Você está na página 1de 42

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Título Aqui

Índice

Disjuntores a Vácuo SION Descrição Título Aqui Índice Seção 1 Disjuntores a Vácuo SION Descrição Seção

Seção 1 Disjuntores a Vácuo SION

Descrição

Índice Seção 1 Disjuntores a Vácuo SION Descrição Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo

Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE

a Vácuo SION Descrição Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Disjuntores

Seção 3 Módulo Deslizante 3AE

Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Disjuntores a Vácuo SION ©

Anexo

Disjuntores a Vácuo SION

Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Disjuntores a Vácuo SION ©
Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Disjuntores a Vácuo SION ©
Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Disjuntores a Vácuo SION ©
Seção 2 Disjuntor Padrão 3AE Seção 3 Módulo Deslizante 3AE Anexo Disjuntores a Vácuo SION ©

© Siemens AG 2005

Disjuntores a Vácuo SION

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Seção 1 do Catálogo Página Características dos disjuntores a vácuo 3AE Características 1/1 Disjuntores a
Seção 1 do Catálogo
Página
Características dos disjuntores a vácuo 3AE
Características 1/1
Disjuntores a vácuo padrão
Construção e modo
de operação
1/2 e 1/3
7,2 a 24 kV
• Para instalação fixa
• Como sistemas removíveis
Equipamento secundário
1/4 e 1/5
• Sem acessórios de montagem
Programa de
1/6 a 1/10
fornecimento, dados técnicos
–Elemento removível
–Braços de contato, sistemas de contato
–Contatos fixos, buchas
Diagramas
1/11
Módulo deslizante
Estrutura do Nº do pedido
Equipamentos adicionais
(códigos de pedido para o
Nº do Pedido)
1/12
7,2 a 24 kV
1/13
• Disjuntor padrão com
–Elemento removível, braços de contato, sistemas de contato, contatos fixos, buchas
Montado em
• Carrinho com venezianas

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Construção e modo de operação

Geral

O disjuntor a vácuo compacto

SION controla todas as tarefas

de manobra em sistemas de

distribuição de média tensão

e é adequado para instalação

em todos os tipos de painéis de média tensão com isolamento a ar.

Os acessórios de instalação completos permitem a integração fácil no painel

e formam quase todo

o compartimento do disjuntor, na configuração máxima como módulo deslizante.

Meio de manobra

A tecnologia de manobra a

vácuo dos interruptores a vácuo, que foi comprovada por 30 anos, serve como princípio de supressão de arco.

Conjuntos de pólo

Os conjuntos de pólo consistem em:

– Interruptores a vácuo

– Carcaças do pólo.

Os interruptores a vácuo são isolados a ar e podem ser acessados livremente. Os conjuntos de pólo são fixados

à placa de montagem do

mecanismo de operação

e apoiadas através da carcaça do pólo.

O interruptor a vácuo (3)

é montado rigidamente ao

suporte do interruptor. A parte

inferior do interruptor é guiada no suporte inferior do interruptor, permitindo

o movimento axial. A carcaça

do pólo (4) absorve as forças externas geradas pelas operações de manobra e pela pressão de contato.

Mecanismo de operação

Todo o mecanismo de operação

é montado em sua placa de

montagem, incluindo o motor,

disparadores, indicadores e

dispositivos de atuação.

Mecanismo de operação com energia armazenada

O mecanismo de operação é do

tipo de energia armazenada, por mola. A força é transmitida do

mecanismo de operação para os

conjuntos do pólo através de alavancas de operação. A mola de fechamento pode ser carregada elétrica ou manualmente. Ela é travada quando a carga está

completa. A mola de fechamento atual como mecanismo de energia armazenada.

Para fechar o disjuntor, a mola de fechamento pode ser destravada mecanicamente, através do botão “ON” local, ou eletricamente, através de controle remoto. A mola de

fechamento carrega as molas

de pressão de contato/abertura

quando o disjuntor fecha.

A mola de fechamento, agora

descarregada, será carregada novamente pelo motor

do mecanismo.

Agora, o disjuntor pode realizar

a seqüência de manobra ABRIR– FECHAR–ABRIR, que é necessária no caso de uma

operação de religamento

malsucedida.

Todos os mecanismos de

energia armazenada realizam

as tarefas de manobras de

sincronização e transferência de carga rápida, bem como religamento automático.

Mecanismo livre de desengate

No caso de um comando de abertura sendo aplicado depois que uma operação de fechamento tiver sido iniciada, os contatos móveis voltam à posição aberta e permanecem assim mesmo se o comando de fechamento for mantido. Isto significa que os contatos dos disjuntores a vácuo estão momentaneamente na posição fechada.

Disjuntores a Vácuo SION

a vácuo estão momentaneamente na posição fechada. Disjuntores a Vácuo SION 1/2 Siemens HG 11.02 •

Disjuntores a Vácuo SION

Construção e modo de operação

Motores do mecanismo de operação

Os motores operam em ciclos de trabalho rápidos e, portanto, o consumo de tensão e potência não precisam estar de acordo com os dados da placa de identificação.

Proteção dos motores do mecanismo (veja a tabela) A corrente de influxo no motor pode ser negligenciada, visto que é de duração muito curta.

Módulo deslizante

Além do equipamento de

instalação do disjuntor disponível para disjuntores padrão, através de pacotes para o elemento removível, braços de contato, contatos fixos e buchas, também

é possível fornecer um módulo deslizante completo.

O módulo deslizante contém

todos os componentes necessários para o compartimento do disjuntor de um painel. Ele consiste no disjuntor em um elemento removível com braços de contato, montado em um carrinho com paredes laterais e posterior, equipado com buchas, contatos fixos, venezianas e mecanismo da veneziana. As superfícies das paredes lateral e posterior formam o compartimento de conexão testado.

O disjuntor a vácuo no elemento

removível é montado no cartucho com o respectivo cabo, através de movimento rotativo do eixo.

O mecanismo da veneziana é

controlado por portas laterais e as venezianas são abertas para fazer contato. Sinais para as posições

de serviço e desconectada são transmitidos ao conector do módulo na interface de baixa tensão do disjuntor a vácuo, através das chaves de posição do elemento removível.

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

das chaves de posição do elemento removível. Disjuntores a Vácuo SION Descrição Siemens HG 11.02 •

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Equipamento secundário

Disjuntores a Vácuo SION

O escopo do equipamento

secundário depende da aplicação particular e oferece muitas variações, que atendem quase todos os requisitos. A seguir, são descritos todos os módulos secundários. Para obter informações sobre disponibilidade e combinação, consulte as Seções 2 e 3.

Disparadores

Um disparador é um dispositivo que transfere os comandos de uma fonte externa, como uma sala de controle, para o mecanismo de travamento do disjuntor, de modo que ele possa ser aberto ou fechado. Os vários tipos de disparadores disponíveis são descritos detalhadamente a seguir.

Os disparadores são projetados para operação em ciclo de curta duração, de até 1 minuto, e são reinicializados internamente.

Bobina de fechamento 3AY15 10

A bobina de fechamento

destrava eletricamente a mola

de fechamento carregada do disjuntor a vácuo.

Disparadores de derivação

Disparadores de derivação são usados para desengate automático de disjuntores

a vácuo, através de relés de

proteção adequados, para disparo elétrico intencional.

Eles não têm a finalidade de conexão a uma fonte de alimentação externa, mas em casos especiais, podem também ser conectados a um transformador de tensão para operação manual.

Estão disponíveis dois tipos diferentes de disparadores de derivação:

No caso do 1º disparador de derivação 3AY15 10, o pulso elétrico de desengate é alimentado para o mecanismo de travamento “ABRIR” através de uma armadura de bobina de atuação direta, para abrir o disjuntor.

O 3AX11 01 é instalado se for necessário mais de um disparador de derivação.

Com este projeto, o comando elétrico de abertura é disparado através de uma armadura de bobina que destrava um mecanismo de energia armazenada antes de ser alimentado para o comando “ABRIR” do mecanismo de travamento para abrir o disjuntor. Com este disparador, é possível obter tempos de operação mais curtos em relação ao tipo 3AY15 10.

Disparador de baixa tensão 3AX11 03

Um disparador de baixa tensão contém um mecanismo de energia armazenada, um mecanismo de destravamento

e um sistema eletromagnético

que é energizado permanente- mente enquanto o disjuntor a vácuo está fechado.

Se a tensão cair abaixo de

um nível predeterminado,

o

disparador é destravado

e

habilitado e o disjuntor é

aberto através do mecanismo de energia armazenada.

Disparador operado por TC

contém

- Um mecanismo de energia armazenada

- Um mecanismo

de destravamento

- Um sistema

eletromagnético.

É usado na ausência de fonte de alimentação auxiliar (por exemplo, uma bateria). O desengate é efetuado através de um relé de proteção (por exemplo, proteção de tempo de sobrecorrente) que atua no disparador operado por TC.

Os seguintes disparadores operados por TC são usados:

Disparador operado por TC 3AX11 02 com corrente nominal de 0,5 A ou 1A, que requer transforma-

dores auxiliares além dos transformadores de corrente principais.

Disparador operado por TC 3AX11 04, versão de baixa energia para um pulso

de desengate de 0,1Ws.

A corrente do transformador

garante que o sistema de proteção receba energia e

abasteça um armazenamento de energia cuja carga esteja

disponível como pulso de

desengate W 0,1Ws no momento do disparo. Este

pulso é ativado pelo contato de comando e pode ativar o disparador operado por TC.

O disparador operado por

TC 3AX11 04 sempre é usado juntamente com um

sistema de proteção ou relé de proteção que recebe alimentação e energia de liberação para o disjuntor

a vácuo de seu próprio

transformador de corrente

e, portanto, não depende

de tensões de alimentação

auxiliares externas:

- Sistema de proteção 7SJ45

- ou sistemas de proteção similares

Equipamento de disparo

O equipamento máximo

consiste em 2 disparadores

selecionados livremente. Para obter informações sobre combinações de disparadores, consulte as páginas 2/11 e 3/8.

informações sobre combinações de disparadores, consulte as páginas 2/11 e 3/8. 1/4 Siemens HG 11.02 •

Disjuntores a Vácuo SION

Equipamento secundário

Fechamento elétrico local

Na versão padrão, os disjuntores podem ser fechados eletricamente de forma remota. Além disso, eles podem ser fechados mecanicamente, de forma local, destravando diretamente a mola de fechamento.

Anti-pumping (mecânico e elétrico)

Se comandos FECHAR e ABRIR constantes estiverem presentes no disjuntor a vácuo ao mesmo

tempo, o disjuntor retornará à posição aberto após fechar. Ele permanece nessa posição até que um novo comando CLOSE (fechar) seja dado. Desta forma, evita-se o fechamento

e a abertura contínuos (= “pumping”).

Chave de posição para sinalizar “mola de fechamento carregada”

O status de carregamento

da mola de fechamento no disjuntor a vácuo pode ser interrogado eletronicamente através da chave de posição.

Sinal de desengate do disjuntor

O contato NA S6 faz um

contato rapidamente enquanto

o disjuntor está se abrindo e

isto freqüentemente é usado para operar um sistema de aviso de perigo que, entretanto, pode responder apenas ao desengate automático do disjuntor. Portanto, o sinal do contato NA deve ser interrompido quando o disjuntor está sendo operado intencionalmente.

Isto pode ser feito sob controle local, com a chave de desligamento S7, que

é

conectada em série com

o

contato NA.

Módulos de varistor integrados

Quando cargas indutivas estão sendo desconectadas em circuitos DC, é possível que haja produção de sobretensões de manobra, o que pode colocar os dispositivos de estado sólido em risco. Para evitar isso, o motor, a bobina de fechamento e os disparadores são equipados com módulos de varistor integrados para tensões de operação W 60 de até 250 V DC. Isto limita as sobretensões para aproximadamente 500 V.

Interface de baixa tensão

A cobertura separada permite

acesso fácil à interface de baixa tensão. Todas as conexões de controle

e sinalização do lado do cliente estão concentradas aqui:

– Chave auxiliar

– Terminais auxiliares

– Conector plugue

– Relé anti-pumping

– Plugue do módulo do elemento removível.

Chave auxiliar 3SV9

As versões disponíveis são

– 6 NA +6 NF

– 1 2 NA +1 2 NF

Consulte as páginas 2/10 e 3/7 para obter informações sobre disponibilidade e contatos da chave auxiliar que pode ser usada pelo cliente.

da chave auxiliar que pode ser usada pelo cliente. Conexões secundárias (para o circuito de controle)

Conexões secundárias (para o circuito de controle)

Versões:

Conector plugue de

64 pinos, fabricante

Amphenol, com conexões crimpados. Uma ferramenta de crimpagem é necessária para conectar a fiação à peça do plugue inferior.

Conector plugue de

24 pinos, marca Amphenol,

com conexões a parafuso na

parte superior do plugue e

com conexões crimpadas na parte inferior.

Terminais auxiliares de

27 pinos, os cabos de

controle são passados pelo cliente pela luva do cabo.

Plugue do módulo adicional para versões com elemento removível com para indicação de posição desse elemento.

Consulte os tipos de conexões secundárias nas páginas 2/12

e 3/9.

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

A

parte superior do plugue

e

a luva do conector são

fornecidas soltas. Não

é necessária nenhuma

ferramenta para conectar e desconectar as partes superior

e inferior do plugue.

Os esquemas (veja a página

1/11) mostram a atribuição

de fábrica para as conexões

secundárias. Todos os

disjuntores Siemens têm a

mesma atribuição de terminais

se eles tiverem as mesmas

conexões secundárias, o que facilita a substituição de qualquer disjuntor.

Intertravamento

Intertravamento mecânico

Na interface do intertrava- mento mecânico do disjuntor

a vácuo, os sensores no lado

do painel podem verificar o status da manobra e impedir

o fechamento do desconector associado enquanto o

disjuntor a vácuo está fechado.

O

sistema também impede que

o

disjuntor a vácuo seja

fechado enquanto o desconector associado está em posição de falha.

Disjuntores montados em elementos removíveis têm

intertravamento mecânico,

o que faz o cabo para

montagem do elemento removível em rack poder ser inserido apenas na posição

“ABRIR”. A trava do elemento

removível pode ser liberada

apenas na posição desconec-

tado, acionando os cabos.

Se o disjuntor do elemento removível estiver em uma posição intermediária (não está na posição de serviço

nem desconectado), a

operação não é possível devido ao intertravamento mecânico.

Intertravamento elétrico

Os contatos auxiliar e de

sinalização que mostram

a posição da chave do

disjuntor a vácuo do

elemento removível podem ser integrados ao conceito de intertravamento do painel, para excluir seqüências de manobra não permitidas.

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Módulos deslizantes SION disponíveis

Programa de fornecimento, dados técnicos

– Para instalação fixa

– Como sistemas removíveis

Com acessórios de instalação

Elemento removível

Braços de contato

Sistemas de contato

Contatos fixos

Buchas

Disjuntores a Vácuo SION

• Sistemas de contato • Contatos fixos • Buchas Disjuntores a Vácuo SION 1/6 Siemens HG

Disjuntores a Vácuo SION

Disjuntores a vácuo SION disponíveis

Programa de fornecimento, dados técnicos

– Para instalação fixa

– Como sistemas removíveis

Com acessórios de instalação

Elemento removível

Braços de contato

Sistemas de contato

Contatos fixos

Buchas

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Sistemas de contato • Contatos fixos • Buchas Disjuntores a Vácuo SION Descrição Siemens HG 11.02

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Módulos deslizantes SION disponíveis

Programa de fornecimento, dados técnicos

– Disjuntores padrão montados em um cartucho com acessórios

Disjuntores a Vácuo SION

– Disjuntores padrão montados em um cartucho com acessórios Disjuntores a Vácuo SION 1/8 Siemens HG

Disjuntores a Vácuo SION

Módulos deslizantes SION disponíveis

Programa de fornecimento, dados técnicos

– Disjuntores padrão montados em um cartucho com acessórios

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

padrão montados em um cartucho com acessórios Disjuntores a Vácuo SION Descrição Siemens HG 11.02 •

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Tempos de operação

Disjuntores a Vácuo SION

Tempos de operação à tensão nominal do circuito secundário

Dados técnicos

à tensão nominal do circuito secundário Dados técnicos Normas Os disjuntores a vácuo estão em conformidade

Normas Os disjuntores a vácuo estão em conformidade com as seguintes normas:

IEC 60 694

IEC 62 271-100

Os módulos deslizantes foram testados de acordo com

IEC 62 271-200, em relação a:

- Resistência dielétrica

- Aumento de temperatura

- Capacidade de manobra.

Classe do disjuntor de acordo com a IEC 62 271-100, E2, M2, C2

Capacidade de condução de corrente As correntes nominais normais especificadas na Fig. a foram definidas na IEC 62 271-100 para temperatura ambiente de 40 °C e aplicam-se painéis abertos. Para painéis fechados, aplicam-se os dados do fabricante do painel. A temperaturas ambientes < 40 °C, correntes normais mais altas podem ser conduzidas (veja a Fig. a).

Capacidade de isolamento (veja a Fig. b)

Os valores nominais da capacidade de isolamento

reverem-se à altitude do nível

do mar. A diminuição da

capacidade de isolamento deve ser levada em conta para altitudes de instalação acima de 1000 m.

A característica m = 1 se

aplica à tensão nominal

suportável à freqüência de

alimentação de curta duração

e à tensão nominal suportável

de impulso atmosférico. O fator de correção Ka deve ser levado em conta para altitudes de instalação > 1000 m, de acordo com as características.

Para selecionar os

dispositivos, aplica-se o

seguinte:

Tensão suportável a ser selecionada 1) ≥ tensão suportável necessária 2) x K a .

1) Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração

2) Tensão suportável de impulso atmosférico

Fig. a Correntes nominais normais Fig. b Fator de correção de altitude Ka
Fig. a
Correntes nominais normais
Fig. b
Fator de correção de altitude Ka

Disjuntores a Vácuo SION

Esquemas (não são obrigatórios – apenas exemplos)

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Legenda

K1

M1

Contator (anti-pumping)

Mecanismo operado

por motor

R1

S1

S12 Intertravamento mecânico S21, Chaves de posição S22 (desliga o mecanismo operador por motor após

Resistor

Chave auxiliar

o carregamento da mola)

53

Chave de posição (anti-pumping)

54

Chave de posição (abre quando a mola de fechamento está carregada)

55

Travamento de

fechamento elétrico

56

Sinal de desengate do disjuntor

57

Chave de corte para

o

sinal de desengate

X0

do disjuntor Conector plugue de

X1

24 ou 64 pinos Terminais auxiliares

Y1

de 27 pinos 1º disparador de derivação

Y2

2º disparador de derivação

Y4

Disparador operado por

Y6

TC (corrente nominal de 0,5 A ou 1 A) Disparador operado por

Y7

TC (pulso de desengate em 0,1 Ws) Disparador de baixa tensão

Y9

Bobina de fechamento

Abreviaturas:

NA = normalmente aberto NF = normalmente fechado

Bobina de fechamento Abreviaturas: NA = normalmente aberto NF = normalmente fechado Siemens HG 11.02 •

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Estrutura do Nº do pedido

Disjuntores a Vácuo SION

Dados gerais

Os disjuntores a vácuo consistem em uma parte primária e uma parte secundária. Os dados relevantes compõem o Nº do Pedido, com 16 dígitos.

A parte primária contém os

principais dados elétricos

dos pólos do disjuntor.

A parte secundária tem

indicações sobre os dispositivos auxiliares que são necessários para operar e controlar o disjuntor a vácuo.

Equipamentos adicionais

Um item de equipamento adicional é especificado por um código de pedido. Quando um pedido é feito, isto deve ser indicado junto com o Nº do Pedido. Vários tipos de equipamentos adicionais podem ser pedidos ao mesmo tempo, ou seja, vários códigos de pedido podem ser adicionados ao Nº do pedido, sucessivamente

e em qualquer ordem.

No caso de mais equipamentos adicionais que não podem ser pedidos através de códigos de pedido, entre em contato com PTD MCS OM em Berlim, Alemanha.

através de códigos de pedido, entre em contato com PTD MCS OM em Berlim, Alemanha. 1/12

Disjuntores a Vácuo SION

Códigos de pedido para o Nº do Pedido

Disjuntores a Vácuo SION Descrição

Equipamento adicional

Visão geral (apenas para fins informativos)

SION Descrição Equipamento adicional Visão geral (apenas para fins informativos) Siemens HG 11.02 • 2005 1/13

Disjuntores Padrão SION

Disjuntores a Vácuo SION

7,2 a 24 kV, 50/60 Hz

SION D i s j u n t o r e s a V á c

Disjuntores a Vácuo SION

Dados de pedido, exemplos de pedidos

Disjuntores Padrão SION

Disjuntores a Vácuo SION Dados de pedido, exemplos de pedidos Disjuntores Padrão SION Siemens HG 11.02

Disjuntores Padrão SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 7,2 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 60 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 20 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores a Vácuo SION

7,2 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 12,3 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,24 kV/µs

271-100 – Tensão (TRV) 12,3 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV) 0,24

Disjuntores a Vácuo SION

Dados de pedido, exemplos de pedidos

Tensão nominal Ur 7,2 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 60 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 20 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores Padrão SION

7,2 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 12,3 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,24 kV/µs

kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV) 0,24 kV/µs 1) De acordo com

1) De acordo com a IEC 60 694 com 100 A DC 2) Disponível em meados de 2006

Disjuntores Padrão SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 12 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 75 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 28 kV (42 kV, veja em equipamentos adicionais) Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores a Vácuo SION

12 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 20,6 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,34 kV/µs

271-100 – Tensão (TRV) 20,6 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV) 0,34

Disjuntores a Vácuo SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 12 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 75 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 28 kV (42 kV, veja em equipamentos adicionais) Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores Padrão SION

12 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 20,6 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,34 kV/µs

271-100 – Tensão (TRV) 20,6 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV) 0,34

Disjuntores Padrão SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 17,5 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 95 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 38 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores a Vácuo SION

17,5 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 30 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,42 kV/µs

62 271-100 – Tensão (TRV) 30 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV)

Disjuntores a Vácuo SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 17,5 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 95 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 38 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores Padrão SION

17,5 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 30 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,42 kV/µs

62 271-100 – Tensão (TRV) 30 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV)

Disjuntores Padrão SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 24 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 125 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 50 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores a Vácuo SION

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 41 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,47 kV/µs

62 271-100 – Tensão (TRV) 41 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV)

Disjuntores a Vácuo SION

Equipamento secundário

Disjuntores Padrão SION

Disjuntores a Vácuo SION Equipamento secundário Disjuntores Padrão SION Siemens HG 11.02 • 2005 2/10

Disjuntores Padrão SION

Sufixos do Nº do pedido (equipamentos secundários)

Disjuntores a Vácuo SION

secundários) D i s j u n t o r e s a V á c

Disjuntores a Vácuo SION

Sufixos do Nº do pedido (equipamentos secundários)

Disjuntores Padrão SION

SION Sufixos do Nº do pedido (equipamentos secundários) Disjuntores Padrão SION Siemens HG 11.02 • 2005

Disjuntores Padrão SION

Acessórios e peças sobressalentes

Disjuntores a Vácuo SION

e peças sobressalentes D i s j u n t o r e s a V

Disjuntores a Vácuo SION

Acessórios e peças sobressalentes (continuação)

Disjuntores Padrão SION

SION Acessórios e peças sobressalentes (continuação) Disjuntores Padrão SION Siemens HG 11.02 • 2005 2/14

Módulo Deslizante SION

Dados para seleção e pedidos

Disjuntores a Vácuo SION

7,2 a 24 kV, 50/60 Hz

D i s j u n t o r e s a V á c u

Disjuntores a Vácuo SION

Dados de pedido, exemplos de pedidos

Módulo Deslizante SION

Disjuntores a Vácuo SION Dados de pedido, exemplos de pedidos Módulo Deslizante SION Siemens HG 11.02

Módulo Deslizante SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 7,2 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 60 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 20 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores a Vácuo SION

7,2 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 12,3 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,24 kV/µs

271-100 – Tensão (TRV) 12,3 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV) 0,24

Disjuntores a Vácuo SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 12 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 75 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 28 kV (42 kV, veja em equipamentos adicionais) Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Módulo Deslizante SION

12 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 20,6 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,34 kV/µs

271-100 – Tensão (TRV) 20,6 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV) 0,34

Módulo Deslizante SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 17,5 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 95 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 38 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Disjuntores a Vácuo SION

17,5 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 30 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,42 kV/µs

62 271-100 – Tensão (TRV) 30 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV)

Disjuntores a Vácuo SION

Dados para seleção e pedidos

Tensão nominal Ur 24 kV, 50/60 Hz Tensão suportável nominal de impulso atmosférico Up 125 kV Tensão suportável nominal à freqüência industrial de curta duração Ud 50 kV Componente DC DC = 36 % da corrente nominal de interrupção de curto-circuito

Módulo Deslizante SION

24 kV, 50/60 Hz

Valores da tensão de recuperação de transiente

– De acordo com a IEC 62 271-100

– Tensão (TRV) 41 kV de valor de pico

– Taxa de aumento (RRRV) 0,47 kV/µs

62 271-100 – Tensão (TRV) 41 kV de valor de pico – Taxa de aumento (RRRV)

Módulo Deslizante SION

Equipamento secundário

Disjuntores a Vácuo SION

Equipamento secundário D i s j u n t o r e s a V á

Disjuntores a Vácuo SION

Sufixos do Nº do pedido (equipamentos secundários)

Módulo Deslizante SION

Vácuo SION Sufixos do Nº do pedido (equipamentos secundários) Módulo Deslizante SION Siemens HG 11.02 •

Módulo Deslizante SION

Sufixos do Nº do pedido (equipamentos secundários)

Disjuntores a Vácuo SION

(equipamentos secundários) D i s j u n t o r e s a V á

Disjuntores a Vácuo SION

Acessórios e peças sobressalentes

Módulo Deslizante SION

Disjuntores a Vácuo SION Acessórios e peças sobressalentes Módulo Deslizante SION Siemens HG 11.02 • 2005

Módulo Deslizante SION

Acessórios e peças sobressalentes (continuação)

Disjuntores a Vácuo SION

(continuação) D i s j u n t o r e s a V á c

Disjuntores a Vácuo SION

Observações

Salvo indicação contrária em cada uma das páginas deste catálogo, reservamos o direito de incluir modificações, especialmente dos valores, dimensões e pesos declarados.

Não é obrigatório seguir os desenhos. Todas as designações de produtos usadas são marcas registradas ou nomes de produtos da Siemens AG ou outros fornecedores. Salvo indicação contrária, todas as dimensões estão expressas em mm. As informações deste documento contêm descrições gerais das opções técnicas disponíveis, que nem sempre precisam estar presentes em casos individuais. As características necessárias devem, portanto, ser especificadas para cada caso, na ocasião do fechamento do contrato.

Responsável:

Conteúdo técnico:

Edição geral:

Ursula Symontschyk Siemens AG, Dept. PTD M C PPM Berlin

Gabriele Pollok Siemens AG, Dept. PTD M C PPM Erlangen

Apêndice