P. 1
Livro_EAD

Livro_EAD

|Views: 2.843|Likes:
Publicado porbetobastos_44

More info:

Published by: betobastos_44 on Mar 22, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/21/2013

pdf

text

original

A educação a distância no ILB surgiu em face de uma verdadeira
onda tecnológica que se iniciou com a criação da Rádio e da TV Senado

e a rápida informatização de toda aquela casa legislativa. À época,

“capacitava-se e treinava-se” presencialmente, mas demandas de vários
órgãos da instituição e solicitações de cursos para outros níveis do

parlamento, bem como convênios firmados inter-institucionalmente,
forçaram a criação do programa de educação a distância.

Criou-se um grupo de trabalho que planejou e executou o
Levantamento de Necessidades de Treinamento (LNT) e o Planejamento

Estratégico (PE), com programas, projetos e atividades específicas.
Identificaram-se as demandas internas pelo LNT e as externas mediante

solicitações de instituições conveniadas. Foram também consideradas as

demandas avulsas, de cidadãos que externavam a vontade/necessidade
de saber mais sobre o Poder Legislativo e o Senado, bem como participar

de cursos sobre vários temas afetos ao parlamento.
Em síntese, visou-se não apenas migrar parte dos programas e cursos

para a modalidade de educação a distância, mas, também, variar as
temáticas abordadas, pluralizar os meios (via Internet, programas em vídeo

e radiofônicos) e ampliar o público (servidores e parlamentares do
legislativo federal, estadual, distrital e municipal, dos países de língua

portuguesa, dos países do Mercosul, de instituições conveniadas e também

cidadãos brasileiros de forma geral). Durante o processo de expansão,

166

Mesa-redonda de pesquisa-ação

houve várias ações para que, no afã de disponibilizar mais e mais rápido,

não se perdesse qualidade.
Quanto à missão institucional, as atividades estão em absoluta sintonia

com ela: “o ILB promove e difunde conhecimentos com excelência e ética,
contribui para o desenvolvimento do País com atividades voltadas ao

aprimoramento dos procedimentos legislativos, colabora para o processo
de integração e modernização dos parlamentos brasileiros e estimula o

intercâmbio educativo-cultural com os legislativos estrangeiros”.
A iniciativa que vem sendo retratada é a própria implementação da

EAD no ILB/Senado. De fato, a preparação mais metodologicamente

conduzida foi a de realização do LNT/PE. No mais, foi muito “sangue,
suor e lágrimas” de uma pequena equipe de servidores públicos engajados.

Quanto às tecnologias, utilizou-se a pesquisa via Internet, no caso
específico do LNT. Para a disponibilização, as já citadas: Internet, rádio e

televisão, além, claro, da Plataforma de Educação a Distância, cuja primeira
versão foi contratada de terceiros e depois remodelada por dois servidores

do próprio Senado.

De fato, a expansão foi enorme e hoje os cursos e atividades

educacionais têm alunos em diversas regiões e cidades brasileiras, mesmo
as mais longínquas, bem como em países de língua portuguesa e do

Mercosul.

O acompanhamento das ações de EAD ocorre de maneira não
muito definida metodologicamente, o que, a princípio, não é indicado,

mas que, por outro lado, possibilita a flexibilidade necessária. Para ava-
liar, os integrantes da equipe geram relatórios e reúnem-se em várias

oportunidades para debater e propor correções de rumo e novas frentes
de atividades.

Assim, a situação anterior foi sem dúvida superada. Mas novos
obstáculos e desafios surgiram a partir dela. Um deles: como gerenciar

essa expansão ainda com poucos servidores na equipe? Outra: como

evoluir nos procedimentos e tecnologias, dada ainda essa característica

167

Educação a distância em organizações públicas

da equipe? Quanto à continuidade, parece-nos que, com a presente equipe,

o modelo está em seu limite de atuação.
Fundamental para a iniciativa foi a criatividade, abnegação e

perseverança das pessoas envolvidas que ajudaram a superar os obstáculos
encontrados durante a implementação do projeto. Também auxiliou a

pluralidade de especialistas nas áreas temáticas, encontrada entre os
servidores do Senado Federal, o que facilita desenvolver os conteúdos

dos cursos. Contudo, ainda permanece um obstáculo: a equipe é muito
pequena e precisa de mais formação e informações em EAD.

Responsável pelas informações
Marcelo Larroyed
(61) 9972-4745 / (61) 3311-1684
www.senado.gov.br/sf/senado/ilb

169

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->