeno. mesmo no caso dos acordos mais favoráveis. (D) usa investimentos em tecnologia = usaos. em toda aregião amazônica. (E) estava abalando. na recomposição de salários e naprogressão do investimento produtivo. Considerando-se o assunto principal do texto. noentanto.5 bilhões de reais − O uso de travessões nos dois segmentos transcritosacima aponta o fato de que (A) esses sinais são utilizados habitualmente paraassinalar repetição de idéias.

a que se eferem ospesquisadores.à (E) a . sendo que. a polícia tem praticado entradasforçosas em escritórios de advocacia. contradiso esforço de conter a inflação... alémde jornalista e. (B) São várias as opiniões de especialistas que devehaver maior qualificação da mão-deobra para asexigências atuais do mercado. luta pela posse da terra.. Riscos da advocacia invadida Tanto quanto se saiba. Comecemos pelo inciso6 do artigo 5o da Carta Magna. Ambientalistas que passaram .a (C) a . (iníciodo último parágrafo) A forma verbal grifada assinala. sem qualquer extrapolação..à . (C)) A recuperação salarial.As lacunas da frase acima serão corretamente preenchidaspor (A) à . atendidas asqualificações profissionais que a lei estabelecer”. é ainda parcial... parte interessada..como conseqüência da retração nos Estados Unidose o aumento do desemprego na União Européia.. (D) a condição básica de um fato a ocorrer no futuro.à (D)) a . atualmente.5 milhão de postos no ano passado.. A frase redigida com clareza. porém demonstra areativação da economia. teve criação de mais de 1.. já que mais de 1. (B) Economistas reconhecem que o movimento deespanção do crédito. no entanto no ano passado. lutar pelo controle dodesmatamento na Amazônia são vistos como inimigos .mais de 1. (C) Tanto à melhora das condições de trabalho quanto desse mercado refletiu-se também no aumento dos empregos com carteira assinada.se também no aumento dos empregos com carteira assinada. (D) A melhora das condições de trabalho e do mercado refletiram-se também no aumento dos empregos com carteira assinada... (E) um fato que se repete até o momento presente. (D) Algumas medidas governamentais tentam regulamentara bioprospecção. apreendido papéis e praticado outras violências. lógica e correção é: (A) Melhorando as condições de trabalho. (E) Foram concedidos os reajustes salariais com que batalhavam especialmente os trabalhadores daindústria. Sou advogado.à – a __________________________________________ (TRT-11 ana jud 2005) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao texto que segue. A versão oficial diz que aschamadas invasões não existem. a partir de um fato concreto. que viza o desenvolvimentode produtos apartir de recursos genéticos deplantas e de animais. porém. __________________________________________ 11.5 milhão de postos foram criados. (E)) A quantidade e a variedade de opções oferecidaspela região amazônica permitem atender aos interessesdiversificados de viajantes.. considerando-se o contexto. (A)) uma situação possível sob certas condições. __________________________________________ 13. como o consignado.(E) usa um exemplo para justificar a afirmativa feita noparágrafo anterior. do qual se esperava há muito. (C) a certeza da realização de um fato no passado. a dainviolabilidade do escritório do advogado..a (B) à . O segmento grifado está empregado corretamente nafrase: (A) Levantamentos estatísticos reconhecem em queestá ocorrendo uma recuperação da atividadeeconômica.refletindo-se no aumento dos empregos tambémcom carteira assinada. __________________________________________ 15. ano passado. (E) As condições do mercado de trabalho melhorou. Por isso. (C) A espectativa de crescimento nas exportações decalçados foi afetada pelo comportamento do dólar. pois se trata de ingressosautorizados por ordem judicial para fins determinados. portanto. serem neutralizados. o mercado refletiu.a . A SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 46 .5 milhão de postos criados no ano passado. originando-se daí os assassinatosrelacionados . o qual afirma ser “livre oexercício de qualquer trabalho.mudando o cenário otimista do pólo atacadista do setor. Todas as palavras estão escritas corretamente na frase: (A) Há uma crescente apreenção na economia mundial. desde que foi criado mais de 1.a . (D) O crescimento da economia. __________________________________________ 14. __________________________________________ 12.5 milhão de postos. estrangeiros ounão.. limitarei asanotações cabíveis estritamente aos campos da Constituição eda lei vigente. relativosa investigações na apuração de responsabilidades graves. ofício ou profissão. (B)) A melhora das condições do mercado de trabalho refletiu-se também no aumento dos empregos com carteira assinada. onde aumentou mais de 1. (B) uma dúvida real. Os efeitos sobre a indústria teriam sido maiores.à .5 milhão de postos foram criados no ano passado.A regra essencial a esse respeito é. fez aumentarem os investimentos em modernização da indústria...

Folha de S. Nemserá possível se o advogado puder ser constrangido a informarfatos relativos a seu cliente.906/94.Não é possível o exercício da profissão advocatícia se ocliente não tiver confiança absoluta em que as informações e osdocumentos passados a seu advogado sejam invioláveis. invadir o escritório e apreenderdocumentos físicos ou eletrônicos é abuso de direito. A frase continuará formalmente correta caso se substituamas expressões sublinhadas.906/94 e deveria. mesmo em juízo. __________________________________________ 2. lê-se: Por isso. (B) de respaldo ético indiscutível. Em outros casos. para esse efeito. O autor do texto manifesta-se contra práticas policiais (A) a que falta o respaldo básico de uma ordem judicialexplícita. o direito ao sigilo demédicos e de sacerdotes é garantido no inciso 19do artigo 7o da Lei no 8. (D) Mostrou-se constrangido com o deslize que cometeudurante a sessão solene de posse do novo magistrado.Deve-se entender que a expressão sublinhada na fraseremete diretamente a uma informação já explicitada nocontexto: (A) a versão oficial nega as entradas forçosas. em seu espaço interno. ser direito deste profissional recusar-se a depor comotestemunha. (D) I e II. (B) Seria bom se reservássemos os ingressos. no registro profissional na Ordem dos Advogados. no inciso 19 do artigo 7o. (E)) Nosso constituinte está prestes a buscar outrosadvogados. III. por: (A) alimentar a desconfiança em que – compartilhadasde seu (B) presumir de que − confiadas ao seu (C) suspeitar de cujas − confidenciadas com seu (D)) não supuser que − reveladas a seu SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 47 . Se não podedepor. depois da aprovação no Exame da Ordem. (C) o autor está em pleno exercício de seu ofício dejornalista. inerente a toda práticaprofissional. limitarei as anotaçõescabíveis estritamente aos campos da Constituição eda lei vigente. que a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal tem consideradogeradora de prova ilícita. consistentes no diploma do bacharel emciências jurídicas. (C) Ele se valeu de razões consistentes e derrubou afrágil proposta da oposição. Segundo o autor. ser estendido à prática advocatícia. respectivamente. Fora daí. (C) II. bemcomo sobre fato que constitua sigilo profissional. A frase em que a palavra sublinhada está empregada como mesmo sentido com que se apresenta no texto é: (A) São providências duras mas forçosas. mesmo quando autorizado pelo constituinte.906/94. Não é possível o exercício da advocacia se o cliente nãotiver confiança em que as informações passadas a seuadvogado sejam invioláveis. segundo oautor. sem qualquer extrapolação. designando locais.não garantidas pela Constituição e pelas leis.Tem havido. (E) I. São alternativas diversas das que tipificam a atividade profissional. (E)) em que se ignora direito já reconhecido pela jurisprudência.advocaciaexige qualificações específicas. pois osolista goza de grande prestígio junto ao público. imprescindíveisneste momento. está correto o que se afirmaAPENAS em (A)) III. (B) II e III. na Carta Magna e naLei no 8. Em relação ao texto. Paulo. (D) em que há abuso da autoridade e extrapolação deuma ordem judicial. não se encontrando no exercício da profissão. em seu escritório. (D) a advocacia exige sempre qualificações específicas. __________________________________________ 3. (C) que ferem direito garantido. quanto à inviolabilidade. imagine-se a gravidade de ver apreendido. (Walter Ceneviva. porém. No segundo parágrafo. Daí dizer a Lei no 8. a garantia de inviolabilidade do escritóriode advocacia deixa de existir quando seuespaço for utilizado para o exercício de atividades outras. __________________________________________ 5. documento que implique emresponsabilidade de seu cliente. (B)) o autor se declara parte interessada na questão deque trata. escritórios que aceitam ser sede deempresas de seus clientes. Para provar sua imparcialidade no tratamento daquestão central de seu texto. Quanto à sua inviolabilidade. __________________________________________4. já que amparadas pordeterminação judicial. o advogado é diretorde empresa. II. 07/05/2005) 1. (E) os dispositivos legais já citados são inequívocos. caso não escolhamos outra estratégiade defesa. Considere as seguintes afirmações: I. o autor recusa-se a sevaler de argumentos próprios à sua qualificação profissional. O sigilo do médico e o do sacerdote têm força igual à dosigilo do advogado.

respectivamente. (E) (. do âmbito doSupremo Tribunal Federal. (E) Se não lhes convêm cumprir determinadas medidas. a forma verbalresultante será têm sido apreendidos. (B)) I e II. Quanto à necessidade ou não do sinal de crase. por: (A) seria possível − não tenha − são (B) será possível − não ter − serão (C) teria sido possível − não tenha − são (D)) seria possível − não tivesse − fossem (E) será possível − não teria − sejam __________________________________________10. As normas de concordância estão inteiramente respeitadasna frase: (A)) Configura-se nas freqüentes invasões dos escritóriosde advocacia o desrespeito a prerrogativasconstitucionais. (B) Ele é o autor de romance que faz enorme sucessojunto ao público feminino. __________________________________________ 11. __________________________________________ 12. __________________________________________7. Considere as seguintes frases: I. Permanecerá correta a articulação entre os tempos e osmodos verbais da frase acima caso se substituam asformas sublinhadas. somente. estáinteiramente correto o que se lê em: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 48 .. __________________________________________ 8.os advogados se vêm forçados a revelarinformações confidenciais de seus clientes. II e III.) limitarei as anotações cabíveis aos campos daConstituição e da lei vigente. Transpondo-se para a voz passiva a frase (A) (. entendida comofraglante abuso de autoridade.. (D) Tem ocorrido. a forma verbalresultante será terei limitado. ela ficou se lastimando por nãohaver cumprido a promessa. Está inteiramente clara e correta a redação da seguintefrase: (A)) Segundo a versão oficial. (E)) Quando ela me entregou a carta. (D) atendidas às qualificações profissionais.) alternativas diversas das que tipificam aatividade profissional. (C) Submetido com freqüência a esse tipo de constrangimento. (C) pois se tratam de ingressos autorizados.cabe aos advogados recorrer às instâncias superioresda justiça. necessárias para a inscrição no concurso. percebi logo queas notícias não deviam ser as mais alvissareiras. fica impossível exercerem aprofissão que lhes compete. somente. (B)) implique responsabilidade. a forma verbal resultanteserá foram praticadas. a formaverbal resultante será têm sido exigidas. II. (B) Não cabem às autoridades policiais valerse deordens superiores para justificar a violência dessasinvasões. as entradas forçosas dapolícia em escritórios de advocacia não constituemabuso de autoridade. tem sido resguardado osigilo na apreensão de documentos. somente... de uns tempos para cá. (D) II e III. (E) II. (D) A menos que seja previsto como um caso deexercício diverso da advocacia. a forma verbal resultante serásão tipificadas. (C) A razão que ela me deu para ingressar em suaassociação só me fez desconfiar ainda mais dela..traindo sua confiança. (C) Havendo constrangimento do advogado ao informarfatos que só dizem respeito aos seus clientes. Durante o dia todo.) a polícia tem apreendido papéis. (B) (. (C) I e III. Ela me passou as informações. A frase em que NÃO há ambigüidade de sentido é: (A) Esse é o tipo de técnico de um time que ninguémdeseja que se torne campeão.(E) não confiar de que − transmitidas a seu __________________________________________ 6. (E) Note-se que na jurisprudência. A supressão de vírgula(s) altera o sentido do que está em (A) I. (B) Os escritórios de advogado aonde funcionam sedesde empresas.. que tanto fizerampor mim. Tenho sempre saudades dos tios. inúmerasentradas forçosas da polícia em escritórios deadvocacia. apenas. somente... III. uma vez que são determinadas por ordem judicial. (D) Gostaria que você consultasse sua mãe. Isto ocorre em (A) apreender documentos. (C)) (. (E) constrangê-lo ao informar. as situaçõesregulares dos escritórios de advogados impõem orespeito ao direito de sigilo.) a polícia tem praticado entradas forçosas emescritórios de advocacia. não configuram um caso de sigiloprofissional. (D) A advocacia exige qualificações específicas. Não é possível o exercício da profissão advocatícia se ocliente não tiver confiança absoluta em que as informaçõese os documentos passados a seu advogado sejam invioláveis. antes deceder sua chácara por ocasião da nossa formatura. É possível alterar uma expressão do texto sem qualquerprejuízo para seu sentido e sua correção. __________________________________________ 9. __________________________________________13. uma vez que se prestam ao exercíciode uma função estranha à sua finalidade.

que o sábio da tribo era um velho. tão idealizada a distância. na adolescência. é umadas fases mais atormentadas da existência. III. (B) Mais livros houvessem sido doados. (C)) Não me empolgou a leitura do romance de sucessoque retirara da biblioteca. (B)) Vive-se. em cuja leitura não me empolguei. promovido acondição de milagreiro. (B) O esclarecimento em cujo a palavra sexagenárionada tem a ver com sexo é um lance de ironia comque o autor se valeu para dar leveza ao tema. a euforia da plena felicidade. Crônicas de um fim de século) 16. (C)) O cerceamento à liberdade. meios de alcançar o sucesso de nossasexpedições.ao passo que a melancolia dá o tomdefinitivo à velhice.(A) Esse grande físico não pertenceu àquele grupo decientistas que se mantinham a margem das contingências. quando o devolvi. comentei com a bibliotecária minha impressãode leitura. conforme a impressãoque comentei ao devolvê-lo com a bibliotecária. (B) Einstein não se limitou à escrever textos científicos. (C) A felicidade é um atributo do corpo jovem. É adequado o emprego de ambas as expressõessublinhadas na frase: (A) Parece que desapareceram as convicções onde avelhice era sinônimo de ser mais sábio. A leitura do romance não me empolgou. vista de perto. __________________________________________Aten ção: As questões de números 16 a 20 referem-se aotexto que segue.(Zuenir Ventura. assistimos na TV àuma cena em que um homem rude. Retirei da biblioteca um romance de sucesso. Hoje. “Quem louva avelhice não a viu de perto”. Nem sempre é aidade que faz a vida feliz ou infeliz. se é que se precisa avisar. (E) Com os nervos à flor da pele. comentei minha impressão com abibliotecária. acabeipor comentar tal impressão com a bibliotecáriaquando o devolvera. mais leitores sebeneficiariam da nova biblioteca. mas triste e pessimista. __________________________________________ 17. muito presente no senso comum: (A) A sabedoria dos velhos prima pela paciência. 44 anos antes de Cristo. É injustificável a forma plural do verbo haver no caso daseguinte frase: (A)) Não haveriam. mas aconsciência feliz pertence ao velho experiente. As frases acima estão articuladas de modo claro. (D) Não cabe à qualquer pessoa levar a cabo umaexperiência científica. assim comoo que faz mal à saúde é a doença. (E) Apesar de ter retirado na biblioteca o romance desucesso. Um meio-elogio à meia-idade Parece que se foi o tempo em que ancião significavaexperiência. (D) Comentei com a bibliotecária.desatentos ao mundo à sua volta. à cuja órbita se prendiam as decisões cruciais do pós-guerra. é uma fase detormentos.leva a indignação coletiva às alturas quando os que mais têm a dizer são intimados a calar-se. e ao devolvê-lo comenteicom a bibliotecária essa minha impressão. éum belíssimo livro. __________________________________________ 15. para despertarem tantosressentimentos entre os colegas? (D) Que haveriam de trazer àquela gente simples daaldeia os aventureiros que chegavam com novoshábitos? (E) Não imagino a quem haveriam de agradecer os meninospelo equipamento esportivo que receberam. em cuja não conseguira me empolgar. ele escreveu. a adolescência. caso uma empresa não se dispusessea patrociná-las. coerentee correto no seguinte período: (A) A leitura do romance de sucesso que retirei dabiblioteca não me empolgou. que o idoso eraouvido pelos jovens e que a literatura fazia o elogio da velhice. e não a idade. Depreende-se do texto que o autor não aceita a seguinteantinomia. mas à toda gente cabe decidirsobre o emprego que se dará às novas ferramentasda ciência. __________________________________________ 14.lançou-se à roda dos grandes debates políticosinternacionais. enquantoa alegria dos jovens manifesta-se pela ansiedade. o novo De senectute. II. rincipalmente quandose lembra que a adolescência. aimpressão de que não me empolgaria a leituradaquele romance de sucesso. (B) Ao devolver à biblioteca o romance de sucessoretirado. nos regimes totalitários. Mas tambémnão acho que é o pior dos tempos. em Desenectute. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 49 . ou em queser jovem era uma garantia de felicidade. há sessentõesmais felizes do que os jovens. de Norberto Bobbio. dava início a tão anunciadaintervenção cirúrgica. que retirei nabiblioteca. mas a cabeça.Não estou entre os que fazem o elogio irrestrito de umafase da vida em que até o prefixo é traiçoeiro – sexagenário nãotem nada a ver com sexo. (D) Embora não haja sexualidade na velhice. (E) Somente a distância é que os adolescentes sãofelizes. Ao devolvê-lo. (C) Que haverão eles cometido. Atente para as seguintes frases: I.como fez o sessentão Cícero.

prefiro esta a aquele. __________________________________________ 18. em Nova York. instalamos emnossas salas uma janela sobre o devaneio. __________________________________________ 19. a exposição prolongada à tela desse aparelho podeproduzir violência. (E) Sempre conviu ao homem primitivo orientar-se pelasabedoria dos anciãos. (C) Se há dias bons na juventude. ao passo que hoje poucosidosos conseguem fazer-se ouvido. Está correto o emprego de ambos os segmentos sublinhadosna frase: (A) Juventude é. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 50 . (B) Se a adolescência nos provisse apenas de momentosfelizes. mais tarde. o cinema. que pode ser abertaa qualquer instante e sem esforço.(C) A adolescência é uma época de onde mais tardeemergirão recordações às quais nem sempre constituirãolembranças felizes. A TV confirmauma idéia que está sempre conosco: existe outra dimensão. __________________________________________20. mas duvidoque queiramos ou possamos renunciar à divisão constante entre o que somos e o que gostaríamos de ser. II.Pouco importa que fiquemos no zapping (*) ou que paremos para sonhar em ser policiais. pois a eles sealternaram dias infelizes. (B) sua inteira concordância. Faz sentido. (C) I. (D)) Quanto aos jovens. da Universidade de Colúmbia.Estranho? Nem tanto. não os queiramosemprestar um valor absoluto. (B) II e III. uma vez que tem convicçõesdiametralmente opostas às do pesquisador. o relatório de umapesquisa coordenada por Jeffrey Johnson. em: I. (D) Pode-se preferir a velhice do que a juventude. Terra de ninguém) 1. Mas a invenção mais astuciosa talvez tenha sido a televisão. à força de olhar. nela atribuímos o condão deuma chave que abre todas as portas.Para alimentar nossa insatisfação. oautor do texto manifesta (A) sua inteira estranheza.Pela pesquisa de Johnson. pois se osdias não voltam não há como interferir-lhes. Completa corretamente o enunciado SOMENTE o queestá em: (A) I e II. a ninguém conviria esperar pelos bonsmomentos da velhice. Não estou entre os que fazem elogio irrestrito deuma fase da vida = Não me coloco dentre os queexaltam uma irrecuperável fase da vida. poupemo-los de aconselhamentosa que não podem ou não sabem darouvidos. deixar-lhe em paz. podemos ficar a fim de sacudir as barras além do permitido. Até o prefixo é traiçoeiro = Mesmo o prefixo induz aequívoco. Quem louva a velhice não a viu de perto = Quemotimiza a velhice não consegue encarála.PEana jud 2007) Atenção: As questões de números 1 a 15 referem-se ao textoabaixo: Cuidado: o uso desse aparelho pode produzir violência A revista Science publicou. os televisores deveriam sercomercializados com um aviso. (B) Quanto ao passado. masBobbio assevera de que.as más lembranças não tardariam a incorrer emnossa consciência. (E)) Os traumas por que tantas vezes passam os jovenssão esquecidos. detalhando todos os elementosda pesquisa e colando-se à argumentaçãodela. hoje. (E) III. inventamos a literaturae. Em relação à pesquisa coordenada por Jeffrey Johnson. (D)) II. ______________________________________ (Tj. A pesquisa de Johnsonconstata que. caber-lhe-á algo melhor que o temordo futuro? (D) Costuma ser repelido o adulto experiente que intervirna conduta de um jovem desorientado para tentarratificar o rumo de sua vida. nesse caso. (E) Se é para mim escolher entre o tumulto do jovem e aserenidade do velho. Conserva-se o sentido da frase original. Podemos proclamarnossa nostalgia de tempos mais resignados. Estão corretos o emprego e a forma dos verbos na frase: (A) Ainda que retêssemos apenas lembranças felizes. em 2002. (*) zapping = uso contínuo do controle remoto. como os maços de cigarros:cuidado. não se viu avelhice de perto. III. (C)) Se a um velho só lhe aprouver o lamento pelo tempoque já passou. O estudo mostra uma relaçãosignificativa entre o comportamento violento e o número dehoras que um sujeito (adolescente ou jovem adulto) passaassistindo à TV. mas não os momentos em quelograram ser felizes. Graças a ela. uma palavra mágica: consideramo-lhe um talismã. gângsteres ou apenasnós mesmos (um pouco piores) no Big brother. e nossas quatro paredes são uma jaula. numa redaçãocorreta.(Contardo Calligaris. É bem provável que a fonte demuita violência moderna seja nossa insubordinação básica:ninguém quer ser ou continuar sendo quem é.

(D) Julga o autor do texto que nos insubordinamos contraas barras de nossa jaula quando nos alimentamosde devaneios propiciados pela TV. (E) III. (E) Não se atribua tão-somente à TV as atitudes deviolência que se vem disseminando nos grandescentros urbanos. __________________________________________ 8. apenas. (B) nostalgia de tempos mais resignados = remorsos porantigas submissões. com cujo nos acostumamos. (E) fosse alimentado. (E) A conclusão de que nossa sala é uma jaula. O autor do texto defende a idéia de que a mídiapode estimular ações de violência que são geradaspor nossa insatisfação com nós mesmos. É correto o que se afirma em (A) I. (B) A insubordinação básica em que se refere o autor dotexto derivaria da insatisfação dos nossos recalcadosdesejos. éum dos responsáveis pela abertura rápida de janelassobre o nosso devaneio. A pesquisa de Johnson constata que. De acordo com o autor do texto. podemos ficar a fim de sacudir as barras além do permitido.mas a da TV. __________________________________________ 7. uma vez que não vê qualquerrelação entre assistir à TV e as eventuais atitudesde violência do público televisivo. apenas. traduz-se corretamente osentido de uma expressão do texto em: (A) exposição prolongada = exibição intermitente. do excesso de horas que dedicauma pessoa a assistir à TV. por (A) por mais que olhemos . Está clara. Na pesquisa de Jeffrey Johnson. (C) Seria da responsabilidade dos programas de TV certas incitações à violência. (E) Afirma-se no texto que faz sentido concluir-se deque a pesquisa de Johnson vai de encontro às tesesconfirmadas por este pesquisador. (B) Quanto à nostalgia de tempos mais resignados. Preserva-se plenamente a concordância verbal na frase: (A) Caberia comercializar-se os televisores com umaadvertência expressa sobre o perigo que representaas exposições contínuas à tela de uma TV. (B) alimentemos. (D) tenha alimentado. (C) uma janela sobre o devaneio = uma refração darealidade. comque chegou o autor do texto. Transpondo-se para voz passiva o segmento Para alimentarnossa insatisfação. respectivamente.(C) o acolhimento da conclusão geral da pesquisa. (B) Boa parte dos atos de violência provém. (D) II. (D) renunciar à divisão constante = recusar o freqüentedesacordo íntimo. pois julga que o pesquisadorse valeu de uma argumentação bastante estranha. de cujos efeitostrata o autor do texto. apenas. (D) sua parcial concordância.submetidos a SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 51 . a literatura e ocinema já estimulavam. __________________________________________ 3. assistindo continuamente à TV. __________________________________________ 5. __________________________________________6. __________________________________________ 2. coerente e correta a redação da seguinte frase: (A) Sempre haverá quem discorde que a literatura fosseinventada de modo que assim a supríssemos comnossas insatisfações. (C) A invenção moderna mais astuciosa. masnão deixa de trilhar um caminho reflexivo pessoalsobre o fenômeno observado. II.nem sempre coerente. teria sido não a do cinema. não deixa de ser bastanteprovocadora e radical. (D) Todo aquele que. (B) I e II. (E) sacudir as barras além do permitido = ratificar oslimites inaceitáveis. a forma verbal resultante será (A) seja alimentada. Está correto o emprego do elemento sublinhado na frase: (A) A relação significativa cuja se demonstrou na pesquisase dá entre o comportamento violento e aaudiência à TV. III. à força de olhar. apenas. a se crer nas conclusõesda pesquisa realizada. (C) II e III. ela costuma freqüentementeser proclamada. (C) É pela suspeita de haver uma nova dimensão. de acordocom a pesquisa. (E) sua plena discordância. (C) seria alimentada.os mesmos níveis de violência social. antes do surgimento da TV. Considere as afirmações abaixo. ficou claro que éum exagero estabelecer uma relação de causa eefeito entre a exposição prolongada a programasde TV e atitudes de violência. ou vice-versa. alémda que vivemos. daqual poucos se insurgem. II e III. I. que se chega à conclusão de nãoprecisarmos subordinarmos os devaneios. __________________________________________ 4.costumam valer-se dos recursos do zapping. Considerando-se o contexto. abremjanelas sobre o devaneio. Preserva-se o sentido essencial dessa frase caso se substituam os elementos sublinhados. (D) O hábito do zapping.

nafase adulta.. Evitam-se as viciosas repetições da frase acima substituindo-se os elementos sublinhados. então. (B) Se aos governantes não . (D) Queremos por vezes imaginar: que somos policiaisou gângsteres. sentirmo-nos por assim dizer completos. a de Johnson dácorpo à tese de que a exposição contínua à tela deTV tornanos mais violentos. O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-senuma forma do singular para preencher corretamente alacuna da frase: (A) Quase ninguém. a nos sentir divididos.tornam-a (D) comentá-la . (C) Sugere-se. Estão adequados o emprego e a flexão de todas formasverbais na frase: (A) Se as pesquisas bem realizadas sempre intervissemno comportamento das pessoas. resiste à tentação de passar velozmentepor todos os canais de TV. (B) Conquanto haja outros fatores responsáveis pelaexpansão da violência.motivados para (C) quanto mais olhamos . teria alcançadoinfluenciar-nos tanto como a TV.a tornam (B) a comentar . (C) Ainda que não seja a única responsável. a TV estáentre as causas principais das atitudes violentas quemarcam nossa sociedade. Jeffrey Johnson realizou uma pesquisa. (valer) do controleremoto. preferiríamos ser nós mesmos. por (A) comentá-la . passamos.predispostos a (E) conquanto olhemos . com a tese de quenossa violência tem origem em nossa divisão interna. (D) De programas violentos da TV costuma advir algumainspiração para atos de SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 52 ... (haver) de selamentar por terem aberto janelas sobre seuspróprios devaneios. segundo a ordem emque se apresentam. estaríamosdemonstrando certa agitação íntima que caracterizassenosso estado de insatisfação.impregnados de (D) tão logo olhemos . que tornam essapesquisa ainda mais instigante aos olhos do público. (D) Mesmo que não apresente grandes novidades emrelação a pesquisas já realizadas.condicionados em __________________________________________ 9. Está inteiramente correta a pontuação do período: (A) Primeiro. (E) Os que não gostam de TV jamais . (B) Caso fiquemos muito tempo no zapping... as inúmeras janelas abertas pela TV não terãoa mesma força de atração que as pesquisasdemonstrassem... mas é possível que outros fatores hajam de modo determinantesobre o nosso comportamento. seria o caso de pedir providênciasàs autoridades. um meio de tentar suprir com rapideznossa fome.. para que reconheçamosna TV. a responsabilidade da TVnão é pequena.(B) de tanto olharmos . (E) Se as violências que provêem do hábito de assistir àTV se saneiassem por conta de alguma regulamentaçãogovernamental. (C) Por mais confortável que seja..lhe acrescentou .. que o fato de nos aprisionarmosem nossa sala de TV fosse o responsávelpela nossa predisposição a que cometêramos atosviolentos.tornam-lhe __________________________________________ 11.responsável maior por nossas rebeldias. constituina verdade. acrescentou a essa pesquisaelementos de sua convicção pessoal.acrescentou-a . __________________________________________ 12..ao comentar essa pesquisa...acrescentou-lhe .. sobretudo. __________________________________________ 10. mas nenhum desses meios. (D) Embora a cada um de nós .. e o autor do texto. que quase sempre as encriminam comoresponsáveis pela multiplicação da violência social.. nessa pesquisa.. (B) Imergem da pesquisa de Johnson alguns dados reveladoresquanto à ação da TV sobre nós. a todos intranqüiliza aonda crescente de violências. o estudo ao qual seaplicou Johnson teria algum efeito sobre o público. (afetar) as imagensnostálgicas de um passado íntegro. É preciso corrigir a redação da seguinte frase: (A) A menos que hajam outros fatores. boa parte dasviolências modernas adviram pela atenção excessivaconsignada à TV. (caber) tomar providênciaspara regulamentar a programação de TV. Está inteiramente correta a articulação entre os tempos emodos verbais da frase: (A) A pesquisa de Johnson analisou um fenômeno queconstituísse uma verdadeira obsessão que caracterizeo homem moderno: o fascínio pela TV. __________________________________________ 13. inventamos a literatura e em seguida ocinema. é decisivo..acrescentou-lhe . (C) Quem revir as várias pesquisas sobre a relação entreTV e comportamento haverá de se deparar comresultados que talvez constituam motivo para algumalarme. entre os que se ... o poder de abrir tantas janelas. (E) O autor preocupa-se..lhe tornam (C) comentar-lhe . (E) Se de fato viéssemos a nos contentar com o quesomos.. insaciável de imagens. aquem.. (B) O fato de imaginarmos que há uma dimensão alémdas nossas paredes. o zapping... caberá? (C) Se a ninguém . mas.tornam-na (E) a comentar . (D) Jamais conviu às emissoras de TV divulgar essaspesquisas. (preocupar) os efeitos de se ficarcolado a uma tela de TV.acrescentou-lhe . __________________________________________ 14.

(B) I e III. Para ajuíza. Do quarto parágrafo depreende-se que certasfrases do senso comum induzem à complacênciacom as ações mais nefastas. a indignação se reduz a conversas privadas. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 53 . (C) a ousadia dos bons cidadãos não fique atrás da dospatifes. Se não transpõe o limite da queixa. (B) barbárie moral e princípios de dignidade são análogas. as ações representadas por (A) número de horas / passa assistindo. em gestos de repúdio e medidas de combate à barbáriemoral. __________________________________________ 3. muitas vezes faltamcoragem e iniciativa aos homens que conhecem e mantêm vivaa diferença entre um e outro. (C) fiquemos no zapping / ou que paremos para sonhar. (E) insubordinação básica / muita violência moderna. cujos valores se materializem em reaçãoefetiva. (C) inação dos justos e freqüente omissão estabelecementre si a oposição que se verifica entre os justos eos canalhas. (E) I. III. (D) III. Considerando-se o contexto. Da ação dos justos Em recente entrevista na TV. uma conhecida e combativajuíza brasileira citou esta frase de Disraeli*: “É preciso queos homens de bem tenham a audácia dos canalhas”. (B) proclamar nossa nostalgia / renunciar à divisãoconstante. que tenha envergadurasocial e peso político. mas se ela se converte em gesto público. constituem uma causa e seuefeito. Como não concordar com a oportunidade da frase?Normalmente. Às escandalosas práticas dos canalhas deve corresponderuma reação objetiva. (E) os cidadãos honestos e os meliantes distingam entre o bem e o mal. Realmente. a indignação éimpotente. II e III. __________________________________________ (TRT-23 ana jud-adm 2007) Atenção: As questões de números 1 a 20 referem-se ao textoque segue. nesta ordem. Quem vê abarbárie como uma fatalidade torna-se. acomentários pessoais. por outro lado.“Brasileiro é assim mesmo” ou “Este país não tem jeito”. __________________________________________ 15. (D) A TV confirma uma idéia / que está sempre conosco. e gera conseqüências. atinentes aos homens de bem. enão abram mão de reagir contra quem a ignore. Seus atos revelam iniciativa e astúcia. objetivamente dirigido contra a arrogânciaacanalhada.A frase lembra-nos que não costuma haver qualquerhesitação entre aqueles que se decidem pela desonestidade epelo egoísmo. facilitadaspela total ausência de compromisso com o interesse público. somente. Em outras palavras: que a desesperança e o silêncio nãotomem conta daqueles que pautam sua vida por princípios dedignidade. somente.A inação dos justos é tudo o que os contraventores ecriminosos precisam para continuar operando. (D) o atrevimento dos desclassificados coíba o dos justos.* Benjamin Disraeli. têm chegado ao conhecimentopúblico e vêm sendo investigadas e punidas. A frase de Disraeli. o sentido da frase é atualíssimo: diz respeito à freqüente omissão das pessoas justas e honestas diante das manifestaçõesde violência e de corrupção que se multiplicam emnossos dias e que. Considerando-se o contexto. Em relação ao texto. (Aristides Villamar) 1. II. (E) Talvez fosse o caso – para se avaliar a pesquisa deJohnson – de se estudar o comportamento de comunidadesque não têm acesso à TV. ______________________________________________ ___________ 2. e seu efeito é nenhum. ainda que não o queira.violência. felizmente. tal como é entendida e desenvolvidano texto. reporta-se à necessidade de que (A) os homens de bem e os canalhas se congracem namesma audácia. A cada vez quese propagam frases como “Os políticos são todos iguais”. seu cúmplice silencioso. promove-se a resignação diante dos descalabros. escritor e político britânico do século XIX. A frase propõe uma ética atuante. está correto o que se afirma em (A) I e II. alcança a dimensão da prática social e política. (C) II e III. somente. Atente para as seguintes afirmações: I. não indo além de um mero discursoético. somente. Os homens de virtude não confrontam o que é justoe o que é injusto porque sabem relativizar o valordo bem e o do mal.e referem-se aos homens indignos. a falta de escrúpulo aplaina o caminho de quem nãoconfronta o justo e o injusto. tais como os quese multiplicam hoje em dia. Pois que estes a deixem clara. (B) a intempestividade dos homens honestos supere ados desonestos. as expressões (A) freqüente omissão e ética atuante referem-se adistintas condutas.

com tal propósito.) (D) A frase lembra-nos / que não costuma haver qualquerhesitação (. Os segmentos destacados constituem. __________________________________________ 6.. (C) Caso não transpusesse o limite da queixa. os pronomes estes ea estão se referindo. Quem propaga frases como as citadas entre aspas noúltimo parágrafo parece admitir que (A) a resignação é vencida por uma ética atuante. (B) a cumplicidade silenciosa é o mal maior.uma causa e sua conseqüência em: (A) Para a juíza. a barbárie teriacomo cúmplices silenciosos os que assim a considerariam. (C) Normalmente.(D) dimensão da prática social e política e a arrogânciaacanalhada representam. como a de Disraeli..deveriam ponderar as sábias palavras que escolheuDisraeli para convocar a ação dos justos. (D) Quando não se opõem à ação do homem acanalhado.) vêm sendo investigadas e punidas. respectivamente.. que falam da atualidadedesenvolta com cuja costumam agir os canalhas. ao considerar na oportunidade o quanto a mesmaé atual. (B) É tamanha a desenvoltura que se investem osmalfeitores. com sua faltade escrúpulo. (C) desonestidade e egoísmo / iniciativa. (D) (. a frase inteiramentecorreta é: (A) Mais gente. a indignação se reduz / a conversasprivadas (.) pautam sua vida por princípios de dignidade.. respectivamente. Quanto à forma dos verbos e à correlação entre os tempose os modos empregados. num programa de TV. (E) os descalabros fazem parte da nossa natureza.. (D) Quem doravante ver a barbárie como uma fatalidade. assim.. É exemplo de construção verbal na voz passiva: (A) Como não concordar com a oportunidade da frase? (B) Se não transpõe o limite da queixa(. (D) os homens / iniciativa. (C) Em vista de ser tão atual a propagação das açõesde má fé. correta e coerente a redação da frase: (A) Por considerar oportuna a frase de Disraeli. por consentilos. / o sentido da frase é atualíssimo. Quanto às normas de concordância verbal. __________________________________________ 9. __________________________________________ 10. estes não desfrutariam. por isso a valorosa juíza citou-a. Está clara. que a ousada juíza não hesitou de citaruma frase de Disraeli na TV a propósito desse tema tão atual. __________________________________________ 5. (B) os homens / a diferença.quando ocorre essa grave omissão. de um caminho já aplainado..) seu cúmplice silencioso. (E) o justo e o injusto / iniciativa. (D) Há frases. está inteiramente correta afrase: (A) Se não transpor o limite da queixa. __________________________________________ 8.. em cuja percebeum vivo sentido. (C) É comum calarmos diante dos descalabros a quecostumam dar destaque o noticiário da imprensa. os homensjustos deixam de fazer valer seu peso político. __________________________________________ 7. referindoseà desenvoltura com que agem os malfeitores. __________________________________________ 4.. (C) o discurso ético é o primeiro passo para a moralização. segundo Disraeli..) (C) (. Considerando-se o contexto do terceiro parágrafo. (B) A inação dos justos será tudo o que os contraventorese criminosos sempre requiseram para ter seucaminho bem aplainado.. (E) Se tivessem havido firmes reações aos descalabrosdos canalhas.saiba que.. a: (A) um e outro / a diferença. a indignaçãoserá impotente e se reduziria a conversas privadas. a destemida juíza entendeu por bem decitar na TV uma frase de Disraeli. reduzindo-se a conversasprivadas.) (E) Quem vê a barbárie como uma fatalidade / torna-se(. respectivamente. eacabamos. estariasendo seu cúmplice silencioso. (E) Caso seja visto como uma fatalidade. umacausa e seu efeito. (E) iniciativa e astúcia e cúmplice silencioso referem-seaos contraventores e aos criminosos. num programa de TV. ainda que não o quisesse. (B) Pois que estes a deixem clara / e não abram mão dereagir contra quem a ignore. num programa deTV.. (E) Os canalhas têm grande ousadia.) não indo além de um mero discurso ético. assim como o fez a juíza brasileira. (D) não se deve abrir mão de uma reação ética. (E) (. a indignaçãoseria impotente. a combativajuíza citou-a. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 54 .por isso a combativa juíza citou-a. (B) A muitas pessoas incomodam reconhecer que suaomissão diante da barbárie as torna cúmplicessilenciosas dos contraventores e criminosos. nafrase Pois que estes a deixem clara..

. (E) A indignação de muita gente.. (ocorrer) que os mauscontam com o silêncio da sociedade para seguiremsendo o que são. __________________________________________ 15.e. Está inteiramente adequada a pontuação da seguintefrase: (A) A indignação de muita gente não transpõe namaioria dos casos. não transpõe namaioria dos casos o âmbito das conversas privadas. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 55 . (B) não renunciem de combater àquele que nela seomite.não lhes confere .. que não leva à ação. Se há iniciativa e astúcia na ação do homem injusto. (D) Não se abra àqueles inescrupulosos o campo favorávelà impunidade. (costumar)haver insolentes alusões à moralidade. não confere à iniciativa e à astúcia o mesmovalor que o mau reconhece na iniciativa e na astúcia... __________________________________________ 12. namaioria dos casos. (D) tem seus atos facilitados. a juíza recorreu àuma frase de Disraeli. (C) facilita a iniciativa e a astúcia..Não haverá prejuízo para o sentido e a correção da frase acima caso se substitua o segmento sublinhado por: (A) não se disponham de combater quem a desconheça. (C) não deixem de se opor a quem não a leve em conta.. (E) facilitam os atos que tanto a iniciativa como a astúciarevelam. (C) Faltam audácia e iniciativa à quem deveria propor-seàs ações afirmativas. (C) A desonestidade e o egoísmo são defeitos de cujosnenhum contraventor se envergonha. (D) há as mesmas .Caso se queira reconstruir a frase acima. (C) A indignação. (A) há elas . (B) as há .. (D) A indignação de muita gente não transpõe. Justificam-se ambas as ocorrências do sinal de crase em: (A) Na entrevista que concedeu à TV..as reconhece. __________________________________________ 17.não confere-lhes . namaioria dos casos o âmbito das conversas privadas. __________________________________________ 14. __________________________________________ 13. facilitadas pela totalausência de compromisso com o interesse público.reconhece nelas. (D) Os princípios de dignidades aos quais o homemhonesto vê uma prioridade devem transformar-se emação. assim.e assim os valores éticos acomodam-se..11. de muita gente. (B) revelam-se como iniciativa e astúcia. (E) A inação dos justos é uma condição com que contamos desonestos para continuar operando. e não abram mão dereagir contra quem a ignore. (E) não se furtem em tripudiar sobre quem a menospreze.uma complementação correta e coerente poderia ser: (A) revela-se na iniciativa e na astúcia facilitadas porseus atos. não transpõe.. (D) não renunciem em combater quem lhe finge desconhecimento. o âmbito das conversas privadase assim. O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-senuma forma do plural para preencher de modo correto alacuna da frase: (A) Se a cada um de nós efetivamente .. iniciando-a por Atotal ausência de compromisso com o interesse público. (B) A frase à que se reportou a juíza diz respeito àdistinções éticas.. os valores éticos acomodam-se no planoraso de um discurso. (advir) qualquer reação contraos desonestos acabam estimulando a corrupção. respectivamente.nelas reconhece.. que não leva à ação.. assim. apesar deindignado.. o âmbito das conversas privadas. o âmbito das conversas privadas. (E) Aqueles de quem não . (D) Aos bons cidadãos não . namaioria dos casos.não as confere . (B) .. _________________________________________ 16. os valores éticos. (E) há estas . (C) as há . os valores éticos acomodam-se no plano raso de um discurso que não leva à ação.. os valores éticos acomodam-se no planoraso de um discurso que não leva à ação.-se (dever) aos homens de ação o aperfeiçoamentoestrutural de uma sociedade... não transpõe.Evitam-se as viciosas repetições da frase acima substituindo-se os segmentos sublinhados por.não as confere . nãohá iniciativa e astúcia no bom cidadão que.não lhes confere reconhece-lhes.. a impunidade seria impossível. cujos atos sãofacilitados. Está adequado o emprego do elemento sublinhado nafrase: (A) A resignação diante dos descalabros é uma reaçãode cujos efeitos só trazem benefícios aos maus cidadãos. por revelarem iniciativa eastúcia.. Que os homens de bem deixem sempre clara a diferençaentre o que é justo e o que é injusto.. (perturbar)os que agem mal. acomodam-se no plano raso de um discurso que não leva à ação. (B) A indignação de muita gente.nelas reconhece.e assim.e.. no planoraso de um discurso. Seus atos revelam iniciativa e astúcia. (C) Nas palavras dos piores contraventores . (B) A firme reação dos justos será uma surpresa de queos desonestos jamais estarão preparados. que se revelam emseus atos..

Itália.que instituiu a Comunidade Econômica Européia. ainda que. [trechos] O Estado deS.Correspondeu ao conjunto de aspirações do europeísmovoltado para promover uma Europa unida. é correto afirmar que: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 56 . umaintegração por imposição hegemônica como a seu tempo naEuropa cogitaram Carlos Magno. povos e indivíduos. (E) torna-se (. 2) administrar as desigualdades dopoder. União Européia.O encaminhamento desses problemas se deu porprocessos voluntários entre países vizinhos e soberanos quetinham um passado de tensões e guerras. a palavra sublinhada em Comonão concordar com a oportunidade da frase? Temsentido equivalente ao da expressão sublinhada em: (A) Sua colaboração chegou no momento azado. comseus direitos no espaço comum. a cidadania da União Européia. Napoleão e Hitler. (B) como uma fatalidade. Em março de 1957 foi assinado o Tratado de Roma.É certo que atualmente a União Européia enfrentadilemas para levar adiante o seu processo e digerir o que jálogrou.) cúmplice silencioso. (E) Eles sempre agiram em conformidade com a lei. Não foi. dadiplomacia e do multilateralismo. É uma resposta historicamente distinta dequalquer outra no trato dos três conhecidos problemas inerentesà dinâmica do funcionamento do sistema internacional. seu cúmplice silencioso. (D) Há uma inestricável correlação entre a apatia dosbons cidadãos e a desenvoltura com que agem osforas-da-lei. opronome sublinhado refere-se ao segmento (A) quem vê a barbárie. __________________________________________ 18.ao processo de integração européia. respeitadora detodos os seus Estados. (D) Ela estranhou o extemporâneo interesse do amigo. assim. O que é atualmente a União Européiaresulta de dois processos destas incessantes rupturas – oalargamento e o aprofundamento − no âmbito dos quais aassociação de múltiplos interesses econômicos e políticos vemedificando um destino comum. (B) Impressionou-o o indômito oportunismo com queagia seu adversário.pois a Europa Comunitária tem sido. o fato é que a experiência européia na construçãoda paz e da prosperidade regida pelo Direito é. França. __________________________________________ (TRT-23 ana jud-adm 2007) II Atenção: As questões de números 1 a 12 baseiam-se notexto apresentado abaixo. no qualpaz e guerra se alternam. para falar comKant..ainda que não o queira. (C) torna-se. A2. Paulo. naquele momento. Os seispaíses fundadores − Bélgica.e 3) mediar e dirimir pacificamente controvérsias econflitos de valores. Estão corretos o emprego e a grafia de todas as palavrasda frase: (A) A corrupção só se extingue ou diminue quando osjustos intervêm para que as boas causas prevalesçam.. __________________________________________ 19. Considerando-se o contexto. um sinal da possibilidade do progresso humano. Por isso vai alémda fusão dos mercados nacionais num mercado único. Daí a suadimensão exemplar de alcance geral que transcende a região. 15 de abril de 2007) 1.) seu cúmplice silencioso. __________________________________________ 20. (D) queira (. Felipe II.A integração européia representa o inédito na vidainternacional.Entretanto. impõese umasindicância.Luxemburgo e Países Baixos − deram início. (C) Contra tantos canalhas audases há que haver areação dos que têm a probidade como um valorinerente ao exercício da cidadania.(E) A comunidade dos justos assiste à obrigação de darcombate à tal ousadia.. (E) Deprende-se que houve êxito das iniciativas doshomens de bem quando os prevaricadores sentiramcerceada sua área de atuação. alémda cidadania originária.. também no plano geral. Alemanha.Este destino comum se expressa.por meio de normas. cabendolembrar que todos os cidadãos dos Estados membros têm. de redes e de símbolos. De acordo com o texto. Com efeito. (C) Na eventualidade de um ato ilegal. a Europa que seconstituiu a partir do Tratado de Roma logrou: 1) captar e levaradiante o interesse comum. por obra de sua identidadepolítica. (Celso Lafer. Por isso pode ser classificadacomo um bem público internacional. Na frase Quem vê a barbárie como uma fatalidade tornase. Estas são o fruto de mecanismos depermanentes negociações intergovernamentais instigadoras doabandono de um destino nacional solitário em prol de umdestino compartilhado. como diz Felix Peña. uma força em prol da paz. 50 anos.Conceberam [os fundadores] uma inovaçãorevolucionária que operou numa moldura propícia a incessantes pequenas rupturas. num mundo que é muito diferente do de 1957. (B) Os homens que usufruem de vantagens a que nãofazem jus cultivam a hipocrisia de propalar discursosmoralizantes.

redes e símbolos comerciais atribuem àUnião Européia um valor econômico bem acimadaquele que seria possível originariamente a cadaum dos Estados membros e a seus cidadãos.superando o interesse comum. são superiores a todas as demaiscondições necessárias à garantia de direitosoriginários de cada um de seus membros. um fato histórico ocorridohá cinqüenta anos. (D) uma força em prol da paz.. __________________________________________ 4. Napoleão e Hitler foramlíderes importantíssimos em sua época. em: (A) A comunidade constituída pelos Estados membrostem objetivos econômicos. (D) a opinião do autor de que uma Europa Comunitária éum bem público internacional está sustentada numaafirmativa de Kant. na defesa dos direitos de seus cidadãos.. (E) um bem público internacional. (B) aposta na consecução do objetivo político da UniãoEuropéia de abranger todas as nações. apoiada em leis e em símboloscomuns. (B) As normas. Ao considerar um sinal da possibilidade do progressohumano (último parágrafo). em funçãoda experiência adquirida pela Comunidade Européia. e 3) mediar edirimir pacificamente controvérsias e conflitos de valores. é: (A) O 1o parágrafo expõe. importante paradar continuidade à explanação das idéias.. (B) a integração européia se constituiu numa forma desolucionar problemas entre vizinhos. ecom intenção informativa. é feita de modoa assegurar o respeito aos valores originários decada nação e de seus cidadãos. (B) a experiência européia na construção da paz e daprosperidade. mesmoaquelas que não fazem parte da Europa. porémpermanecem tensões inevitáveis entre algunspaíses. apesar de impasses que precisam sersolucionados. (C) repetição. (E) O último parágrafo conclui a exposição. na união dos Estadosmembros. __________________________________________ 2. com suasnormas. abrangidaspor uma extensão da Comunidade Européia. Por isso pode ser classificada como um bem públicointernacional. (E) as incessantes rupturas diplomáticas entre paíseseuropeus. (C) um sinal da possibilidade do progresso humano. além dos interesses apenas econômicos... logrou: 1) captar e levar adiante o interesse comum.. de forma clara e objetiva. que não abrem mão de sua soberaniapolítica e econômica. o articulista (A) crê na capacidade de solução dos problemasremanescentes e dos que estão surgindo. __________________________________________ 5. em relação ao texto. desenvolvendo seu sentido.. na fusão de todos em ummercado único. (final do texto)A expressão grifada acima substitui corretamente. assinalando os constantes desentendimentosentre eles. (B) O 2o parágrafo aponta a opinião do autor do texto arespeito do fato referido anteriormente.. com outras palavras. __________________________________________ 6. Por ser (A) um mundo que é muito diferente do de 1957. redes e símbolos nacionais.. que garante os direitos originais decidadania em cada Estado.. (E) Há uma estrutura. de formacoerente. . (C) O 3o parágrafo. (D) Interesses econômicos. A idéia contida no 5o parágrafo do texto está corretamentesintetizada. (D) O 5o parágrafo retoma uma expressão empregadano parágrafo anterior.. (D) pressupõe a existência de uma integração real eeficaz entre as nações de todo o planeta. na defesado multilateralismo. (C) as negociações intergovernamentais aindapermanecem sujeitas a desacordos entre paísesvizinhos. exercendopapel pioneiro na configuração atual de uma Europa Comunitária. contém a idéia principal do texto. por ser o mundoatual muito diferente daquele em que esse processoteve início.(A) Carlos Magno. (E) mantém-se na incerteza de que seja possível haveruma real integração entre nações. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 57 . (A) citação exata de anotações em documentosreferentes ao assunto. da diplomacia e domultilateralismo. ao reforçar a importância da UniãoEuropéia. considerando-se o contexto. A afirmativa INCORRETA.que até o momento ainda não conseguiram solucionarproblemas inerentes à união de nações tão diversas. (C) reconhece certas restrições às normas diplomáticas.(2o parágrafo)Os dois-pontos introduzem. ao citar líderes reconhecidos dahistória européia. Felipe II. 2) administrar as desigualdades do poder. (C) Nem sempre a fusão dos Estados..que confere aos cidadãos direitos comuns. de um dadoanteriormente apontado. assimcomo os específicos de sua origem. são obstáculo para a consecuçãodos ideais que nortearam a formação da UniãoEuropéia. (B) segmento enumerativo e explicativo.considerando-se o contexto. com detalhes necessários. __________________________________________ 3.

A integração européia representa o inédito na vidainternacional. (D) que defendem a substituição de uma visão nacionalparticular por uma reciprocidade de interesses afins. assim. a noção de . Não foi. (C) Correspondeu ao conjunto de aspirações doeuropeísmo.como meio de compartilhar possíveis interessescomuns. A frase em que o verbo grifado está flexionado de modoINCORRETO é: (A) Embaixadores de países vizinhos mediavam asnegociações de paz nas regiões em conflito.. mediar e dirimir pacificamente controvérsias e conflitosde valores...portanto (B) tempo . com osentido de . (D) [o] trato dos três conhecidos problemas.500 anos atrás.O verbo que exige o mesmo tipo de complemento detodos eles está na frase: (A) O encaminhamento desses problemas se deu porprocessos voluntários..(D) gradação na seqüência dos itens. comojustificativa das medidas citadas anteriormente.que se encontram no segmento transcrito na questão denúmero 6. __________________________________________ 11.traçado pelo cientista inglês James Lovelock. uma integração por imposiçãohegemônica . (E) que priorizam a nacionalidade de cada um. __________________________________________ Atenção: As questões de números 13 a 22 baseiam-se notexto apresentado abaixo. Considere os verbos captar.ações políticas e econômicas em prol dobem-estar geral. tem seu sentido original reproduzido. (B) que semeiam discordância em nações isoladas. . que operou numa moldura propícia a incessantespequenas rupturas. O segmento grifado na afirmativa acima. __________________________________________ 10. mediar e dirimir..inclusive..respectivamente. está no fato de que(A) a alternância entre paz e guerra é inerente a umprocesso de fusão política e econômica entrenações soberanas. no contexto. os valoresoriginários de cada uma delas. emdetrimento da comunidade.. obrigatoriamente.. (E) o processo de integração ocorreu voluntariamenteentre nações que registram tensões e guerras emsua história.. (2o parágrafo)O mesmo sentido da expressão grifada acima surge.porém __________________________________________ 12.desde que (C) finalidade . que tinham um passado de tensões e guerras. (E) [a] dinâmica do funcionamento do sistemainternacional. __________________________________________ 7. por: (A) conclusão .. (C) Autoridades envolvidas no processo de paz esperamque as negociações dêem resultados imediatos paratoda a região. (D) . Foi no climarigoroso da última glaciação na Europa. (E) condição importante no desenvolvimento. para assinalar aimportância maior do seguinte em relação aoanterior. considerandoseo contexto... com a incorporação. Estas são o fruto de mecanismos de permanentes negociações intergovernamentais instigadoras doabandono de um destino nacional solitário em prol de umdestino compartilhado. para evitartensões e guerras entre vizinhos. A palavra grifada acima estabelece. a humanidadeprecisaria migrar para os pólos e para o alto das montanhas.. em seus interessesparticulares. que o homem SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 58 .. __________________________________________ 9. no acordo encaminhado voluntariamente.tendo em vista o processo de união das demais. (B) . __________________________________________ 8.onde a neve e o gelo remanescentes garantiriam um clima maisfrio no verão.. (C) uma resposta historicamente distinta de qualqueroutra. em: (A) que abandonaram as nações isoladas em seu ideal.. Seria uma espécie de volta ao berço... . No cenário mais catastrófico do aquecimento global. (D) a hegemonia econômica e política de um bloco denações anula. nocontexto.... (C) a dinâmica do sistema internacional somente setorna possível com a alternância entre períodos depaz e tempos de guerra.. (B) [o] processo de integração européia. em: (A) a Comunidade Econômica Européia. entre asafirmativas do 3o parágrafo. (B) O acordo entre as duas potências foi assinado apósdirimirem os impasses políticos que dificultavam asnegociações.. (D) Impõem-se. administrar.evitando um objetivo comum em seus mecanismos.. (E) Estas são o fruto de mecanismos de permanentesnegociações intergovernamentais . (2o parágrafo)A importância das ações salientadas acima. transcrita do4o parágrafo. (C) que provocam a solidão de determinadas nações. (B) os valores básicos de cada nação devem serintegralmente respeitados pelas demais. de nações do Leste Europeu.. que sóterminou 11. (E) Atualmente a União Européia se constituede 27 países membros. comoutras palavras.para que (D) comparação .As lacunas estarão corretamente preenchidas.desse modo (E) restrição .

Não é sem razão que. sinal de organização social baseada na família. linguagem e hábitos quecaracterizam uma sociedade // chegada do homem àEuropa. iniciada hámais de 30.“Foi depois que o homem passou a representar o mundo pormeio de símbolos que se abriram as portas para a criatividadeilimitada”. originando. Veja. de linguagem e de cooperação social do homemmoderno.Cada uma delas demorou pelo menos uma hora para serproduzida. em conseqüência. renas. somos todosdescendentes desses criativos e habilidosos filhos da Idade doGelo. (C) povos comerciantes. há 30. ______________________________________________ 14. De repente.000 peças feitas de marfim. Identifica-se um fato que permite uma conclusão coerente. o homem era fisicamenteigual a nós e vinha equipado com a capacidade de raciocínioabstrato.mamutes. 11 de abril de 2007. considerando-se o contexto. 98-99) 13. Oexame de locais de acampamento revelou um padrão defogueiras. p. São as provasmais antigas da existência de uma experiência religiosa. (D) cenário catastrófico do aquecimento global // sinaisde diferenciação do homem em relação aos animais. (C) rituais funerários praticados por nossos ancestrais //existência de uma crença religiosa. (D) a recuperação do verdadeiro local de origem dohomem pré-histórico.Os Cro-magnon − como é chamado o antigo Homosapiens europeu − foram a primeira sociedade humana que sesabe ter enterrado seus mortos com rituais.possibilitou o nascimento da cultura humana. (B) raciocínio abstrato. (B) agulhas feitas de ossos comprovam a capacidadecriativa do homem pré-histórico e o desenvolvimentode certas habilidades que justificam seu predomínio sobre as outras espécies animais. Junto aos corpos.Quando chegou à Europa. estávamosequipados para conquistar o mundo. De acordo com o texto. dentro do continente europeu. O mais exuberante registro donascimento da arte são as pinturas nas cavernas. Seria uma espécie de volta ao berço. os alicerces da civilização atual. __________________________________________ 15. em umadeterminada época. um climasemelhante ao que permitiu o desenvolvimentocultural da humanidade. contudo. (Adaptado de Duda Teixeira. de religião e deconvivência social. essas provas surgempor toda parte na Europa.000 anos. (E) o reconhecimento de que somente as característicasgeográficas da Europa permitem prever a evoluçãoda humanidade. Três corpos encontrados na Rússia vestiam túnicasconfeccionadas com mais de 3. com odesenvolvimento da capacidade de abstração e douso de símbolos representativos da realidade. (E) o aquecimento global é uma catástrofe ambientalprevista. na evolução dos hábitospeculiares ao homem. diz o Coordenador do Laboratório de EstudosEvolutivos Humanos da Universidade de São Paulo.eram colocados colares. A única explicação para tal comportamento é acrença de que seriam úteis na vida após a morte. (1o parágrafo)A frase acima significa. (E) pinturas de animais em cavernas e vestígios defogueiras em locais de acampamento // término daera glacial. (A) a Europa foi o continente mais habitado desde oinício do processo de evolução. no sentido de se evitaremcatástrofes ambientais. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 59 . há 11. Hoje. leões e uma infinidade de outrosmamíferos.modernodesenvolveu os conceitos de família. sobressaíram sobre as outras espécies noprocesso evolutivo. armas. (A) a possibilidade de o homem moderno retornar aomeio ambiente que possibilitou o avanço dacivilização. que até a explosão criativa da Idade do Gelo não há provas arqueológicas daquilo que mais nosdiferencia dos animais − a habilidade cognitiva e umcomportamento condicionado por preocupações abstratas esimbólicas.000 anos. como testemunham agulhas feitas deossos. e outros objetos de usocotidiano.500 anos. Sabe-sedisso porque os homens da Idade do Gelo deixaram inúmerasevidências arqueológicas de uma revolução criativa. Sabe-se até que usavam sapatos. pois garantiam seu sustento deforma planejada e duradoura. O fato é que elescosturavam suas roupas. respectivamente. Há também muitas imagens de animais extintos. eseu território conserva provas arqueológicas degrande interesse científico na determinação de todaa história da humanidade. bisões.quando a era glacial chegou ao fim. entre: (A) estabelecimento do homem nos pólos e no alto dasmontanhas // final da era glacial.no contexto. Ocorre. 300 séculos atrás. existentes desde o início daevolução. São cavalos. (C) a valorização de atitudes que devem ser adotadaspelo homem moderno. Ohomem da Idade do Gelo fazia arpões de chifre e há indícios deque tecia fibras vegetais para o vestuário. (B) um retrocesso que teria ocorrido. (D) a explosão criativa ocorrida na Idade do Gelo.

capacidade de raciocínio e de vida socialque o distinguiram das outras espécies animais. (D) certeza da realização de uma ação. até mesmo comroupas intactas.. (B) Múmias encontradas na Rússia foram datadas de28. (D) . (C) A descoberta de provas arqueológicas que atestama evolução da espécie humana não pára. (2o parágrafo) A restrição imposta à frase anterior pelo vocábulo grifadoacima (A) dá origem a dúvidas de que o homem já tivesse. nos gruposque então se formavam. é: (A) inúmeras evidências arqueológicas = arquitetura queparece desvendar mistérios do passado. eram colocados colares. fato queé possível comprovar. sem alteração do sentido original.. (C) O mais provável ponto de partida de nossosancestrais parece ter sido o continente africano. no cenário traçado. inteiramente preservada. de um corpomumificado. (C) O mais exuberante registro do nascimento da arte =onde a arte surgiu com força e beleza. que mais nos diferencia dos animais .realmente. grifada acima.considerando-se o fato de não haver escrita nessaépoca.. com base em fatos históricos. (E) . . em toda a sua história. (C) . armas. (B) vinha equipado com a capacidade de raciocínioabstrato = já possuía condições de desenvolver umpensamento abstrato. a humanidade precisaria migrar para os pólos e para oalto das montanhas. assim como de seus objetos pessoais. trazendosempre novas luzes sobre o assunto. . (D) aceita a hipótese de que o homem ainda não haviaevoluído suficientemente para ter uma forma decomunicação e uma vida organizada. __________________________________________ 18. eoutros objetos de uso cotidiano.000 anos atrás e. __________________________________________ 21. (D) Encontraram-se vestígios fósseis que comprovam aorigem do homem de Cromagnon bem distantes deseu local de origem.. de linguagem e de cooperação social dohomem moderno. por suas vestimentas. e vinha equipado com a capacidade de raciocínioabstrato. (C) busca indícios do desenvolvimento de umalinguagem. Junto aos corpos. (E) confirma o fato de que só após a era glacial háprovas da existência de um pensamento abstrato. que até a explosão criativa da Idade doGelo não há provas arqueológicas daquilo que mais nos diferencia dos animais . (A) hipótese passível de ser realizada no futuro. O segmento do texto que está reproduzido com outraspalavras. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 60 .000 anosevidenciam o fascínio que a música sempre exerceusobre o homem. a humanidade precisaria migrar para os pólos... (D) da existência de uma experiência religiosa = em quehouve fortalecimento do ímpeto religioso. pois os dedos menores dospés dos esqueletos encontrados estão encolhidos.16.. continente que foi habitadopelo homem de Neandertal.. Ocorre.. (D) O homem da Idade do Gelo usava sapatos.habitado por um dos ramos extintos da evolução dohomem. (iníciodo texto) A mesma norma gramatical que justifica o acento gráficono vocábulo grifado acima também está presente napalavra grifada em: (A) O mais provável ponto de partida da espécie humana está na África. (3o parágrafo)A mesma forma de flexão verbal. ocorre nafrase: (A) . (B) Os representantes do homem de Neandertal nãodeixou sinais evidentes de rituais que pudesse dartestemunho da criatividade característica da espécie humana... (B) questiona o fato de ter sido a chegada do homem àEuropa que tenha dado margem a uma evoluçãomais rápida da capacidade cognitiva do homem. (B) desejo de realização de um fato quase impossível. a depender decerta condição.. que se sabe ter enterrado seus mortos comrituais.. de que seriam úteis na vida após a morte.. (E) dúvida real. __________________________________________17. __________________________________________ 19. (C) situação dificilmente alcançável. (E) Instrumentos musicais feitos há 32. (1o parágrafo) O emprego das formas verbais grifadas acima indica.considerando-se o contexto.que possibilitou o uso de símbolos na interpretaçãoda realidade. A frase em que a concordância verbonominal NÃOrespeita a norma culta é: (A) O frio e o clima seco de montanha possibilitaram aconservação. (B) . pois inexistem provas arqueológicas. (E) A mais antiga múmia foi encontrada numa geleirados Alpes.. (E) organização social baseada na família = o apoiofamiliar foi fundamental para a organização dasociedade.... contudo. demorou pelo menos uma hora para serproduzida. onde a neve e o gelo remanescentesgarantiriam um clima mais frio no verão. __________________________________________ 20.comprovam a existência de rituais fúnebres... de um modo admirável.

peças de couroou de fibras vegetais se desfazem com o tempo. pelo contrário. A reflexão fará diferença em um mundo onde a tecnologia imperará em todosos âmbitos da sociedade.A necessidade de diferenciação fez que os aristocratasse dedicassem a criar sempre novos trajes para distinguirem-sena aparência e hierarquia.Mais do que um desfile de tendências. apesar de sua valorização comercial nomundo moderno. por meio das roupas e acessórios. setembro2003. com o passar do tempo. autor de Oimpério do efêmero – uma espécie de bíblia sobre o assunto –.22. classe social. não havendo. peças de couro oude fibras vegetais se desfazerem com o tempo. (B) Tecidos. onde existe dificuldadespara conhecer o modo de vida dos nossosantepassados. peçasde couro ou de fibras vegetais se desfazerem com otempo. simboliza e retrata as transformaçõesvividas pelo homem e pela sociedade ao longo dos séculos. (C) Não havendo vestígios arqueológicos das vestes dohomem da Idade do Gelo. com clareza. a herança adquiridana Idade Média.Funciona como o espelho das mudanças sociais e culturais dacivilização. p. Percebe-se claramente no texto que (A) a moda. não havendo.O desejo de mostrar-se em sintonia com o novo aindafunciona como uma necessidade de demonstrar algum tipo depoder.As frases acima estão corretamente articuladas em umúnico período. (Adaptado de Mariana Kalil. sexo. asidéias e o saber serão “artigos de luxo”. contudo. pelo fato que tecidos.os burgueses passaram a imitar as roupas de uso até entãoexclusivo da aristocracia. sempre foram preocupações do homemao longo de sua existência. Conseguem expressaridade. personalidade.vestígios arqueológicos das vestes do homem daIdade do Gelo. peças de couro ou de fibras vegetais sedesfazem com o tempo. assim como manifestar crenças evalores da civilização. (E) Uma das dificuldades para conhecer o modo de vidados nossos antepassados é o fato de tecidos. ao contrário. (D) Não há. a criatividade. Este. Oconceito de moda nasceu no final da Idade Média – período emque a forma de vestir ganhou relevância. Superinteressante. para tornar-se algo essencialmente prático. de transmitir visualmente a posição social doindivíduo. __________________________________________ Atenção: As questões de números 23 a 30 baseiam-se notexto apresentado abaixo. No dia-a-dia das ruas. professora de Moda.está muito mais próxima da vida real. aspessoas identificam-se pelas roupas. Acompanha. vestígios arqueológicos das vestesdo homem da Idade do Gelo. sem que tecidos. Ele aceitaa presença de tecidos inteligentes – aqueles que permitem trocade calor. O anseio em mostrar-se em sintoniacom as novas tendências é uma necessidade histórica. revela uma linguagemnão-verbal. quando amoda.Tecidos. É a maneira que o ser humano encontroude manifestar. peças de couro ou de fibras vegetais se desfazem com o tempo. "Após seis séculos. Mas faz algumas ressalvas. Esse sistema perdurou até o século XIX. Decorar e revestir o corpo com o objetivo de criarvínculos culturais e emotivos. peças de couroou de fibras vegetais se desfazem com o tempo. pela primeira vez. Para Lipovetsky. atingindo todas as classes sociais e ampliandoo conceito aplicado até hoje – o de atender ao gosto e aosanseios de afirmação pessoal. Há dificuldades para conhecer o modo de vida dos nossosantepassados. com as dificuldades para conhecer omodo de vida dos nossos antepassados. desde que tecidos. afirma ahistoriadora Kathia Castilho. O declínio dofeudalismo e o desenvolvimento das cidades viram surgir umanova classe social – a burguesia. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 61 .Mas o que é moda? Um historiador britânico costumadizer que moda significa muito mais do que a roupa em si. da seguintemaneira: (A) Como não há vestígios arqueológicos das vestes dohomem da Idade do Gelo. aliás. que pertencea uma classe social que o diferencia e individualiza". contudo. 6165) 23. enfrentou um processo dedemocratização. além de expressar idéias esentimentos. impulsionando os primeirosmovimentos da engrenagem: os nobres criavam e os burguesescopiavam. gostos e até mesmoestado de humor graças à aparência. ouevitam bactérias. A figura do estilista nãodesaparecerá. Não há vestígios arqueológicos das vestes do homem daIdade do Gelo. mantendo o corpo quente no frio e vice-versa.Para o filósofo francês Gilles Lipovetsky. correção e lógica. Não é assunto exclusivo das elites. Enriquecidos pelo comércio. vestígios arqueológicosdas vestes do homem da Idade do Gelo. um dosjargões preferidos do mundo da moda. a moda continua servindo de recursopara ostentar riqueza. portanto.a roupa perderá. por tratar-se de gosto bastante pessoal. onde se encontra dificuldadesde se conhecer o modo de vida dos nossosantepassados. reflete uma visão individualista davida. o que torna asdificuldades de conhecer o modo de vida dos nossosantepassados.

(D) I e II. (D) a imitação dos trajes usados pelos nobres impulsionoua nova classe social a uma atividade bastante lucrativa. ao relacionarmoda e religião. (C) movimentação da riqueza acumulada pelaburguesia. conferem sentido especial à expressão no contexto. (C) III.trazidas pelo comércio.. (C) um fato que comprova o valor da moda desde ostempos mais antigos. – uma espécie de bíblia sobre o assunto – (últimoparágrafo)Em relação à frase transcrita acima.. __________________________________________ 28. II. meiode enriquecimento da burguesia. __________________________________________ 24. (D) caso se mostrem graciosos. a criatividade. e até mesmo luxuosos. Conseguem expressar idade. (3o parágrafo) O pronome grifado acima substitui corretamente. (final do texto) As aspas I. . sem alterar o sentido original.Está correto o que se afirma APENAS em (A) I. (B) fortalecimento dos laços sociais entre as duasclasses então dominantes. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 62 . __________________________________________ 29. como conseqüência doaparecimento de valores religiosos nas sociedadesprimitivas.com o comércio de roupas e de tecidos. num mundo essencialmentedemocrático.. (E) alterações radicais no mundo da moda.com o uso de roupas de gosto semelhante. (B) conquanto tenham um estilo gracioso. identificam uma expressão inerente ao mundo damoda. Para Lipovetsky. sexo. (B) intenção de despertar maior interesse. . é correto afirmar quese trata de (A) um comentário que desvaloriza a importância doautor citado. assinalam emprego de expressão fora de contexto. __________________________________________ 27. gostos e até mesmo estado de humor graças àaparência. (B) o uso diferenciado de roupas dentro da moda denotagosto pessoal em seu grupo. (B) opiniões opostas de dois estudiosos do mundo damoda – uma historiadora e um filósofo – em relaçãoao papel que ela desempenha.. __________________________________________ 26. após o surgimento de hábitos maisrequintados.para valorizar a figura do estilista. as idéias e o saber serão"artigos de luxo". (E) o processo de democratização do gosto expresso novestuário levou a uma perda do valor. (C) a maneira de vestir-se surge como forma dedemonstração de valores sociais. (C) necessidade de reavaliação dos ditames da modaatual. (1o parágrafo)De acordo com o texto. na época. (E) até mesmo sem intenção explícita. (1o parágrafo)Justifica-se a afirmativa acima por ter havido necessidade de (A) demonstração de poder e distinção da aristocraciano momento histórico do surgimento de uma novaclasse social formada por ricos comerciantes. da aristocracia. O anseio em mostrar-se em sintonia com as novastendências é uma necessidade histórica. (D) reconhecimento do poder e do prestígio próprios daburguesia. de demonstrar gosto e afirmação pessoais.(B) a evolução no vestuário das pessoas nas diversasépocas da história da humanidade reflete odesenvolvimento cultural e social de cada umadelas. (C) o hábito de cobrir o corpo surgiu muito cedo nahistória da humanidade. III. (E) emprego de recursos advindos de atividade comercialno vestuário que.. a afirmativa acima faz sentido porque (A) a moda se preocupa sempre em imitar pessoas demaior poder na sociedade. (E) uma opinião. (B) II. classesocial. __________________________________________30. É correto afirmar que o texto aponta (A) discordância generalizada entre especialistas emhistória da moda sobre o fato de ser ainda hoje umaforma de afirmação pessoal. (D) uma informação que transforma a moda em assuntoquase religioso. nocontexto. ao reconhecer o acentuado valor daobra citada. __________________________________________ 25. . com o uso de novidades que apareciam. surgia como um bem aser consumido por todas as classes sociais. (D) declínio da importância da moda como meio devalorização individual. em: (A) devido ao modo de se mostrarem. (C) para que se mostrem agradáveis. (D) o conceito de moda é muito antigo. aristocracia e burguesia. que pertence a uma classe social que o diferencia eindividualiza. atribuído àmoda. em que se perderam suas características deafirmação da classe social do indivíduo. (E) II e III.por ser exemplo de gíria. (E) a vestimenta dos nobres motivou o comércio. período em que a forma de vestir ganhou relevância. personalidade. (4o parágrafo)O segmento grifado acima está reescrito com outraspalavras. em que atecnologia acessível a todos ultrapassará a figura doestilista. existente desdeo início da evolução do homem.

__________________________________________ (TRT-2 tec jud-adm 2008) Atenção: As questões de números 1 a 8 referem-se ao textoque segue. (B) o desejo. Considerando-se o contexto do primeiro parágrafo. só parachamar a atenção. édele. (E) recurso para ostentar riqueza. o tímido nunca entra num lugar. (C) o complexo de inferioridade não tem tratamento. (A) a timidez leva ao complexo de inferioridade. __________________________________________ 3. (B) Todo mundo é tímido. todas as atenções se voltam para ele e parasua timidez espetacular. (C) o ser humano. O tímido temhorror a ser notado. Na abordagem da timidez. (B) o sentimento de inferioridade não é uma anomalia. na opinião do autor.* Atriz de TV muito extrovertida. Tão secreto que nem ele sabe.(A) o novo. que retumbantetimidez é essa. o segmentosublinhado pode ser substituído. Reconhece-se como em si mesma paradoxal a seguinteexpressão do texto: (A) retumbante timidez. e dentro de cada tímido existe umexibido gritando: “Não me olhem! Não me olhem!”. Afinal. O extrovertido faz questão dechamar atenção para sua extroversão. __________________________________________ 7. (D) algum tipo de poder. (D) o sentimento de inferioridade é próprio dos tímidos.Segundo minha tese. Transpondo-se para a voz passiva o segmento ninguémdescobre sua timidez. É como no paradoxopsicanalítico: só alguém que se acha muito superior procura oanalista para tratar um complexo de inferioridade. __________________________________________ 6. assim ninguém descobresua timidez. quandoentra numa sala. __________________________________________ 5. (D) tem horror a ser notado. Para o tímido. (D) inclusive a timidez. (C) a timidez e a extroversão não podem ser claramentedistinguidas. talvez estivesse se enganando junto comos outros e sua timidez seja apenas um estratagema para sernotado. que atrai tanta atenção? Se ficou notórioapesar de ser tímido. (E) O fato de serem tímidas não impossibilitam as pessoasde serem notadas.). __________________________________________ 2. Na frase Se ficou notório apesar de ser tímido. Se ficou notóriopor ser tímido. (D) não é descoberta. (E) os extrovertidos são habitualmente reconhecidos comotímidos notórios. (C) não terá sido descoberta. Mentalmente. então tem que se explicar.Todo mundo é tímido. (E) conquanto a timidez. As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadasem: (A) Costumam haver nas pessoas extrovertidas traçosmarcantes de timidez. talvezestivesse se enganando junto com os outros (. (B) não será descoberta.(Luís Fernando Veríssimo. Explode nolugar. Defendo a tese de que ninguém émais tímido do que o extrovertido. (B) Não se devem imputar aos muito tímidos a culpa porsua notoriedade. Está clara e correta a redação do seguinte comentáriosobre o texto: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 63 . sem prejuízo parao sentido e a correção. quanto mais a ser notório. dentro de cada Elke Maravilha* existe umtímido tentando se esconder. o autor se vale de contradiçõese paradoxos para demonstrar que (A) o comportamento dos extrovertidos revela seudesejo de serem notados. (C) maciez estudada. (C) em razão da timidez. Já no notoriamente tímido a timidez que usa paradisfarçar sua extroversão tem o tamanho de um carro alegórico. (E) não tem descoberto. Se cochicham. a forma verbal resultante será: (A) não terá descoberto. os que parecem mais tímidos sãoapenas os mais salientes. identificada pela maquiagem e roupasextravagantes. por: (A) tendo em vista a timidez.O tímido nunca tem a menor dúvida de que. porque só eleacha que se sentir inferior é doença. Comédias para se ler na escola) 1. __________________________________________ 4. deduzseda frase só ele acha que se sentir inferior é doençaque. (B) as atitudes de um tímido derivam de seu complexode superioridade. (D) o tímido opõe-se ao extrovertido porque assim ninguémo reconhece. Da timidez Ser um tímido notório é uma contradição. (D) Interessam a certos extrovertidos encobrir aspectosde sua timidez. (B) não obstante a timidez. (C) Não deixam de ocorrer a um tímido as vantagens desua timidez. mesmo que chegue com a maciez estudada de umanoviça. (E) faz questão de chamar atenção... não apenas todo mundo mas o própriodestino não pensa em outra coisa a não ser nele e no que podefazer para embaraçá-lo. (E) a timidez é um disfarce para os muito extrovertidos. Se riem. é sobre ele.

parecendo adivinhar. eu o animava. II..) têm uma secura de estilo que favorece a expressãodepurada de finos sentimentos.. e parecesatisfeito com a profissão... por conta das extroversõesem cujas se fez notória..Outro dia reencontrei-o. Duas linguagens Na minha juventude. porquemesmo os extrovertidos. mesmoporque um humorista não escreve com o fito deestabelecer verdades incontroversas.Apesar de reconhecer essa diferença. afirma o autor. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 64 . __________________________________________10. tive um grande amigo que era estudantede Direito. Os poemas são muito bons. (C) têm uma secura de estilo = manifestam uma esterilidade.. confessou que havia publicado alguns livrosde poemas – “inteiramente despretensiosos”. (E) III. lembrando-lhe que grandes escritores tinham formaçãojurídica. __________________________________________ 11. perguntando-lhe comoconseguiu elidir tão completamente sua formação e sua vidaprofissional. Não é possível estabelecer à medida que distanciaum notório tímido de um notório extrovertido. Considerando-se o contexto. segundo o autor. pois também alimentava enorme interessepor literatura. trazido em casa por um amigocomum. eu o animava. nãodeixam também de ser assim. Sua resposta: − Meu caro. (E) impelir ao registro confessional = demover o planodas confissões. __________________________________________Aten ção: As questões de números 9 a 15 referemse ao textoque segue. (C) I e III. (B) Apesar de reconhecer essa diferença. depois de muitos anos. Ser poeta é afinar palavra justas e precisossentimentos.) (C) (. sobretudo pela poesia. (D) como conseguiu elidir = como logrou obliterar. Nada. É juiz dedireito numa grande comarca. e esta não lhes travava o talento literário. Justeza e justiça podem ser irmãs. Justifica-se o uso do sinal de crase SOMENTE em (A) II e III.Hoje mesmo recebi o livro. (B) Não se deve vexar os tímidos por sua timidez. __________________________________________ 8.) (E) Justeza e justiça podem ser irmãs. frisou = “em nadaintencionais”. Não resisti e telefonei ao meu amigo. (B) I e II. Ficou deme mandar um exemplar do último. (D) I. portaráconsigo um lado de timidez. frisou. (D) (. inédito) 9. III.E eu que nunca tinha pensado nisso.alguma coisa que lembrasse a linguagem processual. (D) Faz parte do humor do texto a controvérsia que ocomplexo de inferioridade implica em que. (B) um julgamento é permeado pelos puros sentimentos.) conseguiu elidir tão completamente sua formaçãoe sua vida profissional (. e não achava compatíveisa linguagem de um código penal e a freqüentada pelos poetas.Busquei entrever naqueles versos algum traço bacharelesco.(A) É notório que o autor do texto seja um tímido. sem muitaconvicção.Hesitei em lhe perguntar sobre o gosto pela poesia. Ele questionava muito sua vocação para osestudos jurídicos. ostímidos costumam captar a atenção de todos. no fundo.trata-se de seu oposto. (C) Mesmo uma Elke Maravilha. Ainda que com isso não se sintam à vontade. que havia lançadorecentemente. (C) a oposição entre ambas as situações reforça-as mutuamente. A afirmação feita pelo juiz de que a objetividade para julgaralguém comunica-se com a objetividade poética naexpressão das paixões salienta sua convicção de que (A) não há distinção visível entre as duas atividades..sem muita convicção (. Não assiste às pessoas extrovertidas o privilégioexclusivo de se fazerem notar.. traduz-se corretamente osentido de um segmento do texto em: (A) não lhes travava o talento = não ia ao encontro deseu potencial. têm uma secura de estiloque favorece a expressão depurada de finos sentimentos. e parece satisfeito com a profissão. aludiu. freqüentando um gênero literário que costumaimpelir ao registro confessional.. (B) “inteiramente despretensiosos”. ondese conclui de que ele está falando com o autoritarismode sua própria experiência. e ele. a objetividade que tenho de ter para julgaros outros comunica-se com a objetividade com que busco tratarminhas paixões. (E) Nem todos concordarão com as teses do autor. O argumento em favor da plena compatibilidade entre alinguagem da poesia e a das práticas jurídicas está formuladona seguinte frase: (A) É juiz de direito numa grande comarca. (Ariovaldo Cerqueira. também as tímidaschamam a atenção.. Atente para as seguintes frases: I.

osrecursos formais que intensificavam o lirismo.. No centro dela.. __________________________________________ 12. A reportagem... apesar detecnicamente algo tosca.não me lembro ao certo – pude assistir.. décadas depois. resultou muito expressiva.A delicadeza da missão dos irmãos Vilas-Boas está emque eles procuram respeitar ao máximo a cultura indígena. (D) Naqueles poemas não se notava qualquer traço bacharelescoque viria a toldar o estilo preciso e depuradodos versos. o documentário parece assumir ovalor de um testamento: são impressionantes as cenas em queum chefe indígena recusa. (E) Meu amigo deu-me uma explicação à qual pudeaproveitar uma lição muito original. (costumar) apresentar-se o risco de excessos emotivos... em seuspoemas. acima de todas.. não faz muitosdias. Todas as formas verbais estão corretamente empregadase flexionadas na frase: (A) Não há nada que impela mais ao registro confessionalda linguagem do que uma vocação poéticaessencialmente lírica. (agradar). (B) Embora anime seu amigo. (D) Mais que tudo me . que o melhor para osíndios seria que os deixássemos em paz. às voltas com seusvalores. mostrou plena consciência da tensão que envolveesses primeiros contatos. a precisão dos recursos estilísticos? (C) Aos poetas confessionais .. Há quem defenda.. (E) a busca de precisão é indispensável nos dois casos. a virtude da contenção. de fato. que acabarão provocando a desfiguraçõesda cultura indígena. (B) Expressava-se numa linguagem poética em que elese obrigara a ser contido e disciplinado. naquele livro.(destacar-se). com razão. a poética e a jurídica. __________________________________________ 15. repontava o delicadotema da “aproximação” que os brancos promovem em relaçãoaos índios ainda isolados..os irmãos sabem que não aproveitaremos nada de tanto o quetêm os índios a nos ensinar (na dedicação aos filhos. com veemência. Melhor que ninguém.. __________________________________________ 13. O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se numaforma do plural para preencher corretamente a lacunada frase: (A) Entre as várias qualidades de seus poemas . hábitos e ritos. (B) Como não . (E) Ainda que busque entrever algum excesso de formalismonos poemas do amigo. Era visível a preocupação de Cláudio.. (D) O juiz lembrou ao amigo que o ofício de poeta nãodestitue de objetividade o ofício de julgar. pelos riscos dessecontato: uma gripe trazida pelo branco pode dizimar toda umaaldeia. __________________________________________ 14. os exporemos aos nossos pioresvícios. (C) Logo recebi o livro de poemas nos quais o grandevalor expressivo eu sequer desconfiava.(D) a linguagem confessional serve a ambas as situações.. por exemplo)e que. Um antigo documentário Num desses canais de TV a cabo – ou no de TV Educativa. Cláudio Vilas-Boas. eles sim. __________________________________________ (TRT.. Está adequada a correlação entre tempos e modos verbaisna frase: (A) O autor nunca teria suspeitado que seu amigoviesse a se revelar um poeta extremamente expressivo... o autor não os tinhaencontrado. presentes dos “civilizados”. menos dia.. mais dia.. a “selvageria” de que somos capazes..ana jud-adm 2009) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao textoseguinte. o autor não revelara plenaconvicção de que um juiz podia ser um grandepoeta. Mas acabaria não sendo possível evitarque. (E) Nem bem se detera na leitura dos poemas do amigoe já percebera que se tratava de uma linguagemmuito depurada. inconciliáveis. (haver) de surpreender. (B) O juiz disse ao amigo que lhe convira freqüentar asduas linguagens. (C) O autor logo recebera em casa o último livro depoemas que seu amigo lhe prometeu enviar. (fazer) referência o textonão são. que chefiava aexpedição. (D) Surpreendeu-me que tivesse escrito poemas emcujos não havia vestígio de academicismos.. (E) As duas práticas a que .ele parece adivinhar o custo de tais ofertas. Está adequado o emprego do elemento sublinhado nafrase: (A) Meu amigo juiz escrevia poemas que o estilo de linguagemera muito depurado. enquantoa põem em contato com a nossa. deve datardo início dos anos 60. a um documentário sobre a atuação dos irmãos Vilas-Boasjunto a tribos indígenas do Xingu..Hoje.. (C) Constatou que nos poemas não se vislumbravaqualquer marca que adviesse da formação profissionaldo amigo. e busca SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 65 . algum contato se estabelecesse – ecom o risco de que brancos ambiciosos e despreparadosmostrassem.. ao mesmo tempo..

abriu espaço para as “reservas”. modernizou-se. mas desnecessária. No terceiro parágrafo.submetessem-nos . (C) O documentário viria a assumir o valor de um testamento. para pouparos índios de um contato talvez mais brutal. (D) não é admitida em nenhum momento do texto. __________________________________________ 7. a mais forte das duas.melhor do que a do colonizado. a cultura do colonizador. Considere as seguintes afirmações: I.lhes tornando SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 66 . para ser descartadaem razão de empecilhos culturais. apesar de injusta. e não pela inconteste superioridade de seusvalores éticos. em queexploradores submetessem os índios a toda ordem dehumilhação.a mais justa. No quarto parágrafo. tem consciência de que sua missão é (A) justa. com veemência = nega-se. (B) I e II. impõe-se como incontestavelmentesuperior aos valores éticos. melhor se essa cultura fossemais justa. necessariamente. (E) não é. (E) III. osvalores éticos da cultura do colonizador não contestam alguma superioridade. III. (D) São muito impressionantes os gestos de recusa dochefe indígena. pois aforça está sempre do lado do colonizador. (B) Incontestavelmente. a expressão valor de um testamentojustifica-se pelo fato de os índios aculturadostestemunharem a modernização do país. a cultura do colonizador. que a cultura do colonizadorrecorre para se impor. (E) Costumeiramente. No primeiro parágrafo. além de justa. além de desnecessária.os tornando (C) poupar-lhes . (E) é levada em conta no último parágrafo. É forçoso contatar os índios com delicadeza. II.os submetessem . não há superioridade ética enquantose impõem pelas as armas. Massabemos que a cultura do colonizador não é. inédito) 1. Melhor seria se fosse. __________________________________________ 2.tornandolhes (D) os poupar . pela forçadas armas. (C) A incontestável superioridade dos valores éticos deuma cultura mostra-se. mas inexequível. via de regra. para quem tomou a iniciativa dele. também. expressa-se a dificuldade damissão de quem. assim comoseus irmãos. (Roberto Melchior da Ponte. traduz-se adequadamente osentido de um segmento em: (A) apesar de tecnicamente algo tosca = malgrado atécnica meio rudimentar. (B) às voltas com seus valores = contornando seusatributos. __________________________________________ 6.lhes submetessem .se defender do perigo mortal que vê nelas. A tese de que os índios nada ganham ao entrar em contatocom o branco (A) é contestada no primeiro parágrafo.os submetessem . voluntariosamente. umavez que não traduz a posição de Cláudio Vilas-Boas. Apenas se revelou a mais bem armada. (E) necessária. __________________________________________ 4. A cultura do colonizador impõe-se.Em relação ao texto. na ordem dada. a tensão demonstrada porCláudio Vilas-Boas resulta da consciência dos perigosque esse primeiro contato acarretará maistarde. (C) não é considerada como plausível ou justa. O país desenvolveusemuito nesse tempo. (D) II e III. (D) difícil. e não à discutível superioridadede seus valores éticos. (B) necessária. Considerando-se o contexto. pela forçadas armas. (C) injusta.Uma outra redação clara e correta do que acima se afirmapode ser: (A) Conquanto se imponha pela força das armas. pela imposiçãode suas armas. necessariamente. tornando os índios vítimas da supremacia dasarmas do branco. (B) Cláudio Vilas-Boas estava consciente da tensão daquelemomento. __________________________________________ 5. está correto APENAS o que seafirma em (A) I.Evitam-se as viciosas repetições do trecho acima substituindo-se os segmentos sublinhados. (B) é admitida no segundo parágrafo. quando se fazreferência à atuação dos irmãos Vilas-Boas. embora seja vistacomo impossível de se defender na prática. ao mesmo tempo. Infere-se do texto que Cláudio Vilas-Boas. __________________________________________ 3. como é forçosoreconhecer. (C) os exporemos aos nossos piores vícios = os advertiremosdo que há de pior em nossos males. (D) recusa. melhor = não atende melhoressa necessidade. por: (A) poupá-los . (D) É à força das armas. A frase em que se admite transposição da forma verbalpara a voz passiva é: (A) Pude assistir a um documentário sobre a atuaçãodos irmãos Vilas-Boas.tornando-os (B) poupá-los . povoou regiõesrecônditas do interior. (E) Mais que bem armada. como regra. (C) II. respeita e expõeao risco a vida e a cultura dos índios.

enriquecidapor feitos esportivos igualmente transformados em lenda. dizia o grande sociólogoe antropólogo Marcel Mauss. Tribo é sociedade sem Estado. (A) as características coletivas do futebol moderno podemprejudicar o reconhecimento de um territórioespecífico e particular. seita religiosa etc. [. Está correto o emprego do elemento sublinhado na frase: (A) Os brancos não deviam se arvorar como superioresdiante dos índios. (resideno fato de que) (C) Era visível a preocupação de Cláudio..Não é descabido. (literalmente fariam melhor) __________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 20 baseiam-se notexto apresentado abaixo. participam no rito das danças guerreiras. da melhormaneira possível. (B) Respeitar a cultura do outro deveria ser uma obrigaçãopara quem dispõe da superioridade das armas.Ainda que todo clube de futebol tenha origem concreta e maisou menos bem documentada.os submetessem tornando-lhes __________________________________________ 8. os membros do clã se reconhecem. (C) Era delicadeza a missão de cujos termos aceitaramos irmãos Vilas-Boas.porém não parece a melhor opção. pelo nome.]O clã tem base territorial. contudo vivo na memória coletiva. O sucesso da democracia nas sociedades industriaistrouxe inegáveis benefícios a amplos setores antes excluídos datomada de decisões. portanto. que todos os membros do clã orgulhosamente se reconhecem. p. (conquanto os riscos) (D) Seria preferível que nossa cultura fosse mais justa aser apenas a mais bem armada. com o tempo ela tende a ganharares de lenda. São Paulo:Companhia das Letras. (Hilário Franco Júnior.] A atuação do torcedor no rito dofutebol não é em essência muito diferente da atitude das populaçõestribais que.. [. não me lembro ao certo (. (do que apenasser) (E) Há quem defenda a ideia de que os índios seriamgrandemente beneficiados se os deixássemos empaz. contudo. Novos recortes surgiram – partido político. O termo entre parênteses pode substituir corretamente otermo sublinhado em: (A) Num desses canais de TV a cabo – ou no de TVEducativa. tomemos uma definição mínima:clã é um grupo que acredita descender de um ancestral comum.O antropólogo inglês Desmond Morris vai mais adiante epropõe que se veja no mundo do futebol um mundo de tribos. Tribo é grupo étnico comcerto caráter territorial.ou cidade. O futebolinseriu-se exatamente nessa brecha aberta pela industrializaçãoao destruir os paradigmas anteriores. Deixando de lado o debatetécnico sobre tal conceito. condição econômica. que prevalece no conhecimento do torcedor comum sobre os dados históricos. (certamente) (B) A delicadeza da missão desses irmãos está em queeles respeitam ao máximo a cultura indígena. (E) Cláudio realizou várias aproximações de cujos riscosera consciente. De acordo com o texto. a missão que lhes foi confiada. o que não se aplica ao futebol. cantos egritos.Talvez seja preferível falar em clã. É nessa lenda. cujostorcedores são de diferentes origens e estão espalhados porvários locais. (D) O chefe indígena não hesitou em recusar os presentesque lhe foram oferecidos. 213-215) 11. ou confraria. mas quando precisa mudar de espaço (jogar em outro estádio) não se descaracteriza. brasão e totem. __________________________________________ 9. ou família tradicional e poderosa. provocou também a perda deidentidades grupais que tinham sido essenciais nos séculosanteriores. e o futebol modernodesenvolve-se obviamente nos quadros de Estados nacionais.Sem dúvida o sentimento tribal é muito forte. – mastão maleáveis e mutáveis que não substituíram todas as funçõessociais e psicológicas do velho sentimento grupal. __________________________________________ 10. (B) Os documentários de que mais aprecio na TV Educativapodem fazer pensar. 2007. falar em tribo no futebol. acompanha oindivíduo por toda vida e mesmo além dela. É o que mostra noBrasil a prática de alguns serem sepultados em caixão com osímbolo do clube na tampa... Em qualquerlugar.(E) poupar a eles ..mais mítico que histórico.. como o de um clube. A frase em que ambos os elementos sublinhados constituemexemplos de uma mesma função sintática é: (A) Aos irmãos Vilas-Boas coube levar adiante. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 67 . (E) Os irmãos Vilas-Boas desempenharam um papelfundamental nas primeiras aproximações com gruposindígenas. (C) “Selvageria” vem entre aspas para deixar claro queesse termo não condiz com a situação analisada notexto. A dança dos deuses. (D) Pena que não saibamos aproveitar nada uma culturatão rica como a deles. pelos riscosdo contato que estava fazendo. A consciência de pertencer a determinada comunidadecamponesa.) assisti a umdocumentário. ficou esmagada pelo conceito de cidadania quehomogeneíza todos os indivíduos. por meio de pinturas corporais.

(E) enriquecida por feitos esportivos (3o parágrafo) = alimentadapor ações de destaque no esporte.. (C) mostra que a identificação do torcedor com o nomedo clube vem desde as primeiras tribos que seorganizaram em territórios demarcados.). (D) realce de uma ideia central.. (E) possibilita desconsiderar a associação de grupos detorcedores a clãs devido à origem real e documentada. em grande parte. (D) um mundo de tribos... mas tão maleáveis emutáveis que não substituíram todas as funçõessociais e psicológicas do velho sentimento grupal.. sem prejuízopara a correção e o sentido do texto. Considere as afirmativas seguintes: I. Hábitos tradicionais resultantes de sociedades primitivasmarcam o comportamento dos torcedoresdos clubes de futebol.. com outras palavras. Especialistas divergem na classificação dos gruposde torcedores de futebol. (C) pelo conceito de cidadania. portanto. __________________________________________ 16. − partido político. reproduzida nofinal do texto.no segmento: (A) A consciência de pertencer a determinada comunidadecamponesa (. II. (C) o esporte resultou das alterações nos regimes políticossurgidos ao longo do tempo em diversas sociedades. III. (E) no conhecimento do torcedor comum... a partir de seu comportamento. Identifica-se no texto uma diferenciação nas característicasde certos grupos nas sociedades primitivas. o sentimento tribal é muito forte . (E) ressalva importante.especialmente nos esportes. (E) a industrialização e a consequente urbanização apoderaram-se de modelos tradicionais de comportamento. (D) grupo étnico com certo caráter territorial (3o parágrafo) = presença de uma nacionalidade em espaçodeterminado. (B) a perda de identidades grupais (1o parágrafo) = aidentificação geral nos grupos. (A) transcrição exata de informações obtidas em outrosautores. __________________________________________ 15. acompanhao indivíduo por toda vida e mesmo além dela. (A) é empregada como embasamento para a preferênciapelo termo clã como definição do agrupamentode torcedores dos clubes de futebol. respectivamente. seita religiosa etc. que homogeneíza todos os indivíduos. apenas. apenas. ao desenvolvimentoanterior. para valorizar a descaracterizaçãogrupal. falar em tribo no futebol. que prevalece no conhecimento do torcedor comum sobreos dados históricos. por descaracterizarsuas normas tradicionais. condição econômica... (B) redundância intencional. __________________________________________ 12.. acompanha o indivíduo por toda vida . (B) torna pouco aceitável o termo tribo para identificar osgrupos de torcedores.com cantos e gritos. com a pausa maiorinserida no contexto. Está correta a transcrição.os laços pessoais de pertencimento a determinadosgrupos sociais. (3o parágrafo)A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complementoque o grifado acima é: (A) .(B) o futebol moderno veio substituir. de sentido explicativo. (D) busca justificar a constatação de que as atitudes dostorcedores modernos se aproximam dos ritos tribais. no texto. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 68 . (D) o conceito de cidadania sofreu evolução nem semprefavorável a certos grupos sociais. −(1o parágrafo)O segmento isolado pelos travessões denota. (B) Novos recortes surgiram (. Identifica-se relação de causa e consequência.. (C) enumeração esclarecedora de uma expressão anterior.. __________________________________________ 14. dos clubes de futebol. da expressão: (A) antes excluídos da tomada de decisões (1o parágrafo)= afastados de início por atitudes autoritárias. __________________________________________ 13.porém não parece a melhor opção. mas quando precisa mudarde espaço (jogar em outro estádio) não se descaracteriza. A afirmativa do antropólogo Marcel Mauss. __________________________________________ 17. pois eles nem sempre reconhecema verdade na história dos clubes.. (D) Não é descabido.. . apenas. (C) Sem dúvida o sentimento tribal é muito forte. II e III...) ficou esmagada pelo conceitode cidadania. (B) III. (B) . O sucesso da democracia nas sociedades industriaistrouxe inegáveis benefícios a amplos setores antesexcluídos. apenas. (D) II e III..por trâmites legais. (E) O clã tem base territorial. __________________________________________ 18. (C) ... (início do texto)O mesmo tipo de complemento grifado acima NÃO ocorreAPENAS em: (A) da tomada de decisões. (C) I e II. (B) a perda de identidades grupais. (E) I. Está correto o que se afirma em (A) I. (C) nessa brecha aberta pela industrialização (1o parágrafo)= nos problemas trazidos pela indústria.

e estão espalhados por vários locais. que se reproduzquase organicamente em microescalas. pois cada uma delas sedesenvolve à medida que sofre a influência da outra. (C) há uma espécie de simbiose. as manifestações da cultura popular. contudo vivo namemória coletiva. a cultura de massaaproveita-se dos aspectos diferenciados da vida popular e osexplora sob a categoria de reportagem popularesca e deturismo. Clã é um grupo que acredita descender de um ancestralcomum. (D) Mesmo que permaneça vivo na memória do grupo. que permanece vivo na história ena mítica do grupo.. tradicionais e populares. (D) há uma relação de apropriação. A cultura de massa entra na casa do caboclo e dotrabalhador da periferia. elaborar e vender. tal é aaparência de modernização que cobre a vida do povo em todo oterritório brasileiro. em vários momentos elugares. A macumba na televisão. (C) A crença em um ancestral comum. Em outro plano. destrói-se pordentro o tempo próprio da cultura popular e exibe-se. Poderíamos. o uso abusivo que acultura de massa faz das manifestações populares não foi aindacapaz de interromper para sempre o dinamismo lento. clara e correta. nas festas. na qual se mantém osentido original da afirmativa acima está em: (A) O clã.. embora comum. que éexplorada.do vicinato e dos grupos religiosos. (E) . A exploração. Deixando de lado o debate técnico sobre tal conceito. (A) não há qualquer relação possível. são exemplos de conhecimento geral. nos ritos.. em suma.começa com alguém de vida comum..(D) . aqui. S. (E) A memória dos componentes do clã partem de umancestral comum. mais mítico que histórico. (3o parágrafo)Uma nova redação. que osjogadores não fizeram hoje uma boa partida. embora constrangidos. viver. no interior da redefamiliar e comunitária. Dialética da colonização. noartesanato. nós. todos. (E) Reconhecemos.. que. que (. torcedores. entre elas.se torna mais mítico do que histórico. pensar efalar. 328-29) 1. que nossos valorosos jogadoresse consagrem campeões nesta temporada. paraconsumo do telespectador. uma vez que configuramuniversos distintos no tempo e no espaço.(Alfredo Bosi. fugir à luta fundamental: é ocapital à procura de matéria-prima e de mão de obra paramanipular. __________________________________________ 19. (D) Queremos que alguns dos troféus conquistados pelo clube fiquem expostos ao público. Tal é a penetração de certosprogramas de rádio e TV junto às classes pobres. ocupando-lhe as horas de lazer em quepoderia desenvolver alguma forma criativa de autoexpressão. Tomando como referências a cultura de massa e a culturapopular. de resto. parece não ter sobradomais nenhum espaço próprio para os modos de ser. visitar as dependênciasdo clube ainda antes das reformas. masseguro e poderoso da vida arcaicopopular.) participam no rito das danças guerreiras. pp..tomemos uma definição mínima . Cultura de massa e cultura popular O poder econômico expansivo dos meios de comunicação parece ter abolido. (B) Sabemos agora que a decisão final do campeonatose transformará em uma grande festa. à primeira vista. o ancestralescolhido por sua descendência. (B) Os descendentes de um ancestral comum formam ogrupo que identifica como clã. oclã descende de um ancestral que. é o que define o clã. configurarcom mais clareza uma relação de aparelhos econômicosindustriais e comerciais que exploram. como grupo ligado por misticismo e história. conforme se manifestamos efeitos da primeira sobre a segunda. a escolade samba no Carnaval estipendiado para o turista. (C) Pretendemos. (DNOCS-adm 2010) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao textoabaixo.. que as característicassão permanentes e vivas. (E) há uma espécie de dialética. apoiada pela socialização do parentesco. O vampirismo é assim duplo e crescente. cuja vida adquire foros míticos mais doque históricos.eis o seu primeiro tento.pois não há sociedade que possa prescindir deambas. o autor do texto considera que. __________________________________________ 20. reduzindo-as àfunção de folclore para turismo. o que restou desse tempo. (3o parágrafo)O verbo cuja flexão é idêntica à do grifado acima estátambém grifado na frase: (A) Esperemos. Paulo: Companhiadas Letras.. 1992. e a cultura popular. uma vez que já não épossível distinguir uma da outra.No entanto. a dialética é uma verdade mais séria do quesupõe a nossa vã filosofia. de permanentememória. Não se pode. (B) há uma relação de necessária interdependência. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 69 .

(E) A cultura popular. (B) a absoluta absorção que a cultura de massa impõe àcultura popular. (D) ocupando-lhe as horas de lazer refere-se à expressãocultura de massa. está inteiramente correta afrase: (A) Devem-se ressaltar.preservando-se essa forma de cultura popular. Quanto à concordância verbal. manifestase ainda sob a forma depequenos grupos cujos valores autênticos persiste osentimento comunitário. aconstância com que promovem abusos. (C) aspectos diferenciados da vida popular e reportagempopularesca.__________________________________________ 2. (E) o dinamismo lento e se reproduz quase organicamente. No segundo parágrafo. No terceiro parágrafo. (B) II. não obstante hajam fortespressões dos meios de comunicação de massasobre elas. II. (B) aparência de modernização e forma criativa de autoexpressão. traduz-se adequadamente osentido de um segmento em: (A) reduzindo-as à função (1o parágrafo) = incitando-asà extrapolação. aponta-se a resistência dasmanifestações de cultura popular. (C) a contradição entre interesse econômico e a macumbana televisão. ______________________________________________ 8. (D) estipendiado para o turista (2o parágrafo) = estilizadopara o visitante. (E) Produzem-se nas pequenas células comunitárias. firmadas peloparentesco ou pelo sentimento comunitário. Considerando-se o contexto. Um mesmo fenômeno é expresso pelos segmentos: (A) poder econômico expansivo e socialização do parentesco. ainda lhes resistem. (C) Restam das festas. entre grupossociais mais estritos. (B) vampirismo (.. a expropriação sofrida pelacultura de massa é vista na sua concomitância como desprestígio da cultura popular. (E) o apoio que a cultura de massa acaba representandopara a popular. o autor vale-se do termo dialética paraindicar (A) a dinâmica pela qual a cultura popular ainda resisteà cultura de massa. (C) III. (D) Relações de parentesco e laços comunitários. as relações autenticamente populares podem resistir à tão pesada influência. Em relação ao texto.) crescente (2o parágrafo) = progressivaavidez. (B) Entende o autor de que. (D) Muita gente acredita que se devem imputar aos turistasa responsabilidade por boa parte desses processosde falseamento da cultura popular. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 70 . No segundo parágrafo. nos meios de comunicação. está correto SOMENTE o que seafirma em (A) I. ______________________________________________ 7. (C) Graças a aqueles laços estabelecidos em relaçõesde parentesco ou mesmo comunitárias. ingratamente pressionada pelacultura de massa. Está clara e correta a redação deste livre comentário sobreo texto: (A) O autor considera que os vínculos estabelecidos nasrelações entre grupos sociais. adespeito das pressões da cultura de massa. III. No primeiro parágrafo. lento eseguro dinamismo de cultura popular. (E) eis o seu primeiro tento refere-se à expressão horasde lazer. __________________________________________ 5. afirma-se que a modernizaçãoé determinante para a sobrevivência de algumasformas autênticas da cultura popular. observadas emdeterminados círculos sociais. (D) aparelhos econômicos e a dialética é uma verdademais séria. na exploraçãoda cultura popular. (B) Nem mesmo um pequeno espaço próprio queremconceder à cultura popular os que a exploram porinteresses estritamente econômicos. nãoobstante a força que caracterizam os meios decomunicação de massa. __________________________________________ 6. Atente para as seguintes afirmações: I. o elemento sublinhado na construção (A) ocupando-lhe as horas de lazer refere-se ao termocasa. a cultura popular ainda oferece sua firme capacidade de resistência. (D) I e II. (E) socialização do parentesco (3o parágrafo) = sociabilidadedos vínculos. (E) II e III. (C) seu primeiro tento (2o parágrafo) = sua primitivameta. (B) eis o seu primeiro tento refere-se à expressão formacriativa. (C) eis o seu primeiro tento refere-se à expressão culturade massa.. __________________________________________ 4. __________________________________________ 3. dos ritos e dos artesanatos dacultura popular pouco mais que um resistente núcleode práticas comunitárias. (D) o contraste entre manifestações populares e relaçõesde vicinato. No 3o parágrafo. aindaresistem à força dos meios de comunicação demassa.

defato. cuja difusão. Costumava-se começar por um rascunho.Seria conveniente pensar qual é a lacuna que seinterpõe entre a carta e o email. (Walnice Nogueira Galvão. O terceiro aspecto a ponderar é a tremenda invasão daprivacidade que a Internet propicia. Assédio eletrônico Quem já se habituou ao desgosto de receber textos nãosolicitados de cem páginas aguardando sua leitura? Ou quemnão se irrita por ser destinatário de mensagens automáticas quenem lhe dizem respeito? E. às vezes semanas. Transpondo-se a frase acima para a voz passiva. (C) A socialização. O poder econômico expansivo dos meios de comunicação aboliu as manifestações da cultura popular e as reduziu a folclore para turistas. por vezes longos. como eu. o e-mail lembra mais o deus dos começos.quase exterminou a carta. proveniente das boas relações comunitáriasconstitui. (B) têm sido abolidas e reduziram-se. inapelavelmente. decorreio. as pessoas dirigem-se a quemnão conhecem a propósito de assuntos sem interesse do infelizdestinatário. ______________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 20 referem-se aotexto abaixo. Não fosse pelo direito à livre divulgação de informações. como aturar os abusos dapropaganda que vem pelo computador. para o capital. lamentou o fato e o registrou por escrito. (E) III. como afirmações implícitas. (E) Costumam. A pontuação desta frase está inteiramente correta: (A) A dialética sendo uma verdade mais séria. O tapete afegão) 11.às pressões da cultura de massa. constituem matériaprima e mão de obra. haveria que se condenar o hábito de enviar propaganda por e-mail. III. passavasea limpo. O primeiro é o suporte. sob pretexto daliberdade de acesso à informação? Entre as vantagens do correio eletrônico – indiscutíveis–. provocando imediatamente enormediminuição em sua frequência. postada na posiçãoprivilegiada de olhar nas duas direções. na cultura popular. No templode Roma ostentava duas faces.da cultura popular. A recepção de mensagens despropositadas. (D) estão abolindo e estão reduzindo. para o passado e parao futuro. mesmo sem aludir a entes maissinistros como os hackers e os vírus. É difícil acostumar-se com o recebimento compulsóriode textos para ler. que passou do papel para o impulso eletrônico. descaracterizar-se de vez que não resistem. A falta foi percebida e muita gente. a quem era consagrado o mês de janeiro. As frases interrogativas do primeiro parágrafo valem. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 71 . há muito já não nos causadissabores. A lembrança da imagem de Janus Bifronte ocorre porconta de uma específica duplicidade. representada pelossegmentos: (A) vantagens do correio eletrônico // propagação do email. A divindade presidia simultaneamente à morte eao ressurgimento do ciclo anual. ______________________________________________ 12.simultaneamente. costuma apropriar-se das formas da culturapopular. (B) I e II. (C) II. as formas verbais resultantes serão: (A) aboliram-se e têm sido reduzidas.Atende ao enunciado desta questão o que estáSOMENTE em (A) I. O segundo é atemporalidade: nada poderia estar mais distante do e-mail doque a concepção de tempo implicada na escritura e envio deuma carta. Oassassino foi o telefone. (B) De fato a cultura de massa com a enorme força deque dispõe. Analogamente. uma bela forma deautopreservação. II. uma voltada para a frente eoutra para trás.Sem dúvida. na ordem dada. Podem-se relevar três pontosem que a diferença é mais patente. a seguinte afirmação: I. no começo do século XX. não foi desferido pelo e-mail nem pelo fax. o e-mail tanto pode estar completandoa obsolescência da carta como pode dar-lhe alento novo. e escolhia-se o envelopeelegante – tudo para enfrentar dias. Na pretensa cumplicidadetrazida pelo correio eletrônico. sem dúvida. o golpe certeiro na velha prática dacorrespondência. A cada uma dessas frasescorresponde. manifesta-se no processo de resistência. andamcom saudades. as diferentes manifestações de culturapopular. do que secostuma crer. JanusBifronte. (C) vêm abolindo-as e vêm reduzindo-as. Aesta altura. (D) II e III.______________________________________________ ___________ 9. a pergunta que anda percorrendo todas as bocas visa aapurar se a propagação do e-mail veio ressuscitar a carta. ______________________________________________ 10. à época. (D) As escolas de samba. nas festas promovidas paraturistas. resignados que somos. de quem algumas pessoas. seminteresse para nós. (E) foram abolidas e foram reduzidas. em letra caprichada.

Está adequada a correlação entre os tempos e modosverbais na frase: (A) A pergunta que percorresse todas as bocas visa aapurar se a propagação do e-mail venha a ressuscitara carta. na ordem dada. por (A) lhe considerem − lhe atribuam − caracterizá-lo. nessa ordem. a temporalidade e a privatização dacorrespondência. desdeo rascunho até o envio das mesmas. Está correto o emprego do elemento sublinhado na frase: (A) Quem não se irrita por ser o destinatário de mensagenspor cujo assunto não tem o menor interesse? (B) Como reagir à recepção de textos aos quais jamaishouve solicitação nossa? (C) A autora refere-se ao deus Janus Bifronte. (E) o considerem − atribuam-no − lhe caracterizar. (E) Nada pode estar mais distante do e-mail do que otempo que se costuma levar para que uma cartaseja escrita e postada.(B) receber textos não solicitados // ser destinatário demensagens automáticas. Representam uma causa e seu efeito. (B) o telefone (. lamentou o fato // a falta foipercebida.a propósito de assuntos que não dizem respeito aoinfeliz destinatário.Evitam-se as viciosas repetições do trecho acima substituindo-se os elementos sublinhados.. (E) a tremenda invasão da privacidade // assuntos seminteresse para o infeliz destinatário. porconseguinte. ______________________________________________ 13. a complementaçãoque se SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 72 . (C) obsolescência da carta // dar-lhe alento novo. ______________________________________________ 14. ______________________________________________ 18. a autora mostra seuinteresse em (A) compreender a razão do vazio histórico que ocorreuentre os dois processos de comunicação. imagine que o emailpossa acabar sendo o responsável por um novoalento para uma forma de correspondência como acarta.. cuja duraçãoera de dias. (B) o considerem − lhe atribuam − caracterizá-lo. (D) Teria sido conveniente pensar qual fosse a lacunaque se interponha entre a carta e o email. a morosidade das cartas passou a serindesejável. ou mesmo atribuamao e-mail os desleixos linguísticos que costumam caracterizar o e-mail. (E) invasão da privacidade // pretensa cumplicidade. (B) denunciar uma inoperância que costuma ocorrercom frequência nesses dois meios de comunicação. (D) considerem-lhe − atribuam-no − o caracterizar. ______________________________________________ 15. (C) considerem-no − o atribuam − caracterizar-lhe. às duasfaces suas em cujas representavam-se o passado eo futuro. (E) Os e-mails acabam chegando a destinatários de cujaprivacidade não costumam respeitar.são o suporte. (C) Há quem. ______________________________________________ 19. Ao afirmar a conveniência de pensar qual é a lacuna quese interpõe entre a carta e o email. emque o reinado começou junto com o século XX. (E) estabelecer uma comparação pela qual se possaprovar qual dos processos é o mais eficaz. os aspectosque a diferença é mais patente.muitos abusam dos e-mails.). como a autora. ossegmentos: (A) desgosto de receber // textos não solicitados. (B) Pretextando a liberdade de acesso da informação. (C) investigar a deficiência dos meios de comunicaçãoque se interpuseram entre esses dois. (D) lacuna que se interpõe // entre a carta e o e-mail. enviando-os à quemdeles não pretende saber o teor nem tomar conhecimento. e iniciando-a com Oinfeliz destinatário recebe mensagens. _____________________________________________ 16. (D)confrontar as especificidades que identificam cadaum desses meios de comunicação. Dando nova redação à frase acima. ______________________________________________ 17. à época.) as pessoas dirigem mensagens a quem não conhecem. (C) muita gente.. Está clara e correta a redação deste livre comentáriosobre o texto: (A) Ao se comparar a carta com o e-mail. (D) Fica até difícil de imaginar o quanto as pessoasgastavam o tempo na preparação das cartas. a rapidez dascomunicações se impuseram de tal modo que. (. (E) Desde que foi inventado o telefone.. (D) Quem matou o hábito das cartas foi o telefone. ainda que alguns considerem oe-mail uma invasão de privacidade. (D) costumava-se começar por um rascunho // escolhiaseum envelope elegante. (B) Quem não se irritava por ter sido destinatário demensagens automáticas que não lhe dirão respeito? (C) O e-mail tanto poderia estar completando a obsolescênciada carta como pudesse estar representandoum novo alento para ela. O e-mail veio para ficar. no começo do século XX // golpecerteiro. segundo a autora.

desaparece uma área equivalente a duasvezes o território da Holanda. são necessárias soluções tecnológicas e políticas.A exploração abusiva do planeta já tem consequênciasvisíveis. Veja. A afirmativa correta. resultado da ação inconsequente do homem. (C) aonde os assuntos não lhe cabem conhecer. A cada ano. para evitar que algum e-mail ocontaminasse. hajavisto que também desconhece os próprios emissores. (E) Ele se precaveio e instalou em seu computador umpoderoso antivírus. provocandoo aumento da temperatura do globo.com a falta de interesse de governos nosentido de oferecer incentivos aos agricultores. (D) O desenvolvimento dos países só será mantido sehouver condições favoráveis para a plena exploraçãodos recursos naturais de que eles dispõem. O grandedesafio é conciliar o desenvolvimento dos países com apreservação dos recursos naturais. (E) O ritmo atual de consumo dos recursos naturais jásupera a capacidade do planeta em se refazer. tanto quantoo assunto dela. (E) cujos temas não o interessam.o usuário incauto será prejudicado. a natureza nãodá mais conta de repor tudo o que o bicho-homem tira dela. (Adaptado de Roberta de Abreu Lima e Vanessa Vieira.mantém clara. correta e coerente com o sentidooriginal é (A) em que o emissor lhe é desconhecido. (D) Se uma mensagem provier de um desconhecido. (B) sobre assuntos que em nada dizem respeito. (D) de pessoas desconhecidas. casonão sejam tomadas medidas eficazes de controleda devastação ambiental.Essa visão foi reformulada. No futuro. (C) Caso não nos disponhamos a receber todo e qualquer e-mail. oque constitui séria ameaça para o futuro da humanidade. No 2o parágrafo. será preciso que nos munamos dealgum filtro oferecido pela Internet. do Programadas Nações Unidas para Agricultura e Alimentação.sempre se aproveitou dela como se o dote fosse inesgotável. _________________________________________ (DNOCS-ag adm 2010) Atenção: As questões de números 1 a 8 baseiam-se no textoapresentado abaixo. (C) O acesso irrestrito aos recursos naturais é a garantiade manutenção de um patamar de conforto que possafavorecer as condições de vida no planeta. como a água".5 de novembro de 2008. diz ele. As emissões de CO2cresceram em ritmo geométrico nas últimas décadas. ______________________________________________ 20.Como mostra o relatório. é preciso evitar a todo custoque se usem mais recursos do que a natureza é capaz de repor. 96-99) 1.será preciso submetê-la a um antivírus específico. segundo osespecialistas. ao abri-la. (B) A produção de alimentos em todo o mundo está diminuindo. (A) cria-se a possibilidade de catástrofes ambientais.e que é urgente evitar o desperdício. Ou seja. agrotóxicos e lixo industrial. (B) desenha-se um panorama de destruição do meioambiente. condizente com o assunto do texto. O estudo mostra que o atual padrão de consumode recursos naturais pela humanidade supera em 30% acapacidade do planeta de recuperá-los. Metade dos rios do mundo estácontaminada por esgoto. _________________________________________ 2. provindos de pessoasque tão pouco vieram a conhecer. deverá ser baseada na capacidadede economizar recursos escassos. É preciso corrigir uma forma verbal flexionada na frase: (A) O e-mail interveio de tal forma em nossa vida queninguém imagina viver sem se valer dele a todomomento. pp.O engenheiro agrônomo uruguaio Juan Izquierdo.Diante da abundância de riquezas proporcionada pela natureza. "Hoje a produtividade de umalavoura é calculada com base nos quilos de alimentos produzidospor hectare. A exploração dos recursos naturais da Terra permite àhumanidade atingir patamares de conforto cada vez maiores. que não lhe diz respeito. (B) Se uma mensagem eletrônica contiver algum vírus. sobre assuntos que emnada lhe despertam o interesse. A degradaçãoe a pesca predatória ameaçam reduzir em 90% a ofertade peixes utilizados para a alimentação. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 73 . dandoseo mesmo com as pessoas que as enviaram. propõe quese concedam incentivos e subsídios a agricultores queproduzam de forma sustentável.Evitar uma catástrofe planetária é possível. é: (A) O colapso atual no fornecimento dos recursos naturaisindispensáveis para o conforto da humanidadejá colocou em risco a qualidade de vida no planeta. Um relatório publicadorecentemente dá a dimensão de como a exploração dessesrecursos saiu do controle e das consequências que isso podeter no futuro. Para isso. Hoje se sabe que a maioria dosrecursos naturais de que o homem depende para manter seupadrão de vida pode desaparecer num prazo relativamente curto.

(E) a manutenção de um padrão de vida confortávelpara a população. . (E) concessão de incentivos e de subsídios a agricultores// produção de alimentos por práticas sustentáveis. A Chapada do Araripe. estudiosos vêm se referindoultimamente. suas rochas de cerca de110 milhões de anos conservam animais nos quais é possívelpesquisar células musculares e aparelhos digestivos com asúltimas refeições. (C) uma retificação ao que foi informado anteriormente. (B) O aquecimento global permite a disseminação demicro-organismos . Foi também o primeiro lugar do mundo ondesurgiram flores..entre os seguintes fatos expostos no texto: (A) abundância de riquezas naturais // reformulação dascondições de seu aproveitamento. (B) desaparecimento de grande parte dos recursos naturais// aceitação do descontrole na exploração dessasriquezas...a respeito da importância do fornecimento de recursosnaturais para que o homem sobreviva no planeta. de que há nanatureza sinais de esgotamento de suas riquezas. (B) hipótese possível.Incrustadas em rochas. em outros termos. (E) especula-se sobre um previsível cenário de devastação.. (1o parágrafo)A expressão grifada acima assinala (A) a retomada. __________________________________________ 4. que a maioria dos recursos naturais de que o homemdepende .. (C) ação real e concreta.. devido à presença humana. do sentido da afirmativaanterior. abriga tesouros queconjugam importância e poesia.... (C) Catástrofes naturais.. Maior sítio arqueológico emregistro de peixes fósseis do mundo... respectivamente... para que osproblemas que vêm sendo mencionados sejam devidamentesolucionados.. (1º parágrafo) O pronome grifado acima substitui corretamente. no Ceará. as plantas fósseis são exemplares quederam SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 74 . quando as placascontinentais do Brasil e da África ainda se separavam. __________________________________________ Atenção: As questões de números 9 a 15 baseiam-se notexto apresentado abaixo. (D) a adição de novos dados ao contexto....... para enfatizar a importância dorespeito ao ritmo da natureza na reposição de seuselementos. (D) sejam usados. (C) a abundância de recursos naturais encontrados noplaneta. põem em risco o equilíbrio doecossistema. .. (E) tenha sido usado. (D) Os dados .. (D) fato a se realizar no futuro. (C) crescimento acentuado das emissões de CO2 // aumentoevidente da temperatura global. __________________________________________ 8. Ou seja. datadas do período Cretáceo.. a água é escassa ou imprópria para consumo. e das consequências que isso pode ter no futuro. (3º parágrafo) A forma verbal grifada acima indica. (A) a reformulação de uma visão consumista dasriquezas da Terra. __________________________________________ 7.. trazem enormes prejuízos à economiade todo o planeta. (1o parágrafo) A frase cuja lacuna estará corretamente preenchida pelaexpressão grifada acima é: (A) Hoje um terço da população mundial vive em regiões..(C) expõem-se as metas a serem consideradas na conscientizaçãoda necessidade de preservação ambiental. Identifica-se relação de causa e consequência. a natureza não dá mais conta de repor tudo oque o bicho-homem tira dela... (E) uma dúvida a respeito da possibilidade de percepçãode que o homem deve tornar-se um auxiliar danatureza na reposição de suas riquezas. a agricultores que produzam de forma sustentável. (B) a necessidade de se evitar desperdício dos recursosnaturais... . tomando porbase os dados contidos no relatório.. __________________________________________ 3. __________________________________________ 6.. é necessário evitar o desperdício... é preciso evitar a todo custo que se usem mais recursosdo que a natureza é capaz de repor.. contavam os especialistas serviramde base para a previsão dos problemas e a melhormaneira de enfrentá-los. __________________________________________ 5. (D) possibilidade de se evitarem catástrofes // controledo desenvolvimento de algumas nações.... (B) tinha sido usado... .. (C) possa ser usado..em razão do desrespeito a que está sujeita anatureza. (A) condição necessária. (B) uma oposição à informação anterior. ... considerando-se o contexto. (E) Cálculos relativos à exploração de recursos naturaislevam à conclusão . no contexto. (D) discutem-se as causas que deram origem a inúmerascatástrofes ambientais. (último parágrafo) A forma verbal que traduz exatamente o sentido da queestá grifada acima é: (A) foram usados.. (E) fato passado anterior a outro. (D) a exploração descontrolada dos recursos naturais daTerra.

. que serviu de campo de estudos para aconcepção de alguns dos animais mostrados no filme JurassicPark.. as plantas fósseis são exemplares . (B) . __________________________________________ Instrução: Para responder às questões de números 12 e 13. no Ceará. voltadopara os estudos científicos. (D) . 12. São Paulo: Andreatto.. A Chapada do Araripe.. (C) retificação da afirmativa anterior. disputaramespaço na região que corresponde aos Estados do Ceará.. Brasil. Ao lado de dinossauros de cercade três metros de altura e oito de comprimento. É correto inferir do texto que a poesia. que possuíam até cinco metros de envergadura. vivendo emmeio a rochas e a vestígios pré-históricos....A região. suas rochas de cerca de 110 milhões de anosconservam animais . de Steven Spielberg. __________________________________________ 11.considere o segmento transcrito do último parágrafo.. (Adaptado do texto de Juliana Winkel. A afirmativa correta. mencionada pelo autor no 1o parágrafo. (B) se tornou campo fértil para pesquisas científicas. p.(início do texto)A afirmativa acima só NÃO se explica pelo fato de que aChapada (A) constitui o maior registro de peixes fósseis do mundo. que corresponde aos Estados do Ceará. (E) . abriga tesouros. (D) A criação de um parque de grande dimensão. abriga o Parque dos Pterossauros... (D) à preservação de inúmeros achados arqueológicos.. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 75 .. (B) afirmativa de sentido explicativo. (C) . que erabastante fértil durante determinado período préhistórico.. datadas de 110 milhõesde anos. (D) . aquatro quilômetros de Santana do Cariri. onde surgiram flores . __________________________________________ 10. (1o parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos tempo e modo em queestá o grifado acima encontrase na frase: (A) .. O emprego do travessão isola (A) repetição para realçar o termo precedente. (D) introdução de novo assunto no parágrafo. (D) possui um terço dos exemplares fósseis de pterossaurosdo mundo. Ali são expostasréplicas artísticas desses animais voadores que possuíam atécinco metros de envergadura. O parque abrange 5 mil quilômetros. como também na decisão de incentivar oturismo científico e ecológico na região. (C) às réplicas dos animais mostrados no filme JurassicPark. (B) Os habitantes da Chapada do Araripe estão sujeitosàs imposições de uma natureza hostil... é: (A) A exposição dos achados arqueológicos na Chapadado Araripe pode prejudicar a rotina dos moradoresda região com o afluxo de turistas. 20).Em 2006. __________________________________________ 14. 9. poderá criar obstáculosao desenvolvimento regional. . março de2007. (E) opinião que reproduz a ideia central do texto.. de acordo com o texto. n. Detodos os exemplares fósseis dessa ave já achados no mundo. (B) à criação e à extensão do primeiro geopark daAmérica.. (E) era uma extensa área geográfica há cerca de100 milhões de anos. (E) à antiguidade das rochas. foi aprovado pela Unesco um projeto paratransformar a área de pesquisas arqueológicas da Chapada noprimeiro geopark da América – uma região de turismo científicoe ecológico que propicia o autocrescimento sustentado dapopulação.um terço está na Chapada do Araripe.... (B) . que conjugam importância e poesia. se refere (A) às plantas fósseis. de Pernambucoe do Piauí .– uma região de turismo científico e ecológico que propiciao autocrescimento sustentado da população. que serviu de campo de estudos.origem aos vegetais com flores atuais..... um terço está na Chapada do Araripe.. tendo em vista apriorização das pesquisas com material arqueológico.. (C) . que devemser mantidos intocados. pouco preocupadoscom a conservação desse tesouro natural. (C) guarda plantas fósseis que originaram os atuaisvegetais com flores.. ano 8. O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifadoestá na frase: (A) .. (E) O parque abrange 5 mil quilômetros ... (E) A presença de vegetais entre os restos arqueológicosde animais alerta para a destruição dascondições de vida em uma região brasileira.. apenas como atrativoturístico. 95. dePernambuco e do Piauí há cerca de 100 milhões de anos... Almanaque decultura popular. na Chapada doAraripe. oito municípiose nove sítios de observação.. primeiros exemplares com flores. abriga o Parque dos Pterossauros . ________________________________________ 13. (C) A importância do sítio arqueológico da Chapada doAraripe está não só nos exemplares fósseis aliexistentes. quando as placas continentais do Brasil e da Áfricaainda se separavam.

É correto afirmar que o assunto do texto se desenvolve (A) de modo a salientar o papel das empresas nasustentabilidade do meio ambiente.As rochas são utilizadas em pisos e revestimentos deparedes e muros.O estudo também aponta o brasileiro como um dos maisatentos no mundo às práticas de sustentabilidade das empresas:86% afirmam estar dispostos a recompensar companhiascom boas práticas e 80% dizem punir as que agem de formairresponsável nas questões socioambientais. ondea quantidade e a qualidade dos vestígios arqueológicosna Chapada do Araripe surpreende. Escassez de água e poluiçãoambiental. __________________________________________ 18. utilizados em pisos erevestimentos de paredes e muros. (D) a consciência ambiental no Brasil mostra avanços. (C) a percepção do aquecimento global parece superaras demais preocupações encontradas na sociedadebrasileira.O período em que as frases acima se articulam comclareza. (E) a riqueza natural do país leva os brasileiros a não sepreocuparem devidamente com o meio ambiente.Quando a sociedade é questionada sobre suas açõesefetivas para proteger o meio ambiente. (B) Com a quantidade e a qualidade dos vestígios arqueológicosna Chapada do Araripe surpreendemque as rochas contêm fósseis. em quantidade e qualidade dos vestígiosarqueológicos surpreendentes. é: (A) As rochas. Para 64% dos brasileiroselas só investem em sustentabilidade para melhorar suaimagem pública. Considere as afirmativas seguintes a respeito do empregode sinais de pontuação no texto: I. O segmento introduzido pelos dois-pontos no 3º parágrafo constitui um argumento que justifica aafirmativa que o precede. O brasileiro tem elevado grau de consciência sobresustentabilidade. considerado umpaís rico nesse aspecto. os números são maismodestos: 27% dos brasileiros reciclam seus resíduos e fazemuso de produtos recicláveis. em queforam ouvidas mais de 24 mil pessoas em dez países diferentes. (D) por meio de informações de consumidores deprodutos diferenciados no mercado. (C) A quantidade e a qualidade dos vestígios arqueológicossão surpreendentes na Chapada do Araripe. A quantidade e a qualidade dos vestígios arqueológicosna Chapada do Araripe surpreendem. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 76 . __________________________________________ Atenção: As questões de números 16 a 20 baseiam-se notexto apresentado abaixo. superior ao de moradores de países ricoscomo Alemanha e Suécia. Vida & Sustentabilidade.apesar de não se observarem realmente efeitospráticos dessa percepção. que surpreende na utilização empisos e revestimentos de paredes e muros. 30 de outubro de 2009. (E) As rochas na Chapada do Araripe contém fósseis. Ao mesmo tempo.Há também ceticismo em relação à falsa propagandasobre as atitudes "verdes" das empresas. correção e lógica. embora se disponhaa reciclar seus resíduos. conquanto utilizadas em pisos e revestimentosde paredes e muros. (Andrea Vialli.O porta-voz do estudo no país acredita que o elevadograu de consciência sobre sustentabilidade pode ser explicadopela presença do tema na mídia e pela percepção de que osrecursos naturais são um diferencial no Brasil. com adaptações) 16. por sua vez. II. tem grandedificuldade em trazer o conceito para o seu dia a dia e parasuas decisões de consumo. 20% afirmam conservar árvores.cujas rochas contêm fósseis e são utilizadas empisos e revestimentos de paredes e muros. (A) a maior preocupação dos brasileiros se reflete nosproblemas oriundos da escassez de água em algumasregiões. (E) com considerações sobre o descaso da mídia nadivulgação dos problemas ambientais. Especial. De acordo com o texto. (B) a partir de dados obtidos recentemente em pesquisade âmbito internacional. são motivo de preocupaçãopara 49% dos brasileiros.H6.Esses dados constam de uma pesquisa atual. O Estado de S. (C) com base em observações de empresas quanto àcomercialização de alguns produtos. contêm fósseis. (D) Com a quantidade e a qualidade das rochas quecontêm fósseis de vestígios arqueológicos na Chapadado Araripe. A presença de pontos-e-vírgulas no 2o parágrafoassinala pausa maior entre as afirmativas separadaspor esses sinais.utilizadas em pisos e revestimentos de paredes emuros. por exemplo. Mudanças climáticas eaquecimento global.As rochas contêm fósseis. __________________________________________ 17. Paulo.13% dizem proteger a natureza e apenas 5% controlam odesperdício de água. Outro obstáculo é que os produtos "verdes"ainda são vistos como nichos de mercado e ficam restritos aconsumidores de maior poder aquisitivo.15. (B) a sociedade brasileira demonstra pouco interessequanto aos problemas ambientais. figuram em terceiro lugar entre asmaiores preocupações de 61% da população e ficam atrás deeducação (68%) e violência (72%).

(B) A conscientização dos moradores daquela área contaminadapelos resíduos tóxicos acabaram surtindobons resultados. revista Forum) 1.. foi a principal responsávelpela queda do trabalho informal.. II e III.. (D) Atitudes firmes e claras voltadas para a sustentabilidadena exploração dos recursos da natureza devetrazer lucros promissores para as empresas (E) Deveria ser divulgado claramente os princípios quenorteiam as atividades empresariais. somente. Muitos consumidores não se mostram atentos .à (C) à . (B) II. percebia-se que a informalidade era uma daspoucas possibilidades de os segmentos vulneráveis se inseriremo mercado de trabalho.e com ele a ocupação informal. o Brasilgerou um contingente adicional de 13.. Está correto o que se afirma em (A) I. como diretrizpara orientar os consumidores.. Atente para as seguintes afirmações: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 77 . a pensão para o acidente de trabalho. por (A) à . Em vinte anos.O trabalho informal submete-se à baixa remuneraçãoe à vulnerabilidade de quem não conta com a aposentadoria navelhice.a . (C) I e II. Pelo menosdurante o ciclo da industrialização nacional (1930-80). conferem a ela sentido especialno contexto. (C) verificação da crescente instabilidade do setor industriale seus efeitos no campo do trabalho assalariado. o Brasil ingressou na década de 1980com cerca de 1/3 do total dos ocupados ainda submetidos àsatividades informais. boicotar empresas poluentes.. As lacunas da frase acima estarão corretamentepreenchidas.trata-se de um conjunto expressivo da população que se encontraexcluída das regras formais de proteção social e trabalhista. A concordância verbal e nominal está inteiramente corretana frase: (A) Chegou ao fim as campanhas voltadas para a reciclagemde materiais nas cidades escolhidas noprojeto-piloto.a (B) à . como sinônimo de atitudes eprodutos que respeitam o meio ambiente. decorrente de taxas de crescimento econômico com média anual de 7%. __________________________________________ 19.à (E) a .à ..a .. (C) Muitos consumidores se mostram engajados na lutapela sustentabilidade e traduzem seu compromissoem tudo aquilo que compram...Apesar disso. a informalidadefoi sendo drasticamente reduzida.III. somente. a informalidade cresceumais no meio urbano. o mercado de trabalho sofreuuma importante inflexão. (E) análise mercadológica pela qual se revelam as causasde exclusão do trabalhador do mercado informalde trabalho. Com o abandono da condição de rápido esustentado crescimento econômico.. a partir da década de 1980. entre outras regras de proteção. o piso oficial para a menor remuneração... Por não impor praticamente nenhumabarreira à entrada. em ambas as situaçõesno 4o parágrafo. respectivamente. Informalidade reconfigurada As atividades informais têm sido tradicionalmente identificadas no Brasil como as práticas de trabalho mais relacionadasà luta pela sobrevivência.. somente. As aspas na palavra "verdes".a . outros se queixam de falta de tempo para se dedicarem . somente. (D) II e III.Salvo períodos conjunturais determinados de desaceleraçãoeconômica. Na maior parte das vezes. (D) exposição de fatos e dados estatísticos que identificamtendências do mercado de trabalho no Brasil. (B) constatação objetiva da retração da informalidade nomercado de trabalho.1 milhões de postos detrabalho não assalariados (40% do total de novos postos de trabalho). (E) I. A força do assalariamentocom carteira assinada.a (D) a .No mesmo período de tempo. quando o segmento informal funcionava como umaespécie de colchão amortecedor da temporária situação de desempregoaberto. ______________________________________________ 2. O desemprego aberto vem crescendo. (Adaptado de Marcio Pochmann. uma vez que o setor rural continuou aexpulsar mão de obra. __________________________________________ 20. necessidade de sustentabilidade do ecossistema e não chegam . o texto constitui uma (A) minuciosa exposição das causas que levaram aocrescimento do trabalho informal no Brasil.. o seguro para o desemprego. a representaçãosindical. Em seu conjunto. nas últimasduas décadas. o trabalho informal representaria umaatividade laboral que também poderia compreender a transiçãopara o emprego assalariado formal.à – à __________________________________________ (Sec Fazenda Sp ana 2010) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao texto seguinte. alguma causa que defenda o meio ambiente.

(E) II. (B) I. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 78 . apenas. (E) A retomada do desenvolvimento econômico poderápropiciar o ingresso de muita gente no trabalho formal. ______________________________________________ 8. A partir de 1980. _____________________________________________ 4. (B) Incluem-se entre as tantas vantagens que proporcionamo trabalho assalariado a pensão para os quese acidentam e o seguro para os que perdem o emprego. Considerando-se o contexto. II e III. em razão do desemprego geradopelo declínio do crescimento econômico. (E) gerou um contingente adicional (3o parágrafo) = ensejouum aumento circunstancial. está correto o que se afirma em (A) I e II. No 3o parágrafo. II. num certo momento. (C) Tantos são os benefícios trabalhistas que acarretamuma carteira assinada que chega a ser surpreendenteporque as pessoas não fazem de tudo paravirem a obtê-la. (C) o Brasil contava. com1/3 do total dos trabalhadores submetidos às atividadesinformais. ______________________________________________ 6. admite-se que a industrializaçãonacional permitiu o acesso de mais trabalhadoresàs garantias e aos direitos do trabalho assalariado. osíndices de redução da informalidade. apesar da migração de 1/3 do total dosempregados para o setor urbano. (C) deriva da situação de pouca representatividade dosatuais sindicatos. (C) Não deveria causar espanto a ninguém. (D) Não deixam de ser preocupantes os recentes dadosdo trabalho informal no Brasil. adverte-se que a ocupação informalcrescerá ainda mais. (B) Não seria nada mal se o Brasil atravessasse umciclo de desenvolvimento econômico análogo daqueleque vivemos no período de 1930 a 1980. (B) O trabalho informal leva o trabalhador à baixa remuneraçãoe à privação de quaisquer garantias trabalhistas. NÃO admite transposição para a voz passiva a seguinteconstrução: (A) Já identificaram as atividades informais como práticasde trabalho relacionadas à luta pela sobrevivência. apenas.1 milhões de postos de trabalho criados nos últimosanos. (B) Salvo períodos conjunturais (1o parágrafo) = aforamomentos circunstanciais. (A) vem registrando os efeitos de altas taxas de umsustentado crescimento econômico. (D) refluiu muito. ______________________________________________ 7. o mercado de trabalho informal. A específica vulnerabilidade de que trata o 2o parágrafo dotexto (A) diz respeito à condição de quem está à margem dasleis trabalhistas. no início da década de 1980. As normas de concordância verbal encontram-se plenamenteobservadas na frase: (A) Apenas se submetem às condições de baixa remuneraçãoe falta de garantias trabalhistas quem nãotem acesso às vantagens de um emprego formal. (D) II e III. (B) vem confirmando o acerto de políticas que buscaramassalariar o trabalhador rural. considera-se que a informalidadeé uma atividade laboral que compensa a falta deproteção social e trabalhista. No 1o parágrafo. (B) refere-se à baixa remuneração de certos trabalhadoresassalariados. traduz-se adequadamente osentido de um segmento em: (A) excluída das regras formais (1o parágrafo) = à reveliade parâmetros mais estáveis. (E) faz ver a precariedade sistêmica de nossas instituiçõesprevidenciárias. (E) aumentou razoavelmente. No 2o parágrafo. caso se altere a tendênciade expulsão da mão de obra do setor rural. (D) A ocupação informal expõe o trabalhador às insegurançasde uma ocupação inteiramente desprotegida. ______________________________________________ 3. ______________________________________________ 5. noBrasil. III. apenas. (C) foi sendo drasticamente reduzida (2o parágrafo) = foisofrendo quedas incipientes. mas a retomada docrescimento econômico faz crer numa superaçãodesse quadro. apenas. no ciclo da industrializaçãonacional. seriam outros os índicesde ocupação de postos do trabalho formal noBrasil. atingindo 40% dos13. (C) I e III. (E) Caso não os afetasse a redução do desenvolvimentoeconômico. com umcrescimento econômico anual em torno de 7%. Em relação ao texto. garantida no trabalhoformal. (D) sofreu uma importante inflexão (3o parágrafo) = absorveusignificativa influência. ainda assim há quemprefira mais o trabalho informal do que vir a regularizá-lo.I. (C) cresceu bastante. (D) reflete a conjuntura de um mercado de trabalho emque decresce a informalidade.propiciar a transição para o emprego assalariadoformal. Está clara e correta a redação deste livre comentáriosobre o texto: (A) Mesmo com as vantagens de um trabalho assalariadoe registrado em carteira. nos últimos anos. (D) Acredita-se serem possíveis que as atividades laboraisdo mercado informal possam.

os seguinteselementos: (A) Parodiando / quero registrar (1o parágrafo). naquele tempo –. (D) O trabalho informal submete-se à baixa remuneração(2o parágrafo) = é submisso pela. ou então para sofrer umadespedida.atribuir-lhe . só para que todos pudessem esticar aspernas numa estação perdida no meio do caminho. os trens brasileiros. e as viagens de trem.substituí-la (B) a consideram .Em relação ao texto. ao contráriodos japoneses. receandosubstituir a informalidade pelo risco de uma outra situaçãodesconhecida. está correto APENAS o que se afirmaem (A) I. (E) III. nossos trens gostavamde deixar a gente viver em paz. Semfalar na possibilidade de um luxo – um carro-restaurante – ondese sentava para uma refeição. Atente para as seguintes afirmações: I. espera-se que o Brasilretome as altas taxas de crescimento econômico e oemprego formal se estabiliza.a substituir (C) lhe consideram . (D) II e III. um lanche.atribuí-la . quero registrar: havia trens naqueletempo.substituirlhe (D) consideram-na . havia mais tempo para aliviar uma frustração.(E) Embora não seja impossível. Sem prejuízo para a correção e o sentido do contexto. Sem pressa. II. eram recantos sombreadosde onde se avistava a pracinha de uma vila ou a torreda igreja. além do encantamento própriodos trens e das estações. mas como muitos consideram ainformalidade o único meio de sobreviver. (B) I e II. oque está sublinhado pode ser substituído pelo que estáem negrito em: (A) Na maior parte das vezes. até no dos amores: esperavasemais para dar e receber um beijo. As estações. III. __________________________________________ 12. é preciso considerar que a vida dentro dostrens também era outra. a expressão do título – No tempo dostrens – tem duplo sentido. não tinham pressa: a vapor.Para que pressa? Havia mais tempo para não se fazernada. O ritmo dos trens influía no dos negócios. ______________________________________________ 10. fatores de ordemeconômica pesavam na escolha do trem como meio de transporte. O autor lamenta que as vantagens objetivas dotransporte ferroviário sobre o rodoviário não tenhamsido devidamente consideradas. trata-se de um conjuntoexpressivo da população (1o parágrafo) = tratam-sede muitas pessoas significativas.Depois. repensar na vida. (Expedito Trancoso. Considerando o que afirma o texto em seuconjunto. tomandoum ventinho no rosto – prazer tanto maior porque proibido. Nesse caso. E havia as estações de trem.atribuir-lhe .atribuí-la . ______________________________________________ 9. tendem a atribuirà informalidade um caráter permanente.lhe substituir (E) consideram-lhe . na ordem dada. e às vezes até simulavamalgum defeito. a diesel ou mesmoelétricas. ou estacionavamnas plataformas de ligação entre os vagões. no contexto. Nada quero ajuizar sobre a justeza econômicaou o equívoco técnico dessa medida. por: (A) a consideram . aludindo tanto a umaépoca como a um ritmo determinados. O autor considera que. puxavam conversa em rodinhas. o que posso garantiré que a poesia da vida saiu perdendo. A informalidade é instável. (E) Com o abandono da condição de rápido e sustentadocrescimento (3o parágrafo) = mediante a renúnciapela. inédito) 11. Ganham sentido antagônico. (C) II. naquele tempo.antes que alguém decidisse extinguir o transporte ferroviário embenefício do rodoviário. As pessoas passeavam tranquilamentepelo corredor.Em primeiro lugar.atribuir a ela . me avisem. oferecendo-se maioresgarantias trabalhistas. uma cerveja. antes da extinçãodos trens. queeu virei correndo do outro mundo para garantir um lugar àjanela.Se um dia houver uma reversão em nossos meios detransporte e ressuscitarem as viagens de trem. Pois não me venhamcomparar o prosaísmo de uma viagem de ônibus com osdevaneios de uma viagem de trem.substituí-la __________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 20 referem-se aotexto seguinte. nossas locomotivas permitiam que os passageiros fossemcontemplando com calma a paisagem. (B) atividade laboral que também poderia compreendera transição (1o parágrafo) = igualmente poderiaabarcar. (C) Por não impor praticamente nenhuma barreira àentrada (1o parágrafo) = Dado que não inflinge. No tempo dos trens Parodiando o grande poeta que escreveu – Haviamanhãs. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 79 .com sua arquitetura padronizada. Evitam-se as viciosas repetições do texto acima substituindo-se os elementos sublinhados.no das providências burocráticas.

(C) Não apenas as viagens de trem eram agradáveis. dava ao viajante tempo para muitos devaneios.. (C) O ritmo dos trens..) simulavam algumdefeito (2o parágrafo). Mantêm entre si uma relação de causa e efeito. (E) ressuscitarem as viagens de trem / eu virei correndo __________________________________________ 15. o autor revela a clara intenção deridicularizar o verso que citará logo a seguir. (D) Os elementos Em primeiro lugar (2o parágrafo)..) não tinham pressa / ao contráriodos japoneses (2o parágrafo). (C) é preciso considerar que a vida dentro dos trens /também era outra (3o parágrafo). de fato. (D) A viagem lenta não impedia que os namorados iamantegozando o encontro com as amadas..uma vez que o espaço dos vagões permitisse mobilidadedos passageiros. da qual poderia advir o ressurgimento dotransporte ferroviário. muitosnão terão hesitado em optar por elas. era uma medidado tempo e da vida.. É preciso corrigir. __________________________________________ 16. aindaacredite numa revisão das prioridades do transporteno Brasil. (perturbar). os passageirosnão reclamariam. (D) Eram inesquecíveis os momentos que uma paradado trem. (E) aliviar uma frustração / repensar na vida (4o parágrafo). (costumar) haver.. a redaçãoda seguinte frase: (A) Jamais os trens brasileiros. A pontuação está plenamente adequada na frase: (A) Aos que condenam a nostalgia argumentando..a vagarosidade daqueles trens cheios de poesia.. como o autor. pela qual se possareabilitar o prestígio que os trens já teriam alcançado. contrao passadismo.. nos confins do mundo. (B) Não . por falha em sua estrutura.. (B) Ao contrário dos trens japoneses. __________________________________________ 13. (D) passeavam tranquilamente pelo corredor / puxavamconversa em rodinhas (3o parágrafo). (E) A nenhum dos passageiros . longe de ser reacionária. os elementos: (A) Nada quero ajuizar / o que posso garantir (1o parágrafo). (D) é preciso considerar / Sem falar na possibilidade(3o parágrafo). alimentava maisexpectativas. uma viagem de trem. (permitir)desfrutar. em vez decontinuarem a fazê-las por ônibus ou automóvel. que se distraíam conversandoou nas plataformas de ligação.. uma vez que aproveitariam o tempode ócio para gastá-lo contemplando os bucólicosarredores. (poder) caber a quem tenha escrito umbelo poema os aplausos de um leitor que se disporáa parodiá-lo. Depoise Sem falar (3o parágrafo) são indicativos desequencialidade e ordenação na exposição narrativa. __________________________________________ 14... (B) os trens brasileiros (. Está plenamente adequada a correlação entre tempos emodos verbais na seguinte frase: (A) Se ainda houvesse viagens de trem no Brasil. nos . lenta como costumavaser. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 80 . O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-senuma forma do plural para preencher corretamente a lacunada frase: (A) Sempre . pelocontrário: seus encantos provinham da falta de pressa.. nas viagens de trem.. que ao dos negócios e ao dosamores . (D) Para o autor. numa estaçãozinhaperdida. (E) No segmento O ritmo dos trens influía no dos negócios(4o parágrafo). certos deque elas os esperassem com a mesma paixão desempre. __________________________________________ 18.. (B) Se havia quem se irritasse quando um trem paravapor muito tempo. Está correta a seguinte afirmação sobre um procedimentoconstrutivo do texto. (C) No segmento nossas locomotivas (.. todas as palavras estãoempregadas em seu sentido literal. (chegar) a se associar... nessaordem. o elemento sublinhado tem osentido de contrastava com o dos negócios. considerando-se o contexto: (A) Com a expressão Parodiando o grande poeta(1o parágrafo)....caracterizaram-se pela alta velocidade.. os brasileiros assumiriam um ritmo que os executivos de Tóquio não houvessem de admitir. (E) É possível que muita gente... que foram concebidospara atingir alta velocidade.. __________________________________________ 17. diferentemente dos japoneses. para reparos. instiga-nos a esperarmais do presente. (C) recantos sombreados / a pracinha de uma vila(2o parágrafo).passageiros vociferando por causa de um contratempo. permitia mais reflexões. pode-se responder com a frase deum pensador: segundo o qual a saudade de temposmelhores.. (B) Os elementos justeza econômica e equívoco técnico(1o parágrafo) precisam e complementam o sentidode verbos distintos de um mesmo período. (C) Caso um trem apresentasse defeito.(B) prosaísmo de uma viagem / poesia da vida (1o parágrafo). (E) É muito difícil que viesse a ocorrer uma reversão nosistema nacional de transportes.. havia também quem aproveitasse esse tempopara espairecer..

segundo o qual a saudade detempos melhores longe de ser reacionária. é um documento fascinantesobre a cumplicidade entre capitalistas alemães e nazistas. organizado por Michel Löwy. de500 páginas. e o professor Löwy dá razões para tanto: "Éclaro que as fotografias não podem substituir o historiador. __________________________________________ Atenção: As questões de números 21 a 25 referem-se aotexto seguinte: Imagens da História O livro Revoluções. Está ADEQUADA. mais do que nunca. meavisem = Queiram avisar-me. Afotografia possibilita que se veja. de modo concreto. (E) Se um dia (. pode-se responder com a frase. continua o pesquisador. a saudade de tempos melhores. II. estanova redação proposta para um segmento do texto: (A) Para que pressa? Havia mais tempo para não sefazer nada = Conquanto não houvesse pressa. (C) Nada quero ajuizar sobre a justeza econômica ou oequívoco técnico dessa medida = Não posso crerajuizada essa medida.coerente e correta no seguinte período: (A) Nas viagens de trem. (D) Aos que condenam a nostalgia argumentando contrao passadismo. maselas captam o que nenhum texto escrito pode transmitir: certosrostos. com a frasede um pensador. participavado encanto das estaçõezinhas. em quequase ninguém tinha pressa e das quais o autormanifesta nostalgia. em relação ao sentido original. Deve-se entender da leitura integral do texto que. certos gestos. A foto dasusinas Krupp. que eram parte doencanto de que o autor manifesta nostalgia. __________________________________________ 19. quando o assunto são revoluções políticas. instiganos aesperar mais do presente.seja quanto ao técnico. é um terrível e fascinante painel da história dosséculos XIX e XX. escreve o organizador. Considere as seguintes frases: I. (E) Quase ninguém tinha pressa naquelas viagens detrem. pode-se responder com a frase deum pensador. PESQUISA Fapesp. instiganos a esperarmais do presente. segundo o qual: a saudade de tempos melhores. (E) Aos que condenam a nostalgia. segundo o qual. (B) O ritmo dos trens influía no dos negócios = Os negóciosconfluíam para o ritmo dos trens. quase ninguém tinha pressa. além das estaçõezinhas. certos movimentos. seja quanto ao aspecto econômico.um dia.mas o senhor Krupp cumprimentando Hitler.. III.num texto verbal. Nas viagens de trem. deum pensador. argumentando contrao passadismo. segundo o qual a saudade de tempos melhores. (C) relativiza-se o sentido do clichê de que as palavrasnão dizem tanto quanto uma imagem. (D) As estaçõezinhas de trem eram parte do encantodaquelas viagens aonde ninguém tinha pressa e porcujas o autor manifesta sua nostalgia. o queconstituiu o espírito singular de cada revolução”. (D) nossas locomotivas permitiam que os passageirosfossem contemplando com calma a paisagem = graçasàs nossas locomotivas. O autor manifesta nostalgia das viagens de trem. quandoo assunto são revoluções políticas.. argumentando contrao passadismo pode-se responder com a frase deum pensador. (A) apenas minuciosas reportagens podem dar conta. (B) justifica-se. estava nas estaçõezinhas. em companhia deoutros industriais e banqueiros. __________________________________________ 20. haviatambém o encanto das estaçõezinhas. instiganosa esperar mais do presente. não acrescenta nada. em cujas quase ninguém tinha pressa. certas situações. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 81 . pode-se responder. (C) A nostalgia que o autor manifesta das viagens detrem. no 167) 21. longe de ser reacionária. longe de ser reacionária instiga-nos a esperarmais do presente. as viagens de trem. permitiam-se os passageiroscontemplar com calma a paisagem. Essas frases encontram-se articuladas de forma clara. (C) Aos que condenam a nostalgia argumentando contrao passadismo. maistempo havia para nada se fazer.) ressuscitarem as viagens de trem. em que o autor manifesta nostalgiae onde quase ninguém tinha pressa. o conhecido postuladode que uma imagem vale por mil palavras. As estaçõezinhas eram parte do encanto dessasviagens. longe de ser reacionária. (B) Uma parte do encanto das viagens de trem. subversivas”. “As fotos de revoluções revelam ao olhar doobservador uma qualidade mágica ou profética que as tornasempre atuais.(B) Aos que condenam a nostalgia.(Adaptado de Carlos Haag. caso sejam ressuscitadas. dos detalhes mais significativos. Você pode multiplicar por 10 o surrado clichê de queuma imagem vale por mil palavras.

tangivelmente .Na balança emocional de um torcedor. subitamente. variam os esquemastáticos. dafalta do tônus vital.. tornamo-nos objetosdas piadas argentinas.(D) os aspectos fascinantes. Atente para as seguintes afirmações: I.concretamente .a feição visível (C) faculta . Em relação ao texto. O poeta Carlos Drummond de Andradeformulou.. a incalculável desgraçada derrota... resulta a certeza de que nosséculos XIX e XX ocorreram violências tais quetornam insignificante toda e qualquer tentativa dedescrição. __________________________________________ 25. está correto APENAS o que seafirma em (A) I. II..dar lugar a um grande prazer. . Nada que compensasse. sepudesse. as fotos são contundentes.. que se sobrepunham às suasambições particulares. .. ficoufamoso . (E) O fotógrafo teria intervido na cena de brutalidade.. III. A fotografia possibilita que se veja.. mas limitou-se a registrá-la... na ordemdada.. osirrecuperáveis entediados. (D) I e II. __________________________________________ 23. __________________________________________ (mp ser ana 2010) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao textoseguinte. as lágrimas descerão.Sem prejuízo para a correção e o sentido dessa frase. ninguémquer passar. É isso: o poeta... Na balança da dor e da alegria Como ocorre a cada quatros anos... a história humana seria aindamais violenta. acabaríamos por tomá-los como verdadescompletas. documentandocada barbárie. . por: (A) implica ...Nesta Copa de 2010.. (C) O batido clichê . Michel Löwy organizou constitui umpainel admirável. consideradassem ênfase”..materialmente ..desafiam tanto as imagens quanto as palavras.. (B) Se sempre retêssemos dos clichês um mínimo deverdade. mas uma coisa não muda: há sempre grandes prazeresjunto a grandes sofrimentos nacionais.imediatamente . (B) II.. (E) As revoluções . segundo o professor Löwi. A complicação dessa antítese está no fato de que ela foi gerada por uma perversão: osentimento da vingança.. em sua fúria..o sentido primeiro __________________________________________ 24. Gestos como o de Krupp cumprimentando Hitler sódizem algo para quem já conhecia de sobejo acumplicidade entre capitalistas alemães e nazistas. tanto jáse escreveu. sai outra.. (D) Industriais e políticos nazistas convieram quanto aosinteresses comuns....... as lacunas da frase: (A) O livro .fisicamente . __________________________________________ 22. (E) I e III.. a perda de uma Copa (que vemos como nossa propriedade SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 82 . As grandes paixõesnos movem sempre para muito perto do desequilíbrio. As pessoas mais sensatasprocuram convencer as outras de que “se trata apenas deum jogo”.. Ainda que as fotos das revoluções não constituampor si mesmas um discurso como o articulado porum historiador. Desclassificados.a alma oculta (B) denota . Todos os verbos estão corretamente flexionados na frase: (A) Nenhum comentário que sobrevir ao impacto causadopor esse livro terá força comparável à de suasfotos. ficou tão famoso o livro de Michel Löwy.. elas trazem revelações que vãoalém das palavras. À margem da paixão ficariam apenasos seres extremamente ponderados.. estão documentadas em fotos . quando jánão o são.muita gente se admirará. neste houve maisuma Copa Mundial de Futebol.nessa ordem.a identidade própria (D) permite ... (C) Se os fotógrafos não intervissem na realidade. de modo concreto. os argentinostornaram-se piadas nossas. (E) as imagens adquirem tanta subversão que ficam longede retratar alguma verdade. muda opaís-sede. As expressões de que e por que preenchem corretamente. apresenta imagens fortes e surpreendentes. (C) III.. Mudam os jogadores. porcerto. muitos brasileiros experimentaramuma estranha sensação: a de que uma grande dor pode... experimentou a sensação do valor ausente.Talvez tenha que ser assim mesmo. à incalculável alegria davitória deve corresponder. necessariamente.. Do livro Revoluções.. essas fotos constituem um notáveldepoimento acarretam traumas .. mas oconsolo parece inútil: os gritos subirão. (B) O livro Revoluções. esta admirável consideração sobre osentimento do tédio: “Que tristes são as coisas. oselementos sublinhados podem ser substituídos. desclassificados em seguida. se refere o texto não explica ofato .. oque constituiu o espírito singular de cada revolução.. (D) As revoluções dos séculos XIX e XX.. de que “o esporte é só um entretenimento”. se informa no texto. os grandes indiferentes.o ânimo inalterado (E) arbitra . num poema.. num momento doloroso de apatiae desânimo.. entra uma seleção..

No 3o parágrafo.pois talvez não haja alegria que compense tal sofrimento. no jogo daspaixões. (D) contradição interna de cada afirmação. próxima do estado dos minérios. Há uma transgressão das normas de concordância verbalna frase: (A) Não é à variação dos esquemas táticos que se deveimputar o fato de conviverem. Está inteiramente correta a construção da seguinte frase: (A) O tônus vital. a tristeza e a exaltação. há menos necessidade de precisar seequilibrar as paixões opostas. da compensaçãodas paixões em uma balança emocional. (E) a palavra antítese refere-se à relação entre dor eprazer. Atente para as seguintes afirmações: I. (C) o que acabou gerando uma perversão foi um atovingativo. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 83 . não é simples: osgrandes moderados seriam capazes do risco de um grandeamor? A sensatez sente ciúmes? A tentação entra na bolsa devalores? A quem acha que o futebol afinal de contas não é maisque um “simples jogo” haverá quem retruque: “A vida também oé”. (D) taxativo quanto à possibilidade de que. (E) taxativo quanto à vantagem que há em se poupardos excessos de qualquer tipo de emoção. correspondam-se a dor e o prazer máximos. inédito) 1. (B) Do jeito burocrático em que hoje muitas partidas sedisputam. mas mais uma vez uma grande dor e umgrande prazer alternaram-se. a citação do verso de CarlosDrummond de Andrade sustenta os argumentos dequem prefere um frio distanciamento de qualquer paixão. __________________________________________3. II. dosquais ninguém gosta de se comparar. A complicação dessa antítese está no fato de que ela foigerada por uma perversão: o sentimento da vingança. (B) II. (C) Sempre haverá nos versos de Carlos Drummond deAndrade reflexões poéticas que se enraízam nasexperiências da vida. é imprescindível para a experiência de umapaixão. (E) A alternância entre paixões intensas e opostas. (D) a complicação da antítese está no fato de ela geraruma vingança. No 2o parágrafo. (C) reticente quanto a valer a pena sofrer por um jogo. em uma Copa doMundo. III. a situação referida sustenta a tese.Em relação ao texto está correto APENAS o que se afirma em (A) I. Na construção dos segmentos "se trata apenas de umjogo" e "o esporte é só um entretenimento".A questão de fundo. na balança das paixões. (C) III. __________________________________________ 6. (B) a complicação está no sentimento da vingança. (D) I e II. de cuja falta associa o poeta ao estadodo tédio. (3º parágrafo)Na frase acima. E tudo recomeça.privada). o autor mostra como as pessoassensatas podem dissuadir um torcedor de sofrerpor conta de um simples jogo de futebol. (B) Entre paixões opostas costumam movimentar-se. Esse texto é (A) conclusivo quanto ao fato de que todo jogo nãoconstitui mais que um simples entretenimento. (B) conclusivo quanto ao fato de que a capacidade deamar acaba excluindo a possibilidade de odiar. (A) a criação de uma antítese é considerada uma perversãomoral. como se vê. o sentimento dostorcedores mais fanáticos. vivenciaros dramas que caracterizam as partidas a queleva o emparelhamento final. No 4o parágrafo. apresentada no 1o paragrafo. __________________________________________ 7.nos dramáticos jogos da Copa. __________________________________________ 4. (E) II e III. (E) formulação de ambiguidades. na Copa de 2010. (C) O excesso de sensatez acaba promovendo umacerta frieza. o elementocomum é a (A) ênfase no aspecto restritivo. não faz bem aoscardíacos. (D) Não coube aos brasileiros. (B) relação de causa e efeito. __________________________________________ 2. as interrogações desdobram-se todas deuma mesma questão de fundo. No 1o parágrafo.(Bonifácio de Arruda. comoocorre ao longo da Copa do Mundo. (C) expressão de condicionalidade. qual seja: (A) melhor arriscar-se nas mais variadas emoções ouperder-se em uma única paixão? (B) como admitir que a retaguarda cautelosa da prudêncialeve às emoções intempestivas? (C) por que ninguém admite que todo amor implica orisco da mais selvagem irracionalidade? (D) quem duvidará de que é melhor manter a serenidadeque apostar no desequilíbrio dos sentimentos? (E) é possível saber se as pessoas tomadas pela paixãosentem falta do antigo equilíbrio? __________________________________________ 5.

eu precisava proteger meus pais. pode tomar contade nós. o helicóptero se levantava atéo braço da gente cansar.em um poema antológico foi capaz de definir emum único verso. mas pelo meu esforço. um quebracabeças. De fato. na Itália. um atributo do tédio. passandoduas semanas em sua casa. mas voava.(D) As interrogações do autor dizem respeito à perplexidadehumana. um armário de três portas. a vir a se exaltar com outros prazeressimples da vida. (C) Muitos brasileiros terão experimentado tal sensação/ Tal sensação terá sido experimentada por muitosbrasileiros. Eu o ganhei no Natal dos meus sete ou oito anos. (E) Nosso admirável poeta Carlos Drummond de Andrade. Um velho amor Quando meus pais morreram. tornar-nos-emos alvo da galhofados argentinos. eu morava longe. onde encontrei nossosvelhos jogos. A pontuação está inteiramente correta na frase: (A) Nosso admirável poeta Carlos Drummond de Andrade. mas éum pouco tarde para invocar a garantia. inexplicavelmente. que se descuidarmos pode tomarconta de nós. Nestes dias (depois de tantos e tantos anos). pela primeiravez. de definir emum único verso. Folha de S. Mantive essa ficçãodurante os dias seguintes. de forma que. explorei. Atrás desse amontoadoesbarrei num helicóptero. até que. Carlos Drummond de Andrade. que se descuidarmos pode tomarconta de nós. esse sentimentomortal que se descuidarmos. ele sequebrou: eu acionava a manivela. e meuirmão se ocupou de esvaziar o apartamento de nossa infância.Não disse nada: coloquei o helicóptero de volta na caixae o levei para a cama comigo. (D) Nosso admirável poeta. por isso nãoqueria que ninguém mais o tocasse.um “Pequeno químico”. Ameioà primeira vista: levantara-me secretamente na madrugada efora vasculhar os presentes.Amei o helicóptero. Está inteiramente adequada a correlação entre tempos emodos verbais na frase: (A) As grandes paixões nos moverão.em um poema antológico. Brinquei comele mais ou menos uma hora. foi capaz de definir emum único verso. era ligado por um caboa um comando (não elétrico): ao girar (freneticamente) uma manivela. assim.em um poema antológico foi capaz de definir emum único verso: um atributo do tédio. quando já não o fossem.em um poema antológico foi capaz. __________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 20 referem-se aotexto seguinte.Acedi a seu desejo de guardar consigo nossos antigosbrinquedos. Eu não aguentavaa ideia de que meus pais tivessem notícia da morteprecoce de seu presente. afasta-nos de experiênciasque poderíamos ter prazer. cujo traço essencial é a indecisãoentre a segurança fácil e o risco tentador. __________________________________________ 9. efetivamente. Carlos Drummond de Andrade. (D) Os que nunca vierem a sentir o peso trágico de umaderrota também não seriam capazes de ter experimentadoo júbilo de uma vitória. que tinham escolhido com carinho. (E) A alegria compensaria a dor / A dor teria sido compensadapela alegria.Em suma. em quetodos estamos sujeitos. também. (E) Quem se exalta com um simples jogo de futebol habilita-se. De manhã. (B) Experimentáramos a certeza de que aquela grandee única alegria não pudesse compensar as muitastristezas que sobrevieram. 01/07/2010) SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 84 . bem guardado em sua caixa original. caminhões etc. esse sentimentomortal que. ninguém nunca mais brincoucom ele. __________________________________________ 8. consegui convencer atodos de que aquele era meu presente preferido. um porta-aviões sem aviões. Tem cara de novo. Está inteiramente correta a transposição para a voz passivaem: (A) As grandes paixões nos movem sempre / Têm-nosmovido sempre as grandes paixões. um atributo do tédio. ouvia um ruído de engrenagensinfelizes. esse sentimentomortal. se descuidarmos pode tomarconta de nós. foi capaz de definir em um único verso um atributo do tédio: esse sentimentomortal que. um atributo do tédio. esse sentimentomortal. na sua caixa de origem– símbolo da minha vontade sofrida e um pouco louca de fazere proteger a felicidade de meus pais. dando com ele.Paulo. para muitoperto do desequilíbrio. (C) Se desclassificados. Não era teleguiado(era o começo dos anos 50). (B) O poeta formulou esta consideração / Tinha formulado esta consideração o poeta. (D) Essa perversão gerará uma antítese / Uma antíteseterá sido gerada por essa perversão. (E) O temor de um desequilíbrio emocional. (C) Nosso admirável poeta Carlos Drummond de Andradeem um poema antológico. Amei a sensação de que ele voavanão por alguma mágica. se descuidarmos.E agora o helicóptero está aqui.(Adaptado de Contardo Calligaris. (B) Nosso admirável poeta. e as pás permaneciam paradas. e só nos resta esperar que tambémeles não se classificarão. __________________________________________ 10. pode tomarconta de nós.o movimento era multiplicado e transmitido até às pás dorotor. emsua fúria.

(C) compassivo.11. II. (B) I e II.sem que intervisse qualquer tipo de dispositivoeletrônico. o narrador sugereuma curiosa modalidade de paternalismo. (E) Com a passagem do tempo. Está apropriado o emprego e correta a flexão de todos osverbos na frase: (A) Tínhamos ganho vários presentes. por sugestãodo narrador. __________________________________________ 16. Já no 1o parágrafo. Será um equívoco de interpretação admitir que. ou nem tanto assim. readquirem umbrilho especial e ratificam-se.passei a abrir os presentes. Ao reencontrar. nesse texto. Preserva-se o sentido e a correção de um segmento dotexto na nova redação indicado em: (A) meu irmão se ocupou de esvaziar o apartamento denos-sa infância = meu irmão dedicou-se à desocupaçãodo apartamento em que moramos quando meninos. (C) pareceu-lhe agradavelmente mais tosco que osjogos eletrônicos. __________________________________________ 13. (B) evocou-lhe um sentimento que fora desencadeadopelo brinquedo. o autor reviveu um comovente egeneroso gesto de sua infância. apenas. decidiuque iria proteger os pais. (E) Meus pais se manteram para todo o sempre à margemdo que ocorrera com meu helicóptero e dopequeno ardil que lhes impigira. (E) mas é um pouco tarde para invocar a garantia = masé inoportuno de reivindicar a caução. como não detesse a curiosidade. (D) Ao reencontrar o velho helicóptero na mesma caixaem que o deixara. (C) Seria preciso que eu retivesse o helicópero em suacaixa. No 2o parágrafo. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 85 . o autor localiza com precisão osdias em que tiveram lugar todas as ações desenvolvidasao longo do texto.ao passo que eu. (C) Nenhum dos parentes ou amigos iria supor que ohelicóptero tão bem guardado tinha um segredo decujo o dono fazia questão de manter. II e III. em não queria que ninguém mais o tocasse. o autor se vale de expressõesentre parênteses para contrastar os brinquedos modernose os que havia em sua infância. (E) III. mascontavam com a argúcia do manejo. (C) ele voava não por alguma mágica. __________________________________________ 12. está correto que se afirma em (A) I. (C) preocupação que teve em não frustrar a expectativados pais. que deporamjunto à árvore de Natal. quando menino. (B) pressuroso. mas quandoeu o forcejava. (D) tivessem notícia da morte precoce de seu presente =soubessem prematuramente que ali se extinguiraseu presente. (D) Meu irmão refreiou por um momento sua curiosidade. III. (B) O helicóptero alçava o ar pela força dos meus braços. em levantara-me secretamente na madrugada. os brinquedosnão apresentavam dispositivos mirabolantes. __________________________________________ 17. (B) decepção profunda que sentiu pelo desgaste tãoprecoce. apenas. o menino mostrou-se (A) reconhecido. no 3o parágrafo. Em relação ao texto. (B) Atrás desse amontoado esbarrei num helicóptero= em meio de tal monturo palpei num helicóptero. que. em fazer e proteger a felicidade demeus pais. apenas. Ao dizer. mesmo os detalhes queà época pareciam insignificantes. já adulto. __________________________________________ 14.o autor também se lembra da (A) sensação possessiva que lhe despertou o brinquedopredileto. em consegui convencer a todos. (D) II e III. para que ninguém viesse a suspeitar do quelhe ocorrera. (C) I e III. (D) persuasivo. apenas. __________________________________________ 15. (E) caprichoso. Atente para as seguintes afirmações: I. o helicóptero de que tanto gostara. (D) gratidão confusa que o levara a disfarçar sua frustraçãocom o presente. (D) passou a representar sua capacidade de criarficcionalmente. (E) revelou um gesto de sua infância do qual ele jamaisse dera conta. e eu já tinhaeleito o meu favorito: um belo helicóptero. Está clara e correta a redação deste livre comentáriosobre o texto: (A) É sempre delicado quando se precisa desfazer osbens dos nossos mortos queridos. No contexto do último parágrafo. (E) providência prática que tomou para explorar aingenuidade dos pais. tal como se refereo autor a seu irmão. em que tinham escolhido com carinho. (B) Antigamente. mas pelo meuesforço = não lhe fazia voar uma magia. o autor emprega expressivamentea palavra símbolo porque o helicóptero reencontrado (A) lembrou-lhe outros tantos brinquedos que havia emsua época.

abriu espaço para as “reservas”.. repontava o delicadotema da “aproximação” que os brancos promovem em relaçãoaos índios ainda isolados. o movimento era multiplicado. a “selvageria” de que somos capazes. apesar detecnicamente algo tosca. Mas acabaria não sendo possível evitarque.. menos dia. pelos riscos dessecontato: uma gripe trazida pelo branco pode dizimar toda umaaldeia.os irmãos sabem que não aproveitaremos nada de tanto o quetêm os índios a nos ensinar (na dedicação aos filhos.levantasse . reiniciando-a com osegmento Se eu girasse uma manivela. não faz muitosdias. ______________________________________________ 2.A delicadeza da missão dos irmãos Vilas-Boas está emque eles procuram respeitar ao máximo a cultura indígena.levantaria ... que chefiava aexpedição.levantara . com veemência. o menino pôs o helicóptero parafuncionar. (atribuir) ao gesto do menino quaisquerintentos que não tivessem raiz em sua generosidade. décadas depois. Cláudio Vilas-Boas. povoou regiões recônditas do interior.o conferisse _________________________________________ 19. Há quem defenda. (B) Não se ... resultou muito expressiva. Era visível a preocupação de Cláudio.. às voltas com seusvalores.ele parece adivinhar o custo de tais ofertas.levantara . O verbo entre parênteses deverá flexionar-se em uma formado plural para preencher de modo correto a lacuna dafrase: (A) Aos sentimentos do menino . (ter) ocorrido aos pais que os gestos do filhoestariam ocultando algum segredo? _________________________________________ (TRT3... No centro dela. por: (A) pô-lo . modernizou-se.manipulá-lo . (B) é admitida no segundo parágrafo. algum contato se estabelecesse – ecom o risco de que brancos ambiciosos e despreparadosmostrassem. o que significava manipular o helicóptero acionandouma manivela até que a força desse movimentoconferisse ao helicóptero a propriedade de voar. eles sim. o documentário parece assumir ovalor de um testamento: são impressionantes as cenas em queum chefe indígena recusa.. que o melhor para osíndios seria que os deixássemos em paz. O país desenvolveusemuito nesse tempo. na ordem dada.lhe manipular . Melhor seria se fosse.. (E) é levada em conta no último parágrafo.conferisse-lhe (C) lhe pôs . presentes dos “civilizados”.detera . enquantoa põem em contato com a nossa. hábitos e ritos. e buscase defender do perigo mortal que vê nelas. Um antigo documentário Num desses canais de TV a cabo – ou no de TV Educativa. deve datardo início dos anos 60. (C) não é considerada como plausível ou justa..lhe conferisse (D) pôs-lhe . Apenas se revelou a mais bemarmada.o manipular . A tese de que os índios nada ganham ao entrar em contatocom o branco (A) é contestada no primeiro parágrafo..cansara (B) fosse .deteria . Ao girar uma manivela.cansara (C) seria ..cansasse _________________________________________ 20. Ao dar com o helicóptero. também.cansar (E) seria . mais dia.manipular-lhe . (C) A nenhum dos parentes . inédito) 1..cansasse (D) fora .deteria . Considere as seguintes afirmações: SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 86 .levantasse .. a mais forte das duas.manipulá-lo . (corresponder) umgesto bonito. (D) não é admitida em nenhum momento do texto. (E) . com razão.. (ocorrer) alimentar suspeitasacerca das preocupações do menino. as outras formasverbais deverão ser. Massabemos que a cultura do colonizador não é. mostrou plena consciência da tensão que envolveesses primeiros contatos. Melhor que ninguém.. que acabarão provocando a desfiguraçõesda cultura indígena. a um documentário sobre a atuação dos irmãos Vilas-Boasjunto a tribos indígenas do Xingu.melhor do que a do colonizado. por exemplo)e que.detesse . embora seja vistacomo impossível de se defender na prática. (faltar) aos brinquedos antigos a magia queas engenhocas eletrônicas exercem hoje sobre ospequenos.lhe conferisse (B) o pôs ...não me lembro ao certo – pude assistir.. peloque o helicóptero se levantava e só se detinha quando obraço da gente cansava.o conferisse (E) pô-lo .. A reportagem. (Roberto Melchior da Ponte. na ordem dada: (A) seria . os exporemos aos nossos pioresvícios. pelo qual se materializou o amor filial.ana jud-aj 2009) Atenção: As questões de números 1 a 10 referem-se ao textoseguinte..18. umavez que não traduz a posição de Cláudio Vilas-Boas. para ser descartadaem razão de empecilhos culturais. quando se fazreferência à atuação dos irmãos Vilas-Boas.Evitam-se as viciosas repetições do período acima substituindo-se os elementos sublinhados. (D) Não . pois aforça está sempre do lado do colonizador..detivesse . Hoje. necessariamente.a mais justa..Reescrevendo-se a frase acima. ao mesmo tempo.

os submetessem .submetessem-nos . mas desnecessária. II. em queexploradores submetessem os índios a toda ordem de humilhação. necessariamente. (D) É à força das armas.lhes tornando (E) poupar a eles . por: (A) poupá-los . No terceiro parágrafo. a expressão valor de um testamentojustifica-se pelo fato de os índios aculturadostestemunharem a modernização do país. expressa-se a dificuldade damissão de quem. Considerando-se o contexto. (B) às voltas com seus valores contornando seusatributos. (E) III. está correto APENAS o que seafirma em (A) I. (B) Incontestavelmente. (C) O documentário viria a assumir o valor de um testamento. não há superioridade ética enquantose impõem pelas as armas. Uma outra redação clara e correta do que acima se afirmapode ser: (A) Conquanto se imponha pela força das armas. (B) Cláudio Vilas-Boas estava consciente da tensão daquelemomento. Está correto o emprego do elemento sublinhado na frase: (A) Os brancos não deviam se arvorar como superioresdiante dos índios. da melhormaneira possível. (D) recusa. No primeiro parágrafo. e não à discutível superioridadede seus valores éticos. Evitam-se as viciosas repetições do trecho acima substituindo-se os segmentos sublinhados. traduz-se adequadamente osentido de um segmento em: (A) apesar de tecnicamente algo tosca malgrado atécnica meio rudimentar.tornando-os (B) poupá-los . (C) II. ______________________________________________ 5.os tornando (C) poupar-lhes . (B) necessária. (D) II e III. Infere-se do texto que Cláudio Vilas-Boas. A frase em que se admite transposição da forma verbalpara a voz passiva é: (A) Pude assistir a um documentário sobre a atuaçãodos irmãos Vilas-Boas. (C) A incontestável superioridade dos valores éticos deuma cultura mostra-se. a tensão demonstrada porCláudio Vilas-Boas resulta da consciência dos perigosque esse primeiro contato acarretará maistarde. como é forçosoreconhecer. No quarto parágrafo. como regra. a missão que lhes foi confiada. além de desnecessária. e não pela inconteste superioridade de seusvalores éticos. respeita e expõeao risco a vida e a cultura dos índios.I. (C) “Selvageria” vem entre aspas para deixar claro queesse termo não condiz com a situação analisada notexto. para quem tomou a iniciativa dele.tornandolhes (D) os poupar . (C) injusta. para pouparos índios de um contato talvez mais brutal. a cultura do colonizador. ao mesmo tempo. mas inexequível. osvalores éticos da cultura do colonizador não contestamalguma superioridade.lhes submetessem . É forçoso contatar os índios com delicadeza.os submetessem . (B) I e II. ______________________________________________ 3. com veemência nega-se.os submetessem tornando-lhes ______________________________________________ 8. (E) Os irmãos Vilas-Boas desempenharam um papelfundamental nas primeiras aproximações com gruposindígenas. pela forçadas armas. (E) necessária. na ordem dada. tem consciência de que sua missão é (A) justa. pela imposiçãode suas armas. ______________________________________________ 9. A cultura do colonizador impõe-se. via de regra. (E) Costumeiramente. pela forçadas armas. (D) São muito impressionantes os gestos de recusa dochefe indígena. ______________________________________________ 4. tornando os índios vítimas da supremacia dasarmas do branco. assim comoseus irmãos. (C) os exporemos aos nossos piores vícios os advertiremosdo que há de pior em nossos males. (D) O chefe indígena não hesitou em recusar os presentesque lhe foram oferecidos. que a cultura do colonizadorrecorre para se impor. (E) Mais que bem armada. (D) difícil. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 87 . A frase em que ambos os elementos sublinhados constituemexemplos de uma mesma função sintática é: (A) Aos irmãos Vilas-Boas coube levar adiante. ______________________________________________ 7. impõe-se como incontestavelmentesuperior aos valores éticos. voluntariosamente. melhor não atende melhoressa necessidade. (B) Respeitar a cultura do outro deveria ser uma obrigaçãopara quem dispõe da superioridade das armas. além de justa. melhor se essa cultura fossemais justa.Em relação ao texto. ______________________________________________ 6. (E) não é. a cultura do colonizador. apesar de injusta. III.

Tribo é sociedade sem Estado. [. Deixando de lado o debatetécnico sobre tal conceito.Não é descabido. (conquanto os riscos) (D) Seria preferível que nossa cultura fosse mais justa aser apenas a mais bem armada. como o de um clube. (resideno fato de que) (C) Era visível a preocupação de Cláudio. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 88 . III. que prevalece no conhecimento do torcedorcomum sobre os dados históricos. A consciência de pertencer a determinada comunidade camponesa. mas quando precisa mudar de espaço(jogar em outro estádio) não se descaracteriza. participam no rito das danças guerreiras.porém não parece a melhor opção. portanto. Tribo é grupo étnico comcerto caráter territorial.especialmente nos esportes. (E) a industrialização e a consequente urbanização apoderaram-se de modelos tradicionais de comportamento. II.. São Paulo:Companhia das Letras.. brasão e totem.Sem dúvida o sentimento tribal é muito forte. dizia o grande sociólogo e antropólogo Marcel Mauss. – mastão maleáveis e mutáveis que não substituíram todas as funçõessociais e psicológicas do velho sentimento grupal. (literalmente fariam melhor) ______________________________________________ Atenção: As questões de números 11 a 20 baseiam-se notexto apresentado abaixo. 2007.os laços pessoais de pertencimento a determinadosgrupos sociais. e o futebol modernodesenvolve-se obviamente nos quadros de Estados nacionais. ______________________________________________ 12.O antropólogo inglês Desmond Morris vai mais adiante epropõe que se veja no mundo do futebol um mundo de tribos. [. Considere as afirmativas seguintes: I. a partir de seu comportamento. acompanha oindivíduo por toda vida e mesmo além dela. Especialistas divergem na classificação dos gruposde torcedores de futebol. p.(Hilário Franco Júnior. contudo vivo na memória coletiva. Em qualquerlugar. É nessa lenda. (certamente) (B) A delicadeza da missão desses irmãos está em queeles respeitam ao máximo a cultura indígena. ______________________________________________ 10. 213-215) 11. É o que mostra noBrasil a prática de alguns serem sepultados em caixão com osímbolo do clube na tampa. contudo..]O clã tem base territorial. A dança dos deuses. (A) as características coletivas do futebol moderno podemprejudicar o reconhecimento de um territórioespecífico e particular. (C) o esporte resultou das alterações nos regimes políticossurgidos ao longo do tempo em diversas sociedades. O sucesso da democracia nas sociedades industriaistrouxe inegáveis benefícios a amplos setores antes excluídos datomada de decisões. (D) o conceito de cidadania sofreu evolução nem semprefavorável a certos grupos sociais. quetodos os membros do clã orgulhosamente se reconhecem.Ainda que todo clube de futebol tenha origem concreta e maisou menos bem documentada. Novos recortes surgiram – partido político. por meio de pinturas corporais. provocou também a perda deidentidades grupais que tinham sido essenciais nos séculosanteriores. não me lembro ao certo (. ou confraria. seita religiosa etc. (C) Era delicadeza a missão de cujos termos aceitaramos irmãos Vilas-Boas.. ficou esmagada pelo conceito de cidadania quehomogeneíza todos os indivíduos.] A atuação do torcedor no rito dofutebol não é em essência muito diferente da atitude das populações tribais que. condição econômica. mais mítico que histórico.) assisti a umdocumentário. cantos egritos. cujos torcedores são de diferentes origens e estão espalhados porvários locais. pelo nome. (do que apenasser) (E) Há quem defenda a ideia de que os índios seriamgrandemente beneficiados se os deixássemos empaz. por descaracterizarsuas normas tradicionais. ou família tradicional e poderosa. tomemos uma definição mínima:clã é um grupo que acredita descender de um ancestral comum.. (D) Pena que não saibamos aproveitar nada uma culturatão rica como a deles. pelos riscosdo contato que estava fazendo. falar em tribo no futebol. Identifica-se no texto uma diferenciação nas característicasde certos grupos nas sociedades primitivas..ou cidade. (B) o futebol moderno veio substituir. De acordo com o texto. Talvez seja preferível falar em clã. O termo entre parênteses pode substituir corretamente otermo sublinhado em: (A) Num desses canais de TV a cabo – ou no de TVEducativa. com o tempo ela tende a ganharares de lenda. O futebolinseriu-se exatamente nessa brecha aberta pela industrializaçãoao destruir os paradigmas anteriores. os membros do clã se reconhecem. (E) Cláudio realizou várias aproximações de cujos riscosera consciente. em grande parte.(B) Os documentários de que mais aprecio na TV Educativapodem fazer pensar. Hábitos tradicionais resultantes de sociedades primitivasmarcam o comportamento dos torcedoresdos clubes de futebol. enriquecida por feitos esportivos igualmente transformados em lenda. o que não se aplica ao futebol.

−(1o parágrafo)O segmento isolado pelos travessões denota. no texto. como grupo ligado por misticismo e história. (D) grupo étnico com certo caráter territorial (3o parágrafo)presença de uma nacionalidade em espaçodeterminado. clara e correta... portanto.Está correto o que se afirma em (A) I.. pois eles nem sempre reconhecema verdade na história dos clubes. de sentido explicativo.. que prevalece no conhecimento do torcedor comum sobreos dados históricos. apenas. (C) pelo conceito de cidadania. (D) II e III. de permanentememória. com a pausa maiorinserida no contexto.. O sucesso da democracia nas sociedades industriaistrouxe inegáveis benefícios a amplos setores antesexcluídos. (B) torna pouco aceitável o termo tribo para identificar osgrupos de torcedores.. dos clubes de futebol. (B) III. (D) . (E) no conhecimento do torcedor comum. o sentimento tribal é muito forte . ______________________________________________ 16.por trâmites legais. (3o parágrafo) Uma nova redação.. acompanhao indivíduo por toda vida e mesmo além dela. cuja vida adquire foros míticos mais doque históricos. para valorizar a descaracterizaçãogrupal. com outras palavras. Clã é um grupo que acredita descender de um ancestralcomum. (A) transcrição exata de informações obtidas em outrosautores. (C) nessa brecha aberta pela industrialização (1o parágrafo)nos problemas trazidos pela indústria. (E) . acompanha o indivíduo por toda vida .) participam no rito das danças guerreiras. (C) Sem dúvida o sentimento tribal é muito forte.. (E) O clã tem base territorial. que homogeneíza todos os indivíduos.. (E) possibilita desconsiderar a associação de grupos detorcedores a clãs devido à origem real e documentada. (C) A crença em um ancestral comum. ______________________________________________ 14.no segmento: (A) A consciência de pertencer a determinada comunidadecamponesa (. reproduzida no final do texto. ______________________________________________ 17.. que (. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 89 .. Está correta a transcrição. apenas. que as característicassão permanentes e vivas. (início do texto) O mesmo tipo de complemento grifado acima NÃO ocorreAPENAS em: (A) da tomada de decisões.. e estão espalhados por vários locais. .. Identifica-se relação de causa e consequência. (B) Os descendentes de um ancestral comum formam ogrupo que identifica como clã.. apenas.porém não parece a melhor opção. falar em tribo no futebol.. A afirmativa do antropólogo Marcel Mauss. ______________________________________________ 13.. II e III. na qual se mantém osentido original da afirmativa acima está em: (A) O clã. (C) I e II.. (C) mostra que a identificação do torcedor com o nomedo clube vem desde as primeiras tribos que seorganizaram em territórios demarcados. _____________________________________________ 18. mais mítico que histórico. mas quando precisa mudarde espaço (jogar em outro estádio) não se descaracteriza.. ao desenvolvimentoanterior. apenas. da expressão: (A) antes excluídos da tomada de decisões (1o parágrafo)afastados de início por atitudes autoritárias. (D) busca justificar a constatação de que as atitudes dostorcedores modernos se aproximam dos ritos tribais. (B) redundância intencional. (E) ressalva importante. (B) Novos recortes surgiram (. seita religiosa etc..)... (3o parágrafo)A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complementoque o grifado acima é: (A) . (E) I. (B) . −partido político. contudo vivo namemória coletiva. condição econômica. ______________________________________________ 19.... ______________________________________________ 15. mas tão maleáveis emutáveis que não substituíram todas as funçõessociais e psicológicas do velho sentimento grupal. (B) a perda de identidades grupais (1o parágrafo) aidentificação geral nos grupos.começa com alguém de vida comum. (B) a perda de identidades grupais.com cantos e gritos. (D) Não é descabido.) ficou esmagada pelo conceitode cidadania. (E) enriquecida por feitos esportivos (3o parágrafo) alimentadapor ações de destaque no esporte. sem prejuízopara a correção e o sentido do texto. (C) enumeração esclarecedora de uma expressão anterior.. (D) um mundo de tribos. (D) realce de uma ideia central. o ancestralescolhido por sua descendência. respectivamente. (C) .. (A) é empregada como embasamento para a preferência pelo termo clã como definição do agrupamento de torcedores dos clubes de futebol. é o que define o clã.

(D) Os avanços no ramo da genética buscam explicarcertos traços da personalidade humana na interaçãoentre o ambiente e o genoma. Hipócrates. para explicar os maisdiversos matizes da personalidade humana.desconsiderando escolhas individuais diantedeles. Do mesmo modo. A busca por explicações para os diversos matizes dapersonalidade mobiliza a ciência e a filosofia desde a Antiguidade. o debate se deu principalmente em torno do grau de responsabilidade que a natureza e o ambiente teriamna formação da personalidade.. (3o parágrafo)O verbo cuja flexão é idêntica à do grifado acima estátambém grifado na frase: (A) Esperemos. (C) A valorização da influência genética baseia os estudossobre a personalidade. que nossos valorosos jogadoresse consagrem campeões nesta temporada. em 1953.de predomínio das influências do meio. Com frequência. abriramum campo de exploração sem precedentes para entender asorigens biológicas da personalidade. de acordo com a presença dedeterminadas substâncias no organismo. (B) ressaltar as recentes conclusões a que chegaram oscientistas sobre o peso de determinadas situaçõesde vida no SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 90 . no2o parágrafo. 6 de maio de 2009. (D) Queremos que alguns dos troféus conquistados peloclube fiquem expostos ao público. ______________________________________________ 2.. que permanece vivo na história ena mítica do grupo. (B) Mesmo com as recentes descobertas científicas ficadifícil determinar as causas psíquicas que regem apredisposição humana para o otimismo.tomemos uma definição mínima . esse posicionamentoera uma reação à série de barbaridades cometidas nosEstados Unidos e em vários países da Europa com o intuito de promover limpezas étnicas – e evitar que ciganos. oclã descende de um ancestral que.se torna mais mítico do que histórico. o autor busca (A) registrar as últimas pesquisas sobre a predominânciados genes em alguns problemas de personalidade. evidentemente. (E) A memória dos componentes do clã partem de umancestral comum. Deixando de lado o debate técnico sobre tal conceito. está nos genes. (E) Há atualmente um posicionamento científico sobre apersonalidade humana que vem desde o século passado. homossexuaisou quaisquer "indesejados" transmitissem seus genesaos seus descendentes. A descoberta da estrutura do DNA. o pai da medicina. Por todo o século XX. Veja. No Renascimento ena era moderna. Hoje se sabe que os comportamentos dependem da interação entre fatores genéticose ambientais.(D) Mesmo que permaneça vivo na memória do grupo.ocorreu na Alemanha nazista. em 2003. muitospensadores se agarraram à tese de que o ser humano é produtoapenas do ambiente. (B) Sabemos agora que a decisão final do campeonatose transformará em uma grande festa. A afirmativa que resume corretamente o assunto do texto é: (A) A ciência está retomando algumas das teses dospensadores da Antiguidade. Devido à descoberta do gene do otimismo – uma variaçãodo gene responsável pelo transporte da serotonina. Com as referências à depressão e ao alcoolismo. visitar as dependênciasdo clube ainda antes das reformas. Além disso. embora constrangidos. desconsiderando as relaçõesque se estabelecem no meio em que as pessoasvivem. a geneticista Mayana Zatz afirma: é possível que. ______________________________________________ 20. eo mapeamento completo do genoma humano.Na Grécia. p. indivíduoscom dificuldade no metabolismo do álcool não vão setornar automaticamente abstêmios. em parte.neurotransmissor associado a sensações como o bem-estar e afelicidade –. (Adaptado de Leandro Beguoci. Afinal. de agora em diante. as descobertas mais recentesnesse campo mostram que a influência dos hábitos e do estilo de vida de cada um na ação dos genes é maior do que sepensava. nós. torcedores. O apogeu dessa barbárie. que osjogadores não fizeram hoje uma boa partida. descreveuquatro tipos de personalidade. tenhamos de ser mais tolerantes com quemteima em ver apenas o lado negativo do mundo. Pessoas com genes associados à depressão têmmais probabilidade de desenvolver a doença se forem expostas a eventos traumáticos durante a vida. (C) Pretendemos. (E) Reconhecemos. todos. essaatitude.132-134) 1. ______________________________________________ (TRT-2 ANA JUD – AA 2008) Atenção: As questões de números 1 a 5 baseiam-se no textoapresentado abaixo. embora comum.

como condição indispensável decura a certos males decorrentes das condições davida moderna. fome crônica. tornou-se possível comprovara validade das teorias científicas.. as descobertas mais recentes nessecampo mostram que a influência dos hábitos e doestilo de vida de cada um na ação dos genes émaior do que se pensava. De preocupação de indivíduos. (B) O posicionamento político nascido na Alemanha nazistaresultou de descobertas científicas na área docomportamento humano. uma evidente desproporção entre o queé extraído e o volume de reposição disponível. 44-49) SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 91 . apesar dos horroresda guerra.. (C)apontar a fatalidade de certos acontecimentos na vidahumana.. (B) produto apenas do ambiente. aagricultura – são fatores essenciais na questão. lavar-se e comer.se nada for feito. má nutrição. A má gestão da água tem reduzido os estoques aproveitáveis.. Só para atender à produção dealimentos. que o aquecimentoglobal vem agravar. Mas orestante. sobretudo apartir do século passado.. (D) Pessoas com genes associados à depressão têmmais probabilidade de desenvolver a doença se foremexpostas a eventos traumáticos durante a vida. (final do 1o parágrafo)O sentido original da afirmativa acima está corretamentereproduzido. As decorrências disso serão doenças. muitos pensadores se agarraram à tese de que oser humano é produto apenas do ambiente.. apenas o percentualde 3% é doce. Especialistas anteveem que. e sua maior parte está em geleiras.passou para cidades. Há. determinados anteriormente pela escolhapessoal.como justificativa para a importância dos sentimentos. que não pertence a ninguém emespecial.como a felicidade. (C) O auge da promoção da limpeza étnica. ______________________________________________ Atenção: As questões de números 6 a 13 baseiam-se notexto apresentado abaixo. pode abastecer a natureza e o homem. (D) em vários países da Europa. fome. ela impede que as crianças e seus parentes eamigos tenham acesso a informações que lhes darão uma vidamelhor. (D) O exemplo oferecido pela Alemanha nazista ignoraos eventos traumáticos a que muitas pessoas podemser submetidas. (E) a influência dos hábitos e do estilo de vida. março de 2009. (E) assinalar os recentes avanços da pesquisa genética. (E) Devido à descoberta do gene do otimismo [. Ao afastar meninos e meninasda escola. evidentemente. (início do texto) A mesma regência assinalada acima NÃO está caracterizada na expressão: (A) na formação da personalidade.O crescimento populacional e a necessidade de abasteceras pessoas com água −incluindo aí uma atividade crucial. Identifica-se relação de causa e consequência no segmento: (A) .foram um acontecimento marcante durante todoo período nazista. Viver com escassez de água é umacondição associada a milhões de mortes ao ano. uma dasmaiores atrocidades.Fator importante é a crença da maioria das pessoas deque a água é um bem comum..]. aconteceu durante o regimenazista na Alemanha."O início das comunidades sedentárias é o início danecessidade de administrar suprimentos de água doce". a geneticistaMayana Zatz afirma .. (B) . ocorreu na Alemanhanazista. o debate se deu principalmente em torno do graude responsabilidade que a natureza e o ambienteteriam na formação da personalidade. com outras palavras.desencadeamento da ação de fatoresgenéticos.. nações e hoje é um tema global. bilhões de indivíduos se juntarão aos que jásofrem com sua falta. migrações e conflitos pela posse de água. (C) uma reação à série de barbaridades. considerando-se o contexto. p. (E) Na Alemanha nazista. também. o Banco Mundial estima que o consumo de água aumentará 50% por volta de 2030. O apogeu dessa barbárie. nos relacionamentos pessoais. "Esse é um ponto de partidapara o grande dilema moderno. (C) Além disso. tanto que não estão sujeitos a alterações. ______________________________________________ 3. ______________________________________________ 4. ______________________________________________ 5."A Organização das Nações Unidas (ONU) calcula quecerca de um bilhão de pessoas não têm acesso à água potávele pelo menos dois bilhões não conseguem água adequada parabeber. em: (A) As ações políticas. especialmente contra a Alemanha. De toda a água existente no planeta. Planeta. (D)evidenciar a importância de estudos genéticos sobrea personalidade.. diz oarqueólogo inglês Steve Mithen. causadas pordoenças. se bem usado. (Adaptado de Eduardo Araia. A busca por explicações para os diversos matizes da personalidade .

respeitando-se as possibilidadesde entendimento no texto. ______________________________________________ Instruções: Para responder às questões de números 9 e 10. (A) fornecer quantidade de água doce necessária para toda a população do planeta. (E) controlar os fatores que aceleram o aquecimentoglobal. pode abastecer a naturezae o homem. (B) desproporção entre o consumo acentuado de água ea reposição da natureza. Segundo o Dicionário Houaiss. dessebem essencial à vida. (B) a produção de alimentos em quantidade suficientepara toda a população mundial exige expressivoaumento no consumo de água. (E) o aumento na oferta de água doce. no contexto. 7. em todo o mundo. ainda bastante disponível na natureza. (B) o uso equilibrado da água é fundamental para queela possa realmente suprir as necessidades da populaçãono planeta. ______________________________________________ Instruções: Para responder às questões de números 7 e 8. ela impede queas crianças e seus parentes e amigos tenham acesso ainformações que lhes darão uma vida melhor. (D) as dificuldades decorrentes do consumo de águapodem comprometer os recursos naturais e acontinuidade da vida no planeta. mesmo que seja em detrimento deoutras atividades também importantes. NÃO poderia ser altrada por: (A) À medida que afasta meninos e meninas da escola. Mas o restante. (B) uma justificativa necessária para a informação constantedo parágrafo anterior.considere o segmento reproduzido abaixo. pelo fato de que (A) a agricultura deve consumir maior quantidade deágua. mesmo beneficiandosomente algumas poucas nações.cujo consumo é bem maior. portanto. A expressão grifada acima refere-se. que será a base de todo o desenvolvimento. A afirmação de que administrar o uso da água é um grande dilema moderno significa. Ao afastar meninos e meninas da escola.como a fome.embora ela seja necessária na produção de alimentos. SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 92 . ______________________________________________ 8. (C) priorizar o fornecimento de água para a população.como as geleiras.considere o 2o parágrafo do texto. (E) ausência de informações adequadas à populaçãosobre o abastecimento de água. O emprego das aspas identifica (A) a ideia central. (D) ocorrência de fatores prejudiciais à saúde da população. (B) tornar disponível volume de água suficiente para oconsumo humano. (C) o aquecimento global poderá comprometer aindamais o cultivo de alimentos caso seja priorizado oabastecimento de água para consumo pessoal. ______________________________________________ 11. apesar da dificuldade em conciliar os interessesdos diferentes governos. que (A) a água. (3o parágrafo) A oração grifada acima. (E) a água está se tornando cada vez mais escassa emvários lugares.incluindo aí uma atividade crucial. notexto. da afirmativa grifada acima.a agricultura – são fatores essenciais na questão. (C) os estoques aproveitáveis de água são inacessíveisàs reais necessidades da natureza e de consumo detoda a população mundial. à (A) existência de condições favoráveis à vida no mundotodo. mas que paradoxalmente terminam por fundamentar uma mesma conclusão.6. (C) a antecipação do assunto que passará a ser abordadomais adiante. apresenta-se como um bem praticamente acessível atodas as pessoas. O comentário isolado pelos travessões se justifica. atualmente. O crescimento populacional e a necessidade de abasteceras pessoas com água . (C) oferta de água potável ou de qualidade a um grandenúmero de pessoas. (D) a água doce se encontra em locais de difícil acesso. tornando quase impossível o usodesse líquido na obtenção de alimentos.explica o maior consumo. se bem usado. (D) gerenciar de modo satisfatório os conflitos surgidosem razão de disputas por água. em prejuízo da que está disponível para usoda população em todo o planeta. (1o parágrafo) É correto concluir. principalmente em razão de sua mádistribuição. mas gerenciar corretamente seu uso. pela agricultura. (D) a introdução de informação de certa forma desnecessáriano contexto. ______________________________________________ 10. (E) uma transcrição fiel das palavras de um especialistano assunto abordado. (4o parágrafo) 9. que o aquecimento global vem agravar. dilema é um raciocínioque parte de premissas contraditórias e mutuamente excludentes.

Umdeles foi a Hora do Planeta. A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase: (A) Apesar da insistência de ambientalistas sobre a necessidade do uso consciente da água a fim de seevitar desperdícios. mobilizaçãoem torno de se apagarem as luzes no mundo todo. gerando confiança e identidade entre as pessoas". cada vez mais.já que a agricultura é que demandam enormesquantidades desse líquido. comprometendo a vida na Terra.(B) Como afasta meninos e meninas da escola. numarelação mútua de causa e efeito. chamando a atenção de agentes importantes para odesenvolvimento sustentável. interagem com as chamadas redes sociais. (C) A visão da água como um bem barato ou gratuitopermanece arraigada em muitos lugares. relutando em rever seus métodosde plantio e de cultura.Parte das alternativas referentes ao uso adequado daágua está sendo adotada ao redor do mundo. já que as medidas para resolver o problema tardam a ser tomadas.Muitos agricultores relutam em rever seus métodos deplantio e de cultura. as redes sociais são. antes de tudo. em: (A) As medidas para resolver o problema da água comoum bem barato ou gratuito com a qual permanecearraigada em muitos lugares tardam a ser tomadas. com muitosagricultores relutando em rever seus métodos deplantio e de cultura. no máximo. que vem neles embutidos. como partedas alternativas referentes ao uso adequado a qualestá sendo adotada ao redor do mundo.Mas de que maneira essas redes podem estimular iniciativasde sustentabilidade? "Só existe rede quando o grupo semantém por um tempo. As medidas para resolver o problema tardam a ser tomadas. (D) A escassez de água e a pobreza cria para as pessoasuma armadilha da qual é difícil escapar. (E) Como fazem parte das alternativas referentes ao usoadequado da água. (D) Muitos agricultores. diz o espanhol David Ugarte.Atenção: As questões de números 14 a 19 baseiam-se no texto apresentado a seguir. __________________________________________ 12.coesivas.382% em apenasum ano. o Twiter cresceu 1. (C) O desmatamento descuidado e o desvio de águasde mananciais para irrigação comprometem os ciclosde evaporação e de precipitação de chuvas. (E) A fim de que afaste meninos e meninas da escola. são poucas as pessoas que os faz. (C) Visto que afasta meninos e meninas da escola. No Brasil." Alguns movimentos ecológicos nasceram em redes. (E) Dados obtidos pela ONU atesta que cerca de doisterços das pessoas que não dispõe de água dequalidade mínima para suas necessidades vivemcom menos de dois dólares por dia. Órgãos públicos. universitários se organizaram em redes nainternet e foram para Santa Catarina ajudar na reconstrução de locais atingidos pela enchente de novembro passado. "Como toda forma não hierárquica da sociedade.As frases acima articulam-se em um único período comclareza. o Twiter se transformou em fenômenode comunicação SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 93 . oque resulta em escassez de água. pois a visão da águacomo um bem barato ou gratuito permanece arraigadaem muitos lugares. porémmuitos agricultores relutam em rever seus métodosde plantio e de cultura. (B) Parte das alternativas referentes ao uso adequadoda água está sendo adotada ao redor do mundo. ______________________________________________ 13. (D) No momento em que afasta meninos e meninas daescola. surgido na Austrália. correção e lógica. faz partedas alternativas referentes ao uso adequado daágua. (B) Alguns países optam por importar alimentos comoforma de economizar água. embora tambémnos países ricos se encontre regiões desérticas. arraigado em muitos lugares. muitos agricultores relutam emrever seus métodos de plantio e de cultura com asmedidas tardando a ser tomadas para resolver oproblema da visão da água como um bem barato ougratuito. colaborativoe global para questões ambientais. entidades nãogovernamentaise até mesmo internautas engajados aderiram ànovidade e. onde as medidas pararesolver o problema tardam a ser tomadas.Com essa ideia simples. autor de livro sobre oassunto e membro do conselho de um jornal on-line.com a visão dela como bem barato ou gratuito. de modo que as medidaspara resolver o problema tardam a ser tomadas. que está sendo adotada ao redor do mundo. no dia escolhido.sendo parte das alternativas ao uso adequado daágua que está sendo adotada ao redor do mundomesmo que muitos agricultores relutam em reverseus métodos de plantio e de cultura. É natural que apontem para a sustentabilidade sociale ambiental. 140 caracteres para passar o recado.São.Criado em 2006. A visão da água como um bem barato ou gratuito permanecearraigada em muitos lugares.

global. Seu sucesso impulsiona o debate sobre o uso de redes sociais na internet, cada vez mais comum emdiversos setores. Com as redes sociais, políticos brasileiros eórgãos estão tentando se aproximar mais dos cidadãos, intensificandocontato direto com eles. Usam as redes para divulgarpolíticas públicas e tratar de temas atuais.O Twiter tem se mostrado uma poderosa arma demobilização política – a ponto de ter protagonizado papelfundamental durante as últimas eleições presidenciais no Irã.Partidários da oposição encontraram no site a maneira maiseficaz de dizer ao mundo que o governo havia fraudado asvotações. Para driblar a censura, convocaram internautas domundo inteiro a retransmitirem suas mensagens.(Adaptado de Lucas Frasão. O Estado de S.Paulo, Vida &Sustentabilidade, Especial H6 e H7, 31 de julho de 2009) 14. Evidencia-se, no texto, que (A) o uso abusivo de sites de relacionamento na internetdesvirtua, por vezes, seu caráter participativo, aotransmitir informações do mundo político. (B) as discussões surgidas em redes virtuais nem semprepermitem consenso, tendo em vista o enormenúmero de participantes num único site. (C) as distâncias em que se encontram os internautasdificultam o engajamento em causas inteiramenteestranhas ao seu contexto habitual. (D) os sites de comunicação atuais, apesar de seu aparentecaráter democrático, acabam sendo privilégiodo poder político, em qualquer nação. (E) as redes virtuais de comunicação apresentam poderde mobilização em torno de causas que atingem aspessoas, indiferentemente de seu conteúdo específico. 15. Com a afirmativa no 1o parágrafo de que o Twiter cresceu1.382% em apenas um ano, o autor (A) coloca em dúvida a eficácia das informações transmitidas,pelo fato de que São, no máximo, 140 caracterespara passar o recado. (B) demonstra ceticismo quanto à eficácia no uso dessesite, com a questão Mas de que maneira essas redespodem estimular iniciativas de sustentabilidade? (C) se vale de um argumento que vai embasar a afirmativaposterior de que o Twiter se transformou emfenômeno de comunicação global. (D) censura o uso indiscriminado desse site, como formade propaganda na divulgação de ações políticas, emUsam as redes para

divulgar políticas públicas etratar de temas atuais. (E) defende até mesmo movimentos que se contrapõemà ordem estabelecida em alguns países, afirmandoque Para driblar a censura, convocaram internautasdo mundo inteiro a retransmitirem suas mensagens. ______________________________________________ 16. Órgãos públicos, entidades nãogovernamentais e atémesmo internautas engajados aderiram à novidade ... (1º parágrafo)A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complementoque o do grifado acima é: (A) ... e, cada vez mais, interagem com as chamadasredes sociais. (B) Alguns movimentos ecológicos nasceram em redes... (C) Seu sucesso impulsiona o debate sobre o uso deredes sociais na internet ... (D) ... intensificando contato direto com eles. (E) ... que o governo havia fraudado as votações. ______________________________________________ 17. ... e, cada vez mais, interagem com as chamadas redessociais. (1o parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos tempo e modo em que seencontra o grifado acima está na frase: (A) ... que apontem para a sustentabilidade social e ambiental... (B) ... quando o grupo se mantém por um tempo ... (C) ... universitários se organizaram em redes na internet ... (D) ... que o governo havia fraudado as votações. (E) ... a retransmitirem suas mensagens. 18. ... mobilização em torno de se apagarem as luzes nomundo todo, no dia escolhido. (3o parágrafo)Sentido idêntico da forma verbal grifada acima estáexpresso em de que (A) eram para apagar. (B) se precisava apagar. (C) se havia apagado. (D) fossem apagadas. (E) tinham sido apagadas. ______________________________________________ 19. Pela internet, um grupo de jovens universitários buscou amelhor formar de ajudar ...... vítimas de enchentes em Santa Catarina, e um deles foi ...... Itapema, disposto ......colaborar na reconstrução da cidade.As lacunas da frase acima estarão corretamentepreenchidas, respectivamente, por: (A) as - a - a (B) às - à - a (C) as - à - à (D) às - a - à (E) as - a - à ______________________________________________

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 94

20. Considere as afirmativas seguintes: I. O padrão culto da linguagem é estabelecido porseu uso específico nos atos e comunicações oficiais, com preferência por determinadas expressõese formas sintáticas, tendo em vista tratar-sede uma variante da linguagem técnica. II. Um dos princípios da redação oficial é a impessoalidadena comunicação de determinado assunto,considerando-se que ela é feita em nome do serviçopúblico para um destinatário entendido comopúblico, portanto, também impessoal. III. A necessidade de se empregar o padrão culto dalíngua na redação oficial decorre tanto do caráterpúblico dos atos emitidos quanto de sua qualidade,que é informar os cidadãos com clareza e objetividade.É correto o que se afirma em: (A) apenas I. (B) apenas I e II. (C) apenas I e III. (D) apenas II e III. (E) I, II e III.

O tímido nunca tem a menor dúvida de que, quandoentra numa sala, todas as atenções se voltam para ele e parasua timidez espetacular. Se cochicham, é sobre ele. Se riem, édele. Mentalmente, o tímido nunca entra num lugar. Explode nolugar, mesmo que chegue com a maciez estudada de umanoviça. Para o tímido, não apenas todo mundo mas o próprio destino não pensa em outra coisa a não ser nele e no que podefazer para embaraçá-lo. * Atriz de TV muito extrovertida, identificada pela maquiagem e roupasextravagantes. (Luís Fernando Veríssimo, Comédias para se ler na escola) 1. Na abordagem da timidez, o autor se vale de contradiçõese paradoxos para demonstrar que (A) o comportamento dos extrovertidos revela seudesejo de serem notados. (B) as atitudes de um tímido derivam de seu complexode superioridade. (C) a timidez e a extroversão não podem ser claramentedistinguidas. (D) o tímido opõe-se ao extrovertido porque assim ninguémo reconhece. (E) os extrovertidos são habitualmente reconhecidos comotímidos notórios. ______________________________________________ 2. Considerando-se o contexto do primeiro parágrafo, deduzseda frase só ele acha que se sentir inferior é doençaque, na opinião do autor, (A) a timidez leva ao complexo de inferioridade. (B) o sentimento de inferioridade não é uma anomalia. (C) o complexo de inferioridade não tem tratamento. (D) o sentimento de inferioridade é próprio dos tímidos. (E) a timidez é um disfarce para os muito extrovertidos. ______________________________________________ 3. Reconhece-se como em si mesma paradoxal a seguinteexpressão do texto: (A) retumbante timidez. (B) Todo mundo é tímido. (C) maciez estudada. (D) tem horror a ser notado. (E) faz questão de chamar atenção. ______________________________________________ 4. As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadasem: (A) Costumam haver nas pessoas extrovertidas traçosmarcantes de timidez. (B) Não se devem imputar aos muito tímidos a culpa porsua notoriedade. (C) Não deixam de ocorrer a um tímido as vantagens desua timidez. (D) Interessam a certos extrovertidos encobrir aspectosde sua timidez.

(TRT-2ANA JUD – AA 2008)
Atenção: As questões de números 1 a 8 referem-se ao textoque segue. Da timidez Ser um tímido notório é uma contradição. O tímido temhorror a ser notado, quanto mais a ser notório. Se ficou notóriopor ser tímido, então tem que se explicar. Afinal, que retumbante timidez é essa, que atrai tanta atenção? Se ficou notórioapesar de ser tímido, talvez estivesse se enganando junto comos outros e sua timidez seja apenas um estratagema para sernotado. Tão secreto que nem ele sabe. É como no paradoxopsicanalítico: só alguém que se acha muito superior procura oanalista para tratar um complexo de inferioridade, porque só eleacha que se sentir inferior é doença.Todo mundo é tímido, os que parecem mais tímidos são apenas os mais salientes. Defendo a tese de que ninguém émais tímido do que o extrovertido. O extrovertido faz questão dechamar atenção para sua extroversão, assim ninguém descobre sua timidez. Já no notoriamente tímido a timidez que usa paradisfarçar sua extroversão tem o tamanho de um carro alegórico.Segundo minha tese, dentro de cada Elke Maravilha* existe um tímido tentando se esconder, e dentro de cada tímido existe umexibido gritando: “Não me olhem! Não me olhem!”, só parachamar a atenção.

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 95

(E) O fato de serem tímidas não impossibilitam as pessoasde serem notadas.

__________________________________________
Atenção: As questões de números 9 a 15 referem-se ao textoque segue. Duas linguagens Na minha juventude, tive um grande amigo que era estudantede Direito. Ele questionava muito sua vocação para osestudos jurídicos, pois também alimentava enorme interessepor literatura, sobretudo pela poesia, e não achava compatíveisa linguagem de um código penal e a freqüentada pelos poetas.Apesar de reconhecer essa diferença, eu o animava, sem muitaconvicção, lembrando-lhe que grandes escritores tinham formaçãojurídica, e esta não lhes travava o talento literário.Outro dia reencontrei-o, depois de muitos anos. É juiz dedireito numa grande comarca, e parece satisfeito com a profissão.Hesitei em lhe perguntar sobre o gosto pela poesia, e ele,parecendo adivinhar, confessou que havia publicado alguns livrosde poemas – “inteiramente despretensiosos”, frisou. Ficou deme mandar um exemplar do último, que havia lançadorecentemente. Hoje mesmo recebi o livro, trazido em casa por um amigocomum. Os poemas são muito bons; têm uma secura de estiloque favorece a expressão depurada de finos sentimentos. Busquei entrever naqueles versos algum traço bacharelesco,alguma coisa que lembrasse a linguagem processual. Nada.Não resisti e telefonei ao meu amigo, perguntando-lhe como conseguiu elidir tão completamente sua formação e sua vidaprofissional, freqüentando um gênero literário que costumaimpelir ao registro confessional. Sua resposta: −Meu caro, a objetividade que tenho de ter para julgaros outros comunica-se com a objetividade com que busco tratarminhas paixões. Ser poeta é afinar palavra justas e precisossentimentos. Justeza e justiça podem ser irmãs.E eu que nunca tinha pensado nisso...(Ariovaldo Cerqueira, inédito) 9. O argumento em favor da plena compatibilidade entre alinguagem da poesia e a das práticas jurídicas está formuladona seguinte frase: (A) É juiz de direito numa grande comarca, e parecesatisfeito com a profissão. (B) Apesar de reconhecer essa diferença, eu o animava,sem muita convicção (...) (C) (...) têm uma secura de estilo que favorece a expressãodepurada de finos sentimentos. (D) (...) conseguiu elidir tão completamente sua formaçãoe sua vida profissional (...)

__________________________________________
5. Transpondo-se para a voz passiva o segmento ninguémdescobre sua timidez, a forma verbal resultante será: (A) não terá descoberto. (B) não será descoberta. (C) não terá sido descoberta. (D) não é descoberta. (E) não tem descoberto. ______________________________________________ 6. Na frase Se ficou notório apesar de ser tímido, talvezestivesse se enganando junto com os outros (...), o segmentosublinhado pode ser substituído, sem prejuízo parao sentido e a correção, por: (A) tendo em vista a timidez. (B) não obstante a timidez. (C) em razão da timidez. (D) inclusive a timidez. (E) conquanto a timidez. ______________________________________________ 7. Está clara e correta a redação do seguinte comentário sobre o texto: (A) É notório que o autor do texto seja um tímido, ondese conclui de que ele está falando com o autoritarismode sua própria experiência. (B) Não se deve vexar os tímidos por sua timidez, porquemesmo os extrovertidos, segundo o autor, nãodeixam também de ser assim. (C) Mesmo uma Elke Maravilha, afirma o autor, portaráconsigo um lado de timidez, por conta das extroversõesem cujas se fez notória. (D) Faz parte do humor do texto a controvérsia que ocomplexo de inferioridade implica em que, no fundo,trata-se de seu oposto. (E) Nem todos concordarão com as teses do autor, mesmoporque um humorista não escreve com o fito deestabelecer verdades incontroversas. ______________________________________________ 8. Atente para as seguintes frases: I. Não é possível estabelecer à medida que distanciaum notório tímido de um notório extrovertido. II. Não assiste às pessoas extrovertidas o privilégioexclusivo de se fazerem notar; também as tímidaschamam a atenção. III. Ainda que com isso não se sintam à vontade, ostímidos costumam captar a atenção de todos.Justifica-se o uso do sinal de crase SOMENTE em (A) II e III. (B) I e II. (C) I e III. (D) I. (E) III.

SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 96

a poética e a jurídica. o autor não os tinhaencontrado.. (B) Expressava-se numa linguagem poética em que elese obrigara a ser contido e disciplinado. a virtude da contenção. (B) O juiz disse ao amigo que lhe convira freqüentar asduas linguagens. (B) um julgamento é permeado pelos puros sentimentos. (E) Ainda que busque entrever algum excesso de formalismonos poemas do amigo. __________________________________________ SELEÇÃO DE QUESTOES FCC – PORTUGUÊS 97 ... Está adequado o emprego do elemento sublinhado nafrase: (A) Meu amigo juiz escrevia poemas que o estilo de linguagemera muito depurado. ______________________________________________ 15. (E) As duas práticas a que . (C) O autor logo recebera em casa o último livro depoemas que seu amigo lhe prometeu enviar. (E) Meu amigo deu-me uma explicação à qual pudeaproveitar uma lição muito original. ______________________________________________ 11. (B) Como não ... (D) O juiz lembrou ao amigo que o ofício de poeta nãodestitue de objetividade o ofício de julgar. (D) Naqueles poemas não se notava qualquer traço bacharelescoque viria a toldar o estilo preciso e depuradodos versos.(E) Justeza e justiça podem ser irmãs... (D) Mais que tudo me . (D) Surpreendeu-me que tivesse escrito poemas emcujos não havia vestígio de academicismos. (D) a linguagem confessional serve a ambas as situações. (B) Embora anime seu amigo. (fazer) referência o textonão são.. a precisão dos recursos estilísticos? (C) Aos poetas confessionais ... em seuspoemas. aludiu.. osrecursos formais que intensificavam o lirismo.. (C) Logo recebi o livro de poemas nos quais o grandevalor expressivo eu sequer desconfiava. O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se numaforma do plural para preencher corretamente a lacunada frase: (A) Entre as várias qualidades de seus poemas ... (C) Constatou que nos poemas não se vislumbravaqualquer marca que adviesse da formação profissionaldo amigo... ______________________________________________ 13.. (costumar) apresentar-se o risco de excessos emotivos.... __________________________________________ 14. (D) como conseguiu elidir como logrou obliterar. ______________________________________________ 12. traduz-se corretamente osentido de um segmento do texto em: (A) não lhes travava o talento não ia ao encontro deseu potencial... A afirmação feita pelo juiz de que a objetividade para julgaralguém comunica-se com a objetividade poética naexpressão das paixões salienta sua convicção de que (A) não há distinção visível entre as duas atividades. (C) têm uma secura de estilo manifestam uma esterilidade. Todas as formas verbais estão corretamente empregadase flexionadas na frase: (A) Não há nada que impela mais ao registro confessionalda linguagem do que uma vocação poéticaessencialmente lírica. Considerando-se o contexto. frisou “em nadaintencionais”. inconciliáveis. (E) impelir ao registro confessional demover o planodas confissões. (E) a busca de precisão é indispensável nos dois casos. __________________________________________ 10. de fato. naquele livro. (E) Nem bem se detera na leitura dos poemas do amigoe já percebera que se tratava de uma linguagemmuito depurada. (B) “inteiramente despretensiosos”.. (agradar). (C) a oposição entre ambas as situações reforça-as mutuamente. (haver) de surpreender.. Está adequada a correlação entre tempos e modos verbaisna frase: (A) O autor nunca teria suspeitado que seu amigoviesse a se revelar um poeta extremamente expressivo.(destacar-se). o autor não revelara plenaconvicção de que um juiz podia ser um grandepoeta.. acima de todas.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->