P. 1
Estudo Atos 3

Estudo Atos 3

|Views: 2.838|Likes:
Publicado porVanderVile

More info:

Published by: VanderVile on Feb 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/13/2013

pdf

text

original

Cronograma – Atos dos Apóstolos Capítulo 3 Pedro [pedra]: apóstolo, também chamado de Simão e Cefas.

Tinha como profissão a pesca. João: apóstolo, filho de Zebedeu e de Salomé. Ele e seu irmão Tiago também eram pescadores. (At: 3, 1 - 10) A cura de um coxo: Os judeus tinham por hábito [costume; maneira de viver; modo constante de agir] orar 3 vezes ao dia: manhã (9hs), tarde (15hs) e noite (pôr-do-sol). Nessa época, os judeus devotos e os gentios que criam em Deus iam freqüentemente ao templo para orar. Pedro e João iam ao templo, para o culto de oração da tarde. A Porta Formosa era uma entrada do templo, não da cidade. Era uma das preferidas; muitos passavam por ela a caminho da adoração. O homem coxo [aquele que coxeia; manco] escolheu mendigar onde pudesse ser visto pela maioria das pessoas. Na religião judaica, dar dinheiro aos mendigos era uma atitude considerada louvável. Por isso, o mendigo sabiamente se colocou onde as pessoas piedosas poderiam avistálo. O homem coxo pediu dinheiro, mas Pedro lhe deu algo infinitamente melhor: a possibilidade de usar novamente as pernas para andar. Pedro utilizou o nome de Jesus como autoridade máxima para a liberação do milagre. Os apóstolos ministravam pelo poder do Espírito Santo, não por seu próprio poder. Após ser curado, o ex-coxo entusiasmado louvou a Deus em reconhecimento da cura que havia recebido. O Pórtico ou Alpendre de Salomão, espécie de pórtico ou cobertura apoiada em grandes colunas e construída no pátio do templo. Jesus e os apóstolos estiveram ali diversas veze. Assim como Pedro devemos orar a Deus, pedindo coragem e ousadia, para aproveitarmos as oportunidades e sermos usados como canais de bênçãos. (At: 3, 11 - 26) O discurso de Pedro no templo: Poucas semanas atrás havia acontecido em Jerusalém a crucificação de Jesus. Ainda era um fato recente para os habitantes daquela época. Pedro lembra, que foi o próprio povo quem escolheu a liberdade de Barrabás em lugar da de Jesus. Os líderes religiosos pensavam que haviam posto um fim à vida de Jesus, quando o crucificaram. Porém, Pedro afirma que Jesus é o próprio Autor da Vida e que através da fé e do Nome de Jesus ocorrera tal milagre. Pedro também relata o tempo da restauração de tudo (vs: 21), que é a segunda vinda de Jesus, quando se dará o Juízo. Infelizmente, em tempos futuros a esta passagem bíblica muitos judeus rejeitaram as Boas Novas, então a mensagem foi pregada aos gentios, que se mostraram mais dispostos a reconhecer Jesus como seu único Salvador. Historicamente, depois de Salomão, Israel desistiu de sua missão de falar ao mundo a respeito do verdadeiro Deus. E tanto no período em que Jesus esteve encarnado, como na época em que os apóstolos pregaram, Israel rejeitou o seu Salvador.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->