Você está na página 1de 19

Introdução

à

Teoria das Filas

Prof: JOÃO AGRIPINO

Teoria das Filas

O primeiro impulso que temos é dizer, a fila se forma devido não existir capacidade de atendimento para todos. Em parte esta afirmativa é verdadeira, mas existem muitos fatores que levam a formação das filas

26/05/2012

Teoria das Filas

Uma das questões que mais afligem a sociedade moderna são as filas, temos fila para quase tudo, filas no banco, no supermercado, nas ruas

Teoria das Filas

Mas então, como é que as filas se formam?

Teoria das Filas O fator preponderante é a taxa de atendimento X taxa de chegada.
Teoria das Filas
O fator preponderante é a taxa de
atendimento X taxa de chegada. Ou
seja mesmo que se tenha o melhor
atendimento, se em um dado momento a
taxa de chegada for maior que a de
atendimento fatalmente teremos ali
formada uma fila

Teoria das Filas

Uma fila é caracterizada por um processo de chegadas (pessoas, veículos, trens, objetos, etc.) a um sistema de atendimento formado por uma ou mais unidades de serviço. Estas unidades podem ser de atendimento individual (banco, supermercado, etc.), ou atendimento em grupos (pessoas num elevador, veículos num semáforo, etc.).

26/05/2012

Teoria das Filas

Um fator importante para ser observado, é o horário de inicio do atendimento, se os clientes começam a chegar antes do inicio do atendimento, fatalmente este já começa enfrentando uma fila formada. E para que esta fila se dissolva a taxa de atendimento tem obrigatoriamente ser maior que a de chegada.

Teoria das Filas AS filas podem ser de diferentes tipos: Canal único, atendimento único -
Teoria das Filas
AS filas podem ser de diferentes tipos:
Canal único, atendimento único - onde há
apenas um posto de atendimento
Canal único, atendimento múltiplo- onde o
cliente precisa percorrer mais de um
posto de atendimento para solucionar o
seu problema e tem somente um posto
de atendimento para cada tipo de
atendimento
Teoria das Filas Canal Múltiplo atendimento único - onde uma fila é atendida por dois
Teoria das Filas
Canal Múltiplo atendimento único - onde
uma fila é atendida por dois ou mais
postos de atendimento em paralelo
Canal único, atendimento múltiplo - onde
o cliente tem que ser atendido por mais
de um tipo de posto e existem postos
trabalhando em paralelo.

Teoria das Filas

Isto depende do tipo de atendimento que

é prestado, existem postos de

atendimento que tem taxa constante, a exemplo da indústria onde uma maquina sempre processa a mesma quantidade de produtos num determinado espaço de tempo.

26/05/2012

Teoria das Filas

Comportamento de atendimento

Chamamos de taxa de atendimento o tempo que um posto leva para atender um cliente. Esta taxa pode ter comportamento determinístico ou probabilístico,

Teoria das Filas

Dizemos então que este comportamento é determinístico, (variância 0), sempre que medirmos o numero de atendimentos num dado intervalo de tempo, o numero de atendimentos sempre será sempre o mesmo.

Teoria das Filas

No comportamento probabilístico por sua vez, a taxa de atendimento varia de um cliente para outro, a exemplo do consultório de um dentista, onde o tempo de atendimento depende do serviço a ser executado, pode-se dizer que é um comportamento de atendimento sem memória.

Teoria das Filas

Se a taxa de atendendimento é µ, então dizemos que ataxa média de atendimento é 1/µ, que é neste caso 5 min./cliente.

26/05/2012

Teoria das Filas

Para estes casos que não temos um tempo exato precisamos trabalhar com uma média de atendimento, isto pode ser feito através da seguinte forma:

Ex: Se temos um posto de serviço capaz de atender um cliente a cada 5minutos, esta será portanto a sua taxa média de atendimento, chamemos esta taxa de (µ)

Teoria das Filas

A taxa de chegada chamemos de λ.

Em muitas aplicações, assume-se que a taxa de atendimento varia segundo a distribuição de Poisson com média µ. Desta forma a probabilidade de que na unidade de tempo assumida, sejam atendidos y clientes sera dada por:

P(y) = µ y e -µ /y!

Teoria das Filas

P(y)= µ y e -µ /y! Onde:

µ

=

taxa de atendimento = numero médio

de clientes atendidos na unidade de tempo assumida

e

=

base dos logaritimo neperianos

=2,7183

y! = fatorial de y=y (y-1)(y-2)

(3)(2)(1)

= produto dos numeros naturais de 1 até y

Teoria das Filas

Onde:

P(t T) = probabilidade de que o tempo de atendimento a um cliente seja inferior ou igual a um intervalo especificado T.

µ

= a taxa média de atendimentos

e

= base dos logaritimos neperianos

26/05/2012

Teoria das Filas

Se a taxa de atendimento segue uma distribuição de Poisson, então o tempo de atendimento varia segundo uma distribuição exponencial com tempo médio de atendimento de 1/µ. A probabilidade de que o tempo de atendimento t não ultrapasse um dado valor T e dada por:

P(t T)=1 – e -µT Sendo T0

Teoria das Filas Grandezas e distribuição de probabilidades na chegada e no atendimento Grandezas Chegada
Teoria das Filas
Grandezas e distribuição de
probabilidades na chegada e no
atendimento
Grandezas
Chegada
Atendimento
Médias
Nº de chegadas na unidade de
tempo(Taxa de chegada)
Poisson
λ
Tempo decorrido entre duas
chegadas consecutivas
Exponencial
1/λ
Numero de atendimentos na unidade
de tempo(Taxa de atendimento)
Poisson
µ
Tempo decorrido entre dois
atendimentos consecutivos
Exponencial
1/µ

Teoria das Filas

Exemplo:

O caixa de um restaurante fast-food, nos horarios de pico, recebe, em média, dois clientes a cada minuto. A chegada dos clientes nesses horarios obedece a distribuição de Poisson. Qual é a probabilidade de que, em um dado minuto, o caixa receba:

Teoria das Filas

Solução:

a) Probabilidade de não receber nenhum cliente Temos: P(x)= λ x e -λ /x!

Onde λ= 2 clientes por minuto

Para x=0 (nenhum cliente):

P(0)=2 0 e -2 /0! = ?

26/05/2012

Teoria das Filas

Exemplo:

a) nenhum cliente?

b) dois clientes?

c) três clientes ou menos?

Teoria das Filas

Solução:

P(0)=2 0 e -2 /0! = P(0)= 1(2,7183 -2 )/1= P(0)= 1(0,135)

P(0)=0,135

Teoria das Filas

Solução:

b) Probabilidade de receber dois

clientes Utilizando a mesma equação temos:

Para x=2 (dois clientes):

P(2)=2 2 e -2 /2! = ?

Teoria das Filas

Solução:

c) Probabilidade de receber três clientes ou menos em um minuto

P/ receber 3 clientes ou menos) em um minuto, temos o somatório(∑) das probabilidades = P(0)+P(1)+P(2)+P(3)

26/05/2012

Teoria das Filas

P(2)=2 2 e -2 /2! = P(2)=4(2,7183 -2 )/2*1

P(2)=4(0,135)/2

P(2)=0,54/2

P(2)=0,27

Teoria das Filas

Já temos P(0) e P(2) vamos calcular P(1) e P(3) Utilizando a mesma equação temos:

Para x=1 (um cliente):

P(1)=2 1 e -2 /1! =

Para x=3 (três clientes):

P(3)=2 3 e -2 /3! =

Teoria das Filas

Para x=1 (um cliente):

P(1)=2 1 e -2 /1! = P(1)=2(2,7183 -2 )/1!

P(1)=2(0,135)/1

P(1)=0,27

Teoria das Filas

Portanto, a probabilidade de receber três clientes ou menos em 1 minuto

∑ das probabilidades=P(0)+P(1)+P(2)+P(3)

= 0,135+0,27+0,27+0,18=0,855

Ou 0,855 de probabilidade de chegada de três clientes ou menos o caixa no horário analisado

26/05/2012

Teoria das Filas

Para x=3 (três clientes):

P(3)=2 3 e -2 /3! =

P(3)=8(0,135)/3*2*1

P(3)=1,08/6

P(3)=0,18

Teoria das Filas

Exemplo 2:

No mesmo restaurante fast-food, vamos supor que o atendente do caixa consiga atender, em média, quatro clientes por minuto. Admitamos ainda que a taxa obedeça a distribuição de Poisson, ou seja tempo de atendimento obedece a exponencial negativa.

Teoria das Filas

Qual a probabilidade de que o tempo de atendimento seja igual ou inferior a:

a) 20 segundos

b) 10 segundos

c) 05 segundos

Teoria das Filas

P(t T)=1-e -µT µ=4clientes por minuto T= 20 segundos = 1/3m Temos :

P(t 20)=1-e -4(1/3) P(t 20)=1-e -1,333 P(t 20)=1-0,2637 P(t 20)=0,736

26/05/2012

Teoria das Filas

Solução:

a)Probabilidade de o atendimento ser igual ou inferior a 20 segundos Temos:

P(t T)=1-e -µT Onde µ=4clientes por minuto e T = 20 segundos, lembrando que temos que compatibilizar as unidades, os 20 segundos tem que ser representados em minutos

Teoria das Filas

Solução:

b)Probabilidade de o atendimento ser igual ou inferior a 10 segundos Temos:

P(t T)=1-e -µT Onde µ=4clientes por minuto e neste caso T = 10 segundos, Compatibilizando as unidades, temos: T= 1/6m

Teoria das Filas

P(t T)=1-e -µT µ=4clientes por minuto T= 10 segundos = 1/6m Temos :

P(t 10)=1-e -4(1/6) P(t 10)=1-e -0,666 P(t 10)=1-0,513 P(t 10)=0,487

Teoria das Filas

P(t T)=1-e -µT µ=4clientes por minuto T= 05 segundos = 1/12m Temos :

P(t 05)=1-e -4(1/12) P(t 05)=1-e -0,333 P(t 05)=1-0,717 P(t 05)=0,283

26/05/2012

Teoria das Filas

Solução:

c)Probabilidade de o atendimento ser igual ou inferior a 05 segundos Temos:

P(t T)=1-e -µT Onde µ=4clientes por minuto e neste caso T = 05 segundos, Compatibilizando as unidades, temos: T= 1/12m

Teoria das Filas

Exercício

1) A bilheteria de um teatro consegue atender 5 clientes a cada 3 minutos, supondo que a taxa de atendimento obedeça a distribuição de Poisson, qual é a probabilidade de que o tempo de atendimento:

Teoria das Filas

a) seja igual ou inferior a 25 segundos

b) seja igual ou inferior a 10 segundos

c) seja igual ou inferior a 30 segundos

d) seja igual ou inferior a 2 minutos

Teoria das Filas

Resposta:

P(t T)=1-e -µT, Sendo T 0,

P(t T)= Probabilidade de que o tempo de atendimento t seja inferior a um dado valor T

µ

= taxa média de atendimento

e

=2,7183

26/05/2012

Teoria das Filas

Resposta:

Assumindo que a taxa de atendimento obedeça a distribuição de Poisson, o tempo obedecera a distribuição exponencial:

Teoria das Filas

Resposta:

a) A probabilidade de que o tempo seja igual ou inferior a 25 segundos.

Temos: P(t T)= P(t 25) A taxa média de atendimento é µ =5/3 clientes por minuto ou 5/180 clientes por segundo, simplificando por 5 temos 1/36 clientes por segundo, ou seja um cliente é atendido a cada 36 segundos

Teoria das Filas

Resposta:

Logo:

P(t 25) = 1-e -µT

1-e -25(1/36)

1-2,7183 -25(1/36) = 1-0,50

= 0,50

A probabilidade de o tempo de atendimento a 1 cliente seja igual ou inferior a 25s é de 0,50

Teoria das Filas

Resposta:

Logo:

P(t 10) = 1-e -µT

1-e -10(1/36) = 1-0,76

= 0,24

A probabilidade de o tempo de atendimento a 1 cliente seja igual ou inferior a 10s é 0,24

26/05/2012

Teoria das Filas

Resposta:

b) A probabilidade de que o tempo seja igual ou inferior a 10 segundos.

Temos: P(t T)= P(t 10)

Teoria das Filas

Resposta:

c) A probabilidade de que o tempo seja igual ou inferior a 30 segundos.

Temos: P(t T)= P(t 30)

Teoria das Filas

Resposta:

Logo:

P(t 30) = 1-e -µT

1-e -30(1/36) = 1-0,44

= 0,56

A probabilidade de o tempo de atendimento a 1 cliente seja igual ou inferior a 30s é 0,56

Teoria das Filas

Resposta:

Logo:

P(t 120) = 1-e -µT

1-e -120(1/36) = 1-0,04

= 0,96

A probabilidade de o tempo de atendimento a 1 cliente seja igual ou inferior a 2min é de 0,96

26/05/2012

Teoria das Filas

Resposta:

c) A probabilidade de que o tempo seja igual ou inferior a 2minutos 2minutos = 2*60segundos. 120 segundos

Temos: P(t T)= P(t 120)

Teoria das Filas

Estudo do modelo Canal único

Embora seja o mais simples, o modelo de canal único para filas de espera é um dos mais utilizados. Costuma-se adotar a hipótese de que tanto a taxa de chegada quanto a de atendimento obedecem a distribuição de Poisson.

Teoria das Filas

Estudo do modelo Canal único

Isto implica que o tempo entre duas chegadas e o tempo de dois atendimentos consecutivos distribuem- se segundo a exponencial. Admite-se também que a taxa média de chegada e a taxa média de atendimento são constantes.

Teoria das Filas

Adotamos a seguinte notação λ= taxa de chegada µ= taxa de atendimento ρ = utilização do sistema Ρ(0)= probabilidade de que o sistema esteja ocioso Ρ(n)= probabilidade de que haja n clientes no sistema Ρ(n=k)= probabilidade de que a fila não tenha mais que k clientes

26/05/2012

Teoria das Filas

Outras hipóteses relevantes ao modelo são:

- Os clientes chegam de uma população infinita

- A disciplina da fila é a PEPS (ou FIFO)

- Não ha abandono da fila nem antes nem depois que o cliente se junta a ela

- A taxa média de atendimento é maior que a taxa média de chegada (µ>λ)

Teoria das Filas

L f =número de clientes na fila

L= número médio de clientes no sistema

W f = tempo médio que o cliente espera na fila

W = tempo médio que o cliente espera no sistema

Teoria das Filas

Com estas notações seguem as fórmulas para o modelo de canal único:

1-Utilização do sistema: ρ=λ/µ

2-Probabilidade do sistema estar ocioso:

P(0)= 1-ρ ou 1-λ/µ

-

Teoria das Filas

5-Numero médio de clientes na fila:

L f 2 /(µ(µ-λ))

6-Número médio de clientes no sistema:

L=L f +λ/µ ou L= (λ 2 /(µ(µ-λ)) +λ/µ)

26/05/2012

Teoria das Filas

3-Probabilidade de que haja n clientes esperando ou sendo atendidos no sistema:

P(n)=(λ/µ) n P(0) ou P(n)=(λ/µ) n( 1-ρ=1-λ/µ)

4-Probabilidade de que a fila não tenha mais que k clientes: P(n=k)=1-(λ/µ) k+1

Teoria das Filas

7-Tempo médio de espera na fila:

W f =L f /λ ou W f = (λ 2 /µ(µ-λ))/λ

8-Tempo médio que o cliente espera no sistema:

W=L/λ ou W= (λ 2 /µ(µ-λ))/λ

Teoria das Filas

-Exemplo: O serviço de ponte aérea de uma capital com algumas das maiores cidades do país encontra-se congestionado, a intensidade do trafego aéreo é em função da hora do dia. Sendo

que o momento mais critico esta entre 17

e

18h dos dias úteis exatamente durante

o

retorno das pessoas que deixam a

capital pela ponte aérea para trabalhar fora. Os aviões que chegam ficam em fila

única, aguardando a vez para aterrissar.

Teoria das Filas

Supondo que tanto a taxa de chegada como

a taxa de pouso dos aviões obedeçam a

distribuição de Poisson, determinar:

a) A taxa de utilização do sistema de aterrissagem do aeroporto

b) A probabilidade de que nenhum avião esteja pousando ou aguardando liberação de pista

26/05/2012

Teoria das Filas

-Os aviões ficam sobrevoando em grandes círculos nas proximidades do aeroporto até que a torre de controle libere alguma pista para o pouso. Para este horário (entre 17 e 18h), a taxa média de chegada de aviões é de um a cada 3 minutos. A torre de controle, por sua vez consegue aterrissar, em média 1 avião por minuto.

Teoria das Filas

c) A probabilidade de que haja apenas um avião ou aguardando ordem para isto

d) A probabilidade de que não haja mais que três aviões sobrevoando as cercanias do aeroporto, aguardando instruções para pouso

e) O número médio de aviões aguardando ordem de pouso

f) O numero médio de aviões pousando ou aguardando ordem de pouso

Teoria das Filas

g) O tempo médio que um avião fica sobrevoando as cercanias do aeroporto, aguardando ordem para pousar

h) O tempo médio que um avião demora a aterrissar, incluindo o tempo de aterrissagem em si, mais o tempo que fica sobrevoando perto do aeroporto aguardando ordem para pousar.

Teoria das Filas

Solução:

Para que possamos trabalhar com λ e µ, é necessário que ambas estejam com mesma taxa unidade de tempo, no caso adotando o intervalo de 3min como a unidade de tempo, λ não se altera, mas µ passa a ser igual a 3 pousos a cada 3 minutos.

26/05/2012

Teoria das Filas

Solução:

a) A taxa de utilização do sistema de aterrissagem do aeroporto É a relação entre as taxas de pouso e de chegada, sendo:

ρ= utilização do sistema de aterrissagem λ=taxa de chegada dos aviões=1 a cada 3m µ = taxa de pouso = 1 avião a cada 1m

Teoria das Filas

Sendo portanto λ=1 e µ=3, valores que servirão para todo este exercício,

Temos então: ρ=λ/µ = 1/3

Esta e a taxa de utilização do sistema 1/3 ou 33,3%

Teoria das Filas

b) A probabilidade de que nenhum avião

esteja pousando ou aguardando liberação de pista Trata-se da probabilidade de que não haja nenhum avião no sistema, ou seja P(0):

P(0)=1-ρ= 1-1/3= 2/3 ou 0,666 A probabilidade de não haver nenhum avião no sistema é de 66,6%

Teoria das Filas

d) A probabilidade de que não haja mais que três aviões sobrevoando as cercanias do aeroporto, aguardando instruções para pouso. A formula adequada para este caso é: P(n=k)=1-(λ/µ) k+1

Sendo n=k=3 temos:

P(3)=1-(1/3)

P(3)=1-(1/3)

P(3)=1-(1/81)

P(3)=80/81= 0,988 ou 98,8%

3+1

4

26/05/2012

 

Teoria das Filas

c)

A probabilidade de que haja apenas um avião ou aguardando ordem para isto

Pela nossa notação queremos calcular P(1), temos: P(n)=(λ/µ) n P(0). Substituindo n na equação:

P(1)=(λ/µ) 1 P(0) P(1)=(1/3) 1 (2/3) P(1)=2/9 ou 0,2222

A

probabilidade de que haja apenas um avião no sistema é de 22,22%

 

Teoria das Filas

e)

O número médio de aviões aguardando ordem de pouso.

Trata-se do numero de “clientes”

 

aguardando na “fila” ou seja L f

L

f 2 /(µ(µ-λ))

L

f =1 2 /(3(3-1))

L

f =1/6

O

numero médio de aviões aguardando ordem de pouso é de 1/6

 

Teoria das Filas

f) O numero médio de aviões pousando ou aguardando ordem de pouso

A fórmula adequada para este calculo é

L=L f +λ/µ (fila ñ ter mais que k clientes) Já temos os valores de L f e de λ/µ

L=1/6+1/3

L=3/6 simplificando por 3 temos 1/2

O

numero médio de aviões pousando ou aguardando ordem de pouso 1/2

 

Teoria das Filas

h)

O tempo médio que um avião demora a aterrissar, incluindo o tempo de aterrissagem em si, mais o tempo que fica sobrevoando perto do aeroporto aguardando ordem para pousar.

Trata-se de W, dado por:

 

W=L/λ

Temos os valores de L e de λ W=(1/2)/1= 1/2

26/05/2012

Teoria das Filas

g) O tempo médio que um avião fica sobrevoando as cercanias do aeroporto, aguardando ordem para pousar Trata-se do tempo médio de permanência do “cliente” na “fila”,o que é dado por:

W f =L f /λ ;Já temos os valores de L f e de λ W f =(1/6)/1 = 1/6

O tempo médio de sobrevôo é de 1/6