P. 1
antigenos_e_anticorpos

antigenos_e_anticorpos

|Views: 1.831|Likes:
Publicado porrosaDorand

More info:

Published by: rosaDorand on May 14, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/08/2012

pdf

text

original

ANTÍGENOS E ANTICORPOS

Fernando Vital

ANTÍGENOS

ANTÍGENO 
É qualquer substância que pode ser especificamente ligada por um anticorpo ou por um receptor de célula T. 
Anticorpos: quase todas as moléculas biológicas Receptor T: peptídeos 

Imunógenos: moléculas que estimulam a resposta imune.

ANTÍGENO 
Característica principal: não-próprio. 
Antígenos próprios não desencadeam resposta imune. 

Imunogenicidade: capacidade de desencadear a resposta imune. 
Depende do peso molecular, da complexidade química, e da estranheza .

Antígenos xenogênicos: indivíduos de espécies diferentes. .ANTÍGENOS  Estranheza : Antígenos autólogos: são do mesmo indivíduo Antígenos singênicos: são de indivíduos geneticamente idênticos Antígenos alogênicos: de indivíduos geneticamente diferentes.

ANTÍGENOS  Peso molecular Haptenos .

que por isso não é capaz de sozinha desencadear a resposta imune.  Carreador: macromolécula que tem por função dar peso ao hapteno.ANTÍGENOS  Hapteno: substância química de baixo peso molecular. .  O complexo hapteno-carreador tem peso suficiente para desencadear a resposta imune.

ANTÍGENOS .

ANTÍGENOS  Complexidade química Estrutura da proteína .

Macromoléculas são muito maiores que a região de ligação do anticorpo.ANTÍGENOS  Epítopo (ou determinante antigênico): referese à parte da macromolécula à qual o anticorpo se liga especificamente. .  Polivalência (ou multivalência) de um antígeno: presença de multiplos determinantes.

ANTÍGENOS .

. de forma que dois ou mais anticorpos possam se ligar ao antígeno sem influenciarem um ao outro.ANTÍGENOS  Determinantes não sobrepostos: quando são bem separados.

a ligação de um anticorpo interfere na ligação do segundo. .ANTÍGENOS  Determinantes sobrepostos: quando estes estão próximos. Interferência estérica Interferência alostérica: quando há mudança conformacional do antígeno.

como proteólise) . pode Determinante conformacional Determinante linear Determinante neo-antigênico (alteração da estrutura covalente por modificações.ANTÍGENOS  O arranjo espacial dos epítopos influenciar a ligação dos anticorpos.

ANTÍGENOS .

.ANTÍGENOS  Classes de antígenos     Polissacarídeos (antígenos ABO) Lipídios (raramento imunogênicos) Ácidos nucléicos (pouco imunogênicos) Proteínas (altamente imunogênicos)  Antígenos T-independentes: antígenos não protéicos que podem estimular respostas de anticorpo sem a exigência de linfócitos T auxiliares específicos.

ANTICORPOS .

ANTICORPOS  Produzidos pelos linfócitos B.  Ligam-se especificamente aos antígenos. desencadeando vários mecanismos de eliminação destes. Neutralização de microrganismos ou seus tóxicos Ativação do sistema complemento Opsonização de antígenos para facilitar a fagocitose Hipersensibilidade imediata .

ANTICORPOS  Superfície de células  Forma secretada (plasma. líquido intersticial de tecidos  Anticorpos monoclonais e policlonais Anti-soro: soro sanguíneo com número detectável de moléculas de anticorpo. . secreções de mucosas.

ANTICORPOS  Proteínas do plasma: Albuminas Globulinas  Gamaglobulinas: eletroforese  Gamaglobulina = imunoglobulina Imunoglobulina = anticorpo .

ANTICORPOS  Estrutura Cadeias pesadas (H) e cadeias leves (L) Regiões constantes (C) e regiões variáveis (V) Pontes dissulfeto Regiões de dobradiça .

ANTICORPOS .

ANTICORPOS  Domínios de imunoglobulina Folhas -pregueadas  Região constante da cadeia pesada Três ou quatro domínios Ig  Região variável da cadeia pesada Um domínio Ig .

ANTICORPOS  Região constante cadeia leve  Um domínio Ig da  Região variável cadeia leve  Um domínio Ig da .

 Regiões constantes Não participam do reconhecimento do antígeno Funções efetoras . VH justapõe-se a VL para formar o sítio de ligação de antígenos.ANTICORPOS  Regiões variáveis Diferentes para anticorpos produzidos por clones diferentes.

CDR2 .ANTICORPO  Segmentos hipervariáveis: três curtas extensões nas regiões variáveis de ambas cadeias leves e pesadas.CDR1 .CDR3: as mais variáveis . Regiões determinantes de complementariedade (CDRs): formam uma superfície complementar à estrutura tridimensional do antígeno .

IgA1 e IgA2 IgD IgE IgG . IgG3 e IgG4 IgM .ANTICORPOS  Classes (isotipos) e subclasses de anticorpos IgA . IgG2.IgG1.

.

.ANTICORPOS  Diferentes isotipos de imunoglobulinas exercem diferentes funções.

.

. Região de dobradiça Permite ligar-se a diferentes determinantes de agentes multivalentes.ANTICORPOS  A molécula de anticorpo é dotada de flexibilidade.

ANTICORPOS .

ANTICORPOS  Fragmentos Fab Fc .

ANTICORPOS OBS: F(ab )2: quebra abaixo da dobradiça (pepsina) .

INTERAÇÃO Ag-Ac  CDRs e antígeno A interação Ag-Ac se dá por múltiplas ligações. .

não-covalente.INTERAÇÃO Ag-Ac  O reconhecimento do antígeno pelo anticorpo envolve uma ligação reversível.  Conceitos importantes: Valência da interação Afinidade da interação Avidez da interação .

INTERAÇÃO Ag-Ac  Valência da interação Exprime o número de ligações entre uma molécula de anticorpo e vários epítopos de uma superfície celular. .

Constante de dissociação (Kd): concentração de antígenos necessária para ocupar metade dos sítios de combinação dos anticorpos.INTERAÇÃO Ag-Ac  Afinidade da interação É a força da ligação entre um sítio de combinação do anticorpo e seu antígeno. Kd baixa afinidade alta .

.INTERAÇÃO Ag-Ac  Avidez da interação Representa o total de ligação de todos os sítios de anticorpos para todos os epítopos de antígenos.

INTERAÇÃO Ag-Ac .

INTERAÇÃO Ag-Ac  Características antígeno do reconhecimento do Especificidade Diversidade Afinidade e avidez .

afinidade e avidez na interação Ag-Ac. Explique o que é polivalência de um antígeno. . Quais as famílias e subfamílias das imunoglobulinas? 2. O que são regiões determinantes de complementariedade? 3.EXERCÍCIO 1. 5. Defina valência. Diferencie interferência estérica de interferência alostérica. 4.

caso ela seja desnaturada por calor? Explique.EXERCÍCIO 6. Uma proteína viral apresentando um determinante conformacional pode apresentar a mesma ligação com o anticorpo específico para esse determinante. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->